VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Escritório de advogados diz que Veja é versão tupiniquim de tablóide inglês


29/08/2011 - 19h43

Nota à imprensa

A revista Veja perpetrou uma série de atos atentatórios ao regular exercício profissional do escritório Tessele & Madalena – Advogados Associados, numa atabalhoada tentativa de invasão de domicilio ao apartamento 1606 do Hotel Naoum, locado para uso privativo do nosso escritório, na qual o jornalista Gustavo Nogueira Ribeiro, se utilizando de ardis e subterfúgios, passou-se por seu hóspede, para fins da retirada de objetos pessoais daquela unidade.

O caso já é objeto de apuração pela Polícia Civil do Distrito Federal (Ocorrência 4658/2011-0), que investiga também se a revista Veja foi a responsável pela instalação de equipamentos de espionagem nas dependências do prédio. Posteriormente, para adentrar nas dependências do nosso escritório, dito jornalista fez-se passar por assessor do prefeito de Varginha/MG.

Mantemos com o escritório Oliveira e Silva e Ribeiro Advogados, de São Paulo, desde dezembro de 2007, um acordo de cooperação técnica, regularmente registrado no Conselho da OAB/DF, e que prevê, dentre outras obrigações, o uso comum de instalações, estrutura, logística, recursos humanos e técnicos, aos advogados associados a ambos escritórios, em trânsito em São Paulo e Brasília. A suíte que a Veja tentou violar está alugada desde setembro de 2010, para Tessele & Madalena – Advogados Associados e faz parte desse rol de utilidades disponíveis aos advogados, quando em trânsito em Brasília.

Trata-se de uma relação legal e transparente. Não existe nada de misterioso ou suspeito, como insinua a revista. Já os métodos empregados pela Veja, que, neste episódio, abandonou todos os critérios jornalísticos e se enveredou em uma operação típica de polícia política privada, atropelam os preceitos básicos do Estado Democrático de Direito.

Com relação ao caso Boris Berezovski, o sócio Hélio Madalena repele qualquer insinuação ou vínculo com tais fatos e buscará na esfera judicial a recomposição da verdade.

A revista Veja se escuda nos fundamentos legítimos da liberdade de imprensa para atacar e difamar aqueles que elege como seus adversários políticos. A versão tupiniquim do tablóide News of the World, do empresário Rupert Murdoch, que pratica um jornalismo de teses independente dos fatos, se superou nesse episódio na medida em que lançou mão de práticas, que, esperamos, sejam severamente condenadas pela Justiça.

Tessele & Madalena – Advogados Associados

Leia também:

Uma entrevista com o gerente do hotel Naoum

Humberto Costa, no Senado: É preciso debater ética da mídia

Devanir Ribeiro, fotografado no hotel: Jornalismo “podre e mentiroso”

A denúncia original de Zé Dirceu: Repórter cometeu crime

Pinheiro Salles: Brasil teve 130 centros de tortura no regime militar

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


46 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Saulo

30 de agosto de 2011 às 20h20

O Klaus e sua turminha são fãs do Rei do Esgoto, o Cara de Arroz Azedo !!! São os donos da verdade !!!

Responder

leandro

30 de agosto de 2011 às 15h53

Estranho é ver ptistas pedindo ley do medios. Logo o partido da presidente Dilma que lutou contra a ditadura e a cansura. Agora querem uma censura de esquerda. Mas, podem esperar sentados, isso nunca passa no Brasil. Primeiro porque a grande parte ndos congresistas é sócio ou afiliado a grandes redes e segundo porque quem governa é o PMDB, o PT é um mero marionete. AH, hoje o governo anunciou dimnuição de impostos para usineiros, alguem ainda acha que esse governo tem algo de esquerda.

Responder

    HMS TIRELESS

    30 de agosto de 2011 às 17h36

    Leandro:
    Para a esquerda liberdade de expressão é quando eles podem dizer tudo e os seus opositores são obrigados a ficar calado ouvindo….

Almerindo

30 de agosto de 2011 às 11h37

Tá bom… Mas vai ficar SÓ NISSO? E o processo? E a "ley de medios"???

Responder

Ze Duarte

30 de agosto de 2011 às 10h57

Dirceu é advogado? Porque um escritório alugaria em nome do estabelecimento? Porque não em nome do próprio?

Responder

HMS TIRELESS

30 de agosto de 2011 às 10h26

Como tem gente aqui pedindo a Ley de Medios!O bom dessa lei é que você pode falar, ofender e caluniar à vontade ao passo que quem discorda de você é obrigado a ficar calado ouvindo! e ai de quem se insurgir! A mão pesada e justiceira do Estado, tal como um Deus vingador, descerá impiedosa sobre os desobedientes. Perfeito…

Responder

    Almerindo

    30 de agosto de 2011 às 11h44

    MUITO PELO CONTRÁRIO, ô troll… Se a imprensa acusar SEM PROVAS, garante direito AUTOMÁTICO de resposta com o MESMÍSSIMO DESTAQUE para o acusado (no caso, o Governo Federal). Entendeu ou QUER QUE EU DESENHE???

    HMS TIRELESS

    30 de agosto de 2011 às 14h17

    E quem vai fazer o juízo de valor acerca da veracidade ou não das provas apresentadas meu caro pelego? o próprio acusado(no caso o GF)?. Faça-nos o favor! Se o governo sentir ofendido que procure o Judiciário…Ah! esqueci que para vocês a tal "justiça burguesa" não presta…..

    Goiânia DIVAS

    30 de agosto de 2011 às 16h02

    HMS TIRELESS, você vive em que país?

    Klaus

    30 de agosto de 2011 às 11h57

    Ninguém aqui leu a Ley do Medios argentina e nunca foi colocada aqui uma tradução dela. A maioria fala de "ouvir dizer" e acha que se ela for implementada será o fim da divulgação das mal-feitorias do governo. O que eles querem é a censura e a vingaça contra aquela imprensa que não diz Amém para o PT e o governo e acham que a Ley dos Medios será isto. Querem a Ley dos Medios para punir aqueles que difamam, mas eles mesmo o fazem aqui no blog e por toda a blogosfera. Me chamam de nazista por causa do nick alemão (com o beneplácito dos moderadores democratas) mas provavelmente pediriam a pena de morte se alguém falar qualquer coisa sobre qualquer minoria aliada, seja negros, mulheres, nordestinos e pobres em geral. A tristeza deles é que o Brasil, apesar de tudo, tem instituições fortes, e não é uma república bananeira como Equador, Bolívia, Venezuela e Argentina, que tem uma presidenta que a única qualidade que a levou ao cargo era dividir o leito com o antigo presidente.

    Sofia

    30 de agosto de 2011 às 23h25

    Não quero censura! MUITO MENOS q se acabem as mídias de direita!!! Pelo contrário, acho q o decente, o certo, o digno, o DEMOCRÁTICO é justamente ter oposição! E se quer a minha opinião honesta, prefiro mesmo ter uma mídia de direita enquanto um governo de esquerda, ou, se o caso for (infelizmente) uma mídia de esquerda quando um governo de direita. Assim, os olhos estarão sempre vigilantes! O q NÃO É POSSÌVEL é ter uma mídia desregulada, desenfreada, abestada q pensa q pode tudo. Um jornalista q denuncie é bem vindo! Um jornalista q inventa e publica com o aval de seus editores como se PROVADO estivesse eu quero longe! Acho sinceramente q jornalismo investigativo é um dos ramos mais nobres, mas sem regulação, não tem nobreza q se sustente! Só "manual de ética do jornalista" não dá, colega!

    Em tempo: BLOG não cobra por conteúdo! Nem todos os blogs são feitos por jornalistas! E os q são… CONCORDO q têm q seguir as mesmas regras! Mas… QUE REGRAS? LEI DE MÍDIAS em Português!

kraft

30 de agosto de 2011 às 09h09

vão aprender a escrever seus analfabetos

Responder

Alexandre Oliveira

30 de agosto de 2011 às 08h59

…este já deve ser o enésimo fato recente que justifica uma "Ley de Medios" em nosso país. Não dá para entender o que acontece "nos bastidores do poder", que não permita que esta demanda siga adiante. Por favor, chamem o Franklin Martins de volta!

Responder

    HMS TIRELESS

    30 de agosto de 2011 às 10h04

    Se você tem tanto apreço pela censura, sugiro que se mude para a Venezuela!

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 14h51

    Você financia uma mansão na ilha Margarita para nosso amigo Alexandre? Viver na Venezuela é viver duas vezes…!

SILOÉ-RJ

30 de agosto de 2011 às 03h57

ALÔ!!!ALÔ!!! ABI, OAB!!!
Até quando vocês vão ficar de braços cruzados???
Hoje o Dirceu, amanhã qualquer um de nós!!!

Responder

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 10h42

    ABI e OAB ficaram lá atrás, nos anos setenta. O que temos aí são seus herdeiros, vítimas de degeneração genética.

Gersier

30 de agosto de 2011 às 01h48

Lembram quando esse esgôto estampou em capa manchete dizendo que o Brasil tinha se tornado um "estado policial"? Lembram que a capa surgiu após o tal grampo sem audio? Lembram que um tucanóide,quando a famigerada globo perseguia o Renam o acusou de instalar câmara em um aeroporto para espiona-lo?Lembram que câmaras da famigerada globo ficavam sorrateiramente de plantão escondidas sob janelas para flagrar intimidades de ministros do Governo Lula? Pois é,são casos "pensados" para se auto defenderam das suas vagabundices caso fossem pegos,como foi agora,com a mão na boca da botija.É a comprovação de que esses marginais travestidos de repórteres estão a serviço de interesses dos que querem ferrar a população,pois não aguentam ver o Brasil ser dos brasileiros e não de grupelhos mafiosos que,para se locupletarem,vendem até a mãe.

Responder

Sérgio

30 de agosto de 2011 às 01h34

E o senhor Ophir do Conselho Federal da OAB não vai se manifestar, logo ele que palpita em tudo?

ET: Mais uma vez a máfia midiática cuspiu na democracia. Espero que os poderes constituidos estejam atentos.

Responder

Leonardo Ferreira

30 de agosto de 2011 às 00h35

A Veja está contando com o apoio dos outros meios de Comunicacões, sinão ela não utilizava desses métodos. É um acinte ao povo Brasileiro. Como pode as entidades no Brasil que se dizem democráticas fechar os olhos para tanta barabaridade? A democracia no Brasil está ameaçada pelos donas das comunicações e seus colunistas.

Responder

Polengo

29 de agosto de 2011 às 23h53

Cada vez que entro na internet, aparece mais alguém desmentindo a revista.
Está ficando interessante, tomara que os advogados acima também acionem judicialmente a forradora de gaiolas.

Responder

Roberto Locatelli

29 de agosto de 2011 às 23h50

Ley de Medios, já!

Responder

Ze Duarte

29 de agosto de 2011 às 22h53

Dirceu é advogado?

Responder

Paulo Teixeira repudia o jornalismo de Veja: Provocação e delinquência | Viomundo - O que você não vê na mídia

29 de agosto de 2011 às 22h48

[…] Escritório de advogados diz que Veja é versão tupiniquim de tabloide inglês […]

Responder

Alvaro Tadeu Silva

29 de agosto de 2011 às 22h13

Veja, a Revista das Trevas.

Responder

O_Brasileiro

29 de agosto de 2011 às 21h50

Se boa parte do Judiciário não estivesse tão cooptada pela mídia golpista, esta já teria ido à falência com tantos processos que sofre por abuso de suas prerrogativas.

Responder

José Bsb

29 de agosto de 2011 às 21h33

Coitado do blogueiro da revista foi encarregado de justificar a asneira da ultima edição. A situação da veja é muito complicada. Sabe-se agora que as imagens estampadas na matéria não foram capturadas pelas cameras do hotel, além da já conhecida dupla tentativa de invasão do jornalista. É preciso levar este caso até as últimas consequencias. Mas se depender do judiciário, esse pendenga vai se arrastar por uns 10 anos. De todo modo, a veja caiu na mesma vala do news of the world. Mas não acredito que sofrerá as mesmas consequencias do "colega" inglês. No Brasil a impunidade só não alcança ladrão de galinha. Vamos aguardar.

Responder

Gerson Carneiro

29 de agosto de 2011 às 21h04

O caso tomou uma proporção que a Veja não imaginava. Como disse o Eduardo Guimarães: "A 'pequena' imprensa, neste fim de semana, humilhou a 'grande'. "

Responder

@anabellbar

29 de agosto de 2011 às 20h47

Veja está a procura de um novo quadro de profissionais: arrombadores com passagem pela polícia.

Responder

Marcio H Silva

29 de agosto de 2011 às 20h39

Para o AI-5 Digital os Parlamentares estão agindo e com pressa. Marco da Internet vai logo ao congresso, regulação da mida não.

Responder

M.S. Romares

29 de agosto de 2011 às 20h33

Discordo um pouco sobre essa versão tupiniquim. Lá, nos ditos paises civilizados, como por aqui, quando existem a baixaria, a total falta de escrúpulo, o não compromisso com a verdade, etc, as coisas em muito se assemelham. E isso não tem muito a ver com renda per cápita, educação formal, ou algo do gênero. Para esse tipo de pessoa, a "reportagem" se torna mais importante do que os fatos.

Responder

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 10h48

    É, mas lá as coisas têm uma linha consensual que determina um limite tolerável. O tablóide atravessou essa linha e implodiu. A Veja não só atravessa a linha, como vai desenhando uma nova linha cada vez mais além.

eliseu

29 de agosto de 2011 às 20h10

CADÊ A OAB ???????????

Responder

    beattrice

    30 de agosto de 2011 às 00h28

    Tomando chá com o Civita.

    Luís

    30 de agosto de 2011 às 07h58

    Organizando o Cansei 2.0

    Bonifa

    30 de agosto de 2011 às 10h39

    Perdeu qualquer noção de ridículo.

    Panambi

    30 de agosto de 2011 às 08h25

    Diria eu, se em Fortaleza estivesse: "OAB? Que diabo é isto, macho???"

    GilTeixeira

    30 de agosto de 2011 às 10h04

    Ah, se sesse!

    João Maria Fernandes

    30 de agosto de 2011 às 08h54

    Viu não? Lançou uma campanha na net contra a "corrupção", seu presidente nacional disse que está "muito preocupado" com a escalada da roubalheira no país, dai que deram o ponta-pé inicial no movimento "Cansei" versão 2011 e anti-Dilma, fala-se que já estão programando "passeatas de protestos" em algumas capitais… quero ver se vai ter na Av. Paulista.

    João PR

    30 de agosto de 2011 às 11h35

    Eliseu, a OAB deve estar ocupado organizando um novo "CANSEI".

    Tem que avisar a OAB que o CANSEI, desta vez, tem que ser: Cansei da Veja e de seu jornalismo de esgoto.

Regina Braga

29 de agosto de 2011 às 19h52

Pelo menos a turminha do Murdoch tinha estilo…Aqui foi tão escancarado que ficou feio…

Responder

    MA_Jorge

    29 de agosto de 2011 às 20h38

    Mais que estilo, a eles nunca faltaram a fleuma britãnica. Aqui, temos a Veja e todo o esgoto do vômito de seu séquito.

    Fazer o que, tem muita história ainda em uma empresa que hospeda um Tio Rei e um Augusto Nunes…

    beattrice

    30 de agosto de 2011 às 00h28

    E um Mainardi.

    Fradinho

    30 de agosto de 2011 às 11h24

    O Mainardi foi para Venesa. Ele gosta de esgoto a céu aberto.

    Goiânia DIVAS

    30 de agosto de 2011 às 16h04

    Concordo com você, Fradinho.


Deixe uma resposta para Saulo

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.