VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Dilma: “Só haverá paz quando o racismo estrutural for enfrentado”
Denúncias

Dilma: “Só haverá paz quando o racismo estrutural for enfrentado”


20/11/2020 - 15h40

Por Dilma Rousseff, no twitter

O assassinato do jovem negro João Alberto Silveira Freitas, espancado até a morte por seguranças do Carrefour, em Porto Alegre, é revoltante e mostra a persistência da violência escravocrata no Brasil.

A história de nosso país está manchada por 350 anos de escravidão e mais 170 anos de violência racista, exclusão da cidadania e profunda desigualdade impostas à majoritária população de negras e negros.

O Dia da Consciência Negra é, assim, dia de luto e de luta.

Só haverá paz e democracia plena quando o racismo estrutural for enfrentado, punido e destruído e a sociedade aprender que não basta não ser racista, é preciso ser antirracista e lutar contra todas as formas desta discriminação



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

20 de novembro de 2020 às 18h53

“O vice-presidente Hamilton Mourão disse hoje que racismo não existe no Brasil.
HOJE, dia Dia da Consciência Negra e em que o Brasil se revolta com a morte
de um homem negro a chutes e pontapés no Carrefour.
Todo mundo sabe que os bolsonaristas são asquerosos, mas isso é demais.”

Fernanda Melchionna
Deputada Federal (PSoL=RS)
https://twitter.com/fernandapsol/status/1329847072259002368

Possivelmente, o único livro sobre o assunto que o Mourão leu foi
‘Não Somos Racistas’, do Ali Kamel, Diretor de Jornalismo da Globo.
Supõe-se que tenha lido, porque tem uma patente de intelectual,
ao contrário do Bolsonaro que ficou no físico e não chegou a tanto.

https://twitter.com/i/status/1283773443176050691

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!