VIOMUNDO

Diário da Resistência


Carone, exclusivo: Perícia comprovou que Aécio recebeu R$ 57 milhões em propinas, mas documento não vazou antes das eleições de 2018
Lula Marques/Agência PT
Denúncias

Carone, exclusivo: Perícia comprovou que Aécio recebeu R$ 57 milhões em propinas, mas documento não vazou antes das eleições de 2018


25/04/2019 - 20h08

por Marco Aurélio Carone, para o Viomundo e Novojornal

O Novojornal teve acesso e disponibiliza com exclusividade (na íntegra, ao final) a perícia realizada pela Polícia Federal (PF) em onze HDs e dois pendrives do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht.

A solicitação de perícia, recebida pela PF em 28 de maio de 2018, foi feita pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) e do inquérito 4.436, que investiga o agora deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG).

Em 9 de agosto de 2018, o setor técnico-científico da PF encaminhou a conclusão do laudo.

A perícia da PF comprova o repasse (entre janeiro de 2009 e dezembro de 2010) de R$ 28,2 milhões para Mineirinho.

Comprova também o depósito (novembro e dezembro de 2008) de US$ 900 mil na conta da Offshore Embersy Services Limited, para Mineirinho.

Em valores atualizados,  os pagamentos somam R$ 57 milhões (Veja PS do Viomundo).

A alcunha Mineirinho consta na aba Codinome da planilha, que na aba seguinte, Tradução, informa  que Mineirinho é Aécio Neves.

Os valores  citados e pagos pela Odebrecht (R$ 28 milhões mais US$ 900 mil) estão relacionados ao Projeto Madeira.

Eles estavam alocados no Centro de Custo da Obra UA77222, Projeto Madeira.

A perícia confirma as informações presentes nas delações premiadas celebradas com executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht e Andrade Gutierrez e homologadas pelo STF.

Essas delações indicavam que Aécio Neves teria recebido R$ 50 milhões (2009 e 2010) para atuar em favor dos interesses dos grupos Odebrecht e Andrade Gutierrez na Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) e em Furnas (Furnas Centrais Elétricas).

Detalhando. Em delação premiada, Marcelo Odebrecht, então presidente da Odebrecht, e Henrique Valladares, na época presidente da Odebrecht Infraestrutura, informaram que a empreiteira havia pago R$ 30 milhões para que Aécio influenciasse a favor do projeto Rio Madeira (Usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, em Rondônia).

A respeito do pagamento de R$ 30 milhões, Marcelo Odebrecht em depoimento à PF, em 23 de outubro de 2017, diz que:

*os recursos alocados foram em virtude da influência política de Aécio Neves e do PSDB no setor elétrico, em Furnas e Cemig, especialmente;

* o relacionamento com Aécio Neves ajudou nas discussões do projeto Rio Madeira e objetivamente a contrabalançar o peso da Andrade Gutierrez na Cemig;

*foi acertado um valor total de R$ 50 milhões  entre Henrique Valadares e Dimas Toledo (preposto de Aécio), sendo que à Odebrecht coube os R$ 30 milhões e à Andrade Gutierrez, R$ 20 milhões.

Em depoimento à Polícia Federal, em 17 de abril de 2018, Sérgio Andrade, acionista majoritário da Andrade Gutierrez, informou repasse de R$ 20 milhões a Aécio Neves por conta do projeto Rio Madeira.

Quase ao final do depoimento, Sérgio Andrade diz que soube através de Flávio Barra que os pagamentos feitos a Aécio foram  realizados por meio de contrato fraudulento firmado pela Andrade Gutierrez e a empresa A.A. L.U. Participações, do empresário carioca Alexandre Accioly.

Barra era administrador da Andrade Gutierrez.

Houve a simulação de contrato da Andrade Gutierrez com  a A.A. L.U., empresa controladora da rede de academias Bodytech pertencente  a Alexandre Accioly e sócio de Aécio.

Foi a empresa de  Accioly, portanto, que recebeu os R$ 20 milhões da Andrade Gutierrez destinados ao então senador Aécio Neves. Em valores atualizados, somam R$ 32,6 milhões.

Segundo o delator Henrique Valladares, a conta da Offshore Embersy  é também vinculada ao empresário Alexandre Accioly.

Sediada nas Ilhas Marshall, Cingapura, a conta da Offshore Embersy, recebeu US$ 900 mil da Odebrecht para Aécio.

A peça pericial é completa, pois descreve separadamente os valores pagos, as ordens de pagamento e  a quem as importâncias foram entregues.

Como dissemos no início desta matéria, a perícia foi concluída em 9 de agosto de 2018.

Depois disso foi  juntada ao inquérito 4.436, que investiga Aécio Neves.

Só em 6 de fevereiro de 2019, ela foi conclusa ao ministro Fachin, como mostra a movimentação do inquérito no STF.

Dois dias depois, em 8 de fevereiro de 2019, o ministro Fachin despachou para procuradora-Geral da República, Raquel Dodge:

Em 27 de fevereiro, o inquérito retornou a Fachin com pedido da PGR para realizasse mais diligências.

Em 14 de março, Fachin reencaminhou o inquérito à Polícia Federal.

Os R$ 50 milhões da Odebrecht e Andrade Gutierrez (em valores atualizados, R$ 82 milhões) somados aos R$ 128 milhões pagos pela J&F totalizam R$ 178 milhões de propinas até agora comprovadamente recebidas por Aécio Neves.

Aí. não estão incluídos os valores relativos a uma dúzia de inquéritos ainda pendentes e os depósitos em contas pertencentes a Aécio e seus familiares no Principado de Liechtenstein.

Em tempo. O laudo da perícia da Polícia Federal tem 30 páginas.  Ele diz respeito apenas aos R$ 28 milhões mais US$ 900 mil (em valores atualizados, R$ 57 milhões) que Aécio recebeu em propinas da Odebrecht no projeto Rio Madeira. No finalzinho da 29ª página está escrito:

Por fim, por determinação da 13ª Vara Federal de Curitiba, os peritos fazem constar a seguinte informação:

O responsável pela 13ª Vara Federal de Curitiba era o então juiz Sérgio Moro. Portanto, ele tinha conhecimento da perícia comprometendo o então senador Aécio Neves.

Daí a pergunta óbvia: Por que ela não foi tornada pública antes da eleição de 2018?

PS do Viomundo: Em abril de 2019, por um erro nosso, deixamos de somar  US$ 900 mil  aos R$ 28 milhões.  Daí, o valor atualizado ter dado R$ 49 milhões. O correto, considerando os R$ 28 milhões mais os US$ 900 mil convertidos em reais, é R$ 57 milhões.

Aécio Neves: Perícia PF em … by on Scribd

Marcelo Odebrecht à PF sob… by on Scribd

Sérgio Andrade à PF sobre A… by on Scribd

Despacho Fachin.pdf by on Scribd

Movimentação do inquérito 4… by on Scribd

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nelson

27 de abril de 2019 às 18h26

O documento não vazou, porque, como afirma o ídolo da coxinhada, pataiada, trouxaiada, Sérgio Moro, “não vem ao caso”.

Responder

Julio Cesar

27 de abril de 2019 às 06h36

Ainda tem quem defenda essa rato golpista. Quem eleja esse marginal. Tem que ser muito salafra mesmo para apoiar esse sujeito depois de tudo o que ele causou ao país e a democracia, alem da corrupção.

Responder

Igor Leme

26 de abril de 2019 às 10h56

Esse psdb só tem ladrão. O Aecio está em todas.
Quantos trouxas não seguiram Aecio e agora estão desempregados e sem a menor perspectiva de arrumar um emprego.
Nunca vi quem tá bem pedir para se fu.der, é o caso do povo brasileiro.
O herói deles coxinhas, o Aecio, não passa de um larápio rancoroso que não aceitou a derrota e jogou um país inteiro no precipício. Agora é tarde para se lamentar da burrada que fizeram. No mínimo será uns 10 anos para economia voltar o que era e talvez voltarmos ao pleno emprego.

Responder

Irineu

26 de abril de 2019 às 10h08

O PSDB é a MÁFIA MOR.
É onde concentra o núcleo de todo mal do Brasil.
É onde estão os atores em ação, eles tem uma plataforma bem ramificada.
Conta com ” instituições” que agem em conluio.
Quem não se lembra do Lucas Gomes Arcanjo que suicidaram?
Não há outro caminho, a não ser ocupar o congresso e recomeçar.
Fazer nova constituição.
Que tenha como objetivo a proteção a população e o País.
Aqui há um bando de traidores , entregando o País para devastação.
Temo e muito que isso aqui vire um Haiti.
Uma terra arrazada, colonizada.
Temos que sair da narrativa e ir direto a atitude e ação.
O jornalismo precisa desnudar esse caos covarde tramado nos bastidores.
E quando atacam Bozo.
Ele é um mero boi de piranha.
O.psdb e DEm….moem quem eles querem.
Estão a serviço dos interesses externos.( Entregar o Brasil)
São os traidores, psicopatas e PERVERSOS.

Irineu
Sp.

Responder

Abumussab

26 de abril de 2019 às 07h24

Ki perícia???!!! Os citados documentos não passam de papéis que os DelAtores e a PF dizem ser provas !!!! Palha Assada …

Responder

    João Francisco da Silva

    26 de abril de 2019 às 17h01

    Interessante : para o Lula vale mentiras de todo tipo, para Aécio até documento oficial não tem valor?? Esses golpistas colocaram o país de joelhos diante do mundo, nao merecem o respeito de ninguém. “Quando os que comandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito”.

Aureliano

26 de abril de 2019 às 06h21

FORA DE PAUTA MAS NEM TANTO

Integrantes do Exército dizem que Forças não vão responder ataques de Olavo a generais que estão no governo

Na coluna Painel, da Folha

Não é comigo

Integrantes do Exército dizem que os comandantes das Forças Armadas têm muito claro que os generais que estão no Planalto representam o governo, não o Estado ou a instituição. Por isso, a ordem é não responder a qualquer ataque de Olavo de Carvalho ao vice ou a ministros.

Comentário do Aureliano:

Os militares, que fizeram de tudo para eleger o capitão Bolsonaro, agora dizem que não têm nada a ver com as brigas do Capitão e do seu Rasputin de pau pequeno (menor do que o de Napoleão) contra o restante da humanidade.

Para quem quer saber, quando o Olavo morava em Recife, o tamanho do seu pau era motivo de chacota. As prostitutas do antigo Chanteclair comentavam.

Em breve os militares dirão que não têm nada a ver com a reforma da previdência capitaneada por Paulo Guedes. De fato eles não têm nada a ver, tanto que vão ficar de fora.

É como diz apropriadamente o “ilustre” Olavo de Carvalho: pimenta no fiofó dos outros é refresco.

UM POUCO da história de Rasputin:

Grigori Yefimovich nasceu na localidade siberiana de Pokróskole e morreu… não, deixemos sua morte para depois. Ah, Grigori Yefimovich era popularmente conhecido como Rasputin.

Como se sabe, ele foi uma espécie de monge, místico, curandeiro e várias outras “cositas” mais que chegou a ser o homem de confiança do Czar Nicolas II e o protegido da Czarina Alexandra.

O tipo era pobre, analfabeto e até, de certa forma, torpe. Ganhou a confiança dos grandes chefões da Rússia nos princípios do Século XX e isso lhe abriu muitas portas, gerando grandes ódios pelas suas andanças pelas alcovas de boa parte das damas da alta sociedade.

Seu currículum indica que ainda na cidade natal integrou uma estranha seita conhecida como “khlysty” (flagelantes), onde uma das cujas características era que as cerimônias religiosas terminavam em prolongadas orgias. Rasputin não faltava nunca a missa.

Dizem que dessa experiência “religiosa” ficou o costume de sair “dando amassos” em qualquer mulher que lhe cruzasse o caminho (as más línguas contam que diversos mancebos também foram objeto de sua exacerbada “religiosidade”).

Todo e qualquer cortesão tinha inveja do bruto camponês, conselheiro direto do Czar Nicolas que nada fazia sem se aconselhar anteriormente com o “Monge Louco”, tal como ele era conhecido em toda São Petesburgo.

A história diz que “o” de Grigori Yefimovich media 40 centímetros. A referência é a isso mesmo que você está pensando. Provavelmente não seja o mais importante sobre a vida de Grigori, mas é do que vamos nos ocupar neste tópico. Porque conquanto seus atos influíram decididamente na história do Século XX, pense bem: 40 centímetros, relaxado.

Fonte: https://www.mdig.com.br/index.php?itemid=2637

E viva a putaria!

Responder

Jardel

26 de abril de 2019 às 03h30

O Aécio (tem que ser um que a gente mata antes de fazer delação) Neves foi o boi de piranha do PSDB, mas parece que as piranhas não tiveram interesse em devorá-lo.

Responder

Paulo

25 de abril de 2019 às 23h17

Tinha que morrer de overdose esse fdp

Responder

Zé Maria

25 de abril de 2019 às 21h20

Falando em PSDB, o Relator da #PecPéNaCova
será o Deputado Tucano Samuel Moreira (SP),
que foi Presidente da ALESP em 2013 e 2014.

Ainda sobre o Partido de Aécio Neves (PSDB-MG),
os delatores da PF/MPF citam apenas os nomes
dos Operadores do PSDB, nunca os Governadores
e o ex-presidente FHC, como é agora o Caso de
Paulo Preto, ex-diretor da Dersa no Governo Serra,
que foi mais uma vez citado pelo ex-gerente
da empreiteira Delta que declarou à Justiça
ter pago cerca de R$ 24 milhões em propina
tanto antes da licitação como durante a execução
da obra de ampliação da marginal Tietê, em 2009,
durante o governo José Serra (PSDB), de São Paulo.

https://pbs.twimg.com/media/D4_3v0GW4AEVLlE.png
https://twitter.com/PatoCorporation/status/1121374798104408066

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.