VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Benedita denuncia corte de 8 mil livros da Fundação Palmares: ‘Sérgio Camargo, você só terá espaço no lixo da história!’
Fotos: Agência Brasil e Foto: Gustavo Sales/ Câmara dos Deputados
Denúncias

Benedita denuncia corte de 8 mil livros da Fundação Palmares: ‘Sérgio Camargo, você só terá espaço no lixo da história!’


15/06/2021 - 21h12

Benedita denuncia exclusão de livros da Fundação Palmares e propõe moção de repúdio a Sérgio Camargo

Por Vânia Rodrigues, PT na Câmara

A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) denunciou na tribuna virtual da Câmara mais um absurdo praticado pelo presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo.

O gestor apresentou um relatório em que anuncia a exclusão de mais de 8 mil livros da biblioteca da fundação.

“Ele está num delírio ideológico, porque ele alega que esses milhares de livros são subversivos, que esses milhares de livros são inadequados e trazem viés marxista. Agora, imaginem! Quero chamar a atenção para o perigo que estamos correndo. Chamo a atenção desta Casa! Perseguir livros, agora, em pleno século XXI, remete aos períodos mais duros e sombrios da humanidade”, alertou.

Benedita da Silva enfatizou que Sérgio Camargo  à frente da fundação tem perseguido constantemente a maioria e a memória do povo negro.

Ela citou que meses atrás ele anunciou a exclusão de nomes personalidades negras brasileiras do site da instituição.

Na semana passada, ele foi convidado a comparecer à audiência pública na Comissão de Cultura da Câmara para discutir exatamente a questão do patrimônio da fundação e sobre a sua localização.

“Ele não foi, não compareceu, não deu satisfação e usou as redes sociais para desfilar o seu ódio no trabalho da comissão, ofendendo cada um de nós”, lamentou Benedita.

A deputada disse que, como o presidente da Fundação Palmares ignorou a audiência, o colegiado teve que convidar o ministro do Turismo, Gilson Machado, para que venha à comissão para dar as informações e as explicações sobre “esse trabalho desastroso” da Fundação Cultural Palmares.

Benedita da Silva informou ainda que ela e a deputada Erika Kokay (PT-DF) já apresentamos dois requerimentos na Comissão de Cultura. O primeiro deles propõe a elaboração de uma moção de repúdio à atitude de Sérgio Camargo e o desrespeito à comissão e aos seus integrantes.

No outro, as parlamentares do PT solicitam a realização de uma diligência na Fundação Cultural Palmares, a fim de averiguar a preservação e a conservação do acervo desta instituição.

“Finalizo este meu discurso dirigindo-me a Sérgio Camargo: não mexa com a memória e com a história do povo negro deste País. Se o senhor não entende, não respeita o valor de uma luta, entenderá de agora em diante, através da Justiça, das ações deste Parlamento, da resistência do povo negro e da força da nossa história”, afirmou Benedita.

A deputada ainda citou trecho da canção Carta de amor, da Maria Bethânia, que diz: “não mexe comigo, que eu não ando só”, e completou: “Você passará, Sérgio Camargo, tenha certeza disso, só encontrará espaço no lixo da história!”.

 





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Lucas

16 de junho de 2021 às 20h01

A mulher não defende mulher e o negro não defende negro.
Falar o que desse país.
Compreende !?
É um país de gente frouxa.
Viva Carlos Lamarca !

Responder

Lucas

16 de junho de 2021 às 19h38

Nosso país é assim e não vai mudar, pois o povo não se dá valor.
Enquanto o Brasil for assim não adianta “ser o melhor” aqui.
https://m.youtube.com/watch?v=f2NlPfrLBMQ

Responder

abelardo

16 de junho de 2021 às 18h58

Avalio que quando alguém dá as costas e combate irracionalmente a história e os valores da sua origem, na verdade está exercitando recalcados delírios e potencializando paranoicos desequilíbrios de racionalidade. Demonstra ter aversão a si próprio e a tudo que sua origem representa, fato que explica a intensa obsessão em destruir tudo que considera mais nobre e superior a si próprio.

Responder

Zé Maria

16 de junho de 2021 às 11h22

Index Librorum Prohibitorum com Cruz Suástica

Fundação Palmares transformada pelo Genocida
numa Mistura de Nazismo com Inquisição Medieval.

Responder

Zé Maria

16 de junho de 2021 às 11h14

O desgoverno BolsonaroGenocida/Guedes/Mourão
aparelhou todas as Entidades Governamentais que representam a Defesa da Pluralidade e da Diversidade
no Brasil.
Sem falar nas Instituições do Meio Ambiente onde se
instalou uma Organização Criminosa sob o Comando
do próprio Ministro.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding