VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Pressão nas redes fez Bolsonaro revogar decreto que privatiza o SUS; mas não se iludam, ele voltará à carga no futuro
Foto: Alan Santos/PR
Blog da Saúde

Pressão nas redes fez Bolsonaro revogar decreto que privatiza o SUS; mas não se iludam, ele voltará à carga no futuro


28/10/2020 - 22h58

Por Conceição Lemes

No final da tarde desta quarta-feira, 28/10,  o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou  a revogação do decreto 10.530, de 26 de outubro de 2020, que abre caminho para a privatização do SUS.

No início da noite, o Diário Oficial da União, em edição extra, publicou o decreto da revogação (veja abaixo).

Assinam Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

FORTE REPERCUSSÃO NEGATIVA FORÇOU RECUO

Segundo O Globo, o decreto de Bolsonaro sobre o SUS gerou a pior reação negativa ao governo no Twitter, desde a posse, em em janeiro de 2019: 98,5% contra.

A forte repercussão negativa levou Bolsonaro a recuar.

Vitória da pressão popular.

Vitória de todos os defendem o SUS e a vida.

Mas não se enganem, é apenas um recuo tático, momentâneo.

Bolsonaro, em seu perfil de redes sociais, já disse que o decreto poderá ser reeditado.

Aos poucos, alguns pontos envolvidos no decreto começam a vir à tona.

Por exemplo, há, pelo menos, um ano a equipe de Guedes vinha trabalhando no tema, informa  Carla Araújo, colunista do UOL.

”A qualificação da resolução do PPI  que trata do assunto foi feita em dezembro de 2019, ainda na gestão de Luiz Henrique Mandetta. Desde então, uma equipe comandada por Guedes começou a desenhar o decreto em conjunto com o Ministério da Saúde”, ela acrescenta.

PPI é a sigla do Programa de Parcerias e Investimentos. É o programa que estuda as privatizações e parcerias público-privadas do governo federal.

As equipes de Guedes e do Ministério da Saúde passaram o dia tentando garantir a manutenção do decreto.

E, às 16h52, divulgaram nota à imprensa (abaixo, na íntegra), defendendo o decreto. Foi um pouco antes do anúncio de Bolsonaro.

As forças progressistas ganharam o primeiro round.

Uma vitória importante num momento crucial.

Mas não se iludam. Novas batalhas sangrentas virão.

Manter a mobilização conquistada nessa quarta-feira é vital.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Henrique Martins

28 de outubro de 2020 às 23h41

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/apos-detonar-general-ramos-salles-parte-pra-cima-de-rodrigo-maia-nhonho/

Isso aqui é cortina de fumaça para ver se abafa um pouco o escândalo da privatização do SUS.
Muito difícil Sales. Essa coisa de privatização do SUS e incêndio em hospital federal no Rio de Janeiro – habitat da milicia carioca – está muitíssimo suspeita.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!