VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Médicos pela Democracia desnudam presidente do CFM sobre o Mais Médicos: Não fala em nosso nome
Fotos: Marcos Corrêa/PR e reprodução de vídeo
Blog da Saúde

Médicos pela Democracia desnudam presidente do CFM sobre o Mais Médicos: Não fala em nosso nome


05/01/2020 - 13h13

Nota Pública sobre o pronunciamento do Sr. presidente do Conselho Federal de Medicina sobre o Mais Médicos

por Associação de Médicas e Médicos pela Democracia

A Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia – ABMMD por meio da Coordenação Executiva Nacional – CEN, face pronunciamento do senhor Presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Dr. Mauro Ribeiro, ocorrida através de vídeo no dia 21/12/2019, vem por meio desta Nota Pública contestar suas afirmações e esclarecer a população brasileira.

O pronunciamento explicita a opção do CFM por uma postura insensível à desassistência do povo, criticando os governos anteriores nos quais, pela primeira vez, a universalização do acesso à saúde foi buscada, esta que é a missão mais nobre da nossa profissão.

Afirma que a medicina vive a sua pior crise e que esta foi criada pelos governos populares por meio da abertura de novas faculdades de medicina.

Ele esquece de dizer, entretanto, que a criação de vagas para os cursos médicos seguiu num ritmo acelerado em diversas universidades privadas, mesmo após o golpe jurídico parlamentar de 2016, movimento que lamentavelmente contou com o apoio das entidades médicas, inclusive no que concerne ao congelamento orçamentário do SUS por longos vinte anos.

Continua em sua narrativa deturpando fatos conhecidos publicamente que se referem ao Programa Mais Médicos, quando diz que os profissionais foram lotados em sua maioria no litoral brasileiro, quando na verdade o que caracterizou o programa foi levar a atenção primária aos rincões do Brasil e a áreas isoladas como as quilombolas e indígenas.

Esquece também o Dr. Mauro Ribeiro que o Programa Mais Médicos instituiu uma avaliação bianual para os alunos das escolas médicas brasileiras e o resultado desta avaliação poderia levar inclusive ao fechamento de cursos que não oferecessem formação satisfatória.

Hoje o MEC afrouxou o controle sobre as universidades privadas e o CFM silencia frente a demissões de profissionais médicos mestres e doutores utilizados apenas para aprovação dos seus projetos.

Esquece mais uma vez que a criação de vagas nos cursos de medicina estava atrelada a abertura do mesmo número de vagas de Residência, o que teria assegurado qualificação profissional e postos de trabalho para os jovens médicos. E ignora que o período de maior ampliação e valorização da residência médica ocorreu entre 2014 e 2016.

E continua esquecendo o Dr. Mauro Ribeiro que quem propôs que o Revalida fosse realizado por escolas privadas foi o Ministro da Educação do presidente que eles tanto apoiam e elogiam.

Foram os deputados de oposição que conseguiram reduzir a gravidade da medida prevendo a participação das universidades privadas apenas na segunda fase da avaliação e que a supervisão fosse realizada pelo MEC com obrigatório acompanhamento do CFM.

É ainda inverossímil que o CFM se contente com a Carreira Médica proposta pelo governo, que é muito diferente da que foi proposta pelo próprio CFM nos governos anteriores.

Perante essa, nenhuma crítica, o que demonstra uma triste submissão a um governo que é o principal responsável pela crise que se abate sobre o mercado médico e pela piora significativa dos indicadores de saúde como a mortalidade infantil e pelo aumento da miséria e da população em situação de rua.

No final o vídeo explicita um júbilo por ter sido recebido por um presidente que envergonha o Brasil perante o mundo e caracteriza um adesismo imperdoável a um governo desastroso para a maioria da população brasileira, o que inclui também os médicos brasileiros, que reduz o orçamento do SUS (maior empregador de médicos do Brasil) e reduz o contingente de usuários de planos de saúde devido a uma taxa de desemprego jamais vista.

Não falam em nosso nome.

Fortaleza, 04 de janeiro de 2020

CEN – Coordenação Executiva Nacional – ABMMD (Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia)

 

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Alexsander

07 de janeiro de 2020 às 07h50

Esses programas dos governos federais para cobrir as vagas nos locais mais desfavoráveis do Brasil deveriam se chamar MIGALHAS PARA O POVO . Pois , enquanto as associações medicas lutam contra os governantes por reserva de mercado, o acesso a saúde nunca será popularizado e na primeira chance os médicos e medicas participantes desses programas os abandonam por melhores salários e acumulação de mais de um emprego.
Continuem reservando mercado de trabalho e o povo nunca será atendido a contento. É o direito das pessoas menos favorecidas de ingressarem na profissão médica , seja pelas novas faculdades de medicina ou pelo REVALIDA é que vai garantir o preenchimento total das vagas existentes nesse país e quem sabe até alguns médicos desempregados ou com apenas um emprego como é normal em todas as outras profissões.

Responder

    Ronnie

    07 de janeiro de 2020 às 13h51

    Entidade de esquerda, totalmente voltada para o totalitarismo e ascensão dos comunistas genocidas. Agem com desinformação sobre a saúde brasileira e devem defender “Lula Livre”. Não me representam e não representam nenhum médico brasileiro. Quem os financiam?PT e Psol? SEUS IMUNDOS.

    Dimas

    08 de janeiro de 2020 às 14h52

    Um imundo chamado Ronnie, que se intitula médico quer acusar de imuncie os outros. Essa turminho de bandidos de jaleco precisa ser investigada. A quantidade de canalhas que se esconde atras desses jalecos é impressionante.

Renato

06 de janeiro de 2020 às 20h52

Associação de Médicas e Médicos pela Democracia desde quando existe essa entidade que não é reconhecida por nenhum médico. Tá me parecendo a Denem que nunca representou nenhum academico de medicina, apenas militantes do PT e PSOL. Quem são os membros e diretoria dessa associação? Será que são de filiados em algum partido? Querem enganar a população com essa reportagem pq médico nenhum conhece essa associação.

Responder

    Conceição Lemes

    06 de janeiro de 2020 às 22h39

    Quem te disse isso, Renato do quê, hein? Vc é médico pra saber? Se sim, por que não dá o teu nome completo e CRM? Ficará mais fácil para debatermos essa questão. Os integrantes da associação não podem ser petistas e psolistas, mas tudo bem se fossem bolsonaristas, demistas, tucanos, novistas e quetais? Ah, caso não saiba, ministro da saúde. Henrique Mandetta, é do Democratas, ex-DEM, ex-PFL. sds

MANOEL

06 de janeiro de 2020 às 12h06

Essa pseudo associação é uma fraude montada por comunistas ptstas antibolsonarista, sem qualquer representatividade da classe médica brasileira, ao contrário do CFM, legalmente eleito pelos profissionais médicos.

Responder

Israel Just da Rocha Pita

05 de janeiro de 2020 às 19h25

Estes caras vão pagar muito caro pelo que estão fazendo e prejudicando o povo mais necessitado em todo o Brasil.
Eu tenho serias restrições a duas categoria profissionais no Brasil, claro que ha restrições, são médicos e advogados,
São extremamentes corporativistas e não tem nenhuma conotação social principalmente dos “bem sucedidos” que Deus tenha misericórdia destes profissionais, olhe com piedade aos necessitados.
Pobre Brasil.

Responder

Henry Alves

05 de janeiro de 2020 às 17h08

Tem medico que tem uns 10 processos no tj por erro medico e ainda continua operando. O conselho de medicos nao faz nada. Disso esse sr nao fala.

Responder

João

05 de janeiro de 2020 às 13h35

Então o puxa-saco de miliciano tá reclamando porque no Brasil teremos mais médicos nos próximos anos? E o responsável por colocar mais médicos a disposição população é do PT? Esse vagabundo, que se tornou medico às custas dos impostos pagos pela sociedade, muito provavelmente nunca devolveu um único centavo desse dinheiro gasto com ele, e ainda tem a falta de vergonha na cara de reclamar!

Responder

    Michael

    06 de janeiro de 2020 às 05h34

    Esses PTralhas são demais, só esqueceram de dizer como os médicos cubanos eram escravizados, que o salário deles eram repassados diretamente pra cuba e eles ficavam com as migalhas.
    Esqueceram de dizer do dinheiro desviado também do programa mais médicos.
    Acabou a mamata, melhor JAIR se acostumando.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.