VIOMUNDO

Diário da Resistência


Ex-diretor do Denasus denuncia: Há poucos dias do início da CPI, auditorias feitas no Amazonas sobre a pandemia estão inacessíveis
Fotos: Reprodução de vídeo e redes sociais e Marcio James/Semcom
Blog da Saúde

Ex-diretor do Denasus denuncia: Há poucos dias do início da CPI, auditorias feitas no Amazonas sobre a pandemia estão inacessíveis


20/04/2021 - 23h32

Por Conceição Lemes

Na próxima semana, começam os trabalhos da CPI da Covid-19, que vai investigar os crimes cometidos contra a saúde pública e a vida dos brasileiros durante a pandemia.

O colapso no Amazonas, particularmente em Manaus, no início de janeiro de 2021, será um dos temas.

Tragédia sem precedentes no Brasil.

Faltou oxigênio nos hospitais da capital amazonense, causando a morte de dezenas de pacientes.  Doentes tiveram de ser levados levados a outros estados.  Cemitérios ficaram sem vagas.

Já de olho na CPI, Luís Carlos Bolzan tentou, nessa segunda-feira (19/04), por volta dos 18h,  acessar as auditorias realizadas pelo Denasus apenas no estado do Amazonas.

Não conseguiu!

Mestre em gestão pública com ênfase em saúde, Bolzan é craque na área.

Foi diretor do Departamento de Auditoria do SUS (Denasus) e do Departamento Nacional de Ouvidoria Geral do SUS (Doges), ambos do Ministério da Saúde.

O clique sobre o mapa do Amazonas não dá acesso às auditorias realizadas no estado.

Estranhamente, no item UF (Unidade da Federação), NÃO CONSTA a sigla AM, de Amazonas.

Do Acre (AC), o quadro vai direto para Amapá (AP).

Confira abaixo.

Diferentemente do Amazonas, as siglas dos demais estados estão entre as opções e permitem acessar os órgãos que fizeram auditorias e  os respectivos relatórios (veja abaixo).

Diante do inusitado, Bolzan enviou por e-mail mensagem aos senadores Humberto Costa (PT-PE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), alertandos-os sobre o que aconteceu.

Humberto, ex-ministro da Saúde, será um dos integrantes das CPI da Pandemia

Randolfe Rodrigues, possivelmente seu vice-presidente.

“Tendo a achar que essa inacessibilidade é uma tentativa de ocultar relatório de possível auditoria feita pelo Denasus no estado”, conjectura Bolzan.

“Após a falta de oxigênio nos hospitais de Manaus por inépcia do Ministério da Saúde, não acredito em coincidência nem em mero problema técnico, principalmente faltando poucos dias para início da CPI”, prossegue.

Desde agosto de 2019, Flávio Azevedo Costa é o diretor do Denasus.

Hoje em dia, o cargo está ligado diretamente ao gabinete do ministro da Saúde.

“De um lado, o diretor do Denasus tem mais autonomia. Do outro, pode sofrer pressão muito maior”, diz.

“Essa falta de acesso às auditorias do Amazonas pode ser resultado de uma pressão maior”, supõe.

Bolzan tentou ainda acessar o Sistema Nacional de Auditorias (SNA).

Também não conseguiu!

Antes, bastava você colocar o nome do SNA na barra de busca do Google.  Pronto. Já caía direto nas auditorias do Denasus. Isso não acontece mais.

Antes, o sistema era aberto. Qualquer cidadão poderia ver um relatório na íntegra.

Hoje, não. É preciso login e senha.

“É muito ruim não ter mais livre acesso a essas informações. Não dá transparência para as auditorias do Denasus”, critica.

Bolzan registrou denúncia sobre o ocorrido no Departamento de Ouvidoria Geral do SUS.

Aos senadores Humberto Costa e Randolfe Rodrigues, deu uma sugestão: que seja perguntado ao Ministério da Saúde se o Denasus fez auditorias no Amazonas sobre a pandemia; se sim, que sejam requisitados os relatório finais das realizadas.

A propósito, nessa terça e quarta-feira, tentamos acessar as auditorias realizadas no Amazonas.

Também não conseguimos!





1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Ingo Wahnfried

21 de abril de 2021 às 20h48

Moro em Manaus, e acesso diariamente a sala de situação do Covid-19 do Amazonas, da Fundação de Vigilância em Saúde do Estado. Coincidência ou não, desde ontem o link não funciona. Isso tinha acontecido uma outra vez, em novembro, antes do segundo pico. O link é este: https://www.fvs.am.gov.brindicadorsalasituacao_view/60/2

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding