VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Conselho Nacional de Saúde defende manutenção do isolamento social: Mais eficaz na prevenção à pandemia, orientam OMS e OPAS
Blog da Saúde

Conselho Nacional de Saúde defende manutenção do isolamento social: Mais eficaz na prevenção à pandemia, orientam OMS e OPAS


08/04/2020 - 19h26

CNS defende manutenção de distanciamento social conforme define OMS

A partir de 13 de abril, o Ministério da Saúde pretende flexibilizar normas, em algumas cidades, para que apenas grupos de risco mantenham-se em distanciamento

 por Conselho Nacional de Saúde (CNS), via Ascom

O Boletim Epidemiológico nº7, do Ministério da Saúde (MS), publicado na segunda (06/04), traz à tona que a partir do dia 13 de abril, “os municípios, Distrito Federal e Estados que implementaram medidas de Distanciamento Social Ampliado (DSA), onde o número de casos confirmados não tenha impactado em mais de 50% da capacidade instalada existente antes da pandemia, devem iniciar a transição para Distanciamento Social Seletivo (DSS)”.

Porém, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) avalia que a transição pode trazer agravos à situação emergência no país e no mundo, devido ao Novo Coronavírus (Covid-19), e defende a manutenção das medidas atuais.

Na modalidade DSA, todos e todas devem praticar as medidas de distanciamento.

Já na modalidade DSS, apenas grupos considerados de risco, como pessoas idosas e pessoas com comorbidades, devem praticar o distanciamento.

Apesar da nova orientação, o boletim do MS não detalha, a partir de evidências técnicas nacionais ou internacionais, as justificativas que embasaram tal flexibilização.

Nesta terça (07/04), a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão do Ministério Público Federal (MPF), deu ao MS o prazo de dois dias para que a pasta apresente as fundamentações técnicas que embasaram a orientação para o relaxamento das medidas de distanciamento social em algumas cidades brasileiras a partir da próxima semana.

Nesse sentido, o CNS, órgão legalmente responsável pelo monitoramento e fiscalização das ações do Sistema Único de Saúde (SUS), reafirma que o uso dos dados científicos sobre os meios de enfrentamento à pandemia é a melhor forma de encontrarmos respostas frente à crise.

A nossa maior preocupação é com a preservação da vida da população brasileira e, por isso, seguimos reafirmando a necessidade de manutenção do isolamento social como método mais eficaz na prevenção à pandemia, conforme orientam a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

09 de abril de 2020 às 22h02

Nº de Óbitos Causados por COVID-19
no Mundo, por País, até 09/4/2020
(Acima de 800 Mortos):

1. Itália = 18.279 Mortes (Casos Confirmados = 143.626)*
2. USA = 16.498 Mortes (Casos Confirmados = 464.865)*
3. Espanha = 15.447 Mortes (Casos Confirmados = 153.222)*
4. França = 12.210 Mortes (Casos Confirmados = 86.334)
5. UK = 7.978 Mortes (Casos Confirmados = 65.077)*
6. Irã = 4.110 Mortes (Casos Confirmados = 67.286)
7. China = 3.335 Mortes (Casos Confirmados = 81.865)
8. Alemanha = 2.607 Mortes (Casos Confirmados = 118.235)
9. Bélgica = 2.523 Mortes (Casos Confirmados = 24.983)*
10.Holanda = 2.396 Mortes (Casos Confirmados = 21.762)*

11.Brasil = 954 Mortes (Casos Confirmados = 18.145)*
12.Suíça = 949 Mortes (Casos Confirmados = 24.051)*
13.Turquia = 908 Mortes (Casos Confirmados = 42.282)
14.Suécia = 809 Mortes (Casos Confirmados = 9.245)*

* A Estatística mostra que Países que demoraram
a estabelecer um Plano de Contingência Sanitária
(Isolamento Social, Testes, Testes e Mais Testes,
Pesquisas, Treinamento de Equipes Técnicas, e Aparelhamento do Sistema Público de Saúde)
tiveram proporcionalmente um número muito
maior de mortos, em menor tempo.

Enquanto isso, o Dr. Mutretta espera sentado
“a Curva de Subida do Gráfico atingir o Platô”.

https://en.wikipedia.org/wiki/2019%E2%80%9320_coronavirus_pandemic

Responder

Zé Maria

09 de abril de 2020 às 19h02

Estatística do Ministério da Saúde

No Brasil, desde o Primeiro Caso Confirmado de COVID-19,

demorou 17 dias para atingir 100 Casos Confirmados no País

mais 7 dias para chegar a 1.000 Casos,

e mais 14 dias para confirmar 10.000 Casos.

https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/09/be-covid-08-final.pdf

Responder

Zé Maria

09 de abril de 2020 às 14h55

Entrevista de Lula à Agência de Notícias Internacionais Associated Press (AP)

Lula dice que “Bolsonaro es un desastre en la pandemia”
AP (Español): https://apnews.com/25e376548c994696aed8f2f4fc4fde89

AP Interview: ‘Lula’ says “Bolsonaro a disaster amid pandemic”
AP (English): https://apnews.com/fbf369edcb1b02b33421cb3f879cc3bc
Associated Press writer Maurico Savarese reported this story in Sao Paulo
and AP writer David Biller reported from Rio de Janeiro.
NYT: https://www.nytimes.com/aponline/2020/04/08/world/americas/ap-lt-brazil-lula-interview.html

“Bolsonaro é um Desastre em meio a Pandemia”
“A Sociedade Brasileira talvez Não Tenha Paciência para Esperar até 2022”

| Reportagem: Mauricio Savarese (SP) / David Biller (RJ) | Associated Press (AP) |

Em isolamento em casa, apenas alguns meses após sua libertação da prisão,
o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva disse nessa quarta-feira (8)
que o presidente Jair Bolsonaro precisa mudar sua abordagem desdenhosa
do novo coronavírus ou corre o risco de ser forçado a deixar o cargo antes
do fim de seu mandato em dezembro de 2022.

O ex-presidente conhecido como Lula disse em entrevista à Associated Press
que o desafio de Bolsonaro contrário à exigência do distanciamento social
dificulta os esforços de governadores e prefeitos para conter o vírus.

Ele também argumentou que o Brasil pode precisar imprimir dinheiro para
proteger os trabalhadores de baixa renda e manter as pessoas em casa,
uma proposta que certamente suscitará preocupações em um país
com histórico de hiperinflação e uma moeda em queda.

A sociedade brasileira talvez não tenha paciência para esperar até 2022.

A mesma sociedade que o elegeu (Bolsonaro) tem o direito de destituir esse presidente quando perceber que ele não está fazendo o que prometeu

Da Silva, que governou entre 2003 e 2010, no momento em que a economia do Brasil estava forte, reconheceu que é improvável que Bolsonaro atenda aos crescentes apelos da oposição para renunciar e que não há votos suficientes no congresso pelo impeachment.

Algumas pessoas em várias regiões do país que votaram massivamente em Bolsonaro nas eleições de 2018 estão desiludidas com ele, batendo panelas nas janelas de suas casas em protestos que se tornaram regulares nas últimas duas semanas. O presidente subestima o surto, o que o coloca em desacordo com quase todos os 27 governadores do país.

Cerca de 800 pessoas morreram da doença COVID-19 no Brasil até agora e existem quase 16.000 casos confirmados, a maioria dos registrados na América Latina. O Brasil espera um pico nos casos de vírus no final de abril ou início de maio.

No mês passado, Lula elogiou o governador de São Paulo, João Doria, ex-aliado do presidente, por impor restrições destinadas a coibir a disseminação do vírus. Bolsonaro, que frequentemente se refere a Silva como um “ex-presidiário”, disse em uma entrevista de rádio que se sente constrangido quando políticos conservadores que se voltaram contra ele durante a crise recebem elogios do líder de esquerda.

Lula, que sobreviveu a um câncer, aos 74 anos, está isolado com sua namorada e dois cães na cidade de São Bernardo do Campo, nos arredores de São Paulo, desde que voltou de uma viagem à Europa. Ele disse que não teve nenhum sintoma do vírus, nem foi testado, e tem encontrado muito poucos políticos. A maioria de suas conversas agora é online.

O ex-presidente disse que seus 580 dias de prisão o ajudaram a lidar melhor com as recomendações de saúde para permanecer em casa. Ele é livre enquanto apela contra condenações por corrupção e lavagem de dinheiro, que, segundo ele, são motivadas politicamente.

“Treinei espiritualmente para viver bem. Não é fácil viver em 15 metros quadrados, vendo a família uma vez por semana”, disse ele. “Agora estou em casa com minha namorada Janja morando comigo. É muito melhor. Eu tenho espaço, pessoas com quem conversar o tempo todo”.

Bolsonaro contestou as recomendações da Organização Mundial da Saúde e de seu próprio Ministério da Saúde sobre distanciamento social e outras medidas para conter o vírus. Ele chamou repetidamente o COVID-19 de “uma gripezinha”.

O ex-presidente da Silva acredita que o Brasil pode precisar imprimir dinheiro para evitar o fechamento de negócios e o caos social. A economia brasileira sofre desde 2015, com cerca de 12 milhões de pessoas desempregadas e três vezes mais pessoas no setor informal e sem trabalho.

“Os que precisam de liquidez neste momento são pessoas pobres. Eles precisam comprar sabão, desinfetante para as mãos. É quem precisa de liquidez, não o sistema financeiro brasileiro ”, afirmou. “Para vencer o coronavírus, precisamos de mais Estado, mais ação das autoridades públicas, de ganhar dinheiro novo e garantir que ele chegue às mãos das pessoas”.

A receita de Lula Da Silva contraria a ideologia do governo Bolsonaro, liderada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, formado pela Universidade de Chicago. Após sua nomeação, ele prometeu reduzir o tamanho e a influência do Estado através de vastas privatizações e restringindo empréstimos bancários estaduais.

Desde o surto, houve algum reconhecimento da necessidade de fornecer alívio financeiro. Entre outras coisas, o banco estatal Caixa Econômica Federal reduziu as taxas de juros dos cheques e das parcelas de cartão de crédito, e o governo permitiu que as pessoas retirassem o equivalente ao salário mínimo de um mês das contas de aposentadoria. Também aprovou pagamentos mensais de US$ 117 para ajudar a manter os trabalhadores de baixa renda. Os benefícios devem começar a ser pagos nesta quinta-feira.

Ainda assim, não basta, disse Lula Da Silva. Ele acrescentou que o apoio à possível impressão de dinheiro não é radical, mas uma medida necessária em uma circunstância desesperada.

“Em tempos de guerra, você faz coisas que não são normais porque o que importa é a sobrevivência”, disse ele. “O coronavírus é um inimigo invisível cuja forma sabemos, mas ainda não sabemos como derrotá-lo.”

Políticos esquerdistas brasileiros de diferentes partidos, incluindo do Partido dos Trabalhadores, fundado por Lula da Silva, publicaram uma carta na semana passada pedindo a renúncia de Bolsonaro por sua má gestão durante a pandemia. O ex-presidente não assinou, mas disse que suas opiniões são claras.

“Não há saída com Bolsonaro se ele não mudar seu comportamento”, disse ele. “Seria muito mais fácil pedir desculpas, admitir que estava errado, dizer ao povo brasileiro que sente muito”.

https://ptnacamara.org.br/portal/2020/04/09/lula-os-que-precisam-de-liquidez-neste-momento-sao-pessoas-pobres-e-quem-precisa-de-liquidez-nao-o-sistema-financeiro-brasileiro/

Responder

    Zé Maria

    10 de abril de 2020 às 17h09

    E os Criminosos Infames da internet e fora dela, “inseminadores” de fake news,
    continuam vilipendiando a memória de Dona Marisa Letícia, para caluniar Lula.

    “Não há debêntures a partilhar
    quer em nome da falecida,
    quer em nome do inventariante”
    Juiz da 1ª Vara de Família e Sucessões
    do Tribunal de Justiça de São Paulo.

    Em Despacho Proferido, em 06/4/2020,
    nos Autos do Processo de Inventário
    de Dona Marisa Letícia Lula da Silva.

    https://www.conversaafiada.com.br/brasil/advogados-de-dona-marisa-desmentem-fake-news-espalhadas-pelos-filhos-de-bolsonaro

    “Essa Gente Não Presta!”
    [Nem o pai, nem os filhos,
    nem os maus espíritos que
    encarnam ou os rodeiam]

    O ex-presidente Lula matou a charada na manhã desta sexta-feira (10),
    durante uma live com o economista Eduardo Moreira, ao afirmar que
    “a Globo é Bolsonaro, Bolsonaro é Globo” na questão econômica.

    Ele também aproveitou a transmissão ao vivo para desmentir
    a “fake news sobre herança de R$ 256,6 milhões da
    ex-primeira-dama Marisa Letícia”.

    “Eu fui casado com Marisa Letícia por mais de 40 anos e nunca soube
    que ela tinha essa fortuna. Se tiver, eu me comprometo a doar 80%
    ao combate ao coronavírus”, disse o ex-presidente Lula.

    O advogado Cristiano Zanin Martins, que representa Lula,
    emitiu nota oficial (*) desmentindo a fake news das CBDs.
    (https://twitter.com/czmartins/status/1248612858025267200)

    Segundo o defensor da família Lula, não há debêntures a inventariar e que,
    infelizmente, o nome da Dona Marisa Letícia está sendo utilizado para
    produzir mais uma notícia falsa.

    O Blog do Esmael transmitiu ao vivo a live com Lula.

    Segundo o petista, pontualmente, a emissora dos Marinho diverge
    do presidente da República Jair Bolsonaro sobre a quarentena
    ou outro assunto menor.
    Mas, na economia, que é fundamental, eles estão jogando juntos.

    O ex-presidente disse que viu ontem (9) o presidente do Banco Central
    afirmando que não dá para imprimir dinheiro porque gera inflação.

    “Será que esse maluco sabe o que está acontecendo com o povo?
    Será que ele já viu o tamanho da queda da demanda?
    É tempo de guerra”, questionou.

    “Eu tô guardando aqui uma matéria da Folha de S. Paulo de 24 de março.
    Naquele dia o Banco Central já tinha liberado R$ 1.2 trilhão de socorro ao
    sistema financeiro.
    Enquanto isso o povo pobre desse país está abandonado, esperando
    os 600 reais que o Bolsonaro prometeu”, complementou.

    *(https://pbs.twimg.com/media/EVP2eYZUcAI8uCR?format=jpg)

    “Advogados de D. Marisa desmentem boatos sobre CDBs”

    “1. É inverídica a afirmação divulgada por alguns veículos noticiosos
    e reproduzidos em redes sociais de que o Espólio da ex-primeira dama
    Marisa Letícia Lula da Silva seria proprietário de CDBs no valor de R$ 256
    milhões.

    2. Todos os bens que integram o espólio de D. Marisa e que deverão ser
    partilhados foram apresentados nos autos do inventário e constam das últimas
    declarações protocoladas em 02/03/2020, termos da lei. O despacho proferido em
    06 de abril faz referência, por equívoco, a escrituras de debêntures que o próprio
    Juízo reconhece não ter relação com os bens a partilhar (“não há debêntures a
    partilhar quer em nome da falecida, quer em nome do inventariante”).

    3. Lamentavelmente, mais uma vez o nome de D. Marisa está sendo utilizado
    para produzir “fake news”, com novos ataques à sua honra e memória.”

    (Teixeira, Martins & Advogados)

    CÓDIGO PENAL BRASILEIRO
    Seção 2
    Título 1
    DOS CRIMES CONTRA A PESSOA
    […]
    Capítulo 5
    DOS CRIMES CONTRA A HONRA
    […]
    Art. 138. Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente
    fato definido como crime:

    Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

    § 1º Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação,
    a propala ou divulga.

    § 2º É punível a calúnia contra os mortos. [!!!]

    https://brasil.mylex.net/legislacao/codigo-penal-cp-art138_90089.html

Jardel

09 de abril de 2020 às 05h13

Azenha, e o mais recente escândalo de corrupção dos tucanos paulistas com a Ecovias?? Não tô vendo ninguém falar nada!!! Os caras confessaram que pagaram propina durante 18 anos nos governos tucanos. Se comprometeram perante a Justiça em devolver mais de meio bilhão de dinheiro roubado.

Responder

    Zé Maria

    09 de abril de 2020 às 15h45

    Segundo a Globo e a Bandeirantes não havia
    Governador no Estado de São Paulo durante
    todo esse período de 18 anos.

Zé Maria

08 de abril de 2020 às 19h33

Governadores e Prefeitos que afrouxarem o Isolamento Social
vão se arrepender amargamente, pelo nº de casos que terão.

Responder

    Zé Maria

    09 de abril de 2020 às 15h29

    Flexibilizar o Isolamento Social, quando um relatório do Ministério da Saúde, divulgado na sexta-feira (3), aponta que atualmente todo o Sistema só pode realizar 6.700 testes COVID-19 por dia, e precisará processar entre 30.000 a
    50.000 testes diários durante o pico do surto, previsto para o mês de junho,
    ou é perversidade dos governantes ou é incompetência governamental.

    Pior, o levantamento apontou a escassez de profissionais de saúde treinados
    “para lidar com equipamentos de ventilação mecânica, fisioterapia respiratória
    e assistência avançada de enfermagem” para pacientes graves, enquanto
    Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e leitos de hospitalização geral
    “não estão adequadamente estruturados ou em números suficientes”.

    | Reportagem: Diane Jeantet (RJ) | Associated Press (AP) |
    https://apnews.com/a8efbe2f8ca2532d846741873c75e48c

    O Mundo Ocidental já está sentindo que o braZil
    de Bolsonaro/Guedes/Moro/Weintraub/Mandetta
    está prestes a pôr em risco a Humanidade Inteira.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.