VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Chioro detona falta de vacina para gripe em SP: “Como é possível erro tão crasso?! Desrespeito com os idosos. Inaceitável”
Divulgação
Blog da Saúde

Chioro detona falta de vacina para gripe em SP: “Como é possível erro tão crasso?! Desrespeito com os idosos. Inaceitável”


24/03/2020 - 00h54

por Conceição Lemes

Diante do avanço da pandemia do novo coronavírus, o Covid-19) começou nessa segunda-feira (23/03) a campanha nacional de vacinação contra gripe, prevista inicialmente para deslanchar a partir de 13 de abril.

Público-alvo desta primeira etapa: idosos – por terem maior risco de risco de desenvolver complicações; e trabalhadores da área da saúde – por estarem mais  expostos ao vírus.

A antecipação foi anunciada pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM-MS).

Com pompas, a divulgação ocorreu durante entrevista coletiva realizada em São Paulo, em 27 de fevereiro, após reunião do ministro com o governador João Doria (PSDB) e representantes da Saúde do Estado.

A medida foi elogiada por infectologistas e especialistas em saúde pública, pois é tecnicamente correta.

É forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem influenza na triagem de casos para o coronavírus

Explico. A vacina da gripe não tem eficácia contra o novo coronavírus, mas protege contra os outros tipos de vírus da influenza. A ação pode evitar de forma mais precoce casos de complicação da gripe, o que sobrecarregaria o sistema de saúde em um momento de crise.

Porém, nessa segunda-feira, pelo menos em São Paulo, muitos idosos foram aos postos de saúde e voltaram para a casa sem tomar a vacina.

Em quase todo o Estado faltou o imunizante.

Na hora do almoço, já não tinha vacina nos postos de saúde das cidades de Santos e Embu-Guaçu.

O mesmo aconteceu nos postos de saúde do bairro da Penha, Zona Leste da capital paulista.

Faltou também vacina nas cidades do Grande ABC.

Na região foram entregues 107 mil doses para uma população idosa estimada em 432 mil.

Todas as 107 mil doses foram aplicadas neste primeiro dia:

30 mil em Santo André

30 mil em São Bernardo do Campo

12.500 em Diadema

15 mil em Mauá

5 mil em Ribeirão Pires

1.500 em Rio Grande da Serra.

Em função da quantidade insuficiente, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC encaminhará pedidos ao Ministério da Saúde e à Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo solicitando mais doses.

Consequentemente, as secretarias municipais desses municípios suspenderão a vacina contra gripe até receberem o segundo e o terceiro lotes de vacinas.

“Como é possível, depois de convocar os idosos e profissionais de saúde para se vacinar, cometer um erro tão crasso?!”, reage, indignado o médico sanitarista Arthur Chioro, ministro da Saúde no governo Dilma Rousseff.

“Falta planejamento e capacidade de gestão. Mas acima de tudo falta respeito com os idosos e profissionais de saúde. Inaceitável!!!”, detona os responsáveis.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

24 de março de 2020 às 02h46

Pra variar o Doria há só sabe se promover nos veículos de comunicação.

Faltou Vacina em 403 Cidades Paulistas, correspondentes a cerca de 60% dos Municípios do estado de São Paulo.
Segundo o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems-SP) o governador João Doria anunciou , no final da manhã, que os municípios do estado estavam abastecidos, quando, na verdade, muitas cidades já haviam chegado ao fim de seus estoques.

“O Cosem foi surpreendido logo nas primeiras horas de hoje com as informações de inúmeros gestores de diferentes municípios do estado sobre o término da vacina”, diz José Eduardo Fogolin Passos, presidente do Cosem-SP.
“Quando o governador anuncia que há vacina o suficiente, a população entende que a responsabilidade pela falta de vacina, é do gestor municipal”, completa.

| Reportagem: Léo Arcoverde e Patrícia Figueiredo | GloboNews e G1 SP |

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.