VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Dr. Rosinha, sobre anjos e Anjo: O dos Bolsonaro não tem asas, mas se falar, o céu desaba
Reprodução
Arapuca

Dr. Rosinha, sobre anjos e Anjo: O dos Bolsonaro não tem asas, mas se falar, o céu desaba


06/07/2020 - 15h14

Anjo

por Dr. Rosinha*

Cada vez que ouço ou penso na palavra anjo vem à mente uma ilustração que era frequente –hoje menos — na parede de casas modestas das cidades, principalmente nas da zona rural.

Muitas vezes a ilustração fazia parte de uma “folhinha”, assim chamada por ser calendário.

Se calendário, ficava na parede da sala ou da cozinha.

Se não era calendário, ficava geralmente pregada na cabeceira da cama ou berço de uma criança.

A imagem era a de um anjo da guarda atento a uma ou mais crianças em perigo; por exemplo, prestes a cair num rio ou poço, ou ser atacada por um animal.

Anjo significa mensageiro, especialmente emissário de Deus.

No caso a ilustração, indica que ele (o anjo da guarda) não leva uma mensagem – a menos que seja espiritual –, mas que está preparado para um ato em defesa da criança.

Sempre, independente do tema que abordo, recorro ao dicionário.

Em geral, ao Houaiss. E quando tem algum fundo religioso, ao Diccionário de la Bíblia, Serafín de Asuejo, Hebert Haag e A. Van den Born.

No Gênesis (28, 12), o sonho de Jacob em Betel diz que ele (Jacob) teve um sonho no qual viu uma escada apoiada na terra.

O seu topo alcançava os céus, e os anjos de Deus subiam e desciam por ela.

Informa também que os anjos aparecem em forma humana sem asas. Os querubins e serafins aparecem com asas.

“Se descreve os anjos como seres celestiais que rodeiam Deus, formando sua corte e seu exército e ajudam-no na sua ação sobre a terra e são enviados por Ele como seus emissários junto aos homens.”

Houaiss esclarece que quando a criança é tranquila e quieta é chamada de anjinho.

Diz também que a palavra é usada como ironia quando a criança é irrequieta, travessa ou quando é um adulto, uma “pessoa que se faz de ingênua”.

Assistindo à vida politica e criminal de muitos no Brasil atual dá-me a impressão  –usando a ironia referida por Houaiss –que o Brasil vem sendo governado por anjinhos.

Imagino que Bolsonaro pai e Bolsonaros filhos eram anjinhos quando crianças. E, agora adultos, além de anjinhos, são protegidos pelo anjo da guarda Frederick Wassef, o advogado Anjo.

Até a prisão de Queiroz, é bem provável que na cabeceira da cama da família Bolsonaro tivesse uma foto, uma ilustração ou um cartãozinho do Anjo com o número do telefone em caso de emergência policial/judicial.

Frederick Wassef, o Anjo, tinha livre trânsito nos gabinetes e residências da família Bolsonaro.

Esta liberdade de chegar — sem marcar hora– e entrar — sem bater na porta– persistiu até 18 de junho passado.

Na ocasião, a polícia bateu à porta da casa de Wassef, em Atibaia (SP), e encontrou Lúcifer, que também é anjo do “demônio” Fabrício Queiroz.

Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, Queiroz, o agora demônio, movimentou cerca de R$ 3 milhões, entre 2007 e 2018.

Sob o comando do então deputado Flávio Bolsonaro, ele recolhia parte dos salários de outros assessores ―fantasmas― e repassava o dinheiro para o chefe.

Frederick Wassef, Fred para os íntimos e Anjo para os Bolsonaros que necessitam de proteção, declarou à CNN:

“Todos estão convictos hoje de que o Fred virou o alvo. Se bater no Fred atinge o presidente, eu e o presidente viramos uma pessoa só”.

Mas não explicou por que Queiroz estava na casa dele. Só disse ser uma armação para incriminar o presidente.

A repórter Andrea Sadi, da TV Globo, perguntou ao Anjo, por telefone: “O Queiroz pulou o muro? Apareceu voando para casa do senhor?”

“Para a casa do senhor”.

Lembra as orações de Bolsonaro e seus apoiadores.

Lembra também que Queiroz pode ser um querubim ou serafim da família Bolsonaro e que entrou voando na casa do Anjo.

O que se pode dizer é que alguém puxou a escada que estava apoiada na terra e o topo no céu. Justamente por onde o Anjo subia e descia para falar com os seus senhores Jair e Flávio Bolsonaro.

Fechou-se a porta dos palácios e gabinetes para o emissário do crime organizado das rachadinhas.

O Anjo não tem asas, mas tem boca, o que afasta a possibilidade dele voar. Facilita também a polícia pegá-lo.

Este é o medo –não do Anjo – do clã Bolsonaro. Se o Anjo falar, o céu desaba.

Outra coisa é obter justiça: é necessário dar muitas asas a imaginação.

Dr. Rosinha é médico pediatra, militante do PT. Pelo PT do Paraná, foi deputado estadual (1991-1998) e federal (1999-2017).  De maio de 2017 a dezembro de 2019, presidiu o PT-PR. De 2015 a 2017, ocupou o cargo de Alto Representante Geral do Mercosul. 



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

08 de julho de 2020 às 00h08

O 01 do Jair, Flávio Bolsonaro, prestou depoimento ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPE-RJ).

https://twitter.com/samiabomfim/status/1280641919857631233

Responder

Henrique MartinsMartinsh

07 de julho de 2020 às 09h52

Favor não me pedirem piedade e nem que eu torça pela vida de alguém que não teve piedade de mais de 63 milhões de brasileiros, sobretudo idosos.

Sinto muitíssimo ter que dizer que todo genocida merece a morte sim. Porém, não sem antes pagar pelo que fez até para que não apareçam outros genocidas.

Muitas vezes a morte é uma libertação para a pessoa. Então que Bolsonaro sobreviva para pagar pelo que está fez e está fazendo ao nosso país.

Que ironia esse monstro aparecer contaminado depois de ter vetado máscaras até em presídios, certamente para os presos morrerem, pois ele é da turma do bandido bom é bandido morto.

Deus existe!

Responder

Henrique Martins

07 de julho de 2020 às 08h23

O que a Vera Magalhães queria que disséssemos diante da contaminação por Covid de um homem que manda invadir hospitais para tratamento da doença, insufla seus apoiadores a agredir profissionais de saúde, não usa máscara dando mau exemplo para a população e defende o uso de medicamento que não cura mais mata?

Responder

Elaine

07 de julho de 2020 às 07h57

Observem que mesmo doente o louco continua dando mal exemplo para a população fazendo propaganda da famigerada cloroquina.

Até quando vamos ter que suportar isso meu Deus?

Responder

Henrique Martins

07 de julho de 2020 às 07h45

Bolsonaro com Covid? E daí?

Coisa da providência divina!Não deu o exemplo por amor vai ter que dar pela dor. Sim senhor!

Não usar máscara deixa a pessoa desprotegida e sujeita a ser infectada facilmente. Para aprender com a dor agora falta a base social dele que já começou a morrer, pois o Cristo deles não é melhor que o nosso não.

O país está anestesiado vendo esse homem destruí-lo e matar seu povo. É uma coisa assombrosa o que está acontecendo aqui.

A população está pagando caro para saber as consequências de um voto na base da mamadeira de piroca. Elegeu como maior autoridade do país um miliciano louco, sem caráter, com índole de ditador.
Portanto, elegeu uma escória para nos governar. Um pária internacional.

Todos que apóiam Bolsonaro mesmo vendo ao vivo e a cores o que ele está fazendo ao país são cúmplices de genocídio!

É isso aí..

Responder

Henrique Martins

06 de julho de 2020 às 22h57

Com Covid ou sem Covid uma hora Bolsonaro vai… Ou será que ele acha que o seu histórico de atleta o torna imortal?

Agora uma coisa é certa: ele não vai antes de cair não!. Nem vai morrer antes de ser desonrado.

Quem viver verá!

Responder

Zé Maria

06 de julho de 2020 às 20h05

A história desse Anjo tá parecendo até a de Lúcifer, o Rebelde.
https://www.bibliaonline.com.br/acf/is/14/11+
https://www.bibliaonline.com.br/acf/ez/28/14+

Responder

Henrique Martins

06 de julho de 2020 às 20h05

Ontem eu postei aqui no blog que justiça divina seria Bolsonaro morrer de Covid, não sem antes perder o mandato.

Agora eu soube que ele está com os sintomas da doença.

Se for verdade, o vírus não esperou nem eu molhar o bico.

No entanto, vaso ruim não quebra. Não creio que ele morra antes de perder o mandato. Até porque, diferentemente de muitos brasileiros, ele terá o melhor tratamento.

Em todo caso será uma benção para o país ele ter pegado diga-se de passagem – a segunda vez.
Da primeira vez ele se tratou escondido com Cloroquina e aí está a ‘eficácia’ da bicha.

Outra burrice dele é a defesa da tal imunidade de rebanho. Esse vírus sofre mutações. Não tem imunidade de rebanho não.

Ironia isso acontecer justo depois dele ter vetado as máscaras até em presídios.

Podem ter certeza: a providência divina está no controle.

Responder

Zé Maria

06 de julho de 2020 às 18h29

Wassef revela que falou com Bolsonaro no dia da prisão de Queiroz.
Faz questão de elogiá-lo e de mostrar que sua proximidade
com o presidente não sofreu abalos:
“Não preciso mandar recado.
Se eu quiser, ligo agora no celular
e ele me atende”.

Afirma ainda guardar provas dessa estreita relação:
“Não dá pra negar uma história que está registrada
com tantas fotos e filmes. Fora aqueles que eu tenho
comigo e que ninguém nem sonha e nem imagina.
Está tudo guardado a sete chaves” …

(Coluna do Lauro Jardim)

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!