VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Maria Frô: Depredar a sede de qualquer partido é ato fascista

12 de junho de 2013 às 10h17

por Maria Frô, em seu blog, reprodução parcial

Quem fez isso e com qual propósito?

Depredar sedes de partidos de história popular, progressista, de esquerda sempre foram ações de fascistas, historicamente grupos que fazem isso foram sempre brigadas fascistas.

Não se depreda propositalmente sedes de partido, de nenhum partido.

Trago o discurso de um dos  ’petistas de merda’ que como eu desde sempre apoiou o Movimento Passe Livre: ”vivemos oito anos de desmandos com a cidade feitos pela gestão Serra/Kassab… incêndios criminosos e não apurados em favelas, enchentes de três meses no Jardim Pantanal (nas manifestações na frente da prefeitura quase morri pela reação alérgica ao spray de pimenta), professores apanhando, especulação imobiliária pesada, rolo compressor na Câmara, aumento de tarifas, escândalos da Controlar, caso Hussein Aref etc., e nada disso mereceu uma pichação sequer num muro contra o PSDB. É no mínimo um dado curioso…bastou um aumento de tarifa em 6 meses de gestão Haddad, pra ocorrer depredação do diretório nacional do PT.”

A depredação da sede do PT é uma ação fascista sim e espero que o MPL se posicione fazendo mais que lavar as mãos.

Leia também:

Jorge Souto Maior: Passe Livre e o direito de ir e vir

Lincoln Secco: Anatomia do Movimento Passe Livre

 

90 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luz13

19/07/2013 - 19h04

Vamos manifestar, mas com lucidez! Gostei do blog. Aline Da Cidade das Pirâmides, em meio a uma passeata de estudantes, mas sem vandalismo!
Vejam! http://www.youtube.com/watch?v=62b3f66OP60&feature=youtu.be

Responder

Sérgio

24/06/2013 - 08h59

Mas quem depredou bancas de jornais não eram petistas e sim nazistas
do mesmo tipo que, por carência de votos, estão por aí atacando a democracia.

Responder

mariazinha

13/06/2013 - 15h45

Eu apoiei os estudantes qdo. invadiram a reitoria; agora, vou rever minha posição pois o que vejo são meninos imaturos e infantis que não sabem dialogar mas gostam de violência e droga. Decepcionante!

Responder

Igor Felippe: A metamorfose de um protesto de jovens em ato de vandalismo - Viomundo - O que você não vê na mídia

13/06/2013 - 15h00

[…] Maria Frô: Depredar a sede de qualquer partido é ato fascista […]

Responder

Keynes

13/06/2013 - 13h21

A seita PT é de dar nojo.

Responder

Vilma Brandão

13/06/2013 - 01h38

12 de Junho de 2013 – 14h48

UJS condena ação repressora da Polícia Militar em protestos

Nesta quarta-feira (12), um dia após o terceiro ato organizado por movimentos de juventude, contra o aumento da passagem de ônibus e metrô, a União da Juventude Socialista (UJS) divulgou nota condenando a repressão sobre os manifestantes na noite de terça-feira (11), em São Paulo (SP). Abaixo, a íntegra da nota.

Nota da UJS do município de São Paulo sobre o aumento da passagem

Ao longo de décadas o automóvel foi prioridade no investimento em mobilidade urbana. Na cidade de São Paulo, ocorreu um desenvolvimento no mercado de crédito, produção de insumo, controle pelo governo no combustível, investimento em vias públicas, onde na maioria das vezes o automóvel sempre teve prioridade.

Isto é, o transporte coletivo, utilizado pela maioria dos trabalhadores, acabou sendo prejudicado por ter menos investimento e não fazer parte de um planejamento de acordo com as demandas das grandes cidades. Infelizmente, a população que mora nas periferias da cidade é as mais prejudicada, pois residem distante dos locais de emprego, consumo e entretenimento. Além disso, sofre com a espera absurda nos pontos de ônibus, onde enfrentam filas imensas todos os dias para ir e voltar do trabalho, ou estudar. Ônibus superlotados, congestionamentos quilométricos e muitas vezes falta dinheiro para pagar as tarifas caríssimas.

Esses problemas também são frutos da exploração do transporte coletivo por conta de empresas privadas que os administram e servem a interesses econômicos, de lucro e acumulação de capital.

Anualmente, uns dos maiores receios da população são os reajustes das tarifas de ônibus, trem e metrô, mantidos por empresas não poupam o bolso do trabalhador, pressionam o governo que, por sua vez, se deixa levar por reajustes que elevam o custo da tarifa, retendo o nvestimento em infraestrutura.

Diante desta negligência, é legitimo e necessário o ato de se manifestar, e é ampla a comoção da população, pois são muitas as indignações. O que não aceitamos num Estado democrático é a forma repressora, violenta com que age a PM nos protestos e no cotidiano da juventude nas periferias. A conduta policial controlada pelo Governador de São Paulo tem causado mais revolta e atos extremos por conta de uma minoria dos manifestantes.

É possível, para a Prefeitura de São Paulo, não ceder aos interesses dos empresários e ficar ao lado do povo revogando o aumento da tarifa e promovendo um amplo diálogo sobre as melhorias no transporte público com a população paulistana. Estamos confiantes e sempre na luta!!

União da Juventude Socialista (UJS)

Responder

    leprechaun

    13/06/2013 - 09h28

    todos os estudantes repudiam a violência(com apoio da PM), espancamentos, a manipulação, o abuso de drogas e álcool, os falsos estudantes, a máfia das carteirinhas e dos crachás, etc que a UJS promove nos congressos da UNE para se manter no poder e passar suas propostas pró-governistas

Graciete Lima

13/06/2013 - 01h35

Hora de pensar. Sentar a bunda na cadeira e pensar sobre os recados. Onde erramos? E como erramos? Não há santos vagando por aí. Há descuidados.

Responder

Eurico

12/06/2013 - 22h55

Já houve alguma morte? Precisa ter pelo menos uma. Não basta só um pouco de sangue. Precisa de um cadáver. Só assim se completa a leitura do roteiro que está sendo seguido na América Latina hoje. Ao final vencerão as forças do bem, pela vida e pela família, devidamente apoiadas pela incansável luta em defesa da democracia levada a cabo pelos norte americanos. Pelos campos começa já a florescer a primavera dos Guaranis. Já caiu o Paraguai. A Venezuela está em andamento. O Brasil tem que entrar neste roteiro. Talvez aqui demore um pouco mais, mas ao final as forças do bem vencerão. E então quando teremos um cadáver?

Responder

assalariado.

12/06/2013 - 22h26

Na minha caminhada de assalariado aprendi o seguinte no chão de fabrica. O peão que vira judas e trai seu irmão de classe fica sujo (sem aspas), com os dois lados. Quer dizer, a burguesia patronal jamais vai confiar num peão que trai sua classe, enquanto um assalariado explorado pelo patrão. Por outro lado, o peão, por sua vez jamais voltará a confiar num judas, lambe botas da patronal. Sim, na luta de classes (CAPITAL X TRABALHO) é que nem óleo e agua, por mais que queiram mistura- los, jamais se unirão. Qualquer semelhança com o PT, não é mera coincidência. Tenho dito!!

Abraços Fraternos.

Responder

Zanchetta

12/06/2013 - 22h07

Gozado!!! A Maria Frô não achou fascismo depredar a Reitoria da USP pelos mesmos estudantes há 2 anos…

Responder

Vlad

12/06/2013 - 21h35

Hahahaha

Parece até a Globo “comovida” pela destruição dos sagrados pés de laranja da Cutrale.

A chapa está esquentando.

Responder

    Jussara Felix

    13/06/2013 - 14h08

    Contra a esquerda, todo mundo é macho.
    Motivo?
    A esquerda não o é…
    PS. Regime militar comendo solto e não lembro de sedes da ARENA sendo detonadas… Esses bundinhas que atacaram a sede dos petralhas tem mesmo é que encarar, um dia, a milicada! Vão é se esconder embaixo de suas caminhas quentinhas. Bando de cagalhões… hehehe

Gerson Carneiro

12/06/2013 - 21h28

Só há uma coisa maior que o amor ao PT: o ódio ao PT.

Responder

    willian

    13/06/2013 - 08h45

    Amor a partido político? Sério, existe?

    wander

    13/06/2013 - 15h33

    sim! isso se chama fanatismo!

Francisco

12/06/2013 - 20h31

Contra a esquerda, todo mundo é macho.

Motivo?

A esquerda não o é…

PS. Regime militar comendo solto e não lembro de sedes da ARENA sendo detonadas…

Responder

abolicionista

12/06/2013 - 19h58

De fato, o movimento popular desorganizado sempre tendeu para o fascismo. Só que essa desorganização foi regada pelo PT, que abandonou a luta ideológica. É a consequência da despolitização das massas promovida pela grande mídia com o aval do PT. Quando Lula fez aquela reunião a portas fechadas com Roberto Marinho, firmou um pacto fáustico cuja contraparte ainda não foi paga.

Responder

    mariazinha

    12/06/2013 - 20h47

    Querias mais é? Falar mal das pessoas é fácil; quero ver fazer o que elas fizeram: enfrentar uma mídia hostil como ele para dar boa vida a todos os brasileiros, defendendo-os como pode sem levar o país ao caos. Sabemos que o GOVERNO DOS TRABALHADORES ATUA NO FIO DA NAVALHA tais são os ataques e humilhações que sofre pelas forças maquiavélicas. Esses meninos, ao contrário, irresponsavelmente, criam um caos sem motivos pois esses motivos que alegam não nos convence. São baderneiros e não representam a juventude estudantil brasileira antenada, inteligente e responsável. Um jovem inteligente jamais iria quebrar ou inutilizar um patrimônio público pois sabe que custou o suor de muitos brasileiros; verdadeira heresia e não terão o apoio das massas.

    Leo V

    12/06/2013 - 20h53

    Como assim desorganizada?

    Você pode discordar dos objetivos ou ações. Não confunda ‘desorganizadas’ com ‘autônomas’ (não submetidas ou controladas por organismos exteriores a si).

    O Movimento Passe Livre em São Paulo existe há quase 10 anos… foi muita organização durante esse tempo. Essas manifestações não vieram do nada, embora não se reduzam ao MPL.

    abolicionista

    13/06/2013 - 19h03

    Caro Leo V, não me referi ao Movimento Passe-Livre, mas à manifestação como um todo. Sabemos que há uma enorme quantidade de insatisfação por parte da população em relação ao transporte público, insatisfação que, quando não pode ganhar a forma de uma tomada de consciência e consequente ação na pólis, explode como violência. É essa violência que se faz presente, de modo cada vez mais intenso, em qualquer aglomeração urbana no Brasil. As raízes do fascismo estão aí, não nos enganemos.

Leo V

12/06/2013 - 19h24

Não concordo nem discordo com atirar pedra na sede do PT.

Mas assim é fácil querer ser governo, querer ser poder mas não querer ser alvo de manifestação.

Quem quer poder, quem que se governo tem que esta preparado para se vidraça (e aí a metáfora virou realidade).

Ou o PT quer democracia sem povo, sem movimento social autônomo, só com eleitores?

Dez mil vezes o povo que atira pedra na vidraça de partidos do que os partidos, pois todos eles querem o poder mas não querem ser vidraça.

A correlação de forças é isso. O que o povo tem de força é isso, é a pressão das ruas.

Já o que os capitalistas fazem com o PT, fazendo-o alterar programas e consignas históricas é admissível? Ou as vidraças são mais importantes?

Responder

Maria Izabel L Silva

12/06/2013 - 19h21

Defendem a redução das tarifas e depredam 85 onibus em poucos minutos. Me explique que raio de movimento é esse, que quer transporte gratuito, e tira 85 onibus de circulação. Me explica Maria Fro. Esses hipocritas se importam mesmo com o transporte publico e o bolso dos trabalhadores? É pra levar a serio uma merda dessa?

Responder

    Leo V

    12/06/2013 - 20h05

    Ah sim, os manifestantes retiraram 85 ônibus de empresas privadas, que lucram com a necessidade das pessoas de se deslocar, para todo sempre. E o aumento da tarifa, ao contrário, irá durar só um dia.

    Lógica obtusa essa.

    Eu não sei, mas acho que deveria ter uma disciplina na cadeira das escolas chamada: História das Conquistas Sociais.
    Iria qualifica melhor o debate.

Leo V

12/06/2013 - 18h34

Antes de tudo, pode-se não concordar com depredar a sede do PT. Argumentos não faltam para isso.

Só que é preciso entender o que é MPL e o que é manfestação contra o aumento das tarifas.

Manfestação populares desse tipo não são controladas por ninguém, por grupo nenhum, e ainda bem..

Tem muita gente de partido de extrema-esquerda que se agrada de destruir a sede do PT… ou mesmo outra pessoa qualquer.

O MPL não é como o MST, na qual ns manifestações que organiza todos são do MST etc etc.

Responder

willian

12/06/2013 - 17h40

Depedrar a sede de qualquer partiso é um ato fascista mas eu só venho aqui falar isto quando é a do PT.

Este deveria ser o título do post.

Responder

    paulo roberto

    12/06/2013 - 22h31

    Então tá, seu “zé mané”. Cita aí quais outros partidos tiveram a sede depredrada no Brasil.

willian

12/06/2013 - 17h37

Enquanto depedravam onibus e bancas de jornal, batiam em policial, tudo bem. A sede do PT é intocàvel. Onde estava maria frô quando os vandalos assombravam o Kassab?
Provavelmente batendo palmas e atacando a policia.

Responder

FrancoAtirador

12/06/2013 - 17h25

.
.
A Extrema-Direita sempre se utilizou desse artifício,

de infiltração nos movimentos reivindicatórios populares,

para inverter a lógica das manifestações coletivas.
.
.

O Bandido Mascarado é um exemplo do antipatriotismo

disseminado aos quatro ventos pela Mídia BraZileira.

Certamente esse não levou borrachada da Polícia Tucana.
.
.

Responder

    mariazinha

    12/06/2013 - 20h54

    Só um mercenário alienígena ousaria manchar uma bandeira do BRASIL. Mas olhando bem essa camisa…Um infiltrado alienígena!

Eunice

12/06/2013 - 17h05

Falando em fascistas….

Para onde foram os fascistas italianos após a derrocada do fasciscmo na Itália?????
-….
– Bidu!

Responder

Eunice

12/06/2013 - 17h04

Eu acho ótimo duas coisas recentes:

1) médicos, que nunca sairam de seu conforto ideológico (nenhuma ideologia) vieram pro front mostrar a cara contra os cubanos.
2) mauricinhos do PSDB que não entendem nadin de nada de política estão treinando. Isso tudo é muito bom.

Assim ambos aprendem a votar, ao menos.

Responder

mariazinha

12/06/2013 - 16h27

Sugiro que as FA estejam preparadas para o pior pois serão capazes de jogar bomba em estádio e matar brasileiros para dizerem que o governo dos trabalhadores não tem pulso e que a copa de LULA foi um fiasco; é preciso verificar bem quem entra e quem sai, muita vigilância. As torres do império ruíram para detonar uma guerra; uma bomba num Estádio pode detonar um golpe no BRASIL, como quiseram fazer no Riocentro.

Responder

mariazinha

12/06/2013 - 16h17

Entretanto eu já previa e temia pelo destino do sr. Haddad. Os psdbestas de higinópolis creem que o Estado de SP é deles; Haddad, jamais engoliriam tamanha afronta em suas barbas. Se não acontecer coisa pior daremos graças ao DIVINO.

Responder

mariazinha

12/06/2013 - 16h11

Movimento nitidamente organizado para desviar a atenção dos altos números da violência que assola o Estado de SP. Enquanto os menininhos fazem a birrinha teatral, os bandidos agem, sem obstáculos, mas o chuchu não é cobrado pois os garotinhos birrentos fazem o trabalho sujo da cortina de fumaça.
http://flitparalisante.wordpress.com/2013/06/08/247-a-violencia-sera-o-calcanhar-de-aquiles-do-governador-geraldo-alckmin-em-sua-possivel-tentativa-de-reeleicao-em-2014/

Responder

Maria Izabel L Silva

12/06/2013 - 15h49

O PT tem uma historia e uma memória de luta e resistencia que é o orgulho de qualquer militante. Porém se alguns psolistas ignorantes e alguns liberais de bosta desconhecem essa história, paciência. O PT não tem culpa desse “lapso” de ignorancia. Digam o que quiser do PT hoje, mas negar a história é coisa de demente. Nenhum petista, por mais rude que seja, nega a história do antigo MDB ou de lideranças como Teotonio Vilela, que lutaram contra a ditadura sem usar capuz, sem se esconder atrás de uma máscara e sem aterrorizar as pessoas. Essa juventude do PSOL é perdida … militantes de merda. Além de flertarem com a fascismo, são completamente ignorantes em relação a história do país. Aposto que nem sabem quem foi Ulisses Guimarães…

Responder

Tiago

12/06/2013 - 15h41

Inaceitável, depredar a sede de qualquer partido é fascismo sim.

E depredar bancas de jornal, pontos de ônibus e estações de metrô, também são
atos fascistas e inaceitáveis.

Mas é tudo “em nome do povo”.

Responder

Julio Silveira

12/06/2013 - 15h40

Concordo em gênero, numero e grau.
Neste país de conservadores e oportunistas, grande parte das vezes ambos, os movimentos populares devem sempre esperar que seus movimentos sejam direcionados, por infiltração, para levarem mensagens subliminares distorcidas a cidadania. Por elementos que se aproveitam em todas as oportunidades, que certamente surgem, quando governos de tendência democrática estão no poder. Devem ter sempre em mente que a gravidade das situações, quase sempre deixadas por esses como armadilhas, para que hajam a necessária “perturbação da ordem” no futuro, abrindo espaço para duvida na mente do cidadão mais frágil politicamente. Aliás isso tem caído como uma luva nos discursos desfocados de insatisfação das organizações midiáticas corporativas e conservadoras que costumam esquecer as razões para focar nas consequências, com ardor.

Responder

Alemao

12/06/2013 - 15h07

Olhar-se ao espelho às vezes pode surpreender muita gente, principalmente quando há um fascita do outro lado…

Responder

    FrancoAtirador

    12/06/2013 - 18h41

    .
    .
    Principalmente quando se trata da raça ariana.
    .
    .

Alemao

12/06/2013 - 14h54

Certo, depredar bancas de jornais, carros e qualquer bem público ou privado é absolutamente aceitável. Agora depredar a sede do PT, daí não pode. É exatamente esse pensamento e ideologia cega que está afundando o país. E ainda tem energúmeno colocando a culpa no PSDB. Vcs merecem uma passagem pra Venezuela sem retorno.

Responder

    Luís CPPrudente

    12/06/2013 - 20h05

    Você merece uma passagem para a fronteira do México com os EUA, só que estando do lado mexicano. Passa para o outro lado e seja bem recebido pelos States.

Willian

12/06/2013 - 14h27

Se fosse o Kassab prefeito, se fosse a sede do PSDB/DEM, o tom seria outro.

Responder

    Luís Carlos

    12/06/2013 - 23h47

    Mas nunca foi a sede do PSDB e do DEM. Nunca!

Giuseppe Tomasi di Lampedusa

12/06/2013 - 14h21

Tudo bem acabar com o comunismo, mas depredar o muro de Berlim foi coisa de baderneiros!

Responder

    Eduardo Guimarães

    12/06/2013 - 16h13

    Comparar uma instalação do PT ao muro de Berlim é que dá vergonha alheia. O resto é fichinha

    Eunice

    12/06/2013 - 17h00

    Comparar é também verificar a diferença.Calma gente.

sílvia macedo

12/06/2013 - 14h02

Apoio total ao texto de Maria Frô.

Responder

Bacellar

12/06/2013 - 12h13

Tem fascista infiltrado nesse movimento! Latet Anguis…

Espero que a esquerda juvenil não cometa a [email protected]@[email protected] de servir de massa de manobra para o MSU (Movimentos do$ $em Urna).

Responder

Rasec

12/06/2013 - 12h06

E vem cá. Cadê os indignados com os péssimos e perigosos serviços de metrô e da CPTM! Houve aumento de passagem e semana sim, outra também há problemas e acidentes.
Aí vão depredar a sede do PT? E se dizem apartidários? Tá bom…
E a PM tão leniente e omissa com os bandidos na VIrada Cultural agora tá mandando cacitete?
Entendi tudo!

Responder

Caio Toledo

12/06/2013 - 11h38

Isso é coisa da esquerda tacanha.

Tem odio do PT, vivem de mimimi.

Trabalham para DEM e PSDB.

Responder

    Fernando César Amaral

    12/06/2013 - 13h32

    Só existe uma coisa pior que o extrema direita nato, é o ex esquerda que se vende para a elite nazista.

Uélintom

12/06/2013 - 11h34

Gente, calma. É claro que ficar indignado porque atingiram a sede do PT é compreensível, principalmente em se considerando a história do partido, e o que motivou sua construção. Mas vamos analisar melhor a situação.

Primeiro, há um monte dessa moçada (adolescentes e adultos jovens) nos protestos que é anarquista, portanto, não tem um sentimento de sacralidade com coisas materiais de qualquer partido político que seja. Claro, o ato pode ter sido realizado pelos que consideram o PT como “de direita”, de partidos usualmente classificados como “extrema esquerda”, ou por “ex-petistas” ressentidos. Mas se não sabemos, fica para os manifestantes o benefício da dúvida.

Além disso, há um forte sentimento de traição em relação a certas posturas do Governo Federal (como em relação às questões ambientais, dos indígenas, dos sem-terra, das leis de mídia etc), o que faz com que a raiva seja mais explosiva do que a que sente naturalmente a oposição (PSDB, DEM etc). Gente que não vê alternativas nos partidos que aí estão e depositava todas as esperanças no PT.

Além disso, tenho visto diversos petistas dizerem-se apoiadores do Movimento Passe Livre, mas só quando o governo era do Kassab. Sem entrar em análises sobre indivíduos, o que percebo é que esse tipo de manifestação de massas, sem controle (gerenciamento da atividade, planejamento de começo, meio e fim, reflexão sobre o pós-atividade e passos seguintes etc) é, em grande medida, consequência do absoluto vácuo da presença do PT e de organizações da sociedade civil. Parte importante da liderança das militâncias de bairro e de movimentos específicos, se não foi “chupada” para as administrações, encontra-se em total letargia, como se esperasse que o governo petista, por si só, pudesse resolver todos os problemas. E na minha opinião, esse é só o começo da consequência do PT ter deixado de ser um partido que canalizava a participação plena de suas bases – bases essas que estão deixando de existir para dar lugar apenas a eleitores.

Por fim, me parece uma confirmação da distância abismal que se forma entre o PT de ontem e o de hoje ao se rotular como “fascistas” esses manifestantes. Sim, acho a prática da violência condenável, e não só contra a sede do PT. Mas não contextualizar o evento pode dar a entender que todas essas manifestações cabem nesse rótulo. Se o PiG está se aproveitando da situação para tentar fragilizar o Haddad, essa é outra questão, mas o movimento é contra o aumento das passagens também feitas pelo governo do PSDB – mesmo que a Globo não fale disso.

Responder

    Renato

    12/06/2013 - 12h55

    Seu comentário é ótimo e preciso, Uélintom. Cabe ao PT olhar pra suas bases, sua militância, aquele que historicamente levou esse Partido nas costas e o defendeu contra os mais diversos tipos de ataque. O PT tem se distanciado justamente dessa militância, e isso, num médio prazo, pode torna-lo muito parecido com partidos como psdb e pmdb, sem o apoio midiático, será uma grande perda. Por isso, penso, o PT deve se retroalimentar, buscar renovar seus quadros justamente na busca daquilo que tem ficado pra trás em nome dessa suposta governabilidade, que as vezes parece mais adesismo do que consenso: sua história de lutas e apoio social, ao interesse público e coletivo, não ao privado. Ver comentários petistas contra manifestações populares, surgidas e que ganhem forças de uma forma até difícil de explicar (partidos menores de extrema esquerda não tem essa força toda de mobilização, partidos da direita não saem às ruas), deslegitimando-os, acusando-os de fascista, é fechar os olhos para os acontecimentos, pro mundo atual e, principalmente, pra própria história do partido. De um ponto de vista petista, isso é preocupante. E convenhamos, fosse um protesto contra a administração Kassab/Serra e Alckimin, essas críticas não existiriam, veríamos só aplausos.

    Narr

    12/06/2013 - 16h17

    Mas o mérito da questão não é se o PT é de direita ou é de esquerda! O que se questiona é se na sociedade democrática algum movimento tem o direito de arrebentar a sede do partido considerado inimigo. O PT conta com dezenas de milhões de votos, por que um grupelho de rua acha que pode fazer isso? E o contrário, mesmo que o PT fosse o PSTU, com pouquíssimos eleitores, ninguém teria o direito de ir lá e quebrar a sede do PSTU. Então, não vem ao caso se foi o PT ou o PSDB o partido atingido, o que interessa é a democracia exige o respeito às diferenças e às regras do jogo, que admitem apenas disputas pacíficas.

    LordLorein

    12/06/2013 - 18h50

    Realmente foi uma covardia o que os camponeses franceses fizeram com o Palácio de Versalhes na Revolução Francesa.

    Narr

    12/06/2013 - 22h30

    Sofisma. O Palácio de Versalhes era bastião da monarquia absolutista. Luis XVI nunca foi eleito e os camponeses não tinham direito ao voto. O PT é um partido que, como outros, se apresenta ao jogo democrático. Então, uma dúzia e pouco de depredadores da sede do PT acham que são camponeses a atacar o Palácio de Versalhes e pronto, isso vale mais do que dezenas de milhões de votos no PT? Quem se comporta como o monarca absolutista que quer ter a vontade satisfeita a qualquer custo, os caprichosos que batem no que os desagrada ou os milhões de eleitores que aceitam a disputa eleitoral? E mesmo que não fossem dezenas de milhões de votos, quem é que disse quem em vez do voto a maneira certa de derrotar o inimigo é destruí-lo fisicamente? Basta o sujeito se achar um sans-culotte e o direito democrático pode ir às favas? Observe-se que menciono o PT mas vale para outros partidos que têm compromisso com o Estado democrático conquistado a duras penas, foi muito mais duro do que quebrar vidraça de partido.

    João Eduardo

    12/06/2013 - 17h06

    Excelente comentário Uélintom,

    De fato, causa extranesa o reducionismo acerca do tema. Alcunhar de fascitas os manifestantes em função de ataque a sede de partido pólitico só mostra o distanciamento do atual PT frente a realidade.

    Não ha de se defender qualquer tipo de violencia, por certo, mas o ódio decorrente de uma injusta e truculenta agressão policial, além da própria violencia representada pelo aumento das tarifas, quando enxerga um símbolo que, na mente do vândalo (vândalo entenda qualquer que pratique vandalismo), representa e legitima essas violencias, será este o alvo. Independente de razão ou não, é puro efeito comportamental das multidões.

    Ainda, quando era o próprio partido que organizava tais manifestações, nem sempre pacíficas, significava a vontade democrática do povo em ver mudanças. Hoje, não passam de plyboizinhos querendo aparecer.

    PT, antes pedra. Agora vidraça. Pq quer. Quem manda se afastar do povo.

    diego

    13/06/2013 - 00h12

    Concordo que o PT pecou pelo vacuo deixado ao se distanciar das bases, transformando militantes em meros eleitores. Mas essa decisão não tem mais volta. A resposta que pode advir dessa constatação é a de que o PT precisa voltar às origens, no sentido de estar junto dessa parcela da população que, de uma maneira ou de outra, se organiza e se manifesta na rua. O problema vai ser esses manifestantes quererem estar protestando ao lado dos petistas. Acredito que o Partido dos Trabalhadores teve um papel fundamental na história do país, chegou ao governo e faz o máximo que pode (dentro das alianças necessárias) para implementar seu programa, mas esse modelo chegou ao seu limite. Dentro do atual cenário acho importante manter o PT no poder (antes eles que os demotucanos), mas mais importante ainda é fomentar a organização popular que o PT já não é mais capaz de fazer e com isso dar um novo passo rumo à conatrução de uma sociedade mais justa. Não podemos esperar mais do PT do que aquilo que ele já vem fazendo, e o que ele faz está longe de ser suficiente.

Silvana Gomes

12/06/2013 - 11h23

O desespero toma conta dessa gente e o povo brasileiro tem que se movimentar, sob pena de voltarmos aos duros tempos dos governos do PSDB e companhia. Luiz Inácio tem que voltar ao contato com o povo, através das suas vagens, já que a imprensa é inimiga de quem tenta exercer um governo que aproxime as classes sociais.

Responder

Thiago Durante

12/06/2013 - 11h14

Quem ontem era pedra, hoje é vidraça.

Infelizmente a paixão partidária está oprimindo a razão ideológica.

Lamentável.

Responder

marcelo arruda

12/06/2013 - 11h08

uma coisa tem de ser dita: nunca o psdb ou o dem me enganaram. o pt, por sua vez, faz agora eu me sentir um idiota. é uma das maiores fraudes de que eu fui vítima na vida. não é uma sensação agradável.

Responder

    Wladimir

    12/06/2013 - 13h21

    O PT faz vc se sentir um idiota, como voce mesmo disse, por uma razão muito simples Marcelo, e é “uma coisa que deve ser dita” de forma clara: Você é, e sempre foi, TUCANO!

Edfg.

12/06/2013 - 11h05

O PT está colhendo o que plantou, só isso.

Responder

Maria Izabel L Silva

12/06/2013 - 11h03

Depredar qualquer coisa é um ato fascista. As brigadas nazistas da SA costumavam fazer isso com estabelecimentos pertencentes aos judeus. Pixavam e jogavam pedras contra vidros e janelas. Também não se ataca nem se destrói instalações publicas por que isso é coisa de bandido. Tá na cara que esse movimento perdeu o rumo. Tem alguma coisa errada nesse movimento que não faz sentido algum. Tanta violencia por causa de vinte centavos na passagem não faz sentido algum. Não tem direção, não tem um rosto, ninguém fala pelo movimento. Só pode ser coisa de bandido … ou de algum grupo da ultra direita. Me recuso a acreditar que a esquerda seja capaz de uma merda dessa. Se alguém pensa que aterrorizar a população é coisa normal e salutar, deve ter a cabeça bichada.

Responder

marcelo arruda

12/06/2013 - 10h58

“partidos de história popular, progressista, de esquerda”. não vai me dizer que vc acha q o pt de hoje é popular, progressista e de esquerda? não tente me fazer de idiota.

Responder

    Narr

    12/06/2013 - 11h17

    O PT mais uma vez na vanguarda.
    É o primeiro partido político pós-ditadura a ter a sede nacional depredada por manifestantes populares e de esquerda.
    Todos nós já ouvimos coisas do tipo “ah, o PSDB é neoliberal”, “oh, o DEM é a antiga Arena que apoiou a ditadura”. OK, pode até ser. Mas nenhum desses dois partidos teve a sede nacional atacada pelo povo na rua.
    O PT teve.
    A Primavera Brasileira vai mostrar ao mundo que só pode haver democracia por aqui se o PT for fechado e proibido?

    Ralf Rickli

    12/06/2013 - 11h17

    O redator teve o cuidado de dizer “de história progressista”, justo para não entrar nessa polêmica. Então ele não FEZ ninguém de idiota.

Alexandre

12/06/2013 - 10h50

Governo do PT flerta com o fascismo, mas isso é justificável porque tem programa social, é uma piada essa gente. Não pode tocar em nada relacionado ao PT que essa gente diz que é o demônio.

Responder

    Elton

    12/06/2013 - 11h20

    Aham! Uma coisa é aceitar opinião diferente da sua. Outra bem diferente é dizer que os outros tem direito de destruir sua casa quando não concordarem com a sua opinião.
    É! deve ser coisa de demônio facista se defender da violência gratuita.

    Silvana Gomes

    12/06/2013 - 11h20

    Caro Alexandre, esteja atento! Não sei qual o seu lado, porém vc precisa analisar os fatos com frieza para fazer um juízo. Estão, claramente, tentando golpear os governos populares da América Latina. O Brasil é a bola da vez e os canais já estão fazendo o seu papel. Lembre-se que os governos petistas fizeram muito e isso não agrada aos que querem voltar ao poder para barbarizar com nossa cara!

    Ricardo Gonçalves

    12/06/2013 - 11h27

    Essa gente quem cara-pálida? Uma abominação cognitiva.

Gerson Carneiro

12/06/2013 - 10h46

Passagem de ônibus em Campinas-SP: R$ 3,30.
Prefeito Jonas Donizete, fantoche do Geraldo Alckmin.

Não há protestos, não há quebra-quebra.

Protestos em São Paulo perdeu a razão de ser. Virou sem-vergonhice. Politicagem descarada e irresponsável.

Responder

    LEANDRO

    12/06/2013 - 11h49

    Tá. Só que não é só em sp. Tem protesto no rio, Natal… É o povo com a corda no pescoço e qualquer gota transborda.

    Cristiane Carvalho

    12/06/2013 - 12h11

    Concordo. E pq até agora só foram protestar na sede da Prefeitura (que está há apenas 6 meses com uma nova administração) e nenhum protesto em frente ao Palácio dos Bandeirantes que tem a mesma corja no poder há mais de 20 anos?

    Willian

    12/06/2013 - 14h40

    “O importante é fazer esse trabalho permanente de politização da população. Envolver a população. Conscientizar. É isso que irá destruir a estratégia do grupo que comanda São Paulo desde 1982 para manter a população politicamente apática.
    Temos que reverter a situação, fazer com que a população não caia no feitiço encantador do mundo de fantasias mostrado nas propagandas políticas do Governo de São Paulo.”

    Comentário de Gérson Carneiro, quando o Movimento Passe Livre atormentava o Kassab.

    Uma coisa divertida a se fazer: no campo BUSCA no alto do site coloque “Movimento Passe Livre” e pesquise o viés das notícias quando o prefeito era Kassab e os comentários postados.

    Gerson Carneiro

    12/06/2013 - 20h22

    Como pode ser comprovado, eu não recomendei depredar a sede do PSDB.

    Muito obrigado Willian, pela assessoria.

    Abs.

    ealfred

    12/06/2013 - 21h02

    Não é apenas contra o aumento das passagens que a turba se manifestou; é também, e principalmente, pela situação de degeneração moral em que chafurdam nossas autoridades políticas e judiciarias. Esse movimento, notem, é NACIONAL, e vai, se DEUS quiser, motivar os brasileiros a aprender a votar para expurgar do Congresso os verdadeiros inimigos do Brasil.

    ealfred

    12/06/2013 - 21h08

    Em Campinas/SP, minha cidade, já está marcada para a próxima quinta-feira, dia 20 de junho, a mobilização popular nas ruas, contra a tarifa cobrada, alinhada com o movimento NACIONAL, que realizará a mobilização em outras cidades. Acontece que o atual governo municipal correu para anunciar a diminuição da tarifa em R$0,10, indo para R$3,20. Mas o povo não é palhaço e não se venderá a uma esmola de consolação.

Rodrigo Leme

12/06/2013 - 10h37

Chamar o PT de progressista hoje é coisa de gente corajosa…

Responder

    eduardo ramos

    12/06/2013 - 10h56

    Eu diria de gente que está alheia à realidade…

    Luís

    12/06/2013 - 12h37

    Eu ia falar isso.

    Não é mais governismo. É alienação, mesmo.

    Narr

    12/06/2013 - 11h07

    Gente corajosa enfrenta o perigo. E qual o perigo? E de onde vem?

    Elton

    12/06/2013 - 11h07

    É verdade! Progressista é a oposição que defende o direito de propriedade das grandes corporações e do 1% da população. Afinal de contas, o que seria da republica federativa dos estados americanos do Brazil sem sua áurea Elite? Possivelmente ainda estaríamos nos tempos da escravidão. Então vamos lá em coro. “Viva o progresso maravilhoso conseguido graças a Ditadura militar, e aos governos progressistas de direita e a liberdade da imprensa politica e partidária”.

    Luís

    12/06/2013 - 12h36

    Ainda bem que o Esquerdista (ahahahahahah) e progressita (AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH) PT não faz nada disso. Eike Batista que o diga.

    LEANDRO

    12/06/2013 - 13h59

    E a entrega do pré-sal?? Quando eles devolveram a “concessão”, será só um buraco vazio.

    Fernando

    12/06/2013 - 11h47

    É progressista sim, se fosse reacionário e de direita com certeza teria em voce um eleitor e defensor

    Elton

    12/06/2013 - 15h28

    Teria, se eu fosse facista, ignorante, seu eu acreditasse na meritocracia criada para os brancos de olhos azuis, seu eu fosse cheio de preconceito e arrogância a ponto de dizer o todos tem que fazer, como os ditos “lideres” mundiais…Mas pouco importa a palavra que se usa… O que importa são os fatos concretos. E o fato concreto taí. Vandalismo causado por um desses reacionários que você diz. Esse é o sentido real e prático que pode se dar a palavra reacionário. Não esse discurso ultrapassado de que petista é comunista, esquerdista, etc… Isso de que petista é esquerdista, é uma grande mentira, o PT nunca foi de esquerda. Sempre foi de oposição o que é bem diferente. Assim como é contrário aos que hoje impedem o Brasil de crescer de forma igualitária. Se o Eike tem um bom projeto para o Brasil, muito bem, pior seria vender a Petrobras para Chevron. Vamos combinar esse mundo perfeito desejado pelos esquerdistas, direitistas, nunca vai existir, então o crescimento espetacular do Brasil nos últimos anos é o que tem pra hoje, não ta contente vai para Europa.

    Paulo Rodovalho

    12/06/2013 - 18h01

    Verdade, né? Progressista é o PSDB? Ou o PP? ou o DEM? Seria por acaso o PSOL? Sofisminha barato dito por um troll que faz um joguinho pueril e nonsense.

    Rodrigo Leme

    13/06/2013 - 07h57

    Talvez progressistas sejam os aliados do PT, quevoce não citou: PMDB, PSC, PP…

Deixe uma resposta