VIOMUNDO

A pesquisadora que foi expulsa da Espanha

31 de janeiro de 2011 às 11h52

Do Brasília-Maranhão

Brasília(DF), 30/01/2011

[email protected] [email protected] e [email protected]

Acho que muitos de vocês sabiam que eu estava saindo de férias junto com minha amiga Gracinha para a Espanha. Pois bem, planejamos tudo, compramos passagem, reservamos hotel e tudo mais. Porém, fomos em vôos separados. Depois de 15 horas de viagem EU fui INJUSTAMENTE DEPORTADA pela imigração da Espanha! Fiquei 15 horas PRESA numa sala da polícia federal sendo tratada como criminosa! Sem direito à telefonema, sem nenhuma informação sobre os motivos pelo qual estava detida e somente depois de 7 horas tive contato com um advogado e uma tradutora. Fui revistada fisicamente e revistaram e retiveram minha bolsa e minha bagagem de mão, tudo isso antes de ter um advogado.

Eles arbitrariamente decidiram que eu não entraria naquele país e fizeram de tudo para arranjar algo para me deportar. Eu tinha todos os documentos que comprovavam que eu tinha dinheiro de sobra para a quantidade de dias que iria ficar, tinha carta do Ministério da Cultura que comprovava que eu trabalho para um projeto do governo brasileiro, seguro viagem pago, reserva de hotel no nome da Gracinha (iríamos dividir um quarto, por isso constava só o nome dela), passagem de volta e até a escritura da minha casa própria em Florianópolis!

Primeiramente eles alegaram que meu cartão Travelmoney do Banco do Brasil não tinha valor nenhum pra eles porque não constava meu nome (o Banco do Brasil não imprime nome neste cartão, é política do banco). Só que eu tinha todos os extratos assinados pelo Banco do Brasil que comprovavam a compra de euros!!!! Mesmo assim eles disseram que não valia e me prenderam na sala. A assistente social da Polícia Federal só fazia era VENDER cartão telefônico para aqueles que quisessem ligar dos telefones públicos que havia nesta sala fechada. Então comprei ironicamente cartões da própria Polícia e liguei imediatamente pra Embaixada brasileira e pro Consulado do Brasil na Espanha.

Eles foram ótimos! Mas disseram que infelizmente pouco poderiam fazer porque a Polícia é arbritária mesmo e até eles ficam de mãos atadas. Tudo que podiam fazer eles fizeram, que foi enviar um fax reiterando que eu tinha dinheiro, dizendo que meu cartão era válido e cobrando informações. Pois bem, depois de mais não sei quantas horas presa, eles admitiram que meu cartão era válido. Como não tinham mais argumento, cavocaram algum.

Como a reserva do quarto duplo foi feita no nome da Gracinha, porque no site do hotel na internet pedia somente um nome, eles alegaram que eu não tinha reserva de hotel!!! A Polícia Federal mentiu na minha cara que haviam telefonado para o hotel e que o hotel havia dito que não havia nenhuma reserva no nome de Graça!!! Neste momento o advogado da própria Polícia que estava ali para me defender argumentou com a Polícia que havia reserva e telefonou do seu celular no viva voz novamente para o Hotel que confirmou que Graça já estava inclusive hospedada!!!  Sabem o que a Polícia disse diante deste telefonema em viva voz????? Disse que não valia nada para eles aquele telefonema, que eles já haviam telefonado e decidido pela minha deportação!!!!

Ou seja, eles realmente queriam arbitrariamente me deportar e ponto final!!! Disseram que eu seria deportada no vôo da meia noite e vinte e me prenderam novamente na sala. E para completar o absurdo fui levada para o avião escoltada como criminosa em carro blindado de polícia até dentro do avião. Meu passaporte foi entregue à tripulação e havia uma funcionária do aeroporto no Brasil me esperando com ele na mão para me escoltar até a imigração brasileira!!!!

Somente depois de passar na imigração brasileira tive meu passaporte devolvido! Mas não acabou….pois CARIMBARAM meu passaporte com um signo que provavelmente deve ser o de deportada, sendo que eu nem entrei no país!!! E para finalizar, é claro, que eles extraviaram a minha bagagem! Pois a Polícia não despachou minha mala!!!

Eles são arbitrários e preconceituosos mesmo! Não tem outra explicação e o próprio consulado disse isso pra mim! Havia cerca de 10 pessoas presas nesta situação e todas elas eram latinas e/ou negros da África!!!  Ou seja, é XENOFOBIA PURA!!!! Mas XENOFOBIA CONTRA LATINOS E NEGROS!!!! PURO PRECONCEITO!!!

Bem gente, é uma novela né….mas a novela só tá começando….porque eles escolheram a pessoa errada para isso!!! Vou recorrer ao Itamaraty, vou fazer uma queixa oficial na Embaixada da Espanha no Brasil, vou à Secretaria de Política para Mulheres e Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, vou a todos os órgãos que puder para lutar contra esta arbitrariedade!!! Preciso de contatos da mídia para divulgar essa situação absurda!!!

Quero pedir a todos vocês que divulguem em todas as suas redes sociais e que façamos uma campanha CONTRA O TRATAMENTO QUE A ESPANHA DÁ AOS ESTRAGEIROS LATINOS E NEGROS!!!

Obrigada pelo apoio de [email protected]
Grande Abraço
Denise Severo
Coordenadora Pedagógica do Projeto Vidas Paralelas
Pesquisadora Associada do Núcleo de Estudos em Saúde Pública da UnB

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

329 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Flávia

18/02/2011 - 11h20

Conheço várias pessoas, incluindo negros e outros com "aparência latina", que estudam ou trabalham no meio acadêmico pelo mundo. Nenhuma delas foi discriminada dessa forma, nem em hipótese alguma, deportada com tantos documentos efetivos; se fosse aqui no Brasil, seríamos os primeiros a recriminar a atitude da polícia. Essa situação, que não é a primeira e nem será a última, mostra o despreparo dos responsáveis espanhóis para receber turistas, passando uma péssima ideia de um país tão rico culturalmente.

Acho fundamental que antes de alguém discordar com a injustiça feita contra essa mulher, coloque-se nessa situação. Você organiza uma viagem, a trabalho ou a passeio, passa dias pesquisando e organizando para que tudo ocorra exatamente como planejou, "conhecer aqueles lugares, pessoas novas, uma cultura diferente", etc… De repente você passa por tantos contrangimentos, é "acompanhado" pela polícia durante qualquer trajeto (porque você é uma "ameaça"), as pessoas te olham (logo você! cidadão tão honesto!), você é obrigado a desistir da sua viagem (que talvez fosse a dos seus sonhos ou fundamental para a sua pesquisa seguir em frente), e ainda um brinde! Sua bagagem é extraviada!!

Isso é extremamente revoltante, e para aqueles que estão pensando que eu não entendo as diferenças culturais (o que não é o caso) porque devo ter também um "biotipo latino" quero esclarecer que sou nordestina e pareço uma alemã, nunca sofri nenhum tipo de discriminação e nem por isso deixo de achar um ABSURDO que isso aconteça com qualquer pessoa. Somos todos iguais e não podemos nos calar porque "ahh o preconceito existe"… a educação, por incrível que pareça, também existe!! E é a mesma em qualquer lugar do mundo, independente da cultura de cada país.

Sendo você, Denise, jamais pararia por aqui. Nem que me custasse anos a fio eu iria atrás de todos os meus direitos. E assim vamos disseminando a educação, já hoje é um artigo de luxo, são poucos os que possuem!

Abraço e boa sorte!

Responder

Flávia

18/02/2011 - 11h12

Conheço várias pessoas, incluindo negros e outros com "aparência latina", que estudam ou trabalham no meio acadêmico pelo mundo. Nenhuma delas foi discriminada dessa forma, nem em hipótese alguma, deportada com tantos documentos efetivos; se fosse aqui no Brasil, seríamos os primeiros a recriminar a atitude da polícia. Essa situação, que não é a primeira e nem será a última, mostra o despreparo dos responsáveis espanhóis para receber turistas, passando uma péssima ideia de um país tão rico culturalmente.

Acho fundamental que antes de alguém discordar com a injustiça feita contra essa mulher, coloque-se nessa situação. Você organiza uma viagem, a trabalho ou a passeio, passa dias pesquisando e organizando para que tudo ocorra exatamente como planejou, "conhecer aqueles lugares, pessoas novas, uma cultura diferente", etc… De repente você passa por tantos contrangimentos, é "acompanhado" pela polícia durante qualquer trajeto (porque você é uma "ameaça"), as pessoas te olham (logo você! cidadão tão honesto!), você é obrigado a desistir da sua viagem (que talvez fosse a dos seus sonhos ou fundamental para a sua pesquisa seguir em frente), e ainda um brinde! Sua bagagem é extraviada!!

Isso é extremamente revoltante, e para aqueles que estão pensando que eu não entendo as diferenças culturais (o que não é o caso) porque devo ter também um "biotipo latino" quero esclarecer que sou nordestina e pareço uma alemã, nunca sofri nenhum tipo de discriminação e nem por isso deixo de achar um ABSURDO que isso aconteça com qualquer pessoa. Somos todos iguais e não podemos nos calar porque "ahh o preconceito existe"… a educação, por incrível que pareça, também existe!! E é a mesma em qualquer lugar do mundo, independente da cultura de cada país.

Sendo você, Denise, jamais pararia por aqui. Nem que me custasse anos a fio eu iria atrás de todos os meus direitos. E assim vamos disseminando a educação, já hoje é um artigo de luxo, são poucos possuem!

Abraço e boa sorte!

Responder

lia

16/02/2011 - 13h22

…fui tentar festar com os espanhóis quando ganharam a copa, em Linden Süd,aqui na Alemanha. As espanholas torceram o nariz e os Espanhóis riam e se aproximando disseram que estavam contentes que brasileiras viessem festar com eles, que festa sem prostitutas não tinha graça.Eu fiquei chateada e pedí explicações e eles repetiram que tinham conhecimento que no Brasil as mulheres são prostitutas.As amigas dos que estavam conversando comigo vieram e me empurraram para fora do grupo que fechava as ruas ,cantava e bebia, interrompendo o trânsito, seguravam ,balançavam e quase viravam os carros que tentavam passar . ,me puxaram os cabelos e gritavam que era uma festa decente e não para brasileiras.A polícia chegou e não conseguíu muito êxito, até chegar a tropa de choque ….um caos…cacos de garrafas,bandeiras e lixo pra tudo qto era lado.São muito violentos e racistas até fora da Espanha.Fiquei decepcionada.Pq não foi uma pessoa só, todos foram maus ,estúpidos e violentos.E a gente lambe os pés desses monstros importando produtos deles.BOICOTA BRASIL! NADA DE NADA da ESPANHA!

Responder

Suzana

11/02/2011 - 07h45

Eu sou advogada em Madrid e vivo aqui faz anos, nao vejo racismo em lado nenhum. O que a policia tem que fazer é cumprir as leis, se um turista nao cumpre os requisitos ou nao podem provar que os cumpre, a policia tem a obrigaçao de deportar. Aqui durante anos tiveram muita tolerança com os estrangeiros ilegais que entram como turistas, acampam na Espanha e depois que?

Nao acho que a historia é exatamente esta dessa menina e se é ela que procure os seus direitos e se defenda. isso pode passar em qualquer lugar e Espanha, digo com certeza do que digo é um país maravilhoso.

Responder

    N.G.

    13/02/2011 - 00h57

    Suzana, concordo plenamente com você. Eu e minha familia(filhas e marido) moramos aqui desde 1995 e nunca fomos descriminados, maltratados ou coisa parecida. Por isso eu digo que a Espanha é sim um país MARAVILHOSO.

    Dan_RJ

    13/02/2011 - 20h37

    Suzana e N.G., provavelmente vcs tem aparência física muito parecida com a de europeus, estou certo? com isso, andariam pelas ruas não sendo reconhecidos como latinos ou de qualquer outra origem. Também não tenho muita certeza, mas a pesquisadora Denise Severo, que relatou o ocorrido com ela na Espanha deve ter uma aparência física que a distingue dos europeus, causando o problema do xenofobismo, ou para mim, seria mais correto dizer, preconceito em relação a aparência física, que ocorre em todo o canto do mundo, seja ela qualquer pessoa, independente de cor ou qualquer outro atributo da característica física da pessoa. É muito comum alguns não serem discriminados e outros serem, infelizmente, que é o caso de vcs!!!

    Juliano

    08/08/2012 - 02h37

    Nossa que advogada que é essa, escrevendo “tolerança” ao invés de TOLERANCIA, com acento circulflexo no primeiro A, nao fiz porque meu teclado nao tem, depois de uma dessa heim???? De qualquer forma, rolei de rir.

Nelson

09/02/2011 - 18h02

Em entrevista à Folha, Daniel Alves diz que é chamado de macaco.
"Convivo com isso todos os jogos. Eles me insultam, me chamam de macaco", afirmou o lateral, que se declara "moreno de família negra" e tem os olhos verde.

Responder

Mauricio

09/02/2011 - 13h49

Mas é fato: ESPANHA é xenófoba. Ainda mais agora com essa crise econômica.

Responder

Liza

06/02/2011 - 22h26

Quem perde é a própria Espanha. Eu quando penso no roteiro, jamais coloco entrando por Heathrow ou Barajas. Mas não é muito difícil entrando por carro ou trem. Só sei, que por Paris é sempre magnifico. Tirei Espanha de rota. Tem leste europeu, norte da Europa e Eurasia. Espanha só compassaporte europeu. Tenho um, mas não gosto de ver meu povo humilhado. Sobre a prostituição, é ruim. Mas se tem é pq tem quem pague em euro.

Responder

    Maria Helena

    10/02/2011 - 11h37

    Pois é Liza, Passei 30 dias na Europa começando por Heathrow sem o menor problema. Da segunda vez que entrei na Inglaterra foi por Gatwick vindo de Paris e fui excelentemente tratada. Em compensação, a entrada na Espanha via Girona – eu estava indo para Barcelona vindo de Londres – foi quase um desastre! Nunca me senti tão humilhada pelo policial federal daquela cidade. Tenho 58 anos e estava acompanhada de minha filha. Após inúmeros constrangimentos para provar que tinha dinheiro suficiente, mais todos os cartões de crédito e débito – e o cara só faltava rir da minha cara dizendo que cartões e nada eram a mesma coisa! – fazer prova de reserva de hotel em Paris, iluminadamente o homúnculo nos deixou entrar no território espanhol. Espanha hj para mim é trauma! E depois, achei o povo da catalunha muito antipático! Enfim, Gaudi, Picasso e Dali que me perdoem! Tenho profunda admiração por eles, mas Espanha, só como linha final de viagem e, mesmo assim, olhe lá

Leonardo

06/02/2011 - 20h25

Espanha nunca mais. Perderam muitos turistas, pois farei propaganda negativa.

Paisinho de meia pataca se pagando de potência…

Responder

    ricardo

    07/02/2011 - 12h37

    Levo pequenos grupos todos os anos para europa e há 4 anos ja tirei a Espanha do Roteiro tb. .

Debate necessário: A Espanha violou direitos? | Viomundo - O que você não vê na mídia

06/02/2011 - 19h19

[…] Para ler o protesto original, clique aqui.   […]

Responder

Pesquisadora deportada da Espanha – websites e estatisticas | Simonevision's Blog

05/02/2011 - 15h50

[…] 275 pessoas comentaram a noticia no site do vi o mundo […]

Responder

Simone Severo: O governo brasileiro é omisso | Viomundo - O que você não vê na mídia

05/02/2011 - 13h42

[…] A respeito de A pesquisadora brasileira que foi expulsa da Espanha: […]

Responder

@professorLFG – Caso Battisti

05/02/2011 - 12h10

[…] A pesquisadora que foi expulsa da Espanha […]

Responder

val ferreira

05/02/2011 - 09h43

TOMARA
QUE VC NAO DESISTA DENISE, TORÇO POR VC
MORO HA 10 ANOS NA ESPANHA E SEI O QUE ELES SAO !
ARROGANTE , INVEJOSOS Y PRECONCEITUOSOS
ELES FIZERAO ISSO PORQUE TIVERAO INVEJA DE VOCE SO PODE
PORQUE CADA DIA ESTAMOS MAIS NO PODIO E ELES CADA VEZ NO FIN DA FILA…
NAO TO CUSPINDO NO PRATO QUE COMO , APENAS INCONFORME CON O TRATO COMO ANIMAIS QUE RRECEBEMOS OS BRASILEIROS QUE SAO DEPORTADOS

Responder

    Arancha

    06/02/2011 - 14h11

    …10 anos mamando nas tetas da Espanha, e cuspindo SIM no país que te dá de comer. É até feio o que vc diz. Por que vc não volta pro Brasil???? É medo de perder as regalias que vc conseguiu aqui, e que no seu país de origem jamais vai ter?? Me da asco pessoas que como vc trabalha e vive aqui e fica metendo o pau no país. Não esta feliz aqui pede pra sair!!!! Vc sim deveria ser expulso, deportado sem direito algum, e principalmente sem direito de voltar daqui ha 5 anos.
    Procure se informar melhor o por que dessa senhora ter sido barrada em Barajas. Em um voo com 250 pessoas ou até mais, somente 1 ou 2 serem deportadas tá bom demais.

    Marcella

    07/02/2011 - 14h09

    Vivo há 6 anos na Espanha e digo que aqui é um país com gente muito bacana, nao é um país racista, nem preconceituoso e sim muito solidário.Só nao sei o que vc continua fazendo aqui, se vc detesta tanto.O mundo é muito grande, mas é fácil ficar aqui metendo o pau e se beneficiando das ajudas sociais,sistema de saúde e educaçao ótimos e grátis, cursos de formaçao,etc.
    VC ESTÁ CUSPINDO NO PRATO ONDE COME, REALMENTE GENTE COMO VC, SENDO BRASUILEIRA OU DE QUALQUER OUTRA NACIONALIDADE NAO PODE SER BEM TRATADA
    Porque a preconceituosa e xenófoba é vc.

    leonardo

    31/05/2014 - 10h49

    vc diz isso por que nao passou pela situaçao de nossos compatriotas,
    se vc tem as caracteristica de um europeu jamais passaria por isso
    se é brasileira nao fique contra pessoas da mesma nacionalidade que vc,é
    ridiculo brasileiros que julgam e discrimina pessoas da mesma nacionalidade, vcs que estao na espanha trabalham tem uma vida ótima
    parabens mas nao se esquecam que vcs sao brasileiros e nao europeus.
    ja que se consideram “espanhois” deveriam ficar sem a nacionalidade brasileira ou seja sem patria.
    o pais pode ser otimo mas nao fique do lado daqueles que tambem poderiam lhe prejudicar PODIA SER VC BARRADA E DEPORTADA.

Iselt

05/02/2011 - 00h50

Ih depois dessa vou pular a espanha da minha rota de férias ehhehee.

Infelizmente um país tão lindo, cheio de diversidade e tratando seus turistas dessa forma.

Responder

    ariadnejacques

    07/02/2011 - 13h23

    Gente,
    Não precisamos mais ir à Espanha! Belezas arquitetônicas há em todas as partes da Europa. Em solidariedade à brasileira deportada, pretendo nunca mais visitar a arrogante e preconceituosa Espanha. Todavia, acho que o governo brasileiro deveria retaliar imediatamente, devolvendo espanhois que aqui chegam!

filipe

05/02/2011 - 00h15

Que ironia os próprios espanhóis são latinos e prepotentes também.Se acham 'puros', são uns puros imbeciis que nemeconomia sabem, vide o caos em que se encontra aquelae apendice da europa, que acredita ser importante.coitados.

Responder

florival

04/02/2011 - 23h58

Só vejo uma ação eficiente, mesmo que otras seja tomadas paralelamente.Que divulguemos camapnhas de boicote a produtos e empresas espanholas ou de capital espanhol no Brasil. E que nosso governo tenha vergonha e adote medidas restritivas para com o dinheiro espanhol investido aqui. O que eles fazem com brasileiros lá é uma ofensa à toda nação e precisa de respostas diplomáticas e comerciais que eles, à beira da faLência, possam sentir. Comecemos por divulgar as empresas de capital espanhol noBrasil e um incentivo a que nós não façamos negócios com elas. Se não mexer no bolso, eles não sentirão. Fechemos nossas contas no Santander e cancelemos os serviços com a telefonica para começar. Quem vai fazer um outdor chamando a atenção para os fatos?

Responder

Dan_RJ

04/02/2011 - 22h35

E vc acha que recorrer a isso tudo ("…Itamaraty, vou fazer uma queixa oficial na Embaixada da Espanha no Brasil, vou à Secretaria de Política para Mulheres e Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, vou a todos os órgãos…"), fazer protestos vai adiantar alguma coisa, vive a realidade, vc está no Brasil, e no final tudo sempre acaba em PIZZA!!! rs boa sorte

Responder

    luana

    08/02/2011 - 00h38

    È por isso que as coisas estao como estao.. pois no Brasil existem milhares de pessoas que pensam como voce e nao fazem nada, nao protestam, nao lutam pelos direitos..

Mário Oliveira

04/02/2011 - 15h44

Sei que o povo de um país não pode ser totalmente responsabilizado pelo seu governo, mas enquanto o governo espanhol continuar a dar este tipo de tratamento a determinados estrangeiros, devemos sim incentivar um boicote em todo o Brasil para que todos os brasileiros deixem de viajar àquele país e não recomendem a ninguém que o visite, em repúdio a tais arbitrariedades. Pena dos espanhóis, uma vez que preconceito é coisa de gente atrasada.

Responder

edv

04/02/2011 - 13h38

Não entrar já é um transtorno, quase uma humilhação, então que apenas mande-se de volta e pronto!.
Está na hora da ONU discutir regras internacionais para estas zonas cinzas, em que a pessoa não "entrou" ainda em nenhum país (mas já está sob seu "jugo"), devendo-se seguir um mínimo de respeito a quem quer que seja.

Responder

Guilherme Scalzilli

04/02/2011 - 13h15

Mas é fácil politizar o sofrimento dos brasileiros no aeroporto de Barajas, jogando a culpa na submissão do Itamaraty. Embora fosse uma atitude correta e urgente do governo brasileiro, a reciprocidade não resolveria o problema. Nossas autoridades jamais teriam coragem de tratar estrangeiros da maneira como somos tratados em seus países, e tampouco espalhariam igual número de violências.
Centenas de brasileiros são maltratadas anualmente por leões-de-chácara espanhóis na Guantánamo dos turistas sul-americanos. A imprensa divulga apenas os casos mais gritantes, e olhe lá. O escandaloso caso de Guinga, por exemplo, sumiu da pauta.
Esse silêncio é subvencionado pelas agências de viagens, ricas anunciantes da mídia corporativa, que não querem admitir a seus clientes que eles podem perder as economias e passar humilhações porque um idiota fardado não foi com a sua fuça. Quando a turma começar a desprezar pacotes e ofertas que envolvam empresas aéreas espanholas, uma luzinha amarela acenderá na xenofobia (machista) dos civilizados europeus.

Responder

Lia

04/02/2011 - 10h51

Estou assim sem palavras pra descrever tal absurdo! O interessante é que qualquer um ou um qualquer entra no BRASIL, seja com ou sem: DROGAS, DINHEIRO, ARMAS, PRODUTOS PIRATAS E ETC. e nós estamos sempre de braços abertos e sorrisos largos na cara pra receber essa gente, mas, "brasileiro" é assim mesmo né, fazer o quê? Qualquer mafioso quando deseja fugir da INTERPOL, tem destino certo o Brasil! Local seguro pra eles, mas só tem um problema muito chato, eles podem virar CELEBRIDADES! Posso citar aqui vários nomes, mas todos que assistem telejornais e etc. sabem no mínimo uma meia duzia de nomes. Agora uma pessoa de BEM vai passear de férias na Europa ou melhor na mal dita ESPANHA, e é tratada como CRIMINOSA e da pior categoria de crimes, QUE É AQUELE QUE FERE A ALMA, POR SE TRATAR DE UM INOCENTE ACUSADO FALSAMENTE. Apoio tudo que vc fizer e assino em baixo, não fique calada. Não se cale, LUTE! SUGIRO A TODOS QUE TAMBÉM ESTÃO INDIGNADOS, UM BOICOTE A EMPRESAS ESPANHOLAS POR 1 DIA, "COMO FORMA DE REEMBOLSO" AOS DANOS MATERIAS QUE ESSA JOVEM SOFREU LÁ, POIS OS DANOS PSICOLÓGICOS, ESSES ELES NÃO TEM MAIS DINHEIRO PRA PAGAR.

Responder

edilaine

04/02/2011 - 06h31

Olha eu sei o que vc esta passando por que no dia 06 de novembro 2010, minha mäe veio me visitar e tambem teve o mesmo tratamento que vc, ficou o dia inteiro la e depois foi deportada tendo o mesmo tratamento de marginal, a mala tb ñ chegou, mandaram pra casa dela 2 dias depois…..enfim uma vergonha!!! No dia 03 de janeiro ela veio de novo, mais desta vez por Portugal e foi tudo bem……

Responder

Gerson Carneiro

04/02/2011 - 04h25

E o PIG exibe um Globo Repórter sobre "As maravilhas da Espanha". Pode, cocada?!

Responder

    Luci

    07/02/2011 - 18h52

    Gerson esqueceram de entrevistar os deportados da Espanha (campeã, de deportações de brasileors) e outros países da Europa. Imagine se a ex poderosa iria apoiar uma cidadã brasileira. A ex poderosa farim, um bom jornalismo, se revelasse quantas empresa espanholas há no Brasil. Qual é o lucro enviado para a Espanha. O que fica no Brasil? Quais investimentos sociais estas empresas fazem no Brasil e os resultados? Quantos empregos durante a crise econômica o mercado brasileiro propiciou aos espanhóis e qual o impacto competitivo para o trabalhador brasileiro. Aquela reportagem agências de turismo fazem com mais competência. Aquele programa foi um juntar de leite derramado.

Angelo

03/02/2011 - 23h54

Que nojo tenho desse pais fedido que roubou o Brasil. Pais safado e fedorento,

Responder

CarlosTeixeira

03/02/2011 - 21h08

eu sugiro que seja articulada uma onda de comentários em massa em sites de empresas espanholas. Junte a sua turma e leve a história para o site da Telefonica. Vamos entrar em jornal espanhol e contar o caso e mostrar outras histórias. Não valeria a pena?

Responder

    Simone Severo

    04/02/2011 - 14h33

    Eu sou a irma da Denise Severo.
    MAndei email com a historia pra asociacao de jornalistas da Espanh,a El Pais, El Mundo, e uma serie de jornais e ate agora nao recebi nenhum email e nao encontro nada na emprensa internacional (hoje eh 4 de fevereiro 2011). Se alguem tiver amigos com blogs na Europa ou alguem que conheca alguem dentro da ESpanha, sugiro que entre em contato. O mundo tem que discutir estas politicas interncaionais.
    A Espanha mandou uma carta para a imprensa que me deixou ultrajada.

    CITACAO:
    Embaixador espanhol dá sua versão
    Correio Braziliense – 04/02/2011

    O embaixador da Espanha no Brasil, Carlos Alonso Zaldívar, se pronunciou ontem sobre o caso da brasileira Denise Severo, 34 anos, que teve a entrada inadmitida no país ibérico no último dia 27. A história da pesquisadora da Universidade de Brasília (UnB) foi publicada na edição de ontem do Correio. Por meio de uma carta, o embaixador disse que sentia “muito pelo acontecido”, isentou a jovem de culpa no caso e afirmou que entrada da brasileira na Espanha não foi procedente por dois motivos: “O primeiro, que a senhora Severo, apesar da sua boa vontade, não dispunha de alguns dos documentos ou comprovantes necessários. E segundo, porque não se usou adequadamente o mecanismo previsto para estes casos, mediante a intervenção do Consulado Geral do Brasil em Madrid”.

    A brasileira considerou a negação da sua admissão na Espanha uma ação arbitrária, já que acredita ter portado toda a documentação requisitada para o ingresso. A carta do embaixador frisa, no entanto, que “um caso isolado como este não pode dar margem a qualificar a Espanha e as suas forças policiais como racistas ou xenófobas, nem dizer que perseguimos os brasileiros nos aeroportos espanhóis. Além de falso, é ridículo”. O embaixador reitera, ainda: “Lamentáveis incidentes como o da senhora Severo não podem, nem devem, obscurecer essas relações entre dois governos e duas sociedades que se respeitam e que se sentem tão próximas”. Segundo Zaldívar, a Espanha recebeu, nos últimos 10 anos, cerca de 5 milhões de estrangeiros que ficaram residindo no país — e que já constituem 12% da população.

    Denise Severo entra nas estatísticas dos pouco mais de 1% de brasileiros que tentam entrar na Espanha e não conseguem. Em 2010, o número de brasileiros inadmitidos chegou a 1.831, o que representa 1,2% dos visitantes oriundos do Brasil. Dados da Embaixada da Espanha mostram que tanto o percentual quanto o valor total das inadmissões vem diminuindo desde 2008, quando 2.842 brasileiros foram barrados (1,7%). Eles são semelhantes aos números do Itamaraty, também divulgados ontem pelo Correio.

    Segundo Severo, dois itens foram questionados pela polícia espanhola: o cartão Travelmoney (Banco do Brasil), no qual não estava impresso o seu nome, e o fato de a reserva do hotel estar em nome de uma amiga com quem faria a viagem. “Depois que questionaram o meu cartão, eu acionei o consulado por telefone. O consulado disse que iria enviar um fax imediatamente reiterando que o cartão e os extratos que vinham com ele eram válidos”, conta Denise. De acordo com a brasileira, depois do contato, uma dupla de policiais lhe pediu novamente o cartão. A assessoria do Ministério das Relações Exteriores confirmou ontem, à reportagem, que o consulado foi acionado.

Luci

03/02/2011 - 16h50

Fico imaginando como devem ser tratados os funcionários "brasileiros" destas empresas estabelecidas aqui. Estes casos são niticiados e nunca ouvi nenhuma manifestação de solidariedade do donbo de uma das empresas espanholas que se fartam de lucrar com nossa benevolência de compramos seus produtos, ainda que nossos patrícios tomem um olé destes, e de outros que temos notícias.

Responder

Danielson Schneider

03/02/2011 - 16h36

Isso aconteceu comigo em Londres no Aeroporto de Gatwick. Sai do Recife para Londres via Lisboa, tinha tudo e todos os documentos comigo, tinha até documento em excesso. Dinheiro tinha, reserva, reserva de hotel, seguro saude, pus até a flexibilidade no bilhete para voltar antes da data prevista na passagem e não pagar multa administrativa… Passei 23h numa sala com dois homens, um do Paquistão e um da Gambia. Pedi ao assistente uma moeda para ligar e disse que só poderia ligar se meus cartões de credito estivesse comigo, só que a imigração reteu tudo então estava sem nada, o árabe deu dinheiro e eu liguei para o Brasil, meu advogado, embaixada do Brasil em Londres e Policia Federal relatando o que estava acontecendo no momento comigo. Horas depois das ligações vejo uns documentos nas mãos dos oficiais que o Brasão da República do Brasil (creio que enviaram algo para eles, pois dei tudo da imigraçao, que eu sabia claro) e disse que iria entrar numa reuniao com o chefe da imigração, horas e horas ele decide me deportar so que eu posso voltar a Inglaterra sem aquelas exigencias. Me escoltaram ate o avião entregaram a tripulação do voo e chegando em Lisboa fui acompanhando por uma funcionaria da empresa ate a imigração, simpatica devolveu meu passaporte e minha identidade. Na espera do voo para Recife conheci uma advogada que me deu dicas e enviou um email para aquele palácio que só serve para enfeitar Brasilia (Itamaraty) recebemos uma resposta nada esclarecedora. Enfim… Isso aconteceu comigo dia 2 de Janeiro e voltei dia 3

Responder

Neiara

03/02/2011 - 15h54

Já fiz uma campanha pelo twitter: "CONTRA O TRATAMENTO QUE A ESPANHA DÁ AOS ESTRAGEIROS LATINOS E NEGROS!!! Aconteceu com a brasileira Denise Severo!!!" @neiaraparente

Responder

Robert S.

03/02/2011 - 12h23

Infelizmente tive que traduzir uns documentos juramentados para usar na Espanha e o consulado da Espanha em São Paulo recusou-os categoricamente sem nenhuma justificativa….me informaram que só aceitam tradução de uma única tradutora credenciada em São Paulo……disseram que só essa tradutora teria o título na Espanha…Agora imagine se para cada país de lingua espanhola os tradutores de espanhol tivessem de fazer uma prova……êta inguinorância ibérica….

Responder

    Jaqueline

    06/02/2011 - 07h33

    Roberto, o Brasil utiliza o mesmo critério. Um documento espanhol, para ser apresentado no Brasil, tem que ser traduzido por um tradutor juramentado do Brasil. Se for traduzido aqui, os órgãos brasileiros vão rejeitá-lo, da mesma forma que o consulado espanhol rejeitou o seu. Você deveria cobrar do tradutor, pois ele deveria saber que o seu documento não seria aceito pelo consulado espanhol… e se não sabia, deveria procurar informar-se antes.

    Jaqueline

    06/02/2011 - 10h22

    Roberto, o Brasil utiliza o mesmo critério. Um documento espanhol, para ser apresentado no Brasil, tem que ser traduzido por um tradutor juramentado do Brasil. Se for traduzido aqui, os órgãos brasileiros vão rejeitá-lo, da mesma forma que o consulado espanhol rejeitou o seu. Você deveria cobrar do tradutor, pois ele deveria saber que o seu documento não seria aceito pelo consulado espanhol… e se não sabia, deveria procurar informar-se antes.

barciela

03/02/2011 - 11h50

Espanha ,sempre espanha;um estado historicamente autoritário,sempre próximo ao fascismo;porisso os bascos não não os aceitam assim como galegos,andaluzes,catalões,asturianos; sem dúvida não é um caso isolado, mas é preciso vigiar e parodiando a ridícula realeza castelhana pedir para que se calem e vão a …

Responder

L.L.B

03/02/2011 - 11h39

Nao é p primero nem o ultimo caso de deportaçao que vamos ver
infelizmente esta naçao Española son pessoas muito preconceituosas recistas e clasista
Eu vivo aqui faz 5 anos por que infelizmente no meu pais eu nao poderia viver dignamente
ai eu vivia de Kitinet en Kitinet e aqui eu tenho um lar
mesmo assim nao sou feliz, sou discriminada por ser brasileira, nao consigo trabalhar na minha area mesmo
sendo formada aqui mesmo e tendo documentaçao española.
As pessoas desde pais se senten supeior a todos os demais, e por isso nos tratam con tanto odio e desrespeito
Minhas mas sinceras energias a vc que paso por esta humillaçao
aqui eles se diveten humillando as pessoas
NAO RECOMENDO NInGUEM VIR AQUI DAR DINHERO PRA ELES
ya que este pais vive de turismo.

Responder

    Arancha

    04/02/2011 - 00h40

    Eu vivo aqui faz 5 anos por que infelizmente no meu pais eu nao poderia viver dignamente
    NAO RECOMENDO NInGUEM VIR AQUI DAR DINHERO PRA ELES
    ya que este pais vive de turismo. ( palavras de LLB)

    Voce deveria pensar seriamente em voltar pro Brasil e viver em "Kitnet" outra vez, por que pelas suas palavras vc não merece o "lar" que tem aqui….Que coisa feia!!!!

    Jaqueline

    06/02/2011 - 10h46

    Pois é, os Estados Unidos tratam muito pior aos turistas e ninguém diz nada. E ali, os imigrantes ilegais recebem um tratamento muito pior do que na Espanha… são tratados quase como animais, com correntes e tudo.
    Se você está insatisfeita, por que continua vivendo na Espanha? Volte para o Brasil.

Anonymous

03/02/2011 - 02h01

Bom, espero que esse site seja liberal e não bloqueie meu comentário anterior.

Responder

Anônimo

03/02/2011 - 01h59

Se você tivesse entrado no país não iria ficar com todo esse bla bla bla de racismo e preconceito!

Eles são preconceituosos sim, até no Brasil tem preconceito, negros, brancos, japoneses, todos somos preconceituosos e você agora tem preconceito contra espanhol!

Você não deve argumentar, se não te querem no país deles, volte para o seu, seu direito de ir e vir acaba no limite da fronteira do seu país, respeite a vontade da população local de não te ter lá!!! Você não é bem vinda e esse é um direito deles, assim como um bandido não é bem-vindo na minha casa (não que você seja uma bandida).

Tire férias no seu país, você pode viajar a vida inteira e não vai conhecer nem metade do Brasil.

Responder

    Catarina ZS

    03/02/2011 - 13h45

    E quem disse que esta é "a vontade da população local"? É uma política xenofóbica e se existem tratados internacionais de direitos humanos por exemplo, é porque existem regras que devem ser respeitadas. Neste caso nem mesmo a legislação espanhola foi respeitada já que não havia um dado concreto para recusá-la!

    fAVEX

    04/02/2011 - 14h41

    Engraçado vc como anonimo conseguiu entrar aqui…
    Então pratique vc mesmo o q vc prega e fique avisado que vc NÃO É BEMVINDO AQUI.

    SE É POR PRECONCEITO AQUI VAI O NOSSO CONTRA OS ANONIMOS COVARDES QUE NÃO TEM AS BOLAS NECESSARIAS PRA DEFENDER O SEU PONTO SEM MEDO DE LEVAR TAPA NA CARA!

    E MINHA HORA PRA GASTAR COM GENTE ESTUPIDA ACABOU!!!

    SUPER ARTE PROJETOS

    06/02/2011 - 14h10

    vc deve ser espanhol

Simone

02/02/2011 - 22h25

Conheço um professor de uma universidade, que foi a Espanha para fazer terminar o mestrado já iniciado lá e também ficou preso por horas em uma sala fechada sem direito a ir ao banheiro. Ele tinha a comprovação do seu orientador na Espanha, o nome da universidade onde cursava o mestrado e documentos em dia, mesmo assim foi deportado para o Brasil.

Responder

Roberto

02/02/2011 - 22h42

Por isso é que a Espanha está com a corda no pescoço e pires na mão. Viraram o primo pobre da Europa, povo ignorante que adora matança de animais e um governo ridículo que ainda tem Rezinhoi,como há milênios atrás.
Um país que sempre foi sanguinário ao escravizar outros povos e que agora está pagando caro essa estupidez.
Pra mostrar que ainda são conquistadores fazem essa palhaçada com os estrangeiros.
Pobre Espanha, maltrapilha e atrasada.

Responder

Bonifa

02/02/2011 - 22h11

Todos vocês estão errados. O terrível racismo da classe média espanhola vem de um descomunal complexo de inferioridade. Pobre país. Eles têm um complexo de inferioridade profundo em relação aos países do Norte, principalmente à Inglaterra. E vêem negros e índios como uma ameaça de aumentar sua já precária branqueza. Por isso sentem repulsa incontrolável dessas pessoas. Esta é a verdadeira raíz do racismo espanhol.

Responder

@pluralf

02/02/2011 - 20h34

Em adição a tudo o que já foi dito, quem sabe seja útil pensar o seguinte:

Quem responde por isso é o Estado espanhol: a polícia é subordinada a ele, e se não for desautorizada e punida pelo Estado, quem fez é o Estado.

E então, por princípios de direitos milenares (a responsabilidade "in eligendo et vigilando") não será errado dizer que esse é um ato do próprio Rei da Espanha (estou dizendo isso mesmo: do chefe do Estado, mais que do chefe de governo).

E então: não será o caso de dirigir os protestos justo na direção DA REALEZA espanhola?

Não me digam que seu poder é 'meramente' simbólico, pois as instituições não passam justamente de teias de símbolos, de modo que se for simbólico MESMO, um poder nunca é 'mero'!

Eu acho que não custava experimentar…

Responder

Luci

02/02/2011 - 20h48

A ação de deportação atinge a todos nós que somos brasileiros de corpo e alma. A Espanha perdeu a oportunidade de receber uma mulher guerreira, solidária e talentosa. O muro do racismo e da intolerância é que está proporcionando ao mundo hoje (Egito) e, em outros momentos, cenas de enfrentamento de seres humanos que deveriam estar construindo um mundo melhor. O racismo, xenofobia, intolerância, machismo, exclusão, miséria e a corrupção são os males do século. Ou a solidariedade volta a ser o maior valor universal ou será nosso fim.

Responder

AAa.

02/02/2011 - 19h29

Espero que vc lute pelos seus direitos negados por pura incopetência e mentira dos policiais do aeroporto de Barajas.

Pena é que Espanha, apesar de uma extensão territorial pequena possui vários matizes. Esse ódio demonstrado por "brasileiros" nos comentários é equivocado ao pensar que todo espanhol é facista. Infelizmente o grande foco de facismo e xenofobia se encontra na parte central do país (onde estão as principais cidades). Muitos espanhóis que vivem no Brasil, provenientes de outras regiões espanholas, apresentam-se descontentes e se consideram não pertencer a este grupo, e isso é importante deixar claro aos brasileiros, para que não nos tornemos burros e incopetentes como eles.

Responder

Violencia

02/02/2011 - 18h49

Esta viagem corresponde a risco de morte.

Responder

Lucro!

02/02/2011 - 18h46

O povo brasifleiro deveria exigir dos governantes que dclarem à sociedade brasileira qual é o lucros destas empresas espanholas ( e todas as multinacionais) no Brasil e qual o montante é revertido para o povo. Ou o povo em sua maioria pobre, consumindo produtos de empresas espanholas, carregando a Europa e outros países nas costas (dando-lhe lucros recordes) e tomando pé no traseiro em aeroporto quando viajamos aos paises da Europa a turismo ou torturismo? É bom a leitura do livro 1808 e 1822 do Laurentino Gofmes, para sabermos quem é quem no mundo,. Como formaram-se grandes fortunas na Europa. Quem produziu riquezas.

Responder

Luiz

02/02/2011 - 18h09

Geralmente o Itamaraty não faz nada para ajudar brasileiros que necessitem de algo. Ignoram pedidos, ja precisei deles em Beijing e me viraram as costas.

Responder

paulo afins

02/02/2011 - 17h42

Me intristece ler aqui alguns brasileiros com o discurso "os bons pagam pelos maus"… que maus, cara pálida?

Recuso-me a considerar que os brasileros se dividam em "o bom, o mau e o feio"… pra consumo externo, somos todos bons, ora bolas!

Mas já passou da hora da Espanha sofrer uma retaliação mais forte.

Responder

    Ligia Vitoria

    03/02/2011 - 20h32

    também acho!
    E é um absurdo o Itamaraty nao intervenir num caso desses.
    Um absurdo que uma pessoa honesta seja tratada como criminosa só por ter uma cor de pele mais escura.
    CHEGA DE XENOFOBIA E RACISMO!!

André Oliveira

02/02/2011 - 17h34

Estão cansados de saber que a Espanha é um país de gente racista..Vão lá pra quê.???.Toda semana sai na mídia que uns 30 brasileiros são deportados de lá como se fossem lixo..Só uma pessoa muito burra mesmo para querer ir para lá…VÁ A ESPANHA E GANHE UMA DEPORTAÇÃO DE PRESENTE…Eu lamento pela humilhação que esta senhora passou, mas ela foi no mínimo muuito bobinha…

Responder

    L.L.B

    03/02/2011 - 11h45

    Infelizmente suas palavras estao cheias de razao, mas e o nosso dieito de ir e vir???
    Somos livres e creo que españa nao tem o direito de tirar nossa liberdade.
    Un forte abraço

Simone Severo

02/02/2011 - 17h22

Eu sou irma da Denise Severo.
Meu comentario vai alem de proteger um ser humano decente, livre e respeitado (e sangue do meu sangue).
A Denise eh alguem que luta pelos seus direitos. E pelo direito dos outros que nao tem voz, ou que nao tem instrucao, ou que nao sabe lutar.
Aos muitos comentarios de solidariedade, meu profundo agradecimento.
Aos lamentaveis comentarios ainda mais discriminatorios, meu grande pesar.
Quisera eu que todas as pessoas que fossem discriminadas tivessem a capacidade de GRITAR ao mundo inteiro e mostrar que a discrimincao eh errada, cruel e injusta.
Aos xenofobos de plantao, meu recado:
Nos nao odiamos os espanhois…nos nao odiamos ninguem. Ha gete boa e gente ruim em todas as partes do mundo. Nao eh a xenofobia que vai fazer a situacao da Denise melhor…eh a disseminacao da noticia…
Minhas sinceras desculpas a todos que leram palavras insensatas.
PAssamos 50 anos lutando por democracia e igualdade pra ver o mundo desabando desse jeito…
Olho por olho e um dia o mundo fica cego (como dizia Gandi).
Unidos temos forca.

Responder

Antonio

02/02/2011 - 16h48

Cuidado com os comentarios xenófobos, uma atitude de uns poucos (os guardias civiles) não pode por em juizio otrabalho de muitos outros que tem suas familias divididas entre os dois lados do oceano…
Racismo existe nos dois paises España e Brasil…
O boicote a produtos espanhois é uma boa ideia se queremos fazer luta contra o sistema que promove este tipo de discrimanção social mais ai teriamos que incluir as empressas capitalistas de todo o mundo…incluidas as brasileiras…
Que tal pedir que o Itamaraty faça uma reclamação direta ao presidente Zapatero e pedir que seja tomada uma medida reciproca, assim que os empresarios espanholes e estudiantes de lá venham para cá e sejam rejeitados as coisas mudaram drasticcamente…
O que aconteceu neste episodio "me da asco",
Aprendamos e sejamos todos contra todo tipo de racismo.
Salud!

Responder

    consuelo

    03/02/2011 - 20h10

    o desemprego na Espanha é um problema täo, pero täo grave, que esta semana uniram-se oposiçäo, sindicatos e governo para fazer o que for para pelo menos combater esse problema e salve-se quem puder (infelizmente a Denise näo pode).

Mariane Aguiar

02/02/2011 - 15h00

Por certo que nem todos os negros e "latinos" são "barrados em Barajas".
Que característica ou diferença estes que são barrados tem em relação aos demais?
Ou é por sorteio?
Alguém sabe?

Responder

    Arancha

    09/02/2011 - 08h01

    Se o passageiro não reunir todos os documentos que sao necessarios, parecer nervoso e inquieto na hora do desembarque(já notado dentro do proprio aviao pelos comissarios), muita bagagem, não se dirigir rapidamente para a fila(ficar fazendo hora, ir ao banheiro antes mesmo de passar pela policia) ficar de conversinha com outros passageiros(tipo querendo fazer amizade) ……etc e tal… Tudo isso já esta sendo analizado por policiais à paisana dentro do aeroporto, e digo mais, que dentro de Barajas, tem mais policiais do que fora…..E por ai vai! Mas não tem sorteio nenhum, é tudo questão de comportamento até chegarem ao guiche onde te carimbam o passaporte e depois, até você estar com de sua mala nas mãos.

Luci

02/02/2011 - 12h55

Na verdade nós patrocinamos este tratamento "FVD" Fui Voltei Deportada. Se nós estamos consumindo produtos e serviços de várias empresas espanholas, que remtem seus lucros biliardários para a Espanha, nós patrocinamos o "FVD".

Responder

    Paulo

    02/02/2011 - 19h24

    Olha, acho que até deveria relevar seu comentário pelo momento, que nos faz perder a razão mesmo. Mas, por outro lado, me sinto na obrigação de dizer como é lamentável ver crescer esse discurso, como o seu, que tenta igualar democracia e cidadania com consumo.

Deportada!

02/02/2011 - 12h52

O Césare Batistti é um felizardo, nada de braçada no Brasil .
Se nós somos um povo unido!!!!!!! Esta expulsão simbolicamente é um aviso para nós: aqui voces são indesejáveis.

Responder

Luci

02/02/2011 - 12h50

Tenho certeza absoulta que a presidenta Dilma Rouusef irá adotar providências sobre este tratamento diferenciado. Para uns titulo de Príncipe das Astúrias (e tomaram conta do pedaço) e para outros ódio e intolerância.

Responder

    tiago

    02/02/2011 - 14h59

    doce ilusão

Luci

02/02/2011 - 12h46

E nós continuamos comprando produtos de empresas espanholas, continuamos submetidos aos interesses do banco espanhol que tem lucros biliardários, e da Telefonica e nosso dinheiro vai para a Espanha, e quando decidimos fazer turismo ou intercâmbio tomamoos um pé..Faça-me o favor já deu esta reiteração de desrespeito ao nós.E são os primeiros a pedir paz ao mundo., aliás está demonstrado o que significa paz quando o assunto é turista que eles consideram indesejáveis, por racismo.

Responder

Benedito Duzi

02/02/2011 - 12h10

Caros Amigos,
o grande problema é que os bons pagam pelos maus, oq isso quer dizer é que infelizmente atualmente principalmente na Espanha e, em Portugal esta cheia de quadrilhas de brasileiros que levaram para a europa o sequestro relampago, fora os mulas que levam drogas e tudo mais

Responder

RJ Brasilia

02/02/2011 - 12h00

Vamos boicotar todo tipo de produto espanhol (desde vinhos e azeite, a bancos e operadores de telefonia). E, é claro, não (tentar) visitar mais esse país. Há muitos outros bons lugares na Europa.

Responder

    Paulo

    02/02/2011 - 19h31

    E empresas espanholas com participação em empresas de outros países? E fundos de investimento espanhóis com o capital pulverizado pelo mundo? Como faz? Vamos mapear todos eles e identificar o rastro de toda participação espanhola na economia mundial?

    A resposta contra um mundo desigual se dá pelo consumo? Aí vai ficar difícil.

Eduardo Zani

02/02/2011 - 11h49

Ca pra nos. Esquecam mestrados, pesquisas e doutorados nesse tipo de lugar. Hoje tem quase tudo na internet. Pq eh fato, eles sao asqueroso. Ponto final. Nao vao mudar. Nao ha mecanismo juridico que o faca. Portanto escolha outro pais pra fazer pesquisas e trabalhos. Paiseco de m…eh isso ai. Com o tempo verao que trabalhos estrangeiros nao sao mais feitos por la, mas sim na Franca, Alemanha, etc. E pagarao pau. A historia soh se repete. O que esperar de descendentes de barbaros(visigoticos)?

Responder

luis saldaña

02/02/2011 - 11h38

siento mucho que te hayan tratado así en tu intento de visitar españa
tengo buenos amigos brasileños que residen en españa y te puedo asegurar que la mayoria de los españoles no estamos de acuerdo con lo que te han hecho y de la manera que te han tratado
te pido perdon en mi nombre e intentare mover este escrito para que se conozca aquí.
un fuerte abrazo y denuncia los hechos
luis saldaña

Responder

    brasileña

    03/02/2011 - 17h13

    Luis, muy gentil de tu parte disculparte, pero es muy triste tanto prejuicio. No somos todos iguales, hay mucho brasileño como mucha pasta y buenas intenciones al visitar un pais. Sinceramente, me duele cuando veo que pensam que brasileño vive en ¨favela¨chabolas, juega al futebol y las chicas somos solo culo. La cosa se va mucho ´más lejos que esto. No te disculpes, pero pases este mensaje a tu entorno. Abrazos..Por cierto soy brasileña, amo Espanha y me encanta Madrid, pero no me gusta ver lo que hacen con mis compatriotas.

José Ricardo Romero

02/02/2011 - 09h10

Os espanhois estão parecendo a Venus de Milo de tanto roerem unhas de inveja do Brasil. A "The Economist" prevê para 2011 que o Brasil galgue a 7ª posição no ranking do PIB enquanto a Espanha passa para 12º. Ultrapassou já a Itália! Os italianos também não se conformam…vejam o caso Batistti!

Responder

Keller

02/02/2011 - 08h37

BOICOTE AO BANCO SANTANDER !!
Eles já foram mandados embora da Argentina (por má gestão) no começo da década passada e recentemente reabriram (bem menores) com o nome de Santander Rio S.A. (agora obrigados a seguir a legislação argentina e não tendo nenhum acionista majoritário estrangeiro respondendo pelas operações do banco). Na Venezuela, em 1996 o Santander comprou as ações do Banco de Venezuela, porém em julho de 2009 o Banco Santander foi estatizado pelo governo Hugo Chavez.
Importante também é boicotar, além da TELEFÓNICA, a IBERIA e o BANCO BILBAO-VISCAYA.
ESPAÑA: POR QUÉ NO TE CALLAS?

Responder

Emespiri

02/02/2011 - 07h25

Alguém já notou que os países mais pobres do mundo falam espanhol e francês ? No Brasil gostamos muito de esquecer a história. Nós só lembramos dos portugueses malvados. Precisa lembrar que a empresa que mais fatura no mundo das telecomunicações é uma certa Telefonica que é…. espanhola ! Obrigado FHC, que rifou a nossa telefonia pra essa gente.
Lamento pelos brasileiros que vivem por lá.

Responder

Pedro Luiz Paredes

02/02/2011 - 00h51

Tamo fu…
Agora até o Viomundo faz propaganda do Santander!
Que pelada…

Responder

Renato Lira

01/02/2011 - 23h43

O problema é que estes espanhóis canalhas são também latinos.

E foram por muito tempo motivo de preconceito no resto da Europa.

Eles agora querem se fazer de diferentes.

Coisa de sujeitinho sem caráter, que tem vergonha de sua identidade.

Mas não adianta espernear. São latinos. E da sujeitinhos da pior espécie.

Sou a favor da ideia do boicote.

Responder

    josé joão louro

    02/02/2011 - 05h49

    No filme documentário "Waiting for Europe" de Christine Reeh,Vânia ,a trabalhadora búlgara que em Portugal era aceite com o seu marido,tem outro tipo de dificuldades em Espanha. Mais racismo ,mais agressividade e xenofobia,Em Portugal também havia xenofobia,mas sem agressividade comparável. Um dos factores desta agressividade é o crescente desemprego em Espanha. O trabalhador estrangeiro é visto como um inimigo que vem retirar postos de trabalho.

    Maldoror

    02/02/2011 - 08h29

    Seu comentário mostra que você não é muito diferente deles…

Scan

01/02/2011 - 23h16

Espanha? Aquele país do norte da África que está na Europa por acaso?
Esqueçam.
Espanha é só um aeroporto. No futuro provavelmente mudará de nome e passará a chamar-se Barajas.

Responder

Gabriel Lyra

01/02/2011 - 23h14

Boicotem o Santander. Certeza que, se todo mundo fechar as contas aí, o tratamento muda. Brasil é um dos poucos lugares em que banco dá lucro atualmente. Deixemos os espanhóis afundarem agora, e podemos virar a mesa depois.

Responder

José Luiz Rossi

01/02/2011 - 22h57

Após Cervantes o que mais produziu a Espanha?Explorou a América até aos ossos,mandou depois disso,seus bancos e telefônicas(com a ajudinha do tucano,que mandou em troca um jovem mancebo e sua respectiva mãe)para continuar a pilhagem.

Responder

waldir Ferreira

01/02/2011 - 22h01

Nós ja estamos vingados,pois eles la estão numa merda lascada,falta empregos,entre outras coisas,
mas o Madrilheno é arrogante mesmo,estive la por 30 dias e não suportava mais um dia naquela terra.

Responder

Luci

01/02/2011 - 21h54

Eu nunca soube que em aeroportos brasileiros algum espanhol foi destratado, agora os casos de brasileiras/os são vários, que causa indignação e a forma como as pessoas são esculhambadas, deveria ter alguma autoridade para tomar providências sobre o assunto que é além de indelicado, questão de desrepeito mesmo para com o país. E no Brasil várias empresas espanholas estão arrecadando lucros biliardários. É inacredtável.

Responder

Reciprocidade já

01/02/2011 - 21h49

Esta senhora poderia criar um blog denunciando o que acontece com as pessoas que viajaram à Espanha e recebram o tratamento "diferenciado" e que de civilizado nada tem, que ela relata-no. Sei de muitas pessoas que viajam e recebem instruções pelo tratamento duro que recebem em aeroportos de outros países. E por aqui a Telefônica e o Santander e várias outras emnpresas espanholas, nadam de braçadas lucrando com os brasileiros para propiciar movimentação da economia lá na Espanha, para onde vai nosso suado dindin. É a globalização é muita bom para alguns poucos. Quem quiser conferir é só acessar http://www.camaraespanhola.org.br/net/eer/

Responder

rita

01/02/2011 - 21h28

atenção governo brasileiro, voces nos devem uma atitude !

Responder

Daniel Alves

01/02/2011 - 20h42

Esses fatos são do conhecimento de todos os brasileiros. Se eles não nos querem por lá, o Brasil e a América do Sul são enormes, acolhedores e maravilhosos.

Temos que ter um pouco de orgulho também, vivermos com os que nos aceitam e rejeitar os que nos rejeitam também!!!

Responder

    Juliana

    02/02/2011 - 12h08

    Concordo Daniel. Se for possível optar, meus destinos de viagem jamais serão para lugares onde nos rejeitam por qualquer motivo que seja. E, de fato, viajar pelo Brasil e pela América Latina é maravilhoso. Eu também prefiro.

Rogerio

01/02/2011 - 19h54

Quantas empresas espanholas temos aqui no Brasil? Santander… Não tem mais lá uma meia duzia de empresas que dá pra fazer uma campanha contra a espanha batendo nelas? E os funcionários espanhóis que vem pra cá, como são tratados pela Policia Federal nos aeroportos brasileiros? Não deveria haver uma especie de RECIPROCIDADE inclusive de tratamento pra fazer, forçar os espanhóis a reclamarem do tratamento dado aos embaixadores deles aqui no Brasil?

Responder

francisco p. neto

01/02/2011 - 19h46

Quem gosta da Espanha?
Eu nunca fui lá e nem tenho vontade de ir.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    01/02/2011 - 20h55

    Eu fui e gostei. abs

    francisco p. neto

    01/02/2011 - 22h08

    É que vc é jornalista Azenha!
    Tente se passar por feio e mau como disse o ex-embaixador norte americano no Brasil.
    Agora vindo da Espanha e o Brasil aceita os "bonitinhos" que vem fazer turismo sexual.
    Sem neura Azenha, sinto-me ultrajado com o depoimento da pesquisadora.
    Ah! Não tenho sangue de barata.

    Arancha

    04/02/2011 - 00h59

    Eu gosto

Stefan Georg

01/02/2011 - 19h38

Uma pessoa que escreve «sem direito à telefonema» merece ser brutalizada pela polícia.

Responder

    LucasA.C.

    01/02/2011 - 20h06

    E uma pessoa que condena outra por causa de algum erro ortográfico nem merece ter escrito aqui o que deve sofrer. Não da pra aguentar gente sem educação querendo ensinar algo…

    Marcelo Rodrigues

    01/02/2011 - 20h13

    Sua soberba é espantosamente ridícula, Stefan Georg, mas não haverá jamais crase que lhe dê valimento. Considere-se extremamente insultado por mim!

    Luis Caspar

    01/02/2011 - 20h59

    Faço dessas palavras as minhas também!

    Luis Caspar

    01/02/2011 - 20h43

    E um miserável como você merece o que então? Com esse nome deve ser estrangeiro, se bem que pela presunção de querer dar aula de nossa língua… e mesmo que não seja te pergunto: você ou seus antepassados, que certamente eram estrangeiros, foram tratados dessa forma aqui no Brasil? Claro que não né seu mané!

    Paulo Monarco

    01/02/2011 - 21h12

    Ignorem o passageiro da caverna de Platão. É somente mais um invisível e autoritário fantasma.

    @DaniBado

    02/02/2011 - 03h56

    Óóóóótimo!

    O_Brasileiro

    01/02/2011 - 22h08

    Aos incautos:
    1) brutalidade policial é crime no Brasil! Pode não ser na Espanha…
    2) incitar tal brutalidade também é crime no Brasil! Pode não ser na Espanha…
    e, finalmente,
    3) mandar um companheiro de equipe se espatifar no muro também é crime! Mesmo que seja para beneficiar um espanhol arrogante…

    Scan

    01/02/2011 - 23h25

    E uma pessoa que se chama Stefan Georg deve ser portadora de doenças repugnantes.
    Será que não há limites para a estupidez humana?
    Esse retardado, que não consegue conjugar dois tempos de verbo, aprendeu a utilizar crase ontem e se julga no direito de postar asneiras aqui?
    Vá procurar sua turma, ô idiota.

Yes we créu !!!

01/02/2011 - 19h33

WIKILEAKS OS PAPÉIS BRASILEIROS (FSP, 01/02/11)

Para EUA, candidato a visto é dividido em "bom", "mau" e "feio"

Consulado americano em São Paulo compara os que buscam autorização de trabalho a personagens de filme

Termos pejorativos usados em despacho interno de dezembro de 2005 foram revelados pelo site WikiLeaks

VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
DE SÃO PAULO

Candidatos a vistos temporários de trabalho nos EUA não sabem, mas o consulado americano em São Paulo usa uma classificação interna que os compara a bandoleiros e golpistas do cinema.
Num despacho interno de dezembro de 2005, revelado pelo site WikiLeaks, o ex-cônsul-geral dos EUA em São Paulo Christopher J. McMullen divide os solicitantes em "bons", "maus" e "feios", numa alusão ao filme "The Good, The Bad and The Ugly" ("Três Homens em Conflito", na versão brasileira), de Sergio Leone.
O "bom", vivido por Clint Eastwood, é um pistoleiro de modos refinados que, mesmo dando pequenos golpes, é o mais ético do grupo.
No consulado, são jovens de classe média e de boa escolaridade que tentam ir aos EUA para trabalhar em hotéis, estações de esqui e cassinos para ganhar dinheiro, melhorar o inglês e voltar.
No filme, o "mau" é desprovido de ética. Para o setor consular, são parentes ou amigos de imigrantes ilegais brasileiros em busca de emprego em lavanderias e peixarias que representam grande risco porque muitos, com o visto, não voltam ao Brasil.
E, se na ficção o "feio" é rude e tem aparência descuidada, no consulado é gente desqualificada, pobre e desesperada -nesses termos.
O consulado diz que, em vez de pagar US$ 10 mil para atravessar a fronteira pelo México, candidatos têm conseguido petições de trabalho fraudulentas por US$ 3.000.
"Invariavelmente, os candidatos pedem dinheiro emprestado ou vendem o carro para conseguir o dinheiro do visto. Com frequência, quem conseguiu o visto no ano anterior desaparece na imensa população de imigrantes ilegais brasileiros em Massachusetts", diz o documento.

PEJORATIVO
"É uma classificação que faz sentido, é válida, mas as palavras são pejorativas. A terminologia é horrível e inadequada, é presunçoso e tem uma conotação de superioridade. Mostra uma atitude de desprezo", diz o advogado britânico Barry Wolfe, há 24 anos no Brasil e especialista em direito de imigração.
No despacho, o consulado diz ter entrevistado 1.515 candidatos a visto de trabalho de janeiro a novembro de 2005, com índice de negação de 49% e aumento de 200% em relação ao ano anterior.
"Da próxima vez que estiver apostando em Connecticut ou subir numa cadeira de teleférico em alguma estação de esqui, sugiro que cumprimente os empregados com "bom dia" [assim, em português]", conclui o cônsul.
A Folha e outros seis jornais do mundo têm acesso aos telegramas do WikiLeaks antes da sua divulgação no site da organização (www.wikileaks.ch).

Responder

Marcos de Almeida

01/02/2011 - 19h26

Se eu fosse o presidente do Brasil cortaria relações diplamática esse lixo chamado espanha.Nacionaria o santander,telofonia e repsol.Esse país idiota precisa mais do Brasil do que nós deles.Cadê o ministro das Relações Exteriores.

Responder

José Emílio Arantes

01/02/2011 - 18h56

Só prá saber: por que a Gracinha conseguiu entrar na Espanha ?

Responder

    Simone Severo

    02/02/2011 - 15h11

    uma senhora de 60 anos nao esta na lista dos discriminados…

    Simone Severo

    02/02/2011 - 17h12

    Jose Emilio:
    A Gracinha eh uma senhora de 60 anos. Ela estava no hotel esperando a Denise. Iam viajar juntas por 20 dias e pretendiam ir ao Marrocos tambem.
    As reservas de internet so aceitam um nome pra reserva, de acordo com o cartao de credito, e a Graca fez a reserva.
    O hotel confirmou que a Graca estava no hotel preocupada com o sumico da Denise (que estava presa e incomunicavel).
    A policia riu na cara da Denise e disse que mesmo escutando a confirmacao eles ja haviam decidido pela deportacao dela. DECIDIDO. Esta he a palavra. Eles "decidiram" porque ela eh jovem, educada, tem dinheiro pra passear e eh latina. Se isto nao eh discriminacao, eu nao sei o que eh…
    Todos sabem que na Espanha a lista de discrimincao eh principalemnte com gente jovem, solteira e educada, em especial se for Brasileira…como eh o caso de minha irma.

Cris

01/02/2011 - 17h46

Vou divulgar no meu blog tambem!

Eu tambem acho que a Embaixada Brasileira poderia e pode fazer mais para que isso nao volte acontecer. Ir para a Europa pela Espanha è a maior furada!

Responder

Go Oliveria

01/02/2011 - 16h02

E pensar que esta corja come com o dinheiro dos pernambucanos (por causa da companhia de eletricidade, a Celpe, que Jarbas Vasconcelos vendeu para a espanhola Iberdrola…

Responder

Nicelio

01/02/2011 - 15h58

Tudo muito lamentável, sem dúvida uma experiencia constrangedora.

O negócio é viajar pelo Brasil. Há muito a ser descoberto ainda pelos próprios brasileiros. É só procurar: belas paisagens e boa comida.

A Europa vai ficar cada vez mais complicada. Eles não tem onde se segurar. Os bons tempos de colonizadores estão por um fio. As suas industriais não suportam o peso dos orientais então a xenofobia, lamentavelmente vai crescer.

Vamos viajar pelo Brasil, vamos mover nossa própria economia.

Abraço a todos

Responder

Gersier

01/02/2011 - 15h32

Até anos atrás a Espanha seria um dos paises que eu gostaria de visitar,mas depois dos acontecimentos com muitos brasileiros em aeroportos daquele pais,simplesmente tomei nojo desses preconceituosos.Os brasileiros deveriam aprender a boicotar produtos daquele país.Não precisamos deles pra nada,que se danem.

Responder

    Ana

    01/02/2011 - 18h48

    Geiser,
    Não só os brasileiros passam por estas situações constrangedoras na Espanha, outros cidadãos latino-americanos também são maltratados pela polícia espanhola. Ano passado, uma senhora octogenária argentina, com seus filhos morando na Espanha, foi deportada sem sequer lhe permitir tomar seus medicamentos de uso continuo.

Ronaldo

01/02/2011 - 15h11

Tudo que foi dito anteriormente se aplica aos Estados Unidos, que também tem seus pontos positivos e negativos, e que só não deporta mais brasileiro por causa do visa que faz uma boa filtragem, o que não ocorre com a Espanha.

Mas os Estados Unidos são pior. As diferenças são: a população, pior com os estrangeiros do que na Espanha, e a polícia – nos Estados Unidos você tem grandes chances de desaparecer se for suspeito de terrorismo ou imigrante ilegal.

E a Disney, terra da fantasia, continua lotada de brazucas.

Vamos fazer um boicote aos produtos americanos? Vamos começar pela Coca-Cola? Ou Nike?

Responder

    Carlos Roberto

    01/02/2011 - 23h15

    Se quiser fazer boicote a produtos americanos ou que de qualquer forma tenham origem americana aconselho primeiro a mudar de planeta.

    Jaqueline

    06/02/2011 - 10h40

    Pois é, os Estados Unidos tratam muito pior aos turistas e ninguém diz nada. E ali, os imigrantes ilegais recebem um tratamento muito pior do que na Espanha… são tratados quase como animais, com correntes e tudo.
    Estou totalmente em contra da maneira de agir dos funcionários da imigração. Infelizmente não há um critério, pois outro dia vi uma estrangeira no aeroporto que, sinceramente, não sei como ela conseguiu passar sem ser barrada. Acho que depende de o funcionário estar em um bom dia ou não.

Mauro Silva

01/02/2011 - 15h04

Caro Azenha
Madrid é uma cidade linda, já o castelão ….
E sou neto de espanhola, mas de galega.
O que fazer? Encher um avião com 200 e deportar, depois de uma "reeducação" que inclui: 36 horas bebendo água de canequinha, todos a usar um único vaso e sem banho.
Fizeram isso com os ianques, e mesmo com a sabujice infame dos piguentos contra, o império se enquadrou rapidamente,
É isso aí: tem que ter vergonha na cara, hombridade e aplicar a reciprocidade.
Só que mudou o Chanceler.
Esse Patriota fará jus ao nome? Sei não!

Responder

    Roberto

    01/02/2011 - 19h38

    Você está corretíssimo, Mauro. Reciprocidade. A Espanha exerce seu direito de impedir arbitrariamente que brasileiros entrem em seu país? Devemos fazer a mesma coisa com eles. Quando executivos da Telefónica e do Santander começarem a passar apertado na imigração brasileira, tenho certeza que eles vão repensar o tratamento que nos é dispensado por lá.

Reinaldo

01/02/2011 - 14h21

Dizem que a vingança é um prato que deve ser servido frio. Pois bem, estão plantando e haverão de colher. De minha parte, se em alguma época de minha vida tive sonhos de visitar a Espanha, conhecer Santiago Compostela, visitar museus e ver Barcelona e as obras de Gaudi, isso tudo ficou para trás desde 2008. Este novo testemunho da arbitrariedade e soberba das autoridades aeroportuárias espanholas só faz aumentar ainda mais minha antipatia por esse povo. Então o que fazer? Bem, viajar para a Espanha, pode esquecer. Infelizmente preciso manter conta no Santander, mas pretendo reduzir ao mínimo indispensável. Dependo da telefonica e seu malfadado speed. Mas parece que em poucos meses terei outra alternativa, e assim que tiver, não pensarei duas vezes para deixar de ser explorado por essa gente. Sou contra violencia de qualquer tipo, mas se podemos optar entre este ou aquele, que tal irmos deixando de lado produtos e serviços que tenham em seu DNA as cores vermelha e amarela?
E o pior é que pelo que ouço falar a Espanha não está lá com essa bola toda para ficar desdenhando turistas, que movimentam uma das principais indústrias do país…

Responder

Luís

01/02/2011 - 13h15

Sobre o boicote às empresas espanholas, uma pena o Terra pertencer a Telecómica.

Apesar do Terra ser de quem é, o jornalismo do Terra é excelente. Mil vezes melhor que o jornalismo (aqui vai uma licença poética) do UOL.

Responder

    Elton

    01/02/2011 - 19h25

    Discordo, acho o Terra tão tendencioso quanto qualquer outro PIG…..

quinho

01/02/2011 - 12h52

Sou espanhol e realmente é vergonhoso o tratamento dado aos sulamericanos, principalmente no aeroporto de Madrid. Creio que deveria ter a reciprocidade por parte do Brasil. Moro aqui faz 35 anos e sempre fui muito bem tratado pelos brasileiros e as suas autoidades de fronteiras. Tambem gostaria de dizer que a Denise cometeu algumas falhas no procedimento da viagem, aunque concordo com a Denise que os documentos mostram a não intenção de ficar na Espanha. Para a Europa tem que seguir a risca as diretrizes que o poprio Ministerio das Relações Exteriores do Brasil indica na sua cartilha para os brasileiros que viajam a Europa. Lamento e fico envergonhado pelo tratamento dado pelas "otoridades" do meu pais, principalmente a "fascista" e "rancorosa" Policia Nacional da Espanha.

Responder

    Antoninni Antonioni

    01/02/2011 - 16h28

    Volta prá tua terra!

    Gabi

    01/02/2011 - 18h58

    Alô moderação do blog! Olha o comentario xenofobo!

    Marcos Neves

    01/02/2011 - 16h56

    Quinho não é possível culpar o povo por erros de política ou excessos individuais. Veja um candidato a presidente do Brasil que saiu a acusar governos de países irmãos. A vergonha deve ser dos manés responsáveis, sejam eles de qual nacionalidade for. Viva a união dos povos, abaixe os manés, sejam eles americanos, espanhóis ou brasileiros.

    Nelci Osório

    01/02/2011 - 22h00

    Quais foram as falhas que ela cometeu? Tudo o que pediram ela levava em mãos.
    Eles foram truculentos e desrespeitaram os direitos humanos de todos que estavam ali. As falhas foram deles.

    Lucio Dias

    01/02/2011 - 23h38

    Quinho, meu caro, creio que a policia de seu país, entre os absurdos cometidos com a Dra. Denise, e que não me passou despercebido, é que eles praticaram um roubo. São corruptos, o que é comum nas polícias, e estão metendo a mão nas bagagens dos turistas.

monge scéptico

01/02/2011 - 11h15

É um país de anões onde o reizinho, irritadiço deu um cala a boca CHAVEZ ou
américa latina, ja que CHAVEZ REPRESENTA MUITO BEM, o sentimento liber-
-tário que varre a AL. INSIGNIFICANTES!

Responder

Ahmed Batista

01/02/2011 - 11h08

Uma dica: traduzam esse texto para o espanhol. Muitos cidadãos espanhóis de bem e nada preconceitusos não sabem o que acontece nos aeroportos do seu próprio país, não sabem das arbitrariedades cometidas pela polícia, da mesma forma como tem muito brasileiro que não sabe o que acontece nos porões das delegacias brasileiras. Então, traduzam esse texto para o espanhol, e divulguem, para que muitos cidadãos espanhóis saibam das arbitrariedades que estão acontecendo nos aeroportos do seu país.

Responder

Farpa

01/02/2011 - 10h47

Sou favorável a recioprocidade, ou seja, dar aos espanhóis o mesmo tratamento quando vierem ao Brasil. A Espanha ainda acha que é a potencia que era na idade média, onde saqueou e matou a vontade pela américa latina e outra partes do planeta. Pois não é, é um país decadente e espero que afundem cada vez mais.

Responder

    Rifica

    01/02/2011 - 16h18

    Apoiado, Farpa. E ainda terminaram com civilizações q estavam aqui como se fossem os donos do mundo. Vamos adotar a Lei da Reciprocidade.
    Sem contar as mulheres brasileiras que são espancadas e mortas por eles até hoje.

rocmatos

01/02/2011 - 10h46

Eu não aceitaria viajar a qualquer país europeu e EUA nem a convite e com todas as despesas pagas e defendo a opinião de que eles também não ser aceitos no Brasil nem como turista de único dia. Infelizmente o turismo gera emprego e carecemos ainda dos investimentos e tecnologias que eles possuem. Mas é só por enquanto…

Responder

    Scan

    01/02/2011 - 23h39

    Isso é uma rematada tolice.

Eduardo

01/02/2011 - 10h33

Olá Azenha, seu anunciante, o Banco Santander, deveria lançar uma campanha contra o racismo contra latinos lá na Espanha, afinal, é aqui na América do Sul que ele ganha muito dinheiro.

Desde que esse banco passou a apoiar o chato do Fernando Alonso, peguei ojeriza dele…

Responder

    Mineirim D'Uai

    01/02/2011 - 12h29

    O melhor mesmo é boicotar empresas e produtos espanhois.
    Bem no meio desta crise que vivem.

    Arthur Schieck

    01/02/2011 - 22h27

    eu tb. não vejo a hora de fechar a minha conta.

Felipe Ribeiro

01/02/2011 - 10h32

Eu moro em Madri há 9 meses, trabalho como Engenheiro de Software. E isso, infelizmente, é um reflexo dos brasileiros que vivem por aqui. Espanha e Itália são os principais destinos das prostitutas e travestis brasileiros, e essa é, infelizmente, a imagem deturpada que eles têm do nosso país.

Não quero ser taxado de preconceituoso, mas quando se vai no consulado brasileiro em Madri dá até um pouco de vergonha pelos "representantes" do nosso país por aqui. Nos programas na TV que fazem alguma reportagem sobre prostituição, SEMPRE mostram brasileiras. É horrível.

Sinto muito pelo que aconteceu com a Denise, é um absurdo e o governo brasileiro precisa tomar uma atitude.
Enquanto isso, a sugestão que dou é que se possível, entrem na Europa por Lisboa. Os portugueses não são muito agradáveis tampouco e o aeroporto de Lisboa é uma bagunça (perdem malas, atrasam voos, etc), mas é tranquilo de passar pela imigração :).
E não deixem de visitar a Espanha, eu achava que era um país muito decadente antes de vir morar aqui, mas me surpreendi positivamente. As pessoas são alegres, têm uma cultura e história muito rica e belos lugares.

Responder

    Rogério Maestri

    01/02/2011 - 13h39

    Olha Felipe

    Esta desculpa é para lá de esfarrapada. Quem come a galinha roe os ossos. Nós aceitamos por séculos emigrantes espanhóis, e não eram nobres. Vinha gente boa (como parte da minha família que era espanhola, é claro) e vinha lixo.

    Tu tens que parar com este espírito de vira-lata se estás aí como Engenheiro de Sofware, provavelmente te formasse no Brasil cursando uma universidade pública, paga por este monte de brasileiros que chamas de desqualificados.

    Nilson Dimas

    01/02/2011 - 14h00

    Quer dizer que prostitutas e travestis podem entrar mas pesquisadores não. Interessante!

    Arthemísia

    01/02/2011 - 18h26

    Felipe,

    Não gosto desse argumento, sabe por que? Porque o mercado espanhol da prostituição deve ser muito dinâmico para atrair tantos profissionais brasileiros. Ou seja, o problema está na existência do mercado e não na oferta dos serviços. Como pode as prostitutas estarem erradas e os espanhóis estarem certos?
    Você acha que eles vão mostrar na televisão todas os brasileiros e brasileiras que vão à Espanha fazer mestrado e doutorado? E são muitos.

    edv

    01/02/2011 - 19h39

    Felipe, as "prostitutas" que lhe envergonham não "saem" daqui praí, mas são aliciadas aqui por bandidos espanhóis (de "alto nível", talvez?!). Com promessas outras…
    Ou vc acha que mulheres saem daqui sozinhas para serem escravas em qualquer lugar?
    Ou vc supõe que não existam prostitutas espanholas?
    O pior é que estas brasileiras, enganadas, acabam passando tranquilamente pela imigração, já que a bandidagem obviamente tem esquema com a polícia (daí).
    Ou não é assim?

    Emilio GF

    02/02/2011 - 12h53

    Se estão aí é porque os espanhóis são chegados em raparigas e travecos, não é?

Pedro Luiz Paredes

01/02/2011 - 10h14

Veja aqui como o Brasil ajudou as empresas espanholas durante a crise:
http://www.estadao.com.br/noticias/economia,filia

Aqui uma lista completa das empresas espanholas no Brasil: http://www.camaraespanhola.org.br/net/eer/

Dentre elas estão o Grupo Santander que comprou o Banespa e que tem ainda essas empresas:
– Santander Administradora de Consórcios Ltda.
– Banco Bandepe S.A.
– Santander Leasing S.A. Arrendamento Mercantil
– Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento S.A.
– Santander Brasil Administradora de Consórcio Ltda.
– Real Microcrédito Assessoria Financeira S.A.
– Santander Advisory Services S.A.
– Companhia Real de Valores – Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários
– Real Argentina S.A.
– REB Empreendimentos e Administradora de Bens S.A.
– Webmotors S.A.
– Santander Corretora de Câmbio e Valores Mobiliários
– Agropecuária Tapirapé S.A.
– Real CHP S.A.
– Santander Securities (Brasil) Corretora de Valores Mobiliários S.A.
– Santander S.A. Serviços Técnicos, Administrativos e de Corretagem de Seguros
– Real Corretora de Seguros S.A.
– Brazil Foreign Diversified Payment Rights Finance Company

e o grupo Telefônica que tem essas empresas:

Telefônica SP
Atento
A.Telecom
Terra
TGestiona
TESB
Telefônica Internacional Wholesale Services (TIWS)
VIVO

Responder

Joacélio

01/02/2011 - 09h21

Um cachorro é melhor tratado nos aeroportos da Europa do que um Latino ou Africano.

Responder

    Cachorro?

    07/02/2011 - 16h29

    Isto significa que para eles quem não é europeu não é ser humano?

Daniel Campos

01/02/2011 - 09h06

Hum. O que esperavam de um povo, que salvo as honrosas exceções de sempre, sempre viu os outros países como lugares à serem explorados e expoliados até o último grama de riqueza? Esqueceram um dos maiores canalhas da história, Cortez? Os povos da América central eram prósperos até a chegada do assassino espanhol.

E quando um povo só consegue ver um país como um lugar à ser saqueado (o que fazem hoje em dia agora com empresas como Santander e Telefonica), é natural que queiram impedir imigrantes desses países que consideram "inferiores".

Responder

    Rifica

    01/02/2011 - 16h21

    Essas empresas fazem o papel dos conquistadores do passado… tudo farinha do mm saco.

Haroldo SerraTalhada

01/02/2011 - 09h01

O problema nosso é que o Governo Brasileiro nunca reagiu a nada, é uma eterna submissão, tem aquele espírito de' Vira Lata', palavras do presidente LULA, vamos ver se a Dilma reage!

Responder

    rifica

    01/02/2011 - 16h23

    Tão vira lata que não pune torturador. O Lula teve chance e não fez.. Impunidade é a nossa bandeira.

    Ed Araujo

    01/02/2011 - 22h44

    Quando o governo brasileiro retalia, vem a classe média metida a besta e cai a distribuir rosas nos aeroportos, a turma lá fora deita e rola em cima dos brasucas, e essa demanda toda pelas prostitutas brasileiras é porque no mercado internacional são as mais bonitas e cheirosas….e fim de papo.

Nelci Osório

01/02/2011 - 07h13

Lendo tantos comentários, quero esclarecer para alguns que minha filha Denise não é negra e não é pobre. E mesmo que fosse tinha todos os requisitos e recursos financeiros PROPRIOS para entrar em qualquer país pela porta da frente. Ela foi a turismo.
Ela é uma guerreira! Uma moça que trabalha e sonha com um mundo melhor. Uma pessoa que luta por direitos iguais. E me orgulho dela! Ela tem mesmo que fazer esta noticia se espalhar pelo país.
Estamos chocados com o que aconteceu com ela. Algo tem que mudar! O Brasil precisa tomar uma atitude.
Obrigada pela solidariedade da maioria.

Responder

    ANONIMO

    03/02/2011 - 14h18

    PORQUE POBRE E NEGRO NAO É GENTE COMO SUA FILHA ?

    anonimo

    03/02/2011 - 14h22

    Ela nao é a primeira e nem vai ser a ultima infelizmente,e se eles nao deixaram ela entrar
    é pq nao quiseram, e nao pq tinha muito ou poco dinheiro como diz a senhora.

    Ajoqué

    09/03/2012 - 13h45

    Como assim, gostaria de esclarecer que "minha fiha não é negra e não é pobre"?
    Pelo visto, a senhora compartilha do mesmo preconceito do qual sua filha foi vítima … ou a senhora acha que pelo fato de não ser negra, ela deveria ter sido melhor tratada.
    Um absurdo, a senhora expor um comentário/justificativa tão preconceituoso enquanto sua filha reage justamente ao preconceito!

Ed_GO

01/02/2011 - 02h53

Lamentável….mas isso ocorre de vez em quando na Espanha e em outros países. Oficiais de imigração muitas vezes são mal educados.
Esclarecendo: Ela não foi deportada, pois não chegou a entrar no país, ela foi EXPATRIADA.

Responder

    edv

    04/02/2011 - 13h33

    Se é para ser exato, ela foi REpatriada.
    Executivos de multinacionais que são transferidos para outros países, por exemplo, são chamados de expatriados e isto é tipicamente um ponto positivo em suas carreiras.
    Se vc ler o texto, verá que o passaporte foi carimbado, desnecessaria e maldosamente, já que ela não entrou oficialmente no país.

Sérgio Vianna

01/02/2011 - 02h18

Por essas e outras tantas tão óbvias que prefiro viajar de férias pelo nosso querido Brasil.
Viajar pelo norte, nordeste, pantanal, sul, sudeste, qualquer lugar é maravilhoso no Brasil.

Além do mais, viajar ao exterior ajuda a desvalorização do dólar frente ao real, conforme Nassif e tantos outros não se cansam de dizer. Simples, quanto mais se procura dólar e euros para se viajar ao exterior mais baratos eles ficam frente ao Real.

Mas a moça tem todo o direito a recorrer ao Itamaraty. Mas uma boa ação seria o Brasil praticar a reciprocidade, como fez com os Estados Unidos tempos atrás.

E sem preconceito, mas fato constatado em qualquer viagem em nosso nordeste brasileiro, os espanhóis só viajam ao Brasil para turismo sexual e pedofilia. Eles adoram vir buscar nossas meninas pobres nordestinas para uma orgia nas areias e nos hotéis do nordeste. Basta sentar a uma mesa e ficar olhando, com calma e perspicácia, em Natal, Fortaleza, João Pessoa, Recife, etc., a ação criminosa dos espanhóis com crianças em plena luz do dia.

Responder

Luca K

01/02/2011 - 01h24

Com relação a um comentário anterior meu, quero deixar claro que incidentes como os de Denise, que possuia toda a documentação em ordem, comprovantes, etc, são realmente um absurdo e que o governo brasileiro precisa agir com mais vigor para tentar forçar uma melhoria nos procedimentos envolvendo brasileiros na Espanha e em outros países. Entendo perfeitamente a revolta da Denise, ficaria enfurecido se passasse por algo parecido. Ainda assim há outros aspectos relacionados ao caso que acho foram bem abordados pela Luciana. Os comentários equilibrados de Luciana foram imediatamente atacados.
Dukrai por ex, chama Luciana de preconceituosa pq a moça disse o óbvio. Caro Dukrai, a quantidade de brasileiros que entram e/ou permanecem ILEGALMENTE em países europeus e nos EUA é enorme… isso não é minha opinião, é um FATO de conhecimento até do mundo mineral, como diria o Mino Carta.

Responder

    liavinhas

    02/02/2011 - 23h36

    Enquanto isso, no Brasil os ilegais de outros países são bem recebidos, anistiados e podem recorrer ao SUS e a outros serviços como todos os brasileiros, a parte as deficiencias do setor. Os espanhois há décadas vêm para cá, enriquecem como o Recarrey e outros donos de hotéis e vários negócios e ainda sonegam IR. Os casos de prostituição, temos visto na imprensa que se trata, em sua maioria, de pessoas iludidas com promessas de trabalho e que depois são escravizadas na Espanha e impedidas de voltar.
    A Espanha, como quase todos os países europeus, sempre explorou o terceiro mundo através de suas empresas, lucrando milhões de díolares com nossa mão de obra barata. Mas isso está mudando e eles, hoje em meio a séria crise, atribuem a culpa a estes países e descontam com todo tipo de manifestação xenófoba e preconcetuosa.

    Luca K

    03/02/2011 - 16h17

    Comparar a vinda de um punhado de gatos pingados q aportam e entram ilegalmente no Brasil com a invasão em massa de ilegais que a Europa sofre é uma enorme TOLICE.

Gustavo Pamplona

01/02/2011 - 01h20

Eu não estava dando muito a mínima para isto… aliás… não dei a mínima para os artigos falando do Egito também… e também nem os li também… até porque sei muito bem que o problema do Oriente Médio se chama EUA. Não vou perder meu tempo com aquilo.

Bom… mas agoram cerca de 1:20 da madrugada resolvi dar um pulo aqui no "Vi o Mundo" e resolvi ler este artigo.

Umas duas semanas atrás eu tinha falado que detestava a Espanha, o idioma espanhol e até tinha falado sobre o lance dos brasileiros que foram deportados e também falei que a Espanha é uma das portas de prostituição da Europa.

Bom… é basicamente isto.

E outra coisa meus queridos paulistanos: Lembrem-se que o dinheiro de suas contas telefônicas estão indo parar na Espanha.

Responder

    Ahmed Batista

    01/02/2011 - 11h03

    Você não vai "perder tempo" com o Egito?

    Pois eu não vou perder tempo lendo nenhum dos seus comentários no Viomundo, Aliás, nem li o comentário acima, parei na parte em que você diz que não vai "perder tempo" com o Egito.

    Recolha-se à sua insignificância.

    Tchau!

    Gustavo Pamplona

    01/02/2011 - 12h54

    Eu e minhas provocações… hahahhahha

    Amigo… enquanto os EUA não saírem do Oriente Médio nada disto vai mudar já que eles, os EUA são os maiores ditadores do planeta e eu te pergunto:

    Você tem algum poder para isto? Digo… você conseguiria tirar os EUA da região? Por isto não perco meu tempo com algo que já sei muito bem as causas.

    Gostei do emprego da palavra "insignificância", sim… somos todos insignficantes inclusive você. hahahahhahaha

    Scan

    02/02/2011 - 00h36

    Provocações demandam inteligência…o que parece ser manga de colete aí, hein Pamplona?
    Seu fatalismo de fancaria é risível. Aliás você está se tornando, pela repetibilidade e previsibilidade, um cara risível.

Paulo

01/02/2011 - 01h19

Já que é assim vamos chutar os espanhois do Brasil da mesma maneira que eles nos tratam.. entendo que nao é dessa maneira se faz.. mas como eles sao petulantes a este ponto e nao reconhecem de maneira alguma e ainda por cima sao LADROES pois roubaram as bagagens dessa senhora que ali tinha todos os documentos necessarios e exigidos pelo pais. entao temos q começar a dar o troco na mesmissima moeda.. e assim eles irao mudar o comportamento deles perante os outros paises.. quem eles pensam que sao??? aposto que muitos espanhois veem ao brasil passear né.. aposto que tambem muitos ficam ilegalmente…

Responder

    Pedro Luiz Paredes

    01/02/2011 - 15h56

    Mas porque já não estamos fazendo isso????

carmen silvia

01/02/2011 - 01h08

Quanta empáfia pra quem tá numa rebordosa econômica,será que estão podendo dispensar dinheiro de turistas assim?Vai pra cima deles,você tem a minha solidariedade e apoio.

Responder

João

01/02/2011 - 00h02

Lembro-me quando houve estes problemas anteriormente, e foi aplicado o princípio da reciprocidade.
Foi só deportar uns espanhóis sem grana que queriam vir para o nordeste (inclusive para trabalhar) que a Espanha atenuou seu tratamento aos brasileiros em Barajas.
Espero que o governo Dilma peça explicações ao Governo Espanhol.
Quanto ao boicote a empresas espanholas, não uso o Santander, nem qualquer produto de empresas da Espanha.
Este paiseco é a bola da vez, e ainda o veremos quebrado (como a Grécia atualmente).

Responder

SôniaG.

01/02/2011 - 00h39

Em 2008 foram dezenas de casos parecidos com o da Denise. O Ministro Amorim deu entrevista a época, depois de conversar com o cônsul ou embaixador da Espanha. Este último, deu várias entrevistas prometendo que se empenharia por uma solução. Nada. Eu, descendente de espanhóis, (e bugres=indio e negro) remeti uma carta a embaixada da Espanha e até hoje não recebi resposta. Um parágrafo: "O mundo não pode se transformar em campos de concentração, os países não podem instituir o apartheid, a não ser que este também valha para o bussines, e que seu poderio financeiro não se estabeleça livremente em um território haurindo lucros de um país que desrespeitam e discriminam." (…)Às fronteiras, derrubadas pela tecnologia digital, que aproxima virtualmente os seres das mais remotas localidades do planeta, em trocas de informações, amizade e solidariedade, e a maior facilidade de deslocamento físico, se contrapõem paradoxalmente as fronteiras imorais da beligerância e da intolerância ignara, erguendo sua pata, hoje mais poderosa que ontem, época em que meu avô e seus irmãos buscavam refúgio, pão e humanidade e as encontraram no Brasil.

Responder

Francisco Hugo

01/02/2011 - 00h06

Um pedido do educadíssimo rei Juan Carlos para a Denise:
¿Por qué no te callas?

Minha solidariedade, Menina!

Responder

carlos

01/02/2011 - 00h02

Dias atras saiu na Folha de SP que tem profissionas estrangeiros, ditos gabaritados, querendo vir trabalhar no Brasil, inclusive desse paiseco atrasado. Espero que nossas autoridades tomem vergonha na cara e barrem essa gentalha, que sempre so souberam explorar a America Latina

Responder

Gabriel

31/01/2011 - 22h59

"Projeto no MInistério da Cultura", sei… Petista viajando com o dinheiro dos nossos impostos.

Responder

    Reginaldo

    01/02/2011 - 02h38

    Verifico que o Sr. Gabriel ainda está fazendo campanha para o "CERRA", alguém avise a ele que o "CERRA" já perdeu a eleição, e que o caso da pesquisadora não é isolado, além de tudo está me parecendo que o Dr. Gabriel também acha legal o racismo dos espanhois? Deve ser por que os PSDBistas E Demoniácos venderam a TELESP para a telefonica espanhola de graça e ainda financiado com dinheiro do BNDS, ou por que o PSDB está todo enrolado com a corrupção da Alston X Metrô X CPTM, entre outros rolos com os espanhois.. É este pessoal do PSDB gosta de espanhol mesmo e de suas ações racistas, ele não esta se colocando no lugar da professora e do nervoso que ela passou,abraços Reginaldo.

    Gerson Pompeu

    01/02/2011 - 08h14

    Sem vergonha de ser imbecil.

    carlao

    01/02/2011 - 10h13

    Vai chorar escondido tucano recalcado!!!!

    Arnaldo

    01/02/2011 - 11h41

    E se for, imbecil! Se ela estiver trabalhando para ou no MC, num projeto aprovado e comprovadamente útil para a sociedade, está tudo certo, imbecil! Não precisa ser imbecil para ser de oposição ao PT. Imbecil!

    jose marcos

    01/02/2011 - 13h28

    Cara tu é um idiota total, queria ver se fosse um parente seu!!!!

    Mariano

    01/02/2011 - 16h59

    Deixa de ser Bobo, se a Denise tive viajando a trabalho o passaporte dela seria azul, e nem passaria na imigração. Mas o espanhois é aquele povo falso rico ou seja são emergentes ainda não aprenderam a conviver com a diversidade.

    Remaj

    02/02/2011 - 17h07

    Deve ser um daqueles racistas safados que acreditam na frase não menos racista da elite que diz "que negro parado é suspeito e correndo é ladrão".

    Vai tocar pra sua turminha.

Heitor Rodrigues

31/01/2011 - 22h40

Ainda nesta semana, fecho a conta no PSDB/Santander. Solidariedade!

Responder

    Aline C Pavia

    04/02/2011 - 13h08

    Minha conta é e sempre foi no Banco do Brasil!

Luci

31/01/2011 - 22h13

E aqui somos maltratados em nossas casas. Vários juristas denominam de abusividade e ilegalidade da Telefônica que nos cobra 'assinatura mensal' do telefone. Assinatura mensal não é tarifa porque não há contrapartida de serviço prestado e não pode ser taxa, pois esta somente o Estado pode cobrar. E quando não utilizo o serviço (por não ocupar o telefone, viagem etc) porque devo pagar? http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto….

Responder

mara

31/01/2011 - 20h43

Porque temos uma embaixada la senao nos serve quando estamos na Espanha, afinal são sustentados com os nossos impostos, senão nos serve porque mante-la?

Responder

Francisco Nogueira

31/01/2011 - 21h35

Eu nunca vou passar por um problema desse. Faz alguns anos que decidi que, com a beleza que o Brasil possui, não passarei minhas férias fora de casa (ah nordeste paradisíaco!). E olha que minha esposa tem cidadania portuguesa. Claro que isto é uma decisão pessoal e cada um tem a sua própria com o meu respeito.

Ou seja, eles que se explodam!

De qualquer forma, a Denise tem meu apoio. Vá fundo, companheira!

Responder

pfelipecs

31/01/2011 - 21h31

Vai quem quer… o risco de ser deportado sempre existe. Pelo menos juridicamente, nenhum país é obrigado a permitir que um não nacional entre em seu território…

Aplica a reciprocidade neles e está bom.

Responder

Enildo

31/01/2011 - 21h19

Já que falamos de Franco é bom lembrar que o Facismo sempre ressucita em épocas de crise aguda. Nacionalismo xenófobo que transfere aos estrangeiros a culpa pelo desemprego e que vitimiza também as minorias étnico-raciais. Essa ideologia irmã siamesa do Nazismo, interessa e muito à Classe Dominante pois serve como amparo e anteparo ao anti-comunismo quando os trabalhadores e as massas começam a enxergar que vem da Elite Burguesa e de seus políticos "barriga de aluguel" toda a sorte de sofrimentos deste imenso Saco de Maldades que é o Capitalismo vídeo-financeiro. Todos nós temos um facista dentro de nós. Ás vezes ele se manifesta e temos que combatê-lo duramente e voltar nossa mente para aquilo que nos resta de Humanidade. Como disse Chaplin (também vítima do facismo norte-americano) em seu último discurso: "Não sois máquina, homens é o que sois".

Responder

KBLo

31/01/2011 - 21h09

Azenha, aproveitando o tema: eu já tinha escrito um texto sobre o tratamento dado pela espanha a estrangeiros (baseado no meu próprio), e tratando do caso Jean Charles. que você publicou, mas eu não consigo mais achar por aqui. alguma razão pra isso?

Responder

Valdir

31/01/2011 - 20h56

Prezado Azenha: AMORES pergunta se a espanha roubou muito na e da américa latina. Quer ver como esses paises da europa ficaram rico com os saques que fizeram na américa latina, leia o livro AS VEIAS ABERTAS DA AMERICA LATINA , do escritor uruguai Eduardo Galeano. Boa leitura . Um abraço.

Responder

Julio Silveira

31/01/2011 - 20h42

Minha mãe quis viajar para lá, mas tenho conseguido tirar da cabeça dela.
A Espanha é um país de muitos racistas.

Responder

    LAURA

    03/02/2011 - 14h38

    É verdade moro na Espanha e quando cheguei aqui o Brasil ainda nao tinha o acordo para convalidar a carta de motorista,resultado …fui a uma auto escola matricularme, e sabe o que escutei?que iria demorar para tirar a carta por culpa do idioma.e`perguntei em quanto tempo eles(os espanhois) demoram normalmente para tirar a carta e ela me respondeu uns dois anos na mesma hora sai de la com uma raiva pq sabia q para o ver da moçinha eu era uma burra extrangeira.burro sao eles q demora 2 anos pra tirar uma carta.!!!

jõao

31/01/2011 - 20h38

esta na hora de nos começarmos a fazer manifestações

Responder

Pedro Luiz Paredes

31/01/2011 - 20h32

Comece a fazer campanha contras as empresas espanholas situadas no Brasil, vai doer mais!

Responder

    Pedro Luiz Paredes

    01/02/2011 - 11h41

    Não esqueçam do provedor Terra!
    … que manda spam só para te vender o anti-spam, rsrs é o fim da picada!
    E a telefônica principalmente; que terceiriza todos os serviços e só comanda a parte financeira. Um pelo outro prefiro a Telebras!!!! Ainda comprou a estrutura a preço de banana do FHC.
    Acho que esta na hora de desfazer essa besteira!
    Alias, sabem o que virou da auditoria da Telefônica feita em SP pelo PSDB?????

    Marcos de Almeida

    01/02/2011 - 21h58

    Uma vez uma mulher do banco santander ligou pra dizendo que o banco dela tinha uma linha de crédito pra mim.Eu disse a ela se esse banco era da espanha e ela tentou dizer que era de São Paulo, mas insistir pra ela dizer que era da espanha. Quando ela falou era da espanha, eu disse é daquele país que deporta brasileiros.Ela não gostou.Falei se todos os brasileiros pensasse como eu penso a gente quebrava esse banco, a repsol,telofonia e todas as empresas.Quero vê deportando estadunidenses pra vê se esse país vai exportar mais aos EUA.Devemos boicotar todos os produtos da espanha.Amo o Brasil com s e não com z. Por que o Azenha não faz uma reportagem na Record sobre a deportação de brasileiros na espanha.Talvez alguêm acha porque ele escreve com letra minúscula, é o desprezo que tenho por esse inxignificante país que está quebrado.

Daniel

31/01/2011 - 20h27

Acabei de enviar meu protesto.

Responder

Mineirim

31/01/2011 - 20h15

Eu já faço a minha parte. Não compro NADA que seja espanhol (azeite, conta em banco, etc). Anteriormente, planejava ir de férias àquele país: agora sei que não irei mais, NUNCA MAIS. Se algum dia for à Europa, vou a Portugal, França, talvez Itália, mas à Espanha, nem pensar!
Esse mesmo relato me fez uma amiga com características muito parecidas das que aqui foram relatadas.
Ora, se temos algo como 200 países no mundo para visitar, por que escolher aquele que nos discrimina?
Já fui a vários países latinos aqui mesmo pelas américas: fui muito bem recebido em todos. Agora, devo partir para China e Índia. Espanha? Nem em sonho. Se fizermos uma campanha bonita, poderemos evitar desgosto a muitos brasileiros e deixarmos de gastar nossa preciosa moeda naquele país.

Responder

    flávia

    31/01/2011 - 22h59

    muitos países europeus são do mesmo jeito que a espanha, especialmente se a pessoa que estiver tentando ir pra lá não tem cara de branca. portugal, pela minha experiência, parece ser um pouco melhor que a espanha, mas só um pouco. na verdade, em relação a brasileiras e brasileiros portugal é um caso muito interessante; quando descobrem que você vem do brasil metade acha super interessante, conversa calorosamente com você e te recebe com o mais alto nível de hospitalidade, a outra metade passa até a recusar a te atender e te ofende sem nenhum pudor. e não se iluda, itália é um dos piores países, altamente facista e xenófobo.

    Sr. Indignado

    01/02/2011 - 09h02

    Espanha, sempre a Espanha. A Espanha não gosta do Brasil, pelo jeito odeia o Brasil e não quer brasileiros. Fim de papo.
    E isso que ultrapassamos a Espanha no ranking da economia mundial!!!
    Com muito custo voltei a consumir produtos espanholes. Mas…
    O que será que eles põe no azeite de oliva quando mandam para cá?
    … e nas especiarias, e nas azeitonas… e nos vinhos? … nos vinhos!!!!
    Adeus produtos da Andalucia, de Sevilla, Rioja… Adios España.

    Exemplos é que não faltam na internet (é muito arriscado ir para lá, prefiro subir o morro do Alemão): http://www.youtube.com/watch?v=6tMjXHPelgg http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult9http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,aborre

astrogildo godofredo

31/01/2011 - 20h06

Boicote e reciprocidade. Quem tem mais a perder?

Responder

Lucas Cardoso

31/01/2011 - 18h53

Se uma latino-americana teve um problema desses pra entrar na Espanha, não quero nem imaginar pelo que passam os muçulmanos que tentam imigrar pra Europa.

Responder

Avelino

31/01/2011 - 18h51

Reciprocidade já.

Responder

PAULO ANGELO (B. H)

31/01/2011 - 19h38

Paizinho de merda, o pior desempenho, e a maior taxa de desemprego da Europa!
Assassinos dos amerindios e sucessores dos franquistas assassinos.
Subdesenvolvidos da Europa!
Deve-se deportar tambem os bandos de turistas espanhois que vem ao Brasil a procura de sexo, coisa que nao sao competentes para fazer no seu próprio pais!

Responder

José Maia

31/01/2011 - 19h28

Não existe nada eficiente a fazer em relação a isso a não ser: gaste o seu dinheiro passeando por aqui e não lá, e boicote os produtos e empresas espanholas. Só doendo no bolso é que eles enxergam.

Responder

francisco p. neto

31/01/2011 - 18h15

Denise
Não fique desconsolada não!!!
Se nossos ex-embaixadores tiveram que tirar os sapatos para entrar nos EUA, o que vc poderia esperar.
As "nossas" autoridades não se dão ao respeito.
Você já viu espanhol gente boa?
Eu nunca vi.

Responder

amores

31/01/2011 - 18h29

E a Espanha roubou muito da américa latina ?

Responder

    Luís

    31/01/2011 - 20h08

    Roubou e continua roubando.

    Marat

    31/01/2011 - 20h59

    E, infelizmente, continuará a roubar!

Fernando

31/01/2011 - 18h28

Vamos combinar então de não darmos pulinhos de alegria quando o El País elogiar o governo Dilma, ok?

Responder

    jose marcos

    01/02/2011 - 13h35

    O cara tu não tem argumentos não!!!! o que isto tem a ver ??? Desce do palanque que o teu canditato ja perdeu!!!

    augusto

    02/02/2011 - 09h54

    fernando, o correspondente Juan Arias dali de ipanema, RJ exemplifica isso bem, né mesmo?

carlos quintela

31/01/2011 - 17h21

Durante o governo Lula o Brasil aplicou tratamento recíproco neles e os espanhóis pediram penico, até porque eles precisam muito mais da gente. Bastaria pegar alguns destes empresários da telefonia que transitam entre os dois países e mandar de volta para a pressão começar a ser feita do lado de lá.

Responder

Raphael Tsavkko

31/01/2011 - 18h01

Em junho tow indo na Espanha como pesquisador também, será que me deportam? Esses espanhóis, Franco morreu, mas eles insistem em manter vivas suas práticas!

Responder

    Ⓐnti

    31/01/2011 - 20h54

    Se eles lerem teu blog com certeza…
    Olé!

    Raphael Tsavkko

    02/02/2011 - 06h37

    Hahaha, pois é! Vale ter medo!=P

tonipoeta

31/01/2011 - 17h52

Ao invés de ir para o país dos carniceiros dos Incas, faça turismo no Brasil, o povo é mas civilizado.

Responder

    Chico Nunes

    31/01/2011 - 20h40

    Exterminadores de civilizações como os: Inca, Asteca Maias e muitos outros amerindios.

Claudio

31/01/2011 - 17h52

Assim como povo é povo em qualquer lugar, a classe dominante de qualquer país – vide argentinos no Brasil dos 80 – é sempre preconceituosa: se eles não acharem que somos inferiores, como justificar o imperialismo?
Mas atitudes oficiais podem e devem ser questionadas e os responsáveis cobrados.
Boa sorte, Denise. Quem sabe isso ajude no nosso racismo doméstico também.

Responder

augusto

31/01/2011 - 17h48

quem tem uma Andorra fazendo pose de nao espanhola e um gibraltar desfraldando a union jack e um FMI
pela proa tem qual motivo pra arrogancia?

Responder

Mariana Andrade

31/01/2011 - 17h43

Mais um motivo pra eu chutar a Telefonica e de quebra o Speedy (será nesta semana, uhuuuu!!!!), e não querer pôr meus pés neste país!

Responder

    Pedro Luiz Paredes

    01/02/2011 - 09h49

    E viva a banda larga sul americana! (a respeito do recente acordo entre Brasil e Argentina para interligar e investir conjuntamente nas duas redes, em tecnologia e expansão)
    Se 10% da população fizesse isso toda vez que acontecesse uma humilhação dessas eles mudariam rapidinho o tratamento dispensado aos brasileiros.

Luan

31/01/2011 - 16h35

Deportem a Telefônica de volta pra terra dela, a Espanha!!

Responder

ANA

31/01/2011 - 17h35

Passaporte verde é mal visto em qualquer lugar.
Pior, para eles: Europa um continente em franca decadência, sem futuro ou esperança.

Responder

Alexandre

31/01/2011 - 17h25

Reciprocidade neles.

Responder

Cris Lobo

31/01/2011 - 17h20

Espalhar e enviar cartas ao itamaraty, pedindo explicações e reciprocidade!!!

Responder

augusto

31/01/2011 - 17h19

por mim,cancelava-se todos os voos brasil- espanha e vice-versa.quem aqui precisa deles?

Responder

augusto

31/01/2011 - 17h12

cade o telefone da pocilga diplomatica deles em brasilia?

Responder

Silvio

31/01/2011 - 17h11

Azenha:
Eu tenho escrito um pouco forte. Por esse motivo, não tem sido publicado muitas vezes, o por mim expressado. Mais temos que deixar de ser assim tão cordiais, com quem não e com nos. Aproveito para perguntar, se sabe por que conversa afiada, de Paulo Henrique Amorim não esta entrando?

Responder

pepa75

31/01/2011 - 16h08

sinto muito pelo que aconteceu com você. Essa situação é horrível e traumática. Concordo com outros que disseram aqui que o negócio é fazer campanha pra brasileiros não irem mais à Espanha. Era isso. Há anos que eles vêm tendo esse comportamento lamentável, destratando pessoas que tem todas as comprovações e vínculos possíveis. Infelizmente em área de alfândega a gente fica sujeito a loucuras porque não é uma área que siga as leis normais do país, é meio terra de quem manda ali e acabou. E se os grosseiros escasquetarem, não há o que fazer. Consulados e embaixadas brasileiras no exterior tem poder zero para argumentar com departamento de imigração, isso é assim em qualquer lugar. Enquanto a pessoa está detida na imigração ninguém consegue ajudar. Até achei interessante que vc conseguiu um advogado. Eu trabalhei anos com um advogado de imigração nos EUA e acompanhei muitas histórias. Eu já estive na Espanha nos anos 90, mas não tenho desejo nenhum de voltar depois desses horrores que vejo eles cometendo o tempo todo, discriminando latinos (de uma América que eles próprios exploraram) e destratando pessoas. Outra dica é para quem vai para lugares complicados de entrar é evitar viajar separado dos companheiros de férias.

Responder

augusto

31/01/2011 - 16h55

postar aqui por favor o endereço da embaixada espanhola, do consulado, deles, da embaixada brasileira em madrid, do Setor de relaçoes publicas da TELEFONICA no brasil e dos orgaos do governo federal.
Eles tem representaçao comercial espanha-brasil.
ENTAO coloquem os endereços por favor, e vamos pra o pau!

Responder

Rios

31/01/2011 - 16h41

Existem milhares de espanhois "gente boa", mas assim como a Inglaterra a Espanha ainda se acha um império!!! uma vergonha!!!

Responder

Luca K

31/01/2011 - 15h41

A Luciana abaixo está certa. Ótimo post, Luciana. A Espanha, a Itália e outros países são usados como porta de entrada para imigração ILEGAL na Europa. O caso da pesquisadora em questão foi certamente um grave erro, outros ocorreram antes e mais está por vir. A Luciana está certa tb sobre a grande quantidade de brasileiros entrando ilegalmente na Europa e tb nos EUA. Tenho um primo q fez isso, foi como turista e foi ficando… se for pego vai ser deportado mesmo e não pode chorar não… e não tem nada a ver com ser latino, negro, etc..
O primo em questão gosta muito da Espanha e de Barcelona. Fez amizades e namorou um bom tempo com uma espanhola. Então vejam, cada caso é um caso…
Há um problema sério na Europa e ainda muito mais grave nos EUA com relação à imigração ilegal. Os problemas econômicos, demográficos e o choque cultural são reais. Os EUA, EM GRAVE CRISE econômica e com o desemprego REAL acima de 20%, recebem cerca de 2 milhões de imigrantes todos os anos, metades dos quais ILEGAIS. É o estadunidense médio e mais ainda o pobre que paga o pato. Negros e americanos de origem mexicana e latina e brancos pobres são forçados a concorrer por trabalho com ilegais q trabalham por qualquer coisa.

Responder

Maira

31/01/2011 - 16h33

Moro na Europa desde 2007 e só vi este tipo de palhaçada acontecer na Espanha e no Reino Unido. Já entrei pela França, Portugal, Alemanha e Suíça e nunca tive problemas. Assim, sou completamente a favor de um boicote a estes países – boicote este que já faço, aliás! Nós não precisamos deles!

Responder

    Elton

    31/01/2011 - 17h07

    Eu disse quase a mesma coisa mais abaixo e teve gente que ficou brava! É isso mesmo!

Luci

31/01/2011 - 16h26

Mais um caso para aumentar a estatística que aponta o número de brasileiros tratados lá no aeroporto da Espanha como sub cidadãos? Realmente é um tratamento desumano, cruel e não condiz com o conceito humanístico de mundo moderno onde todas as pessoas devem ser tratadas como cidadãs do mundo. Porque este tratamento de "estrangeiro" = deportação. É violência o que a pesquisadora Denise Severo relata, o que assusta é a reiteração do fato.

Responder

Maribondo

31/01/2011 - 16h22

Absurdo. Todo e qualquer tipo de preconceito deve ser combatido! Mas não nos esqueçamos que isto existe em toda a parte. Temos, por exemplo, o preconceito contra os nordestinos no sul maravilha, a exploração de bolivianos em SP, a discriminação de paraguaios, peruanos e bolivianos na Argentina, e por aí vai.

Responder

juarez campos

31/01/2011 - 16h07

Entendo que os brasileiros devem boicotar a tal da Espanha facista. País de terceiro mundo. Se fosse comigo metia fogo na embaixada da Espanha no Brasil, fazia greve em frente a emabixada do idiotas e entrava com uma ação de ressarcimento de danos morais conta eles em qualquerr tribunal que fosse competente. O Brasil devia era cortar relações com estes chinfrins.

Responder

    El Cid

    31/01/2011 - 20h52

    calma Juarez… q tal atacá-los pelo bolso ??

Fabiano Araujo

31/01/2011 - 16h04

Algumas medidas retaliativas podem ser tomadas sem cairmos no irrealismo político:
1- Boicotar o Banco Santander, fechando contas nele e/ou usando seus serviços o mínimo possível.
2- Não usar os serviços da Telefônica e/ou da Vivo porque são péssimos e extremamente caros. Exemplo, a Lufthansa mudou sua central de reservas de São Paulo para o exterior por causa das altas tarifas cobradas.
3- Não fazer turismo na Espanha. O setor turístico espanhol precisa desesperadamente aumentar suas receitas este ano para tornar-se lucrativo novamente.
Quanto a polícia espanhola trata-se de uma polícia estruturada no período franquista, portanto possui comportamento fascista. Aliás, uma parte da elite da Espanha é herdeira do fascismo franquista. Por exemplo: o ex- primeiro ministro José Aznar descende de uma familia, cujos membros estiveram implicados diretamente na repressão e morte de republicanos durante a guerra civil; o próprio rei Juan Carlos foi tuelado por Franco durante sua menoridade. Por analogia: o que pensar se a Alemanha hoje tivesse um Presidente que tivesse tido Hitler por tutor ?

Responder

Adenilze

31/01/2011 - 16h02

Depois dizem que o governo lula trouxe respeito e valor ao Brasil e brasileiros no exterior. O que vejo é que trouxe dupla nacionalidade para os seus e muito dinheiro para os bolsos deles todos

Responder

    Jairo_Beraldo

    31/01/2011 - 16h55

    Lula devolveu ao país o respeito devido, entre os mandatários. Mas como a espanha está falida, deve estar faltando grana para os debilóides da alfandega comprar o El País para se informarem melhor sobre quem é quem no mundo hoje.

    AntÇonio Manoel Góes

    31/01/2011 - 17h57

    Para lamentar que a Aldenize 'se ache' . Comentário estapafúrdio de pessoa desinformada e, por oportuno, também preconceituosa. É das tais que debitam a Lula e sua família todos os males do mundo. Poupe-nos, d. Aldenize!

    Silvio

    31/01/2011 - 17h58

    Adenilze:
    Você esta confundindo alhos com bugalhos. Lula quando deportarão brasileiros, ele pagou com a mesma moeda deportou espanhóis.Eles pararão se deportar.Agora voltarão ,provavelmente eles este pensando que o novo governo e fraco.Vão a levar um chega para lá, que não tem tamanho.

    Avelino

    31/01/2011 - 19h50

    Adenilze
    Ainda bem que voce ve(?) muitas coisas, continue nos informando, por favor.
    Saudações

    Renato Lira

    01/02/2011 - 23h52

    De duas uma.

    Ou este "comentário" da Adenilze é causado por desinformação pura e simples ou por oportunismo bobo para tentar cutucar o Lula. Mas, sejam quaisquer das duas opções, revela a total incapacidade intelectual da maioria dos que não gostam de Lula, e usam quaquer rabeirinha para dizer que "a culpa é do Lula".

    Pobreza de argumento. Oportunismo estéril.

Nathália de Tarso

31/01/2011 - 15h56

É só começar a mandar de volta um bando de espanhóis fedidos que aportam nas capitais do Nordeste no verão para fazer turismo sexual, gente que só vem atrás de sexo fácil e mais nada, mal trazem dinheiro, não são turistas que geram renda e pronto.

Responder

    Jairo_Beraldo

    31/01/2011 - 17h57

    Fizeram isso em Salvador há algum tempo atrás, mas o cartel dos resorts nordestinos fizeram um barulho danado. Daí falou mais alto os euro$ destes desqualificados.

Henrique

31/01/2011 - 15h53

E ai o nosso antigo presidente sociologo privatiza o setor de telefonia e quem leva? Pois é! Isso sim é que humilhar o nosso povo.

Responder

    Jairo_Beraldo

    31/01/2011 - 17h58

    Na Bahia também mandam…e ainda queriam trazer pra cá cerca de 20 mil desempregados espanhóis com o argumento que falta mão de obra na telefonia no país.

socram pb

31/01/2011 - 15h46

O Brasil DEVE aplicar o princípio da recipricidade. Para cada brasileiro deportado injustamente que se deporte um espanhol da mesmo forma. Qualquer um, esteja o sujeito a turismo ou a trabalho.

Responder

Sebastian Archer

31/01/2011 - 15h43

O governo brasileiro deve ser menos passivo nestes casos. Creio que uma nota explicitando a posição e algumas medidas claras nos organismos internacionais seja pouco, mas já demonstraria a justificativa de mantermos uma embaixada e consulados nesta Espanha em crise.

Responder

Jorge

31/01/2011 - 15h43

Alerta ao viajantes brasileiros em geral, destino Europa.

"Em suas viagens para a Europa, façam uma opção séria; comece as viagens desembarcando por Amsterdam – Holanda ou Paris – França, duas portas de frente daquele continente. Quem preferir o porta dos fundos ou acesso pelo esgoto, optem por Madri – Espanha via Barajas."

Responder

Evaristo

31/01/2011 - 15h35

a Espanha tem várias empresas no Brasil como a Telefônica, OHL, CAF, Santander entre outras. É preciso ser recíproco com os espanhóis, se eles tratam os brasileiros assim, vamos dar o mesmo tratamento aos espanhóis que vem ao Brasil e boicotar as suas empresas que estão instaladas assim. Principalmente a Telefônica que presta um serviço deplorável ao povo brasileiro e cobra uma fortuna. Chegamos ao limite e devemos dar o troco. Afinal, levas de europeus em condições miseráveis fugiram do continente e tiveram amparo no Brasil. Não é justo tratarem os brasileiros dessa forma.

Responder

Maria S. Magnoni

31/01/2011 - 15h19

Em que pese todos os argumentos, crise, imigrantes ilegais e etc. a Espanha não tem o direito de fazer isso com nenhum estrangeiro, muito menos se esse estrangeiro tenha apresentando todas as condições legais para simplesmente fazer turismo no país, como é o caso dessa moça. Não gosto de revanchismos, mas no caso da Espanha já passou da hora do Itamaraty tomar uma posição firme e ainda agir em conjunto com a polícia federal brasileira; para cada brasileiro expulso, 2 espanhóis expulsos! Aí eu quero ver? Como é que eles vão fazer com a turminha que eles enviam pra trabalhar nas porcarias de empresas espanholas que há por aqui? Agora, por exemplo, no carnaval, seria um ótimo momento de trocarmos 1 por 2. Mas duvido, o lobby hoteleiro, de negócios de turismo, vai deixar?

Responder

Fernando

31/01/2011 - 15h17

Europa fascista.

É pra brasileiro aprender também, ao invés de fazer turismo e estudar no exterior fique por aqui, temos ótimas universidades federais para pesquisa e belos locais para passar férias.

Nunca que vou tirar passaporte, jamais deixarei este solo por um segundo sequer.

Responder

Ricardo J.F.A

31/01/2011 - 15h13

Está na hora de deportar os muitos espanhois que entraram aqui com passaporte de turista e estão até hoje irregularmente em território nacional. Respeito eu gosto e exijo, se eles não nos respeitam,que tenham o mesmo tratamento em meu país. Para fora deste país e imediatamente.

Responder

    Antonio

    02/02/2011 - 16h52

    Mais… então vc é contra os emigrantes ilegais? isso não é xenofobia? vc sabe que a maioria dos que estamos aqui repudiamos as atitudes que os malucos da guardia civil toman nos aeroportos?
    Existe varios paises, o Brasil entre eles mais um só planeta e eu estou no meu.

Gerson Carneiro

31/01/2011 - 15h04

É por isso que eu só viajo para o exterior da Bahia aqui mesmo no Brasil. Há muito tempo deportei a Espanha dos meus planos.

Agora… não é o caso mas, que tem muita gente besta que vai pra Europa, apanha lá, e volta metendo o pau no Brasil… ah isso tem.

Tenho uma colega de trabalho que foi justamente para Madri. Voltou se derretendo "ah, as pessoas lá dormem nos bancos das praças. Vi um homem dormindo no banco da praça com a filhinha dele. Que lindo!"

Engraçado: nego vai à Bahia, vê pessoas dormindo no banco da praça, e volta chamando de… preguiçosos.

Responder

Lukierou

31/01/2011 - 14h02

Lei a reclamação, e o erro que encontrei foi que. a qualquer pais que vc vai, tem que ter toda a documentação completa como e exigida inter-nacionalmente, . Acredito que o maior problema e que ela teria que ter uma carta reposta do HOTEL confirmando que era reservado POR DUAS PESSOAS, (ela disse que estava a nome de outra) Tinha que ter esta prova cópias das reservas PARA DUAS PESSOAS E NOMES DAS MESMAS. O QUE ELA NÃO TINHA NO MOMENTO. Não adianta também culpar as autoridades, pois aqui no Brasil é igual.

Responder

Marcos Luiz

31/01/2011 - 15h00

Olho por olho, dente por dente. O brasileiro tem que ter vergonha na cara e dignidade. Quando esse gringos desembarcarem por aqui tem que ser tratados da mesma forma que eles tratam os brasileiros lá. Simples assim.

Responder

Ivan Arruda

31/01/2011 - 14h55

E eu, como todo bom colonizado, sempre apregoando a necessidade de pertencermos ao primeiro mundo. Por imaginar serem seus habitantes e autoridades, mais urbanos e civilizados. Os piratas históricos continuam predando e tratando mal seus explorados.

Responder

Luis Armidoro

31/01/2011 - 14h34

Caros Azenha e amigos do blog:

E lemos no PiG do domingo passado (FSP, 23.01.2011) que a espanha quer desovar seus desempregados por aqui (com a ajuda do nosso CREA). Sinceramente, que pulem no mar e, se quiserem, que venham nadando. Sou engenheiro civil, e nossas faculdades sãomuito melhores que as deles, para importarmos este tipo de mão de obra

Responder

ratusnatus

31/01/2011 - 14h03

Amigo preto, porque continuas a ir a Espanha? Você não é bem vindo por lá!
Porque não colaborar com sua pesquisa com outras sociedades. Existem inúmeras.

Se vc é preto, vá para a França ou Portugal e pegue um trem pra Espanha depois. Desculpe mas todo mundo já sabe disso.
É chato, injusto? É mas vc quer ser deportado?

Responder

Silvio

31/01/2011 - 14h01

Tem-se que reagir a altura. Parece-me que eles querem saber si este governo, tem o mesmo pulso, que o governo anterior. Já no governo de Lula, se pagou na mesma moeda, se começou a mandar espanhóis de volta, da mesma forma que eles procediam. Tem-se que fazer um movimento ante o Itamarati, ante a Presidência para que isto não fique por isso mesmo. Iria mais longe, retomaria as Telefônicas espanholas, e o Banco Santander. Isto porque eles estão subsistindo com o dinheiro que elas mandam para a matriz, desde aqui Brasil.:

Responder

waleria

31/01/2011 - 14h00

Conheço toda a Europa, menos Espanha e Portugal.

Morei em Paris, dei con sultoria para empresas francesas e da Africa do Norte.

E pretendo continuar não conhecendo a Espanha.

Responder

Aline C Pavia

31/01/2011 - 13h54

Denise, sua bagagem não foi extraviada, foi apreendida. É como se fosse mercadoria ilegal. Não pode ser descartada, despachada nem devolvida.

O carimbo no seu passaporte é de deportada mesmo. Vc não conseguirá entrar na Espanha – nem provavelmente em nenhum outro país da UE – pelos próximos 5 anos.

Quando voltei da Espanha em março passado, havia 4 deportados no meu voo. 2 prostitutas, um rapaz franco-argelino e um negro que passou o voo inteiro dormindo, parecia dopado. Esse negro me lembrou muito aqueles "aviões" do tráfico e fiquei até com medo de que tivesse estourado uma cápsula de cocaína no estômago dele. Esquálido, em molambos.

A situação é constrangedora, pq na hora do desembarque eles são escoltados pela Polícia Federal e são jogados de volta ao Brasil com uma mão na frente e outra atrás. Soube que até dinheiro é recolhido, só ficam os documentos, o passaporte e a roupa do corpo.

Responder

geraldo de carvalho

31/01/2011 - 13h54

como foi na espanha podemos dizer com tds as letras q foi racismo (pq foi msm) agora se é no brasil, ia aparecer aquela turma p dizer q aqui não tem racismo e q a moça foi discriminada pq é pobre.

Responder

ZePovinho

31/01/2011 - 13h45

Não esquentem.A Espanha está atolada em dívidas.Quando forem cobradas,o governo deles vai impor um ajuste fiscal que vai jogar no olho da rua milhões deles.Aí eles virão em massa para o Brasil.Nesse momento,fçamaos pressão para que o governo brasileiro os barrem por falta de emprego fixo no país deles.

Responder

reciprocidadedasilva

31/01/2011 - 12h30

O MRE devia era pegar um desempregados de lá que chegam aqui e tratar da mesma maneira.

Responder

Elton

31/01/2011 - 13h26

Aos brasileiros que pretendem ir para a Europa, EVITEM entrar via Espanha e Inglaterra. Há caminhos bem menos problemáticos, pois você que quer estudar, trabalhar ou simplesmente conhecer pode sim ser deportado com muito mais facilidade se entrar por um destes dois países.

Responder

    Luís

    31/01/2011 - 14h28

    Além da Espanha e da Inglaterra, acrescente Itália e Portugal.

    socram pb

    31/01/2011 - 15h43

    Então por onde entrar ? Quais são menos problemáticos ?
    Eu tenho impressão que Alemanha, França, Bélgica, Holanda e talvez Portugal, estou certo ?

    Arthur Schieck

    31/01/2011 - 16h53

    Discordo quanto a Inglaterra. Se você quer entrar na Europa pra ficar por lá (nada contra) de fato a Inglaterra não é o melhor caminho, mas se tiver tudo OK me parece um bom lugar para se chegar. A Itália por sua vez é um horror parecido com a Espanha. Lá eles são racistas mesmo.
    O problema da Inglaterra é depois de desembarcar. Tudo é excessivamente caro.
    Posso estar enganado, mas achei o povo inglês o menos racista da Europa.

    Elton

    31/01/2011 - 18h02

    Eu me baseio em experiências pessoais e de amigos. E há outros relatos parecidos com o meu aqui, leia por favor.

    Pedro Germano Leal

    01/02/2011 - 01h12

    Tenho grandes amigos espanhóis. Irmãos, mesmo. Mas devo concordar que há algo de errado na Espanha – enquanto Estado, e contra cidadãos brasileiros.
    Eu vivo no Reino Unido (mais precisamente na Escócia) e por ir daqui pra lá nunca criaram caso comigo, mas já vi concidadãos serem mal-tratados. Enquanto eu falei inglês fui tratado como um lorde. No momento que passei a responder as perguntas da imigração em Espanhol (que falo bem), houve certa rispidez – absolutamente desnecessária (já que além dos recursos, eu fui convidado para dar uma palestra na Espanha, por Espanhois, com toda a documentação disponível). É preconceito, sim.

    Sobre a Inglaterra, com todos os problemas que tem, eu preciso dizer: é dos países que mais respeita o estrangeiro de qualquer origem. É simplesmente inconcebível fazer piadas com a origem étnica de qualquer um aqui. Ninguém aceita esse tipo de tratamento.
    Da primeira vez que vim, houve algum questionamento, mas devo dizer que JAMAIS qualquer visita minha vinda do Brasil teve qualquer problema, e nem mesmo eu tive problemas depois. Fui mais interrogado em Portugal (onde estava para uma escala, e decidi sair do aeroporto porque ia demorar) do que no Reino Unido.

    Existe uma política de Estado da Espanha contra cidadãos brasileiros, e o Itamaraty precisa se pronunciar. Já não é a primeira vez que isso ocorre.

Elton

31/01/2011 - 13h24

É só barrar as dezenas de espanhóis que vêm aqui fazer turismo sexual. tem de ser RECÍPROCO!!! O Brasil não precisa desse tipo de gente.

Responder

    Augusto

    31/01/2011 - 14h55

    Cara, no Brasil não precisa nem de passaporte para entrar, quanto mais dar tratamento recíproco… No centro de São Paulo, esá cheio de africanos, chineses, coreanos, bolivianos e mais o diabo, todos sem documento, sem emprego, sem dinheiro no bolso, sem nada, e as atuoridades não fazem nada… O Brasil é uma zona mesmo!!! Então, se é uma zona, por que fechá-la???? Hahahaha!!!

    Elton

    31/01/2011 - 18h03

    É de brasileiros como você que NÃO PRECISAMOS..

    El Cid

    31/01/2011 - 21h20

    endosso, Elton !!

    Pedro Germano Leal

    01/02/2011 - 01h13

    Quem precisa ser fechado, atrás das grades, é fascista.

    Gerson Carneiro

    31/01/2011 - 15h11

    Italianos são até mais que espanhois.

    Em qualquer capital do Nordeste é fácil constatar grupos de homens velhos italianos, normalmente andam em grupo de seis. Claramente escrito na testa dos caras "vim fornicar". Não me espanta o comportamento de Dom Berlusconi. Parece que a safadeza tá no sangue daquela raça (peço desculpas aos italianos desprovidos desse gene).

    Elton

    31/01/2011 - 18h06

    Já vi também grupos de portugueses fazendo isso no Nordeste.

Luciana

31/01/2011 - 13h23

Creio que não dá p/ generalizar, dizendo que todos os espanhóis são metidos a besta, etc. Posso assegurar que nem todos são assim, o problema são mesmo dos que trabalham na Polícia.
Morei de junho a dezembro de 2009 na Espanha, a fim de pesquisar para meu doutorado, então tinha bolsa sanduíche da Capes. P/ entrar, não tive grandes problemas, apesar do fato deles fazerem perguntas do tipo: "qual era o tema da tua pesquisa" ou "onde tu vai morar". Não me perguntaram quanto de dinheiro eu tinha, nem me revistaram, mas desde o início eu disse que estava com bolsa e tinha como sobreviver nos próximos meses. Eu tava morrendo de medo, porque muitos casos de deportação estavam na mídia brasileira na época, e, principalmente, por eu ser mulher [por causa do tráfico de mulheres p/ prostituição] Os caras são mesmo arrogantes e depois ainda tive de ir umas 3 ou 4 vezes na polícia local p/ renovar o visto e foi uma burocracia sem tamanho e o tratamento dado aos que estavam na fila há horas no sol era a pior possível. Na segunda vez que fui, estava com uma sacola de supermercado com biscoito dentro e o cara, querendo ser engraçadinho, perguntou se era uma bomba. Sendo que fazia 1 semana que o ETA tinha matado um policial num atentado, foi a brincadeira mas sem graça que já ouvi…
Por outro lado, acho que os brasileiros em geral acabam pagando pelos que entraram na Espanha com outras intenções… A maioria dos brasileiros que conheci lá são ilegais. Se sabe que muitas jovens entram p/ ganharem em euros p/ serem prostitutas, sem falar nas várias quadrilhas de falsificadores de documentos que são noticiados sempre pelos meios de lá. Sempre tem algum brasileiro metido nessas coisas. O desemprego já chega a 20% na Espanha e, os espanhóis sabendo disso e achando que muitos estrangeiros pegam os empregos deles [o que não é verdade, porque espanhol não pega subemprego como os estrangeiros], acaba sendo pior. O relatado aí em cima é bem diferente disso; a pesquisadora estava indo de férias com uma amiga, portanto de forma legal e com todos os documentos. O problema é que a maioria dos ilegais entra dizendo que vai de férias também e fica mais que os 3 meses. Infelizmente, me parece que ela pagou por todos aqueles que eles deixaram escapar – pelo que, provavelmente, são cobrados pelos superiores.
Diferentemente da autora do texto, não penso que o preconceito maior seja contra latinos e negros. Ou pelo menos, não somente contra eles. Na Espanha, o maior preconceito que encontrei foi contra os "rumanos" [romenos, mas não só romenos, mas búlgaros e húngaros também; existe grande migração desse povo do leste europeu] e os "chinos" [chineses, que normalmente são conhecidos por lá por terem lojas tipo 1,99 sujas e com produtos fora do prazo de validade]
Realmente, a deportação de uma pesquisadora em férias não tem explicação. Infelizmente, é só um dos diversos casos que sabemos de gente que passa por essa humilhação. Tá mais que na hora do governo brasileiro agir de forma mais contundente.

Responder

    Leider_Lincoln

    31/01/2011 - 15h28

    Como não dá para generalizar,minha filha? Este não é nem o primeiro nem o décimo depoimento no mesmo sentido que leio. Em que precisamos dos malditos espanhóis? Temos sim de começar a escurraçá-los daqui, pelo princípio constitucional da reciprocidade. Se eles acham que qualquer " no blanke" é imigrante ilegal e deve ser tratado como cachorro, que expulsemos qualquer homem solteiro que entrar aqui, como turista sexual em potencial. Qual dos dois países está em crise e precisa mais de turistas? Qual doa dois países perderia mais?
    Não tem dessa não. Dá para generalizar sim e é isso que deve ser feito.

    Emilio GF

    31/01/2011 - 16h29

    Você deve ser branca, não é Luciana? Por isso foi bem tratada.
    Sou 50% descendente de espanhóis (Ocaña, Gallardo, Rios e Mattos), conheci muitos na Moóca da minha infância e posso afirmar – espanhóis são grossos, arrogantes, mal-educados, racistas, prepotentes e metidos a besta.
    Alguns melhoraram um pouco por aqui. Deve ter sido trabalho dos irmãos Villas-Bôas.
    Agora eu aconselho a todos – NÃO VIAJEM À ESPANHA! Não dêem grana para esses caras.
    Se acontecesse um treco desses comigo, ficaria 1 mês jogando lixo em todos que entrassem no consulado espanhol.
    Não falei. Esses 50% são uma desgraça…

    dukrai

    31/01/2011 - 17h29

    Pelo visto o preconceito não é só de espanhóis ou da polícia espanhola. Vc afirma que a maioria dos brasileiros que conhece são ilegais. Vc deixa a generalização e o preconceito implícitos. Vc pede documentos a todo mundo que conhece? Quantos brasileiros nesta situação vc conhece, 10, 20? Além do que sempre tem brasileiro metido em falsificação de passaportes e prostituição. Vc sabe porque falsificam tantos passaportes brasileiros? É o preferido porque o falso brasileiro pode ser preto, branco, japa ou aborígene. Aqui sempre foi o destino dos enjeitados do mundo e tem aquele Cristo de braços abertos virado para o velho mundo e a velha Espanha, que tem uma política e uma polícia que faz umas cachorradas dessas e tem vc para relativizar.
    Uma última pergunta, vc sabe porque tem tanta prostituta brasileira na Espanha?
    Se vc não sabe não devia repetir essas idiotices que a mídia de lá e daqui publicam.

    Pedro Germano Leal

    01/02/2011 - 01h21

    Mais um deslumbra com seus "seis meses 'morando' na Europa". Isso daí não te dá o status nem de residente. Você não é melhor, em nada, do que a Denise que foi extraditada. Não é menos cidadã e menos digna que ela, até que se prove o contrário.
    É absolutamente grosseiro ver uma pessoa supostamente educada promovendo tanto preconceito, sobretudo contra a população brasileira.
    Se você é pesquisadora, faça uma conta simples: descubra quantos brasileiros vão a Espanha e quantos deles tem perfil de prostitutos. Daí você vai ter uma idéia mínima do que está falando.
    Generalizações primárias como a sua podem levar a argumentos como: "tem gente que não tem o que dizer, e gosta de se exibir dizendo que "morou na Europa", ou que "estudou na Europa", quando, na verdade, não foi avaliada por uma instituição européia e sim usou a grana da CAPES para passear na Espanha e 'pagar de metropolitana'".

    Nada pior do que a síndrome do vira-lata.

drikared

31/01/2011 - 13h19

Enquanto o Brasil não tratar estes imbecis do mesmo jeito, a ficha não cai.
É preciso sentir na pele para ver o quanto isso é ruim. Se a cada 10 espanhóis que vierem ao Brasil, uns 8 forem devolvidos com o devido "chute na bunda", as coisas mudam.

Responder

Zé Brasil

31/01/2011 - 13h09

Lamento o ocorrido. É por estas e por outras notícias de arbitrariedades desta natureza que gosto muito da espanha. Explico: gosto muito de passar em seu espaço aéreo dirigindo-me a França, Itália, Grécia,Tchecoeslováquia, Aústria e outros tantos países europeus amigáveis e olhar para baixo é dizer: só por muito azar meu, numa pane técnica da aeronove, eu seria obrigado a colocar meus pés naquele lugar.
Por vontade própria, nunca!

Responder

mucio

31/01/2011 - 13h06

Denise Severo você fala em latinos e negros. Estou interessado em sua situação como brasileira, assim sendo tomando partido seu, quero saber se você foi deportada por que é negra e/ou brasileira? Por ser brasileira você já pode contar comigo, se for negra tambem e isto é mais um agravante para os espanhois, por isto a pergunta, pois que desprezo racistas sejam pretos ou brancos. Agora quanto a latinos pra mim não significa nada, pois que sou é brasileiro algo que esta muito acima disto. Tratamento desumano é e será sempre bestialidade

Responder

    nms

    31/01/2011 - 13h53

    Senhor, se ela é brasileira, obviamente ela é latina-americana. Nesse sentido. A discriminação é enquanto latino, não importando se brasileira, argentina ou paraguaia. Eles, os europeus, discriminam o latino. Na maior parte dos casos, sequer sabem distinguir o brasileiro de outro latino. Como nós fazemos com os coreanos, capicci?

elcs

31/01/2011 - 13h06

Faça uma campanha contra a Espanha, contra seus produtos, contra suas empresas, contra seu turismo. E Torça pra outros façam o mesmo. Os brasileiros são muito tolerantes, muito pacatos, isso é o nosso maior problema. Grite na internet, já que ninguém vai ouvir noutro lugar. O fato de a Espanha estar quase falida não faz tanta diferença, pq quanto maior a crise, maior será a xenofobia. Na Itália é assim também, se não for pior.

Responder

    Luís

    31/01/2011 - 14h52

    "Faça uma campanha contra a Espanha, contra seus produtos, contra suas empresas, contra seu turismo."

    Boa.

    Como disse um comentarista abaixo, vamos começar a boicotar às empresas espanholas:

    * Fechar contas do Santander, Real, BBV.
    * Quem conseguir, trocar o Speedy pelo Virtua ou GVT. Fazer a mesma coisa com a Telecómica.
    * Pra quem gosta dessas modernidades modernosas, não comprar celulares, smartphones, nem rede 3G da Vivo.
    * Pra quem tem carro, não comprar produtos da Repsol.
    * Não solicitar serviços da MAPFRE.

    Essas são algumas empresas espanholas que eu me lembrei agora. Quem puder, pode complementar a lista.

    El Cid

    31/01/2011 - 20h38

    http://www.camaraespanhola.org.br/net/eer/

    … eis a relação de empresas espanholas no Brasil, que estão neste site acima !!

Chico Doido

31/01/2011 - 13h03

Deviamos propor uma campanha de boicote a Espanha , espalhar esta idéia em site de toda a américa latina.Não viajar a passeio e nem para estudo ou pesquisas.
Já que somos tratados desta manerira por sermos latinos ou negros isso sognifica que nosso dinheiro não é importante para eles e olha que eles estão quebrados e mesmo assim não perdem a empáfia. Que se danem então .
Vamos dar valor ao que temos em nosso continente , pelo menos aqui no cone sul somos bem tratado e respeitados , tenho certeza que o dinheiro de nossos turistas é bem recebidos por nossos hermanos.

Responder

    Klaus Balogh

    31/01/2011 - 15h27

    E como é!!!! A Argentina está cheia de brasileiros!! Você tá certíssimo! Temos que olhar melhor para quem está ao nosso lado. Peru, Colômbia, Venezuela (caribe), Chile são ótimos destinos para turismo!

edv

31/01/2011 - 12h59

"É que" eles são donos da TelefÓnica, da Vivo e do Banespa/Real/Santander, de imóveis no litoral do nordeste e do sul e tem "parentes" que, enquanto foram poderosos no Brasil, facilitaram as coisas…
E que estão combatendo "escravidão branca", "deportando" pesquisadoras, mas não prendem os bandidos nacionais que a exploram ou as drogas nas Ilhas Baleares…
Ou será que não gostam de sermos os "não hispânicos" da AL?
Precisamos tomar cuidado, se não eles podem tentar rever Tordesilhas!
É um absurdo acintoso que, no minimo, precisa ter uma reciprocidade bem divulgada aqui na nossa imigração.

Responder

Pedro Pinheiro

31/01/2011 - 12h56

Todo ano são centenas de casos, e o governo brasileiro é omisso, frouxo. Já é hora de medidas duras contra o país, desde que não penalizem os viajantes espanhóis para cá. Acho que, neste caso, a adoção do princípio da reciprocidade seria contraproducente e não despertaria a simpatia da opinião pública espanhola.

Responder

    mucio

    31/01/2011 - 17h34

    Não seja covarde rapaz. Dane-se a opinião pública espanhola e os espanhois. Simpatia é coisa que os espanhois não tem para com os brasileiros, o que temos de fazer é mandar os caras de volta quando vierem ao Brasil. Até outro dia eram uns mortos de fome da peninsula Ibérica, resgatados da miséria pela UE mas que agora estão retornando a condição de favelados da Europa com a atual crise economica europeia. São a bola da vez pra quebrar após Irlanda. Espero poder ver mais vídeos da Polícia Federal mandando-os retornar dos nossos aeroportos, como vi recentimente no Youtube.

    Yes we créu !!!

    01/02/2011 - 19h38

    Hmmmm… morro de medo do que os espanhois possam pensar de mim ou dos meus compatriotas.

Sergio Alexandre

31/01/2011 - 12h54

Acho que até deveríamos começar uma campanha para que os brasileiros não viagem mais para a Espanha, principalmente a turismo. Acho um desplante a forma como a polícia espanhola trata os brasileiros e hispanicos sul americanos em seus aeroportos, com ampla complacência dos dois últimos governos. Um país que povou o mundo de imigrantes na Argentina, Peru, Colombia, Uruguai, Venezuela, Equador, México, Brasil e Estados Undios em sua época de fome e pobreza e que mais imigrantes ainda produziu na Guerra Civil Espanhola de 1936 a 1939. Parece que embora Franco tenha falecido há um bom tempo, o franquismo está vivo, bem vivo, em terras de Espanha.

Responder

Fabio_Passos

31/01/2011 - 12h41

Como podemos protestar contra estes racistas canalhas?
filhotes de franco!
E ainda aceitamos que transnacionais da espanha explorem o Brasil prestando umas porcarias de serviços caros.

Responder

    Gerson Carneiro

    31/01/2011 - 15h06

    Como podemos protestar?
    Resposta: não indo pra lá.
    Gaste seu dinheiro em outro lugar. Na Bahia, por exemplo.

    El Cid

    31/01/2011 - 20h32

    boa pedida, Gersão! minha lua de mel vai ser aí !!

    Gerson Carneiro

    31/01/2011 - 22h27

    se puderes ir até Mangue Seco (divisa Bahia\Sergipe) tu vais se sentir dentro de um romance do Jorge Amado.

Marcelo Rodrigues

31/01/2011 - 12h41

A embaixada foi ótima? Não foi, não. Foi péssima e não quis trabalhar. Eles poderiam ter tentado – e não o fizeram – entrar com pedido de habeas corpus, fazer pressão diplomática, denunciar os policiais à justiça, notificar o governo espanhol, recomendar ao Itamarati que institua tratamento semelhante aos espanhóis em terras brasileiras, dar uma sapatada no Zapatero, dar um peteleco na orelha do rei etc.

Responder

    Haroldo

    31/01/2011 - 23h00

    Fio, ela ganha dinheiro do governo, acha que ia ter coragem de criticá-lo? Que nada, foram "ótimos".

perplexa

31/01/2011 - 11h38

Enquanto isso, com o aval de várias secretarias da educação do Brasil, o Instituto Cervantes e o Santander vão abocanhando impunemente o grande filão que surge com o ensino de espanhol nas escolas públicas brasileiras. Afinal, quem melhor do que essa turma para educar os jovens brasileiros segundo os parâmetros educacionais do MEC e promover a integração linguística do Mercosul, não é mesmo?

Responder

Jairo_Beraldo

31/01/2011 - 12h25

Mas a Espanha de Zapatero, Fernando Alonso da FERRARI, não está literalmente FALIDA?

Responder

    Elton

    31/01/2011 - 13h22

    É poirta de entrada para a Europa, eles se "vêem" como polícia da União Européia e são nojentos, todo mundo sabe disso. Está falida mas é aquela coisa de "centro cultural'. As universidades aceitam, a imigração não aceita…

    Osmar

    31/01/2011 - 21h20

    Está falidissima.
    conheço um engenheiro de lá que teve que virar guarda-costas porque a construtora faliu e não tem emprego por lá.
    Mas a arrogância, ele não perdem.
    Estão todos na falência para continuam se achando o máximo.
    Gente sem humildade vai pro buraco.
    Espero que um dia eles se toquem e vejam que a arrogância não leva a nada.

Ney Henrique

31/01/2011 - 12h21

é um absurdo. Povo metido a besta do cacete … morei junto com uma espanhola aqui alemanha. Jesus … que bicho arrogante.

Fui a Barcelo a trabalho e fiquei duas semanas lá … a cidade tem uma arquitetura fantastica … mas o povo metido a besta!

Povinho nojento mesmo!

Responder

    Elton

    31/01/2011 - 13h23

    Minha esposa morou lá um ano, em 2003, diz EXATAMENTE isso.

    geraldo de carvalho

    31/01/2011 - 13h51

    elton e nei, já li esse tipo de comentário em relação a barcelona em sites da espn brasil, o povo metendo o pau, deve ser assim msm como vcs comentam.

    Arthur Schieck

    31/01/2011 - 17h03

    Morei lá e não tiro uma vírgula do que foi dito. Não é só no futebol que Barcelona e Madrid travam duelos. Eles também lutam para serer o povo mais arrogante da Europa. Os catalães estão em ligeira vantagem.
    Parece que na Espanha, por incrível que pareça, quem se salva são os Bascos. Povo cordial!

    Felipe Ribeiro

    01/02/2011 - 13h02

    Os catalães lideram disparados em arrogância. Estou morando em Madri e não acho tanto. Mas os mais cordiais são os "andaluces". O pessoal do sul é muito alegre e simpático.

    francisco p. neto

    01/02/2011 - 19h50

    Pô Ney
    Ainda bem que vc deu "porrada".
    Disse o que eu gostaria de dizer e não deixaram.
    É meu caro!
    Experiência de vida.
    Até ontem eles estavam atolados no franquismo.
    Hoje estão na merda e estão se achando.

Brasileira

31/01/2011 - 12h09

E aí pessoal: oque faremos comesta barbaridade?

Responder

    Vandra

    31/01/2011 - 14h26

    Como o que fala mais alto é sempre o dinheiro, sugiro um boicote básico aos produtos espanhóis (azeite, azeitonas, vinhos etc), mas o principal é notificar aos seus produtores/ importadores o porquê do boicote. Quanto às empresas de telefonia, por ser difícil viver sem elas, sugiro apenas o envio maciço de emails protestando contra essa situação. O mesmo se aplica a outras empresas (Santander, p.ex), à embaixada daquele país e ao Itamaraty. Isso não causa prejuízo financeiro, mas incomoda e muito.

    Leider_Lincoln

    31/01/2011 - 15h30

    Boicote já: há muitas empresas espanholas aqui, precisando mesmo de umas boas represálias.

Deixe uma resposta