VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Na Coreia do Sul, a era da educação digital

03 de julho de 2011 às 22h35

Na escola digital, nenhuma tarefa deixada para trás

Do jornal sul coreano Korea Joongang Daily

June 30, 2011

Os estudantes [sul coreanos] gastam cada vez mais tempo de suas vidas online nos dias de hoje, jogando jogos ou interagindo com amigos (e estranhos). O próximo passo será um pouco menos divertido: fazer tarefa e estudar online.

O Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia disse ontem que vai investir 2,2 trilhões de won (U$ 2 bilhões) no projeto “Educação Inteligente”, que nos próximos quatro anos vai digitalizar a maior parte do sistema educacional, inclusive com a adoção de livros didáticos digitais.

“Os estudantes coreanos foram classificados em primeiro lugar em termos de educação digital entre os países desenvolvidos, de acordo com o Programa para Avaliação Internacional de Estudantes da OECD”, disse uma autoridade do Ministério da Educação. “É por isso que os estudantes coreanos, que já estão totalmente preparados para uma sociedade digital, precisam de uma mudança de paradigma na educação”.

Digitalizar os livros didáticos significa colocar o conteúdo online, para ser acessado por vários tipos de computador, especialmente os aparelhos móveis.

“Vamos trabalhar com o presidente do Conselho de Estratégia de Informatização para fazer os livros didáticos digitais. Eles serão acessados por computadores e aparelhos como o iPad, tablete Galaxy e pela TV inteligente”, disse a autoridade.

A mudança deverá transformar drasticamente o cenário nas escolas. Os estudantes não irão mais às classes com mochilas cheias de livros. Precisarão apenas de um aparelho, seja um smartphone ou tablete.

De acordo com a Comissão de Comunicações da Coreia [do Sul], o número de usuários de smartphones no país vai chegar a 20 milhões no final deste ano. O governo da cidade de Seul espera que os smart gadgets cheguem a 80% dos residentes da capital até 2015.

De acordo com o ministério da Educação, redes wireless  e um sistema de cloud computing serão instalados em todas as escolas até 2015. Todos os professores vão receber smart gadgets, o que exigirá até 1,2 trilhão de won do orçamento.

O cloud computing é um sistema no qual o software e os dados ficam guardados em um servidor e podem ser acessados por computadores e aparelhos móveis. Os estudantes poderão acessar livros didáticos e tarefas e arquivar seus relatórios e deveres de casa na “nuvem”.

O ministério disse que os livros digitais serão muito mais baratos que as versões impressas. Analistas dizem que a “educação inteligente” vai ajudar especialmente a grupos isolados de estudantes, inclusive os portadores de deficiências.

“Ao colocar tecnologia de última geração na educação, o setor será revitalizado, criando empregos também na indústria de IT”, disse a autoridade do Ministério da Educação.

By Yim Seung-hye [[email protected]]

PS do Viomundo: A Coreia do Sul é aquele país em que a população terá acesso, no ano que vem, a conexões de banda larga de 1 Gbps. Segundo a OECD, é o país em que o internauta paga em média 38 dólares mensais por uma conexão de 100 mbps. É o país que investiu 24 bilhões de dólares no backbone que conecta todas as instalações do governo e outras instituições públicas. Enquanto isso, num certo país tropical, é torcer para que a Telefonica coloque a soberania nacional e o interesse público acima do lucro [pausa para as gargalhadas].

 

100 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Economista: A terceira revolução industrial | Viomundo - O que você não vê na mídia

24/04/2012 - 19h55

[…] Filipinas estão a caminho, para se juntar a China, Índia e Japão. Enquanto os jovens japoneses e sul coreanos navegam em altíssimas velocidades, multiplicando exponecialmente em rede o seu potencial, os nossos […]

Responder

Simone

29/10/2011 - 12h38

A Era Digital é algo que se espalhou pelo mundo de forma rápida. Embora em alguns países muitos da população não tem acesso a computadores em seus lares, por isso foram criadas as casas especializadas para dar acesso a população mais carente ( Lan Hause). A Era digital aproximou continentes, porém deixou a população de certa forma alienada ao relacionamento interpessoal, que se dá no contato físico, o saber lidar com as diferenças de opiniões olho no olho, a geração de hoje tem acesso a muitas informações, mas não é boa ao lidar com seus relacionamentos. Seria importante para educação que houvesse acesso a informações, mas será que ela sanaria os problemas de relacionamentos interpessoais,das habilidades de lidar com outrem sem preder a compostura? apenas um comentário… quero deixar bem claro que faço uso do computador, e o vejo como uma ferramenta muito boa se utilizada com responsabilidade e coerência.

Responder

Luis Andrade

16/09/2011 - 18h15

Quando a educação do Brasil, vai atingir esse apogeu? Quando falam que a educação é para todos, e todas as crianças não estarão fora das escolas ? Isso é uma grande utopia, tem escolas no Brasil, onde alunos nunca olharam computadores e a informática ninguém nunca viu falar, onde esses equipamentos ficam obsoletos e quem manuseia geralmente são os gestores ou seus filhos a fazerem trabalhos acadêmicos, isso é vergonhoso, tem que acabar com esse dicassos na educação para um futuro melhor aí seremos um país de todos.

Responder

STF determina: Hora de pagar o piso aos professores | Viomundo - O que você não vê na mídia

24/08/2011 - 17h47

[…] Na Coreia do Sul, a era da educação digital […]

Responder

jr corvo9

05/07/2011 - 12h32

Independente da questão da universalização da banda larga e das besteiras que estão sendo feitas no Brasil em relação ao assunto, gostaria de chamar a atenção para os riscos de se tomar os modelos educacionais da Coréia do Sul, Japão e outros países como paradigma para a educação no Brasil. Não sou pedagogo, apenas um velho jornalista, mas não gostaria, sinceramente, de que meus netos vivessem num país em que a escola tivesse como modelo esses países, onde se preparam os alunos para uma competição acirrada e violenta no mercado de trabalho, e apenas isso. Aliás, os índices de suicídio entre alunos sul-coreanos e japoneses (além das inúmeras sequelas psicológicas geradas) dizem bem sobre a "eficácia" desses sistemas escolares. Educação, na minha concepção, é bem mais do que simplesmente preparar jovens para disputar uma vaga no mercado, como se fossem cavalos puro sangue em que governantes e pais apostam suas fichas.

Responder

O governo do PT quer nos roubar o futuro! | ESTADO ANARQUISTA

05/07/2011 - 07h46

[…] ganhou poder de barganha diante das empresas privadas. Ditou as regras com um porrete na mão: lá, segundo a OECD (Organização para a o Desenvolvimento e Cooperação Econômica) 100 mbps pelo…; aqui, 1mbps por 35 reais. Nossa vantagem é que temos a Anatel para garantir que o serviço será […]

Responder

O nosso dinheiro e o casaco de 29 reais | Viomundo - O que você não vê na mídia

05/07/2011 - 01h16

[…] ganhou poder de barganha diante das empresas privadas. Ditou as regras com um porrete na mão: lá, segundo a OECD (Organização para a o Desenvolvimento e Cooperação Econômica) 100 mbps pelo…; aqui, 1mbps por 35 reais. Nossa vantagem é que temos a Anatel para garantir que o serviço será […]

Responder

Na Coreia do Sul, a era da educação digital « Vox Et Opinio

05/07/2011 - 00h32

[…] VIOMUNDO Posted in: Geral ← O anonimato permanece importante LikeBe the first to like this […]

Responder

Leo V

04/07/2011 - 22h55

Enquanto isso…

Veja o nosso Aldo "Homer Simpson" Rebelo no twitter: https://twitter.com/#!/aldorebelo/status/87982783

Agora assistam o original, não a imitação: http://www.youtube.com/watch?v=iTR-xzA8xLk

Triste ver liderança política que se quer passar por esquerda com argumentos do Homer Simpson…

Responder

edmil

04/07/2011 - 21h40

BOA NOITE AZENHA!
Permita-me uma pergunta, EXISTE MINISTERIO PÚBLICO NO RJ?
DE UMA OLHADA NO BLOG DO GAROTINHO E TIRE SUAS CONCLUSOES!

Responder

Conservador316

04/07/2011 - 20h46

Vejam que coincidência. Todos os países mais desenvolvidos,democráticos, com ótima qualidade de vida, tem alta porcentagem de protestantes. E Tem história fundamentada no protestantismo.

E veja a Coréia do Sul, tem uma das mais alta porcentagem de protestantes.

Será porque que os países comunistas odeiam os protestantes?

Responder

    Leider_Lincoln

    04/07/2011 - 21h40

    A maioria da população coreana nem cristã é. E a maioria dos países "protestantes" da Europa hoje são ateus ou não religiosos. Em Cingapura, Taiwan, Japão certamente não há protestantes. Protestantes eram os africânderes, aquela gente tão bonitinha que tratava negros como animais. Protestante é a maioria da população de Uganda, por exemplo. E nos estados Unidos, a potência declinante, a maioria da população é sim protestante, como NÃO é protestante a China, a potência ascendente.

    damastor dagobé

    04/07/2011 - 22h39

    corroborando: a Noruega que tem o mais alto indice IDH do mundo, tem 70% de ateus…

    Conservador316

    06/07/2011 - 17h25

    Caro Damastor, mesmo que hoje a Noruega tenham altos indices de ATEUS, o passado protestante é que levaou a Noruega a ser o paíse que é hoje.

    Me diga quantos países com passado ateu, ou seja que a muito e muitos tempo tem um Estado ateu, é um pais desenvolvido?

    @_taw_

    04/07/2011 - 23h59

    Ou seja, alto índice de protestantismo atrasa o país??? isso é o que chamo de "neo-antissemitismo" [em termos culturais, e não étnico]…

    Quanto ao outro cara, deve ser protestante e tentou vender seu peixe. Normal.

    Quanto a educação… se não houver uma motivação, uma ação, profunda e intensa na educação brasileira, ficaremos sempre entre os últimos. Mas educação por aqui está muito longe de ser prioridade. Nenhum partido político que tomei conhecimento trata o tema educação com a importância merecida… o MEC é uma piada. Não leva a educação dos brasileiros a sério… tá muito mais preocupado com kit-gay…

    Se o Brasil não semeia agora, que está teoricamente indo bem economicamente… vai semear quando???

    Quando penso nesses temas, e nos gigantescos desafios que temos, é que fico sonhando que um dia os inteligentes esqueçam suas diferenças e lutem por uma causa dessa em articulações conjuntas.

    Sinceramente… odeio essa divisão direita x esquerda… em temas de interesse geral não deveria haver essa divisão… nos atrasa muito. As idéias deveriam ser mais livres dessas ideologias.

    Julio Silveira

    05/07/2011 - 10h25

    Parabéns Leider, gente metida a lições professorais sem qualificação tem que tomar bomba.

    Conservador316

    06/07/2011 - 17h24

    Caro Leider, mesmo que hoje tenham muitos ateus na europa, O QUE CONTA É O PASSADO.

    Ou seja, foram os protestantes que fizeram o que os EUA e a Europa são hoje.

    Thiago Dias

    05/07/2011 - 00h01

    Anda lendo mal o Max Weber, hein? Deve ter lido a tradução da Martin Claret!

    Jorge Nunes

    05/07/2011 - 06h32

    Acho que você deve se atualizar, a maioria das nações ricas tem altas porcentagens de ateus.

    Os EUA estão enfrentando problemas derivados de ideologia religiosa que os impedem de ter uma economia mais racional.

    A China e a Índia são nações que crescem nos campos econômicos e militares sem contar com protestantes. Protestantes esses que quando controlavam a Índia só fizeram miséria.

    M.S. Romares

    05/07/2011 - 11h41

    Fico impressionado como algumas pessoas usam a ignorância como método de análise. Antes de sair falando bobagens, sr, uma busca rápida e facil poderia economizar uma bom tanto de estupidez. Veja abaixo.

    "Em 2005, quase metade da população sul-coreana expressou que não tinha preferência religiosa.[78] Dos restantes, a maioria são cristãos e budistas; a população em 2010 era dividida em: 43,1% cristã (18,3% protestantes, 10,9% católicos e 13,9% de outras denominações cristãs) e 22,8% eram budistas[79].[80"

Fabio_Passos

04/07/2011 - 20h45

Invejável.
Não é difícil entender porque temos tanta dificuldade em superar o subdesenvolvimento.

Responder

alexandre de melo

04/07/2011 - 20h40

a coreia que na decada de 60 era uma merda pior que qualquer pais sulamericano, uma sociedade
feudal,( feudos hoje das familias donas das grandes empresas coreanas );miseravel mas que estava
perigando cair para o lado comunista,dai os eua ter doado para este paizinho, dinheiro, tecnologia acesso
ao seu mercado e tudo aquilo que era negado aos paises sulamericanos dominados por ditaduras pro
eua ,e que não tinham perigo para se tornarem comunistas.
a tal educaçao coreana é uma balela, quando os coreanos eram catadores de cocos e plantadores de
arroz a argentina ja tinha ganho 4 premios nobel com cientistas trabalhando na argentina e o pais platino
hoje esta muito atrazado em relaçao a coreia que mesmo com sua EXTRAODINARIA educaçao ainda nao
ganhou nobel.
esta outra balela ja descartada por muitos paise e comprovados por outro como a inglaterra é a de se dispor um computador por aluno.
o que precisamos é de uma escola de verdade com todos os equipamentos nao só computadores, professores
motivados, alunos concientes da necessidade de se formar; uma vez que nossa gente miscigenada, nao é tao concentrada em estudar como os orientais. isto vai fazer a diferença.

Responder

    damastor dagobé

    04/07/2011 - 22h25

    Tocou num tema nevralgico..premio nobel…o Brasil tem mais da metade da população da Ibero-america e quantos premios nobel????? 0 vezes nada..neris de pitibiriba…quantos tem a Argentina? e não somente em literatura com o Borges, mas tb em areas cientificas..a Colombia além do Gabo tem mais quantos? o Peru com o MVL, o Chile com a Gabriela Mistral e
    Pablo Neruda?? quantos mais? to citando de cabeça….e nós???? não dá o que pensar????

    Jorge Nunes

    05/07/2011 - 06h44

    No Brasil temos uma elite que não se importa muito com estudo ou pesquisa. Nos EUA os ricos até doam equipamentos para as universidades. Na Europa a elite faz doutorado.

    Aqui no Brasil famílias ricas que podem chegar com facilidade a doutorados ou pesquisas não fazem.

    Nos EUA e na Europa fizeram isso colocando imposto sobre fortuna assim fossam a próxima geração de herdeiros a estudarem para ter boas posições e empregos. Assim foi possível um Bill Gates e um Steve Jobs. E a quantidade bastante alta de premios nobeis que os EUA sustentam.

    Aqui no Brasil a mídia faz um estardalhaço quando o assunto é cobrar imposto de poupanças acima de R$ 100 mil e qualquer imposto sobre fortuna é coisa de comunista. Ou seja mantém dinheiro parado que não dá retorno nenhum mas pesa na dívida interna.

    Leis como as da Europa e EUA fariam as pesquisas e mentes se desenvolvessem muito no Brasil.

    Roberto S.

    05/07/2011 - 13h01

    Pelos erros gramaticais cometidos neste texto fica evidente que o problema é "nossa gente miscigenada" que "nao é tao concentrada em estudar como os orientais", não é mesmo? Qual seria a "solução final" para isto?
    O Chico Anysio tinha um personagem com um bordão que dizia : "a ignorância é que atravanca o progresso". A ignorância, a preguiça, o preconceito e todos os males que agem contra a evolução social estão nas mentes das pessoas e não em seu código genético. Qualquer pessoa com boa formação educacional, social e moral tem consciência disto.

Johnny

04/07/2011 - 20h26

O astrônomo Cliff Stoll disse certa vez: “Dado não é informação, informação não é conhecimento, conhecimento não é sabedoria”.

Responder

Rafael

04/07/2011 - 21h05

Se esses inbecis coreanos conseguem, então nós também conseguimos.

Responder

    Rafaela

    09/12/2011 - 23h58

    Será que o imbecil aí também consegue? Enquanto a China, Índia, Coréia estão avançando, os re(i)tardados preconceituosos só ficam na m… É por isso que nós continuamos nesta m… Odem e Progresso? Ou é desordem e regresso???

Guilherme Milani, SP

04/07/2011 - 19h13

Tá aqui o motivo pelo qual o Brasil nunca vai ter dinheiro para ações desse tipo:

"Câmara aprova aumento de salário para Kassab e secretários – O prefeito de São Paulo passará a receber
R$ 24.117, e os secretários R$ 19.294"
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/938750-cam

É por essas e por outras que vou me transformar num exímio SONEGADOR de impostos. Meu suado dinheirinho não vai mais alimentar esse bando de políticos trambiqueiros. Vou SONEGAR MESMO! E agora, com a aprovação da lei da impunidade, nem pra cadeia eu vou. Se é pra rir desse país, então serei mais um na platéia. Chega de ser o palhaço!

Responder

LIANA

04/07/2011 - 19h12

Para mim educação não precisa ser digital, quadro negro ou carvão. Educação é mais que colocar nas mentes um monte de conhecimentos. É ensinar a pensar e ter as próprias opiniões. Não conheço o sistema coreano mas me parece meio robótico, tipo formando os NOVOS ESCRAVOS DO SISTEMA. Vocês notaram que uma criança da foto já usa aquelas "LUVAS" para LER, sei não…

Responder

    strupicio

    04/07/2011 - 19h18

    pronto..entenderam o problema? nossos "mestres" também são analfabetos tecnologicos por isso são a linha de frente da resistencia à inclusão digital..aliás, para a maioria deles "inclusão digital" não passa de um tipo moderno de exame de prostata…

Antonio

04/07/2011 - 18h59

Telefónica não rima com soberania nacional. PSDB não rima com soberania nacional. Eletropaulo também não. Nas escolas de segundo grau do PSDB de São Paulo falta até salário decente para professor. Falta também aluno de ensino médio alfabetizado. A maioria se parece com o Se-erra: não sabem fazer conta de dividir, quiça escrever direito. Isso nem imaginar. Assim é a escola do chuchu, que está tremendamente assustado com o que fizeram com os salários dos professores, com o salário dos profissionais da saúde, com os alunos. Ele também deve estar assustado com os pedágios e com a corrupção no Governo de São Paulo. Esse chuchu deve ser semente – adormecido, esperando para nascer pé de chuchu, com plena consciência..

Responder

Adriana

04/07/2011 - 18h20

Estão se preparando para tirar nossos empregos!!.

Responder

    strupicio

    04/07/2011 - 22h27

    eles nao querem o "nosso emprego" Adriana, pq os "nossos empregos" são os mais mal remunerados do mundo…

Leonardo

04/07/2011 - 17h11

Digite o texto aqui![youtube sezYgT3PQIc http://www.youtube.com/watch?v=sezYgT3PQIc youtube]

Responder

monge scéptico

04/07/2011 - 17h08

Isso ocorre em todas as "coréias" do oriente. Lá já tomaram consciência, que
educação é uma questão de sobrevivência intelectual e política.
Ao invés de formarem zumbis, procuram formar pensadores e desenvolvedores
autóctones, que possam olhar nos olhos dos "TIGRES DE PAPEL".
Aqui fabricamos subalternos para servir ao império de PAPEL. A alienação da
juventude é total e proposital. E, tome festas "rave', drogas "finas", que aos pou-
-cos vai deformando a personalidade, moldando-os para dobrar a espinha. Que
destino!

Responder

    damastor dagobé

    04/07/2011 - 18h10

    corroborando..o que se chama "educação", aqui, na melhor das hipoteses, é um tipo de adestramento para operar tecnologias estrangeiras (todos os outros Brics – Russia, India e China estão invadindo o mundo com automoveis de teconologia propria e nós nos especializamos como exportadores de comoditties, como fazemos desde o descobrimento)…quer dizer..adestrar talvez nem seja o verbo certo…está mais para amestrar…

Lousan

04/07/2011 - 17h02

vale levar em conta que o pais inteiro equivale ao tamanho de um estado pequeno do brasil…se isso fosse rolar por aqui, seria só em sp e olha lá….
em se tratando de educação e tecnologia, as dimensoes sao uma grande barreira nas implantações no Brasil, as duas juntas então…piorou
impossível não é, mas é caro e se levarem 3 anos para modernizar o brasil inteiro, quando colocarem no ar já estará ultrapassado…
temos que achar a nossa forma de fazer as coisas e não ficar babando pela grama do vizinho porque é mais verde q a nossa…

Responder

Leider_Lincoln

04/07/2011 - 16h59

Na escola em que trabalho (particular, claro) os alunos usam tablets. Sei a diferença que faz. Como eu já disse, rompi com o governo Dilma. Sou oposição construtiva, agora. Até esperar o PT precisar novamente do meu voto, aí nós fechamos a conta! E antes que algum engraçadinho venha me chamar de troll, comento no Viomundo desde o tempo do Globo.com. Sempre havia sido petista. Mas desta vez o tapa na cara (o outro foi a Ana do ECAD que deu) foi doído demais.
E querem saber? O Johbin está certo: são uns IDIOTAS!

Responder

    Yuppie da sinistra

    04/07/2011 - 18h27

    O truque mais velho de trolls é se dizerem petistas, troll.

    Julio Silveira

    05/07/2011 - 10h21

    Identidade petista, amigo fique com ela, portá-la já não te garante nenhuma distinção, nem garantias de diferença. Foi, não é mais. O truque mais velho dos reacionários da direita é se dizerem de centro, as vezes até de esquerda para continuarem a manipular os cidadãos, mas pior é a dita esquerda, parafraseando você, dito petista, copiar na primeira oportunidade. Se revelam hoje, como possivelmente seu concorrente de "esquerda", o Cerra, por seus interesses esquecem seus ideais, fazem isso com o País a mais de 300 anos, mas quem manda poucos gostam de história.

    Morvan

    04/07/2011 - 20h06

    Boa noite.
    Leider_Lincoln, se alguém chamá-lo de isto ou aquilo, não será, acho, pela sua trajetória. Sabe-se que você sempre foi uma pessoa muito consciente.
    Mas que este Governo está cheio de tucanos, concordo. Mas (quantos "mas", perguntaste? tem um problema: nós tínhamos opção? Votaríamos no Zé Chevron? Continue com o seu trabalho e lutemos pela sociedade que queremos. Se você dobrar o joelho, eles vencem (a cada um de nós que capitula, eles vencem).

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Leider_Lincoln

    04/07/2011 - 21h48

    Olha, eu concordo que não tínhamos opção. Mas convenha comigo que deixar o PT se transformar num PMDB com "centralismo democrático" também não é opção. Ficar parado, dando à Dilma a impressão de que façam os ministros delas o que quiserem, terá apoio incondicional tampouco o é. Não tínhamos opção, mas agora temos: erguemos nossas vozes!

    Klaus

    04/07/2011 - 21h15

    Leider, vc me fez perder uma oposta. Apostei que vc ficava com Dilma até 2012. Vou ter que pagar um picolé de limão ao vencedor.

Gustavo Pamplona

04/07/2011 - 15h59

Galera! Sobre o lance que eu falei que BH é a cidade mais digital do país, conferem este link aí

[Belo Horizonte é a cidade mais digital do Brasil, segundo ranking]
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/06/be

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 digitalizando no "Vi o Mundo"! ;-)

Responder

    do barreiro

    04/07/2011 - 19h18

    Menos gustavo…menos…sou de BH e sei o quanto BH é uma roça grande…

    alexandre de melo

    04/07/2011 - 20h16

    e os prefessores da rede estadual ganham salario minimo.e dão aulas para 40 crianças.
    alexandre uberaba mg

Lucas

04/07/2011 - 14h53

É com essa educação digital de extrema qualidade que a Coreia treina os melhores atletas mundiais de Starcraft.

:)

Responder

O_Brasileiro

04/07/2011 - 14h46

Várias notícias do Google News denunciavam na capa que a banda "larga" das teles não seria vantajosa nos principais mercados por ser mais cara e muito mais limitada do que a que já é oferecida nesses mercados.
Então, se muda o ministro e continua tudo pior no Ministério das Comunicações, isso é um forte indício de que a corrupção e a preguiça nesse órgão atingem principalmente o segundo e o terceiro escalões.

Responder

Julio Silveira

04/07/2011 - 14h35

Uma das coisas deste governo que tem tido o meu apoio é a educação. O MInistro Hadad é dentro deste governo é do anterior uma das revelações positivas, e o metro para medir seu sucesso se evidencia na critica a que nossa grande midia lhe faz oposição. Espero que persista empenhado na direção de inovar valorizando os professores, como tem feito e proposto. A tecnologia é sempre um segundo passo, o primeiro parece que começa a ser dado a valorização do material humano, nem sempre por grande parte de nossos cidadãos como prioritário. Antes de invejar a tecnologia preferia invejar a qualificação profissional o resto passa a ser contingência.

Responder

Mauro A. Silva

04/07/2011 - 13h32

Valorização do Professor. Proposta de Emenda Constitucional de Iniciativa Popular #valorizarprofessor.

Valorização do Professor

Proposta de Emenda Constitucional de Iniciativa Popular para a valorização do professor, #valorizarprofessor.

Artigo 1° – Todo e qualquer político eleito para o mandato de vereador, deputado, senador, prefeito, governador ou presidente da República terá uma remuneração mensal de no máximo o valor equivalente ao piso nacional do professor do ensino fundamental.

Artigo 2° – O inciso XI do artigo 37 da Constituição Federal passa a ter a seguinte redação:

“XI – a remuneração e o subsídio dos ocupantes de cargos, funções e empregos públicos da administração direta, autárquica e fundacional, dos membros de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, dos detentores de mandato eletivo [suprimido] e dos demais agentes políticos e os proventos, pensões ou outra espécie remuneratória, percebidos cumulativamente ou não, incluídas as vantagens pessoais ou de qualquer outra natureza, não poderão exceder o subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, aplicando-se como limite, nos Municípios, o subsídio do Prefeito na data de aprovação desta Emenda Constitucional [incluído], e nos Estados e no Distrito Federal, o subsídio mensal do Governador no âmbito do Poder Executivo na data de aprovação desta Emenda Constitucional [incluído], o subsídio dos Deputados Estaduais e Distritais no âmbito do Poder Legislativo na data de aprovação desta Emenda Constitucional [incluído] e o subsídio dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, limitado a noventa inteiros e vinte e cinco centésimos por cento do subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, no âmbito do Poder Judiciário, aplicável este limite aos membros do Ministério Público, aos Procuradores e aos Defensores Públicos”.

Artigo 3° – A nova remuneração dos detentores de mandato eletivo valerá para as próximas eleições.

Artigo 4° – Esta Emenda Constitucional entrará em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

Basta assinar esta proposta, indicando o seu nome e o número de seu título de eleitor. http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N12002

Postado originalmente em http://blogdomaurosilva.wordpress.com/2011/07/04/

Responder

Elisabeth

04/07/2011 - 13h31

.Realmente é impressionante!!! O Brasil podia copiar as políticas educacionais digitais dos paises asiáticos!!
.
Não querendo defender o Brasil..mas acho que teremos surpresas… O ministro da educação no programa [email protected], falou da implantação de um programa de "tabletes" para cada aluno ano que vem e com conteúdos didáticos … E que também á uma idéia com a Petrobrás de uma implantação de rede de fibras ópticas para internet , e o uso da capacidade das fibras ópticas sob gestão da Telebrás!!!! Um programa de internet de banda larga nas escolas publicas!! Podemos ter boas surpresas a partir de ano que vem…

Responder

Elisabeth

04/07/2011 - 12h48

.
Não querendo defender o Brasil…Mas acho que teremos surpresas… O ministro da educação no programa [email protected], falou da implantação de um programa de "tabletes" para cada aluno ano que vem e com conteúdos didáticos … E que também á uma idéia com a Petrobrás de uma implantação de rede de fibras ópticas para internet , e o uso da capacidade das fibras ópticas sob gestão da Telebrás!!!! Um programa de internet de banda larga nas escolas publicas!! Podemos ter boas surpresas a partir de ano que vem…

Responder

Marcelo de Matos

04/07/2011 - 12h16

No Brasil há várias experiências de uso de lousa digital, carteiras digitais, telões, etc. Esses equipamentos já estão em uso em Serrana-SP, Cabo Frio-RJ e Niterói-RJ, com o dinheiro dos royalties do petróleo e, nessas duas últimas cidades não melhoraram o desempenho escolar. Em: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,… pode ser vista uma sala de aula do Colégio Dante Alighieri, em São Paulo.

Responder

Almerindo

04/07/2011 - 12h13

Concordo com as observações de que o governo precisa tomar atitude com relação à banda larga, mas também não podemos nos esquecer de que a dificuldade de implantação em todo o território é bem maior do que nos países citados, BEM menores que o Brasil, de dimensões continentais. Mas sei também que isso não serve de desculpa…

Responder

Klaus

04/07/2011 - 11h36

Enquanto isto, na Coréia do Norte…

Responder

    El Gordo

    04/07/2011 - 12h41

    Enquanto isso, na Caverna do Ostracismo….

    Klaus

    04/07/2011 - 14h11

    Enquanto isto, na Sala de Justiça, Batman e Aquaman discutem…

    Leider_Lincoln

    04/07/2011 - 21h42

    Enquanto isso, em BH um suplente de 4 anos vai juntando PÓ para quando o titular voltar…

    Yuppie da sinistra

    05/07/2011 - 08h48

    Em Brasília idem. Só muda o gênero.

    Pedro

    04/07/2011 - 14h57

    Não pode falar mal, o pessoal fica revoltado… kkkkkk… é a maravilha comunista!

    Fernando

    04/07/2011 - 17h25

    Pedro a coreia do Norte é sim uma maravilha de país pois não é satelite ou colônia dos eua, por isso viva o Comunismo e a Corea do Norte!!!!!!!

Marcelo de Matos

04/07/2011 - 11h05

O olhar estrábico da mídia mira o Oriente e só enxerga a pequena Coréia do Sul. Dizem que na Coréia do Norte, que tem um poderoso exército, o trabalho é escravo e o povo passa fome. Não fui lá para conferir. Mas, por ali também está a China, que acaba de construir a maior ponte e o trem bala mais rápido do mundo. A engenharia chinesa consegue prodígios porque o país iniciou, já na década de 50, um programa educacional que prioriza a área técnica e científica. Não foi só a Coréia que fez isso. O povo oriental é bem mais disciplinado que nossos conterrâneos. A Foxconn, empresa de computadores que está se instalando em Jundiaí, adiou a inauguração porque está encontrando dificuldade em encontrar engenheiros brasileiros. Não precisa ser mancebos formados via tablet ou smatphone – basta que sejam engenheiros capacitados para a função. Então, o que podemos fazer para melhorar o ensino no Brasil? Restaurar a disciplina e revogar as leis que legitimam a delinquência escolar? Ou fazer coro com os eternos “desiludidos” de esquerda e direita?

Responder

    Pedro

    04/07/2011 - 14h59

    Disciplina é o principal problema da educação hj. Muitos trazem outras demandas, tudo bem, mas sem dúvida a disciplina e a educação (a de família, não de colégio) desempenham o papel principal nesse assunto.

    Alexandre

    06/07/2011 - 23h34

    A mesma Foxconn que conseguiu levar seus disciplinados funcionários ao suicídio, tamanha pressão sofrida? Que legal!

Marcelo

04/07/2011 - 10h28

E a discussão sobre educação aonde entra.
Mais do que mudar a forma do que se ensina, devemos mudar o que se ensina e o para que se ensina, o que vemos é que a educação é tratada como forma de produzir mão de obra, uns mais outros menos especializados, e a discussão da cidadania que é fundamental fica de fora, visto o baixo número de aulas de humanidades nas escolas.
Sobre a Coréia, gostaria de saber mais o que eles estão estudando, do que o como.

Responder

Jorge Nunes

04/07/2011 - 09h16

Para implantar isso no Brasil acho que só com algum grau de forte estatização no setor de telefonia e energia elétrica. Além de liberar no Brasil a banda larga por rede elétrica.

Uma coisa que não entendi até agora é por que o governo não investe também em banda larga por rede elétrica. Uma vez que a fiação elétrica atinge 98% dos lares brasileiros. É mais barata e de quebra muito mais rápida. Deviam liberar todas as tecnologias de banda larga para que todo brasileiro fique conectado.

Responder

    Silvio I

    04/07/2011 - 10h58

    Jorge Nunes:
    Para entender e fácil. E sô pensar, que todo se faz para beneficiar a os amigos, si possível levar alguma coisa, porque ninguém e de ferro.

    Marcio H Silva

    04/07/2011 - 16h42

    Favor pesquisar o preço de tal investimento. É a plataforma mais cara existente atualmente.

Ligeovanio

04/07/2011 - 08h55

Resumindo nosso PNBL: uma lástima…

Responder

Carlos Mundim

04/07/2011 - 08h55

Prezado Azenha, atualmente minha familia mora em Phuket na Tailandia onde acessameos internet de banda larga (7.2 Mbps e uncapped) ao custo de cerca de 15 dolares mensais. Agora o governo esta usando empresas estatais para oferecer internet a 100Mbps para toda a populacao por 10 dolares mensais.

Se a Thailandia que e um pais consideravelmente muito para pobre do que o Brasil pode trazer internet para todos, incluindo na area rural por que nao o grande governo brasileiro? Os nossos governantes governam para as minorias chamadas mercado, o povo que se dane e pague pelo caviar das elites.

Em referencia a Korea, uma das minhas filhas esta indo para estudar na Yonsei University em Seoul e durante nossa visita ao campus deu para perceber que praticamente toda a universidade e digital e esta anos luz a frente das universidades brasileiras e o mensalidade, incluindo hostel e a metade do que pagamos para escola de segundo grau privada em Sao Paulo o mesmo posso dizer da University of Melbourne na Australia, onde a minha segunda filha estuda em que ensino e de qualidade por uma mensalidade que nao da nem para pagar escola primaria particular no Brasil, um absurdo.

Depois de morar no exterior por mais de 20 anos , voltamos ao Brasil em 2006 e nao conseguimos ficar nem por 3 anos completos no pais, eu era o CEO de uma multinacional de telecomunicacoes.

"High speed internet developed to give more access to Thais

BANGKOK, 8 June 2011 (NNT)-5 major state enterprises have inked an agreement on the fiber optic development with an aim of providing hi speed internet access to as many as 80% of Thai population.

Director-General of State Enterprise Policy Office Mr. Somchai Sajjapong said the Memorandum of Understanding had been signed by the following organizations: TOT Plc Ltd, CAT Telecom Plc Ltd, The Electricity Generating Authority of Thailand, the Metropolitan Electricity Authority and the Provincial electricity Authority.

The MOU will allow them to share the fiber optic technology although more studies will be carried out to determine whether there are any limitations and to divide the service areas among the 5 entities. The hi speed broadband internet is said to reach more Thai families and also at a reasonable price of 300 Baht per month."

source: — NNT 2011-06-09

Abracos

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    04/07/2011 - 10h20

    Carlos, o Brasil vai criar os porcos para alimentar a revolução digital asiática. abs

Palmas

04/07/2011 - 08h41

Enquanto isso…no país tropical ainda convivemos com governos Estaduais que não cumprem a lei e empurram a categoria do professores para greve para "negociações".(leia-se Minas Gerais e Santa Catarina) isso que é compromisso com a sociedade. Temos belas praias, Rio de Janeiro é lindo……….Acorda Povão.

Responder

    Klaus

    04/07/2011 - 11h30

    Se vc é de Palmas-TO, deve saber que a Universidade FEDERAL do Tocantins está em greve, funcionários e professsores.

gabi

04/07/2011 - 08h06

Realmente, o Brasil não tem dinheiro para a Educação como a coréia do Sul, mas para bancar a trapalhada do Abílio Diniz, isso o BNDES tem !!!!

Responder

    Maria José Rêgo

    04/07/2011 - 13h34

    Não é o BNDES que vai injetar dinheiro nesse negócio. É o BNDESPAR, que já é sócio de mais de 100 empresas , quem vai entrar em sociedade com Pão de Açucar e Carrefour.

Euler Conrado

04/07/2011 - 01h09

E por incrível que possa parecer, os professores na Coreia do Sul são vistos pelas mulheres como ótimos partidos (pausa para gargalhadas gigantes!!!). E por qual motivo? Pelos ótimos salários, que se equiparam a de outros profissionais bem remunerados, além das férias maiores. Aqui no Brasil, pelo quesito salário, estamos proibidos de pensar em casamento, família, qualquer coisa que signifique um gasto a mais.

E tecnologicamente nem se fala, né? Ainda estamos na era do cuspe e giz. Na escola polo estadual da minha cidade, aqui nas Alterosas, tida como referência regional, havia um laboratório de informática com 17 computadores, três dos quais com defeito eterno, rsrs, num espaço muito apertado, e quando eu levava uma turma com 30 – 35 alunos para este laboratório era preciso às vezes colocar 3 alunos diante de um computador e rezar para que ele funcionasse a contento. Isso há dois anos atrás. Tive notícia que agora o laboratório nem funciona mais para os alunos.

Mas, o bom é que o Brasil tem dinheiro para construir cidades administrativas, para sediar a Copa do Mundo, construir e reformar estádios de futebol, e continua sendo o país do futuro para a população pobre.

Responder

    Klaus

    04/07/2011 - 11h31

    Comentário machista o seu, desde quando mulher olha o salário do futuro pretendente?

    strupicio

    04/07/2011 - 12h45

    tem razão…ou..como diz Bernard Shaw, sempre ele; "nenhuma mulher se casa por dinheiro..antes ela se apaixona"..

    Fabricio Alves

    04/07/2011 - 14h35

    Será??? então mulher de jogador de futebol não é Maria-Chuteira???

    damastor dagobé

    04/07/2011 - 17h15

    Maria chuteira sim..mas apaixonada…(considerando a dificuldade do pessoal de decodificar toda e qualquer forma de ironia que demanda alguma sutileza mental, fico pensando como leriam o texto do Jonathan Swift sobre a solução para a fome da Irlanda no seculo XIX, onde ele recomendava que se comesse as crianças pobres..comer mesmo, não como fazem os padres ou o finado Michael Jackson..quer dizer, nao sei como o pessal faz para entender o que quer que seja..)

    jon

    04/07/2011 - 19h24

    Apaixonada pelo dinheiro!!

    ted tarantula

    05/07/2011 - 08h26

    pode ser..mas aposto que os "inbecis" coreanos saberiam escrever…imbecis.

    Fabricio Alves

    05/07/2011 - 00h21

    Apaixonada??? Então voce acha que a $usana Werner estava apaixonada pelo Ronaldo por causa da beleza dele ?$$$$

tiago tobias

04/07/2011 - 00h35

Terminei de ler o livro "O Socialismo no século XXI", do professor Atilio Boron e ele levanta uma questão importante: Por que a Coréia do Sul é o único país capitalista que deu certo? Até a década de 1960, a Coréia do Sul era um país agrário, destruído economicamente pelas guerras que culminaram na divisão Norte / Sul. O que fez desse país algo grandioso? O investimento em educação. Sabem quanto um professor de ensino fundamental ganha lá? U$$ 6.000!

Viva o Brasil!

Responder

Professora em MG

03/07/2011 - 23h32

Azenha, vou usar este post para falar com você. Queria ter escrito no post acerca da greve de professores em Minas,  mas lá os comentários sumiram, só dá erro. Tentei em outro sobre o mesmo tema e só dá erro… Estranho, não?  
Gostaria que você olhasse esta reportagem sobre o ocorrido ontem numa cidade de Minas. O fato só foi noticiado num jornal.  Teve até professor preso. Bem, é melhor ler a matéria e ver as fotos:
http://www.fatoreal.com.br/index_ver.php?l=dm_sis

No Blog do Euler tem notícias sobre o assunto : http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/

Responder

João PR

03/07/2011 - 23h32

E por aqui, um determinado Ministro, Paulo Hibernardo, entrega às "competentes" teles privadas o PNBL, sem saber ao certo como será fiscalizado.

É por isso que acho que, infelizmente, seremos exportadors de comodities agrícolas e minerais.

Acorda Brasil!!! Acorda Dilma!!! Precisamos, urgentemente, de um programa educacional sério juntamente com uma política industrial. Lembremos que a Coréia do Sul foi um país agrícola e pesqueiro até a década de 1950. Depois fizeram investimentos sérios em educação, e não apenas discurso. Aliado à isto, teve uma política industrial que permite à mesma ter a LG, Samsung, Kia e outros players mundiais.

Enquanto isso, por aqui…ai ai. que desânimo (e não me venham dizer que é complexo de vira-latas, porque não é. É somente a constatação da realidade).

Responder

    claudio

    04/07/2011 - 17h38

    Me desculpe João, mas me parece que é isso mesmo, complexo de vira latas.
    A gente deve se lembrar que o Brasil é muito maior que a Corea. Tem uma diversidade demográfica e cultural muito maior. Brasileiro é mais macunaíma não leva muito jeito para ser "another brick on the wall" como o povo da Corea, mais robozinho. A gente tem que encontrar nosso jeito de se desenvolver.
    Deve se lembrar também do desmonte das Universidades Federais e da pesquisa nacional durante décadas. Estudava na UnB nos anos 70 e vi o que aconteceu. Sem contar com o desmonte do estado, patrocinado pelos nossos ilustres liberais desde Collor, que exterminou com as áreas técnicas estratégicas do setor estatal como Embratel e Telebras.
    Pelo que tenho visto das declarações do min Paulo Bernardo a gente está num bom caminho. Vão investir até 2015, 10 bilhoes de reais na infraestrutura de fibras óticas para interligar o país inteiro, em parceria com a Eletrobras e ECT. Vão investir em um satélite de telecomunicações nacional.
    Soube também que existe determinação da presidenta para que os equipamentos sejam de preferência de fabricação nacional, com a intenção de ressucitar nossa indústria eletrônica, dizimada nos anos 90, e estudos para apoio e financiamento da cadeia produtiva do setor. Fora o acesso imediato de milhares de consumidores de baixa renda à internet devido ao acordo com as teles. Alguém já leu o texto do acordo?
    Agora já cansou um pouco esse papo de que o governo entregou o PNBL para as teles e portanto acabou. Isso é coisa de gente mal informada ou mal intencionada. Quem é que disse que na Coreia o setor privado não está ganhando muito dinheiro com a situação.
    Olha, eu nem sou petista nem estou defendendo o governo. Mas sinto que estamos no caminho certo e tem gente trabalhando para isso. E isso é coisa para mais de uma geração.
    Sugiro que o Viomundo na pausa das suas gargalhadas, medite um pouco sobre o conceito de soberania nacional num certo país tropical. Ou será que esse tipo de postagem dá mais ibope?
    Deviam ler Darcy Ribeiro para aprender a gostar mais do Brasil e dos brasileiros.

    João PR

    05/07/2011 - 00h59

    Cláudio:
    Darcy Ribeiro foi aquele senador que deu seu nome a famigerada LDB (lei 9394/1996).
    Sugiro que você leia a obra do Professor Dermeval Saviani intitulada "a nova LDB" e verás o que foi feito com o Projeto originado e com o substitutivo do Deputado Jorge Hage (BA).
    Sou da área da educação e, sinceramente, não vejo com bons olhos o caminho que a educação toma no Brasil.
    O espaço é curto demais, mas a revolução educacional que a Coréia do Sul fez proibia, por lei, de um Professor ter mais de um emprego. Professor, na Coréia, é uma das Profissões mais bem pagas.
    E olha que a Coréia não tem o PIB brasileiro.
    Em suma: olho para o exterior e vejo experiências que deram certo sim! E isto, meu caro, não é complexo de vira-latas não!

Gerson Carneiro

03/07/2011 - 23h06

Nesse certo país tropical, especificamente em um determinado Estado abençoado por Deus e bonito por natureza, uma população está sendo escorraçada de suas próprias casas em função das obras para a Copa do Mundo e Olimpíadas.

Pergunto: para essa população sem direito às próprias casas a Telefonica irá disponibilizar o mísero 1 mega?
[pausa para as gargalhadas]

Responder

    Sr. Indignado

    04/07/2011 - 09h12

    Mas que mega? A Presidente queria no mínimo 40% com 70% de média, isto é, 70+/- 30% disponível (nas duas pontas é claro, até poderia ser).
    Mas teles hoje só garantem 10%, mas com o projeto passa para 30% e deverá aumentar para 50% depois de um ano (se tudo der certo [pausa para as gargalhadas] , se os cabos estiverem ok, se a tecnologia utilizada for atualizada, se os técnicos forem treinados, se as teles estiverem embuidas de espírito público [pausa para medir a pressão], se a ANATEL fiscalizar)
    Pergunto: Quem vai entender esse negócio? Porque não vende logo a verdade: 300 kB, não seria mais transparente, ou ficaria muito caro?

    Klaus

    04/07/2011 - 11h33

    Uai, achei que a Olimpíada fosse no Rio.

Morvan

03/07/2011 - 23h02

Boa noite.
A "falida" Finlândia disponibiliza banda de 100Mb para residências, como se fora água, luz ou qualquer serviço essencial, porque para eles, os finlandeses, a Internet, ou, mais amplamente, o acesso ao conhecimento, é serviço essencial, sim.
Aqui, neste país tropical, como diz, jocosamente, o Azenha, eu <Ironia>estou muito feliz!</Ironia>.
Feliz, sim, porque, graças a Dilma Roussef e a Paulo Bernardo (sem eles, talvez conseguíssemos, mas seria mais difícil), se eu assinar este plano de <Ironia>Internet ultrarrápida</Ironia>, considerando que um DVD de uma distro como a Fedora Linux (aquela que eu utilizo), o qual tem um tamanho médio de 3,7GB, levarei, no máximo, uns quinze (15) dias para baixá-lo por completo, sem risco de apenar a velocidade <Ironia>ultrarrápida</Ironia> do meu "linque", já que posso ser apenado por afobação e as empresas prestadoras baixarem um pouco a minha velocidade(Sic!). <Ironia>É assim que se constroi uma sociedade pensante. Obrigado, Dilma e Paulo Bernardo. Vocês são ótimos.</Ironia>.

Lulão, onde estás?…

Morvan, Usuário Linux #433640.

Responder

    Ricardo

    03/07/2011 - 23h36

    3,7GB?
    O consumo máximo de dados previsto pelo PNBL é de 300MB mensais. A partir daí o usuário escolhe: ou tem a velocidade de conexão reduzida ou paga por MB adicional. Ou seja, ou vc demorará mto mais para baixar ou o download fará com que o Linux, em vez de gratuito, custe uma fortuna.

    Morvan

    04/07/2011 - 10h59

    Bom dia, Ricardo.
    Neste caso que eu citei, eu poderia baixar o DVD do meu Fedora Linux em, no máximo, 15 (quinze) dias. Bastaria não gastar minha <Ironia>banda larga ultrarrápida</Ironia> com veleidades, como, por exemplo, ler emails, baixar atualizações, etc.
    Claro que eu teria a opção de comprar o DVD naqueles sítios que os vendem e entregam em casa, pagando o frete, lógico. Ainda sairia um pouco mais barato, mas eu ficaria sem as atualizações – teria que baixá-las. Lá vem mais lucro para as prestadoras do "PNBL"…

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Gustavo Pamplona

    04/07/2011 - 00h14

    Amigo… que tipo de conexão vc tem?

    Bom… tenho NET Virtua de 1Mbps e baixo 450MB por hora, um DVD de 3,7GB eu gastaria 8 horas e pouco para baixar.

    Por exemplo, o último DVD do Linux Slackware que baixei demorou isto também.

    Bom… 1megabit (1.000.000) por segundo / 8 = 125000b/s (125kbps) * 60s * 60x = 450MB

    No contrato da NET fala que se eu ultrapassar 20GB por mês eu tenho a minha velocidade reduzida para a menor velocidade comercializada pela NET (atualmente 500kbps), mas estranhamente eu jamais tive minha velocidade reduzida em cerca de 4 anos e 1/2 assinando.

    Em Mai ou Abr/2010 (não lembro o mês direito) baixei inacreditáveis 100GB num mês. (5x a franquia)

    E sabe quanto eu pago por mês, uns 82 reais, eu cheguei a ter a TV a cabo (o pacote básico) mas retirei porque ter 5 canais extras (GloboNews, Multishow, Universal Channel e + 2) não compensava eu pagar uns 15 reais a mais.

    Bom… o meu combo da NET é o seguinte – Conexão (*) + Virtua de 1MB + NetFone (R$ 14,90 de franquia)

    (*) Canais de TV aberta (Globo, Record, etc…) são vindos diretamente do cabo inclusive os do governo como NBR, TV Senado, Camara, etc. basta ter uma TV com sintonizador de CATV.

    Aliás… isto é norma, toda provedora de TV a cabo tem que fornecer os canais de TV aberta.

    Jamais tive problemas com a NET, eu acho que é porque não sou um cliente chato… A última vez que liguei para eles foi em Out/2009 quando mudei de apartamento e apenas pedi a mudança do endereço de cobrança, falei que nem precisava vir técnico nem nada que eu mesmo instalava, mas mesmo assim me mandaram o técnico e nem me cobraram afinal eu tenho direito a 1 visita técnica por mês sem custo adicional (está no contrato)

    Outra coisa, jamais atrasei um pagamento sequer…

    Quer um conselho? Pague as contas em dia, leia o contrato… e principalmente não fique ligando para o suporte toda vez que surgir um problema…

    Bom… sou técnico de informática. Então eu mesmo sei resolver os problemas… mas difcilmente eu tenho um, a não ser quando acontece alguma manutenção na rede. Mas aí são outros 500.

    Outro dia.. por exemplo a NET resolveu dar manutenção numa segunda a tarde, eu só falei… "Isto são horas, NET de fazer manutenção na rede" e você acha que eu liguei para o suporte?

    Mas tenho que reconhecer que aqui em BH as coisas são diferentes mesmo… aqui as coisas são bem mais organizadas, outro dia vi um estudo no G1 falando que BH é a cidade mais digital do país. E tem verdade nisto.

    Vai uma variação da minha assinatura abaixo.

    —-
    Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG (Usuário Linux #137471)
    Desde Jun/2007 fazendo história no "Vi o Mundo"! ;-) <— a assinatura original
    Desde Jan/2007 jamais tendo problemas com a NET! ;-)

    Morvan

    04/07/2011 - 10h52

    Bom dia.
    O meu post faz uma suposição, Gustavo Pamplona. Faz uma suposição caso eu necessitasse deste "PNBL" tucano, o que felizmente não acontece. Isto não quer dizer que eu não deva opinar ou lutar por uma Internet [bem] melhor do que esta proposta pelo tucanato de São Paulo; possuo um "linque", elo, de 2Mb (rádio). Baixaria um DVD em presumíveis 10h, na pior das hipóteses.
    E também pago em dia (não teria motivo para não pagar em dia, pois percebo o meu salário também no prazo – sou servidor público estadual).
    Apenas critico este simulacro de PNBL, primeiro por ser cidadão e não poder aceitar uma afronta à inteligência das pessoas e segundo porque, a rigor, a minha conexão também é cara e ruim (menos do que o "PNBL da Dilma e do Paulo [tucano] Bernardo, claro).

    Morvan, Usuário Linux #433640

    Araquem

    04/07/2011 - 10h11

    <provocação>Voce pode tentar o PuppyLinux (120Mb)</provocação>

    Morvan

    04/07/2011 - 17h36

    Boa tarde.
    Gostei da sugestão, Araquem.
    Estamos trabalhando com blogs sujos e com tags livres. Viva a Internet!

    Morvan, Usuário Linux #433640.

Deixe uma resposta