VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Entidades criticam Barbosa: “Canetaço” e “coronelismo”

25 de novembro de 2013 às 17h04

Quatro entidades criticam Barbosa por juiz afastado; dirigente da AMB vê ‘canetaço’

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília

25/11/201318h49 > Atualizada 25/11/201319h20

O presidente eleito da AMB (Associação dos Magistrados do Brasil), João Ricardo dos Santos Costa, criticou nesta segunda-feira (25) a decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Joaquim Barbosa, de ter feito pressão para substituir o juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal que cuida do caso dos condenados do mensalão com um “canetaço”. Além da AMB, a Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) e a AJD (Associação Juízes para a Democracia) também demonstraram preocupação com o afastamento do magistrado do caso.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) também rechaçou a substituição do magistrado e informou que irá enviar requerimento ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para que a substituição seja analisada pelo órgão, que fiscaliza o Judiciário. Os conselheiros federais da OAB, reunidos hoje em Salvador, aprovaram ainda uma moção de repúdio ao ministro Barbosa, cujo conteúdo será divulgado depois.

“Vejo com apreensão essa medida porque passa para a sociedade que o juiz pode ser substituído a qualquer momento por um despacho, um ‘canetaço’. (…) Ninguém pode escolher juízes; isso é um atentado ao Estado de Direito”, disse Santos Costa, que foi eleito no fim de semana e tomará posse em dezembro.

Na última sexta, Barbosa teria pedido o afastamento do juiz de execuções penais de Brasília, Ademar Vasconcelos, do caso após uma série de desentendimentos. Ele acabou trocado pelo juiz substituto, Bruno André Silva Ribeiro, que é filho de um ex-deputado distrital do PSDB.

Para Santos Costa, um juiz só pode ser afastado após a abertura de um procedimento diante do indício de alguma irregularidade, o que, no entendimento dele, não ocorreu neste caso.

“O Judiciário tem essas garantias para justamente não sofrer pressão política ou econômica, senão, aquele que exercer um poder maior vai conseguir escolher o juiz que irá julgar determinada causa.”

O presidente eleito da AMB afirmou que pretende conversar ainda hoje com Ademar Vasconcelos para se inteirar sobre as circunstâncias do ocorrido. Ele não descarta contestar a afastamento junto aos órgãos competentes do Judiciário, como o CNJ.

Em nota, o presidente da Ajufe, Nino Toldo, ponderou que seria preciso “analisar as circunstâncias em que houve a troca de juízes”, mas destacou que não se pode aceitar nenhum tipo de pressão que possa “ferir a autonomia da magistratura”.

*********

Segue a íntegra da nota da Associação Juízes para a Democracia, encaminhada via e-mail:

Kenarik Boujikian, presidenta da AJD: O ministro Joaquim Barbosa está com a palavra

da  Associação Juízes para a Democracia

A Associação Juízes para a Democracia (AJD),  entidade não governamental, cujos objetivos estatutários, dentre outros,  são: o respeito absoluto e incondicional aos valores jurídicos próprios do Estado Democrático de Direito; a  realização substancial, não apenas formal, dos valores, direitos e liberdades do Estado Democrático de Direito; a defesa da independência do Poder Judiciário não só perante os demais poderes como também perante grupos de qualquer natureza, internos ou externos à Magistratura vem à público para :

a) manifestar sua preocupação com notícias  que veiculam que o Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, estaria fazendo pressão para a troca de juízes de execução criminal e

b)    requerer que  ele dê os imprescindíveis esclarecimentos.

A acusação é uma das mais sérias que podem pesar sob um magistrado que ocupa o grau máximo do Poder Judiciário e que acumula a presidência do CNJ ( Conselho Nacional de Justiça), na medida que vulnera o Estado Democrático de Direito.

Inaceitável a subtração de jurisdição depositada em um magistrado  ou a realização de qualquer manobra para que um processo seja julgado por este ou aquele juiz.

O povo não aceita mais o coronelismo no Judiciário.

A Constituição  Federal e documentos internacionais  garantem a independência judicial, que não é atributo para os juízes, mas para os cidadãos.

Neste tema sempre bom relembrar a primorosa lição de Eugenio Raúl Zaffaroni: “  A independência do juiz … é a que importa a garantia de que o magistrado não esta submetido às pressões do poderes externos à própria magistratura, mas também implica a segurança de que o juiz não sofrerá ás pressões dos órgãos colegiados da própria judicatura” ( Poder Judiciário, Crise, Acertos e Desacertos, Editora Revista dos Tribunais).

Não por outro motivo existem e devem existir regras claras e transparentes para a designação de juízes,  modos de acesso ao cargo, que não podem ser alterados por pressão das partes ou pelo Tribunal.

O presidente do STF tem a obrigação de prestar imediato esclarecimento à população sobre o ocorrido, negando o fato, espera-se, sob pena de estar sujeito à sanção  equivalente  ao abuso que tal ação representa.

A Associação Juizes para a Democracia aguarda serenamente  a manifestação do presidente do Supremo Tribunal Federal.

Kenarik Boujikian, presidenta da Associação Juízes para a Democracia

Leia também:

“O STF precisa reagir para não se tornar refém de seu presidente”

Joaquim Barbosa e os black blocs midiáticos na campanha de 2014

FrancoAtirador: Um balanço das ilegalidades cometidas pelo STF

Lincoln Secco: Os palhaços do circo jurídico serão esquecidos

 

60 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Sr.Indignado

29/11/2013 - 21h32

Que vergonha que eu tenho da nossa corte suprema!

Responder

Sr.Indignado

29/11/2013 - 21h32

Que vergonha eu tenho da nossa corte suprema!

Responder

Maria Izabel L Silva

26/11/2013 - 17h54

Abuso de poder é um comportamento muito comum entre capatazes e capitães do mato …

Responder

Zilda

26/11/2013 - 09h49

Corporativismo no Brasil é tão arraigado que só agora, quando a casta dos juízes foi atingida pelo Sinistro Joaquim Barbosa, as entidades ligadas ao setor se manifestaram. Todas as barbaridades até agora cometidas pela PGR e pelo STF, contra políticos, não foram objeto de reação dessas “entidades” – até agora pareciam entidades do além-túmulo. Não creio que vá muito longe.

Responder

leandro

26/11/2013 - 09h43

A pergunta que não quer calar…o principal argumento em defesa dos mensaleiros era que a grana era da Visanet, portanto privada…como que agora o BB quer recuperar o dinheiro desviado????

Responder

Julio Silveira

26/11/2013 - 09h38

é compreensível haver muita gente insatisfeita com o Barbosa, que vibrem com as oportunidades que fazem surgir para desanca-lo por seus atos a frente do Tribunal, como uma perseguição e não quero entrar no mérito disso, se estão sendo mais corretos que ele, mas acho estranho que hoje essas mesmas associações venham criticar de forma tão contundente um ato que se não for legal pode ser contestado, inclusive podendo servir para ações contra o próprio Ministro, mas de fato acredito que está dentro de suas prerrogativas, e acredito que ele não seria tão ingênuo de fazer algo ilegal. Mas voltando ao meu estranhamento, não vi dessas entidades a mesma contundência quando outro presidente do mesmo STF, concedeu dois HCs em menos de 48horas ao Daniel Dantas, perseguiu o Juiz De Sactis, forçando a subversão dos ritos processuais e mostrando inclusive que a justiça pode ser célere quando há interesses superiores envolvidos, portanto completamente inconstitucionais, atentando contra principio da igualdade para a cidadania. Apesar de ser leigo tenho essa percepção, sem contar a farsa das algemas que firma cada vez mais o principio da diferença, por só enquadrar na obrigação ao uso os pobres ou elementos escolhidos pelos executores para virar símbolos negativos. cadê estas associações até então? poderiam ter tido a mesma veemência critica. Ou será que só se mexem por questões corporativas de afinados ao seu sistema? Me lembro de outra situação foi na saída tempestuosa do Del. Protogenes Queiroz da PF, sob risco de demissão por fazer seu trabalho corretamente, sendo salvo pela democracia do voto, onde mais uma vez estiveram envolvidos os personagem que citei acima, não vi por parte desses grupos uma atitude de indignação cidadã, não li que se levantaram vozes clamando por dignidade jurídica, inclusive junto ao governo de então, do PT, cujo ministro fazia seu papel, junto com seu Staff, em prol dos sistema. Talvez eu seja um ingênuo, quem sabe muito coerente como como as vezes sou pejorativamente acusado, talvez por isso pense dessa forma, eu devo estar errado.

Responder

Mardones

26/11/2013 - 08h48

O coronel Barbosa está chegando no seu auge. O próximo passo será fechar o Congresso Nacional. rs rs rs.

Responder

    Osvaldo argolo

    28/11/2013 - 07h02

    Seria muito bom se realmente o congresso nacional fosse fechado, não por um golpe, mas por um clamor da popular.
    As eleições estão proximas, e como sempre haverá milhares de eleitore se vendendo por umas migalhas e nada acontera a estes que so fazem se locupletarem nas tetas da viuva.

Jose Mario HRP

26/11/2013 - 06h31

Quando um boçal com JOAQUIM BARBOSA ousa tolher um dos direitos inalienaveis de um juiz como o principio da não remoção pelo simples fato de não gostar de suas decisões então estamos nesse exato momento , fora , extinguindo , o estado de direito e o substituindo pela ditadura do juizo,
Bom, sempre havera os mornos , como muitos que passam por aqui , que aceitarão a diatribe do carrasco negro, por conveniencia e convicção , embebido tudo isso num molho pre-fascista, pre golpe, e com ´passaporte caudilhesco.
Damos a oposição, que esta assando e sendo frita a escancara de todos a chance de explodir nosso estado de direito, ´pela simples razão de que “achamos que o `PT teria que ser diferente do que esta” , fosse ou qualquer coisa assim!
Falta de visão ok, mas compactuar com o fascismo mostra mau caratismo.

Responder

Messias Franca de Macedo

26/11/2013 - 01h32

[MAIS] UM FACTÓIDE DA ÓPERA BUFA DO STF DE JOAQUIM: constranger o Banco do Brasil diante da população brasileira,
“requerendo que a Instituição Financeira exija a devolução do pagamento de serviços executados por empresas (sic), inclusive as organizações(!) globo!” ENTENDA [MAIS] UM CAPÍTULO DA LAMBANÇA PARA CONFUNDIR A OPINIÃO PÚBLICA – E ‘DOURAR A PÍLULA COM AR DE CERTA SERIEDADE’!

#####################

STF envia processo do mensalão para o Banco do Brasil Mariângela Galucci | Agência Estado

Seg , 25/11/2013 às 19:33

O Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhou nesta segunda-feira, 25, para o Banco do Brasil (BB) cópia integral do processo do
mensalão. A expectativa é de que a área jurídica da instituição financeira encontre uma fórmula para recuperar os R$ 73,8 milhões desviados pelo esquema do fundo Visanet.
(…)

“Informamos que o BB ainda avalia o acórdão do STF”, comunicou o banco, por meio de sua assessoria de imprensa.

(…)

CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE:

http://atarde.uol.com.br/politica/materias/1551066-stf-envia-processo-do-mensalao-para-o-banco-do-brasil

LÁ VEM O MATUTO QUE SENTE CHEIRO DE GOLPE DESDE O DIA EM QUE NASCEU EM PINDORAMA!

RESCALDO: os cínicos golpistas “estão operando no limite da irresponsabilidade”!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    leandro

    26/11/2013 - 10h03

    Torce mas não distorce…
    “O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, enviou nesta segunda-feira (25) ao Banco do Brasil uma cópia da Ação Penal 470, o processo do mensalão. O pedido foi feito pelo banco, que estudará o processo para avaliar a possibilidade de adotar medidas para recuperar os recursos que foram desviados.”

    O PEDIDO FOI FEITO PELO BANCO

Adriano Medeiros Costa

25/11/2013 - 23h57

Pessoal, como um capitão do mato pode ser chamado de coronel?! Um coronel geralmente nasce coronel. Barbosa nasceu na opressão social, mas depois se encantou com a casa-grande.

Responder

João Marcos Rocha

25/11/2013 - 23h46

A alguns anos atrás eu ficava estarrecido com as declarações de Gilmar Mendes, agora Joaquim Barbosa passou para outro patamar as funções da qual é direito. A história mostra onde isso vai dar.

Responder

Fabio Passos

25/11/2013 - 23h23

A revolta contra a crueldade e covardia do carrasco mal começou…

Responder

lulipe

25/11/2013 - 23h21

Trecho da Nota do TJ/DF (Fonte:UOL)

“A delegação remetida pela Presidência do STF na referida ação penal foi dirigida ao Juízo da VEP/DF e não elegeu nem excluiu qualquer dos Magistrados ali lotados para a prática de atos processuais, razão pela qual mais de um Juiz já atuou no feito, nos estritos limites da delegação e em absoluta observância ao ordenamento jurídico nacional e às rotinas da Unidade Judiciária.”

Responder

Marat

25/11/2013 - 23h04

Ele é o Joaquim Barbosa, ou o Joaquim Silvério?

Responder

souza

25/11/2013 - 22h33

barbosa é um rapaz pouco compreendido.
nem ele se compreende.

Responder

lukas

25/11/2013 - 22h12

Como estamos monotemáticos…

Responder

Nuno

25/11/2013 - 22h06

Helicóptero do senador Zezé Perrella é apreendido com quase MEIA TONELADA de cocaína:
http://www.otempo.com.br/cidades/helic%C3%B3ptero-da-fam%C3%ADlia-perrella-%C3%A9-apreendido-com-445kg-de-coca%C3%ADna-1.751319

O “jornal” Estado de Minas já deu um jeito de livrar o senador amigo do Aécio:
http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2013/11/25/interna_gerais,473482/pf-descarta-inicialmente-envolvimento-de-perrela-com-apreensao-de-helicoptero-com-cocaina.shtml

Responder

Bernardino

25/11/2013 - 22h03

O que falta ao Brasil são estadistas. PAULO RIBEIRO,parabens pelo claro e inteligente comentario.Eu já falei aqui varias vezes :Nao temos ESTADISTAS só PILANTRAS frouxos e o pior nao ha luz no fim do túnel com essa camarilha que aí está.

Algum internauta sugeriu:FUJAM para as MONTANHAS!!

Eu sugiro: CHamem os HOLANDESES e peçam desculpas pela EXPULSAO!!!

Responder

Ozzy Gasosa

25/11/2013 - 21h47

O Joaquim “Idi Amin” Barbosa é a versão tupiniquim do ajudante de cozinheiro.
Seu estilo de governar é arbitrário, seu temperamento excêntrico, vingativo e violento.
São figuras parecidíssimas até na semelhança física.

Responder

Bento Gonçalves

25/11/2013 - 21h45

JOAQUIM BARBOSA: UNANIMIDADE NACIONAL

OAB aprova moção de repúdio a Joaquim Barbosa

Foi aprovada, por unanimidade, uma moção de repúdio da Ordem dos Advogados do Brasil contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. O documento é uma resposta aos abusos cometidos pelo chefe do Poder Judiciário na execução das penas dos condenados no processo do chamado “mensalão”. A cobrança à OAB foi feita no início da tarde desta segunda-feira (25) por um ex-presidente da entidade, José Roberto Batochio.

O estopim foi a pressão para que o juiz titular da Vara de Execuções Penais, Ademar Vasconcelos, fosse substituído por Bruno Ribeiro, filho de um dirigente do PSDB do Distrito Federal.

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=230059&id_secao=1

Responder

Patricio

25/11/2013 - 21h41

É o Idi Amin Barbosa!

Responder

Zé Francisco

25/11/2013 - 21h39

As coisas já estiveram melhores pro Barbosa, diria Galvão.

Responder

PedroAurelioZabaleta

25/11/2013 - 21h25

E o Senado?
Faz de conta que não vê nada?

Responder

    Haoldo Mourão Cunha

    25/11/2013 - 22h23

    Que senado?

    Helena/S.André (SP)

    25/11/2013 - 23h13

    É por isso que sou favorável à extinção do Senado. Vamos exigir nessa reforma política a extinção do Senado.

Eduardo

25/11/2013 - 21h18

Inacreditável! Barbosa conhece a Constituição? Ele está acima da Assembleia Constituinte e da Carta Magna escrita pelo Povo ?Não é ele quem deveria primeiro respeita-la? É o fim, as Instituições e os demais Poderes da Nação terem que se manifestar para que a lei seja cumprida pelo seu principal guardião.

Responder

Bruce Guimrães

25/11/2013 - 20h33

Não estou entendendo nada. O que ele fez de errado??? Se ele trocou foi porque tinha pode pra isso!!!

Responder

    renato

    25/11/2013 - 21h38

    Teu raciocínio é logico!
    Se ele não pudesse fazer isto, bastava o outro juiz bater o pé.
    Ou será, que eles não podem nada, só barbosa é o juiz, o bandeirinha,
    o terceiro arbitro, chuta, defende e marca penalti contra o PT aos 15
    da 2º etapa da prorrogação…O Pelé da Justiça….

    José Fraga

    25/11/2013 - 21h44

    Não tinha esse poder não! O dia em que algum membro de qualquer Poder da República tiver esse poder, acaba a independência do Poder Judiciário e, consequentemente,a Democracia e o Estado de Direito!

    Helena/S.André (SP)

    25/11/2013 - 23h18

    O que ele fez de errado? Simplesmente desrespeitou o inciso II do artigo 95 que trata do Princípio constitucional da inamovibilidade a que tem direito os juízes. Parece que Barbosa desconhece a Constituição do Brasil.

    Maria Izabel L Silva

    26/11/2013 - 17h51

    Ter poder é uma coisa. Abusar é outra. O homem é um “abusador”. O presidente da republica tem muito mais poder do que ele, nem por isso faz o que quer, só por que pode. O Barbosa deve ser da escola do finado general presidente José Figueiredo que gostava de dizer “prendo e arrebento”. Tá explicado.

Bonifa

25/11/2013 - 20h26

Barbosa está exorbitando, mas ele se engana se pensa que ainda conta com a direitona. Não pode mais ser candidato, porque a direitona não permitiria que ele renunciasse ao cargo, já que com isso ela ficaria ainda mais frágil no Supremo; e como candidato sem toga, na campanha ele seria fulminado pelos adversários em qualquer parte e lugar. E também não pode mais ser Presidente por aclamação da mídia e eleição indireta do Congresso, como até parece que estaria previsto, porque o ministro Celso de Melo enterrou a finalização do golpe de Estado mensaleiro, votando pelos embargos infringentes. Agora, ele fica cometendo absurdos em busca do holofote perdido, e isso já começa a incomodar até os da direitona mais radicais. O mundo jurídico se volta pouco a pouco contra ele, por interesses e por princípios. A direita e sua mídia construíram este Barbosa que foi tão longe, mas agora ele não tem mais serventia para elas. E só não será atacado até à desmoralização completa porque seu nome está simbolicamente ligado ao próprio mensalão, transformado por completa indigência mental na única bandeira política da direitona. Mas será esquecido.

Responder

    Mário SF Alves

    25/11/2013 - 21h09

    Ih! Parece coisa de organização mafiosa. Entrou? Entrou tem de ir até o fim. Fraquejou, ameaçou abrir o bico? Dançou. VIRA ARQUIVO MORTO.

vinicius rodrigues

25/11/2013 - 20h05

Chegamos a seguinte conclusão: tirado do blog http://www.platodocerrado.blogspot.com.br
– Joaquim Barbosa não tem capacidade intelectual nem moral para fazer parte da mais alta corte do judiciário brasileiro. Maquiavélico e mal educado, aproveita-se do cargo que lhe caiu no colo, para satisfazer seu ego doentio.

Responder

sergio m pinto

25/11/2013 - 20h02

E por falar em notas de associações de juízes, quando eles vão soltar uma sobre o julgamento da AP 470, na qual não faltaram violações aos princípios constitucionais e do direito?

Responder

    Edi Passos

    25/11/2013 - 23h43

    Verdade, pelo que se depreende das notas publicadas pelas associações de juízes eles só estão preocupados com a perda de “prerrogativas” – leia-se de poder. Não estão nem aí para a série de aberrações jurídicas produzidas principalmente pelo Barbosão, mas não só por ele, no julgamento de exceção feito pela mídia canalha, endossado pelo Ministério Público e homologado pela maioria do STF.

    José X.

    26/11/2013 - 17h26

    Exatamente. Ele está invadindo território de outros seres superiores, que não estão gostando. Não tem nada a ver com lei ou justiça.

FrancoAtirador

25/11/2013 - 19h16

.
.
Presidente eleito da AMB critica “canetaço” de Barbosa

CartaCapital
25/11/2013 17:57

O presidente eleito da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), João Ricardo dos Santos Costa, criticou nesta segunda 25 a decisão tomada por Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), de afastar o juiz de execuções penais de Brasília, Ademar Vasconcelos, na última sexta, 22. Vasconcelos foi substituído por Bruno André Silva Ribeiro, filho do ex-deputado distrital do PSDB [e ex-Secretário de Justiça (sic) do Governo do Distrito Federal na Gestão de José Roberto Arruda (ex-PSDB e ex-DEM)] Raimundo Ribeiro.

“Pelo menos na Constituição que eu tenho aqui em casa não diz que o presidente do Supremo pode trocar juiz, em qualquer momento, num canetaço,” disse ele em Porto Alegre, de acordo com reportagem do jornal O Globo.

Segundo Santos Costa, não há previsão constitucional para a substituição do magistrado de suas funções pelo presidente do STF.

Candidato de oposição à atual diretoria da AMB, Santos foi eleito no último domingo 24 como novo presidente da entidade.

“Eu espero que não esteja havendo politização, porque não vamos permitir a quebra de um princípio fundamental, que é uma garantia do cidadão, do juiz natural, independentemente de quem seja o réu.
Não é possível escolher o juiz que vai julgar determinada causa, isso não podemos permitir para nenhuma situação,” disse Santos Costa.

(http://www.cartacapital.com.br/politica/presidente-eleito-da-amb-diz-que-barbosa-nao-201cpode-trocar-juiz-num-canetaco2019-9254.html)
.
.

Responder

Fabio Passos

25/11/2013 - 18h54

“O povo não aceita mais o coronelismo no Judiciário”

Coronel joaquim barbosa.
Aprendeu com o gilmar dantas?

Responder

flavio jose

25/11/2013 - 18h47

Neste país existe OAB?. Se existe serve para que?. ASSISTE DE CAMAROTE A DESMORALIZAÇÃO DO SISTEMA JUDICIÁRIO DO BRASIL. Haja subserviência e covardia. Nem um pronunciamento. Lamentável.

Responder

Luis Durante

25/11/2013 - 18h38

O executivo não quer alimentar crise porém dá dinheiro a rodo pra Globo, mas ai a justificativa é que os merdas dos deputados e senadores…, bem, até que tem algum sentido, não sei se todo, mas… A droga do Congresso lambe as togas e se humilha diante da criatura dele e do executivo.Dizem as boas línguas que a razão deste fenômeno é uma excessiva “sensibilidade ” das casas do povo não ao povo mas sim a Rede Globo e do dinheiro privado é claro. Aguardemos para as próximas horas, provavelmente em Ipanema, a refundação da república. Com isso nós e o mundo assistimos atônitos mais uma das páginas vergonhosas produzidas pela nova nova UDN. A única instituição que poderia dar cabo desta situação, é composta de homens pequenos que não tem interesse, nem mesmo coragem para tanto. Envergonham os eleitores, envergonham a nação, a democracia!

Responder

André

25/11/2013 - 18h29

Ministro, o senhor está mudando este país! E é normal que incomode minorias, ONGs (QUE NÃO REPRESENTAM OS INTERESSES DO POVO) ,como esta, estão simplesmente tentando se aproveitar da mídia para auto promoção e ter algum significado para sua existência. Siga em frente e não se abale com oportunistas, continue a usar o “coronelismo” se for preciso para mover este gigante adormecido que se chama Brasil!

Associação Juízes para a Democracia: Vcs não me representam!

Responder

    Antonio

    25/11/2013 - 22h10

    É André, você tem razão, ele está movendo este país, mas é para trás!

    Marcia

    25/11/2013 - 23h35

    Concordo contigo André. Mas o que mais me surpreende são os piratas, aqueles que enxergam comum olho só. Qualquer atitude de JB se levantam para criticar mas se calam diante de toda a roubalheira que o governo promove. Citam leis e mais direitos para criticarem o ministro mas não conhecem nenhuma lei que diga que é ilegal superfaturar obras e receber propina. Que a multiplicação do patrimônio pessoal tem que ser coerente com a renda recebida legalmente, a lista é grande mas paro por aqui. Eu já votei no Lula, na Dilma e outros candidatos do PT mas a minha confiança foi traída e neles eu não voto nunca mais. O cenário atual que vai decidir meus próximos votos, mas quem apoiar o governo, do jeito que está, não levará o meu voto.

    Luís Carlos

    26/11/2013 - 17h42

    Essa é a diferença: em Lula e Dilma, e mesmo em tucanos do propinoduto você pode ou não votar. Vocês pode ter escolha. No ditador togado você não pode votar, apenas se submete a arbitrariedades e boçalidade dessa peça doentia e inquisitória que não aceita o controle social, não se submete a vontade popular. Alguns gostam de ditadores e mentirosos, eternos, outros preferem ter a capacidade de intervenção e escolha. Eu estou na segunda.

ricardo silveira

25/11/2013 - 18h17

Ele faz o que bem entende. Depois do que mostrou na AP 470 qualquer outra manifestação de onipotência não será surpresa. Os ministros do STF parecem ter medo dele e o Senado da República que poderia dar um paradeiro nessa arbitrariedade é por demais pusilânime. O fato é que país não pode viver com essa insegurança e as injustiças já cometidas precisam ser reparadas. Esse julgamento tem que ser anulado.

Responder

    Mário SF Alves

    25/11/2013 - 21h20

    República???
    __________________________________
    A Nova? A Velha? Ou a do PiG travestido de Joaquim?

    ______________________________________________
    República… sei.

Francisco Cavalcante Souto

25/11/2013 - 18h15

Eu já me manifestei em outro site: ele age assim, porque TEM PLENA CERTEZA que ninguém tem coragem para tomar uma ação punitiva grave. É isso aí. E os seus pares, ficam sem saber o que fazer, ou melhor, de mãos atadas.

Responder

Paulo Ribeiro de Almeida

25/11/2013 - 18h06

O que falta ao Brasil são estadistas. A sociedade organizada tem que dar um basta nos desmandos desse Joaquim Barbosa, que está se posicionando acima da lei. É caso de chamamento à Constituição, somos uma República e um cidadão não pode se colocar acima de nenhum outro cidadão, em igualdade de direitos. Milhões de cidadãos não aceitam atitudes autocráticas de ninguém. Posiciono-me entre os indignados, mas nada posso fazer, senão lamentar a pusilanimidade geral. Quem pode tomar providências, ministros do STF, senadores, presidentes de instituições de juízes e magistrados, como essa Associação Juízes para a Democracia, e outras que tais, serão julgados pela posteridade e condenados, por omissão ou medo, à lata de lixo da Hisória, como aconteceu aos correlatos sob o Estado Novo e a Ditadura Militar. Que falta nos faz um Darcy Ribeiro ou um Sobral Pinto. Padecemos de um mal sem cura. Para cada Darcy Ribeiro ou Sobral Pinto o país produz 10 mil Heráclitos e 10 mil Kakays.

Responder

    mauro célio aragão ventura

    25/11/2013 - 22h57

    Concordo plenamente! Faltam estadistas corajosos desse naipe! Demoraram muito a se manifestar contra as arbitrariedades de JB! Todas as entidades! Afinal o que está em jogo é a justiça e o Direito! Acho que inicialmente viram JB como representante corajoso! Mas agora caiu a ficha, é um ditador, político, arrogante, orgulhoso e vingativo!

    Luís Carlos

    26/11/2013 - 17h48

    Faltam estadistas ou falta a espontaneidade do povo. Manifestações de rua só protestar “contra tudo que está aí” coxinha e manipulado por grupos de fora do,país agindo por redes sociais, como Anonymous? Anonymous está calado sobre Barbosa. Porque? Porque defende os mesmos objetivos que Barbosa. Não defende interesses populares, mas sim o interesse de mandatãrios econoômicos. Anonymous está em siléncio e vai se manifestar apenas quando for contra trabalhadores. Falta manifestação popular, legítima e espontânea, não manipulada por Anonymous associado a Globo. A manifestação de rua pode intimidar e expor autoritarismo de Barbosa, isolando-o politicamente.

irineu Almeida Baptista

25/11/2013 - 17h55

Eu duvido que ele irá se manifestar. O Sr JB se considera acima de tudo e de todos. Ele foi “empoderado” por uma mídia circense e corrupta que não tem noção de qual é exatamente seu papel na sociedade. Ao unirmos o “poder” de JB e a corrupção da mídia chegamos a este ponto de total descalabro na sociedade brasileira. Meu temor é que sabemos como isto começa, porém, não temos muita certeza e controle de como isto irá terminar.

Responder

augusto2

25/11/2013 - 17h38

Nao foi de 2ª a 6ª, parece-nos que foi na ‘calada’ do fim de semana, modus operandi identico a das ordens de prisao incompletas em 15.11.13

Responder

Maria Thereza

25/11/2013 - 17h27

Se ele pressionou, é gravíssimo. Se ele determinou, é o que? Motivos para fasta-lo não faltam. Bases legais, jurídicas, morais também não. E tudo dentro da democracia. JB partiu para o tudo ou nada e ninguém tem coragem de agir. Daqui a pouco ele vai pras margens do lago Paranoá, em Brasília, se proclama rei ou imperador e vamos todos ficar assistindo?

Responder

ZePovinho

25/11/2013 - 17h20

O princípio do juiz natural é uma das mais básicas garantias individuais do cidadão em países democráticos.
Essa figura grotesca,esse aloprado chamado Joaquim Barbosa está vilipendiando o STF.

Responder

    FrancoAtirador

    25/11/2013 - 19h52

    .
    .
    O SUPREMO PSICOPATA

    Parece mentira que o primeiro ministro do Supremo Tribunal Federal
    a afrontar publicamente numa Sessão Plenária as barbaridades e arbitrariedades praticadas por Gilmar Mendes,
    quando este era Presidente do STF, [lembre-se de Fausto de Sânctis],
    hoje as repete, através de práticas judiciárias despotistas,
    agravadas pelas atitudes psicologicamente desequilibradas,
    emocionalmente impulsivas e com requintes de crueldade.

    Fazemos nossas as suas palavras,
    Supremo Ministro Joaquim Barbosa:

    “Vossa excelência está destruindo a Justiça deste País.”
    “Vossa Excelência está na Mídia,
    destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro.”
    .
    .

    Mário SF Alves

    25/11/2013 - 21h49

    Deve ter um choque qualquer vindo aí. Não é possível admitir que a corda, sempre e eternamente, apenas arrebente de um lado só. E sempre contra o interesse coletivo.

    ________________________________________

    O Brasil já ultrapassou aquela fase do país dividido em guetos. Graças a todos nós que acreditamos no PT, o Brasil é hoje um país muito mais integrado. E isso muda tudo.

    __________________________________________________
    A bem da verdade, não creio que o fato político novo seja só a fuga do Pizzolato. Pizzolato é parte dele. O fato novo é a dinâmica do processo. O rompimento da mesmice; o quase-rompimento da antiga ordem estabelecida. E isso devemos à impaciência, à arrogância e à prepotência do PiG e seus ventríloquos.

    __________________________________________________________
    A BatCaverna de Platão, contrariando tudo o que a Casa Grande pretendia, produziu mais luz do que sombra.

    __________________________________________________________________
    Vigiemos.

Deixe uma resposta