VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Os EUA ainda pretendem vender “inteligência” ao Brasil?

20 de abril de 2013 às 22h41

Respondendo ao Fabio Passos, dizemos: A capa é de verdade

por Luiz Carlos Azenha

São compreensíveis as manifestações de patriotismo dos estadunidenses depois que dois patifes explodiram bombas de fabricação caseira na maratona de Boston. Ao fim e ao cabo destes dias trágicos, os irmãos deixaram um rastro de dor e destruição: 4 mortos e quase 200 feridos.

A capa da revista direitista Época, das Organizações Globo, demonstra que o lobby para que o Brasil compre serviços de segurança dos Estados Unidos para “proteger” a Copa será intenso — e, provavelmente, bem sucedido.

Teremos todos aqueles escudos, armas que dão choques elétricos e lançadores de gases que couberem em nosso complexo de inferioridade.

Na Segunda Guerra Mundial, quando os soldados brasileiros chegaram à Itália no inverno, os pracinhas vestiam roupas de verão, me contou em uma entrevista em Bonn, então capital da Alemanha, o embaixador dos Estados Unidos Vernon Walters.

Walters, um homem de inteligência, durante a guerra fez a ponte entre militares brasileiros e estadunidenses estacionados na Itália. Mais tarde, nos anos 60, como adido militar no Brasil, ajudou a planejar o golpe de 1964. Entre outros que Walters conheceu na Itália estava Castelo Branco, que viria a ser mais tarde o primeiro ditador do ciclo militar.

A maior dificuldade dele com os pracinhas, segundo Walters, foi encontrar botas de inverno quer servissem no pé dos mirrados mas valorosos combatentes brasileiros.

Espera-se que, em 2014, ao menos nos sejam vendidos trajes que sirvam nos policiais brasileiros.

Os fatos, no entanto, indicam que o Brasil pode comprar gato por lebre.

Os atentados do 11 de setembro de 2001 deixaram evidente, entre outras coisas, um tremendo fracasso da inteligência dos Estados Unidos, nas quais o país sempre investiu uma fortuna, quantia mais que triplicada depois da tragédia.

De Kurt Einchenweald, no New York Times: “Em 6 de agosto de 2001, o presidente George W. Bush recebeu um relatório secreto das ameaças representadas por Osama bin Laden e sua rede terrorista, a Al Qaeda. O ‘relatório diário presidencial’ daquela manhã — o documento altamente secreto preparado pelas agências de inteligência dos Estados Unidos — tinha o agora infame título: Bin Laden determinado a atacar nos Estados Unidos. Algumas semanas depois, em 11 de setembro, a Al Qaeda atingiu aquele objetivo”.

Várias pistas sobre a presença dos terroristas sauditas em solo estadunidense foram simplesmente desprezadas ou pelo menos não levadas suficientemente a sério.

Nos dias seguintes aos atentados, o governo Bush permitiu que parentes de bin Laden e outros sauditas deixassem os Estados Unidos às pressas e, meses depois, começou a planejar a invasão do Iraque.

Entenderam os grifos? Os terroristas de 11 de setembro eram sauditas e, provavelmente, ligados a uma das vertentes mais fundamentalistas do islã, o wahabismo da Arábia Saudita, cujo dinheiro financia madrassas e universidades islâmicas em todo o mundo, inclusive a universidade de Darul Uloom, em Deoband, na Índia, que tive o prazer de visitar com o cinegrafista Sherman Costa nos anos 2000, para uma reportagem.

O movimento deobandi formou muitos dos professores/religiosos/militantes que deram cimento ideológico ao talibã no Afeganistão. Hoje, os deobandi têm grande influência na população pashtun que vive na região fronteiriça entre o Paquistão e o Afeganistão.

Meu ponto é que terroristas sauditas foram os responsáveis pelo 11 de setembro mas os Estados Unidos invadiram… o Iraque (no caso, com inteligência forjada, como em “armas de destruição em massa”).

Em Boston, desde já é óbvio que houve novo fracasso de inteligência.

Em janeiro de 2011, agentes do FBI entrevistaram Tamerlan, o irmão mais velho dos dois acusados de plantar as bombas de fabricação caseira na maratona de Boston.

A checagem foi feita a pedido do governo russo.

Numa entrevista na Rússia, a mãe de Tamerlan, Zubeidat, afirmou que os agentes disseram a ela que o filho era “um menino excelente”, mas que ao mesmo tempo ele estava se informando “através de sites realmente extremistas e que tinham medo dele”, de acordo com o New York Times, que reproduziu informações da agência estatal russa RIA Novosti.

Ao Russia Today, ela disse: “Eles [agentes do FBI] vinham até minha casa, conversavam comigo… eles me diziam que ele [Tamerlan] era um líder extremista e que tinham medo dele. Eles me diziam que toda informação que Tamerlan recebia era através de sites extremistas… eles o controlavam, controlavam cada passo dele… e agora dizem que isso é um ato terrorista! De jeito nenhum isso é verdade, meus filhos são inocentes!”

Reproduzindo entrevista do Wall Street Journal com o pai dos dois acusados, o diário britânico Independent publicou:

“O pai disse que estava presente [durante visita do FBI], mas não se preocupou: “Eles diziam ‘sabemos os sites que você frequenta, sabemos para quem você liga, sabemos tudo sobre você. Tudo’. Eles disseram ‘estamos checando e de olho’– foi isso o que disseram”.

Ou seja, pela descrição dos pais a vigilância sobre a família foi mais extensa e profunda do que revelou o próprio FBI, que em nota oficial disse nada ter encontrado contra Tamerlan.

Depois do interrogatório, o irmão mais velho viajou para a Rússia, onde passou seis meses no Daguestão. Ao voltar, aparentemente criou uma página no You Tube e incorporou vários vídeos jihadistas, conforme descrição do New York Times.

A essa altura, onde andava o FBI, que abertamente acompanhava a navegação de Tamerlan na internet?

Isso me parece mais surreal que o irmão mais novo, Dzhokhar, escapar a pé de um cerco policial, com ferimentos no pescoço e na perna.

Mais surreal que o dono da casa, desarmado, ter encontrado Dzhokhar escondido no barco que ficava no quintal, sem que houvesse reação; chamou a polícia, que chegou… atirando.

Mais surreal que o New York Times ter escondido o pedido da Rússia para que Tamerlan fosse investigado pelo FBI… no meio do texto.

Mais surreal que os Estados Unidos venderem “inteligência” ao Brasil na Copa de 2014.

Leia também:

Professor diz em carta que O Globo mente sobre a Venezuela

 

65 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

A inconveniente próxima capa da Rolling Stone com Dzhokhar Tsarnaev |

18/07/2013 - 09h02

[…] O Viomundo fez uma análise de um outro ponto de vista que vale também; Leia aqui. […]

Responder

Felipe Leonel

30/04/2013 - 14h40

Há grupos na internet, principalmente os “Anonymous”, dizem que isso foi só um “False Flag”. Li um pouco sobre o assunto. Tentei analisar algumas fotografias, e comecei a pensar sobre isso. Realmente, há muitas incoerencias neste caso. E as imagens e lengendas que li num blog(esqueci qual o blog) sobre o rapaz que perdeu as duas pernas parece desmentir totalmente a versão do FBI. E afirma que os USA atacaram a si proprio. Faz sentido? Qual é o objetivo?

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

24/04/2013 - 10h39

VOCÊ ACHA QUE O FUTURO DO BRASIL ESTÁ NA PRIVATIZAÇÃO DO ENSINO?

É POR ISSO QUE BATO TECLA NO TEMA EDUCAÇÃO!

E POUCA IMPORTÂNCIA É DADA À NOSSA GRANDE PRIORIDADE!

A TRANSFORMAÇÃO DA NOSSA SOCIEDADE NÃO SERÁ ALCANÇADA SEM ELA!

DEVEMOS CONCENTRAR FORÇAS PARA ISSO!

Começa um novo ciclo no setor privado de educação

23 de abril de 2013 | 2h 04
Ryon Braga – O Estado de S.Paulo

Desde 2007, quando ocorreu a primeira abertura de capital no setor brasileiro de educação privada, foram registradas mais de 180 aquisições de pequenas e médias instituições. Neste ano, o segmento de negócios educacionais entra em um novo ciclo – o das grandes fusões. Como o que se viu até agora foi sempre uma empresa comprando a outra, pode-se considerar a fusão entre Kroton e Anhanguera, anunciada ontem, a primeira do gênero no setor.
A instituição resultante dessa transação não só será a maior da América Latina, como também estará entre as maiores empresas educacionais com fins lucrativos do mundo, com potencial para se tornar uma Ambev da educação, já que a expansão internacional é uma consequência natural para empresas que alcançam esse porte. O conglomerado formado por Kroton e Anhanguera terá cerca de 15% de todos os alunos do Brasil.
Esse novo ciclo de consolidação do setor está diretamente relacionado à participação de agentes do setor financeiro na gestão das instituições de ensino. Dos cinco maiores grupos educacionais brasileiros, que juntos possuem mais de 1,5 milhão de alunos, quatro são comandados por empresas do setor financeiro. Entre as 15 maiores empresas educacionais do País, nove têm um fundo ou banco de investimentos em sua estrutura de gestão e governança – 60% do total. Ao contrário do que pensam alguns ideólogos, o setor financeiro trouxe benefícios para o segmento de educação nos últimos anos, como a melhoria do nível de gestão das instituições.
Mas como fica a qualidade da educação com essa fusão? Primeiro temos de lembrar que a educação superior como um todo (pública e privada), no Brasil, é muito ruim quando comparada com países de mesmo nível econômico e é péssima quando comparada com países desenvolvidos. A existência de grandes grupos como Kroton e Anhanguera não diminuiu o nível de qualidade da educação no País – ao contrário, aumentou. É óbvio que o aluno egresso da Kroton e da Anhanguera não tem o mesmo nível do aluno que sai da FGV ou do Insper ou ainda de um ITA ou de uma USP – nem poderia ter. Nessas instituições, praticamente só entra a elite intelectual brasileira. Quem vai estudar na Kroton e na Anhanguera trabalha o dia todo para pagar a mensalidade, e fez ensino médio em colégio público. É preciso muito esforço para transformar esse aluno em um profissional preparado para o mercado de trabalho. Como as gigantes do setor investem mais em gestão, conseguem um desempenho melhor do que o da maioria das pequenas e médias instituições no Brasil. Ter ou não ter fins de lucro é algo irrelevante para a qualidade. Cabe ao Ministério da Educação e ao mercado separar o joio do trigo.
* FUNDADOR DA HOPER EDUCAÇÃO

Responder

Nedi

22/04/2013 - 18h46

Há um tempo atrás, assisti a um documentário na TV Escola que tratava de testes nucleares estadunidenses no pós-guerra. Foram 1029 no total…SÓ ISSO. No mar, no ar, na terra e onde mais espaço houvesse. Esses testes expunham os soldados / marinheiros estadunidenses a doses cavalares de radiação, o que tornou muitos deles inválidos ou com sequelas seríssimas que extenderam-se aos familiares dos pobre-coitados. Lembro de uma frase de um desses soldados / marinheiros (não literalmente, mas com esse sentido): “…como eu poderia imaginar que o governo do meu próprio país (eua) ia submeter seus próprios cidadãos a radiação nuclear?” Nunca vou esquecer do rosto daquele soldado ao proferir aquilo…E VIVA LA democrÁcia!!! VIVA!!!

Responder

    Lafaiete de Souza Spínola

    24/04/2013 - 13h47

    Nedi,

    Eu, também, vi esse comentário, só não me lembro onde.

    Um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento das armas que foram lançadas no Japão, Leo Szilard, amigo pessoal do Albert Einstein, só desejava a arma como forma de persuasão ao nazismo e aos aliados japoneses. Sentindo-se traído pelos militares americanos, depois do lançamento das duas bombas, posteriormente, abandonou a área nuclear e dedicou-se à biologia.

    O Leo Szilard é considerado o verdadeiro descobridor da fissão nuclear!

Mark Weisbrot: O Brasil precisa se manter vigilante diante da ameaça dos EUA - Viomundo - O que você não vê na mídia

22/04/2013 - 14h27

[…] Os EUA ainda pretendem vender “inteligência” ao Brasil? […]

Responder

Ricardo de Queiroz

22/04/2013 - 14h02

uma versão diferente para o ocorrido em Boston: http://arucasblog.blogspot.com/2013/01/fue-un-montaje-el-atentado-de-boston.html?spref=fb
abs

Responder

    ricardo

    22/04/2013 - 14h47

    Versão?! Para com a cahcaça, rapaz, e vai tomar teu remdinho.

lando carlos

22/04/2013 - 13h56

Como parte de um dos integrantes do Riocentro, a Época sabe bem o que quer dizer ao perguntar : e se fosse na Copa ?

Responder

lulipe

22/04/2013 - 13h25

A falha não se deu com as agências de espionagens americanas, mas,sim, com os políticos que não levaran a sério as informações de que Bin Laden planejava atacar os EUA, feitas de forma reiteradas, em diversos relatórios.No final sempre quem decide é quem conhece pouco do assunto, como também acontece por aqui.Com relação a questões de inteligência o Brasil deve procurar quem tem competência nesta área, e deixando de lado a americanofobia de alguns, Os EUA juntamente com Israel e Inglaterra são os mais indicados para nos vender tecnologia e conhecimento, ou será que deveríamos buscar na Venezuela, Coréia do Norte ou Cuba???

Responder

    Caravajjo

    27/04/2013 - 01h01

    É verdade… por isso que hackers chineses estão dando um banho nos americanos.

Mário SF Alves

22/04/2013 - 12h39

Veja seja dita, heim, os caras têm na palma da mão todo o mix de reação do povo estadunidense, né não? Sabem, inclusive, como plantar heróis de ocasião.
______________________________
O laboratório de psicologia de massas por lá deve ser realmente extraordinário.
_______________________________________
Enquanto isso, por aqui, no campo de domínio da pior elite do mundo, o PiG só copia. Só copia e executa a pauta ditada/vinda de lá. Vai ver o PiG tem razões que a própria razão desconhece. Quem sabe?
_______________________________________________
Não percam o próximo episódio: “As Desconhecidas Razões do PiG”. É de lascar o cano!

Responder

Dida

22/04/2013 - 11h24

Olha as fotos dos paramilitares privados que fazem segurança no Iraque, agindo de maneira suspeita no dia dos atentados de Boston… porque essas fotos nao sairam na grande midia???? vejam a materia e as fotos:
verdadahora.cl/fotografias_detectan_a_paramilitares_privados_actuando_en_atentados_de_boston.html

Responder

Dida

22/04/2013 - 11h05

O atentado de Boston parece ser uma armaçao da empresa que faz segurança no Iraque ..tem muito material em Internet dos agentes de segurança dessa empresa com mochilas pretas no exato lugar onde explodiu as bombas… os irmaos tsarnaev sao bodes expiatorios…. vejam o video e tirem suas conclusoes : https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=vGSbztuPXwM

Responder

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 11h29

    Faz sentido. Além do que, se tudo sair como o esperado, mata-se um monte de coelhos com uma só simulacrada.

Jose Mario HRP

22/04/2013 - 10h11

“Vamos torturar o jovem checheno!?????
Pela pátria!!
Pela Liberdade!
Pela democracia!”

Vou vomitar …..de novo!
BLEARGHHHHHHHHHHHHHH………..

Responder

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 11h48

    Liberdade?!! Só se for a liberdade de – em se tendo dinheiro – consumir de tudo. Bom, a não ser que tratemos aqui de a liberdade quimérica, traduzida sob forma de estátua, parada e imobilizada.
    ___________________________
    A propóssito, os franceses, ou melhor a burguesia francesa, que não nasceu ontem, e já prevendo tudo isso, e pra não perder a pose e deixar claro que entendia o jogo jogado, presenteou-os com aquela rotunda Statue de la Liberté.
    __________________________________
    Assim, quem sabe, pode até ser.
    _________________________________________
    Em tempo: O Monumento, Statue “off” la Liberté, comemora o centenário da assinatura da Declaração da Independência dos Estados Unidos e é um gesto de amizade da França para com os Estados Unidos. Projetada e construída pelo escultor alsaciano Frédéric Auguste Bartholdi (1834-1904), que baseou-se no Colosso de Rodes para edificá-la.
    Fonte (adaptado de): http://pt.wikipedia.org/wiki/Est%C3%A1tua_da_Liberdade

Alex Back

22/04/2013 - 08h27

Vejo a situacao atual dos EEUU pelo seguinte prisma:
1. Reducao da oferta mundial de energia, devido a etapa final do ciclo economico do petroleo.
2. Reducao da economia global, com consequente quebra dos mercados marginais e menos preparados para absorver o choque do crescente preco da energia.
3. EEUU ja preveem tudo isso a muito tempo e passam a implantar um Estado policial, com continua restricao das liberdades individuais.
4. Atentados frequentes sao necessarios para forcar a mudanca da cultura vigente de liberdades.
5. O que justifica a atitude de “saber de tudo, deixar acontecer, faturar politicamente”. A cada novo atentado se fala da burrice das instituicoes americanas, mas na minha humilde visao, podem ser burros, mas nao inocentes. Os sucessivos atentados e a consequente paranoia crescente sao muito desejados.
6. Novo atentado -> novas restricoes -> mais pressao social -> novos “terroristas” -> novos atentados -> ciclo se repete -> ‘status quo’ se mantem

Responder

anac

22/04/2013 - 07h46

A fidelidade canina dos donos da Globo e o PiG em geral aos estados unidos da américa é de comover. Não é por acaso para que permaneçamos o quintal dos USA e servindo aos interesses do império, eles sabotam diuturnamente o Brasil. Só no Brasil mesmo se admite isso.

Responder

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 12h28

    É a dominação por dentro, prezada(o) anac. O Alípio Freire, no imprescindível “Um golpe Contra o Brasil” mostra, prova e demonstra exatamente isso.

FrancoAtirador

22/04/2013 - 03h11

.
.
Se fosse na Copa?

No Brasil, nenhum problema:

não precisa FBI, só OBrahma.
.
.
Mas, se a Globo trouxer o FBI,

e eu estiver próximo ao Estádio,

espero que não me bombardeiem,

por porte de armas químicas,

tipo um maço de cigarros “Free”.
.
.

Responder

nana

21/04/2013 - 23h37

Azenha saiu no Yahoo que segundo blog israelense de inteligência os irmãos chechenos eram espiões da CIA que se bandearam para o lado de grupos jihadistas
http://news.yahoo.com/rumor-check-tsarnaev-brothers-double-agents-jihadi-networks-235429954.html

Tenho para mim que eles perceberam a hipocrisia da política externa americana e entraram numa empreitada suicida… compreensível sabendo que eles nunca teriam chance de sair vivos desertando esse servicinho sujo que a CIA lhes deu.

Responder

Pedro

21/04/2013 - 23h04

Desde o atentado às torres gêmeas que o império americano entrou naquilo que poderíamos chamar de “fase hitlerista”, ou seja, inventar inimigos para fazer guerras destruidoras.
Fazer terrorismo e inventar terroristas é tudo que resta a um império que marcha aceleradamente para sua decadência.

Responder

Fabio Passos

21/04/2013 - 19h56

E a capa da revista da globo e real. rs
E demais. Podia ate ser uma gozacao do prof Hariovaldo.
O PiG, definitivamente, considera seus leitores imbecis.
Nao falo por mal. E indiscutivel. Esta ai pra qualquer um ver.

Responder

Aroeira

21/04/2013 - 18h55

Será que mataram o homem errado, que estava no lugar errado e na hora errada?

FONTE: Blogo do Nassif

Boston: ERROS E CONTRADIÇÕES NA COBERTURA

Por Raul Abreu Leite
Re: O vídeo que identificaria os autores do ataque em Boston

Nassif e Colegas,

Acabo de ver um vídeo no youtube, transmitido pela Globo News no dia 19/04 (dia em que morreu o vulgo suspeito nº 1 do atentado em Boston – Tamerlan Tsarnaev, o irmão mais velho), onde observa-se claramente, no mínimo, alguns erros e contradições grotescas na cobertura do programa. A minha primeira reação foi de muita estranheza.

Antes de mais nada, observe você mesmo:

http://www.youtube.com/watch?v=BWSKI9GCKnk

1 – Ao mostrarem uma pessoa sã (e nua) entrando no carro da polícia, o âncora (desculpem-me, não sei seu nome) diz, reiteradas vezes, que tal homem são (e nú) era um dos suspeitos e que, vejam bem, morreu no hospital. Como? Uma vez que ele aparentava estar muito são, o que causou sua morte no hospital?

2 – Lembre-se que as situações da morte, geralmente divulgadas, sobre o suspeito nº 1, Tamerlan Tsarnaev foram, ou na rua, devido a troca de tiros, ou atropelado pelo próprio irmão (o mais novo), ou no hospital devido aos ferimentos do tiroteio. As versões da causa da morte são divergentes, mas existe um consenso entre os veículos, que apenas Tamerlan Tsarnaev morreu naquele dia, fora um policial, claro. Limitando-nos somente a estas premissas que levantamos através do video, podemos inferir que o homem a quem o âncora se refere, lógicamente seria o próprio Tamerlan Tsarnaev.

3 – A contradição transmitida pelo âncora toma proporções ainda maiores ao depararmos com as condições do corpo do suspeito (que entrou inteiro no carro) completamente escoriado. A imagem a seguir parece ser de fato o corpo de Tamerlan Tsarnaev, porém de qualquer forma, todos os relatos da mídia confirmam tal estado de seu corpo (imagem ‘levemente forte’, com cortes profundos na pele):

http://www.documentingreality.com/forum/attachments/f237/443688d13663991

Poderíamos concluir, portanto, que Tamerlan Tsarnaev foi executado (pelo FBI?), no hospital, ou mesmo antes. Contrariando todas as causas informadas até o presente momento.

Compartilhei o vídeo apenas para fins informativos, por eu não ver ninguém falando nada nada sobre ele na internet (até onde pesquisei) e por quase não vermos a mídia falar sobre o suspeito nº 3 (além dos dois irmãos), como veremos.

Já que não encontrei nenhum tipo de retratação da Globo News e nenhum contra-argumento em sites nacionais, segue os estrangeiros que eu encontrei (existem outros):

http://www.npr.org/blogs/thetwo-way/2013/04/19/177885868/shots-explosion

Update at 7:30 a.m. ET. Arrest Of Third Person:

A third man, who authorities believe was an accomplice of the bombing suspects, has been arrested according to NPR’s Dina Temple-Raston. He may be the man, seen in videos earlier Friday, who police ordered to strip naked and was then put in the back of a patrol car.

http://www.infowars.com/boston-bombing-suspect-killed-another-on-the-run/

“Two men identified by law enforcement sources as the Boston Marathon attack suspects — armed with explosives and guns — battled authorities in a Boston suburb early Friday morning, unleashing chaos until cops took one of the men into custody, and the other fled, the sources said. Officials later said the the suspect taken into custody died,” reports NBC News.

Doctors said the suspect had “suffered extreme trauma to his trunk area” and had “a combination of blast and gunshot wounds.”

Another suspect who was later released was held at gunpoint by police and later marched naked to a squad car.

Neste momento estou inclinado a acreditar que trata-se “apenas” de uma trapalhada grotesca do telejornal, embora não me surpreenderia se eu estivesse enganado neste ponto.

Responder

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 12h24

    Comentário (ipsis literis) de Andrea Ouro Preto em relação ao video postado no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=BWSKI9GCKnk:

    “O cara entra andando na viatura, como ele pode chegar morto no Hospital??!?… Muito sinistro isso.!!!…mas não estou vendo em lugar nenhum as pessoas comentando sobre isso, mas sinistro ainda…”

Gerson Carneiro

21/04/2013 - 18h15

Acabo de chegar da casa do meu sogro, italiano, que é fã do VIOMUNDO por causa de eu, e por causa desse post ele me emprestou o livro “O inverno da guerra” de Joel Silveira – “jornalismo de guerra”.

A passagem de que os soldados brasileiros vestiram roupas de verão no inverno na Itália está descrita no documentário “a cobra fumou”, documentário emprestado a mim por esse meu sogro italiano. Vale muito a pena conhecer.

http://www.youtube.com/watch?v=Z726h2euqBs

Azenhão é phoda!

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

21/04/2013 - 17h47

Onde estão as armas químicas do Iraque?

A principal medida de segurança para o Brasil considero o investimento maciço na educação como tenho comentado, muitas vezes, aqui.

Com o nível atual da nossa educação, principalmente a básica, continuaremos sendo um país frágil.

Injustiça social é, também, sinônimo de fraqueza. E a maior injustiça é a falta de educação!

Poucos preocupam-se com a educação!

Responder

    Mário SF Alves

    21/04/2013 - 20h43

    Prezado Lafaiete, por que a gente não fala de educação política ou instrução política. Penso que você se interesse por estratégia e metodologia educacional. Então, por que não refletirmos sobre isso? Não seria a educação política um magnífico motor para a educação como um todo?

    Lafaiete de Souza Spínola

    22/04/2013 - 15h45

    Prezado Mario SF Alves,

    Eu não penso na classe média, nos, aproximadamente, 20% da nossa população.

    Como educar politicamente uma população que luta, no dia a dia, pela sobrevivência, pela alimentação, que desacredita em tudo e em todos?

    Boa parte dessa classe média (A e B) conhece melhor Nova York que o seu próprio país.

    Na minha visão, não alcançaremos transformações duradouras sem investimento na educação, alto investimento.

    Temos uma população facilmente manipulável. Você sabe que a maioria não possui internet e muitos pouco uso fazem desse meio de informação.

    Sou a favor de que se concentre os esforços na educação a partir dos 04 anos, em tempo integral, com alta qualidade, federalizada. Isso não é tudo mas facilita entender o mundo.

    Mudanças duradouras somente serão possíveis tendo nosso povo; os mais injustiçados, principalmente essa nova geração; como ator principal.

RicardãoCarioca

21/04/2013 - 16h20

Acho que ninguém entendeu ainda. Está para ser votada a reforma das leis de imigração nos EUA. Nada como um atentado praticado por estrangeiros para frear o ímpeto liberalista dos democratas e do apoio de fatia expressiva da sociedade estadunidense. Isso foi mais um inside job da extrema direita de lá. Aposto.

Responder

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 12h29

    Ah, se fosse “apenas” isso, companheiro. Ah, se fosse.

Mário SF Alves

21/04/2013 - 16h04

“Isso me parece mais surreal que o irmão mais novo, Dzhokhar, escapar a pé de um cerco policial, com ferimentos no pescoço e na perna.”
____________________
É esse o ponto. Ou não?

Responder

Mário SF Alves

21/04/2013 - 16h01

“Nos dias seguintes aos atentados, o governo Bush permitiu que parentes de bin Laden e outros sauditas deixassem os Estados Unidos às pressas e, meses depois, começou a planejar a invasão do Iraque.”
______________
“Meu ponto é que terroristas sauditas foram os responsáveis pelo 11 de setembro mas os Estados Unidos invadiram… o Iraque (no caso, com inteligência forjada, como em “armas de destruição em massa”).”
___________________
Êpa! Matéria clara. Críticas consistentes. Verdadeira antevisão do processo. Mas… cadê o ponto, prezado Azenha?
________________________
Quer saber, essa coisa já vem enrolada desde o assassinato do Kennedy. A meu ver falhas na “inteligência” vêm desde aquela queima de arquivo:

“Um fuzileiro naval que desertou para a União Soviética e mais tarde retornou a seu país, Oswald foi preso sob suspeita de ter matado o oficial de polícia J. D. Tippit, sendo posteriormente conectado ao assassinato do presidente Kennedy. Ele negou qualquer responsabilidade pelos crimes. Dois dias depois, em 24 de novembro de 1963, enquanto era transferido sob custódia policial da cadeia municipal para a cadeia estadual, Oswald foi baleado e mortalmente ferido por Jack Ruby.”
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lee_Harvey_Oswald
________________
E o que dizer de tamanha “inteligência”?

“Em 1964, a Warren Commission concluiu que Lee Harvey Oswald agiu sozinho no assassinato do presidente Kennedy, conclusão alcançada posteriormente por investigações do FBI e do Departamento de Polícia de Dallas.”

Responder

Bernardino

21/04/2013 - 13h38

SR SIMAS quando as forças armadas brasileiras e esse tal estado maior soa patriotas nunca foram,exceçao do LOTT E GEISEL alias dois descendentes um ingles e outro Alemao ate um paradoxo.Os demais sempre foram lambe botas dos IANQUES,passasram 20 anos no poder e nao foram MAchos pra fazer a tal Bomba atomica de efeito dissusivo para nossa segunrança.So bateram em estudante e operarios indefesos,fazendo o jogo das elites daqui e do Tio SAM.

Para exemplificar melhor o FHC assinou o Tratado de Nao Ploriferaçao Nuclear a mando dos EUA e eles engoliram e nao foram pra cima do Canalha pra exigir respeito a nossa soberania,portanto sao todos SAFADOS e Antipatriotas ate porque FARDA nao é sinonimo de PATRIOTISMO,Caso contrario teriam emparedado o FHC e dito: NAO MEXA AÍ é nosssa soberania e nao concordamos!!!!

Responder

    simas

    21/04/2013 - 17h26

    Ahhh!… Bernardino:
    Não cometa o equívoco de misturar o nome do Marechal Lott com outros… Não faça, isto.
    Entendo e sei q nas CA’s sempre existiram aquelas personagens, iguais e tão “valorosas”, às do meio civil. Aliás, a proporção numérica dos ambientes nunca são consideradas… E, convenhamos, a civilidade canhestra sempre aprisionou o militarismo, oportunista. Além do mais, da mesma forma q existem doutores insignes, vc deverá encontrar soldados extraordinários.
    Outra coisa; parece-me q vc se esqueceu q o Exército já tinha preparado um poço, pra teste nuclear… O Pres Collor foi quem jogou a pá de cal na situação. Mais agora, faz menos de quatro anos, acho… um Almirante, considerado o responsável pelo Plano Nuclear da Marinha, afirmou na mídia (mafiosa e terrorista), q os americanos deveriam saber de tudo o q se projetava por aqui, devido a sempre constante espionagem daquele pais, com relação à nós outros. Esse comentário se deveu à pressão da Agência, intl, q desejava monitorar Aramar e estava sendo proibida.
    Pra vc ver, eu q nem leio a imprensa, maldita, estou sabendo dessas coisinhas.
    Abraço, respeitoso

Urbano

21/04/2013 - 13h29

Boa parte desse tema é repasse. E não foi comprado, não…

Responder

    Mário SF Alves

    21/04/2013 - 16h08

    E ainda dizem que os ventos do Norte não movem moinhos. Ah, se movem. Só não movem os moinhos do povo; isso com toda a certeza.

    Urbano

    03/05/2013 - 20h34

    Mário, atrasado é aquele que nunca chega.
    O problema, Mário, é que os ianques não sabem que dessa inteligência deles, pelo menos cinquenta por cento, ou seja, a carnificina das guerras contra as populações civis, os da oposição ao Brasil ainda não são altamente versados. Agora, a outra metade…

Julio Silveira

21/04/2013 - 10h54

Epoca = Globo, como vemos a agência estadunidense funciona.

Responder

Gerson Carneiro

21/04/2013 - 05h39

Don’t worry, Mr. Azenha. Cause it´s gonna be all right!

Responder

    renato

    21/04/2013 - 13h21

    FHC e LULA, lula pintou os cabelos e
    o mustache.

Antonio

21/04/2013 - 03h12

Azenha, por favor, reproduza este video no seu site, para que seus leitores tenham conhecimento do que está acontecendo no Rio para que a Copa da FIFA seja realizado: é desumano, no nivel do Pinheirinho.
http://blogdojuca.uol.com.br/2013/03/a-caminho-da-copa-imperdivel/

Responder

    José Ruiz

    21/04/2013 - 13h30

    parei de assistir quando disse que o problema da Grécia foi a má propaganda nas olimpíadas de Atenas..

simas

21/04/2013 - 03h06

Oportuno, mto oportuno, o texto.
No início, fiquei pasmo com o rapaz q se apresentou à polícia, indignado, por assistir na super mídia, estadunidense, sua imagem ou retrato, apontando-o como suspeito… Afinal, tamanho e lamentável erro de informação, não seria coisa de Latinos?… Os portugueses e espanhóis, useiros em se postar de quatro, diante dos humanos, loiros e de olhos azuis, não são aqueles q nos vilipendiam, desde sempre? Aê, fico a pensar em nossos Índios, coitados, sempre considerados… ou desconsiderados em sua tremenda cultura ao conviver com a natureza e dela tirar não apenas a sobrevivência; porém, toda uma riqueza q ainda nos é desconhecida… Ah! Até qdo tínhamos, nós, no Império, uma Armada de impor respeito, nos deixamos levar pelo “vigor” do Reino Unido, do momento, e fazer uma guerra, desigual, com nosso vizinho, ali… No final, sempre nos levaram onde queriam; e, ainda, pensam em nos fazer de uso, próprio. Pensam. Gente, os tempos são outros e o mundo, mesmo, se agiganta em auto-confiança; dá pra tirar conclusões, como esses ídolos são de barro e ocos; apenas, pintados com coloridos… não usuais. Uma grde mentira. E pra manter esse efeito, mentem, tanto, q se enroscaram num amaranhado de mentiras. E já começam revelar, um nada do q se esforçam mostrar e demonstrar. Pra manter essa importância, toda, já estão endividados em tal ordem, q não vão conseguir sanar suas dívidas; mesmo, pq, tem de continuar a fomentar a corrupção, ininterruptamente.
Depois, na situação, como esses dois rapazes vieram de uma região conflagrada e, com lá, mantinham vínculos, sem despertar suspeitas e cuidados?… O aparato de segurança q sabemos existir no mundo desenvolvido é extremamente dispendioso e não permite o manejo, desse caso, como transpareceu… A opinião pública está assistindo o tatear da insegurança. A maior surpresa, é como dois garotos, com o histórico revelado, fizeram o q fizeram… sem qq contrapartida do FBI, da CIA, da inteligência das forças armadas dos EEUU.
Outro aspecto, gravíssimo, seria o nível de antipatia adquirida pela sociedade americana. Está cada vez mais evidente. Situações de violência se repetem, envolvendo americanos e não americanos; e todo mundo está armado e não se vê propensão em abandonar sua “maquininha”… Afinal, induziram o povo a gostar de bangue-bangue.
Agora, se a nossa mídia, maldita e terrorista tenta, imagina, q os americanos possam nos vender segurança… Ela, como ponta de lança dos interesses transnacionais, não faz mais q seu papel; ganha pra isso. Então…
Espero q o Estado Maior das Forças Armadas, formadas por militares q não param de repetir q são honestos, amam à Pátria e tudo mais… se faça presente, dando a opinião de direito, cfe obrigação.

Responder

José X.

21/04/2013 - 00h25

A verdade é que é impossível evitar atos de terrorismo com 100% de garantia.

Mesmo desconsiderando a motivação ideológica pode existir a possibilidade de uma pessoa desequilibrada cometer um ato terrorista.

Mesmo que os Estados Unidos gastem TODOS os dólares que existem sempre vai haver possibilidade de alguém entrar num restaurante, pegar os talheres e sair atacando todo mundo. (Tenho até medo de escrever isso, vai que achem que estou sugerindo isso…)

Responder

Marat

21/04/2013 - 00h20

Assim como os vampiros necessitam de sangue para viver, os EEUU necessitam de mentiras e guerras para manter seu triste império do IV Reich ativo. Certamente coisas muito piores estão por vir… num futuro não muito distante, aqui estarão eles, apoderando-se do Aquífero Guarany. Não faltarão políticos do PSDB/PFL para apoiá-los. Não faltará apoio também de nossa digní$$$ima impren$$$a, bem como não faltarão religiosos (católicos e protestantes) dizerem que isso é um beneplácito dos céus!

Responder

    Mário SF Alves

    21/04/2013 - 16h26

    Pois é. O que era teoria já tá virando senso comum. Conspiração, sim. E sem o lenga-lenga da tal de teoria. E o que é pior – e é como você disse – vem coisa mais grave por aí. Já não basta a mídia convencional. Ela já não se sustenta mais por si só. A Internet, a informática, bilhões de cálculos por segundo, comunicação em tempo real, a aldeia global, e os povos já começam a pensar fora do riscado, daí… haja simulacros e simulações, e terrorismos de “estado” e seitas religiosas pra dar conta do recado.
    ___________________________
    É o vírus do qual nos falou Marx.

Jr.

21/04/2013 - 00h07

11 de setembro. Há pessoas que acreditam que esse atentado… foi uma bela farsa!

Responder

Fabio Passos

20/04/2013 - 23h59

Esta capa e uma gozacao com a globo ou e de verdade?
Ja e impossivel saber quando e chacota com o PiG ou algo ‘serio’. rsrs

Responder

Fabio Passos

20/04/2013 - 23h56

A “inteligencia” ianque participou da criacao e treinamento da al qaeda para atacar os sovieticos… se algo poe em risco a seguranca do planeta e a “inteligencia” ianque.

Aqui no Brasil, durante a copa, devemos temer terroristas da extrema-direita, incitados pelo PiG e amargurados com a sequencia de derrotas eleitorais.

Responder

    Alemao

    21/04/2013 - 05h31

    Não seja ingênuo, um evento mundial como esse poderia muito bem ser alvo de uma Al Qaeda. Ou vc acha que só porque o Lula foi nosso presidente que os terroristas iriam nos poupar?

    Mário SF Alves

    21/04/2013 - 16h28

    Al… o quê, quem? Ah, a do Bin Laden. Então tá.

    rodrigo

    21/04/2013 - 17h41

    Terrorista é você…

    Jotage

    21/04/2013 - 20h11

    Tenho mais medo de um Alemão remanescente do nazismo, afinal o PIG os incentiva todo dia.

renato

20/04/2013 - 23h54

Vender inteligencia?
Eles quiseram vender a bolinha de papel, e
o SBT pegou a farsa.
Não foi uma farsa as Torres Gêmeas.
Pentágono, o outro avião que sumiu?
Sei que foi verdade a fumaceira, o resto?
Quem quer comprar uma farsa Hollywoodiana?
Quem esta correndo um sério risco, é a Venezuela!
Para Obama, uma pequena resposta das Industrias
Bélicas de seu país.
Se você tem uma Industria Bélica, como será as
palestras de auto estima de vendedores.
A Bandeira Branca.
No mais, o mesmo do mais.

Responder

    Mário SF Alves

    21/04/2013 - 16h34

    Simples assim. E a tragédia é companheira inseparável das estratégias constantes e já nada ocultas de tais simulacros engendrados pelo “fim” da História.

João-PR

20/04/2013 - 23h35

Quem não viu, deve ver o documentário Fahrenheit 11 de Setembro – por Michael Moore, disponível no youtube ( http://www.youtube.com/watch?v=vhT56WyYyZg).
Vejam, e depois tirem suas próprias conclusões sobre o 11 de setembro.

Responder

ZePovinho

20/04/2013 - 23h19

E os atentados,feitos pela CIA,ocorrerão na Tríplice Fronteira(população pesada de muçulmanos) e justificarão uma base dos EUA na área.

Responder

Marat

20/04/2013 - 23h18

No que se refere à (caixa baixa proposital, revisor!) veja, ao grupo globo, bandeirantes, sbt, folha, estadão et caterva, o nosso famoso e popular complexo de vira-latas será sempre alimentado, afinal de contas, aqueles que adoram desprezar e humilhar certos grupos no Brasil, adoram humilhar-se perante os dólares manchados de sangue do Tio Sam, país terrorista, ladrão, assassino e mentiroso, que manda e, ao que tudo indica, sempre mandará neste torpe e sujo mundo!

Responder

Marat

20/04/2013 - 23h14

De acordo com a boa obra da Editoa Codex, em seus volumes da II Guerra Mundial, O General Clark e o alto comando aliado na II Guerra esforçaram-se para demonstrar que os pracinhas não serviriam de “bucha de canhão” dos EEUU… esse e outros fingimentos de simpatia e apreço foram cobrados com juros enormes, cujo ponto de culminância foi o Golpe de 1964, o o qual, reputo, nos deu e sempre dará o posto de país do 4º mundo!

Responder

Marat

20/04/2013 - 23h10

Os EEUU e seus serviçais da OTAN praticam terrorismo diariamente no Afeganistão e no Iraque, no entanto, não vejo nenhuma matéria aqui no Brasil, nem no exterior, tratando disso! Somente a Al Jazira teve a coragem (e quase que foi bombardeada pelos democratas da OTAN) de inserir na Internet algumas fotos de crianças árabes destroçadas pelas bombas da democracia ocidental!

Responder

    Gersier

    22/04/2013 - 10h40

    Permite uma correção?
    Democracia ocidental não,democracia hipócrita e cínica estado-unidense.

    Mário SF Alves

    22/04/2013 - 11h59

    Aê! Perfeito, caro Gersier. Bom, a não ser que os ex-comunistas tivessem razão, meu caro? Aí, o jeito é concordar com o Lenin e cair de pau no que à época ainda se podia chamar de democracia burguesa (ué… mas será que existe ainda, onde?)

Deixe uma resposta