VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Viomundo e NaMariaNews perguntam: Kassab o que mais você sabe?

16 de setembro de 2011 às 23h21

por Conceição Lemes

Em 7 de setembro, o Estadão e o JT denunciaram que o governo paulista mantinha contrato sem licitação há três anos com a Fence Consultoria Empresarial para a realização varreduras contra escutas telefônicas na Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodesp).

A mais recente renovação foi em julho de 2011. Alegação da Prodesp para não licitação: a Fence era a única empresa no mercado que atendia a todas as suas necessidades.

No dia seguinte, porém, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que havia rescindido em 1 de setembro, mas que o encerramento não fora ainda publicado no Diário Oficial. A decisão teria sido após a reportagem do Estadão e do JT procurarem a assessoria de comunicação da Prodesp, da Secretária de Gestão Pública e do próprio governo.

Alckmin disse ainda: “Eu não tinha a informação [sobre o contrato]. Quando tomei conhecimento, mandei rescindir, pela simples razão de que tem uma determinação do governo que é não contratar sem licitação”.

“Como não sabia?!”, reage, estupefata, NaMaria, do Blog NaMariaNews, em entrevista a esta repórter. “É absurdo completo o Alckmin dizer que desconhecia o contrato, pois a Prodesp, que mantém o Intragov [internet governamental] cuida de TODA a rede de dados do Estado de São Paulo. Incompetência? Conveniência? Falta de sinceridade? Ignorância? O que fez a equipe de transição que não ‘pegou’ esse contrato? Como diz não saber e não aprovar tais condutas (contratos sem licitação) se o Tribunal de Contas alega total normalidade neste tipo de negócios?”

De fato, em sentença do conselheiro-relator Cláudio Ferraz de Alvarenga, publicada em 21 de dezembro de 2010 no Diário Oficial do Estado, afirma: Julgo regular o termo de prorrogação e ratificação e legal o ato ordenador das despesas decorrentes.

E agora, governador?

A Prodesp está presente em praticamente toda a administração pública estadual paulista, incluindo os poderes Legislativo e Judiciário. Também fazem parte da carteira de clientes da empresa várias prefeituras, entre as quais a de São Paulo. Dêem uma olhada nesta lista. Vai da Assembleia Legislativa aos tribunais de Contas e de Justiça, passando pelo Poupatempo, Junta Comercial, Hospital das Clínicas de São Paulo.

Segundo a matéria do Estadão e do JT, “a contratação se deu sem licitação porque a Prodesp avaliou tratar-se da única empresa no mercado que atendia a todas as suas necessidades”.

“A Fence atuou antes no Ministério da Saúde, no caso Lunnus, nos grampos do TSE”, lembra NaMaria. “Vem da época em que Serra [José Serra, ex-governador] era ministro da Saúde, não à toa a empresa reaparece aqui em São Paulo. Serra trouxe para o governo Estado de São Paulo o esquema montado no Ministério da Saúde.”

“Se foi contratada e recontratada pela Prodesp sem licitação por ‘notória especialidade’ ou porque era a ‘única empresa que atendia às suas necessidades’, por que o contrato foi desfeito diante da perspectiva de uma reportagem?”, avança NaMaria. “A ‘notória especialidade’ então era cascata?”

“Além da falta de licitação e do valor, o mais interessante desse contrato entre a Fence e a Prodesp é o seu objeto”, aponta NaMaria. “Visa à ‘detecção de intrusões eletrônicas nas instalações da Prodesp ou em outras localizações de seu interesse’. Prevê ‘execução de trabalho em áreas fora de sua sede – ou em outras localizações de seu interesse – em caráter emergencial ou não, em até 48 horas’. A título de quê?”


Curiosidade. No artigo Alckmin cancela “varreduras” da Prodesp, publicado em 9 de setembro, o leitor Nico Guillon comentou:

“Só pra vocês terem a memória refrescada, é bom ir ao excelente NaMaria News, porque ela foi a primeira a dar esta informação em toda “imprensa” , NÃO FOI O ESTADÃO (primeiro em 17/setembro/2010, segundo em 22/setembro e terceiro em 25/outubro). Entre outras obscenidades e maravilhas ela revela pontos obscuros dignos de maiores investigações”.

Na mosca.

MOMENTO RELOAD NAMARIANEWS: SERRA, ITAGIBA E FONTENELLE

NaMaria News foi o primeiro veículo a mostrar os contratos feitos pela Prodesp – Serra era ainda governador mas já candidato à Presidência da República – e a Fence Consultoria Empresarial, do ex-dirigente do SNI, o coronel reformado do Exército Ênio Gomes Fontenelle.

As relações entre eles datam de 2000.

Serra, ministro da Saúde, chamara Marcelo Itagiba para montar um “aparato de inteligência” na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), de seu ministério. Itagiba tinha cacife: eram amigos de priscas eras e havia coordenado o Centro de Inteligência da Polícia Federal. Ele então encarregou para a tarefa mais alguns delegados da Polícia Federal. Quando o esquema começou a feder e vazar demais, Serra, em dezembro/2000, contratou Ênio Fontenelle e sua Fence Consultoria, terceirizando e ampliando as “sondagens”.

Coincidentemente, o contrato feito entre o ministro da Saúde, José Serra, e a Fence, também previa “a verificação de intrusões eletrônicas”. Igualzinho ao da Prodesp.

O serviço de R$1.872.576,00 foi rompido no começo de 2003 por Humberto Costa, ministro da Saúde do primeiro governo Lula. Só que antes disso, em 2002, estraçalhou a candidatura de Roseana Sarney à Presidência da República. Estávamos no segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso e Serra também queria ocupar o Palácio do Planalto.

O contrato da Prodesp com a Fence em 2008 tem outras coincidências com o da época de Serra ministro da Saúde: mesmas bases, mesma configuração legal, mesmo período crítico pré-eleitoral, até quase na mesma faixa de preço. Resultado: a Fence desembarca em pleno governo de São Paulo, trazida pelo mesmo homem que a levou à Brasília na era FHC.

Dois contratos foram assinados em poucos dias, com início em 2008.

O primeiro, 005/2008, no valor de R$69.120,00, publicado em DO 26/abril, rezava:

1- O valor e reajustes – pág. 5. Para executar os serviços, o pagamento mensal será da seguinte forma: R$384,00 para cada um dos 180 itens elencados:

Mas, se houver pedidos extras, emergenciais, a coisa fica assim: paga-se R$2.000,00 por visita, não inclusos no valor total do contrato.

O segundo contrato, 014/2008, saiu publicado em DO em 5/julho/2008, mas foi assinado em 27/maio (conforme DO), portanto antes do encerramento do primeiro. E, claro, livre de licitação.


A grande diferença é que o valor passou para R$858.640,08, sendo R$69.120,00 mensais (fora os extras em custos operacionais por serviço).

Em 18/junho/2010, mais uma prorrogação do 014/2008. Tudo sem licitação no PRO.002.5436. Proc.: 84906. O valor continuou o mesmo: R$ 858.640,00. Até o momento, a Fence recebeu dos cofres públicos paulistas R$2.645.040,24,
quantia bem superior àquela de 2002, quando prestou serviços ao Ministério da Saúde.

18/junho/2010

Contrato: PRO.002.5436. Processo: 84906. Fornecedor: Fence Consultoria Empresarial Ltda.

Assinatura: 27/05/2010. Prorrogação
– Obj.: Serviço Técnico Especializado em Segurança de Comunicações.
Valor: R$858.640,00. Vigência: 12 meses.
Modalidade: Inexigibilidade nº.014/2008

DO 19/agosto/2011
Contrato: PRO.003.5436. Processo: 84906. Fornecedor: Fence Consultoria Empresarial Ltda..

Assinatura: 08/07/2011. Prorrogação
– Objeto: Serviço Técnico Especializado em segurança de Comunicações.
Valor: R$858.640,00. Vigência: 12 meses.
Modalidade: Inexigibilidade nº.014/2008.


POR QUE SÓ UM ANO DEPOIS A GRANDE IMPRENSA “DESCOBRE’’ A FENCE?

“Rescindir o contrato com a Fence não basta”, ressalta NaMaria. “É preciso escancarar essa caixa-preta, para esclarecer questões até hoje nebulosas.”

O deputado estadual Simão Pedro (PT) entrará na próxima semana com uma representação nos ministérios públicos do Estado de São Paulo e Federal,  pedindo a investigação dos contratos da Fence. Enquanto isso, ele tenta recolher assinaturas na Assembleia Legislativa para instalar a CPI do Grampo. São necessárias 32.

Com ajuda inestimável de NaMaria, seguem algumas perguntas que achamos fundamentais para o esclarecimento desse imbróglio arapongo-tucano:

* Não existiriam mesmo outras empresas semelhantes no mercado? Ou foi por “notória especialidade”?  Como se aplica a “notória especialidade” neste caso?

* Como se faz o tal rastreamento de intrusões eletrônicas? E como se faz o mesmo serviço fora da Prodesp?

* O que acontece caso sejam encontrados os tais intrusos eletrônicos? O que se faz com a “informação”?

* Como conseguiram colocar os intrusos eletrônicos dentro da fortaleza que é a Prodesp (ou outros órgãos estaduais)?

* Por que os contratos com a Fence foram assinados somente a partir de abril de 2008?  Antes não havia o mesmo risco?

*Por que (pelo menos no Diário Oficial) aparecem dois contratos da Prodesp com a Fence? Como se vê acima no texto, o segundo foi assinado antes do primeiro ter terminado e seu valor é ainda maior, supostamente para fazer a mesma coisa que rezava o objeto do primeiro.

*Além das “intrusões telefônicas”, seria possível também rastrear pela WEB os computadores dos órgãos do governo ligados à Prodesp? Por exemplo, as máquinas de qualquer Secretaria – já que qualquer uma delas está ligada ao Intragov e, consequentemente, à Prodesp?

Agora, há um “mistério” midiático que urge ser esclarecido por nossos colegas jornalistas.

Em 17 de setembro de 2010, o NaMariaNews denunciou as estranhas “coincidências” entre o esquema de grampos montado por Serra no Ministério da Saúde e os contratos da Fence com o governo de São Paulo.

Em 22 de setembro de 2010, revelou mais detalhes dos estranhos contratos da Fence/Prodesp.

Em 25 de outubro, publicou um terceiro post sobre o assunto.

Por que somente um ano depois, por sinal usando os cálculos do NaMariaNews,  a grande imprensa atentou para os contratos da Fence com a Prodesp?

Será por que há um ano a bomba explodiria no colo de José Serra que era o candidato da mídia à Presidência da República?

E por que só agora em 7 de setembro de 2011?

Há quem ache que foi devido à publicação de matérias pelo Azenha, Rodrigo Vianna e Paulo Henrique Amorim, em 5 de setembro sobre o livro Privatas do Caribe, do repórter Amaury Ribeiro, que será lançado até o início de novembro.

NaMaria, pelo seu conhecimento do modus operandi dos tucanos na administração pública paulista, acha que o prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP) tem a ver com a “descoberta” da Fence pela grande imprensa.

Realmente, é uma das hipóteses a ser, no mínimo, cogitada.  Primeiro, porque a decisão de O Estadão e JT fazerem a matéria é anterior àquela sobre o livro do Amaury, publicada em 5 de setembro. De acordo com os jornais paulistas, no dia 22 de agosto, o repórter procurou as assessorias de comunicação do governo do estado e a reportagem saiu no dia 7 de setembro. Segundo, porque o Kassab, que até outro dia vivia de amores com o grão tucanato paulista, parece que resolveu jogar algumas penas no ventilador.

Nota do blog Poder Online, do portal IG, de 17 de junho de 2011,  em  23 de maio, nas Faculdades Metropolitanas Unidas, durante palestra sobre bullying,  diz que Kassab travou o seguinte diálogo com o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP):

– Eu vou quebrar o seu pescoço, o do [Geraldo] Alckmin, do Alexandre [Moraes] e o do Rodrigo [Garcia].

– O que é isso Kassab? – teria dito Chalita, surpreso com a agressividade do prefeito.

– Tá tudo grampeado – respondeu Kassab.

– Grampeado o quê? Você está me ameaçando? – devolveu o deputado.

Outras hipóteses de NaMaria para a “descoberta” da Fence:

* O sistema foi usado por todos aqueles ligados a Serra, inclusive o Kassab, até o momento em que isso poderia virar-se contra ele. Daí ele ter chiado na discussão com o Chalita, dizendo que estava “tudo grampeado”?

* O Serra continua a ter acesso aos grampeamentos da Fence e o Alckmin resolveu denunciar na imprensa e, dessa forma, justificar o término do contrato, sem desagradar muito ao Serra?

* O Alckmin assumiu os benefícios do contrato e o Serra resolveu queimar através do Estadão?

* Todos eles – Alckmin, Chalita, Kassab e Serra – sabiam dos trabalhos de grampeamento da Fence, afinal ela havia sido contratada para isso. Agora, com a luta entre eles e todos sabendo da existência dos grampos, o grampeamento beneficiaria a quem?

* Se fizermos uma linha do tempo da esculhambação massiva do Kassab pela grande imprensa, onde se encaixaria a “descoberta” da Fence?

Independentemente da hipótese, tudo indica que o Kassab sabe. E já que o prefeito começou a jogar penas no ventilador, nós, do Viomundo, e o NaMariaNews,  perguntamos humildemente: Kassab o que mais você sabe?

Leia também:

Simão Pedro coleta assinaturas para CPI do Grampo em SP

NaMariaNews: Alckmin gasta 9 milhões pela fidelidade da PIG

Privatas do Caribe: livro de repórter identifica esquema de espionagem tucano

 

115 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Regina Braga

19/09/2011 - 10h21

Mas o apelido carinhoso do Kassab,não é Nunkasabe? Como ele pode saber de alguma coisa?Ele é um executor, dos planos elaborados por outros.

Responder

    beattrice

    19/09/2011 - 13h05

    Ele sabe muito mais do que o "apelido carinhoso" dele revela.

SILOÉ-RJ

18/09/2011 - 21h13

Ele sabe muito, mas jamais abrirá o bico.
Está atolado até a alma, como os outros.

Responder

beattrice

18/09/2011 - 18h56

BRAVO NaMaria News, sempre alerta, sempre em dia, sempre na defesa do povo paulista.
Lamentável que o próprio povo paulista ainda não se defenda deste bando.

Responder

jõao

18/09/2011 - 18h12

Folha lança site para receber informações de fontes anônimas

Publicidade

DE SÃO PAULO

A Folha lança neste domingo o programa Folhaleaks, um canal na Folha.com (folha.com/folhaleaks) para receber informações e documentos que possam merecer uma investigação jornalística.

Trata-se de uma ferramenta que permitirá ao leitor enviar sugestões, informações e documentos inéditos capazes de gerar reportagens investigativas elaboradas pela equipe do jornal.

O internauta poderá fazer isso de forma anônima –o jornal preservará o anonimato das fontes que não queiram se identificar, procedimento autorizado pela Constituição brasileira quando necessário para garantir o direito à informação.

"O Folhaleaks foi criado para ampliar o acesso da sociedade a informações relevantes, estreitando ainda mais a relação dos leitores com a produção de reportagens de interesse público", afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha.

DOCUMENTOS

Poderão ser enviados para o portal textos e arquivos (vídeo, foto, áudio). As informações e documentos passarão por uma triagem. Não serão publicadas informações que não tenham sido checadas e confirmadas pela equipe de repórteres do jornal.

Depois da seleção das sugestões e da identificação dos temas de maior relevância, os participantes poderão ser procurados pelos jornalistas para detalhar e aprofundar os dados, se manifestarem interesse em ser contatados posteriormente.

O jornal confirmará o recebimento das informações por meio de um número de identificação de cada sugestão.

A Folha, no entanto, não se obriga a informar o andamento e a conclusão de suas avaliações, nem se publicará ou não reportagem a partir dos dados.

A participação é espontânea. O jornal não remunera suas fontes de informação.
Editoria de arte/Folhapress
regulação da midia,ja

Responder

El Cid

18/09/2011 - 12h21

Então o vulgo "picolé de chuchu" vai desmontar a central de espionagem implantada pelo ex-Mais Preparado…

Responder

    beattrice

    18/09/2011 - 18h54

    No final, quem está derretendo é… o Zé da BOlinha.
    Com o OPUS DEI não se brinca, né não?

Gerson Carneiro

18/09/2011 - 08h53

O QUE JOSÉ SERRA SABE:

"Boa noite. No Espaço do Leitor, respostas novas sobre Drogas, Economia, Reforma Tributária, Previdência, Segurança…" @joseserra_

<img src=http://globoesporte.globo.com/platb/files/89/2008/04/foto03.jpg>

Responder

    Gerson Carneiro

    18/09/2011 - 11h29

    Pai Çerra de Ogum.

Joao Machado

17/09/2011 - 23h31

Neste caso ainda não foi abordado o assunto principal, eis a resposta para a pergunta que não queria calar;
quem, quebrou o sigilo dos dados de Palocci????? divulgados pela imprença em geral até no conversa afiada do PH, Estes dados estavam no sistema do governo do estado de São Paulo, que tinha uma empressa que realizava um serviço de… no popular espionagem e espionava funcionarios,contribuintes e tudo mais, este tipo de fonte jornalistica somente é mantida em segredo se for para ferrar o PT.

Responder

    beattrice

    18/09/2011 - 18h53

    O fato de terem quebrado o sigilo não diminui a gravidade do que foi revelado na quebra, que fique claro.

ZePovinho

17/09/2011 - 23h03

Enquanto isso,o empresaria continua a querer nos lascar no Congrtesso:

"..O primeiro, PL 948, sob relatoria do deputado Sandro Mabel (PR-GO),dono da MABEL, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, tem por finalidade impedir que o empregado demitido possa reclamar na Justiça do Trabalho qualquer direito trabalhista que não tenha sido expressamente ressalvado no momento da rescisão contratual"………
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia

Antônio Augusto de Queiroz: Projetos golpeiam leis trabalhistas

Sob a lógica de redução dos encargos trabalhistas, parlamentares vinculados ao setor empresarial estão investindo sobre direitos dos trabalhadores. São exemplos disto, entre outros, os projetos de lei (PL) 948/2011 e 951/2011, apresentados respectivamente pelos deputados Laércio Oliveira (PR-SE) e Júlio Delgado (PSB-MG).

O primeiro, PL 948, sob relatoria do deputado Sandro Mabel (PR-GO) na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, tem por finalidade impedir que o empregado demitido possa reclamar na Justiça do Trabalho qualquer direito trabalhista que não tenha sido expressamente ressalvado no momento da rescisão contratual.

O texto, além de tentar valer-se da desatenção, ingenuidade ou desinformação do empregado, representa uma afronta ao princípio prescricional, previsto no inciso XXIX do artigo 7º da Constituição, segundo o qual é direito do trabalhador propor "ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho, com prazo prescricional de cinco anos para os trabalhadores urbanos e rurais, até o limite de dois anos após a extinção do contrato de trabalho".

O segundo projeto, o PL 951, sob relatoria do deputado Jorge Corte Real (PTB-PE) na Comissão de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, destina-se a criar um simples trabalhista para as pequenas e microempresas, com a redução dos direitos trabalhistas dos empregados desses estabelecimentos.

A proposta consiste em flexibilizar os direitos trabalhistas dos empregados de pequenas e microempresas, com redução dos encargos e custos da contratação, mediante acordo ou convenção coletiva específica ou, ainda, por negociação direta entre empregado e empregador, que terão prevalência sobre qualquer norma legal.

O projeto, objetivamente, pretende incluir os direitos trabalhistas entre os incentivos previstos no artigo 179 da Constituição, segundo o qual "A União, os estados, o Distrito Federal e os municípios dispensarão às microempresas e às empresas de pequeno porte, assim definidas em lei, tratamento jurídico diferenciado, visando a incentivá-las pela simplificação de suas obrigações administrativas, tributárias, previdenciárias e creditícias, ou pela eliminação ou redução destas por meio de lei."

O dispositivo constitucional em questão, entretanto, não tem esse alcance. Ele foi concebido para permitir aos entes federativos proporcionarem tratamento jurídico diferenciado voltado para a simplificação das obrigações administrativas, tributárias, previdenciárias e creditícias, sem qualquer menção ou margem para alcançar os direitos trabalhistas, que estão protegidos como cláusula pétrea no artigo 7º, do titulo II da Constituição, que trata dos Direitos e Garantias Fundamentais.

Portanto, querer extrapolar os comandos constitucionais de proteção às empresas de pequeno porte, especialmente o inciso IX do artigo 170, que recomenda "tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no País", e o artigo 179, para incluir os direitos trabalhistas é forçar a barra.

Essa tentativa, aliás, não é original. Nos governos FHC e Lula houve tentativas idênticas, no primeiro caso no momento de criação do estatuto das pequeno e microempresas e, no segundo, quando da votação da lei do Supersimples, oportunidade em que a equipe econômica pressionou sem sucesso o então relator, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), para reduzir os direitos trabalhistas.

O movimento sindical deve ficar atento. Os setores interessados na flexibilização estão se rearticulando, com uma série de iniciativas, como a rejeição da convenção 158 da OIT, a aprovação do projeto de terceirização e a proposta (PL 1.463/11) de criação do Código de Trabalho, além da apresentação dos projetos aqui comentados, ambos sob relatorias de lideranças sindicais patronais com mandato na Câmara.

FOnte: Blog do Miro, Por Antônio Augusto de Queiroz, no sítio do Diap:

Responder

Luiz Fortaleza

17/09/2011 - 22h14

Não consegui ler tudo, me cansa…

Responder

Vlad

17/09/2011 - 22h00

Putz…mais um que não sabe de nada.

Responder

Antonio

17/09/2011 - 21h25

PSDB-DEMOS, EXTERMINADOR DO FUTURO… E DO PRESENTE.

Responder

Quintela

17/09/2011 - 19h09

Essas vais em São Paulo tem uma explicação: Os estudantes paulistas acham que a culpa pela baixa qualidade no ensino paulista é do presidente da república… só pode!

Responder

    Gersier

    17/09/2011 - 19h42

    A maioria dos paulistanos são uns desinformados,lamentavelmente,talvez não porque queiram,mas pelas opções.Vejo aqui em casa via satélite(moro em outros estado) os apresentadores paulistas que ao mostrarem por exemplo,problemas no transporte coletivo paulista,sempre que citam "o governo", nunca acrescentam que é o estadual.Os menos esclarecidos e os anarfas funcionais que não tem acesso à rede,com certeza acreditam que estão falando do Governo Federal.E quando não tem jeito de esconder ainda falam que tal coisa "nao acontece só em São Paulo não,mas em todo o Brasil".

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 20h21

    E o presidente nao tem responsabilidade não?

igor felippe

17/09/2011 - 18h43

Parabéns pela matéria.

Mostra mais um capítulo do esquema de espionagem do Serra.

Que parece que implodiu diante da guerra dos tucanos.

Responder

ricardo silveira

17/09/2011 - 16h56

É! a coisa tá feia pra tucanalha. As portas se fechando, tem pouca grana pra todo mundo, eles vivem se vingando uns dos outros. É difícil saber quem é mais tucanalha. Tá ficando bom, mas precisa melhorar e alcançar o pai de todos, o FHC. Quando essa gangue for processada vou acreditar que se está começando a ter justiça, de fato, no país.

Responder

yacov

17/09/2011 - 16h36

Assim como o Mensalão do PT, que o próprio acusador, BOBo JEff reconheceu que não existiu, esse negócio de grampos é mais um típico procedimento TUCANO que eles tentaram jogar no colo do PT com o suposto grampo do Gilmau, que nunca apareceu. Mais um caso que vai cair no esquecimento dada a reconhecida conivência desse CLUBE PRIVÊ que é Justiça Tucana Paulista.

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Responder

yacov

17/09/2011 - 16h07

É proibido fazer CPI em São Paulo há 20 anos, e depois que engavetaram a Castelo de Areia, só um tolo.acredita que isso aí vá dar alguma consequência para a CORRUPTUCANALHA maldita de Sampa. "Tá dominado, tá tudo dominado…"

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na glObo é um braZil para TOLOS"

Responder

    eunice

    23/09/2011 - 16h32

    Mas algum dia entra alguém da oposição e faz uma devassa. O povo não vai acreditar no que verá.

    beattrice

    24/09/2011 - 14h25

    Oposição em SP é como disco voador, tem gente que jura que existe, mas ninguem prova.

Solando

17/09/2011 - 15h51

Está explicado o vasamento de informações do caso Palocci e outras maracutáias. Isto é caso de polícia e deve ser investigado pela polícia e devidamente denunciado ao ministério público. O que é mais impressionante, é que a Fence se trata de empresa de um militar, os ilibados. Para que qualquer empresa possa ter acesso à linhas telefonicas, ela tem que receber informações da concessionária de serviços de telecomunicações e ter livre acesso aos distribuidores gerais nas estações telefonicas, o que é um serviçe que exige sigilo absoluto e também devem responder por este acesso. Essa gente é perita em bisbilhotagem e venda de informações sigilosas. É necessário dar um basta nesta libertinagem imoral.

Responder

    beattrice

    18/09/2011 - 18h48

    Ah… mas a TELEFONICA considera qualquer tucano uma MÃE!
    Afinal, a privataria da TELESP em SP foi um presente.

multiplus

17/09/2011 - 14h52

sobre Serra, Kassab, FHC, Lula, José Sarney, José Dirceu e afins…

adoraria ver corrupto, criminoso e delinquente na cadeia!

todos!

mas tá dificil…

Responder

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 20h57

    Politico indo em cana no Brasil é dificil. A turma do PT, mais dificil ainda. kkk

    cronopio

    18/09/2011 - 00h09

    Aécio também, né, Multiplus? Cadeia neles!

    multiplus

    18/09/2011 - 11h35

    oxe q "surpresa"… vc aqui!

    mas ó… com certeza! Aécio tb…

    é safado, cadeia!

    agora falta vc concordar e torcer pra Lula e cia serem presos tb… bora?

    rsrsrsrs

    multiplus

    18/09/2011 - 13h06

    onde assino?

    cadeia neles TODOS!

    mas por favor, nem vem tentando tirar os petistas da prisão, tá?

    rsrsrs

Jairo_Beraldo

17/09/2011 - 14h45

Onde tucano "jesta", tudo acontece…o reizinho posto no trono goiano, M. Perigo, fez viagem com sua, digamos, tchurma, em agosto em países com altíssimos índices de corrupção..talvez para trazer novas técnicas ao país, pois é um "jestor" moderno…agora visita feiras em países que deram certo para tentar aliviar a barra…e o mais interessante, é que só a TV estatal de GO noticia isto, com cenas de encontros com "otoridades" destes países do mais alto nível amadoristico, e nem o mais tolo telespectador cre no que vê.

Responder

Rogéro Floripa

17/09/2011 - 14h22

Ele sabe muito é criar um partido político fake.

Documentário – A Sociedade do Espetáculo
Ressalta o aspecto de espetacularização dos feitos, em qualquer sociedade,
seja ela neoliberal ou socialista. http://fwd4.me/07qO

Responder

zeca

17/09/2011 - 14h15

As mentiras começam a ruir…E toma mais uma no blog do nassif…Publica ai tambem Azenha, ja que sabemos que não será divulgado na midia. Segue link: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-desmen

Responder

Vieira

17/09/2011 - 12h27

Quando o Livro do Amaury Ribeiro, for lançado ai vai feder.

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    17/09/2011 - 12h28

    Previsto para acontecer em outubro, com mais de 100 páginas de documentos…

    Jairo_Beraldo

    17/09/2011 - 14h31

    Será? O outro foi "brindeirado"…este também pode acabar "brindeirado" também!

    multiplus

    17/09/2011 - 14h49

    caramba…

    documentos estes q a PF e o MP foram incapazes de encontrar, mas o "intrépido e brilhante jornalista investigativo", encontrou!

    então tá…

    tomara q os "documentos" provem logo alguma coisa contra alguem (quem quer q seja) e dê cadeia!

    agora só precisamos de mais um "intrépido e brilhante jornalista investigativo" pra levantar 100 paginas de "documentos" das maracutaias do PT e o Brasil ficará cada vez melhor!

    Yacov

    17/09/2011 - 15h54

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…. o TROLL está vendo os seus heróis morrendo de overdose de corrupção. Eles estão se afogando e querem levar o PT junto. Como são trolhas… O PT é o partido MENOS corrupto do Brasil, meu chapa. Dê uma olhada no ranking da corrupção do Congresso Nacional.Depois que o PT assumiu o poder a grana apareceu no Brasil, se o partido fosse tão corrupto como os DEMo-PSDBolhas, ou como a mídia quer fazer parecer, o BRASIL estava na merda até hoje. Vá chorar na cama, por seus heróis de araque, que é lá lugar quente, trouxa.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na glOBo é um brazil para TOLOS"

    Rafael

    17/09/2011 - 17h50

    Você tem que considerar que a PF tem gente afinada, ligada seja o que for ao PSDB e aliados.

    multiplus

    17/09/2011 - 21h09

    vcs petistas precisam se decidir!

    quando a PF prende alguem, ela é exemplo de independencia e honestidade…

    quando ela não consegue provas, é pq tá ligada ao PSDB?

    é pra rir?

    Gersier

    17/09/2011 - 19h56

    O que vc nos diria se fosse um "petralha" como dizem os alienados,esquecendo quem realmente são os irmãos metralhas, que tivesse tentado invadir um quarto de hotel e instalado uma câmara cladestina no mesmo para espionar o cerra ou o fgagac?O Molina com certeza entraria na parada. Os mentecaptos que se julgam inteligentes não conseguem olhar no retrovisor. Se o fizessem descobririam o tempo que o Brasil perdeu por ser administrado por quem só pensava no próprio umbiigo,em holofotes tupiniquins (porque os de fora não são comprados,portanto…) ou no "puder".

    Fernando Oliveira

    18/09/2011 - 01h57

    Pelo odor Demo-Nazi-Tucano do comentário nota-se que José Serra além de comandar os arapongas da Fence, ainda mantém contratados os mesmos pela-sacos que durante a "campanha da bolinha de papel" prestaram inestimáveis serviços pra Serra&Graeff Vagabundagem Trolleira "i"LTDA…

    multiplus

    18/09/2011 - 11h46

    puxa… vc pegou pesado agora!

    pensei q a nossa amizade valesse mais do q isso… vc sabe o quanto a sua opinião é importante pra mim, né?

    rsrsrsrsrsrsrsrs

    JOSE DANTAS

    24/09/2011 - 15h53

    O livro é um grande negócio. Não se sabe o que seria mais rentável entre publicá-lo ou não. Agora, com certeza, não publicar seria muito mais cômodo para o autor e é nessa hipótese que aposto todas as fichas.

Julio Silveira

17/09/2011 - 11h54

Não sei por que, sempre que vejo imagens do Kassab associo a do rato branco Pink do desenho animado, aquele desmiolado, que serve de auxiliar do outro rato branco o Genio, que quer dominar o mundo, que também associo com o Cerra, tamanha as semelhanças com esses personagens. Imagens, interesses e as personalidades. Tem coisas que acontecem ninguem sabe porque, o desenho é estrangeiro, mas parece que foi uma antevisão inspiradora nos personagens brasileiros.

Responder

Zé Brasil

17/09/2011 - 11h36

Prezada Conceição,

Fora deste contexto, contudo importante:
Portal Luís Nassif http://blogln.ning.com/
Conclusão de inquérito: repórter de Veja tentou invadir quarto de Zé Dirceu http://blogln.ning.com/profiles/blogs/conclus-o-d

Responder

Pedro Brasileiro

17/09/2011 - 11h35

No Estadão:
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu ontem em defesa do seu pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, ministro Fernando Haddad (Educação), que foi vaiado em cerimônia no ABC paulista. É a segunda vez nesta semana que Haddad é hostilizado em evento público. Na quarta-feira, ele foi recebido com vaias em um evento na USP.

Lula, que também foi alvo ontem das vaias de cerca de 20 estudantes ligados ao PSOL e ao PSTU, participou ao lado de Haddad de comemoração dos cinco anos da Universidade Federal do ABC, em Santo André.

O ex-presidente chegou a perder a paciência com os estudantes. “Gritar é bom, mas ter responsabilidade é muito melhor”, afirmou Lula, em cima de um palco em uma tenda no câmpus, onde havia para uma plateia de cerca de 500 pessoas.

Os estudantes protestavam pelo investimento de 10% do PIB em educação. “Haddad, eu não me engano, 7% é proposta de tucano”, gritavam para o ministro, que respondeu: “Infelizmente, a direita conservadora conta com o apoio da esquerda conservadora para evitar o progresso do nosso País”.

Lula discursou minutos depois de Haddad e defendeu o ministro, nomeado por ele para a pasta da Educação em 2006. “Eu duvido que na história deste País um ministro da Educação tenha se dedicado 10% do que esse rapaz se dedicou”, disse.

Haddad é o nome que Lula tem defendido em seu partido para disputar a Prefeitura no ano que vem. O ex-presidente avalia que o ministro, que foi professor universitário e é uma novidade eleitoral, teria mais condições de conseguir votos na classe média paulistana que resiste ao PT.

Lula ironizou os jovens ao dizer que a reivindicação não fora feita durante sua gestão. “Se esses jovens tivessem feito a reivindicação no meu governo, possivelmente teriam sido atendidos e não estariam aqui com essas faixas”, declarou.

Para os estudantes, o ex-presidente disse ser a favor de investir os 10% em educação, além de uma parte dos recursos oriundos do pré-sal. Fez, no entanto, uma ponderação: “Mas essas coisas não acontecem porque o cidadão se sente no direito de gritar. Essas coisas se constroem”

É por isso que o MSM quer censurar a midia. kkk.

Quanto a denuncia quanto o Kassab dizer o q? São tudo farinha do mesmo saco.
PT, PSDB, DEM. Tudo um corja de patifes. Sao esses canalhas que enfiam a mao em dinheiro publico.

Por isso que estive na Marcha do 7 de Setembro, pois foi um movimento sem perfil partidario. Fomos lá para mostrar nossa indignação com esses vardadeiros usupardores.

Enquanto vcs brincam de FLA-FLU. Brigando entre PT e PSDB, esses canalhas vão continuar roubando.

Responder

    Vieira

    17/09/2011 - 11h45

    Sem perfil partidário, eu acredito em papel noel e saci pererê.

    FrancoAtirador

    17/09/2011 - 12h59

    .
    .
    Olha só com quem o Pedro Brasileiro marchou no 7 de setembro:

    A MARCHA DOS INCAUTOS CONTRA SI PRÓPRIOS
    <img src="http://www.lidpsdbsenado.com.br/wp-content/uploads/DSC0315marchacg.jpg"&gt;
    ÁLVARO DIAS, LÍDER DOS TUCANOS,
    "MARCHANDO" COM OS LEITORES DA VEJA
    .
    .
    A FICHA CORRIDA DE ÁLVARO DIAS (PSDB-PR)

    Em 2009, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) indeferiu um Recurso de Revisão (Processo 130582/09), apresentado pelo ex-prefeito de Maringá-PR Jairo Morais Gianoto-PSDB (gestão 1997-2000).

    Com esse julgamento, o TCE manteve a decisão que havia tomado em 2003, quando aprovou um Relatório de Auditoria que apontava desvio de recursos dos cofres da prefeitura, e determinou a Gianoto a devolução do dinheiro.

    Os auditores da Diretoria de Contas Municipais (DCM) inspecionaram a gestão de Gianoto-PSDB entre 1997 e outubro de 2000. Comprovaram o desvio de R$ 46.981.233,13.

    Em 2003, o Pleno do TCE, por meio da Resolução 3538/03, aprovou o Relatório de Auditoria e determinou a Gianoto-PSDB a devolução desses recursos, corrigidos, ao cofre municipal. O Tribunal também encaminhou cópia dos autos ao Ministério Público Estadual, para a apuração do crime de improbidade administrativa.

    Em 10 de março de 2006, quando ocorreu o trânsito em julgado do processo, a Diretoria de Execuções do TCE emitiu a Certidão de Débito número 1.827/2006.

    Naquela ocasião, o valor a ser devolvido, corrigido desde a época dos desvios, somava R$ 82.004.336,00.

    A Certidão de Débito foi encaminhada à Prefeitura de Maringá, responsável pela cobrança, por ser o ente público lesado pelos desvios.

    O ex-secretário da Fazenda daquela cidade, Luiz Antônio Paolicchi, disse que o dinheiro da prefeitura foi usado para pagar campanhas dos então candidatos a governador Jaime Lerner (PFL) e a senador Álvaro Dias (PSDB).

    No dia 7 de março de 2001, Álvaro Dias protocolou, na Vara Federal Criminal de Maringá, solicitação para que lhe fosse fornecida uma cópia do depoimento prestado à Justiça Federal por Paolicchi.

    O juiz federal substituto Anderson Furlan Freire da Silva deferiu o requerimento.

    Igual pedido havia sido encaminhado à Vara Criminal no dia 5 de março de 2001 pelo governador Jaime Lerner — acusado por Paolicchi de ter se beneficiado de verbas desviadas da Prefeitura de Maringá — e também obteve resposta positiva do magistrado.

    Por que o senador não diz o que está dito no depoimento?

    Será que é porque ninguém perguntou isso a ele?

    Seria bom a “opinião pública” — ele gosta desse termo — saber que em 1994, na sucessão do governador Roberto Requião (PMDB), Lerner, candidato da direita, enfrentava um franco favorito Álvaro Dias.

    Um esquema financeiro forte foi montado pelos empresários Mário Celso Petraglia e Atilano de Oms Sobrinho, da INEPAR, com a participação do então presidente do PDT paranaense, o engenheiro Cássio Taniguchi, e do advogado Giovanni Gionédis, que viria a ser o poderosíssimo secretário da Fazenda do Estado.

    O quarteto, utilizando-se do prestígio nacional e internacional da então fortíssima INEPAR e da reconhecida habilidade de Petraglia para construir operações financeiras intrincadas, levantou um “papagaio” através de uma off-shore no Uruguai.

    Assim, com um caixa razoável, começou a campanha vitoriosa.

    Petraglia foi uma das personagens centrais da CPI dos Precatórios, operação nascida de dentro do Banestado, como incubador de desvios do Bradesco, dos pequenos bancos que foram liquidados pelo Banco Central (BC) no rastro das denúncias dos então senadores Kleinubing (PFL-SC) e Roberto Requião (PMDB-PR).

    Lerner entregara-lhe o Banestado.

    Em 1998, Lerner fez um “acordo branco” com Álvaro Dias.

    Álvaro, candidato ao Senado, não apoiou Requião, adversário de Lerner.

    Lerner, buscando a reeleição, não lançou candidato ao Senado.

    Em 2002, no segundo turno, contra Requião, Lerner abriu seu voto em favor de Dias.

    Perderam ambos.

    Como será que anda a ficha do senador Álvaro Dias?

    Fabio_Passos

    17/09/2011 - 18h05

    Leitor de veja = safado defensor de corrupto

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 20h16

    Humm. O que vc acha das alianças entre PT e Renan??

    Fabio_Passos

    18/09/2011 - 12h45

    pedro brasileiro?

    Leitor de veja deveria mudar de nick.

    Que tal "pedro capacho ianque"?

    Pedro Brasileiro

    18/09/2011 - 19h40

    kkk. Ianque??? Vc tem quantos anos? 15?

    kkkkk

    Fabio_Passos

    18/09/2011 - 22h33

    leitor de veja = safado defensor de ladrão

    Pedro Brasileiro

    19/09/2011 - 15h54

    Hum, um militante do PT querendo chamar os outros de defensores de ladrões…

    Seria tragico se nao fosse comico.

    Fabio_Passos

    19/09/2011 - 18h52

    Militante do PT é você.
    Se fazendo de canalha fascista e imbecil midiático para intimidar críticas sérias ao governo do PT.

    Sua técnica é manjada.

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 19h19

    Meu amigo eu nao tenho culpa se o Alvaro Dias apareceu no protesto. O que eu sei é que a gente nao deixou bandeiras serem levantadas. Repito o que eu disse: PT e PSDB sao farinhas do mesmo saco. É lógico que sempre vai haver politicos oportunistas nesses protestos, porq é da natureza deles se aproveitar. A grande maioria das pessoas estava ali para mostrar sua indgnação contra a corrupção, o salto aos cofres publicos. Um dia isso precisa acabar, e o que mais me espanta é ver a UNE e CUT se omiterem simplesmente porque recebem dinheiro do PT.

    Luc

    17/09/2011 - 12h46

    Ou é teimosia e falta de raciocínio ou apoio ao Alckmin mesmo, pois nos últimos debates a governador o infeliz candidato do PSOL Paulo Búfalo era o único a falar mal de todos inclusive do Mercadante, o que custou 0,5 % de vantagem para Alckmin vencer no 1º turno! Parabéns aos senhores do PSOL!

    multiplus

    17/09/2011 - 18h20

    pode falar mal do Mercadante não?

    mas se o Mercadante é ruim, tem q elogiar?

    mais essa, agora…

    rsrsrs

    Raphael

    18/09/2011 - 13h39

    Talvez você tenha razão, talvez o Mercadante seja um sujeito que mereça ter a sua reputação contestada, contudo, isso não parece ser possível a partir de seu comentário, pois ele é vazio, completamente sem conteúdo.

    multiplus

    18/09/2011 - 16h30

    acho q o menino quis dizer alguma coisa pra mim…

    o q será?

    rsrsrsrsrs

    ps: meu comentário foi uma resposta ao comentário do LUC, vc percebeu? leia o comentário do LUC e veja se entende… se não entender, sai de finimho!

    beattrice

    19/09/2011 - 13h08

    O Alckmin venceu no primeiro turno porque o senhor Salto Alto mercadante se recusou a pedir recontagem de votos, o que teria levado o estado ao segundo turno.
    Havia respaldo legal para tanto.

    Silvio I

    17/09/2011 - 12h46

    Pedro Brasileiro:
    Esso de sem orientação partidária, e uma patranha. Algum organizou, o nasceu por geração espontânea? Si você não sabe te comunico foram uns oportunistas, que pensam que podem enganar fazendo se passar por morais, quando em toda sua historia ate o dia de hoje, são os mais amorais possíveis.

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 19h31

    Quando eu disse que nasceu de forma espontanea, eu quis dizer que nasceu da indignação de pessoas simples, pessoas que ao contrário do que vcs pensam nao sao milionários, sao pessoas que correm atrás das oportunidades, pessoas que nao aguentam mais pagar a maior carga tributária do mundo e nao ver o dinheiro sendo usado de maneira correta.

    JOSE DANTAS

    18/09/2011 - 20h34

    Uma das maneiras de correr atrás das oportunidades e se transformar num milionário, é justamente convencendo milhares de outras pessoas a servir de escada para a sua ascenção e o método mais simples para se conseguir essa façanha é a utilização do sensacionalismo nem sempre verdadeiro para transformar essas vítimas em indignados políticos de primeira informação, ou seja, aqueles que costumam pensar com a cabeça dos outros e acabam esquecendo do próprio passado, ainda que recente.

    augusto

    17/09/2011 - 13h46

    Estou so registrando um fato, voce feliz: Lulão vaiado em cerimônia.
    se nao for Haddad será a Marta, pedro, meu bem.
    Ta bom pra voce, apartucanidario com pstu?

    beattrice

    19/09/2011 - 13h09

    No dia de São Nunca a Marta se reelge em SP.

    Jairo_Beraldo

    17/09/2011 - 14h34

    Haddad foi vaiado, mas vale lembrar que os "jestores" da educação pública do ensino fundamental e do ensino médio, são os estados e municípios. Tem viés político nesta vaia.

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 19h29

    Nao só Haddad foi vaiado, o Lula também foi. Entao o governo federal nao tem responsabilidade nenhuma no caos que se encontra a educação no Brasil?

    Augusto

    17/09/2011 - 20h22

    Não há viés político. O que acontece é que o governo federal lava as mãos sempre com a história que os ensinos médio e fundamental estão a cargo dos estados e municípios, o que não é mentira, MAS o governo federal poderia sim mudar essas leis e federalizar a educação. Não sei, deveria fazer algo para melhorar. Os alunos têm ingressado mais ao ensino superior, mas mesmo assim muitos não conseguem acompanhar o ritmo, haja vista a má preparação proporcionada pela escola pública.
    É muito fácil dizer que não tem culpa nenhuma, dizer que isso é responsabilidade dos estados e tal… Ora, eu quero ver soluções, não quero ver esse lenga-lenga não! Cadê a atitude de um governo comprometido com a educação? Cadê? Se depender do P$DB a educação logo colapsará em SP…

    JOSE DANTAS

    18/09/2011 - 17h35

    O amigo ta esquecendo que as Leis são mudadas pelo Poder Legislativo, que é tão independente que acaba tornando refém o Executivo e negociando apoios para aprovação de seus projetos como se fosse uma mercadoria qualquer. Se o governo tivesse realmente o controle sobre o legislativo a CPMF não tinha sido extinta e isso é apenas um exemplo. Na verdade o governo está como alvo tanto da esquerda como da direita, que não admitem nenhuma hipótese de administração que não seja exclusivista diante dos seus interesses. Ou seja, um lado quer o Planalto transformado num sindicato classista e outro num patronal. Enquanto a esquerda sonha com todo mundo empregado sem a figura do patrão a direita lamenta a presença do empregado cheio de direitos no lugar do escravo, como ocorria com seus antepassados.

    beattrice

    19/09/2011 - 13h11

    É o mesmo que ocorre com o Dr. padilha e o SUS.
    Repasso as verbas o resto que exploda… e tome cara de paisagem.

    Rafael

    17/09/2011 - 14h46

    "Sem perfil partidário". Piada. Isso serve ao psdb, à direita. Para democracia é vital os partidos políticos. Essa conversa de sem prefil partidário é com intenção de despolitizar. Partido político é expressaõ de uma idéia, de uma ideologia que é fundamental para democracia. Você vai votar num partido é extremante importante saber como esse partido se comporta em relação ao Estado, à economia. Qual é a ideologia o que é fundamental para democracia. Essa conversa de sem perfil partidário é um engodo. Você tem que tomar uma posição, tem que mostrar o que pensa, isso é essencial para administração do Estado.

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 19h28

    Rafael, enquanto PSDB e PT fizerem rodizio de poder, essa lama nunca vai terminar. Entenda isso. Gosto do PSDB tanto quanto do PT, ou seja, de maneira alguma. O PT sempre fez o discurso da ética, mas se aliou ao que há de mais podre na politica brasileira: Maluf, Collor, Renan e Sarney. Isso não te incomoda nenhum pouco?

    El Cid

    17/09/2011 - 18h28

    Onde está meu sal de fruta??? era só o que faltava… o MSM quer censurar a mídia !!

    troll pau mandado !!!

    Pedro Brasileiro

    17/09/2011 - 20h19

    O MSM só existe porq a dita grande mídia denuncia os crimes do PT e de seus aliados. Nao seja tolo rapaz, se o PT nao estivesse no poder esses paus mandados do MSM nao iriam falar nada.

    El Cid

    18/09/2011 - 11h51

    é mesmo, vidente ?? que tal perguntar isso ao Eduardo Guimarães, lesa-pátria??

    e ainda se diz "Brasileiro"… tsc, tsc, tsc…

    Pedro Brasileiro

    18/09/2011 - 13h25

    É logico que sim. Esses caras querem mesmo é que a imprensa pare de denunciar os crimes do Pt e de seus aliados. Pro MSM midia boa é aquela que bajule o PT, como a revista Carta Capital.

    El Cid

    18/09/2011 - 16h35

    sabendo já do seu disfarçado perfil partidário, te acompanhar nessa ginástica pra justificar sobre esse grampo instalado em sampa, haja estômago !!

    Pedro Brasileiro

    18/09/2011 - 19h37

    Meu amigo, nao tenho perfil partidário algum. PT, PSDB e DEM são todos formados por canalhas. Não seja moleque, pare de defender bandidos.

    El Cid

    18/09/2011 - 22h54

    bom, pra mim ficou claro… você já deu o que tinha, troll !!!

    Pedro Brasileiro

    19/09/2011 - 15h57

    E vc,de que lado está? Do Brasil ou do lado do PT/PSDB e sua gangue?

    El Cid

    19/09/2011 - 17h53

    se quiser continuar com esse papo, fale com seus pares, os trolls !!!

    Pedro Brasileiro

    20/09/2011 - 21h26

    Quando os argumentos acabam, resta chamar o debatedor de troll. Pobre esquerdista…

    El Cid

    20/09/2011 - 23h02

    obrigado pela sua revelação, troll direitista !!

    chega de dar ração a você !!!

    Marta

    17/09/2011 - 18h52

    Pedro, vc está ainda muito imaturo politicamente. Tudo o que você pensa, faz ou deixa de fazer tem uma ideologia por trás. Todas as nossas ações são políticas e os que possuem a mesma visão de mundo se reunem em partidos políticos. Portanto, se você participou da Marcha de 7 de Setembro, devia ter olhado a sua volta para ver quem estava com você.

    ZePovinho

    17/09/2011 - 20h21

    Meu Deus!!!Apareceu alguém acima da política!!!Vou seguir esse profeta!!!!!!!!!!!!!!!!

    Fernando Oliveira

    18/09/2011 - 03h00

    O Fernando Haddad foi vaiado?!… Óhhhh…. É mesmo?!… Que coincidência… Olha só os trechos dessas matérias que foram publicadas durante o Governo da Incompetência:

    Jornal O Globo

    "No dia do professor, categoria que ontem completou 55 dias sem
    dar aulas nas universidades públicas federais por causa de uma
    greve por reajuste salarial, o presidente Fernando Henrique
    reconheceu que a remuneração dos docentes ainda é baixa, mas
    disse que, apesar das dificuldades, houve avanços históricos na
    área da educação e que em pouco tempo o Brasil estará livre do
    analfabetismo. O impasse entre os professores e o governo
    continua e, ontem, o ministro Paulo Renato Souza, vaiado por
    grevistas, chegou a chamar os manifestantes de fascistas. Em
    solenidade no Palácio do Planalto, na qual concedeu o prêmio
    Incentivo à Educação Fundamental a 20 profissionais de ensino, o
    presidente admitiu: Começamos a melhorar o salário do professor.
    Ainda é pouco (…). Horas depois, Paulo Renato foi vaiado e
    hostilizado em público por professores universitários. Ele e a
    primeira dama Ruth Cardoso foram obrigados a sair pela porta dos
    fundos do Centro de Convenções de Brasília, onde inauguraram o
    Congresso Brasileiro de Qualidade na Educação. Na semana
    passada, o ministro fora xingado numa solenidade no Hotel Glória,
    no Rio"…

    Correio Sindical Mercosul

    "Estudantes protestaram contra o governo
    No Centro de Convenções de Brasília, onde inaugurou o Congresso Brasileiro de Qualidade na Educação, Paulo Renato começou a ser vaiado tão logo o locutor anunciou seu nome. O ministro só conseguiu discursar depois da interferência da secretária de ensino básico, Iara Prado, organizadora do evento. Mas foi só concluir seu pronunciamento para as vaias recomeçarem. Ruth Cardoso também iniciou seu discurso sob protestos dos manifestantes. Um grupo de estudantes gritava bordões usados pela União Nacional dos Estudantes (UNE) nas passeatas : “Fora daqui FHC e o FMI” e “Educação não se discute, privatiza a dona Ruth”.

    Algumas professoras que assistiam à solenidade tentaram puxar uma salva de palmas. Mas as vaias acabaram prevalecendo. Dois agentes da Polícia Federal que escoltavam a primeira-dama pediram reforço da Polícia Militar para tentar controlar o avanço dos manifestantes. O porta-voz do Palácio do Planalto, Georges Lamazière, disse que o presidente Fernando Henrique não quis se manifestar sobre as vaias à mulher"…

    JOSE DANTAS

    18/09/2011 - 07h13

    Na verdade um "movimento sem perfil partidário" quando vinga se transforma no embrião de um novo partido, que será composto por pessoas honestas, ilibadas e até então sem oportunidades. Uma vez administrando a primeira carrocinha de pipocas que pintar em suas mãos, esquecem-se o perfil partidário que já não existia e nasce aquele perfil ganancioso, produzido pelo "ou agora ou nunca" e o resto da estória todo mundo já conhece, porque o ser humano é assim e as exceções, quando existem, não comandam enquanto minoria.

Beto

17/09/2011 - 11h26

NaMariaNews deveria ser declarada "De Utilidade pública" e abrir filiais em todos os estados do Brasil.
Os que não somos de São Paulo morremos de inveja dos cidadãos paulistas porque não temos em nossos estados a competentíssima capacidade vasculhadora do excelente blog!!!

Responder

Alvaro Tadeu Silva

17/09/2011 - 09h51

Há mais coisas nebulosas nessa história do que estrelas na Via Láctea. Kassab é unha e carne do Serra, seu homem de confiança. Kassab tinha todo o apoio da imprensa golpista, tanto é que foi reeleito com 60% dos votos, ele, que um ano antes era desconhecido por 90% dos paulistanos, mesmo sendo prefeito oficial desde a renúncia do irrenunciável José Serra. Depois que saiu do PFL/DEM, a imprensa relembrou que ele é o pior prefeito da cidade desde Celso Pitta. Mas ele continua fiel ao Serra. Por que a imprensa golpista o ataca? Isso é um grande mistério (no texto falta uma vírgula, não sei se é o editor de textos da coluna ou problemas com o mouse, não consegui inserir a vírgula.).

Responder

maxs

17/09/2011 - 09h40

Aprendeu rápido com o Daniel Dantas .

Responder

Marcos Roma Santa

17/09/2011 - 09h30

É. De uma coisa não podemos acusar essa turma de São Paulo – de falta de coerência. Afinal, somente a maior, a mais rica e poderosa cidade do país (como toda a imprensa paulistana gosta de trombetear, diariamente, nos ouvidos dos brasileiros) é, também, a que possui a maior quantidade de políticos canalhas (ou seriam canalhas políticos?) do Brasil, por metro quadrado. E lá vai a locomotiva!

Responder

ZePovinho

17/09/2011 - 09h12

Arapongagem é um tema que eu aprecio muito………………………….

O mesmo processo que ocorreu com dezenas de testemunhas do assassinato de Kennedy.Estão eliminando as testemunhas problemáticas para a versão oficial do 11 de setembro de 2001.

[youtube bvay28lZiHU http://www.youtube.com/watch?v=bvay28lZiHU youtube]

Responder

    beattrice

    18/09/2011 - 18h45

    Excelente.

Fernando

17/09/2011 - 09h09

ACM fez e faz escola, Serrinha Marvadeza

Responder

Gerson Carneiro

17/09/2011 - 08h53

Ultimamente tenho notado no PIG uma guerrinha de denúncias contra os inimigos tucanos do Serra.

O Gargamel tá aprontando, hein.

<img src=http://bloglog.globo.com/FCKeditor/UserFiles/Image/gargamel.jpg>

Responder

Fabio_Passos

17/09/2011 - 08h37

Impressionante.
Isto é o psdb? Parece coisa da máfia.

E como são parecidos os métodos do josé serra e do daniel dantas.
Os reis dos arapongas.

Responder

    beattrice

    18/09/2011 - 18h28

    Gemeos separados ao nascer!

De Paula

17/09/2011 - 07h03

Ces ainda não viram nada!!!

Responder

reinaldo carletti

17/09/2011 - 07h00

o que falta para um idiota desse (serra) ser preso? agora ele não é mais nada, ou algum dia foi?
reinaldo carletti

ps/ agora, o prefeito, já está seguindo o seu caminho,o ostracismo.

Responder

Goiânia DIVAS

17/09/2011 - 06h27

Aí está um dos suportes do Serra para arrotar tanta arrogância. (Um outro suporte é o PIG)

Responder

    Jairo_Beraldo

    17/09/2011 - 14h37

    Ele não só arrota arrogancia…também transpira, defeca, urina, expira arrogancia.

Sérgio

17/09/2011 - 03h34

Onde Serra está tem arapongagens, dossiês e grampos telefônicos.
Agora vamos ver se o MP se manifesta.

Responder

    Maria Ferreira

    17/09/2011 - 09h24

    Então quer dizer que aquele negócio do Itagiba ser acusado de explodir a Candidatura da Roseane Sarney deve ser verdade! Quem diria hein!hein!
    Então este Itagiba e o Çerra são os "Capos" da República ou seja os Murdochs chantagistas.
    Ministério Público pau na Moleira destes dois!

    Fabio_Passos

    17/09/2011 - 18h09

    Os métodos do psdb são muito parecidos com os do daniel dantas.
    É uma máfia.

    Arapongas grampeando, propina para a mídia-corrupta…

    <img src=http://www.rodrigovianna.com.br/files/Image/Civita_2.jpg>

    beattrice

    18/09/2011 - 18h51

    Ah… mas que foto reveladora. Cala-te boca.

Étore

16/09/2011 - 23h36

.
Se o Lula podia dizer que não sabia de nada o Kassab também pode.
.
E aí vem a pergunta: o que mais o Lula não sabia ?"

Responder

    ZePovinho

    17/09/2011 - 00h36

    Ele sabia que o Dr. Protógenes ia pegar FHC e toda a turma do PSDB naquele HD externo que pegou dentro de uma parede do apartam,ento de Daniel Dantas Dantas em Ipanema.Por sorte de FHC,A indicada por ele ao STF(Ellen Gracie Northfleet) proibiu o acesso aos dados com HD com o argumento de que Daniel Dantas é Daniel Dantas……………
    Lula tremeu e tirou Paulo Lacerda do comando da Pólícia Federal,afinal o Brasil não aguenta a bandidagem rica indo pra cadeia todo dia,né Seu Carmem??????????

    beattrice

    18/09/2011 - 18h50

    Só acredito naquele que restituir a PF ao Paulo Lacerda, até lá só veremos Cardozo Dantas na "justiça" do brasil, com minúscula.

    yacov

    17/09/2011 - 16h12

    Vc é mal informado em trolzão… Não sabia que o próprio BOBo Jeff confessou em sua defesa no Supremo que o MENSALÂO DO PT foi fantasia de sua cabeça ôca e doente. MEsmo assim vc que que O LULA saiba algo sobre o que não aconteceu… Cria vergonha na cara e lave a boca para falar do PRESIDENTE Luis Ignáio LULA
    da SIlva, seu boquirroto.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBO – O que passa na glOBO é um braZil para TOLOS"

João PR

16/09/2011 - 23h34

Caracas! Estou procurando palavras para externar o que senti quando li a matéria. Acho que a melhor, e a publicável, é hipocrisia! Agora quero ver o que fará o MP de São Paulo.

FIco por aqui. Vou vomitar um pouco depois de ler tanta canalhice junta.

Responder

    emerson57

    17/09/2011 - 08h43

    seu joão,
    vingue-se deles,
    copie e envie para todos os seus amigos,
    e com dedicatória para os da direita.
    abraço.

    Juliano

    17/09/2011 - 11h29

    E é por aí mesmo. Esse livro do Amaury vai ser o meu objeto para presente no natal, desde que não fruste a minha expectativa,claro.

Deixe uma resposta