VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

O que a Polícia Federal já sabe sobre a Mossack Fonseca

14 de fevereiro de 2016 às 12h04

Captura de Tela 2016-02-14 às 11.41.51

Da Redação

Nosso investigador no caso da mansão de praia atribuída aos Marinho em Paraty, TC, complementa seu trabalho com mais algumas informações relevantes.

Seguem abaixo:

A Polícia Federal já dispõe de dados suficientes para denunciar a Mossack Fonseca como “lavanderia” encarregada de montar empresas (ver relatórios no pé do post).

O objetivo das empresas, obviamente, é esconder patrimônio, lavar dinheiro e burlar o Fisco.

No Brasil, a Mossack oferecia serviços no Panamá, Ilhas Virgens Britânicas, Seicheles, Samoa, Nevada (Estados Unidos) e Anguila (Caribe). Manter uma fundação, por exemplo, custa cerca de U$ 3 mil anuais. O serviço mais sofisticado envolve a oferta de “laranjas”.

Conforme demonstrei neste post, a Agropecuaria Veine, que tem a titularidade da casa atribuída aos Marinho pela fiscal Graziela Moraes de Barros, do ICMBio, recebeu logo de início a sociedade de uma empresa panamenha. Depois de mudar de endereço, mudou também de sócios. Hoje é controlada no papel por Celso de Campos, Jorge Luiz Lamenza e a empresa Vaincre.

A Vaincre, registrada em Nevada, era administrada pela empresa panamenha Camille, que por sua vez foi aberta por funcionária da Mossack Fonseca. É óbvio que qualquer investigação séria sobre a atuação da Mossack no Brasil deverá envolver a Agropecuaria Veine.

Leia Nosso investigador: todos os caminhos levam ao Panamá.

*****

Captura de Tela 2016-02-14 às 12.45.47

Em junho de 2015, a Justiça Federal citou a Veine por edital, já que não localizou os responsáveis: deu prazo de 7 dias para a Veine reparar os estragos ambientais e retirar a estrutura de cerco, aparentemente dedicada à maricultura, existente no entorno da Praia de Santa Rita.

O juiz determinou a retirada de todos o equipamentos privados (brinquedos) instalados sobre a areia da mesma praia.

Também determinou que a Veine se abstenha de criar qualquer tipo de embaraço ao acesso e permanência do público na praia de Santa Rita, sob pena de multa diária no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) no caso de descumprimento da ordem judicial.

Tudo indica que o equipamento supostamente dedicado à maricultura tinha o objetivo apenas de impedir a chegada de barcos à praia onde fica a mansão de concreto atribuída aos irmãos Marinho pela fiscal Graziela Moraes de Barros, do ICMBio.

*****

Captura de Tela 2016-02-14 às 11.49.27

Em março de 2014, reunião do Conselho Diretor do Instituto Estadual do Ambiente da Secretaria do Meio Ambiente deveria discutir a questão da Veine.

O assunto foi retirado da pauta a pedido do chefe de gabinete da vice-presidência, Francisco Almeida, como ficou registrado na ata da reunião.

*****

Captura de Tela 2016-02-14 às 11.47.26

Em dezembro de 2009 a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou o registro e funcionamento do heliponto em área de preservação ambiental, contrariando a legislação federal.

A autorização foi assinada por Doris Vieira da Costa, Superintendente de Infraestrutura Aeroportuária.

Captura de Tela 2016-02-26 às 23.46.15

 

27 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Urbano

16/02/2016 - 17h36

Paraty, pronto… não houve mais jeito.

Responder

Sigam as pistas

15/02/2016 - 21h02

Jogo rápido,
Jorge Lamenza, contador, mineiro – ligado a GRANDES multinacionais e aos grandes escritórios de advocacia destas – Pinheiro Neto, Veirano -> representantes das maiorias das montadoras, mineradoras e todas as “oras” que nos exploram.
Todos nos limites máximos que a lei permite.
Em outras palavras abaixo um pouco da ilegalidade. O copo está meio cheio ou meio vazio?
Será que senhor Moro e cia vão comprar esta briga de bilhões …. certamente não tem culhões para isto.
Zelotes moribunda …. HSBC morreu …. pelo menos na mídia
Continuemos assim que continuaremos serviçais

Responder

roberto

15/02/2016 - 18h03

Em qualquer país do mundo , a MM (Máfia Marinho), estaria com todos os seus membros atrás das grades, principalmente os 3 chefões que dão prêmios e brindes para juízes patetas e corruptos, pagos para investigar qualquer outra pessoa, corrupta não, apenas como cortina de fumaça, para livrar a cara dos MM.

Responder

Mircon

15/02/2016 - 14h19

Azenha,
Tente conseguir cópia das ARTs dos Projetos da Casa de Paraty, através do CREA, pois na época não existia o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Lá também deve constar o nome do proprietário com respectivas assinaturas, assim como o valor cobrado pelo projeto e talvez o valor da obra. A ART penso que seja de acesso público. A ART é obrigatória e tem que existir, caso não exista, os projetistas podem perder todos os prêmios que ganharam, e o proprietário responde por outros crimes. Mas é quase certo que a ART exista. Vai a dica! Abç.

Responder

Bacellar

14/02/2016 - 22h10

Bravo. A blogosfera, com seus minguados recursos,fazendo oq a grande mídia não faz.

Aliás mídia-bandida é um termo cada vez mais impossível de se contestar.

Ps* Sou torcedor do São Paulo mas tenho que parabenizar os corinthianos pelas faixas de hoje…

Responder

Euler

14/02/2016 - 18h47

Excelente trabalho jornalistico do Viomundo e de outros jornalistas e blogs independentes. O Nassif fez uma síntese interessante desse trabalho aqui (http://jornalggn.com.br/noticia/o-condominio-solaris-pode-ter-sido-o-riocentro-da-lava-jato). Penso que está na hora de se criar um documentário elucidativo, passo a passo, desde as eleições de 2014, mostrando a que veio a operação Lava-jato. De como esta operação foi criada para detonar o PT, Lula, Dilma, a Petrobras. E para blindar os caciques tucanos e a família Marinho e seus afins. De como esta operação, numa formação de quadrilha com a mídia golpista, através de vazamentos seletivos ilegais, e prisões seletivas sem condenações (Vaccari e Zé Dirceu estão presos há vários meses sem que tenham sido condenados e sem que ofereçam quaisquer riscos à operação, ao contrário do representante da Mossak, que foi solto mesmo tendo sido preso quando destruía provas), praticamente espezinhou as instituições formais do país, como o STF. Está na hora do Brasil conhecer, de forma didática, como se monta uma armação golpista para detonar as possibilidades de um Brasil com políticas públicas em favor dos de baixo e com isso abrir caminho para o fascismo travestido de legalidade midiática sem votos. Moro e seus agentes da PF e do MPF não passam de agentes do golpismo a serviço da Casa-grande e por isso mesmo devem ser denunciados. Viva o povo brasileiro! Não passarão!

Responder

Marcio Ramos

14/02/2016 - 18h36

Tem que ocupar a Globo e acabar com aquilo tudo.

Responder

Apolônio

14/02/2016 - 18h05

O povão precisa de tomar conhecimento disso tudo.

Responder

Aracy

14/02/2016 - 16h27

Parabéns ao Viomundo e ao investigador TC. Merece um prêmio por mais esse trabalho brilhante de jornalismo investigativo.
Quero acreditar que o povo brasileiro mudou, o mundo evoluiu, e agora a Internet e os jornalistas independentes podem provocar transformações significativas que levem à apuração e punição de corrupção e outros crimes gravíssimos que transcendem fronteiras. Mas não duvido que o secular jeitinho brasileiro de proteger os infratores graúdos dê nó até nos pingos d´água do FBI, Interpol, etc.

Responder

Celso Junqueira

14/02/2016 - 15h45

Nada vai acontecer. E o filho do Lula pode ser considerado dono do triplex de Paraty e ter burlado toda a legislação ambiental.

Responder

Mauricio Gomes

14/02/2016 - 14h53

Infelizmente não vai dar em nada. O mais provável é que acusem o Lula e o PT de estarem espalhando boatos, e os coxinhas tapados acreditarão piamente.

Responder

marilamar

14/02/2016 - 14h17

A Policia FEDE…….Geral, sabe todos os podres, todas as corrupçoes do PSDB, REDE ROUBO, e do JUDICIARIO CORRUPTO…., pois, faz parte do mesmo time: MAÇONARIA!!! SAO TODOS farinha do mesmo saco de corruptos, bandidos, ladroes, mafiosos, golpistas e outras merdas; trensalao tucano, mensalao tucano, helipóptero da Cocaina do Aecio e Perrelas, Aecio-pó-rtos em MG, Merenda Escolar roubada em SP pelo PSDB, Lista das Furnas onde todo o PSDB tá envolvido, CEMIG, desvio de 4 bilhoes da Saude de MG,CPMI DO BANESTADO, PROER, e etcs? Porquê a policia federal, procuradores federais e o JUDICIARIO PODRE protege tanto o PSDB, REDE GLOBO e os BANCOS???? PorquÊ os promoBBB da Veja e da Rede Roubo do VazaJato do tucano MORO nao vao ao sitio do FHC lá em IBIUNA??? é mais perto que o seu APÉ chule mais rico da França? Porquê policia FEDE……GERAL chupa graos dos Marinhos e do PSDB!!!!

Responder

FrancoAtirador

14/02/2016 - 13h27

.
.
Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro
.
Página 15 • Parte I – Poder Executivo • 19/08/2011 • DOERJ
.
SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE
INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE
.
AUTO DE INFRAÇÃO Nº SUPBIGEAI /00133154
.
NOME: AGROPECUÁRIA VEINE PATRIMONIAL LTDA
.
CNPJ Nº 06.150.786/0001-00
.
ENDEREÇO: Sítio da Praia Vermelha – Baía de Paraty
.
INFRAÇÃO: Art. 63 da Lei Estadual nº 3467/2000
.
MUNICÍPIO: Paraty
.
MULTA: R$ 12.000,00 (doze mil reais)
.
PROCESSO Nº E-07/507.764/2009
.
(http://www.ioerj.com.br/portal/modules/conteudoonline/view_pdf.php?ie=MTI2NjQ=&ip=MTU=&s=ZWZhYWJjNTFkZDhkYWE0ZjJkZTgyNzIzNTFkOTg1MDU=)
(http://www.jusbrasil.com.br/diarios/29745693/pg-15-parte-i-poder-executivo-diario-oficial-do-estado-do-rio-de-janeiro-doerj-de-19-08-2011)
.
.
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE – SEA
INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE – INEA
.
ATA DA 130ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONDIR – DIA 26/11/2012
.
[…]
.
XIII – E-07/507.763/09 – Agropecuária Veine Patrimonial Ltda.
– Recurso quanto ao auto de infração
– Conforme considerações do Superintendente da Baía da Ilha Grande,
o Conselho Diretor decidiu indeferir o recurso…
.
(http://arquivos.proderj.rj.gov.br/inea_imagens/downloads/condir/Ata_da_130_reuniao_ordinaria_dia_26-11-12.pdf)
.
.

Responder

FrancoAtirador

14/02/2016 - 12h50

.
.
Panamá e Colômbia são Bases de Operação
.
do Império Financeiro na América Latina.
.
.

Responder

Deixe uma resposta