VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Morrissey: Thatcher não tinha um átomo de humanidade

09 de abril de 2013 às 20h34

Foto compartilhada pelo Valdir Fiorini no Facebook

Em carta aberta, Morrissey escreve que Margaret Thatcher “não tinha um átomo de humanidade”

O músico, um ferrenho crítico do governo britânico, publicou palavras duras sobre a ex-premiê que morreu na manhã desta segunda, 8

AP por ROLLING STONE EUA, via Tito Pal no Facebook

9 de Abril de 2013 às 10:02

Morrissey tinha duras palavras para dizer sobre a morte de Margaret Thatcher. Para expressá-las, o ex-vocalista do The Smiths escreveu uma carta aberta, publicada no Daily Beast.

“Todas as ações dela eram carregadas de negatividade”, escreveu ele, ainda chamando a líder política conservadora de “selvagem” e “o terror sem um átomo de humanidade”. Leia o texto completo abaixo:

“Thatcher é lembrada como a Dama de Ferro só porque ela possuía apenas traços negativos, como uma teimosia persistente e a determinação em se recusar a ouvir os outros.

Todas as ações dela eram carregadas de negatividade; ela destruiu a indústria de manufatura britânica; ela odiava os mineiros, ela odiava as artes, ela odiava aqueles que lutam pela independência da Irlanda e permitia que morressem, ela odiava os britânicos pobres e nunca fez algo para ajudá-los, ela odiava o Greenpeace e protecionistas ambientais, ela foi a única política europeia que se opôs ao banimento do comércio de marfim, ela não tinha inteligência ou fervor e até o próprio Gabinete a expulsou. Ela deu a ordem para explodir o cruzador General Belgrano, mesmo que ele estivesse fora da zona de exclusão das Malvinas – e estava navegando para LONGE das ilhas! Enquanto jovens argentinos a bordo do Belgrano sofriam uma morte injusta e terrível, Thatcher fazia um sinal com o polegar para cima para a imprensa britânica.

Ferro? Não. Selvagem? Sim. Ela odiou as feministas mesmo quando foi graças ao progresso do movimento feminino que os britânicos tenham aceitado uma Primeira-Ministra que fosse mulher. Por causa de Thatcher, nunca mais haverá uma mulher de poder na política britânica e, em vez de abrir esta porta para outras mulheres, ela a fechou.

Thatcher será lembrada com carinho por sentimentalistas que não sofreram sob a liderança dela, mas a maioria das classes operárias do Reino Unido já a esqueceram e o povo argentino celebra a morte dela. Para que fique registrado: Thatcher era um terror sem um átomo de humanidade.

Morrissey.”

Leia também:

As 21 músicas que detonaram Margareth Thatcher (sugerido pela Márcia Cunha)

Safatle: Canonizando Margareth Thatcher

 

27 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nelson

12/04/2013 - 23h39

No post “O jornal que incomoda fardas e batinas”, publicado no sítio http://www.cartamaior.com.br no dia 16/03/13, o jornalista Saul Leblon conta um pouco da história do jornal argentino Página 12.
Segundo Leblon, quando da morte de Pinochet, em 2006, o Página 12 saiu-se com a seguinte manchete:
“Que terá feito o inferno para merecer isso?”
Creio que seria o caso de repetir essa imaginativa manchete agora, quando da morte da “Dama de Ferro”.

No magnífico “O Século do Vento”, Eduardo Galeano conta que alguém inscreveu no túmulo de Anastásio Somoza, ditador que desgraçou a vida dos nicaraguenses durante muito tempo com todo o apoio dos governos dos Estados Unidos, o seguinte: “Agui jaz Somoza, um pouco mais podre que em vida”. Um epitáfio que serviria para o túmulo da Sra Thatcher.

Responder

H. Back™

11/04/2013 - 14h09

Dizem por aí que os frequentadores de PUBs ingleses, ao tomarem conhecimento da morte da Dama enFerrujada, fizeram a maior festa cantando:”Margaret Thatcher is dead; Margaret Thatcher is dead …”

Responder

abolicionista

10/04/2013 - 21h57

A primeira dama do neoliberalismo morre junto com ele, é o que todos esperamos.

Responder

Mário SF Alves

10/04/2013 - 15h07

Resposta indignada ao Elio Gaspari em matéria divulgado pelo PiG Folha de São Paulo onde manifesta franca idolatria à Tatcher, a mesma que, segundo ele, tinha horror a consenso, deficit, inflação, sindicatos, empresas estatais, socialismo e desordem :
________________________________________________
Pois bem, senhor escritor Elio Gaspari, deixo claro que nada tenho contra suas preferências ou alinhamentos ideológicos. No entanto, seu lamento pela ditadura não ter sido suficientemente capaz de implantar no Brasil o modelo utilizado por ela, na Inglaterra, penso ver estampada aí a figura de mais um técnico em obter, tratar e divulgar informações. Mais um viciado em tabula rasa. Mais um que insiste em estabelcer analogia entre o Ocidente , dito desenvolvido, e nós, brasileiros, “pindoramenses” como queira, dos quinhentos anos de braZil senzala. Nós, brasileiros, do singular capitalismo subdesenvolvimentista nem sequer nacional; nós, eternamente excluídos, pelo vil regime regime casa-grande-braZil-eterna-senzala e ecossistemas associados
_____________________________________
Vai, prezado Gaspari, vai por aí. Ah, um aviso: essa viseira, a extrema esquerda também usa, e quem sabe, num futuro não tão distante, quem sabe, essas duas retas não se encontram num canto qualquer deste finito planetinha azul? Se é que já não se encontraram, faz tempo. Hitler e Stalin que o digam.
____________________________________________________
E quanto à sua adorada modelo, a Tatcher, a que, dizem, fechou de vez todas as portas para a possibilidade de uma nova mulher no poder na Inglaterra, dou outro aviso: primeiro cuide de pensar em desenvolver socioeconomicamente o Brasil, depois, sim, cuide de trazer a cabeça dela. Mas, veja bem, não nos venha com soluções macunaímicas de tipo fernandenriqueando, não, viu.
Pena. Tempo perdido. Deixei de considerar que a seu ver só os “bem nascidos”, os da casa-grande, têm vocação para gerir e (sub)desenvolver o Brasil. Pena mesmo. Aliás, nem a ditadura militar no auge de todo aquele apogeu autoritário e terrorista teve peito para implantar o Estatuto da Terra; importante instrumento de correção nas históricas distorções na posse e uso da terra. Aliás, documento elaborado sob encomenda dela mesma. Pena.

Responder

Ubiratan J. dos Santos

10/04/2013 - 13h27

M. Thatcher, com mais de dois meses de antecedência, já sabia da tentativa de retomada das Ilhas Malvinas, por parte do governo argentino. E com uma simples medida preventiva poderia ter evitado a guerra, mas permitiu que a ação se efetivasse, pelo prazer de poder derrota-los. E hoje com a chegada da ”dama enferrujada” ao inferno, o diabo vê sua autoridade seriamente ameaçada.

Responder

    Luiz Aldo

    17/04/2013 - 11h49

    Concordo, Ubirajara,
    E olha que lá, ela privará da companhia de Ronald Reagan, Adolf Hitler, Benito Mussolini, Josef Stalin, Emílio Médici, Augusto Pinochet, Antônio Carlos Magalhães, enfim, ela estará entre os iguais…

    Luiz Aldo

    17/04/2013 - 12h04

    Mil perdões, Ubiratan! Errei teu nome e isto é descortês…

RicardãoCarioca

10/04/2013 - 13h19

Fica esperto aí diabo, no inferno! Chegou um peso-pesado aí!

Responder

augusto2

10/04/2013 - 11h19

oh,marcela – mais devagar que a, digamos, raivinha hoje desajuda. Estou a pedir que vc leia e volte a ler com calma o penultimo parágrafo do dito morrissey. O que ele diz ali difere demais do que voce leu.

Responder

CNunes

10/04/2013 - 10h40

Bigmouth Strikes Again…

Um incentivo para continuarmos com a nossa boca grande atacando e atacando de novo esse discurso único e falacioso que pretende ser hegemônico.

Responder

barreto

10/04/2013 - 09h05

A morte física de uma pessoa não representa nada, até porque a primeira-ministra já estava morta politicamente há muitos anos.
Desejo, no entanto, a morte das ideias de Thatcher: autoritarismo, intolerância e racismo.

Responder

Antônio

10/04/2013 - 06h58

JÚBILO NA INGLATERRA PELA MORTE DA DAMA DE FERRO

Como eu não vejo mais telejornal, eu pergunto: saiu alguma coisa no Jornal Nacional? Pois se vinguem cantando com os ingleses when maggie thatcher dies we,re all avin a party

http://www.conversaafiada.com.br/tv-afiada/2013/04/09/pub-ingles-recebe-noticia-da-morte-de-thatcher/

http://www.youtube.com/watch?v=x-4FJcnX0i8&feature=player_detailpage

Responder

bento

10/04/2013 - 04h54

INFERNO NEWS.

quinta coluna social.

O capeta oficializou o casorio da recem chega ao pedaço ,a dama de ferro ,e o grande amor de sua “vida” o neonazista pinochiochet…na foto acima…abobrinha…vestindo…abobrinha…foi maravilhoso…abobrinha…abobrinha…

Responder

renato

10/04/2013 - 01h05

Ingles falando de Ingles?
Estranho, agora todos eles falam.
Mas não vi manifestações pedindo a morte dela.
Ela serviu bem sua nação, quando era preciso,
e ninguém esbravejou de fato.
Quanto as Malvinas, pergunte se eles querem devolver
agora que ela morreu.
Por que ninguém culpou a Rainha????
Falar em cima do cadáver é fácil.
Minha nota de repudio aos Ingleses.
Ingles é pai de estadudinense.

Responder

FrancoAtirador

10/04/2013 - 01h01

.
.
THATCHER ERA “A PATROA DO VIL METAL”.
.
.

Responder

João/PR

10/04/2013 - 00h34

Nâo conhecia o Morrisey. Agora, sei que além de bom músico, ele também é um cara inteligente. Obrigado pelo texto.

Responder

JOTACE

09/04/2013 - 22h38

Que beleza o casalzinho da foto! Por onde se encontra agora?

Responder

Bernardino

09/04/2013 - 22h38

do: Thatcher era um terror sem um átomo de humanidade.

Morrissey.”Parece que estamos a escutar um discurso de REQUIAO,essse VOCALISTA tem aquilo rouxo dizer isto dentro do proprio pais desta jararaca que foi a sra THATCHER.PONtos para ele que nem politco é sim um grande humanista.
Enqunto isso a MIDIA BANDIDA fica incensando esta Velhaca e aqui se aplica a maxima: OS CANALHAS tambem envelhecem e MORREM.Nao deixara SAUDADES!!

Responder

rubem gonzalez

09/04/2013 - 22h35

Periga o Joaquim Barbosa fazer o mesmo mal a raça negra. Serem vistos com desconfiança e o seu desempenho frente ao STF servir de combustível para os reacionários e racistas do país. É a desculpa que muitos dos seus “aliados” d emomento esperam para expulsa-los de volta para a senzala.
E digo senzala no sentido mais amplo da palavra porque o JB representa ( e mal ) dois segmentos de excluídos do país ao mesmo tempo: OS POBRES E OS NEGROS. Ao invés de se dar conta do puta curriculum que possuia e da responsabilidade que carregava preferiu a galhofa, a arrogancia, o elogio fácil e a prepotencia.
Vai ser escorraçado não pelos que perseguiu, mas exatamente pelos seus bissextos amigos da casa grande que só esperam o momento certo para regurgita-lo numa escarradeira enferrujada.

Responder

    Ines

    10/04/2013 - 04h00

    Pois, é Rubem. Depois da audiência pública, sob os holofotes da globo, em que JB desanca juízes, Associação de Magistrados e Congresso Nacional… Será que ele vai recorrer ao fato de que estava dominado por alguma dor para se desculpar? Foi essa a justificativa que ele usou para ter dito ao repórter do Estadão (que o incensa): “Vá chafurdar na lama, com costuma fazer!”. O Conselho Nacional de Justiça vai ter que se mexer, pois se trata de servidor despreparado técnica e emocionalmente para ocupar o cargo que ocupa. De onde foi que Lula tirou essa “figura”?! Que infelicidade para nós brasileiros…Quanto à Tatcher, já recebeu o que merecia: a História vai lembrá-la/esquecê-la exatamente com está dito: “um terror sem um pingo de humanidade.” O peor é que há muitos – em cargos importantes – por aqui…Valamedeus!

José

09/04/2013 - 22h32

é Mais a mídia colonial tupiniquim estapou com letras garrafais a morte da dama de ferrou …enferrujou

Responder

Urbano

09/04/2013 - 21h58

Pelo que fez de boston, o epíteto de dama de ferro não se coaduna muito, não… Para não se perder tudo, pode se aproveitar o início, antes de se chegar ao meio.

Responder

Fabio Passos

09/04/2013 - 21h42

PHA colocou video hilario do pessoal em um pub comemorando o fim da bruxa.

http://www.conversaafiada.com.br/tv-afiada/2013/04/09/pub-ingles-recebe-noticia-da-morte-de-thatcher/

Ela merece.

Responder

Mário SF Alves

09/04/2013 - 21h15

E este aí ao dela? Pinochet?!!
______________________________________
Ih! Mas, tá é faltando discípulo na foto. Cadê o supra sumo da radicalismo neoliberal imposto guela abaixo ao Brasil? Cadê o farol na foto?

Responder

Fabio Passos

09/04/2013 - 21h10

Muito bom.
Enquanto o PiG continua elogiando a megera para idiotizar uma classe media mal formada… aqueles que prezam o planeta e a humanidade lembram a desgraca tatcher que se abateu sobre a Inglaterra.

Responder

Mário SF Alves

09/04/2013 - 21h08

É… pelo visto, essa ex-viva fez escola. E o ex-Brasil do PSDB que o diga. “Thatcher-nao-tinha-um-atomo-de-humanidade.” Será que os representantes da pior elite do mundo têm?

Responder

souza

09/04/2013 - 21h00

o músico esta lá.
não há como negá-lo.

Responder

Deixe uma resposta