VIOMUNDO

Eduardo Campos tem parentes no governo; secretário nega nepotismo

09 de janeiro de 2013 às 10h51

Eduardo e Renata Campos:  Parentes do ilustre casal ocupam cargos estratégicos, de confiança, na administração pública do Estado de Pernambuco. Fotos: Portal do Governo de Pernambuco

por Conceição Lemes, Chico Diniz e Daniel Bento

Nome completo: Eduardo Henrique Accioly Campos.

Cargos anteriores: deputado estadual, deputado federal, secretário da Fazenda, ministro da Ciência e Tecnologia.

Posto atual: governador de Pernambuco, iniciando o sétimo ano no comando do Palácio do Campo das Princesas. Tempo suficiente para que os desafetos no Estado já o chamem pejorativamente de “imperador”.

O fato é que, gostem ou não os oponentes, Eduardo Campos está em ascensão no cenário político brasileiro, figurando como um dos nomes cotados para disputar a presidência da República em 2014. Maior liderança do PSB (é seu presidente nacional),  o neto e herdeiro político de Miguel Arraes simboliza o “novo”. Tem apenas 47 anos.

Os adversários torpedeiam. O “novo” estaria recorrendo a velhas práticas, típicas dos antigos coronéis da política, como o ex-governador Antonio Carlos Magalhães, já falecido, e o senador José Sarney (PMDB-AP): espalhar o nome da família por obras do Estado e empregar parentes em cargos de confiança.

Que o governador homenageie a memória do avô, dando eventualmente o seu nome a alguma obra importante, compreende-se. Muito considerado até hoje pelos conterrâneos, Arraes é um dos nomes históricos da política não apenas regional, mas brasileira.

Nessa cota, pode-se colocar, por exemplo, o Hospital Miguel Arraes, no município de Paulista, inaugurado em 2009, e a velha Avenida Norte, antes Estrada do Limoeiro. No início deste ano, ela se tornou a Av. Norte Miguel Arraes, a maior do Recife.

Situação diferente da parentada de Eduardo ou da primeira-dama Renata Campos, que é economista e auditora concursada do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), cedida ao governo de Pernambuco.

O Viomundo teve acesso a uma lista com nomes de familiares do ilustre casal, ocupando cargos estratégicos, de confiança, na administração pública, e submeteu-a a Evaldo Costa, secretário de Comunicação de Pernambuco, para saber a posição do governo a respeito.

Evaldo Costa nega nepotismo:

Antes de mais nada, informo que a relação que você  enviou mistura pessoas que não têm nenhum vínculo com o Governo do Estado de Pernambuco com outras sem parentesco com o governador. Ou seja, não faz o menor sentido.

 Pernambuco foi o primeiro estado brasileiro a aprovar uma lei antinepotismo.

Por iniciativa do governador Eduardo Campos, foi aprovada pela Assembléia Legislativa a Lei Complementar Nº 097, de 01 de outubro 2007. Para que se dimensione o pioneirismo, basta mencionar que a União Federal só aprovou sua legislação antinepotismo em 2010 e, ainda assim, o fez na forma de Decreto, de nº 7.203, de 4 de junho de 2010.

 Ressalto, por fim, que não há um único caso de nomeação de servidor público em Pernambuco em desacordo com a legislação vigente no estado e no país.

 MÃE E DOIS TIOS OCUPAM CARGOS NO GOVERNO FEDERAL

Realmente, três dos citados na lista não atuam na administração estadual mas na federal. Os três, filhos de Miguel Arraes, são Ana Lúcia Arraes de Alencar, Luís Cláudio Arraes de Alencar e Marcos Arraes de Alencar, respectivamente, mãe e tios do governador.

Ana Arraes é advogada. Deputada federal pelo PSB por dois mandatos consecutivos, foi nomeada ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) pela presidenta Dilma Rousseff, em 26 de outubro de 2011.

Luís Cláudio é médico. Em fevereiro de 2011, cedido pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), assumiu a chefia do serviço de pesquisa da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobras), vinculada ao Ministério da Saúde. O ônus do salário é da UFPE.

Luís Cláudio, segundo o seu Currículo Lattes, é ainda coordenador do Centro de Pesquisa Clínica do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip).

O Imip, por meio de contrato com o governo de Pernambuco, gere quatro importantes hospitais da rede estadual: Metropolitano Miguel Arraes, Dom Hélder Câmara, Dom Malan e Pelópidas Silveira. Gere também seis Unidades de Pronto-Atendimento – as UPAs de Olinda,  Paulista, Igarassu, Barra de Jangada, Jaboatão Velho e Cabo de Santo Agostinho.

Marcos Arraes, administrador de empresas, também trabalha na Hemobras. Integra a diretoria executiva, ocupando o cargo de diretor administrativo-financeiro. Nos contratos feitos pela Hemobras, assina pela empresa como contratante. É também o presidente-substituto.

Durante os dois mandatos do ex-presidente Lula, foi chefe do escritório da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), em Brasília. A Finep é instituição vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia, comandado de janeiro de 2004 a julho de 2005 por Eduardo Campos.

Ainda que qualificados – Luís Cláudio é considerado uma das referências nacionais em transmissão sanguínea HIV/Aids e hepatites B e C –, quase certamente pesou nas nomeações dos três o fato de o PSB fazer parte dos partidos da base de apoio político dos governos Lula e Dilma.

Isso é de praxe. Acordos entre partidos, prevendo indicações de nomes para determinados postos, fazem parte do jogo político. Foi assim, vale relembrar, que Eduardo Campos se tornou ministro do primeiro governo Lula.

SOBRINHOS, TIA, SOGRO, CUNHADA, EX-CUNHADO, PRIMOS EM POSTOS NO ESTADO

O que mais chama a atenção na lista à qual o Viomundo teve acesso é a presença de três gerações de familiares de Eduardo e Renata Campos na administração estadual, inclusive jovens:

Arthur Leal Arraes de Alencar – Filho de Marcos Arraes (Hemobras) e primo do governador. Em 30 de dezembro de 2010 (último dia do primeiro mandato de Eduardo Campos), foi nomeado assessor de apoio técnico operacional da administração do Distrito Estadual de Fernando de Noronha (a nomenclatura do cargo é CAA-3), a partir de 1º de janeiro de 2011, ganhando mensalmente R$ 2.159,44. Arthur tem 21 anos de idade. É o mais jovem da família na gestão do primo.

Carla Ramos Santos Leal — Mãe de Arthur, segunda esposa de Marcos e tia do governador. Desde janeiro de 2009, trabalha como chefe de administração do Palácio do Campo das Princesas. Segundo o Portal Transparência do Governo de Pernambuco, ganha R$ 7.308,00 por mês.  Carla é a responsável por gerir a verba de suprimentos do Palácio, apelidada de “caixinha”, recurso legal usado para cobrir pequenas despesas urgentes.

Cyro Andrade Lima – Médico, ex-secretário da Saúde de Pernambuco e sogro do governador. É pai da primeira-dama, cujo nome completo é Renata de Andrade Lima Campos. Desde maio de 2011, integra o conselho de administração Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a estatal de água e esgotos pernambucana. Recebe R$ 3,7 mil para participar de uma reunião mensal. O Diário Composiano, publicação dos trabalhadores  da empresa, já denunciou o caso.

Ana Elisabeth Andrade Lima (Bebeth) — É  irmã de Renata Campos e cunhada do governador. Médica, com mestrado em Saúde Pública e especialista em Medicina da Família e da Comunidade, tem currículo para o cargo que ocupa: é gerente da Política de Saúde do Estado, tendo sob sua coordenação o comitê-executivo do Mãe-Coruja, programa liderado pela primeira-dama e voltado à redução de mortalidade infantil. O Portal da Transparência do Governo de Pernambuco informa que o salário de Ana Elisabeth é R$ 10.664,78.

Rodrigo de Andrade Lima Molina e Marcela de Andrade Lima Molina – São filhos de Bebeth e sobrinhos de Renata e Eduardo Campos.

Rodrigo tem 27 anos e estava lotado inicialmente na chefia de gabinete do governador. De 26 a 29 de abril de 2009, viajou para Houston, Texas (EUA), como integrante da comitiva do governo, por solicitação da chefia de gabinete de Eduardo Campos. Em fevereiro de 2011, já gerente de Finanças da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, cujo secretário era Geraldo Júlio, atual prefeito, recebeu poderes para “assinar contratos, convênios e instrumentos congêneres”. Salário: 3.953,43.

Marcela ocupa cargo comissionado de gestora técnica na Secretaria de Governo. Ela foi nomeada em 7 de outubro de 2011, com data retroativa a 1º de outubro daquele ano.

Segundo o Diário Oficial de Pernambuco, de 10 a 26 de março de 2012, a pedido da Secretaria-executiva de Relações Internacionais, da Secretaria de Governo, viajou a Havana para integrar a comitiva do Programa Mãe-Coruja Pernambucana, coordenado pela própria mãe. A Secretaria de Governo não tem relação operacional com esse programa. Salário: R$ 4.651,09.

Aurélio Molina – Médico, ex-marido de Bebeth e ex-cunhado da primeira-dama e do governador. É secretário-executivo de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco, além de lecionar na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco. Salário: R$ 4.916,86.

Francisco Tadeu Barbosa de Alencar – Conhecido apenas como Tadeu Alencar. É primo do governador e atual secretário da Casa Civil. Em 2007, quando Eduardo Campos o chamou para ocupar a procuradoria-geral do Estado, era procurador-geral adjunto da Fazenda Nacional, onde entrou por concurso.  No segundo mandato de Eduardo, migrou para a poderosa secretaria da Casa Civil. Também é membro do Conselho de Administração da Compesa.

José Everardo Arraes de Alencar – Ou Everardo Norões, como é conhecido. Poeta,  dramaturgo e primo do governador. Segundo o Diário Composianojá integrou o conselho de administração Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Atualmente, preside o conselho editorial da Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), para o qual é remunerado assim como os demais integrantes da equipe, como regulamenta portaria de 2008. Após indicação da diretoria da editora estatal, os nomes são ratificados pela Secretaria da Casa Civil.


Thiago Arraes Alencar Norões – É filho de Everardo Norões e primo em terceiro grau do governador. Substituiu Tadeu Alencar no comando da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco. Procurador de carreira, ele foi indicado por Eduardo Campos para ser o procurador-geral neste segundo mandato.  Salário: R$ 29.811,78, segundo o Portal da Transparência do Governo de Pernambuco.

Paulo Câmara — Secretário da Fazenda de Pernambuco e primo em segundo grau  do governador. Considerado um técnico bastante competente, é casado com a juíza Ana Luíza, filha de Vanja Campos, prima de Eduardo. Vanja foi chefe de gabinete de Miguel Arraes durante o segundo mandato, entre 1986 e 1990.

ENTRA E SAI DE PRIMOS NO TRIBUNAL DE CONTAS DE PERNAMBUCO

O TCE-PE, assim como os seus congêneres, é o principal organismo de fiscalização das contas públicas estaduais. Aí, também há parentes do ilustre casal.

Marcos Coelho Loreto, primo da primeira-dama, é um deles. Desde 2007, é conselheiro o TCE-PE. Foi chefe de gabinete de Eduardo Campos nos dois primeiros anos do primeiro mandato. Foi ainda seu assessor especial do Ministério de Ciência e Tecnologia em 2004.

O outro é o advogado João Carneiro Campos, irmão de Vanja Campos e primo do governador. Ex-desembargador eleitoral, ele foi nomeado em março de 2011 para o cargo vitalício de conselheiro do TCE-PE.

Flávio Rubem Accioly Campos Filho, primo em primeiro grau de Eduardo Campos, trabalhou durante quatro anos no TCE-PE. Em janeiro de 2007, poucos dias após o governador tomar posse, Flávio foi nomeado para cargo em Comissão de Assessor da Presidência, mais precisamente secretário da Coordenadoria de Controle Externo do órgão. A seu pedido, segundo o Diário Oficial, foi exonerado a partir de 2 de janeiro de 2012.

Seu filho, Flávio Rubem Accioly Campos Neto, atualmente com 27 anos, também ocupou cargo comissionado no governo estadual. Foram cinco anos nessa condição até que, em 2012, se desligou para disputar uma vaga na Câmara Municipal do Recife. Primo em segundo grau do governador, foi assessor da Secretaria Especial de Juventude e Emprego durante o primeiro mandato de Eduardo. Também trabalhou na gerência de redução de danos da Secretaria de Saúde.

SOTELO: USUFRUEM PRIVILÉGIOS QUE O CIDADÃO COMUM NÃO TEM

Nepotismo é uma palavra de origem latina. Vem de nepote +ismo.  Nepote, segundo o Dicionário Houaiss, significa: 1. sobrinho do sumo pontífice; 2. Conselheiro papal; 3, por extensão de sentido, indivíduo especialmente protegido ou predileto; favorito.

Tanto que, na Idade Média, nepotismo servia para denominar a autoridade que os sobrinhos ou netos do papa desempenhavam na administração eclesiástica. No serviço público, passou a ser sinônimo de favorecimento sistemático à família.

Nepotismo, explica o site do Ministério Público de Pernambuco, acontece quando parentes do agente público ou membro do poder são contratados para empregos temporários, cargos comissionados ou colocados em função gratificada apenas por causa do laço de parentesco.

O secretário de Comunicação de Pernambuco, relembramos, nega nepotismo na gestão Eduardo Campos: “Não há um único caso de nomeação de servidor público em Pernambuco em desacordo com a legislação vigente no estado e no país”.

Evaldo Costa refere-se à lei estadual complementar 097/2007, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada por Eduardo Campos.

Costa refere-se também ao decreto federal nº 7.203, de 4 de junho de 2010, assinado pelo então presidente Lula  (clique AQUI para ler sobre as leis que vedam o nepotismo nos órgãos públicos).

A despeito de ambas, há ainda a 13ª Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal (STF), que veda o nepotismo nos Três Poderes, no âmbito da União, dos estados e municípios.

“A lei estadual, a federal e a Súmula 13 do STF consideram nepotismo a contratação de parentes até terceiro grau”, esclarece o advogado Vladimir Rossi Lourenço, ex-vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB Nacional. “O nepotismo abrange os parentes em linha reta (avós-netos) quanto colateral (tios-sobrinhos), até terceiro grau e afins: sogra, sogro, cunhado, cunhada.”

Trocando em miúdos. É considerado nepotismo o político contratar:

* Esposo ou esposa

* Filho (a), neto(a) e bisneto(a)

*Pai, mãe, avô, avó, bisavô e bisavó

*Irmão, irmã, tio(a) e sobrinho(a)

*Parentes da esposa ou esposo: pai, mãe, avô, avó, bisavô, bisavó, filho(a), neto(a), bisneto(a), tio (a), irmão, irmã, sobrinho(a)

* Cônjuge do filho (a), neto(a) e bisneto(a)

* Cônjuge do tio (a), irmão, irmã e sobrinho(a)

A legislação pernambucana, especificamente, prevê excepcionalidades no parágrafo único do artigo 1.

Ficam excepcionadas as nomeações ou designações de servidores públicos ativos ou inativos, que exerçam ou exerceram cargos de provimento efetivo, no âmbito da Administração Pública federal, estadual ou municipal, observada a compatibilidade do grau de escolaridade exigido para o cargo de origem e a qualificação do servidor com a complexidade inerente ao cargo em comissão ou função a ser exercida, vedada em qualquer caso, a subordinação direta ao agente determinante da incompatibilidade.

“A lei pernambucana admite a possibilidade de contratação de parentes concursados, efetivos no serviço público e que atendam às exigências de escolaridade”, avalia Lourenço. “Por exemplo, não é possível nomear um parente que passou em concurso para merendeira de escola pública (nível básico) para um cargo em comissão que exija nível superior, mesmo que tenha grau universitário.”

O jurista Márcio Sotelo Felippe, ex-procurador do Estado de São Paulo, aponta três problemas:

Primeiro, as excepcionalidades da lei pernambucana estão em desacordo com a Súmula Vinculante 13, do STF, que não as prevê. A incompatibilidade com a Súmula é frontal. Aliás, o decreto federal 7.203/10, do governo Lula, sofre da mesma inconstitucionalidade.

Segundo, essas excepcionalidades abrem uma porteira para a nomeação de servidores parentes das autoridades para postos com remuneração maior do que as que têm nos cargos de origem.

Terceiro, abrem também caminho para a nomeação de servidores aposentados, parentes das autoridades, que não têm mais nenhum vínculo com a administração pública.

“Embora se possa discutir qual o exato efeito da súmula vinculante diante da lei estadual, o fato é que a súmula expressa a posição do Supremo, por isso é  preciso que isso seja levado ao STF”, diz Sotelo. “Tanto a lei pernambucana quanto o decreto federal violam o princípio  da razoabilidade, ou seja, do bom senso. A pretexto de proibir o nepotismo, podem acabar consolidando a prática. Parece gozação. Fecha uma porta e escancara outra.”

– E contratar primos e primas não é nepotismo? – alguns devem estar questionando, uma vez que não estão listados na relação que postamos um pouco acima.

O advogado Vladimir Rossi Lourenço, que foi quem levou esse debate para a OAB Nacional, responde:

“Pela lei contratar primos, independentemente do grau, não é nepotismo. Porém, não é ético nem moral. O fato de a lei limitar a relação de parentesco até o terceiro grau não implica porta aberta para a contratação de primos e a prática do nepotismo”.

Atualmente, sete primos  – antes eram nove – ocupam cargos na administração estadual de Pernambuco, além de, pelo menos, mais dois sobrinhos, uma tia, o sogro, uma cunhada e um ex-cunhado. Não estão incluídos aí os dois tios e a mãe do governador que estão em postos na administração federal.

Será que essas pessoas seriam contratadas se não fossem parentes de Eduardo e Renata Campos?

O fato de serem parentes não lhes facilitou de alguma forma o acesso a esses postos?

“Se a Súmula 13, do STF, fosse observada em sua lógica e espírito, vários familiares do governador Eduardo Campos até terceiro grau não poderiam estar nesses cargos””, observa Sotelo. “As suas nomeações podem até estar dentro da lei pernambucana, mas usufruem privilégios que o cidadão comum não tem”.

Leia também:

Brasil tem três leis contra o nepotismo nos órgãos públicos

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

95 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Maria de Fátima Moura

13/10/2014 - 10h47

Nunca me enganei tanto a respeito de uma família,mas Graças à essa eleição,não me enganarei mais,toda mentira um dia vem a tona e a verdade prevalece !

Responder

Urariano Mota: Com o apoio do PSB à direita brasileira, Arraes dá adeus « Viomundo - O que você não vê na mídia

10/10/2014 - 15h52

[…] uma pesquisa publicada no site Viomundo, em reportagem de  Conceição Lemes, Chico Diniz e Daniel Bento, os parentes de Eduardo Campos se […]

Responder

luiz Arraes

22/12/2013 - 14h08

Quero reparar esta injustica contra mim que me chega pelo blog de Azenha,que tanto admiro,Fui chamado pelo Presidente,ligado ao PT e nao ao PSB para ocupar um cargo de baixo escalao.A escolha se deveu a méritos meus.Já nao trabalho lá há 1 ano e fiquei pouco tempo.Nao deixarei nada sem resposta.

Responder

    Conceição Lemes

    22/12/2013 - 17h01

    Luiz,

    Vamos por partes:

    1. Vc é Luís Cláudio Arraes de Alencar, um dos filhos de Miguel Arraes, irmão de Ana Lúcia Arraes de Alencar, mãe de Eduardo Campos, portanto sobrinho do governador de PE?

    2. Se sim, desculpe-me por ter o Luis com “s”.

    3. A matéria foi publicada em janeiro de 2013,ou seja, há praticamente 1 ano. Na época consultei, o órgão do governo federal ao qual vc estava ligado. A informação foi confirmada, estava inclusive no site da entidade.

    4. Ser chefe de pesquisa da Hemobras, vinculada ao Ministério da Saúde, é baixo escalão?! Desculpe-me, não é.

    5. Na matéria, eu disse que vc teria condições de ocupar o posto pelos prórios méritos. Agora, que a sua indicação quase certamente teve a ver com aliança PT/PSB, teve. Vc acha que o presidente Lula o nomearia hoje pro mesmo cargo, já que Eduardo Campos é oposição ao PT? É um cargo político. A proximidade do seu tio com Lula pesou.

    6. Por que só agora, 1 ano depois, quando o seu sobrinho Eduardo Campos é candidato à presidência da Republica, vc reclama? É pro Eduardo Campos não ser acusado de nepotismo na campanha eleitoral? Infelizmente, ele praticou nepotismo.

    Saudações

    luiz Arraes

    27/12/2013 - 07h14

    Sou tio do gobernador e nao sobrino,já que sou irmao da mae dele.Insisto que meu periodo na Hemobrás nao foi nepotismo.Trabalhei como consultor no governo FHC,durante a gestao Serra.Tudo isso me deixa muito triste.Nao sou um homem do poder,nem bastidores,nem de dinheiro.Preparei-me na vida para ser médico,pesquisador e profesor.
    O atraso na resposta nao tem nada a ver com a eleicao.Que peso teria uma opiniao mina?Nao me manifestarei mais.Deixo meu abraco,Azenha e meus votos de um excelente 2014

Eduardo Campos fala em "superar a velha política" - Viomundo - O que você não vê na mídia

14/10/2013 - 05h23

[…] Furo do Viomundo: Eduardo Campos emprega parentes no governo […]

Responder

André Singer: Sonho de Eduardo Campos é virar herdeiro do lulismo - Viomundo - O que você não vê na mídia

22/09/2013 - 21h23

[…]  Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano. […]

Responder

Vice-líder do governo fala em Eduardo Campos 2018 - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/09/2013 - 19h26

[…] Eduardo Campos tem parentes no governo; secretário nega nepotismo […]

Responder

José Luiz Gomes: Eduardo Campos voa com urubus neoliberais - Viomundo - O que você não vê na mídia

04/08/2013 - 17h53

[…] Eduardo Campos tem parentes no governo; secretário nega nepotismo […]

Responder

Marcos Coimbra: A “síndrome de Collor”, engano recorrente - Viomundo - O que você não vê na mídia

17/05/2013 - 17h01

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano […]

Responder

Inês Nassif: Eduardo Campos é menos candidato do que há um mês - Viomundo - O que você não vê na mídia

16/05/2013 - 23h43

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano […]

Responder

Heitor Costa: O modo socialista de governar Pernambuco - Viomundo - O que você não vê na mídia

15/04/2013 - 22h28

[…] Viomundo mostra que Eduardo Campos tem parentes no governo […]

Responder

Elio Gaspari: O fenômeno Eduardo Campos « Viomundo – O que você não vê na mídia

28/03/2013 - 22h49

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano […]

Responder

Combate ao Racismo Ambiental » SP – A entrevista com Telhada e a demissão de jornalista; coordenador nega ligação

26/03/2013 - 07h17

[…] a repórter, ao abordar a contratação de parentes, perguntou se era legal contratar primos. Embora não seja moral nem ético, a lei permite. Lúcia não tinha certeza e disse que iria consultar advogados.  O coronel reage com uma […]

Responder

Eduardo Campos, o Collor de 2014 « Viomundo – O que você não vê na mídia

25/03/2013 - 12h08

[…] E, com os parentes no governo, controla a máquina. […]

Responder

Alexandre Tambelli: Os acenos da velha mídia a Eduardo Campos « Viomundo – O que você não vê na mídia

25/03/2013 - 11h52

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano […]

Responder

A entrevista com Telhada e a demissão de jornalista; coordenador nega ligação « Viomundo – O que você não vê na mídia

23/03/2013 - 17h11

[…] a repórter, ao abordar a contratação de parentes, perguntou se era legal contratar primos. Embora não seja moral nem ético, a lei permite. Lúcia não tinha certeza e disse que iria consultar advogados.  O coronel reage com uma […]

Responder

Mauricio Dias confirma denúncia do Viomundo « Viomundo – O que você não vê na mídia

23/03/2013 - 10h29

[…] PS do Viomundo: O Viomundo foi um dos primeiros a denunciar que Eduardo Campos emprega até o sogro no governo pernambucano. […]

Responder

Eduardo Campos se diz tão esquerdista quanto o Serra « Viomundo – O que você não vê na mídia

22/03/2013 - 20h00

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro em governo pernambucano […]

Responder

Campos diz que aliança PT-PMDB já deu o que tinha que dar « Viomundo – O que você não vê na mídia

16/03/2013 - 11h02

[…] Eduardo Campos emprega até o sogro em governo pernambucano […]

Responder

Janio de Freitas: O teatrinho mambembe de Aécio e Eduardo « Viomundo – O que você não vê na mídia

25/02/2013 - 17h04

[…] Eduardo Campos tem parentes no governo; secretário nega nepotismo […]

Responder

Araújo

16/01/2013 - 15h17

Eduardo precatório só tem um sinônimo: OPORTUNISTA.
Quem é pernambucano conhece em que pé se encontram a segurança, saúde e educação. Uma lástima. O homem se apropriou, sem menor escrúpulo, das obras do governo federal. Como a mídia pernambucana está no seu bolso, é só elogio.

Responder

giovani montagner

15/01/2013 - 19h15

o psb é o psdb sem o “d”.

Responder

Bernardino

14/01/2013 - 22h16

PSB,TUcanos fantasiados de Socialistas,meus caros neste pais de cultura portuguesa corrupta e Covarde,a esquerda rouba com a mao esquerda,a direita com a mao direita e o centro com as DUAS.Nao temos nas fileiras politicas do momento nenhum desses ai pra ser um verdadeiro ESTADISTA,nem norte nem nordeste.Todos chegam la com a grana das CORporaçoes,banqueiro,construtoras,agronegocios etc.O lula so ganhou em 2002 porque FHC fracassou como presidente,allias o Fernado Henrique estudou a vida inteira pra fazer CAGADA eo lula se elegeu por falta de Opçao!
Quanto ao DUDU Beleza nao tem CACIFE pra chegar lá,Base eleitoral FRACA,Pernambuco e os competidores SUDESTINOS nao vao entregar a Batata facil,o mesmo vale para os GOMES do CEARÁ!!Fechando o CERCO A MIDIA bandida e Corrupta esta toda no sul e sudeste.SE O LULA mantiver o CACIFE a SUCESSAO passará ainda pelas suas MAOS e nao acredito que ele va apoiar um TRAIRA como o sr CAMPOS!!

Responder

flavio jose

14/01/2013 - 19h43

Negar nepotismo no governo de eduardo e puro cinismo.O velho Arraes deve esta tremento pela ignorancia e irresponbilidade do neto, em quem ele tanto confiou. De fato O NETO e um verdadeiro traira, como e conhecido em brasilia, DUDUTAIRA.
O destino dele vai ser o mesmo de jarbas vasconcelos que passou de lider a um mero capataz de marco maciel

Responder

Antonio Andrade

12/01/2013 - 22h10

Um coronel moderno, com as piores práticas na administração pública, estilo muito antigo de fazer política. O pior é a grande imprensa comercial, já está devidamente comprada com assinaturas de jornais, que são distribuidos aos professores do estado. O mesmo modelo de calar a imprensa praticado por tucanos mineiros e paulistas. Sem falar na relação público privado na saúde do Fernando Figueiras, além do compadrio dos colegas de faculdades e universidades na alta administração do estado. Acorda Pernambuco! Pensem neste estado sem as grandes obras emcanminhadas pelo governo do PT.

Responder

Francisco Santos

11/01/2013 - 13h20

Enfim uma reportagem esclarecedora sobre um governante que aparentemente dizem ser politicamente correto.

Responder

Bida Lula Rousseff

11/01/2013 - 02h04

Menino, pois não é que o homem tem parente pra danar! Eu não sabia dessa festinha, não. Beleza! Assessor que embolsa 29.000, por aí. Professora velha, aposentada (eu), menos de 2.000!…Que lástima! Presidente? Nem tão cedo, aliado de Jarba(s), pode baixar a bola e tirar o cavalinho da chuva.

Responder

Jotace

10/01/2013 - 19h21

Belíssima e corajosa matéria dos repórteres Conceição Lemes, Chico Diniz e Daniel Bento. E de repercussão evidente pelo bem merecido golpe que Eduardo Campos recebeu. Há inúmeras lições que extrair do material publicado. A primeira delas, é de quanto podem fazer certos blogs que não jogam na mesma cartilha da grande imprensa, sabidamente corrupta. Foi somente com a coragem e o empenho dos responsáveis deles que pôde ser eleita a atual Presidenta numa campanha em que a grande mídia atuou todo o tempo contra a Dilma. E a presente denúncia aponta fatos graves e que reclamam apuração, providências imediatas. Outra lição é a de que, embora não tenha sido o evidente propósito dos jornalistas que elaboraram a matéria, é que o governador de Pernambuco, tão apadrinhado pelo PIG – que silencia sobre o que se passa em Pernambuco – começa a ter as asinhas devidamente aparadas em suas ambições eleitoreiras. Quando muito, em 2018, se adotar um comportamento diferente no governo que exerce. Pois nomear e manter dezenas de familiares em cargos públicos estaduais – sobre alguns dos quais até recai a suspeição do ilícito – está indiscutivelmente acima pelo menos da ética e da moralidade e implicará seu suicídio político. Temperança, é preciso que o governador entenda, é como caldo de galinha, só fará bem. Afastar-se dos seus deveres cívicos, governar Pernambuco no estilo absolutista de um rei, como o fez Marcos Maciel, ocasionou a queda deste, apesar dos cargos exercidos, da sua influência no âmbito de todos os Três Poderes. E até da bem cultivada máscara de carola, corrente à qual são tão chegados certos “ascetas” sulistas da Opus-Dei. Outro aspecto, ainda que não abordado, certamente por não caber na matéria, é que muito deve o estado pelo progesso que vivencia ao governo federal e por justiça aos governos petistas. Por justiça, há que dizer que foi com o apoio deles, e principalmente do então Presidente Lula, que Eduardo Campos se afirmou no Ministério de Ciência e Tecnologia, e como governador. Omitir o nome de quem ajudou tanto o estado, tentar corroê-lo, juntar-se ao bando daqueles que tentam destruí-lo, é uma atitude imperdoável para a grande maioria do povo pernambucano que carrega no DNA a repulsa a tal forma de procedimento. Jotace

Responder

Bruce Guimarães

10/01/2013 - 17h10

Uai!!! Não estou entendendo essa matéria!!! O PSB está rompendo com o PT? Já podemos contar com a dobradinha Presidente:Aécio Vice: Campos?

Responder

    flavio jose

    11/01/2013 - 06h21

    FHC ja puxou o tapete de eduado campos afirmando que o psdb vai ter candidato proprio a presidencia da republica e que o nome dp vice vai sair do grupo de FHC

paulo roberto

10/01/2013 - 10h57

É velha máxima do “faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”.

Responder

Helder

10/01/2013 - 07h49

Já tinha um pé atrás, mas essa matéria já me deu informação que faltava sobre esse cara.

É cobra criada! Fiquem espertos Lula e Dilma.

Responder

NilvaSader

10/01/2013 - 03h00

Coroné mudeééérrrrrrrrrrrrrno !

Responder

LÍNGUA FERINA

10/01/2013 - 02h22

OS BLOGUEIROS “SUJOS” DEVEM DAR A CARGA TODA REPLICANDO ESSA EXCELENTE REPORTAGEM. ALÔ Conversa Afiada – PHA, ALTAMIRO BORGES, EDUARDO GUIMARÃES, LUIS NASSIF, RODRIGO VIANA, MINO CARTA. AZENHA JÁ FEZ A SUA PARTE.

AOS BONS REPÓRTERES Conceição Lemes, Chico Diniz e Daniel Bento:

MEUS CUMPRIMENTOS

P.S.: Aqui em Recife, nas sucursais provincianas do PIG, nenhuma linha publicada. ALÔ JAMILDO! TÁ OMITINDO INFORMAÇÃO? ALÔ PIERRE! FICOU MUDO?

Moral da história: Se o PIG não publica é porque já caiu de podre.

Responder

J Souza

09/01/2013 - 21h08

Bem que eu podia ter um primo governador desses…

O Eduardo Campos ainda não tem força no Sul e no Sudeste para enfrentar o PSDB e o PT nessas regiões… Mas será o fiel da balança no primeiro turno em 2014.

O Aécio depende do Eduardo Campos, com seus votos no Nordeste, para chegar ao 2º turno com a Dilma.

A questão fundamental é: Quem Eduardo Campos apoiará no 2º turno em 2014?

Responder

Fernando

09/01/2013 - 20h59

O PIG faz maior estardalhaço por causa de um mero caixa-dois petista, mas esse nepotismo socialista eles não dão uma linha.

Responder

Cissa

09/01/2013 - 20h21

A companhia de abastecimento de água e esgoto (compesa) é uma calamidade. Passou a poucos minutos uma reportagem onde mostrou uma caixa d`água da compesa com pombos mortos e tá saindo até pernas e penas de pombos pelas torneiras.
É o mesmo método do PSDB. Primeiro, sucateiam o empresa para depois justificar a privatização.

Responder

BOMBA: Eduardo é destaque em matéria que o envolve em rede de nepotismo no Estado | Farol de Notícias – Referência em Jornalismo de Serra Talhada e Região

09/01/2013 - 20h18

[…] neste momento o site onde vocês podem ler a matéria e o link direto da reportagem clicando aqui ou aqui! Leiam com atenção! TweetNotícias […]

Responder

Cissa

09/01/2013 - 19h58

Esqueceram de dizer que o dono do Imip que gere os hospitais e upas é o Secretário de Saúde do Estado, ou seja, é a raposa tomando conta do galinheiro.
A imprensa não denuncia porque é comprada com assinaturas de jornais para os professores e o Ministério Público é aparelhado com amigos. Tá tudo dominado.

Responder

    Fábio Lira

    09/01/2013 - 23h33

    Oi Cissa.

    Coloquei bem mais abaixo, logo no início dos comentários (do final para o topo).

Nivaldo Santos

09/01/2013 - 19h33

Em frente governador! Se quer ser presidente da república, fuja do ‘PT’.
Estou pronto para lhe ajudar e, consequentemente ao povo brasileiro, com o meu voto e a campanha que irei fazer em prol da sua candidatura. Qual a moral que esse “PT” tem para querer se perpetuar no poder? Chega de escândalos, tipo Mensalão e tantos outros. O povo brasileiro tem memória e, tendo memória vai lembrar do passado do inesquecível ex- governador Dr. Miguel Arraes de Alencar- O mito da política pernambucana e um ícone da política nacional.

Nivaldo Santos/Camaragibe

Responder

    LÍNGUA FERINA

    10/01/2013 - 01h32

    Caro Nivaldo,
    Seguindo em frente, com certeza ele não passa de Camaragibe. Já se afoga no final da caxangá – na várzea do Capibaribe. KKKKKKK.

    Eugenia

    10/01/2013 - 11h53

    É isso mesmo Sr Nivaldo. Vamos confiar no Dudu, e cobrar a decência.

rosa luiza

09/01/2013 - 19h25

façam um levantamento sobre parentes de petistas no governo – está cheinho!!! voto no pt e/ou psb, mas, infelizmente, algumas práticas se repetem, e esta não é a pior. eu acho que se há competência, se exercem bem seu trabalho, não há mmotivo para tanto alarde. azenha, faça o mesmo levantamento em relação aos parlamentares e governadores e ministros e todo alto escalão do governo federal – o susto será enorme.

Responder

Marcos Rocha

09/01/2013 - 19h09

É dada a largada para 2014 !

E o blog do Azenha sai na frente para mostrar que o novo (pra variar) não tem nada de novo…

Parabéns pelo furo.

Responder

lando carlos

09/01/2013 - 18h59

e esses que a globo domina, não e nepotismo e sacanagem ,pilantragem faz parte do brasil de merd…………

Responder

PEDRO SOUTO

09/01/2013 - 18h44

A POLÍTICA DELE É INVESTIR PESADO EM PROPAGANDA, MOSTRANDO NA MÍDIA OS INVESTIMENTOS QUE O GOVERNO FEDERAL FAZ NO ESTADO COMO SE FOSSEM OBRAS DO GOVERNO DO ESTADO. O QUE É RUIM A MÍDIA LOCAL, COMPRADA COM VULTOSOS INVESTIMENTOS PUBLICITÁRIOS, CALA DIANTE DE FATOS QUE SÓ QUANDO OUTRO PARTIDO ASSUMIR O GOVERNO DE PER APARECERÁ, COMO ESSE DO NEPOTISMO, O DESCASO COM O SOCIAL, A EXEMPLO DA FUNASE, ONDE VÁRIOS JOVENS TÊM SIDO MORTOS EM SUAS DEPENDÊNCIAS; O GASTO ABSURDO PARA CONSTRUIR UPAS COM DINHEIRO FEDERAL PARA ATENDER O POVÃO, MAS QUE NÃO TÊM MÉDICO; O SALÁRIO ACHATADO DOS PROFESSORES, DESCUMPRINDO O PISO NACIONAL (ELE EMBUTE NO SALÁRIO BRUTO AS GRATIFICAÇÕES PARA ATINGIR O PISO NACIONAL); A EXPULSÃO DAS COMUNIDADES DE PESCADORESE E MARISQUEIRAS DO COMPLEXO DE SUAPE, SEM INDENIZAÇÃO JUSTA; A PRECARIEDADE DO SISTEMA CARCERÁRIO DO ESTADO E POR AÍ VAI…O GOVERNO DELE É MUITO BOM NA PROPAGANDA, MAS NA REALIDADE…COMO SE DIZ AQUI NA BAHIA; QUERO MORAR NA PROPAGANDA DO GOVERNO DE PERNAMBUCO…VAI ACREDITAR NA CONVERSA DESSE CORONEL, MEU BRASIL?

Responder

Yacov

09/01/2013 - 18h20

O PSDB já virou PS(D)B há muito tempo… Até o oportunista do Skaf se filiou ao partido. Quem acredita que ainda seja um partido de esquerda??? E como se não bastasse temos os flertes escancarados CAMPOS -AéBRio NeveR, e agora essa lista quilométrica de CAMPOS mamando nas tetas da viúva… Tsc tsc tsc… Isso não cheira nada bem…

NO PASSARÁN!! VIVA GENOÍNO!! VIVA ZÈ DIRCEU!! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE!! VIVA LULA!! VIVA DILMA!! VIVA O PT!! VIVA O BRASIL!! ABAIXO A DITADURA DO STF E MÍDIA LACAIOS & SEUS ASSECLAS!! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ!! LEI DE MÍDIAS, JÁ!! “O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na gloBO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Responder

ROBERTO

09/01/2013 - 18h05

OLHO DE DÓLAR ESTÁ NÚ. DEVERÁ PEDIR SOCORRO AO ESPANTALHO DO JARBAS VASCONCELOS – AGORA SÃO AMIGUINHOS.

Responder

jose

09/01/2013 - 17h51

prezado, na sua lista ainda esta faltando as filhas de Ariano Suassuna, que sao primas em primeiro grau da primeira dama Renata Campos.

Mariana Suassuna – Superintendente de segurança alimentar
Ana Rita Suassuna- Secretaria de Desenvolvimento Social e direitos humanso da prefeitura do recife e ex-secretaria executiva da SEDSDH

Responder

    andre

    12/01/2013 - 01h57

    Se vamos entrar na Prefeitura do Recife, que está com o poste de Dudu, tem mais:
    – Sônia Lessa Norões assumiu cargo de confiança na Secretaria de Cultura. É assessora da secretária Leda Alves ou coisa assim. Ela é mulher do primo de Dudu, Everardo Norões, que, segundo a matéria acima, está presidindo o conselho editorial da CEPE.
    – Roberto Lessa, irmão dela, assumiu a Fundação de Cultura Cidade do Recife. Antes era responsável pelo Centro de Artesanato de Pernambuco, criado pelo governo do Estado.

    As pessoas não se conformam quando vêem uma família grande e talentosa cujos membros só se unem por casamento a talentos da mesma envergadura (com parentela idem).

Urbano

09/01/2013 - 17h48

É isso mesmo. E não é de agora que há parentes e anexados em número suficiente para formar pelo menos um time de futebol. Só pelos nomes de candidatos com sobrenomes Arraes e/ou Campos, no último pleito, dá para garantir tranquilamente o banco de reservas. Como se vê, Rômulo e Remo, por serem apenas dois, perdem longe nesse tipo de competição que eles abraçaram…

Responder

Raul

09/01/2013 - 17h46

Esse tipo de prática é comum aqui em Pernambuco:

“O juíz da 151ª Zona Eleitoral, João Maurício Guedes Alcofodado, foi escolhido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) para julgar a ação que pede a impugnação da candidatura de Geraldo Julio (PSB candidato eleito prefeito de Recife) porque o candidato socialista, de acordo com a ação movida pelo PT, estaria sendo favorecido pelo Governo do Estado com “propaganda casada” com a campanha de Geraldo. O candidato é apadrinhado pelo governador Eduardo Campos (PSB)”

“O candidato a prefeito do Recife pelo PT, o senador Humberto Costa, reclamou na manhã deste sábado (22) da proximidade entre o juíz João Maurício Guedes Alcoforado e o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes. Os dois são cunhados. O primeiro foi escalado para julgar a ação que pode impugnar a candidatura de Geraldo Julio (PSB). O segundo é o presidente estadual do PSB”.

Fonte, Blog do Jamildo http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2012/09/22/juiz_que_ira_julgar_impugnacao_de_geraldo_julio_e_cunhado_de_sileno_guedes_humberto_costa_reclama_138634.php

Responder

leia

09/01/2013 - 17h27

Eu até acreditei no PSB um tempäo, mais, por causa de Erundina. Hoje vejo este partido como vejo o PSDB/DEM. Näo temos para onde fugir, se correr o bicho pega, mas se ficar o bicho come. Erundina, saia dessa, este partido já foi bom, hoje ? näo vale mais nada. O que fazes aí muié !

Responder

Carlos

09/01/2013 - 16h59

A imprensa Pernambucana não publicou uma linha sobre nada! Eu espero que alguma ONG de combate a corrupção denuncie isso.
Eduardo Campos não tem oposição em Pernambuco. O PT daqui é 100% subserviente !

Responder

    Julio Silveira

    09/01/2013 - 17h51

    Não é que o PT daí seja subserviente, o que precisamos encarar é que o PT atual é arranjador.

Carlos

09/01/2013 - 16h47

Nepotismo é uma característica do PSB. O prefeito de Moreno, cidade da Região Metropolitana do Recife, Adilson Gomes Filho ( Dilsinho) do PSB que criou uma Lei Municipal , chamada Lei do Nepotismo, pra garantir os seus parentes. Aqui em Pernambuco Dudu manda e. Tudo. TCE, MPPE, TJPE., enfim, tudo na mão dele. Absurdo!

Responder

Araújo

09/01/2013 - 16h19

Dudu Preca, este os pernambucanos conhecem. Já esta blindado pela Mãe, pelo ex-ministro apagadinho e o ex-líder do governo Lula, todos estão nos TCU’s da vida.

Responder

edmilson

09/01/2013 - 16h02

Acho que agora é a vez de mostrar ao Brasil que Pernambuco tem um cara macho que é o nosso governador para comandar essa nação,com o apoio de lula ele fez o que fez imagina ele sendo presidente,é lindo vc andar por esse estado e ver as mudanças e o progresso que ai estão. Vamos lá Eduardo Campos DEUS estará com vc nessa luta em 2014. Querendo DEUS e sei que ele que ninguém impedirar.

Responder

tiago carneiro

09/01/2013 - 15h59

hahhahaha esse tucano metido a PSB nunca me enganou. Querem ver mais nepotismo que isso? Veja o que os ferreira-gomes fazem no ceará. Até as namoradas do Ciro gomes possuem cargos.

Responder

Mardones

09/01/2013 - 15h16

Qual é a novidade?

Adoraria ler uma pesquisa, minimamente séria, sobre os servidores públicos de todos os estados do Brasil e suas capitais. E trocaria meu nome se não houvesse parentes de governadores e prefeitos entre os listados.

Aqui no Paraná, além de empregar a esposa e o irmão – que é público e notório – o governador Beto Richa ”empregava” o filho na prefeitura de Curitiba até o ano passado graças ao famigerado apoio que ele dava ao prefeito da capital paranaense. Assim caminha o Brasil.

Na Bahia, antes de ser político eleito, ACM Neto ocupou cargos na Secretaria de Educação.

Responder

    Cissa

    09/01/2013 - 20h02

    Um erro não justifica o outro.

Nilson Moura Messias

09/01/2013 - 15h15

Fala se muito que Dudu traíra, seria uma opção em 2018, para Presidente.
O PT, em hipótese nenhum deve ceder a cabeça da chapa, ao Sr. mesmo do mesmo. Qual a diferença de Dudu Traíra, entre Serra, Aécio, Cabral, Acm Neto? Nenhuma. PT na cabeça em 2014,2018,2022 e por em diante.

Responder

Silva

09/01/2013 - 15h05

Uma coisa eu sei, Dudu foi o maior traidor que o lula já conheceu.

Responder

Gilberto Silva

09/01/2013 - 14h23

Quem falou que Tancredo éra honesto ?
Quem falou que arraes éra honesto ?
A Biografia de ambos não resiste a uma semana de pesquisa sobre a evolução de patrimonio familiar no periodo que se dedicaram a politica.

Responder

    Cissa

    09/01/2013 - 20h06

    Arraes dizia que só tinha um fusquinha velho, hahaha

Gilberto Silva

09/01/2013 - 14h22

Eduardo Campos , é muito parecido com Aécio , sua competência é questionável , assim como sua honestidade.
Duvido que seja nome de expressão nacional como tentam dizer os Jornalões paulistas , ele é no maximo uma expressão em Pernambuco.

Responder

    Valdeci Elias

    09/01/2013 - 17h06

    A diferença é que Eduardo se aliou com o vencedor, enquanto que Aécio está com o perdedor.
    Um ajudou o governo de Lula, outro apostou na crise e na inoperância do PT governar.

Zé Guilherme

09/01/2013 - 14h09

Frequentemente eu tenho me perguntado “quem é o Eduardo Campos” além de neto do Arraes e presidente do PSB pertencente à base governista. A reportagem tenta preencher a lacuna. Mas existe um vazio em relação ao governador de Pernambuco: Por quais motivos ele é tão bem avaliado pela população pernambucana? Que obras e transformações sociais ele empreendeu? Sabemos que a economia pernambucana está bombando, mas em grande parte por investimentos do governo federal desde 2004. Se procurarmos no PIG não saberemos. Então, que o blogs sujos nos esclareçam.

Responder

    Willian

    09/01/2013 - 14h14

    Aécio Neves é bem avaliado pela população mineira.

    Ah, mas aí não vale, né?

Leandro

09/01/2013 - 14h05

2014 chegou e eu nem sabia. HaHa Como disseram, por via das dúvidas, né? #MuitoTendencioso

Responder

Zilda

09/01/2013 - 13h57

Para Wladimir Safatle, o PSD de Kassab e o PSB de Eduardo Campos têm uma característica em comum, não ter característica. Vale tudo. E o PSB está se transformando em um partido de negócios, segundo Bresser Pereira.

Responder

Fábio Lira

09/01/2013 - 13h20

Faltou mencionar a teia também montada da família do Secretário de Saúde de Pernambuco. A família administra o IMIP, que administra as UPAs e os principais hospitais estaduais, que também é proprietária da Faculdade Pernambucana de Saúde. O secretário fechou o centro de transplantes do HEMOPE (que é do Estado) e transferiu para os hospitais administrados pelo IMIP (não os estaduais, os da “família dele”). O secretário é membro da HEMOBRAS. Detalhe, todos os médicos, enfermeiros, etc, que trabalham nas UPAs e nos novos hospitais estaduais, são contratados (pelo IMIP) e nenhum concursado. Seria ótimo que o MP-PE também apurasse isso. Mas será que terão vontade para mexer nisso?

Responder

    Fábio Lira

    09/01/2013 - 13h34

    Corrigindo. Onde escrevi “… todos os médicos, enfermeiros, etc, que trabalham nas UPAs e nos novos hospitais estaduais, são contratados (pelo IMIP) e nenhum concursado”, lê-se ” quase todos os médicos, enfermeiros, etc, que trabalham nas UPAs e nos novos hospitais estaduais, são contratados (pelo IMIP) e nenhum concursado”. O detalhe foi só o “quase”, para realmente se tornar a totalidade…

jose carlos campos

09/01/2013 - 13h15

Matéria DA OPOSIÇÃO ! TODOS TEM CURRICULO E COMPETÊNCIA E NÃO PRONTUÁRIO ! TAMBÉM SÃO FICHA LIMPA PODENDO EXERCER QUALQUER CARGO NA ESFERA PÚBLICA OU PRIVADA !

Responder

    LÍNGUA FERINA

    09/01/2013 - 18h29

    Zé Carlos,

    Cala a boca que eu conheço a tua história na construção civil. Fora isso já foste presidente do PSDB de Jaboatão dos Guararapes. Em Recife todo mundo sabe que o PSDB de Sérgio Guerra nunca se descolou do menino das precatórias. Logo você, tão astuto moralista! Analisa a privataria do seu partido, o PSDB, que você foi presidente em Jaboatão dos Guararapes; e o mensalão TUCANALHA gerado nas Gerais; e o senadorzinho da PB Cássio Cunha Lima; e o patrimônio de Álvaro Dias; e o buraco do metrô de Serra… e a ALSTON – aquela megaconstrutora internacional com contrato de porteira fechada nas obras do metrô da Chuiça (você conhece os pormenores da construção civil). Leia o livro PRIVATARIA TUCANA. Tenho dito: Boca calada não entra mosquito. Afinal, um entusiasta de José Serra, que certamente é o maior fomentador da VELHACARIA (vide a bolinha de papel de Ali Kamel), não merece a mínima credibilidade.

    Jose Carlos Campos

    09/01/2013 - 21h29

    Sim sou engenheiro e já fui secretario municipal em JABOATAO por três vezes tudo com muito orgulho e a cidade Me conhece ! Agora não merece credibilidade quem se esconde por trás de um pseudônimo , pricipalmente como um de LÍNGUA FERINA !

    LÍNGUA FERINA

    10/01/2013 - 20h43

    Meu bom Zé Carlos,

    Volto aqui novamente, mas só desta vez, para elogiar sua réplica tão tenaz. No entanto, a objetividade ficou muito longe… é a maneira prática do “bom” tucano, tergiversar. O cerne da coisa são os mal feitos da era FHC, lembrando a você:

    A PRIVATARIA COMANDA PELO MAIS PREPARADO – SERRA, DANIEL DANTAS, SIVAM, COMPRA DE VOTOS PARA A REELEIÇÃO. TEVE MUITÍSSIMO MAIS. MAS TINHA TAMBÉM O FUTURO MINISTRO DO SUPREMO, GILMAR MENDES (Advogado Geral da União) PARA GARANTIR A “LEGALIDADE”… coisas que você, por ser tucano, entende melhor que eu. E, sendo engenheiro, certamente conhecedor de cálculo, sabe que o “mensalão petista” é uma progressãozinha aritmética, enquanto essas “besteirinhas” da “virgindade” tucana é uma progressão geométrica. Ou melhor, o dito mensalão um copo dágua, A PRIVATARIA TUCANA UM OCEANO, mas só que guardada a sete chaves nos mofados e podres armários dos formadores de opinião publicada.

    Sei que você é engenheiro civil e que sabe muito bem os pormenores a que me referi, de bastidores e não técnicos . Sei também que é muito conhecido na cidade, embora todo esse conhecimento não se reverta em votos para eleger-se vereador. Paciência, pois o velho Jaboatão é uma cidade sem identidade, precisa até importar político do Cabo de Santo Agostinho, por sinal, já deve estar em curso o lançamento de Betinho Gomes, candidato derrotado no Cabo, para prefeito em 2018. Ou o PSDB de Jaboatão, com quadros tão “importantes” na cidade, terá algum candidato.?

    Quanto ao pseudônimo eu poderei mudar para o que mais lhe agradar.

    Por exemplo:

    1. Stanley Burburinho da Muribeca
    2. Stanley Burburinho de Prazeres
    3. Stanley Burburinho do Alto da Besta
    4. Stanley Burburinho de Cavaleiro
    5. Stanley Burburinho da Estância
    6. Stanley Burburinho da Poli
    7. Stanley Burburinho da Barão de Lucena
    8. Stanley Burburinho da Vila Rica
    9. Stanley Burburinho da Estrada da Batalha ou
    10. Stanley Burburinho do Suvaco de Cobra

    No mais, relaxe sua ira que eu não sou petista. Sou apenas um camarada que detesta a HIPOCRISIA E A MORALIDADE SELETIVA DOS TUCANALHAS. Num bom debate, que decorra uma maior repercussão, não é o caso agora, vai ser olho no olho e sem PSEUDÔNIMO. Se prepare.

    Interessante a sucursal do PIG provinciano ainda não publicou nenhuma linha. Por fim, é o modo JARBISTA do neo-adesismo. Sim, o poço da moral aderiu. MAS NÃO PASSARÁ !!!

    arnon

    17/02/2013 - 10h01

    Gostei Lingua Ferina, vc botou pra F…. , matou a cobra e mostrou o pau.
    Arnon

LEANDRO

09/01/2013 - 13h08

Bom…como ele é do partido que mais cresce e já pensa em candidatura própria, nada melhor que começar o ataque desde já. Mas, nepotismo é uma praga e deve ser exterminada. O certo é: chances iguais para todos que querem ingressar no serviço público e não só para aparentes, amigos, amantes, etc…

Responder

Impávido Colosso

09/01/2013 - 11h50

Essa é para os leitores ‘reaças’ que, de vez em quando, e de quando em vez, resolvem aparecer por aqui: Eis uma matéria jornalística de verdade, protagonizada pelo Viomundo, um blog, como vocês dizem, ‘chapa branca’, que, curiosamente, escancara os podres de um aliado oficial do governo federal! Parabéns pela reportagem! A verdade, doa a quem doer, sempre!

Responder

    Vlad

    09/01/2013 - 13h31

    Maomeno, talvez…pouco provável.

    Primeiro que, chapa-branca não é (nem nunca foi)o blog; são os 80% dos que comentam, inclusive, e MUITO inclusive, o senhor comentarista “da verdade sempre”, “duela a quien duela”, Esquálido Insosso. Verdade “sempre” uma ova. Torcida “sempre”.

    Segundo que qualquer bom aliado (o blog) prefere inimigo declarado que falso amigo e qualquer QI de galinha d’angola sabe que o Ed Fields é muito mais perigoso para o establishment que o viajandinho das alterosas e tão perigoso quanto a mistura explosiva “Opus Dei+banca+crise”. Ed Fields é um Collor piorado, porque embora pouco carismático, não é burro…nem afoito.

    Willian

    09/01/2013 - 14h16

    Caro DEITADO EM BERÇO ESPLÊNDIDO:

    acorda!!!!!

Pérsio

09/01/2013 - 11h15

Esse aí nunca me enganou, basta ver o golpe que ele deu no PT.

Responder

    Valdeci Elias

    09/01/2013 - 17h10

    O PT pernambucano deu um golpe em si mesmo.

    Vitor

    10/01/2013 - 02h14

    O PT conseguiu sozinho perder a prefeitura do recife… Tinha tudo para ganhar, mas a soberba dos próprios petistas os tiraram do poder

baader

09/01/2013 - 11h14

parabéns aos autores pela reportagem, digna do conceito.
gostaria se possivel que nos ajudassem sobre a obrigatoriedade que impõe o artigo 37 da CF, em especial quanto à publicidade (em órgão oficial?) dos atos de governo. estamos esperando nomeação para prefeitura(concurso) e portanto acompanhando Diário Oficial MG. o que se vê, em poucas 4 ou 5 páginas, parece brincadeira: só se fala em compras (às vezes, agora, decretação de estado de emergência para evitar licitações, uma vez (diz-se) que novos prefeitos receberam municípios sem reserva em caixa [e os ex-prefeitos e vereadores? serão investigados? para que serve o Ministério Público e outros órgãos de controle e punição?])
gratos.

Responder

Brasil tem três leis contra o nepotismo nos órgãos públicos « Viomundo – O que você não vê na mídia

09/01/2013 - 11h06

[…] Eduardo Campos tem parentes no governo; secretário nega nepotismo […]

Responder

Willian

09/01/2013 - 11h06

2014 está chegando… Na dúvida, né? rs

Responder

Deixe uma resposta