VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Memória: Queimando a língua com as pesquisas

20 de abril de 2010 às 04h40

Chávez e Stedile. AgênciaBrasil

Hugo Chávez levou dois tiros da turma do Penn, Schoen & Berland e sobreviveu

AS PESQUISAS: QUE USO PODE SER FEITO DELAS?

publicado originalmente em 26/10/2008

por Luiz Carlos Azenha

As pesquisas são uma fotografia de um determinado momento da campanha eleitoral. Não merecem 100% de confiança. Há muitos casos de uso das pesquisas para influenciar o eleitorado, além de erros grosseiros. Eu mesmo já narrei a seguinte história no site:

Na minha carreira de jornalista, já vi erros aflitivos. Em 1985, como repórter da TV Manchete, fui para a sede da Folha de S. Paulo, na Barão de Limeira, para transmitir a apuração das eleições municipais em que se enfrentavam Fernando Henrique Cardoso e Jânio Quadros.

A TV Globo era acusada por Jânio de trabalhar abertamente em favor de FHC. Na TV Manchete tínhamos liberdade de colocar qualquer bobagem no ar, inclusive as ditas por Jânio. Uma pesquisa não-científica da Rádio Jovem Pan, baseada em entrevistas nas ruas, dava vitória de Jânio. Porém, as primeiras pesquisas de boca-de-urna do Datafolha davam vitória de FHC.

E eu enrolava o público, ao vivo, diante de resultados que não batiam com os da pesquisa de boca-de-urna do Datafolha. A certa altura, os números trombavam tanto que um diretor da TV Manchete me instruiu, por telefone: “Entrevista o diretor do Datafolha, peça para ele explicar.” Foi o que fiz. E ele: “É que a apuração começou primeiro em bairros onde Jânio é popular. À medida em que os votos forem chegando ao TRE, de outras regiões da cidade, nosso resultado vai se confirmar.”

O tempo passou. E nada da pesquisa do Datafolha bater com o resultado da contagem dos votos. Até que o diretor da TV Manchete, Pedro Jack Kapeller, ligou de novo: “Esquece o Datafolha. Dá o resultado da apuração que o Jânio vai ganhar.” Foi o que passei a fazer. Batata. Deu Jânio Quadros e ele reservou para a TV Manchete a primeira entrevista ao vivo, no estúdio da própria emissora, na rua Bruxelas, em São Paulo.

Não foi minha única experiência do gênero. Em 2004 eu estava no teto da sede da TV Globo em Nova York, no dia da eleição entre George W. Bush e John Kerry, pronto para entrar ao vivo no Jornal Nacional.

Foi quando recebemos ordem, vinda do Rio de Janeiro, para dar o resultado de uma pesquisa do instituto Zogby, indicando vitória de Kerry sobre Bush. Ficamos todos apreensivos, mas como era ordem vinda diretamente do Ali Kamel, não teve jeito. Ainda bem que em seguida, provavelmente sem saber dos bastidores do episódio, o repórter William Waack entrou ao vivo de Boston e disse que era preciso ter cuidado com as pesquisas.

Não deu outra: Bush venceu e eu arquei com as consequências de ter dado uma notícia desmentida pelos fatos.

zogby.JPG

Hoje, de novo, lá está o Zogby afirmando, segundo a FolhaOnline:

“As coisas estão pendendo de volta para McCain. Seus números estão aumentando e os de Obama estão caindo em uma base diária. Parece haver uma correlação direta entre isso (mudança nas pesquisas) e McCain falando sobre economia”, disse o pesquisador John Zogby.

O problema é que ele faz essa declaração montado em uma pesquisa em que foram ouvidos 1.203 eleitores, com margem de erro de 2,9%, que indica vantagem de Barack Obama sobre John McCain de meros 5%.

Se você consulta a pesquisa do instituto Rasmussen, feita com 3.000 eleitores e margem de erro de 2%, Obama tem 52% a 44%.

Faz 31 dias que o democrata tem entre 50% e 52% da preferência do eleitorado.

Além disso, não se pode descartar o que o próprio John Zogby disse em 2004, quando o republicano George W. Bush venceu o democrata John Kerry:

Bush perdeu essa eleição faz muito tempo.

De acordo com a previsão de Zogby, John Kerry teria 311 votos no Colégio Eleitoral, contra 213 de Bush.

Bush venceu por 286 a 251.

Houve má fé? Não dá para dizer que sim. Mas no caso de uma pesquisa da empresa Penn, Schoen & Berland, tudo indica que sim.

No referendo revogatório do presidente Hugo Chávez, em 2004, a empresa divulgou em Nova York, quando as urnas ainda estavam abertas na Venezuela, uma previsão de que Chávez perderia por 59 a 41%, ou seja, seria apeado do poder pelo voto popular.

A legislação venezuelana proibia a divulgação de pesquisas, mas a empresa burlou a lei divulgando-a nos Estados Unidos e disseminando o resultado pela internet, na Venezuela.

Chávez venceu por 59% a 41%.

Douglas Schoen atribuiu o resultado à “fraude maciça”, que é justamente o papel que se esperava dele em uma disputa marcada pela controvérsia: tirar a legitimidade do resultado.

Em 2006, de novo, a empresa cometeu um erro grosseiro na Venezuela. Em 15 de novembro publicou uma pesquisa dizendo que Chávez tinha vantagem de 48% a 42% sobre o candidato de oposição Manuel Rosales. Dias antes da votação, Douglas Schoen disse que o resultado seria apertado.

Chávez venceu com quase 63% dos votos

A PBS teve contratos com o Departamento de Estado americano, o que talvez ajude explicar os “fenômenos” acima citados.

Meu ponto: é preciso ficar de olho na utilização que se faz de pesquisas eleitorais, especialmente em eleições apertadas. A manipulação da margem de erro muitas vezes justifica as previsões mais cabeludas.

PS do Viomundo: O texto foi escrito antes das eleições de 2008 nos Estados Unidos. Obama venceu com 52,9% dos votos, contra 45,7% de John McCain, desmentindo o Zogby.

PS2 do Viomundo: Tem gente que leva dinheiro para fazer pesquisa, tem gente que leva dinheiro para divulgar pesquisa. Ou a Penn, Schoen & Berland não tinha esquema para divulgar as pesquisas proibidas em território venezuelano? Independentemente dos resultados, estamos na fase da guerra psicológica da campanha de 2014, que trata de antecipar como certo um resultado duvidoso, desmoralizando e assim enfraquecendo a militância adversária. O Ibope fez boca-de-urna na manhã da votação, no Rio Grande do Sul, e disse que Ivo Sartori (PMDB) teria 29% dos votos válidos; ele teve 40%! Precisa dizer mais alguma coisa?

Leia também:

Mais detalhes do dia em que o Datafolha derrotou Jânio Quadros

 

169 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

SERGIO TEIXEIRA

11/10/2014 - 04h22

Engraçado, estou diariamente nos foruns lendo comentários das publicações e posso dizer coerentemente que não tudo mas uns 55% de tudo é Críticando todas as informações que são divulgadas de favorecimento ao Aécio e da Mídia Controlando o destino dos brasileiros.

Responder

Urbano

09/10/2014 - 12h31

Porquisa dos fascistas do pig é o que temos mais. Vez por outra é que aparece uma pesquisa aqui, não sei quando outra acolá; e só.

Responder

FrancoAtirador

09/10/2014 - 12h09

.
.
OS ABUTRES TORNARAM-SE PREVISÍVEIS

09/10/2014 10h49
G1/GLOBO

Bovespa sobe nesta quinta, com mercado animado por pesquisas

A Bovespa retomava o tom positivo na abertura desta quinta-feira (9),
em meio a expectativas otimistas sobre pesquisas de intenção de voto
para o segundo turno realizadas por Datafolha e Ibope.

Levantamentos de institutos menos reconhecidos [SIC]
mostraram o candidato do PSDB, Aécio Neves, na frente
da presidente Dilma Rousseff (PT), na corrida presidencial.

Às 10h44, o Ibovespa subia 1,4%, a 57.857 pontos,

com ações da Petrobras

respondendo pela principal influência positiva

para o avanço do índice.

(http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/2014/10/bovespa-sobe-nesta-quinta-com-mercado-animado-por-pesquisas.html)
.
.
…a Bovespa fechou em queda na quarta-feira (8),
com o mercado na expectativa das primeiras pesquisas
sobre intenção de votos para o segunto turno
nas eleições presidenciais…
.
.
Precisa dizer algo mais ?

Precisa, sim!

!!! LADRÕES !!!
.
.
(http://www.viomundo.com.br/denuncias/cafezinho-diretor-instituto-parana-e-nomeado-para-estatal-tucana.html)
.
.

Responder

Edna Camboatá

08/05/2014 - 13h49

A “elite” branca não passará!

Responder

SILOÉ-RJ

30/11/2013 - 19h12

Principalmente aqui, onde os orgäos de pesquisas säo do PIG.
Umbilicalmente ligado ao PSDB.
Além das urnas serem comprovadamente vuneráveis.

Responder

    Magno Oliveira

    01/04/2014 - 09h31

    Por que as nossas urnas eletrônicas continuam sendo a do tipo 1? Estas são extremamente vulneráveis e possível de manipulação de resultados. A urna do tipo 2 seria um bom avanço, pois no momento do voto geraria uma cédula para o eleitor que comprovaria em quem votou e imediatamente depositaria a cédula em outra urna. Constata-se que as eleições no Brasil é já de cartas marcadas.

Jayme Vasconcellos Soares

24/11/2013 - 09h33

Quando o PIG e os defensores da Dilma fazem previsões de que esta deverá ganhar as eleições de 2014, já no primeiro turno, eu digo que se trata de enganar e manipular o eleitorado. A Dilma vem perdendo, gradualmente, o seu prestígio, desde quando assumiu uma vertente neolíberal na sua política econômica de governo: os eleitores, que colocaram Dilma no poder, teriam concedido a ela o direito de alienar nossas riquezas e bens econômicos? A bandeira defendida por Dilma para angariar votos à sua eleição para Presidente, no passado recente, foi a não privatização de nossas empresas e de nossas riquezas econômicas, em atitude oposta à política adotada por FHC. Mas o governo Dilma acaba de adotar uma postura político-econômica neoliberal, contrária às sua promessas de campanha eleitoral, ou seja: leiloou os aeroporto de Galeão (RJ) e CONFINS (MG), o que permitiu uma arrecadação de R$ 20,8 bilhões aos cofres do governo. O consórcio Aeroportos do Futuro, formado pela Odebrecht TraspPort e pela operadora Changi Airport, que administra o aeroporto de Cingapura, arremataram o aeroporto carioca; o aeroporto de Minas Gerais foi arrematado pelo consórcio AeroBrasil, formado pelas empresas Companhia de Participações em Concessõers CPC, e pelas operadoras Zurich Airport Internacional AG e Munich Airport Internacional Betteligungs GMBH. Trata-se, portanto, de uma medida claramente privatista, que contraria a política econômica originalmente defendida pelo governo Dilma. Os eleitores que escolheram Dilma na eleição passada, escolheram-na porque ela defendia um modelo nacionalista, onde o Estado seria o ator principal no gerenciamento e execução de nossas atividades econômicas; e em função desta opção, ela foi eleita pela maioria do povo brasileiro. Com esta nova opção, que tem um viés declaradamente neoliberal, ela certamente perdeu uma significativa parcela de seus eleitores. Não acredito na reeleição do governo Dilma em 2014!

Responder

    Sidnei

    14/07/2014 - 19h05

    Meu caro Jayme,
    Você está equivocado, pois confunde privatização com concessão: na primeira, ocorre a alienação, venda mesmo; já na segunda, não existe a venda, haja vista que o bem retorna para a União (neste caso), após o período.

Marco Leite

29/10/2013 - 13h01

ERUNDINA
Pesquisa é como história de bêbado aquele que diz que na segunda-feira não bebera nunca mais. Lembre-se de Erundina e Paulo Maluf quando todas as emissoras de rádio, tv e jornais de papel davam a vitória a Paulo Maluf, deu no que deu o Maluf tomou no C……e, a “NORDESTINA” foi a grande vitoriosa. Pesquisa existe para dar dinheiro para os espertalhões e, emprego para meia dúzia de escravos.
MARCO LEITE

Responder

Rafael

17/07/2013 - 15h26

Existem as mentiras, as mentiras deslavadas, e as pesquisas.

Responder

laura

02/07/2013 - 22h18

Sobre a ultima pesquisa do DATAFOLHA afirmando que a Dilma perdeu votos para 30%.
Falei em um post no Viomundo , que achava incompreensível que se desse crédito às pesquisas da Folha e se passasse a comentá-las dando de barato sua credibilidade.
Não deu outra:

PESQUISA DE AVALIAÇÃO DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEF DO ULTIMO FIM DE SEMANA: DATAFOLHA MANIPULOU AMOSTRAGEM PARA QUE RESULTADO FOSSE DESFAVORÁVEL AO GOVERNO.

Posted: 01 Jul 2013 08:51 PM PDT

É exatamente o que mostra uma análise comparativa da amostragem do Datafolha com dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, referentes a escolaridade do eleitorado brasileiro atualizados até Maio de 2013.

O Datafolha entrevistou 4.717 pessoas em todo Brasil, sendo 1.818 pessoas que representam 38,4% da amostragem com escolaridade até o Ensino Fundamental, outras 1.982 pessoas que representam 42% da amostragem com escolaridade até o Ensino Médio e 925 pessoas que representam 19,6% da amostragem total com escolaridade á nível de Curso Superior.

Essas informações referentes a amostragem usada pelo Datafolha em relação a pesquisa estão no link https://docs.google.com/file/d/0BwNK3WsXNyivSXF0SEF2NVRVdVk/edit?pli=1 com o relatório completo e a página onde estão citadas as cotas utilizadas pelo Datafolha com os números demarcados.

De acordo com os dados atualizados do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, a distribuição do eleitorado brasileiro por escolaridade é bem diferente das cotas de entrevistas utilizadas pelo Datafolha:

Como podemos constatar na tabela acima, de acordo o TSE, hoje, 7,8% dos eleitores brasileiros chegaram até o nível de Ensino Superior. O Datafolha, no entanto, trabalha com uma cota de 19,6% de entrevistas com pessoas que responderam ter Curso Superior na sua pesquisa, portanto, 11,8% acima dos números do TSE.

No mesmo relatório do Datafolha o número de entrevistados dos que responderam ter estudado até o Ensino Médio foi 42% do total da amostra, enquanto que de acordo com dados do TSE os eleitores que chegaram até o ao Ensino Médio são 34,7%, portanto uma defasagem 7,3 acima dos números do TSE.

Em relação a cota de entrevistados do Datafolha por Escolaridade que responderam na pesquisa ter estudado até o Ensino Fundamento temos 38,4% do total de 4.717 da Amostragem. Quando comparamos esta cota com os números dos dados do TSE, no Brasil são 51,9% os eleitores com escolaridade até o Ensino Fundamental, portanto uma diferença de 13,5 pontos percentuais a mais que a cota utilizada pelo Datafolha.

Comparando os estratos de entrevistas do Datafolha por Escolaridade á nível Superior e Ensino Médio, onde a amostragem foi aumentada com o resultado da pesquisa que esta no link indicado acima na página 18 percebemos que foi nestas cotas de entrevistas é que aconteceram, de acordo com o Datafolha, as quedas na avaliação positiva de Dilma Roussef. Por outro lado, quando analisamos a cota de entrevistados com Ensino Fundamental na amostragem do Datafolha, que foi diminuída pelo instituto em relação aos números oficiais do TSE, constatamos que foi onde a avaliação do mandato de Dilma perdeu menos pontos, segundo o Datafolha.

Conclusão

A pesquisa do Datafolha esta enviesada para ter um resultado desfavorável na avaliação do mandato de Dilma Roussef, se as entrevistas tivessem sido feitas com amostragem, com os números do TSE, obviamente que a avaliação positiva da presidenta seria maior para o Ótimo e Bom e menor para o Regular, Ruim e Péssimo.

O resultado desta pesquisa esta sendo usado politicamente para tentar enfraquecer o apoio político ao Governo Federal, principalmente em relação a proposta do plebiscito pela Oposição e seus aliados na mídia tradicional, principalmente, a Folha, o Estadão e a Rede Globo.

Isso precisa ser esclarecido para a sociedade porque é uma manipulação em favor dos partidos de oposição á direita, principalmente o PSDB, o DEM e o PPS ou seu sucessor.

Flávio Luiz Sartori

Blog “A Essência Além da Aparência”

Responder

    eduardo

    29/07/2014 - 11h49

    Caro colega, o que você quer dizer que a Folha manipulou os dados ao entrevistar cidadãos com nível superior.
    A classe “branca” ou pensante do país, que possui nível superior é PSDB?

Rômulo Gondim – Facebook, Google e You Tube tem lado. O do Departamento de Estado

30/06/2013 - 11h33

[…] Douglas Schoen disse que o resultado seria apertado. Chávez venceu com quase 63% dos votos (do meu texto Queimando a Língua com as Pesquisas). A empresa de pesquisas tinha contratos com o Departamento de Estado americano, o que talvez ajude […]

Responder

Política na era digital: Tentando controlar a explosão da bomba demográfica - Viomundo - O que você não vê na mídia

28/06/2013 - 22h24

[…] Douglas Schoen disse que o resultado seria apertado. Chávez venceu com quase 63% dos votos (do meu texto Queimando a Língua com as Pesquisas). A PBS teve contratos com o Departamento de Estado americano, o que talvez ajude explicar os […]

Responder

Datafolha dá Serra na dianteira; PT diz que tucano está em terceiro « Viomundo – O que você não vê na mídia

06/10/2012 - 17h57

[…] descrevi neste espaço, anteriormente, situações em que eu, pessoalmente, queimei a língua com pesquisas eleitorais na […]

Responder

Paulo Metri, os leilões do petróleo e a “mídia vergonhosa” « Viomundo – O que você não vê na mídia

03/10/2012 - 21h02

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Saul Leblon: Engrenagem se move para esmagar referência de luta « Viomundo – O que você não vê na mídia

03/10/2012 - 01h25

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Ibope: Russomano despenca, Haddad estanca e Chalita sobe « Viomundo – O que você não vê na mídia

02/10/2012 - 19h26

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Serra diz que Lula está aflito com condenação no Supremo « Viomundo – O que você não vê na mídia

02/10/2012 - 13h09

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Carandiru: Vinte anos depois, PMs ainda aguardam julgamento « Viomundo – O que você não vê na mídia

02/10/2012 - 13h05

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Qual será a manchete dos jornais na antevéspera da eleição? « Viomundo – O que você não vê na mídia

02/10/2012 - 01h00

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Um falso buraco do metrô em Belo Horizonte? « Viomundo – O que você não vê na mídia

01/10/2012 - 14h13

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Eric Hobsbawn e as ideias de Marx no século 21 « Viomundo – O que você não vê na mídia

01/10/2012 - 13h36

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Não queime a língua com o Datafalha | Conversa Afiada

01/10/2012 - 13h11

[…] Extraído do Azenha: […]

Responder

Eleições na Venezuela ainda indefinidas « Viomundo – O que você não vê na mídia

30/09/2012 - 17h26

[…] Memória: Queimando a língua com as pesquisas […]

Responder

Péricles Prado

12/01/2012 - 14h03

Eleições para a prefeitura de Fortaleza. Ano: 1985. Não havia segundo turno, era ganhou levou.
Perquisa Gallup encomendada pela VEJA (sempre a VEJA):
Paes de Andrade 50%
Lúcio Alcântara 21%
Maria Luiza Fontenelle 10%.
Maria Luiza ganhou.
Não creio que possa ser possível um erro destes em uma pesquisa que tenha sido feita com seriedade e competência. Pelo menos um desses dois parâmetros esteve ausente. Um abraço.

Responder

    Edineuza

    30/09/2012 - 17h28

    Ah! como lembro 1996. 2º turno da eleição prara prefeito em Natal, na Disputa a prefa. Fátima Bezerra(a campanha eleitoral mais bonita que ja vi na minha vida, com participaçãp de criança, adulto, jovem, adolescente, velho) era bonito e emocionante sair às ruas, mas as pesquisas diziam que Fátima não tinha ganhado um voto além dos que já tivera no 1º turno, os numero era uma diferença enorme entre as candidata pró Vilma de Faria e a abstenção quase nenhuma, com o aproximar do dia de votação, Fátima começa a subir na pesquisa, mas muito longe de Vilma, a ultima pesquisa antes da votação era quase 30% a diferença entre as duas candidatas, a de boca de urna deu 22% de diferença, o resultado quando apurado as urnas foi menos de 3% e um indice de abstenção histórico para a cidade. Desde então pesquisa do Datafolha, Igolpe, certus e outros mais, não acredito, mesmo quando dão vitória ao meu candidato. Sempre manipulam o resultado de modo atender as interesses de quem as contratou e/ou da direita facista desse nosso Brasil.

    eduardo

    29/07/2014 - 11h50

    ah eu lembro 1924, oh wait! As coisas evoluem?

Floriano Júnior

28/09/2010 - 22h12

Há muito já aprendemos como funciona a pesquisa do datafolha, ou como não funciona. Realmente lamentável.

Responder

marcelo

28/09/2010 - 20h15

não fiquemos preocupados com os padres do lado de lá, pois temos vários padres do lado de cá. Sou católico praticante e sempre votei no lula e votarei na dilma. Nunca trocarei política com religião. Aliás, tem vários padres que ganham dinheiro para a "paróquia" de candidatos em épocas eleitorais. Vamos à vitória no dia 3 de outubro e Deus quer, podem ficar certos.

Responder

Messias Macedo

28/09/2010 - 20h09

… O DataFraude só fez foi atiçar a militância! Eu mesmo, do alto dos meus cabelos grisalhos, imaginava não ser impelido, neste pleito, à panfletagem! Moral da história: durante a faina, o tempo livre resgatou-me aos idos de 80 e 90: tome-lhe santinho para lá, tome-lhe santinho pra cá!

Olé! É primeiro turno! Dilma Brasileira Rousseff, A Magnífica, presidente!

EM TEMPO: o instituto que é uma Frias há pouco tempo "amostrava" empate técnico entre Dilma e (S)erra – "amostrar", providencialmente, uma possibilidade de segundo turno depois da disparada colossal da Dilma, "é café pequeno" para 'MAIS' uma auto-desmoralização do energético de sempre DataFraude "do (S)erra"!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

Responder

M[arcio Baeta

28/09/2010 - 19h36

A igreja catolica esta trabalhando contra Dilma. Na missa do ultimo domingo o padre falou claramente para nao votar na candidata do Lula.

Responder

    Bonifa

    28/09/2010 - 20h04

    Certamente é um padre sem vocação.

    Leonardo Câmara

    28/09/2010 - 20h29

    Coro no padre, ué (rsrsrsrs)

    Glecio_Tavares

    28/09/2010 - 20h38

    Talvez o caso seja mudar de igreja. Quem sabe assim o padre aprende com os proprios erros.

    Sal

    26/09/2012 - 18h12

    Eles também falam pros católicos não usarem métodos contraceptivos, não fazerem sexo fora do casamento, não frequentarem outras religiões…
    Não faz efeito!
    Felizmente…

Nívea Moreno

28/09/2010 - 19h03

Presidente do PT convoca militância para garantir vitória de Dilma no domingo
Tamanho da fonte [-] [+]
Enviar para amigo
Imprimir conteúdo

Nesta reta final da campanha, o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, divulga carta convocando a militância petista para ir às ruas e garantir a vitória de Dilma Rousseff no próximo domingo (3) e assim eleger o terceiro governo democrático e popular do Brasil.

Leia abaixo a íntegra do documento:

COM DILMA PARA A VITÓRIA EM 3 DE OUTUBRO

Carta do presidente José Eduardo Dutra à militância do PT
http://www.pt.org.br/portalpt/noticias/eleicoes-2

Responder

luiz

28/09/2010 - 18h41

alguém sabe as taxas de rejeição captadas pelo Datafalha?

Responder

Nívea Moreno

28/09/2010 - 18h24

Vamos enviar para os nossos contatos
Voce decide: O Brasil que queremos!

Quem enfrentou a ditadura, os preconceitos, as elites arcaicas, como Lula e Dilma não tem medo de cara feia, nem de Serra, nem da Folha, nem de Datafolha, nem do Estadão, nem da Veja e nem da Globo.

Nós temos a melhor candidata, o melhor governo para ser continuado, com o apoio do melhor presidente, com os melhores resultados nos últimos 8 anos, e as melhores propostas para o futuro, o melhor projeto nacional, com a melhor e maior militância, e somos a força do povo.

Eles tem o preconceito, a mentirada, a baixaria, o cinismo da imprensa corrupta demo-tucana.

Por isso nós temos os melhores argumentos para discutir com qualquer um, sem nos deixarmos intimidar com a campanha de ódio terceirizada pela turma do Serra no noticiário do PIG.

Quem compara ponto por ponto, vota Dilma:

É Dilma X Serra.
É avanço X retrocesso.
É Lula X FHC.
É Petrobras X PetrobraX.
É Luz para todos X Apagão.
É emprego X desemprego.
É Reuni e ProUni X Universidade só para os ricos.
É SAMU-192 X Sanguessugas do Serra.
É rede de escolas técnicas X nada.
É Brasil soberano x FMI.
É aumento salarial dos professores X pauladas do Serra.
É pedágio de R$ 1,00 X pedágios de quase R$ 20,00.
É aposentadoria em meia-hora X FHC chamando aposentados de vagabundos.
É a CGU X a Dª Anadir que achava nada.
É a Polícia Federal Republicana X a que não investigava aliados no governo passado.
É o Procurador Geral da República independente X o engavetador.
É a 8ª economia do mundo (recuperada no governo Lula) x 13ª (no governo FHC).
É o amor ao próximo X abandono dos mais carentes.
É a imprensa livre, que Lula se recusou a comprar o silêncio X imprensa dócil, cooptada pelos demo-tucanos.

Quem vota consciente para um Brasil melhor, mais rico e mais humano, vota em Dilma. É só comparar.

Responder

    Fernando

    28/09/2010 - 20h37

    Meu amigo é muita diferença, até no roubo, pois só das privatizações eles roubaram 100 bilhões de dólares. Em 98 para garantir a reeleição eles segurara o câmbio, 1 real para 1 dólar, logo após as eleições eles flutuaram (O QUE DEVIAM TER FEITO UM ANO ANTES), mais antes o Sr.:Francisco Lopes presidente do BC "vazou" para os amigos banqueiros, resultado um prejuízo para o tesouro de mais 11 bilhões de dólares.

Leonardo Guedes

28/09/2010 - 18h23

Caro Azenha,
Caro Azenha,

Hoje, aqui na redação do site onde trabalho (SRZD), me pediram para fazer perfis de Dilma e Serra para jogarmos no ar depois da apuração no domingo, caso (eu disse "caso") a disputa vá para segundo turno. Achei por bem fazer um de Marina, por conta própria. Depois, argumentei ao meu chefe lembrando do seguinte "case": Em 2006, os institutos de pesquisa indicavam como certa a vitória de Germano Rigotto no primeiro turno, no Rio Grande do Sul. Tão certo quanto a luz do sul no dia seguinte. No dia da eleição, a surpresa: não só Rigotto não ganhou no primeiro turno como ficou fora do segundo, cuja disputa ficou entre Olívio Dutra e Yeda Crusius. O resultado final, todos nós sabemos (os gaúchos, principalmente).

Enfim, muito propícia a sua análise.

Responder

iamoraes

28/09/2010 - 18h10

"AS PESQUISAS: QUE USO PODE SER FEITO DELAS?"

Eu sei. Me pergunte aonde eles podem enfiar todas elas. Me pergunte. ME PERGUNTE!

Responder

José

28/09/2010 - 17h46

Traking (28.09.10) Dilma 49%-Serra 25%-marina 12% – Quadro de estabilidade;A mentira do datafraude caiu por terra mais uma vez.Isso tem que ser mostrado na propaganda eleitoral, já que a rede globo só mostra do dataserra.Isso é a mais pura pilantragem.eSTÃO QUERENDO TUTELAR O POVO.

Responder

    Jairo_Beraldo

    28/09/2010 - 19h18

    Calma Zé…quem tem que espernear são eles…se aquiete homi…tudo na vida tem altos e baixos…começa na baixa e termina na alta!

Luciana

28/09/2010 - 17h33

Vc ta falando la de fora e na Bahia?? O ibope dava vitória esmagadora de Paulo Souto a contra Jacques Wagner e deu o inversoooooooooo! Total loucura. Dia inesquecivel. Fui votar em uma cidade distante 4 horas da que eu tava morando. Quando chegou em casa já a noite, sabendo da vitória do então governador. Abro o site do TRE só pra ver se já tinha suco de PT e tinha suco de DEMo foi MUITOOOOOOOOOOOOO BOM Sensação INDESCRITIVEL!!!KKKKKKKKKKKK

Responder

@raquelportilho

28/09/2010 - 17h31

"A PBS teve contratos com o Departamento de Estado americano, o que talvez ajude explicar os “fenômenos” acima citados".

Você quis dizer PSB, imagino, já que PBS é o canal de TV público dos Estados Unidos, como você deve saber.

Também acho que é preciso ter muito cuidado com pesquisa. Acho que seria o caso de proibir tão próximo das eleições. Também não tenho certeza do que penso sobre esses debates da Globo no fim de semana da eleição. Acho estranho, desnecessário, talvez.

Responder

Valmont

28/09/2010 - 17h01

Por via das dúvidas, estou catando todos os meus contatos para assegurar o voto na Dilma.
A maioria já está com ela, mas eu vou conferir um por um. Cada voto é valioso, não podemos perder nenhum.
É hora de distribuir a "cola" e assegurar Dilma com ampla maioria no Congresso!
O TIME DO LULA está dando certo!

Responder

    Rodrigo.

    28/09/2010 - 18h02

    E eu, que votaria no PSDB, vou votar na Marina!! E isso é que é democracia.
    Já dizia o meu pai na época do Covas: o PSDB não sabe nada de tomar posição, é um partido "em cima do muro". Agora vimos como não sabem mesmo nem tomar posição nem fazer oposição. E em razão deste fato vai tomar um nabo do PT.

francisco.latorre

28/09/2010 - 16h58

atualiza essa aqui..
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/washingto

..

Responder

Renato Break

28/09/2010 - 16h53

Números internos do PT dão conta que ainda existe 10% de diferença nos votos válidos !!!

Responder

Marcelo - Recife

28/09/2010 - 16h38

Como Serra se mantém estável numa pesquisa dessas? Se a GRANDE maioria de novos eleitores de Marina eram eleitores de Serra? Todos que votam em Dima que conheço n suportam Marina? N entendo essa matemática

Responder

malu

28/09/2010 - 16h21

Não vi e gostei. Soube que a Dilma estava calma. Meu filho assistiu, preferi ler a Carta Capital, não tenho paciência para ver debates. Meu voto já está bem definido desde o ano passado, quando se comentava a possibilidade de ser a Dilma, procurei me informar bem sobre ela, e achei que o Lula havia acertado em cheio. Além do mais, eu sempre voto em mulheres do PT, para qualquer cargo. Acho que as mulheres petistas têm vocação para a política, dificilmente estão nesta porque o marido está, o pai, etc. Nunca me arrependi dos meus votos.

Responder

Anderson

28/09/2010 - 16h19

A primeira manifestação diante de um resultado desfavorável é fazer descrer nas pesquisas. O resultado serve para se mobilizar.

Responder

Carlos.

28/09/2010 - 15h51

Notem bem: o datafrias que está forçando a barra para levar a eleição presidencial para segundo turno é o mesmo datafrias que grudou vitória em primeiro turno para Alckmin, embora já haja forte indício de segundo turno em SP, segundo os institutos sérios.

Agora a pouco passei por uma banca de jornal e me dei conta de que o resultado do datafrias tem uma outra utilidade: estampar manchete na capa da ex-folha que depois será usada na propaganda do serra. Tavinho não dá ponto sem nó, mas eu só vou me preocupar com o datafrias se os institutos sérios mostrarem variação do mesmo impacto.

Responder

lks

28/09/2010 - 15h41

Azenha, Dilma vencerá domingo e terá 55% dos votos válidos! O Ibop -instituto briguiino de opinião pessoal – publicou no blog do briguilino em 14/11/2008. É verdade.

Responder

Sonia Aranha

28/09/2010 - 15h03

Estava aqui pensando : digamos, muito hipoteticamente, …. se a Marina Silva vencesse as eleições. Daí surge a questão: com quem Marina governará? Qual será a sua base política ? Fará alianças com o PT? Com esse PT que ela identifica como corrupto? Com o PSDB? Com o DEM? Enfim…

A questão é que quem vota em Marina não pensa em como será o seu governo, cujo programa indica apenas diretrizes gerais.

Eu fico perplexa dela ter tido coragem ou cara-de-pau de sair como candidata. Já leram o Brasil que queremos ? Diz: “Os avanços recentes foram reais, mas insuficientes e geradores de significativos desequilíbrios.”

O que é importante destacar é que um país verde, isto é , sustentável fincado no ecologismo tem , necessariamente, que ir contra o capitalismo. Aliás, o que eu vejo de mais bacana no ecologismo é a possibilidade de ruptura com um modo de pensar em pares de opostos , descartando , portanto, uma visão de mundo mecanicista/newtoniana e adotando uma visão de mundo sistêmica. O que significa em última instância assumir uma revolução no modo de produção, no de consumo e no modo de vender a força de trabalho. Isso ela está disposta a enfrentar?

Balela… oportunismo… essa candidatura no PV.

Se houver segundo turno a Marina apoiará a Dilma? Que coisa, heim? (para o sim e para o não)

Certamente respeito mais os de direita, pelo menos são e pronto, a gente sabe com quem lida, mas aqueles que fazem o jogo da direita transvestidos de bons moços me irritam profundamente porque o jogo é muito mais perverso por ser camuflado.

Eu sinto muito , mas muito mesmo, a intenção de voto na Marina estar crescendo… porque o PV não possui um programa de governo e a Marina com essa cara de Madre Tereza de Calcutá receberá os votos que seriam de Serra. É apenas uma migração de votos, não se trata de um aumento de consciência ecológica. Eu vejo pelos meus amigos (infelizmente) que são completos alienados políticos e voltarão na Marina para: haver alternância no poder (engraçado que não pensam assim quando se trata do Estado de São Paulo, ahahaha) e porque é light, o Serra está demodê, a moda agora é o estilo étnico. Ahahaha!! Rir pra não chorar.

Responder

    Ricardo Wandega

    28/09/2010 - 18h44

    tenho um bocado de amigos tambem…que nao conseguem ver que estao dando mais uma chance para a direita…..Ou acham que marina vai tirar mais de 10 milhoes de votos do serra e indecisos em 1 semana?
    Mas vejo tambem muito preconceito. Entre os eleitores de Serra e Marina, tem muita gente antipetista …apenas

Zhungarian

28/09/2010 - 14h33

Acho essas pesquisas uma balela só. Dilma vencerá no primeiro turno, mesmo que não faça mais nada daqui pra frente.

Serra tem altíssimo índice de rejeição.

E Marina já mostrou a que veio: servir de braço auxiliar a Serra.

Mas se porventura a Traíra levar Serra pro segundo turno, lá ele morre na praia, como em 2002.

Marina, depois dessas eleições, terá o destino de Heloísa Helena, outra traíra do PT denunciada por ACM.

Responder

Vereador Gilson Chapinotti Lyrio

28/09/2010 - 14h27

Caro Azenha,
A USP recebeu em agosto as visitas de Nash e Autmann. Eles explicam detalhadamente esta manobra. É a Teoria dos Jogos, meu companheiro. A Folha, com repercussão no Estadão e na Globo, com estes princípios. Embora o conteúdos de todas as matérias dão Dilma com 55% dos votos válidos, operam uma combinação matemática apostando em uma queda, que não se comprova. Como um jogo, em que percebemos a movimentação de nosso oponente (concorrente) temos que manter nossa moblização e intensificar a campanha nesta reta final.
A Folha e seu DataFolha operam às vezes com cálculos probalísticos, mais na maioria das vezes com cáculos cabalísticos.
Vamos a luta e conquistar uma vitória ainda no primeiro turno, pois mais 30 dias de baixaria e ataques será insuportável.
Saudações,
Gilson

Responder

    Ubiratan Rosa Passos

    28/09/2010 - 16h16

    Caro vereador, espero que, realmente, tenha razão, senão…

Alexandre

28/09/2010 - 14h05

DEVEMOS CONSIDERAR QUE O DATAFALHA ESTÁ CORRETA E LUTAR EM DOBRO PARA REVERTER ISSO, POIS ESTANDO ERRADA COMO IMAGINAMOS QUE ESTEJAM TEREMOS CONTRIBUÍDO PARA UMA VITÓRIA RETUMBANTE, MAS COM NOSSA CONTRIBUIÇÃO NA FRENTE DE BATALHA. VAMOS A LUTA!

Responder

    Sérgio

    28/09/2010 - 16h16

    Assino em baixo, Alexandre. Só devemos considerar o datafalha como combustível para incendiarmos a campanha na reta final e termos uma vitória retumbante!!!

Henrique Nunes

28/09/2010 - 13h49

É manipulação. Safadeza. Inclusive, com sérias referências de que as eleições sofram fraudes nas urnas (que não são de fato brasileiras, soube graças ao Burburinho ontem)… Enfim, ninguém deve ligar para estas pesquisas, pelo menos esta semana, a decisiva. É todo mundo acreditar que as coisas vão dar certo, apoiar, fazer campanha até a última hora. No outro dia, sai o resultado. E tudo o que foi feito ao longo de meses não poderá ser revertido pelas falsas pesquisas, principalmente de agora. É manter o entusiasmo, levar este pique para as urnas, não baixar a bola.

Responder

jõao

28/09/2010 - 13h47

azenha a igreja católica esta pedindo voto pro serra devido a posição de alguns candidato do PT a favor do aborto
o PT tem que agir rapido levando candidato nas igreja

Responder

Cunha

28/09/2010 - 13h45

A moça lá da Pholha. a PiGirl 1, não vai trabalhar com a verdade. Valer-se-á o princípio de Joseph Goebbels. Vai mentir uns porcentinhos lá, outros alí… , até pensarem que é verdade. Vocês se lembram do empate que eles enxergavam e o resto divergia? Claro que o Globo vai bater o maior tambor, a Veja vai culpar a Dilma pela situação do Flamengo, que o Lula ajudou Chaves na eleição e que o Lula manipula o campeonato para o Corinthinas levar o caneco, rolando um mensalão nos clubes e na arbitragem. Já estou de saco cheio dessa mídia marcatista juramentada e engomada, que diz matar a cobra mas não mostra o pau e nem a cobra morta!

Responder

mauricio ramos

28/09/2010 - 13h35

A Folha usa o mesmo expediente que usou em 1989 ao tentar inflar a candidatura de Mario Covas afirmando as vesperas do primeiro turno que Covas estava ” subindo ” e que estava mesmo tecnicamente empatado com Lula e Brizola. Aberta as urnas o resultado foi que Lula teve 17,2%; Brizola, 16,5% e Covas 11,5% . Ou seja , nunca houve empate técnico e nem Covas estava de fato disparando mas iludiu muito incauto as véspera da eleição. Agora a ilusao da vez é Marina Silva para tentar seduzir alguns indecisos , dar animo ao Serra e na melhor das hipóteses desanimar os leitores da Dilma.

Responder

Orlando Bernardes

28/09/2010 - 13h33

Datafalha? Tenha paciência! Só um imbecil completo pode acreditar " nisto ". Instituto de pesquisa da Folha ? AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Responder

    Jairo_Beraldo

    28/09/2010 - 19h22

    Não ria…a Rede Globo acredita nele….

Ricardo Wandega

28/09/2010 - 13h32

Azenha,
Pra mim o exemplo mais gritante dos ultimos anos e o seguinte
IBOPE – Cesar borges ganhava no primeiro turno com mais de 10% de frente…….na boca de urna disseram que Wagner podia ganhar no primeiro turno….respondi que se isso acontecesse eu ia a pe ate o bomfim…..resultado?
Tive que andar mais de 10km a pe….porque o resultado da eleicao voces ja sabem….primeiro turno.

Responder

Zé Cabudo

28/09/2010 - 13h08

Além de tudo, a gente tem que ouvir tirarem cada conclusão estapafúrdia desses números, que me deixa sem entender se estou assitindo a um jornal ou ao CQC.

Conclusão, pesquisas eleitorais só servem pra dar munição aos analistas-torcedores que vão à Globo, Folha e Veja arrotar seus dogmas e preconceitos.

Responder

Robson Porto

28/09/2010 - 13h03

Acho que nesta altura do jogo é irrelevante discutir-se se haverá ou não 2o Turno. Eu particularmente, acho que não haverá. Mas o que chama, de fato, a atenção neste Datafolha é a posição de Serra. Muito suspeita.

Que Dilma deu uma leve caida e Marina uma boa subida (proporcionalmente ao que tinha, mas claramente insuficiente para levá-la além de uma derrota honrosa) parece ser um consenso entre os Institutos. O que chama a atenção é Serra; com 28 pontos e estacionado. Como isso é possível?

Marina vem fazendo sucesso exatamente nas faixas que antes acreditavam em Serra. É impossível ela estar subindo sem que Serra caia. De Dilma, Marina só roubou 1 mísero ponto.

A pesquisa não fecha…

Responder

ruypenalva

28/09/2010 - 12h46

Acho que ser pesquisado deve ser tão difícil quanto tirar na loteria esportiva. Eu nunca fui pesquisado nem conheço alguém que já foi. As pesquisas sofrem de vários problemas que vão de: amostragem (suficiência, representatividade), honestidade (checagem para ver se o pesquisador foi a campo), indução, etc. Mesmo assim elas tem tido um acerto razoável. O mais importante, eu acho, é a reprodutibilidade com variação da amostra, se essa se mostra consistente a tendência é um resultado confiável. Outro ponto importante é a honestidade: Ibope e Data Folha não passam no último teste. Mas como dizem os mineiros e os baianos: Urna e barriga de mulher tem que esperar pra ver o resultado.

Responder

Grigório Cavalcante

28/09/2010 - 12h41

Azenha, a esta altura o resultado do primeiro turno virou motivo de guerra entre institutos, pois a julgar pelo retrato do VOX Dilma deve vencer no primeiro turno. Por sua vez, o DATAFOLHA aponta outro caminho, ou seja, o provável segundo turno. Particularmente, acho que Dilma vencerá a eleição no primeiro ou no segundo turno. O problema é que mais uma vez o PT parece que não se preparou para essa possibilidade. Houve falhas, inclusive, no guia eleitoral petista, este nas últimas semanas se tornou enfadonho, até para admiradores, e previsível.

Responder

pedro - bahia

28/09/2010 - 12h33

Também acho que o Datafolha manipula resultados das pesquisas para alimentar o jornal Folha e a Rede Globo. Mas a verdade é que houve uma pequena queda da Dilma e uma subida da Marina depois do episódio da Casa Civil. Quem tem Erenice e família como aliados, não precisa de inimigos. Mesmo assim, ainda acredito na vitória de Dilma no primeiro turno embora com uma margem mínima de votos. Poderia ser uma vitória com maior folga. não fosse a participação desastrosa de membros do proprio partido. O PT paga caro por ter intengrantes inconvenientes.

Responder

    José Ruiz

    28/09/2010 - 13h58

    Bobagem, esse é o discurso que o PIG quer plantar… Erenice não é nenhum demônio, não fez nada de mais… aliás, se colocar as administrações estaduais sob a mesma lupa que varreu a administração federal, vão encontrar muito mais coisas… eu pelo menos não aceito esse discurso hipócrita: só porque o governo é do PT não pode conter um mínimo deslize sequer… qual é?

José Eduardo

28/09/2010 - 12h31

Por falar em região em que um candidato é mais conhecido que outro, tenho um história verdadeira de meu avô materno. Ele era irmão de Raul Soares, que foi Governador de Minas e também era político, Deputado Federal por Minas Gerais. Ele morreu com 94 anos em 1957. Já tem tempo. Pois é, em sua última eleição, que perdeu, a familia inteira grudada no rádio ouvindo as notícias das apurações. Todo mundo nervoso porque os votos dele, quando apareciam, eram insignificantes. E ele só falava, "vamos aguardar quando os votos da Zona da Mata aparecer". Coitado, está esperando até hoje a Zona da Mata!!!! Quem me contou isto foi minha mãe. Vamos aguardar mais um pouco. Hoje sao a Sensus. O Ibope vai fazer duas pesquisas esta semana, uma hoje e outra com resultado no sábado (para alguma correção caso eles vejam que a pesquisa de hoje fuja muito da realidade). Pode ser que vá para o segundo turno, mas até o Álvaro Dias (Deus me liver) está falando em seu blog que votar na Marina é votar no Serra.

Responder

JOSÉ CARLOS

28/09/2010 - 12h16

Pegunto se não haveria um esquema de fraudar as máquinas no estado de São Paulo, pois as pesquisas confirmariam algo que nós não teríamos como comprovar. Reparem que os jornais pararam de noticiar acusações e a folha centrou nas pesquisas que apontam uma queda de Dilma e uma taxa alta de serra com marina subindo. A bala de prata são as pesquisas que serviriam como um álibi para comprovar o que é suspeito.

Responder

    Rodrigo Carvalho

    28/09/2010 - 12h51

    Vale a preocupação…

    José Ruiz

    28/09/2010 - 14h02

    Com certeza, as pesquisas são o principal ingrediente do golpe… aliás, fiquei hoje esperando o tracking do Vox Populi e não saiu… será que todas as TV's agora só vão mostrar Datafalha e Ibope? O golpe é esse aí…. para fechar, o que não vier na tendência (ôba, ôba da mídia) os caras ajeitam nas urnas (fraude – será?).

    francisco.latorre

    28/09/2010 - 16h56

    aconteceu em 2006.

    com mercadante.

    e com jandira no rio.

    ..

Paulo Franco

28/09/2010 - 12h14

SENTENÇA DE UM JUÍZ (SEM TOGA) PRÓ DILMA-LULA, PRÓ-BRASIL, VISCERALMENTE ANTI-DIREITA CARCOMIDA E/OU MODERNOSA, ANTI-PIG (Partido da Imprensa Golpista):
DISSEMINE-SE, AMPLIFIQUE-SE,
PRINCIPALMENTE PARA OS CHEGADOS NUM VERDE ANTI-VERMELHO!
Paulo Franco
===
Eco-capitalismo:
Vice de Marina tem 72 vezes mais que os outros

Patrimônio de todos os demais candidatos a presidente e vice na disputa pela sucessão de Lula chega a pouco mais de 1% dos quase R$ 1,2 bilhão declarados pelo empresário Guilherme Leal http://congressoemfoco.uol.com.br/noticia.asp?cod

Acusada de biopirataria pelo MPF, Natura enfrenta índios na Justiça Federal http://blogdaamazonia.blog.terra.com.br/2009/02/1

A verde ex-ministra Bláblárina Silva, promovia rezas evangélicas quando no Ministério do Meio Ambiente.
Imaginemos o que seria, se possível fosse, nos Palácios do Planalto e da Alvorada!…
A República Federativa do Brasil é Estado Laico.

A bióloga Cláudia Magalhães denunciou (Época, 21 de maio de 2008) que, quando Ministra, promovia rezas evangélicas em seu gabinete e discriminava outras religiões. Relata que ela ganhou uma carranca no Festival Ecocultural do São Francisco, em Brasília, e se recusou a receber o presente, deixando a festa. Magalhães conclui: “Foi quando eu comecei a ver que a fé dela esbarra em sua atuação política”. Magalhães informa que a Ministra tinha “um Pastor particular”, chamado Roberto Vieira, que recebia seus honorários pela Unesco. http://www.movmarina.com.br/profiles/blogs/telhad
Uma tentativa de esclarecimento, nem de longe acusando a Unesco: esta tem muitos convênios com o governo federal brasileiro. O tal "pastor particular" devia estar recebendo honorários do órgão da ONU como se estivesse numa outra função governamental. O que, convenhamos, é ainda pior, para quem recebia sua "consultoria e orientação pastoral".

Ex-ministra Marina Silva colocava fé evangélica acima dos interesses do país? http://insightpublicidade.wordpress.com/2008/05/1

Líder dos seringueiros do Acre diz que Marina os abandonou http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/notici

Responder

Alexandre Marques

16/08/2010 - 20h25

O pior é usar as pesquisas como critério de desqualificação prévia de alguns candidatos. Abstrações e especulações estatísticas adquirem materialidade de fato e são usadas para negar à alguns candidatos o direito de expressar suas idéias nas grandes redes de comunicação. O mais irônico de tudo foi ouvir o Reinaldo Azevedo discursar em defesa desse sistema anti-democrático em um seminário sobre liberdade de expressão mediado pelo William Wack! Surreal!

Responder

Washington e os observadores da imprensa | Viomundo - O que você não vê na mídia

25/07/2010 - 15h58

[…] O NED é apenas uma das faces públicas desse aparato. A privatização das ações de estado não se deu apenas no campo militar (com a Blackwater como símbolo mais visível do fenômeno), mas também na rede de prestadores de serviço do Departamento de Estado. Como narrei em um texto antigo, republicado aqui, do nada uma empresa de “pesquisa de mercado” e “consultoria”, a Penn, Schoen, Berland, foi à Venezuela fazer pesquisas eleitorais antes do referendo revogatório que manteve Hugo Chávez no poder e antes da mais recente eleição presidencial. Produziu pesquisas grotescamente distorcidas. Foi por acaso? […]

Responder

Mc_SimplesAssim

25/07/2010 - 13h47

Olá, Azenha e demais leitores e comentaristas,

Na minha opinião, essas pesquisas de intenção de voto apenas servem para eleger os candidatos da oligarquia que é a patrocinadora dessa farsa.

Lamentável que jornalistas supostamente sérios legitimem esse método anti-democrático de impor gente despreparada goela abaixo do povo brasileiro.

O importante não é saber quantos analfabetos políticos irão votar em determinado candidato, mas sim quais as propostas apresentadas pelo mesmo, se são consistentes, se atendem aos interesses do povo ou apenas de meia dúzia de privilegiados. E mais importante que isso é conhecer a história de cada um dos postulantes, sua coerência, seu trabalho, sua vida.

Abraços

Responder

    Emilio Matos

    28/09/2010 - 14h29

    É verdade. E fazendo isso que você comenta no último parágrafo, a conclusão é uma só: votar na Dilma.

De Paula

25/07/2010 - 06h55

O propósito da divulgação da pesquisa DATAFOLHA em cima da pesquisa VOX POPULI teve o intuito de evitar novas debandadas. Só isso.

Responder

SérgioFerraz

25/07/2010 - 02h15

O problema do Zé é que em 04.10.10 os "pesquisados" do Datafraude não poderão ajudá-lo.

Responder

    Vlado

    25/07/2010 - 13h48

    É verdade. Mas o TSE do Gilmar Mendes, pode.

    Jairo_Beraldo

    28/09/2010 - 11h48

    Bem lembrado Vlado…além do Marco Aurélio "Collor" Mello, madame Cureau eo o serrista criador da "babá eletronica" "Gal." Jobim

Supertramp68

24/07/2010 - 21h37

Pra que pesquisa, a do Vox Populi foi encomendada pelo PT e a da DataFolha não é crivel aos olhos dos esquerdinhas.
Melhor é consultar o polvo (não é lula não hein) Paul e ficar sabendo o resultado antecipadamente.

Responder

    jbmartins

    24/07/2010 - 22h31

    De onde voce tirou esta de que a Vox Populi foi encomendadda pelo PT, foi a Band que encomen dou, o DataFalha pode ser que for encomendar ele sará tendenciosa ao Zerra.
    mais não se preocupe os 2 comandos de campanha sabe quem na real esta na frente com pesquisas não oficiais, se o Zerra esta esperneando pode crer que esta uns 8 pt atras.

    Ed.

    24/07/2010 - 23h14

    Há olhos que vêem gráficos e tendências, outros que são cegos ou míopes.
    Melhor é continuar torcendo…

    AntonioBarbosaFilho

    25/07/2010 - 09h35

    Empiricamente, baseado em centenas de conversas pessoais, posso lhe assegurar que o Serra não vence em Taubaté e em Pindamonhangaba, terra do Geraldo Alckmin. Não tenho dados estatísticos, mas aposto com qualquer um, menos com o Geraldinho, que sabe o porquê.
    Aliás, em Pinda o Geraldo vence (não o Serra), porque o Ciro Gomes não é candidato a governador. Caso fosse, o Geraldo perderia na cidade natal de ambos.
    Para quem quiser apostar, meu e-mail pode ser publicado.

    sergio pinto

    28/09/2010 - 13h10

    Olá, de volta?

    Que houve? Muito frio na caverna do ostracismo?

Ed.

24/07/2010 - 21h14

Quando vemos pesquisas, temos que levar em conta evidências paralelas às mesmas. Os cenários, o entorno.
No caso do DataShit* e do IlGolpe, sabemos a que tendência pertencem (quem usa, divulga, quais donos, declarações de seus titulares, histórico, necessidades, etc.). Com o Vox Populi e o Sensus vale a mesma coisa.
Daí podemos concluir, a cada momento, uma provável tendência, não muito mais.
As "tendências" soam positivas para quem quer Dilma e isso é ótimo para um menor "risco país" e "risco DO país"….
Mas não dar saída a cachorro acuado e bater em cachorro morto não costuma ser uma boa atitude.
Como diz Lula, "o bicho vai pegar" e não se pode afrouxar em momento algum. É pauleira até a decisão!

Responder

    AntonioBarbosaFilho

    25/07/2010 - 09h43

    O Ed tem toda a razão. Quem colocou o Serra com 48% há dois anos, antes da eleição municipal, foi o Otavinho, no seu Datafolha. Confiram e me corrijam, por favor.
    Quem disse que a Dilma não chegaria as 15%, que seria o seu "teto", foi o Carlos Montenegro, dono do Ibope, também há dois anos.
    Só não me lembro qual a previsão da Mãe Dinah, mas ser por aí…. Tá na hora desses estatísticos de aluguel se aposentarem, ou não?

joão

24/07/2010 - 20h01

Resumo do texto, "Esqueçe o datafolha".

Responder

Lks

24/07/2010 - 18h32

Azenha, quem sabe mesmo da vontade popular é o Briguilino. Vê uma das previsões dele http://blogdobriguilino.blogspot.com/2010/04/prev… faz tempo que ele afirma que a Dilma vence a eleição fácil, fácil. Confio na palavra dele.

Responder

Marat

24/07/2010 - 16h57

Saiu nova pesquisa datafolha na República da Pigolândia: Serra 90% x Dilma 10%…

Responder

Gerson Carneiro

24/07/2010 - 16h54

Pesquisa é igual a horóscopo: eu só acredito quando me favorece.

Responder

jose-arimathea

24/07/2010 - 14h32

esta pesquiza ai da datafalha so podi dar cerr nem que seja um por centoaa frente senao como a gobope iria dar a noticia se ela manipula contra dilma uai sô.

Responder

kimparanoid

24/07/2010 - 17h07

Diante de tanta divergência entre as pesquisas e tanta utilização política sobre elas — além da possibilidade de se legitimar um pleito fraudado já que não temos o voto impresso –, acho que a melhor solução seria PROIBIR pesquisa eleitoral. Ou, para não ser tão radical, criar uma forma de responsabilizar os institutos de pesquisa pelos resultados apresentados (uma penalização quando nas urnas os resultados se mostram muito divergentes) e estabelecer um "padrão de qualidade" (uma margem de erro máxima, por exemplo).

Oras, das duas uma: ou tem alguém agindo de má fé; ou tem alguém muito incompetente. De todo modo, seja por má fé, seja por incompetência, na prática a divulgação do resultado de uma pesquisa "errada" tem um impacto muito grande na formação de opinião, notadamente no grupo de indecisos. Numa sociedade da informação, instituto de pesquisa que divulga pesquisa errada devia ser punido como laboratório farmacêutico que fornece remédio adulterado.

Responder

    César

    25/07/2010 - 15h07

    Poder-se-ia regulamentar a cobrança de modo que a diferença entre cada pesquisa e o pleito oficial fosse devolvida ao cliente. Se forçar a barra paga mais.

Carlos Zamorra

30/06/2010 - 13h14

O problema não são as pesquisas manipuladas ou imprecisas. O grande problema é o povo preterir bons candidatos, já no primeiro turno se balizando em pesquisas muitas vezes não confiáveis. Infelizmente parece que o povo vota só " em quem tem chance" . Eu sempre voto em quem tem a melhor plataforma e em quem eu acredito, independentemente das pesquisas, ao menos no 1o. turno

Responder

    César

    25/07/2010 - 15h09

    Também vou fazer isso: Marina no 1º e Dilma no 2º, seja lá quem dispute.

Mateus de Campos

27/06/2010 - 13h37

Mas esquecemos da entrevista do Presidente do IBOPE, na na revista do PIG, Veja, declarou com certeza que Dilma não passaria de 20% nas pesquisas, este senhor, presidente de empresa de pesquisa e torcedor, é como Galvão Bueno, ele atua ao vivo, como locutor e torcedor, pergunta e responde. O Presidente do Ibope, ja fez a façanha de errar (torcendo, tentando manipular) bem antes das eleições. Se fosse acionista de uma empresa com esta atuação, venderia as ações logo após. E contratar jamais.

Responder

Wildner Arcanjo

18/05/2010 - 19h49

Continuo a não acreditar em pesquisas eleitorais (por pura e simples pesquisa). Mas continuo a observar, com muito cuidado, a tendência histórica delas.

Responder

Glecio_Tavares

04/05/2010 - 01h40

Cade a pesquisa da Vox Populi da semana passada? o gato comeu?

Responder

DECO

21/04/2010 - 19h08

Então Dilma Rousseff está empatada com Serra? Pesquisa Ibope que deve ser divulgada amanhã mostrará o pré-candidato tucano José Serra com uma vantagem de sete pontos percentuais sobre a adversária petista Dilma Rousseff. Serra aparecerá na pesquisa com 36% das intenções de voto, contra 29% de Dilma. Na pesquisa anterior feita pelo Ibope, Serra tinha 35% e Dilma, 30%. O Sensus que se cuide. Divulgação de pesquisa fraudulenta, divulgação de dados irregulares e obstrução à ação fiscalizatória de partido político. Cada uma das infrações prevê, caso confirmada, detenção de seis meses a um ano e multa

Responder

    Leo

    24/07/2010 - 20h22

    O carcará ainda é pré-candidato? Quando cai decidir ser candidato?

    AntonioBarbosaFilho

    25/07/2010 - 09h47

    Se pesquisa fraudulenta der cadeia, vou preparar uma cesta básica prá levar pro Otavinho Frias e outra pro Montenegro. Será que estarão no mesmo presídio, prá nos facilitar?

Otavio

21/04/2010 - 01h22

E Wagner venceu no primeiro turno uma eleição em que o IBOPE dava vitória à Paulo Souto em primeiro turno.

Responder

Malu

20/04/2010 - 23h40

Eu não tenho medo da manipulação das pesquisas, afinal estão cada vez mais desmoralizadas. O que eu temo é a manipulaçao das urnas.Essa gente é barra pesada, joga bem sujo.

Responder

Flavio Luiz Sartori

20/04/2010 - 22h25

Em todos os seguimentos de prestação de serviços existe a abertura para a realização do trabalho mal feito.
Isso ocorre quando o profissional quer tapear quem contrata o serviço com a intenção de ter um lucro maior. Isso faz parte até da cultura popular.
No caso da pesquisa, nós temos que ter claro que falsificar um resultado é a coisa mais fácil do mundo, ja esta dito, é o programador é o estatístico, simples.
Por isso eu digo, ja fui literalmente prejudicado por pessoas que contrataram meus serviços profissionais de pesquisador e nem por isso sai por ai revelando resultados do trabalho que fiz para estas pessoas.
Isso é uma questão de profissionalismo e honestidade que aprendi desde menino com meus pais.
Esses Paulinos, Montenegros e outros da vida simplesmente são desonestos e ponto final.
Ai está o ator da Globo que não aceitou ser massa de manobra no jingle serrista da Globo para comprovar.
Pesquisa tem que ser feita por profissionais de confiança.

Responder

Harry Potter

20/04/2010 - 19h19

Ibope e Datafolha são íntegros. Podem confiar na minha palavra.

Responder

    Jairo_Beraldo

    08/06/2010 - 19h49

    Harry…voce é que faz as mágicas nestes instituos, cabra!

    Papai Noel

    25/07/2010 - 09h48

    Assino em baixo, igual o Serra.

Maria Efigênia

20/04/2010 - 22h02

Azenha, foi confiando nessa pesquisa que o FHC sentou na cadeira de prefeito antes da hora?
Que mico!!!!

Responder

    Jairo_Beraldo

    08/06/2010 - 19h50

    Foi o momento mais divino que eu já vi em um politico…mas tomamos o troco depois!

maria thereza

20/04/2010 - 21h52

Acho que temos que questionar o TSE sobre a segurança das urnas eletrônicas. Brizola não está aqui para enfrentar os poderosos de sempre. Do mesmo modo que a globo deu o mote da campanha pro Serra, já podem estar agindo para os resultados serem fraudados e sair como eles querem. Não sei quem pode questionar/pressionar o TSE. Se alguém souber e me informar, me disponho a fazer. Mas acho que teria que ser alguma organização/entidade com peso, para não se "perder" no meio da papelada. Como disse um companheiro aí em cima: eles estão se articulando. E nós vamos ficar fazendo firula?

Responder

waldyr wanderley vaz

20/04/2010 - 21h06

Gente,com faço prá logar?

Responder

    Maria Efigênia

    20/04/2010 - 22h33

    Também queria saber para clicar na mãozinha.

    francisco.latorre

    23/04/2010 - 07h05

    clica no intensedebate.

    no pé da página.

    ..

Alfinete

20/04/2010 - 17h28

Isso é mais velho que o rascunho da bíblia!

O velho Brizola falava isso sempre… como a raposa faz falta!

Responder

Beto Crispim - BH

20/04/2010 - 20h04

O problema é que existem estas pesquisas, que muitas vezes são usadas para direcionar o voto do eleitor. Já os candidatos trabalham com pesquisas mais consistentes, que lhes garantam dar passos certos. Porque o Aécio desistiu de disputar as prévias do PSDB? Alguém acha que foi um gesto em defesa da unidade partidária? Não, ele viu que não tinha chance alguma contra a Dilma e deixou para o Serra levar mais uma derrota e assim ele, Aécio, vai se cacifando como o bom de voto dos tucanos. Aécio numa só tacada, se livra de uma derrota e ainda se afirma como liderança tucana. Serra, este, vai cada vez mais se contentando em ser uma liderança regional da direita demo-tucana. Será sempre uma alternativa para prefeitura ou o governo de São Paulo.

Responder

jbmartins

20/04/2010 - 19h41

"Meu ponto: é preciso ficar de olho na utilização que se faz de pesquisas eleitorais, especialmente em eleições apertadas. A margem de erro muitas vezes justifica as previsões mais cabeludas".
A minha preocupação alem disso é de utilizarem pesquisas frauduenta para justifcar uma fraude real, ou seja, dizem que Ze Pedagio esta eleito, e arrumam isto nas urnas que não tem segurança nenhuma.

Responder

Sérgio Morales

20/04/2010 - 19h16

Prezado Azenha e comentaristas,

O falecido sociólogo Pierre Bourdieu questionou as pesquisas de opinião em geral (aí incluídas as eleitorais), mesmo quando todos os cuidados técnico-estatísticos forem tomados e não haja uma intenção premeditada de fraudar os resultados (o que, muito frequentemente, nao é o caso).

Que acham?

Eis a tradução do texto: http://niilismo.net/forum/viewtopic.php?t=968&amp

Responder

Carlos

20/04/2010 - 18h25

E pensar que o Datafraude é do mesmo jornal que a d. Judith representa na ANJ, parte do comando da oposição…

Responder

    Neo

    20/04/2010 - 20h40

    .
    Quem tem que ser convencido sobre fraudes ou não é TSE
    .
    desde que acionado por alguém…
    .
    .
    Não tem um filhinho ( PT , Sindicatos , governo , etc ) pra
    .
    fazer isto ???
    .
    .
    Enquanto eles jogam pra valer a gente fica fazendo
    .
    embaixadinhas pra galera?
    .
    .
    SOBRE A “SUPOSTA” FRAUDE DO DATA-SERRA
    .
    .
    Se o PT ou algum sindicato que tem Jurídico e legitimidade
    .
    para pleitear não fizer nada eu juro que vou repensar
    .
    minhas posições e sair de perto de perdedor que entrega
    .
    partida ganha !!!

DECO

20/04/2010 - 18h15

Como podemos acreditar na pesquisa de intenção de votos do Sensus? Entre várias barbaridades obscuras, o instituto de pesquisa coloca a cidade mineira de Uberlância no Estado de São Paulo. A proposta curricular do Estado de São Paulo elaborada pelo governo de Serra tempos atrás informava dois Paraguais no material de geografia. Neste último caso a repercussão foi imediata.

Responder

    Rodrigo

    20/04/2010 - 20h59

    Uau!!!
    Não era você o DECO que não era muito chegado em política?
    Nossa! Cara, me dá o endereço do instituto (ou academia, tanto faz) que te deixou tão sapiente assim em apenas um dia! Ou foi na internet?

    Jairo_Beraldo

    08/06/2010 - 19h53

    Quem não gosta de politica, é mandado por quem gosta…então ººº

    Christian Schulz

    24/04/2010 - 03h39

    "UberlânCia" é a terra das melancias superiores?

Alexandre

20/04/2010 - 16h29

E eu fui um dos otários que acreditou e votei no Covas só para não deixar o Maluf ganhar! Ah, tempos que não deixam saudades…

Responder

    joe

    20/04/2010 - 23h30

    Incrível, lembro dessa eleição, e quase que tenho vontade de ter votado no Maluf. Aquele gesrã(?????) do Covas foi muito ruim.

    Otavio

    21/04/2010 - 01h23

    Quem votou em Covas não é otário. Otário foi ele de ter ido para o PSDB.

    Ed.

    24/07/2010 - 20h59

    Sem julgar o mérito de cada um, votar no menos pior é votar no melhor… por pior que seja o melhor…
    (peraí, fiquei confuso…deixa pra lá…)

yacov

20/04/2010 - 15h33

SE o TSE não fizer algo a respeito dá prá desconfiar que tem dente de oelho nesta história. O DATASERRA tem que ser punido e se retratar publicamente. Que caras-de-pau!!! SE isso acontece às vésperas da eleição, pode tumultuar o processo e realmente fazer a cabeça dos indecisos, e isso não pode acontecer. Ainda que eu tenha certea abosluta da vitória da DILMA no primeiro turno.

"O BRASIL NÃO PASSA NA GLOBO – O BRASIL PODE MUITO MAIS SEM OS PSDBobos"

Responder

Carlos

20/04/2010 - 14h59

jurisprudencia@tse.gov.br, pessoal vamos mandar e-mail ao TSE mostrando nossa indignação com o trabalho de cego deles com relação a globo/folha/datafraude/psdb/dem e serra. Este povo do tse, mais precisamente joelson dias (ministro) só tem olho para multar as frases do Lula, enquanto crimes muito maior estão sendo feitos pela midia/psdb/dem. O que passa na cabeça desta turma tse? Quem paga os altos salários deles, nós? Ou a globo,veja/folha/psdb/dem? A impressão que tenho é que o tse tb esta a serviço da oposição e num tá nem ai para os crimes deles.

Responder

Valter,São Bernardo

20/04/2010 - 14h52

Sugestão:

Que tal a população tratar essas organizações (Globo,Veja, Folha,Abril,Bandeirantes etc.) da mesma forma que ela trata o povo, só não vale machucar os profissionais.

Responder

paulo chacon

20/04/2010 - 14h24

O Datafolha tirou a Marta Suplicy do 2º turno das eleições pra o governo de São paulo e colocou o Covas contra o Maluf. Quem não se lembra disso?

Responder

Anibal Venancio

20/04/2010 - 10h47

Pesquisas tem vários detalhes: aquela feita muito tempo antes do pleito , fica só no barulho ou aquela feita uns 15 dias antes da eleição. Estas tem que ser fiscalizadas com rigor, pois imaginem uma pesquisa igual a esta da Datafolha completamente deturpada só tem um fim, confundir os indecisos. O TSE deve começar a fiscalizar o negócio é agora. Por exemplo :esta da Data folha: Multa neles e obrigue-os a se retratarem! Eles mesmo (Datafolha dizem que foi um engano na metodologia etc e etc. Mentira, foi tudo feito com o intuíto de burlar a opinião pública. TSE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

    valmont

    20/04/2010 - 13h50

    Os datafolhas da vida são verdadeiros fabricantes de tendências, satélites dos grandes grupos midiáticos. Mais um componente da matrix para fazer o povo brasileiro de trouxa.
    Todos sabem que as doações para os partidos variam ao sabor das tendências. O candidato melhor colocado nas "pesquisas" recebe muito mais DINHEIRO e apoios políticos dos grupos interioranos (prefeitos).
    É assim que se materializa a manipulação. E as autoridades fecham os olhos a esse cambalacho explícito.
    Isto é golpe. Arremedo de democracia. Farsa!
    Cadê o TSE?!!! E o Ministério Público?!!!

Mc_SimplesAssim

20/04/2010 - 13h09

Pesquisas de mercado não merecem sequer 0% de confiança e deveriam ser banidas.

Campanha eleitoral não pode ser confundida com campanhas publicitárias que procuram convencer o consumidor de que um sabão em pó é melhor do que o outro.

O importante são as propostas dos candidatos e somente elas devem ser divulgadas pelos meios de comunicação, independente da posição de cada um nas pesquisas de mercado.

Responder

Marcelo Gonçalves

20/04/2010 - 13h08

O que me assusta é essa enxurrada de pesquisas, uma cima da outra, e cada uma da um resultado bem diferente. Seria bom o TSE entrar em campo. Ta o samba do crioulo doido.

Responder

    Waldir

    20/04/2010 - 14h25

    Não tem "cada uma com um resultado bem diferente", não. Tem um instituto (Datafolha) cujos resultados são bem diferentes de outros três (Sensus, Vox Populi e Ibope). O Datafolha pertente à Folha de São Paulo, jornal total e descaradamente a serviço do Serra. Até o Ibope, ligado à Globo, dá resultado diferente. Então, são três contra um.

Carlos.

20/04/2010 - 13h02

É incrível como a eleição para a prefeitura em 1985 ficou gravada em minha memória, inclusive esta história de que Jânio estava na frente da apuração porque as urnas da Vila Maria e outros bairros janistas tinham sido abertas antes.

Faz muitos anos que a própria Folha fez aquele comercial do Hitler, em que concluía: é possível contar uma mentira falando um monte de verdades. Então acho que dá pra fazer o mesmo com as pesquisas. Mecânicos e até médicos tem a capacidade de engabelar a gente porque a maior parte das pessoas não entende de mecânica ou medicina; as pesquisas fazem o mesmo. O Datafrias contesta a oinião do blog dos Amigos do Pes. Lula, mas falta responder: porque as amostras da cidade de SP e do interior de SP foram tão anabolizadas? Qual o objetivo disto? Pra mim parecem claras algumas coisas: 1-querem ganhar a eleição com o votos de SP, por isso estão refinando o conhecimento que tem sobre o estado; 2-a se confirmar a derrota de Serra, pretendem tumultuar o ambiente alegando fraude, já que as pesquisas sempre o consideraram favorito.

Esta gente não presta.

Responder

Klaus

20/04/2010 - 11h55

Por falar em legitimidade, já estão fazendo a cama para que uma eventual e improvável vitória de José Serra seja tachada de ilegítima. As pesquisa estão fraudadas, as urnas não tem papelzinho, a Globo isto, a Record aquilo. O único resultado admitido é uma vitória da Dilma, por larga vantagem.

P.S. E o acordo entre Globo e Marina Silva, noticiado pelo pessoal do doladodela, que lhe facultaria aparições nos jornais da emissora? Alguém viu Marina na Globo?

Responder

Ubaldo

20/04/2010 - 11h52

As pesquisas de boca-de-urna foram proibidas de serem veiculadas antes de terminado o horário de votação exatamente para não influenciar o eleitor, em especial aquele do "voto útil"que é aquele que pensa que se tal candidato vai ganhar então vou votar nele para não perder o meu voto. Estamos há 5 meses das eleições e não há como divulgar uma pesquisa tendenciosa, como foi o caso do Sensus e ser desmascarado logo em seguida por outras pesquisas de outros institutos e perder a credibilidade. O caso Sensus, para mim ficou claro que como a Dilma estava encostando no Serra, eles aproximaram os números por conta própria para contentar o cliente que era um Sindicato na expectativa que proximamente isso deveria acontecer. Não aconteceu e acredibilidade foi para o espaço, pois a diferença ainda é enorme, 10 pontos percentuais. Como o percentual de indecisos está em torno de 8%, o quadro está consolidado, no momento.
Mas como todos sabem, muita água vai rolar embaixo da ponte e tudo pode acontecer. A TV, os debates, os episódios de factóides e as coligações partidárias. Por tudo isso, a eleição está completamente indefinida e tanto Serra quanto Dilma podem vencer.

Responder

    Milton Hayek

    20/04/2010 - 13h27

    Quem,diria!!! O Ubaldo Teo-Ubaldo em um lampejo de bom senso!!!

    Juarez Marques

    20/04/2010 - 15h10

    Milton Hayek, ele não apresenta nenhum "lampejo de bom senso", pois parte do princípio de que a pesquisa Sensus está errada e a Datafraude está correta. Desconsidera que a auditoria feita na pesquisa Sensus, pelo PSDB, não encontrou nada de errado (Blog do Nassif, Os Amigos do Presidente Lula e Conversa Afiada dentre outros), e o diretor da Datafraude assumiu que nas últimas pesquisas houve valorização dos entrevistados em São Paulo em detrimento de outras regiões do país, portanto não é crível os resultados obtidos por essas pesquisas, e é nelas que o Ubaldo se baseia, o que mostra que ele continua o mesmo, sem nehum bom senso.

    Ubaldo

    20/04/2010 - 19h14

    Bom senso eu teria só na hipótese de concordar com o PIC – Partido da Imprensa Comunista, não é mesmo, Juarez?

    sergio pinto

    20/04/2010 - 22h25

    Essa mesmo que um monte de comentaristas de bom senso leem e opinam

    D + p SP chega.

    14/05/2010 - 14h11

    Ubaldo, bom senso é pensar por si só. Deixa os comunas fora disso. Hipótese, entende-se, como uma das respostas. Temos outras alternativas. O que eu quero mesmo é ver o povo deixar de ser massa de manobra.
    Vem para massa você tb.

mariazinha

20/04/2010 - 11h46

Se qu isermos continuar a melhorar o Brasil devemos fazer as lições de casa, bem feitas:
votar em DILMA, dando-lhe muitos votos, bem acima da possibilidade de fraude nas urna; dar-lhe um parlamento onde possa governar com mais tranquilidade. Seria triste a necessidade de desbaratar um golpe, a cada esquina ou ficar na dependência de um parlamento medíocre, como aconteceu com LULA. Teremos a oportunidade de defenestrar muitos palarmenteres omissos e indecorosos.
AVANTE, BRASIL!

A sorte dela vai ser que LULA estará sempre ao seu lado.

Responder

    Ubaldo

    20/04/2010 - 14h42

    Mariazinha,
    Esperamos não haver Carta à Nação, a exemplo que aconteceu com Lula para firmar um pacto com os banqueiros e conseguir sua reeleição.
    Será que a Dilma, se eleita, vai tentar cumprir as promessas que o Lula fez mas não cumpriu, como foram o caso das necessárias Reformas Estruturais (Reforma Fiscal, Reforma Eleitoral, Reforma Política, Reforma Tributária, Reforma da Previdência, Reforma Judiciário), mesmo tendo a maioria no Congresso, ou seja, no popular: não as fez, porque não quis!?

    marta

    20/04/2010 - 16h48

    Ubaldo, a maioria no congresso (cantada em verso e prosa pela oposição) se sabe que não é verdade. A base de sustentação do governo não é maioria no congresso, talvez na câmara, mas mesmo assim instavel. Na verdade. o governo não pode aprovar uma serie de medidas, como as que elencaste, mas os projetos foram apresentados e negociados. A reforma fiscal, eleitoral e tributária todos sabem que dependem de uma série de fatores que escapa a influência do governo federal, principalmente a tributária, onde os governadores tem voz ativa neste item. Assim, dizer que o governo não tentou fazer ou que não fez por que não quis é falta de informação. Se fosse por querer o FHC teria feito tais reformas pois estes temas sempre foram um mote de suas campanhas.

    Carlos

    20/04/2010 - 18h23

    Ele sabe de tudo isso, mas insiste por uma razão simples: é o serviço dele.

    Ubaldo

    20/04/2010 - 19h24

    Marta,
    Você está completamente enganada. O governo controla ambas as casas. O governo não deixa aprovar nem ao menos os depoimentos de envolvidos em escândalos. Vez ou outra quando o assunto não é relevante a oposição que lidera umas poucas Comissões no Senado, consegue à muito custo, quando a maioria de governistas não está em plenário, convocar alguém. Logo vem o "Corvo" do líder do governo no Senado e bloqueia. Assim, não fale o que você não sabe e não acompanha. O governo controla e aprova o que quer. Não aprovou as Reformas porque não quis e porque não tem interesse. Você acha que o governo quer a Reforma Política, que pode aprovar que SP deixe de ter somente 2 senadores que como o Acre também tem?

@Briguilino

20/04/2010 - 11h34

Azenha, os institutos de pesquisas usam a margem de erro para agradar o cliente. Chamo de margem de roubo. Deveriam acabar com a divulgação desta "margem" em pesquisas feitas muito antes da eleição e apenas na boca de urna deveria ser obrigatoria.
http://blogdobriguilino.blogspot.com/2008/10/algu

Responder

Donizeti

20/04/2010 - 10h58

A representação do MSM perante o Procurador Geral Eleitoral da Republica, que é o Dr. Roberto Gurgel, atual Procurador Geral da República, Chefe do MP Federal, que foi para cima do corrupto do José Roberto Arruda e conseguiu afastar a quadrilha que estava no poder no Distrito Federal, vai por o " guiso no pescoço do gato " de algum instituto de pesquisa que esteja pensando em fazer bobagens ou fraude em algum momento destas acirradas eleições presidenciais.

O Dr. Roberto Gurgel já mostrou na teoria, na prática e pela ética que demonstra ao agir, que não comunga nem fecha os olhos para crimes ou ilegalidades, venha de onde vier ou seja praticada por quem quer que seja.

Temos enfim um Procurador Geral da Republica e Procurador Geral Eleitoral que vai colocar ordem nessa anarquia que se prentende instaurar na campanha eleitoral, com a judicialização da campanha e abuso do poder economico pelos grandes meios de comunicação, ontem ensaiada pela rede globo de telelevisão através da sua propaganda descarada – VOTE 45, nós queremos mais, nós podemos mais !!!!!

Responder

Coelhinho da Páscoa

20/04/2010 - 10h30

Eu acredito nas pesquisas Ibope e Datafolha e na honestidade dos grandes meios de comunicação brasileiros!

Responder

    PC Farias

    20/04/2010 - 13h29

    Eu também!!!!!!!!!!!!

    Juarez Marques

    20/04/2010 - 15h11

    E na inocência do Arruda também!!!!!!!

    Papai Noel

    20/04/2010 - 15h55

    EU TB!!!!!!!

    Carlos.

    28/09/2010 - 15h54

    Uai, tem gente que acredita em gnomo, tem gente que acredita em duende, tem gente que acredita em boimate e tem gente que acredita no datafrias.

Deixe uma resposta