VIOMUNDO

Diário da Resistência


Palavra de banqueiro: Itaú derrota Dilma e mercado elege Marina
Você escreve

Palavra de banqueiro: Itaú derrota Dilma e mercado elege Marina


29/08/2014 - 20h22

neca

De nada!

Da Redação:

Captura de Tela 2014-08-29 às 20.06.53

do G1

Vamos ver se entendemos direito:

1. O mercado financeiro dispara às custas de especulação eleitoral, praticamente depondo Dilma Rousseff do Planalto;

2. A “educadora” Maria Alice Setubal, a Neca, acionista do Banco Itaú, foi uma das coordenadoras do programa de governo de Marina Silva. O programa de Marina Silva, socialista, apresentado oficialmente hoje, como pode-se ver abaixo promete “assegurar a independência do Banco Central o mais rapidamente possível, de forma institucional, para que ele possa praticar a política monetária necessária ao controle da inflação”. Ou seja, as pessoas eleitas pela população para representá-la não vão apitar nada na chamada macroeconomia; elas que se virem na microeconomia. E se der na telha do BC provocar recessão e desemprego para controlar a inflação? As pessoas não vão apitar, através de seus representantes eleitos, nos aumentos das taxas de juros que eventualmente beneficiem a acionista Neca, rentistas e banqueiros. BC independente de quem?

Captura de Tela 2014-08-29 às 19.55.11

Para fechar o círculo perfeito, o Itaú informa a clientes, ainda segundo o G1, que a bolsa subiu porque a derrota de Dilma foi “precificada”, ou seja, a presidente foi sacrificada no altar dos que vão se beneficiar da implementação de um programa de governo que uma acionista do Itaú ajudou a escrever.

Captura de Tela 2014-08-29 às 20.05.01

Tudo isso com você, caro eleitor, apenas assistindo.

Para completar, nas 242 páginas do programa de governo de Marina Silva, já “eleita” pelo mercado, há um eixo inteiramente dedicado a “aprofundar” a democracia e aumentar a participação popular. Se depender do que está escrito lá, o brasileiro vai poder apitar em absolutamente tudo, desde que deixe a macroeconomia na mão dos banqueiros.

Falta inventar alguma coisa?

Leia também:

Padu Palmério: O ouro de uma cidade mineira escorre pelo ralo





73 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Paulo Mota

03 de setembro de 2014 às 11h14

Por favor, vejam a prestação de contas feita pelo PT ao TSE referente à campanha da Dilma em 2010: entre os bancos, o maior doador da c ampanha petista foi o Itaú: R$4 milhões.

Responder

ary junior

01 de setembro de 2014 às 17h07

Tem chance de Lula substituir Dilma…

Responder

Urbano

31 de agosto de 2014 às 13h56

Eleger a czarina, não; é burrice sem fronteiras… A gente já se livrou do rola bosta alcoológico; aí vamos no enredar de novo em tramoias, só que dessa vez com rola bosta dito ecológico?

Responder

Messias Franca de Macedo

31 de agosto de 2014 às 10h16

… Marina
pureza d’alma!
A candidata díspar:
nenhuma mácula
de contradição!
Marina não precisa
mais se pintar:
*mata-borrão!

Do matuto ‘bananiense’!

*O que é Mata-Borrão:

Mata-borrão é um papel sem cola que tem o objetivo de absorver tinta fresca. Mata-borrão é um termo muito utilizado no sul do Brasil, em especial no Rio Grande do Sul.
O nome mata-borrão tem origem na época das canetas de pena, onde as pessoas dependiam apenas de tinteiros, e para o papel não ficar todo borrado, utilizava-se o mata-borrão para absorver a tinta, por isso leva esse nome.
O papel utilizado no mata-borrão é uma espécie de filtro, que absorve qualquer tinta fresca ou outro tipo de líquido.

FONTE: http://www.significados.com.br/mata-borrao/

########################

“O mata-borrão absorve tudo
e no fim da vida acaba confundindo as coisas por que passou
… o mata borrão parece gente!”

Mario Quintana

##################

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República de ‘Nois’ Bananas

Responder

Cláudio

31 de agosto de 2014 às 03h13

Com Dilma, a verdade vai vencer a mentira assim como a esperança já venceu o medo (em 2002 e 2006) e o amor já venceu o ódio (em 2010). ****:D:D . . . . ‘Tá chegando o Dia D: Dia De votar bem, para o Brasil continuar melhorando!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . Vote consciente e de forma unitária para o seu/nosso partido ter mais força política, com maioria segura. . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

Responder

sergio

31 de agosto de 2014 às 02h56

Os banqueiros estão que não se aguentam, não vêem a hora de colocar as mãos nos cofres da Nação.
Enquanto isso, Marina tem como conselheiro político André Lara Resende que “em entrevista a Globo News em 2012, no Dossiê GloboNews, o ex-presidente Fernando Collor de Melo afirma que André (Lara Resende) foi um dos que defendeu o confisco das poupanças”.
Já vivemos isto e sabemos como termina, apertem os cintos senhores(as) …..

Responder

Messias Franca de Macedo

31 de agosto de 2014 às 02h11

… O barbosinha está no ostracismo, fazendo “palestras” [pagas, óbvio!] pelos rincões do Brasil! Vamos ver o que ‘o fumaça do golpe jurídico-midiático ora em curso’ tem a dizer sobre esse, digamos, MENSALÃO!…

… Sim, porque acerca do MENTIRÃO do PT o rábula psicopata terá muito a declarar! ‘Capiche’ [mais um] crime eleitoral?!… E, aí, após o dia 05 de outubro próximo, enfim, o barbosa segue de mala e cuia cheia (sic) para o escroto apartamento em Miami dos estadunidenses escravagistas (idem sic)…

Ah “lote” de canalhas fascigolpistas!… “Chamem o PIG!”

Responder

    Mário SF Alves

    31 de agosto de 2014 às 16h24

    Um JB do STéFão de saias?

    Já sabíamos que o golpe viria. Sabíamos disso desde a farsa jurídica da AP 470:
    Quadrilha sem quadrilha;
    Domínio do fato sem o fato;
    Julgamento em última instância objetivando o cerceamento premeditado do direito de defesa;
    A espetacularização midiática do tudo [só] contra o PT.

    ____________________________

    Hora de refletir, prezado Messias.
    Hora de autocrítica.
    Hora de nos julgarmos e julgar;
    Hora de um julgamento de verdade/realmente histórico:
    Hora de se avaliar seriamente, inclusive, as causas de nossos erros;
    Hora de se avaliar seriamente os limites e obstáculos econômicos e políticos que nos foram impostos e os que, historicamente, sabotaram todos os raríssimos governos que assumiram publicamente a defesa dos direitos individuais e coletivos neste País;
    Hora de divulgar aos 4 cantos do mundo nossos êxitos presentes, os projetos em andamento e os do futuro;
    Hora de divulgar as circunstâncias adversas, contrárias, difíceis e/ou reacionárias nas quais obtivemos nossos êxitos;
    Hora de medir a relação custo-benefício do PT no Poder Executivo da República Federativa do Brasil.

    Hora de máxima reflexão e tolerância, mas, sobretudo, hora de agir!

    Agir de novo, agir mais, agir sempre:
    Pela Justiça e em radical defesa da Constituição Federal;
    Pelo bem do Povo do Brasil;
    Pelo bem dos Povos da América Latina.

    Abs.,
    Mário.

    ___________________________________________
    Enquanto isso… novidade mesmo é só avião que explode do nada.

Luiza Helena

31 de agosto de 2014 às 00h41

Franco Atirador!

Eu leio suas mensagens, inteiras e aprendo muito!! Por favor, mantenha a qualidade do que você escreve!
Esses dois não importam!

Responder

    FrancoAtirador

    31 de agosto de 2014 às 18h02

    .
    .
    Valeu, Luiza Helena!

    A Luta Continua!

    Um Grande Abraço
    Camarada e Libertário.
    .
    .

Messias Franca de Macedo

30 de agosto de 2014 às 23h59

[‘FOLHA RETRÔ’ DETONA A MARINA SILVA!

…. Ainda sobre o fenômeno díspar na face da Terra (sic), ‘a virgem imaculada absolutamente isenta de contradições’!…]

###############

Índios atacam exploração apoiada por Marina
Natura, que tem relações próximas com a senadora, é alvo de ação sob acusação de biopirataria; empresa nega apropriação indevida

Gigante dos cosméticos é suspeita de aproveitar para fins comerciais o fruto do murmuru, de conhecimento tradicional dos ashaninkas

FÁBIO ZANINI
ENVIADO ESPECIAL A RIO BRANCO
São Paulo, terça-feira, 01 de setembro de 2009

Defendida pela senadora Marina Silva (PV-AC), a exploração comercial de um fruto típico do Acre gerou um processo judicial por biopirataria contra a Natura. A gigante do setor de cosméticos tem relações próximas com a pré-candidata do PV a presidente.
A empresa é ré em uma ação do Ministério Público Federal na Justiça Federal do Acre em razão do suposto aproveitamento ilegal do fruto do murmuru, que é usado na produção de xampus e sabonetes.
(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc0109200910.htm

Responder

    Messias Franca de Macedo

    31 de agosto de 2014 às 00h06

    Parecer de Rodrigo Janot detona desculpas do “recibos no final”. A lei é clara: recibo tem de ser imediato

    30 de agosto de 2014 | 16:56 Autor: Fernando Brito

    Janot: jatinho doado sem recibo é crime!

    FONTE: http://tijolaco.com.br/blog/?p=20647

Messias Franca de Macedo

30 de agosto de 2014 às 23h52

Embora eu entenda que, hoje, todos estão chocados com a chantagem explícita feita pelo senhor Silas Malafaia, que obrigou a candidata Marina Silva a mudar seu programa de governo um dia depois de divulgado oficialmente, num espetáculo de servilismo e humilhação que jamais pensei em ver em um candidato, penso que há outra questão que compromete já não do ponto de vista moral, mas aos olhos da lei. Refiro-me às desculpas que vem sendo usadas pelo PSB para explicar o avião que empresários teriam “doado” para que ela e Eduardo Campos fizessem campanha.

(…)

Por jornalista Fernando Brito

http://tijolaco.com.br/blog/?p=20647

Responder

Tutameia

30 de agosto de 2014 às 21h16

não tem como não pensar: por tudo que o petismo diz e faz (a escrotidão e arrogância despropositada na blogosfera principalmente) tudo que querem é a derrota da atual presidenta…e isso tem uma lógica muito precisa; se ela continuar o petismo acaba, vira pó de traque, serão abatidos nas ruas como gatas prenhas (para usar uma imagem cara ao grande Nelson)..se ela sai, assim que o governo Marina fracassar (pq obviamente vai fracassar independente de seus possíveis méritos pq a porra do país é ingovernável) ainda tem chance de um volta Lula…e toda a cambada de parasitas volta às tetas da viúva…
deixe explicar a questão do ingovernável antes que precise desenhar: hoje acontecem muitas coisas que não aconteciam antes tipo: vc vai de carro por uma rua ou estrada e se depara ou com uma ponte ou beco
onde só passa um carro de cada vez, vc olha pro outro lado e não vem ninguém vc entra e vai; quando está quase saindo do outro lado entra um carro em sentido contrario e se recusa a voltar; vc tem de voltar ou encarar uma discussão similar a jogar xadrez com um pombo, totalmente sem futuro. Isso não acontecia ha alguma décadas, tenho certeza. Agora é o normal.

Responder

Francisco

30 de agosto de 2014 às 17h24

Ei, Marina! Vai pro Itaú!!!

Responder

Luís CPPrudente

30 de agosto de 2014 às 17h19

Para a Marina Itaú Silva, o brasileiro pode decidir as coisas, desde que não atente contra os interesses maior definidos pela dona Neca (Banco Itaú).

Responder

Bacellar

30 de agosto de 2014 às 14h24

Se alguma boa alma ainda tinha algum resquício de dúvida de que O Mercado no início do Séc. XXI deslocou seu eixo do investimento produtivo para a rapinagem, a pirataria, a pilhagem, a carniçaria e o desmonte; eis a prova incontestável do fato.

Com licença que eu vou vomitar e já volto…

Responder

Elias

30 de agosto de 2014 às 13h36

Dilma cai

BOVESPA sobe

E o povo sifu.

Responder

Robson Moreno

30 de agosto de 2014 às 13h29

Azenha, mais uma vez parabéns pelo post e pelo Blog. Vc e Conceição são incríveis! Gostaria de repassar um e-mail que recebi da magnânima instituição chamada Itaú que procura a sustentabilidade por meio de doação e FINANCIAMENTO e dois post de outro colega seu “sujo” que reforça o tamanho do absurdo que essas instituições financeiras estão enfiando os 99%.
Abs e Continue na luta! NÓS PRECISAMOS DE VCS!

Olha que interessante este e-mail que recebi:

Prezado(s)

Informamos que a 6ª edição do Programa Itaú Ecomudança já está com as inscrições abertas, inscreva seu projet

Esse ano, o Programa disponibilizará até R$ 542 mil para apoiar, via doação e financiamento, a implantação de projetos relacionados a: Eficiência Energética; Energia Renovável; Florestas; Manejo de Resíduos; Mobilidade; e Agricultura Sustentável, sendo estas duas últimas inéditas.

Se você participa de uma ONG, cooperativa ou pequenas e média empresas, não perca tempo e inscreva seu projeto.

Para conhecer mais sobre o programa e fazer a inscrição de seu projeto,

CLIQUE AQUI

https://www.itau.com.br/ecomudanca/

As inscrições vão até 28 de fevereiro.

Parabéns ao Itaú pela nobre iniciativa! Total apoio a projetos de eficiência energética, florestas, manejo de resíduos, agricultura sustentável, etc. que a “Ecomundaça” supostamente apoiará. Mas tenho duvidas quanto aos recursos que serão disponibilizados, via doação ou FINANCIAMENTO. Qual o percentual deste montante que será doado e…..para quem? Este financiamento será feito com os juros que eles costumam cobrar, ou com aqueles de “pai para filho” que o BNDES usa?

Além dessas duvidas, uma questão que acho interessante e se encaixa perfeitamente neste seu post: essa “fortuna” gentilmente cedida pelo Itaú, a fim de propiciar mais sustentabilidade para nossa nação insustentável representa exatamente 0,00345% do lucro fantástico obtido pelo banco em 2013 e 0,002898% que a instituição deve a receita federal. Detalhe importante: não comparo, em termos percentuais, em relação ao orçamento total da Itaú, comparo apenas em relação ao lucro ou ao papagaio que este deve aos cofres públicos (Ninguém da Grande Imprensa se interessa por esse assunto?)

Parabéns pelo Blog, Fernando e que continue firme e forte nessa batalha por uma mídia mais plural e democrática.

Abs,

Robson

Brasil “insustentável” dá R$ 15,7 bi de lucro ao Itaú. Quase o que sonegou do país no qual cospe…

4 de fevereiro de 2014 | 12:17 Autor: Fernando Brito
insustentavel

Saiu hoje o lucro do Itaú, o banco que foi dizer em Davos que o Brasil era insustentável.

R$ 15,69 bilhões em 2013, recorde na história de recordes que é o lucro dos bancos no Brasil e “apenas “ 15,5% a mais em relação ao obtido em 2012.

Só no quarto trimestre, com o Brasil já mergulhado na crise e no “esgotamento do modelo” que seu economista-chefe, Ilan Goldfajn foi expor aos investidores estrangeiros,o lucro líquido do banco foi de R$ 4,646 bilhões.

Graças à queda da inadimplência – aquela que o Mainardi diz que está explodindo – ao crédito consignado que assalariados e aposentados toma no banco e ao crédito imobiliário, duas operações que só se faz quando se tem confiança na estabilidade do trabalho e da renda.

O economista-chefe do Itaú, está preocupado com as contas públicas, mas seu banco recusa-se a pagar o que a Receita Federal está cobrando por sonegar, com manobras contábeis, o Imposto de Renda devido por sua fusão com o Unibanco.

Pode ser que o que não se consegue fazer pela lei, possa ser feito pelo Imposto de Renda, como ocorreu com um famoso personagem da história dos EUA, nos anos 30, em Chicago.

O sistema bancário brasileiro não é caso de BC, é caso de DP.

Mas é forçoso admitir que o chefão do Itaú tem certa razão.

De fato, um país dificilmente poderá ser sustentável com um bando de morcegões chupando assim seu sangue econômico, sem produzir um parafuso que seja.

Não é à toa que herdeiros deste império estejam tão preocupados com sustentabilidade.

A sustentabilidade deles.

http://tijolaco.com.br/blog/?p=13387

Olhem que “desperdício”: dinheiro para saúde, educação, aposentados, deficientes…

4 de fevereiro de 2014 | 09:03 Autor: Fernando Brito
despgoverno

Quando o prezado amigo e a querida amiga olharem o gráfico aí de cima, esqueça as barrinhas cor-de-rosa, porque elas indicam apenas o volume de dinheiro gasto, não o crescimento do que se gastou.

O que vale para analisar, mesmo, são as bolinhas pretas que medem o quanto aumentaram estes gastos em valor real, descontada a inflação.

E aí, os números, publicados hoje pela Folha, ganham um novo significado.

O “descontrole” das despesas pública passa a ter “padrão Fifa”.

8,5% a mais em assistência a idosos e deficientes, vejam só que absurdo. Em lugar de acumularmos para pagar os juros estamos dando dignidade a essa gente, não é senhores “mercadistas”?

Quem quiser ver como eram estas despesas com FHC, como ficaram com Lula e como estão com Dilma, vai encontrar os dados aqui.

Depois vem o Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego, o abono salarial para quem ganha pouco, financia os cursos de qualificação profissional, obras de saneamento, agricultura familiar, etc.. Supérfluos, não?

Logo a seguir, a Saúde, esta bobagem, ainda mais agora com esta coisa horrível dos médicos cubanos, que dominados pela ideologia comunista, teimam em querer trabalhar em qualquer grotão e, pior, ainda comparecem ao trabalho e atendem as pessoas. Agora mesmo tem um que vai ser punido por atender um doente no lugar de um médico brasileiro que faltou ao trabalho.

Junto com a saúde estão os aposentados – aqueles que o Fernando Henrique, um dia, chamou de vagabundos – cuja a grande massa está se beneficiando da elevação real do mínimo.

E as despesas com educação. O que é isso? Como é que podem crescer mais do que a inflação. Vai ver estão fazendo escolas técnicas, creches, coisas do gênero… Como se sabe, populismo, não é?

Ah, e tem a expansão dos gastos reais com os servidores públicos: absurdos 2,8% acima da inflação. Embora isso reflita um crescimento quase vegetativo das despesas com pessoal, não há dúvidas que existe um descalabro em manter os funcionários mal e mal com a reposição inflacionária e ainda por cima dar umas “sobrinhas” de aumento, não é?

É curioso que os “reis do superávit” jamais se preocupam com o outro lado, o lado que de fato drena os recursos da população: os juros.

Estes são um “santo remédio” e todos comemoram quando eles aumentam, para que os “investidores” não nos dêem um tchauzinho e procurem plagas mais generosas para remunerá-los.

E quanto eles aumentaram em 2013?

Do relatório do Banco Central: passaram a “R$248,9 bilhões (5,18% do PIB), comparativamente a R$213,9 bilhões (4,87% do PIB) em 2012″.

É isso, meus caros, esta discussão acirrada sobre déficit público. Claro que um país, como uma família, deve cuidar de suas dívidas, e o Brasil tem feito isso, reduzindo – sabe lá deus com que esforço – a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB ano a ano – que era de mais de 50% no final do Governo FHC e hoje está pouco acima de 33%.

Mesmo a dívida bruta, que os economistas conservadores dizem que é “a que importa”, porque inclui os repasses feitos pelo governo ao BNDES e a outros órgãos estatais, que os devolverão, afinal, vem caindo: segundo o BC terminou 2013 em “57,2% do PIB, reduzindo-se 1,1 p.p. do PIB em relação ao mês anterior. Essa redução decorreu, principalmente, da queda no volume de operações compromissadas. No ano, houve redução de 1,7 p.p. na relação”.

Ah, a matéria da Folha mostra, ainda, em outro gráfico, que o governo poderia ter feito, sem dificuldades, a tal “meta cheia” de superavit, s não tivesse reduzido os impostos sobre alguns bens, sobre a gasolina e desonerado as empresas em suas folhas de pagamento – passando a tributar previdência pelo faturamento – como forma de manter o emprego em nível elevado.

Uma bobagem, diria o economista-chefe do Itaú, aquele banco que está autuado pela receita que, se pagasse os R$ 18,7 bilhões que deve, sozinho, já cobria o “rombo” das isenções de impostos dos combustíveis e da cesta básica, somados.

romboitau

http://tijolaco.com.br/blog/?p=13381

Responder

Elias

30 de agosto de 2014 às 13h03

Quem diria? A imprensa golpista arquitetando o golpe todos os dias. E de repente o golpe caiu do céu.

Responder

Notívago

30 de agosto de 2014 às 12h23

PARA JOÃO SANTANA, MARQUETEIRO DO PT:

Sugestão de um modelo de programa eleitoral mais atrativo para o telespectador.

Eu não sei se existe algum tipo de impedimento legal ou se vai haver tempo para colocar em prática o que o vou sugerir agora

Mas o modelo de programa que poderia despertar a atenção e causar reflexão no telespectador seria o de compartimentar a participação de cada grupo de dois candidatos nos debate ocorridos ao longo da campanha (começando pelo da Band, óbvio) e complementar esta participação com alguns comentários da Dilma/Lula.

Por exemplo: em um de seus melhores momentos no debate na Band, o candidato Levy Fideles ponderou sobre o superávit primário, uma montanha de dinheiro dos nossos impostos que é utilizada para o pagamento dos juros da dívida interna.

Logo depois ele fez uma pergunta à Marina sobre o assunto, envolvendo inclusive o banco Itaú. O debate envolvendo os dois candidatos (pergunta, réplica, tréplica) seria então exibido separadamente no programa eleitora e logo depois apareceria a Dilma ou o Lula (Lula sempre ao lado da Dilma), discorrendo sobre o posicionamento da coligação sobre este assunto.

Mas o comentário adicional teria que ser feito em consonância com o programa oficial elaborado pela coligação que apoia a Dilma, para não haver contradição.

Mesmo as respostas àquelas perguntas dirigidas à Dilma durante o debate deveriam ser ampliadas, mas deixando bem claro para o telespectador que a ampliação foi elaborada a posteriori.

Responder

Hélio Pereira

30 de agosto de 2014 às 12h07

Marina Silva pra ganhar votos já diz que vai aprovar o casamento Gay se for eleita.
Acho que o Pastor Everaldo e Silas Malafáia que andam trocando “afagos” nesta eleição,devem estar super felizes,quem sabe não pinta um casamento entre os dois,com Marina Silva comandando a cerimônia ?

Responder

Pedro Felismino

30 de agosto de 2014 às 10h45

A campanha da presidente Dilma na televisao tem que ser politizada, tem que mostrar pro povo Brasileiro que eh o grande capital nosso maior adversario. Tem que elaborar um programa simples, esclarecendo ao povo o que eh a Bolsa de Valores e o porque dela subir sempre que a presidente cai nas pesquisas. Tem que esclarecer o que significa a independencia do Banco Central, o que podera afetar na vida do cidadao, isso de forma simples e didatica.
Por fim: Com Marina, NECA de Pitibiriba pro povo Brasileiro, tudo pros banqueiros representados pela Sra NECA, dona do Itau, amiga e financiadora deste embuste chamado Marina.

Responder

Lafitte

30 de agosto de 2014 às 10h24

Prezado Jornalista e usuarios do blog.

Na minha modesta opinião, mesmo , admirando a sua trajetótia anterior a essa fase, não sendo seu eleitor, examinando com atenção as suas aparições públicas, pareceme lum caso para tratamento psicológico. Os ma-
rineiros que me desculpem. Será um novo Jânio ? Rezemos!

Responder

Eduardo

30 de agosto de 2014 às 10h07

Aos que pedem a Deus, a derrota de Dilma, apenas um breve e curto lembrete, lembre-se de orar, com muita fé e confiança no mais alto, pois, aquela que vocês deseja colocar nas alturas do poder fará desse chão terra arrasada, assim a divindade vai sabe escolher o melhor para preencher as vagas de trabalho! Até 2018 meus amigos!

Responder

Giovani da Silva

30 de agosto de 2014 às 09h59

É impressionante como um povo que desconhece a sua história consegue cometer o mesmo erro repetidas vezes!!!

Dois presidentes tentaram governar o Brasil sem uma ampla base de apoio político, Jânio Quadros e Fernando Collor, todos os dois foram derrubados pelos conservadores, quando estes, viram que os seus interesses seriam fortemente contrariados por esses presidentes.

Infelizmente, tudo indica, que os brasileiros cometerão este erro novamente:

Em 1960: Jânio Quadros
https://www.youtube.com/watch?v=uHI-M8Shj3Q

Em 1989: Fernando Collor
https://www.youtube.com/watch?v=Bda2hEt8xPU

Em 2014: Marina Silva
https://www.youtube.com/watch?v=JrJmj0yihFY
https://www.youtube.com/watch?v=2R1kbdtuOKc

As semelhanças entre os 3 candidatos é impressionante:

– apareceram repentinamente:
– tinham como principal mote de campanha: o combate a corrupção;
– apresentavam-se como sendo “o novo” na política;
– faziam discursos fantasiosos e mirabolantes;
– foram eleitos por pequenos partidos;
– ostentavam um discurso de ética e transparência da coisa pública;
– pregavam a redução da máquina pública brasileira;
– tiveram governos marcados por contradições, entre o discurso de campanha e a prática do seu governo;
– tiveram forte apoio de grupos americanistas;
– cativaram as famílias com o discurso de manutenção dos valores e da ordem;
– seus governos conseguiram desagradar, ao mesmo tempo, os governistas e dos oposicionistas;
– não tinham coerência ideológica;
– propunham durante a campanha o congelamento dos salários;
– renunciaram aos seus mandatos de presidente;

De 30 em 30 anos o Brasil dança congado: Dá um passo para a frente e depois, dois para trás…

As conquistas de uma geração não conseguem ser transferidas para a próxima geração.

Quando parece que o país vai engatar….as forças ocultas se movem e o país voltar a descer a ladeira.

Triste sina de um povo que parece, nasceu para ser medíocre.

Responder

Romanelli

30 de agosto de 2014 às 09h50

De tudo ai, REDUZIR O NÍVEL DE INDEXAÇÃO da economia é o mais importante que, NECESSARIAMENTE, envolve discussão sobre tarifas, contratos e salários ..maior periodicidade e espaçamento são questões fundamentais e intrínsecas ao tema tb

Aliás, temas que sempre cobrei, e que o governo de DILMA deu de ombros, assim como o de LULA o fez.

O resto é um tiro no pé, principalmente a tal independência institucional e operacional que, aqui, chega a ser um ATENTADO contra o ordenamento democrático, a instituição de um QUINTO PODER

..isso constitucionalmente não existe, ou não deveria existir.

Assim como espero juízo do Congresso quando analisar o tema ..torço pra que qq uma das facções perdedoras não insista na estratégia do quanto pior melhor ..de jogar a bacia com a criança dentro

Responder

bill

30 de agosto de 2014 às 09h30

Tem de começar a desconstruir Marina já, ainda para o 1º turno. Se o Aécio desiste da candidatura, cheque mate….

Responder

Fabio Passos

30 de agosto de 2014 às 09h22

marina assumiu com orgulho a posição de fantoche da banca.

É a direita neoliberal, que destruiu o Brasil durante fhc, retornando para roubar do pobre para dar aos ricos.

Responder

Jose Mario HRP

30 de agosto de 2014 às 08h31

http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2014/08/29/marina-nao-e-lula-de-saias-mas-janio-e-collor/
Ler é é muito bom.

Responder

FrancoAtirador

30 de agosto de 2014 às 06h08

.
.
Mercado Financeiro celebra a onda Marina Silva

“A Marina é o nosso Obama!”

(Tony Volpon, da Nomura Securities)

(http://brasil.elpais.com/brasil/2014/08/28/economia/1409249600_073835.html)
.
.

Responder

FrancoAtirador

30 de agosto de 2014 às 05h46

.
.
Consumo das famílias cresce pelo 43º trimestre

Crescimento do poder de compra das famílias continua,
com aumento de emprego e de salários reais, diz IBGE

Os dados fazem parte do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país), divulgado hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontam crescimento de 1,2%, o 43º avanço consecutivo.

“Continuamos com crescimento do poder de compra das famílias,
com aumento de emprego e com aumento de salários reais”, disse a gerente da Coordenação de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca de La Rocque.

Segundo os dados divulgados hoje, as famílias representam a maior parcela do PIB, com R$ 799,4 bilhões.

No conjunto dos bens e serviços produzidos em todo o ano de 2013, o consumo das famílias somou R$ 3,033 trilhões.

A taxa de crescimento acumulada nos últimos quatro trimestres ficou em 2,1%.

Fonte: Agência Brasil.
.
.

Responder

Arnaldo

30 de agosto de 2014 às 03h35

Não acredito que nestas pesquisas esteja a verdadeira vontade do povo, aliás ela só esta servindo para esconder o golpe que será aplicado na urna eletrônica, acho que até o TSE está envolvido nesta trama para tirar o PT do poder. Está havendo uma grande conspiração contra o Brasil e os Brasileiros estão sendo enganados com essas pesquisas e estes acontecimentos. Vejam só: Quem fabricou estas urnas e só conseguiu vender para alguns Países(incluindo o Brasil)? Quem fabricou este jatinho que matou o Eduardo(como os dois Presidentes que morreram em acidentes idênticos na América do Sul? Quem apresenta os relatórios finais da investigação sobre o acidente? e finalmente, quem tem maior interesse em acabar com os BRICS e o Mercosul? Se conseguir raciocinar e responder algumas desta questões, acho que você estará adivinhando o que vem por aí e a mando de quem. Podemos fazer alguma coisa? Acho que só nos restaria ir às ruas contra esta Urna Eletrônica inconfiável e exigir a substituição imediata por outras que emitam comprovantes para que se possa fazer a comprovação do resultado. Dilma 2014 (ou os banqueiros pra cima do povo Brasileiro)

Responder

    ricardo

    30 de agosto de 2014 às 12h32

    Acho, inclusive, que há ETs envolvidos na conspiração.

    Rodrigo Barros

    30 de agosto de 2014 às 18h41

    Fiqueicom uma dúvida:

    Vc tá falando sério ou tá de brincadeira?

    Espero, para o seu bem, q vc esteja brincando…

Fred

30 de agosto de 2014 às 02h33

Já estou começando a sentir o cheiro de opressão, incompetência, subserviência, traição(característica principal da BARBARINA. Se essa praga se eleger, O Brasil tornar-se-á uma nova Etiópia. Deus livre o Brasil deste CÂNCER.

Responder

Walter

30 de agosto de 2014 às 02h30

Não eram vcs petranqueirAs que viviam reclamando da classe média branca?
Eu sempre votei no lula e no Pt e ganhei inimigos por pedir votos pra essa patética presidenta incompetente em 2010. Sou classe média e branco.
Pois ta aí petrancada: refestelem-se!
A elite negra , evangélica e seringueira vai subir ao poder.gente igual a vocês.

A culpa é de quem viu o equívoco do partido traíra?
Ou de quem achava, erroneamente, que quem não coadunava com a seqüência de traições e sacanagens eram Coxinhas?
Parabéns petrancas .Perderam a eleição mais ganha do universo.
Realmente dona Dilma, a mídia golpista se controla no controle remoto.
Perdeu!

Responder

Maria Rita

30 de agosto de 2014 às 02h16

Religiosa como se apresenta, sortuda pela graça divina (começo a desconfiar desse acidente oportuno),guiada pela luz dos banqueiros,com esse programa que agrada especialmente ao mercado? Só pode ser uma coisa: A Senhora dos Anéis. Para nós, povo, quem sabe, ficam os dedos? Se ficarem…

Responder

Formiguinha

30 de agosto de 2014 às 00h35

Vou lutar até a véspera do segundo turno. Se Marina ganhar, adeus política: minha aposentadoria vai ser dupla, do emprego e da política.
Não há solução para a humanidade. Um chopp para relaxar, please.

Responder

MAAR

29 de agosto de 2014 às 23h39

O caráter falacioso e farsante da candidata funerária está cada vez mais evidente, pois é impossível camuflar a manipulação inescrupulosa do prestígio de celebridades políticas, mortas em circunstâncias trágicas, e está evidente o objetivo mesquinho voltado para a obtenção de respaldo eleitoral através de uma estratégia política indigna e deplorável.

Do mesmo modo que é impossível ocultar a incoerência de um discurso pretensamente ambientalista sustentado por quem tem o apoio do capital financeiro, estreitamente vinculado aos interesses da indústria de mineração, do agronegócio e daqueles que lucram com as práticas extremamente danosas e deletérias do capitalismo predatório.

Além disso, é evidente a inconsistência e a falácia do discurso de quem promete governar uma democracia sem precisar obter respaldo político no âmbito legislativo, assim como é inegável a hipocrisia da postura intransigente quanto a temas relativos à sexualidade e à igualdade de gênero, sem falar no absurdo criacionismo.

Por outro lado, não há como esconder que a postura da candidata fúnebre em relação aos principais temas da política econômica aponta para indesejáveis opções, vinculadas à retomada do arrocho salarial; da elevação das taxas de juros; da política cambial e fiscal favorável aos lucros dos rentistas e dos especuladores financeiros; da redução dos investimentos públicos e da demanda agregada; da precarização das condições de trabalho e da redução dos níveis de emprego, entre outras opções ‘impopulares’. A presença de certos teóricos defensores das idéias monetaristas e neoliberais na direção do núcleo econômico da chefe da rede mostra com clareza os riscos de retrocesso do desenvolvimento, de desindustrialização crescente e de desemprego intenso.

E a articulação já evidenciada com conhecidos gurus do PSDB evidencia que a política econômica de um improvável e indesejável governo da fúnebre candidatura do PSB traria de volta os pesadelos da era de vicissitudes na qual o câmbio do dólar chegou a atingir estratosféricos valores acima de R$ 4,00 (quatro reais), com terríveis consequências recessivas, e o Brasil vivia à beira da insolvência e de colapsos do Balanço de Pagamentos, dependente do endividamento junto ao FMI, submetido às exigências da ditadura globalizada do capital financeiro.

Por todas estas razões, a verdadeira sabedoria popular vai lembrar sempre que ‘não se deve dar chance à má sorte’, que ‘é preferível prevenir que remediar’, e que ‘é melhor manter o pássaro na mão do que se iludir com as promessas dos que voam’…

Portanto, morta está a vã pretensão daqueles que imaginam que o eleitorado ainda seria hoje tão manipulável como já foi no passado, do mesmo jeito que morta está a tentativa de impedir a reeleição com base na manipulação inescrupulosa da memória dos mortos.

Responder

MacCain

29 de agosto de 2014 às 23h39

O mesmo golpe de sempre, as mesmas famílias golpitas que mataram Getulio e Jango e sempre os safados salvadores da Patria à serviço da direita….Essa senhora não ganha no NE, Não ganha no NO, não ganha no RGS e não em ganha no RJ……..Sua máscara já caiu PSDB afundou!

Responder

Pedro Henrique

29 de agosto de 2014 às 23h38

Se a desgraça se confirmar nas urnas com a eleição da verdíssima é a prova definitiva que este povo está desistindo definitivamente do Brasil, sem terem ciência do mesmo, que aí seria pedir demais.
Eu desistirei do Brasil de forma consciente. Aqui não dá mais.
Os anarquistas, que vieram da Europa, no século passado também por que se deram conta com que povo estavam lidando.
Só me resta o Uruguay ou a Argentina.
Apesar de que o Brasil tentará levar a América Latina para o buraco.

Responder

    Rodrigo Barros

    30 de agosto de 2014 às 18h38

    Boa viagem!

    E nem precisa mandar notícias…

FrancoAtirador

29 de agosto de 2014 às 23h17

.
.
Marina abre o jogo e diz a que veio

Não contente de ser guindada à candidata da direita brasileira,
Marina assume também a representação do capital financeiro internacional

Por Emir Sader, na Carta Maior

De repente, talvez revelando excessiva confiança nas pesquisas,
a Marina lança os primeiros itens do seu programa,
incluindo política externa e seus desdobramentos.

Lança a ideia de baixar o perfil do Mercosul,
velho sonho acalentado pelos entreguistas locais
e pelos governos dos EUA.

Como contrapartida, o programa dos marinecos
destaca a importância que daria a acordos bilaterais.

Ninguém tem dúvida de que ela se refere primordialmente
a algum tipo de Tratado Bilateral com os EUA,
projeto do governo FHC que foi sepultado pelo governo Lula.

Pode-se imaginar as projeções dessa postura proposta pela Marina para outros temas, como Unasul, Celac e Brics.

Significaria estender esse perfil baixo para essas outras instituições
justamente no momento em que os Brics fundaram novas instituições,
que projetam um mundo multipolar,
e Mercosul e Unasul retomam uma dinâmica de fortalecimento.

É tudo o que os EUA gostariam:
deslocar o Brasil, país chave nessas novas configurações de forças
no plano internacional, para voltar a ser um aliado subalterno deles
e porta voz das suas posições, hoje tão isoladas.
Dar golpes mortais no Mercosul e na Unasul,
enfraquecer as posições dos Brics.

Íntegra em:

(http://www.cartamaior.com.br/?/Blog/Blog-do-Emir/Marina-abre-o-jogo-e-diz-a-que-veio/2/31706)
.
.

Responder

Lukas

29 de agosto de 2014 às 22h33

Um sinal de que o crescimento de Marina Silva é real: olhem a primeira página do Conversa Afiada, Aecio sumiu, só da Marina.

Responder

Lucas

29 de agosto de 2014 às 22h31

Azenha,
e por acaso o Brasileiro comum hoje APITA ALGUMA COISA QUALQUER na macroeconomia?!!?!? Marina = Dilma, ambas são a velha política.

Responder

    Maria

    30 de agosto de 2014 às 00h04

    Querido,

    Não se preocupe, você vai saber a diferença se Marina ganhar.
    Vai senti quando seu salário perder o poder de compra, a oferta de emprego cair e você se tornar refém de patrão.
    Não se trata de campanha negativa, trata-se de linha de governo, quando a política favorece o capital quem sai enfraquecida é a classe trabalhadora, pois é quem paga a conta no final.
    Vivemos isso no governo FHC, tributos altos, salários baixos e os serviços não eram ruins como agora, eram muito pior.
    Economia agente sente no nosso dia-a-dia, quando nossos planos a médio e longo prazo de adquirir um determinado bem ficar mais difícil de ser planejado, pelo simples fato de podermos projetar quanto esse bem vai valer daqui a ano.
    Isso sim é o que se chama inflação, o resto é chororô de quem está acostumado a ganhar em cima da especulação do mercado em detrimento da produção.

    Maria

    30 de agosto de 2014 às 00h07

    correção: não podermos projetar

Regis

29 de agosto de 2014 às 22h08

“O sistema bancário moderno cria dinheiro do nada, num processo que é talvez o mais incrível engodo já inventado. Bancos foram concebidos na inequalidade e nascidos no pecado. Os banqueiros são donos do mundo. Tirem deles suas riquezas mas deixem-nos ainda com o poder de criar dinheiro, e rapidamente irão criar dinheiro para comprar tudo de volta… Mas tirem dos banqueiros esse grande poder e todas as grandes fortunas como a minha irão desaparecer, e elas tem que desaparecer pois este seria um mundo mais feliz e melhor para se viver… Mas, se vocês querem continuar sendo escravos de banqueiros e ainda pagar os custos da própria escravidão, então deixem os banqueiros continuar criando dinheiro e controlando o crédito.”

Sir Josiah Stamp, presidente do Banco da Inglaterra e segundo homem mais rico da Inglaterra, 1927.

Responder

Renato

29 de agosto de 2014 às 22h04

Hahahaha, mas eu to rindo a toa. Como tucano vejo a possibilidade de expulsar o PT do palácio do planalto pela portas do fundo ser muito real.
Marina ganha no primeiro turno.

Responder

    Maria

    30 de agosto de 2014 às 00h14

    É sério?
    Como petista gargalho ainda mais, pois se o cenário que vc pinta se concretizar é porque Marina esvaziou todos os votos dos outros candidatos da oposição, especialmente o do seu partido.kkkkkkk
    Fio, vamos discutir propostas e abandonar a mediocridade.

    Rodrigo Barros

    30 de agosto de 2014 às 01h08

    Já comigo, a coisa é mais simples…

    Eu não sou tucano, sou antipetista!!!

    Aécio tá virando pó?

    Problema dele!

    Vou emplacar 100% nessa eleição:

    Marina, pra expulsar os petistas do governo

    Alckmin, pra manter os petistas fora do governo

    Serra, pra matar os petistas de raiva!

    [email protected]!r [email protected]+35

    30 de agosto de 2014 às 11h24

    Então guarde seu dinheiro, se é que você tem algum.

    Guarde seu dinheiro pra comprar água, pois em SP isso vai ficar raro. Antes, vinham os nordestinos pra SP, agora vem a seca.

    Neca Setúbal está muito preocupada com o PT… Vai deixar de ganhar 200 milhões por trimestre pra ganhar 100 milhões somente.

    Vai nesse discurso anti-pt… Vai tirar um mal pra colocar um mal pior ainda.

laura

29 de agosto de 2014 às 21h51

Quero saber os resultados das pesquisas internas para o PT do vox populli,
O RESTO É CONVERSA.

Responder

laura

29 de agosto de 2014 às 21h46

Eu NAÔ acredito nessa porcaria. A pesquisa do IBOPE era fajuta. Não acredito mesmo. Cada vez mais acho que estamos assistindo a um golpe. É por demais arranjado e escancarado. E NAO estou vendo uma ONDA Marina -assim, desse jeito ,assim, a meu redor MESMO. As pessoas estão achando ESTRANHO.Gente na fila do banco.

Responder

FrancoAtirador

29 de agosto de 2014 às 21h45

.
.
Pochmann diz que proposta de Marina (Itaú) e Aécio (PSDB)

de Banco Central (BC) Independente prejudica Democracia.

Economista e Presidente da Fundação Perseu Abramo

diz que Instituição de Controle do Sistema Financeiro é Estratégica

e deve estar submetida aos Interesses da População Brasileira

RÁDIO BRASIL ATUAL

São Paulo – O economista e presidente da Fundação Perseu Abramo, Marcio Pochmann, considera que as propostas de autonomia do Banco Central são prejudiciais à democracia brasileira, ainda em construção, e que é fundamental que a população possa influenciar diretamente nas ações de controle do sistema financeiro.

“É difícil imaginar que um país que conceda na lei uma autonomia ao Banco Central. Isso a meu ver compromete ainda mais a democracia porque o povo trabalhador sempre tem poucas oportunidades de manifestar sua opinião”, avaliou em seu comentário de hoje (27) à Rádio Brasil Atual.

“A eleição é uma demonstração de opinião, de consciência do povo.
O núcleo estratégico de um governo passa a ser autônomo,
sem ter voto, sem ter participação popular.
Isso, obviamente, dá uma oportunidade adicional
para ser um núcleo que termina contaminado
pelos interesses econômicos predominantes no país.”

Entre os três principais candidatos à Presidência da República,
dois, Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB),
defendem a independência do Banco Central
em relação ao controle do Estado,
ao passo que Dilma Rousseff (PT), que disputa a reeleição,
entende que é fundamental que exista poder do governo
de influenciar nas escolhas de diretores
e em temas como câmbio e taxa de juros,
ainda que exista autonomia operacional.

Hoje, o presidente da República é responsável
pela indicação da diretoria do BC.

Contexto

Nos últimos meses corporações do mundo das finanças têm feito campanha contra Dilma.

Além da presença de herdeira do Itaú como braço direito de Marina,
o Santander enviou recentemente cartilha a clientes na qual associa a uma derrota da petista uma melhora nos investimentos em empresas estatais com ações cotadas em bolsa.
O banco espanhol afirmou ter se tratado de atitude isolada, conduzida por um grupo de analistas demitidos em seguida, mas o texto de recomendação de investimento não funcionou como caso isolado:
várias consultorias passaram a apostar que um triunfo da oposição nas urnas será bom para ganhar dinheiro com as empresas públicas,
e algumas falaram em cenário catastrófico em caso de vitória da petista.

Uma das explicações para os humores do mercado, que acaba se refletindo em expectativas negativas entre a população como um todo, pode estar na taxa de juros.

No segundo ano do governo Dilma,
o BC baixou a Selic a 7,25% ao ano,
o menor índice da história.

Depois disso, as taxas voltaram a subir, até o patamar atual, de 11%.

Mas, na visão de Pochmann, as instituições não perdoaram ter a margem de lucro reduzida pela remuneração que o governo dá ao setor financeiro – a taxa de juros baliza a remuneração pelos títulos da dívida pública.

“A posição diametralmente oposta à do governo,
expressa por uma parte dos bancos,
é de que, embora estejam ganhando muito,
estão ganhando menos”, avalia.

Ele apresenta o cálculo de que, em 2002,
ao final do governo de Fernando Henrique Cardoso,
o governo entregava ao setor financeiro o equivalente
a 14,2% do Produto Interno Bruto (PIB),
enquanto no ano passado repassou 5,7% do PIB.

A diferença se explica, entre outros fatores,
pelo patamar da taxa de juros,
que chegou a 45% na gestão de Armínio Fraga
à frente do Banco Central,
encerrada com uma Selic de 22% ao ano.

“Os bancos não tiveram perdas,
mas deixaram de ganhar uma parte,
e essa parte que deixaram de ganhar
foi direcionada para políticas públicas,
política de investimento público,
transferência de renda, salário mínimo.”

(http://www.redebrasilatual.com.br/eleicoes-2014/pochmann-diz-que-proposta-de-marina-e-aecio-para-banco-central-prejudica-democracia-5845.html)
.
.

Responder

pimenta

29 de agosto de 2014 às 21h34

Mídia deixa Marina sob a espada, mas não a executa por não crer que Aécio sobreviva
Autor: Fernando Brito

A imprensa no Brasil é muito ruim.

Mas há jornalistas muito bons em seu trabalho, que ninguém tenha dúvidas.

Eles, porém, não podem trabalhar à revelia de seus jornais e, se são conscienciosos, limitam aos fatos aquilo que publicam.

O que não quer dizer que aquilo que se publica é consciencioso, porque quando serve aos interesses políticos do jornal, vai com consciência ou sem.

Isso explica porque, mais de uma semana depois de revelado o imbroglio da compra do avião que derrubou Eduardo Campos e alavancou a candidatura Marina Silva, ainda não se revelaram os detalhes desta transação obscura.

Ninguém foi ainda perguntar aos promotores do Ministério Público Eleitoral se é legal ou ilegal – ainda que verdadeiro – um “empréstimo de boca” de uma (ou de duas) aeronaves a uma campanha presidencial, sem contrato, termo de cessão ou qualquer documento que comprove que o uso não é clandestino e escondido da Justiça Eleitoral.

Assim como ninguém foi aos aeroportos e pediu a segunda via das notas fiscais de abastecimento da aeronave.

Ou foi às viúvas e parentes próximos dos dois pilotos para saber como eram pagos.

Ou achou o misterioso personagem Apolo Santana Vieira, o “capo” do grupo que adquiriu, via empresas-laranja, a aeronave.

É límpida e clara a jurisprudência da Justiça Eleitoral em casos assim e não é preciso mais que a leitura de um dos seus acórdãos para comprovar:

A arrecadação de recursos antes da abertura de conta bancária; a realização de despesas com combustíveis e lubrificantes sem o correspondente registro de cessão ou locação de veículos; e a ausência de documentos comprobatórios de recursos estimáveis relacionados na ‘Descrição das Receitas Estimadas’ constituem falhas insanáveis que ensejam a desaprovação das contas. (TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO DISTRITO FEDERAL, RESOLUÇÃO Nº 7289, publicada no Diário da Justiça Eletrônico de 16 de maio de 2011, página 6)

Desaprovação de contas significa impugnação da candidatura ou cassação de quem venha a ser eleito.

Mais: a “explicação” do PSB – sem um mísero papel que a comprove, choca-se de frente com o estabelecido na Resolução 23.406, do Tribunal Superior Eleitoral, que disciplina os gastos de campanha nas eleições deste ano:

Art. 22. As doações, inclusive pela internet, feitas por pessoas físicas e jurídicas somente poderão ser realizadas mediante:

I – cheques cruzados e nominais, transferência bancária, boleto de cobrança com registro, cartão de crédito ou cartão de débito;

II – depósitos em espécie, devidamente identificados com o CPF ou CNPJ do doador;

III – doação ou cessão temporária de bens e/ou serviços estimáveis em dinheiro.

Art. 23. Os bens e/ou serviços estimáveis em dinheiro doados por pessoas físicas e jurídicas devem constituir produto de seu próprio serviço, de suas atividades econômicas e, no caso dos bens permanentes, deverão integrar o patrimônio do doador.

Não há recibos, não há termos de cessão, o avião não fazia parte do patrimônio dos tais empresários e suas empresas não atuavam na área de transporte aéreo.

Também não é plausível a história de que as contas seriam apresentadas “no final”.

A resolução do TSE determina que:

Art. 36. Os candidatos e os diretórios nacional e estaduais dos partidos políticos são obrigados a entregar à Justiça Eleitoral, no período de 28 de julho a 2 de agosto e de 28 de agosto a 2 de setembro, as prestações de contas parciais, com a discriminação dos recursos em dinheiro ou estimáveis em dinheiro para financiamento da campanha eleitoral e dos gastos que realizaram, detalhando doadores e fornecedores, as quais serão divulgadas pela Justiça Eleitoral na internet nos dias 6 de agosto e 6 de setembro, respectivamente (Lei nº 9.504/97, art. 28, § 4º, e Lei nº 12.527/2011).

§ 1º A ausência de prestação de contas parcial caracteriza grave omissão de informação, que poderá repercutir na regularidade das contas finais.

§ 2º A prestação de contas parcial que não corresponda à efetiva movimentação de recursos ocorrida até a data da sua entrega, caracteriza infração grave, a ser apurada no momento do julgamento da prestação de contas final.

§ 3º Após o prazo previsto no caput, será admitida apenas a retificação das contas na forma do disposto no § 2° do art. 50 desta resolução.

E o artigo 50 fixa como condição para retificar, após aqueles prazos, um deles já vencido, que tenha havido modificação por abertura de diligência, ou que tenha havido erro material corrigido antes do parecer de auditoria. E com documentos.

Marina e o PSB sabem que é frágil sua situação e que uma pressão da mídia pode fazer o Ministério Público agir de ofício, pois já houve transcurso do prazo em que a movimentação de recursos em viagens do falecido candidato já deveriam constar das contas.

E não constam.

Ou que qualquer partido político ou candidato pode pedir uma investigação imediata do caso:

Art. 73. A partir do registro da candidatura até 15 dias contados da diplomação, qualquer partido político ou coligação poderá representar à Justiça Eleitoral relatando fatos e indicando provas, e pedir a abertura de investigação judicial para apurar condutas em desacordo com a legislação relativas à arrecadação e gastos de recursos.

Até agora a mídia tem mantido uma espada sobre a cabeça de Marina Silva, que sabe que pode ser destruída por três dias de manchetes de jornais.

Não o faz porque não crê que Aécio possa escapar de sua já visivel agonia eleitoral.

Por isso, há um clima tenso no ar.

E no ar, pode ocorrer o imponderável.

Responder

Urbano

29 de agosto de 2014 às 21h29

Eis aí eca e neca; até parece que já estão de posse das chaves do Tesouro…

Responder

Victor

29 de agosto de 2014 às 21h20

Deixe-me emitir e controlar o dinheiro de uma nação e não me importarei com quem redige as leis.

Mayer Amschell Rothschild

Responder

Brancaleone

29 de agosto de 2014 às 21h14

Do jeito que falam dos apoiadores,financiadores e apaniguados que rodeiam a Marina ela é a candidata das piores máfias…
Este é o problema da esquerda brasileira: Tudo que é bom, decente,honesto e competente esta na esquerda e portanto a todos os demais só resta mesmo a bandidagem e a incompetencia…
Convenhamos que a Dilma tem entre seus “colegas”, sua cota de facínoras, crápulas,ladrões e safados – muitas empreiteiras beneficiadas com os PACs (notadamente as obras inacabadas…)
Menos gente, menos.
Nem a Marina é 100% mal acompanhada nem a Dilma é 100% bem acompanhada…

Responder

Cido

29 de agosto de 2014 às 21h08

Só tenho uma pergunta onde esta a tal de Luiza Erundina a moralista e coerente?

Responder

FrancoAtirador

29 de agosto de 2014 às 20h38

.
.
DataFrias
28-29/08/2014

ESPONTÂNEA

DILMA ROUSSEFF (PT): 27%

MariNéca (Itaú): 22%

Aério Naves (PSDB): 10%

Outros: 3%

Em branco/nulo/nenhum: 3%

Não sabe: 32%
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    29 de agosto de 2014 às 20h44

    .
    .
    TORCIDA VNTC PETROBRAX CONTRA O BRASIL

    Mercados [Abutres] comemoram PIB negativo
    e dão boas-vindas ao Programa de MariNéca:

    A notícia negativa do PIB do segundo trimestre
    tornou-se ‘boa notícia’ aos olhos dos operadores
    do Mercado Financeiro na Bolsa de Valores.

    “Bad News, Good News” [Más Notícias, Boas Notícias],
    resumiu um operador.

    O ‘Mercado’ também digeriu o programa de governo de Marina Silva,
    anunciado nesta tarde.

    A atenção ao desenvolvimento do Mercado de Capitais
    aparece como uma das prioridades da candidata.

    Fonte: Extra/GLOBO, via InfoMoney.
    .
    .

    FrancoAtirador

    29 de agosto de 2014 às 20h51

    .
    .
    MariNéca Topa Todas do Itaú
    .
    .
    Carta Maior
    Hora a Hora

    Marina Topa Tudo:

    de BC independente a escantear o Pré-Sal;

    de Tarifaço a Energia Nuclear;

    de Câmbio Livre ao Fim do Mercosul.

    (http://www.cartamaior.com.br)
    .
    .

    Vlad

    29 de agosto de 2014 às 21h04

    Larga mão de ser chato-intragável.
    Além das mensagens prolixas e longas q é o cacete, agora resolveu emendar várias mensagens em si mesmo.

    Prontofalei. Jaquequemdevianaofala.

    FrancoAtirador

    29 de agosto de 2014 às 21h57

    .
    .
    Se não gosta, não lê, Fake.
    .
    .

    Leandro

    29 de agosto de 2014 às 22h27

    Vc acha que alguém lê algo que vc posta? Além de longo e chato. E a burrice de vcs e chover no molhado. Postar em sites que torcem a favor não acrescenta nada.

    Adilson

    29 de agosto de 2014 às 22h42

    Não liga pra esse marineiro Vlad. Continua postando que está bom

    FrancoAtirador

    29 de agosto de 2014 às 23h00

    .
    .
    Valeu, Adilson.

    Hasta La Victoria!

    Siempre!
    .
    .

    plínio

    30 de agosto de 2014 às 16h10

    Calma, Vlad e Leandro. A candidata ainda é só uma candidata, não está instalada a sua teoplutocracia “acima de partidos”, cada um posta o que quer, onde quiser.

    Mário SF Alves

    31 de agosto de 2014 às 00h12

    E aí, prezado FA, estranharam.

    Enquanto isso, a gente aqui, em atitude [quase sempre] plenamente democrática, sem reclamar de nada, enquanto os contrários só aí… inteira liberdade, pleno respeito [muitas vezes imerecido], porém, contribuição ao debate que é bom mesmo, nada, zero. Merecemos. Debate de ideias pra quê, né não? Compreende-se. Isso dá medo, fortalece ou nega certas convicções.

    Lembrei o Messias F. de Macedo, lá pelos idos da AP 470, ora, coisas da nossa subdemocracia de bananas, tchê. Ou, quem sabe, é algum trauma do fascismo ditatorial imposto goela baixo com vergonhoso golpe de 64. Por reação, tornamo-nos todos democratas, inclusive, onde não havia democracia nenhuma.

    Abs.,

    Mário.

    abolicionista

    01 de setembro de 2014 às 19h59

    Opa, eu sempre leio. Mas tucano é preguiçoso… parece que ficaram incomodados, Franco. Bom sinal.

    FrancoAtirador

    01 de setembro de 2014 às 21h24

    .
    .
    É, [email protected] [email protected]

    Esses aí são os representantes do COMETA G.A.F.E.*.

    Defensores da Liberdade de Expressão Exclusiva:

    Só a Direita e a Extrema-Direita podem ter Voz.

    Um Abraço Camarada e Libertário a [email protected]
    .
    .


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding