VIOMUNDO

Diário da Resistência


Reuters revisa texto e Ibope revisa audiência do Jornal Nacional
Você escreve

Reuters revisa texto e Ibope revisa audiência do Jornal Nacional


24/03/2015 - 16h59

reuters

Dica do Rodrigo Vianna, do Escrevinhador

Algum internauta ligado fez o printscreen acima.

No sexto parágrafo, uma anotação entre parênteses: “Podemos tirar, se achar melhor”.

Um recado interno, que obviamente não era para ser publicado.

O que poderia sair do texto da agência de notícias Reuters?

O fato de que Pedro Barusco, o delator, disse que o esquema de corrupção na Petrobras começou durante o governo de FHC.

Um dado de fato embaraçoso para FHC, que na entrevista deitou falação sobre a culpa alheia.

Horas depois a Reuters “reviu”  o texto. Felizmente, não tirou o parágrafo esclarecedor. Apenas avisou que retirava a “nota do editor”.

Pior foi o Ibope, que revisou para cima o índice de audiência do Jornal Nacional nesta segunda-feira. Na medição em tempo real o JN chegou ao piso de 18,6. Na média, 20 pontos.

A revisão do Ibope ficou bem acima da margem de erro de suas pesquisas eleitorais, de mais ou menos dois pontos percentuais.

O Ibope do JN subiu 5 pontos! Para 25 de média, contra 29 na segunda-feira anterior.

Os irmãos Marinho agradecem.

Leia também:

CPI vai investigar quem usou HSBC para sonegar impostos

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abolicionista

25 de março de 2015 às 20h48

Parece ficção científica, mas chamam de jornalismo. Nosso país é mesmo original.

Responder

roberto

25 de março de 2015 às 17h22

Panelaço com panelas de prata,cobre,scandium e aço carbono, pedindo o fim do Bolsa Família para quem só tem panela de alumínio fu(n)dido, e mais caviar,faisão au vin,petit pois com manteiga canadense etc em suas super panelas, enterrou de vez a elite aculturada brasileira e o PIG irrigado pelo duto verdinho tucano.
Qualquer coisa que fizerem agora soa estúpido e falso.
Com esse tag que não vai calar mais , o #PodemosTirarSeAcharMelhor, aí os golpistas então, foram de vez pelo ralo.

Responder

Francisco

25 de março de 2015 às 15h15

Stalin apagar Trotsky não salvou o stalinismo.

A empresa capitalista Globo é a coisa mais stalinista ainda em atividade…

Responder

Luiza

25 de março de 2015 às 12h26

Pois é……..
Isto prova que nem todos os que trabalham para o “sistema” estao corrompidos ate os dentes com a “armaçao” engendrada para “encher a bola” de personagens do “próprio sistema” que estao empenhados, tao somente, em fazer pressao e desinformar o publico com o objetivo de desestabilizar governos que desagradam ou contrariam aos seus “chefes”. Nao atoa esses personagens tem como alvo os governos populares, chamados de progressistas ou em favor das classes trabalhadoras, e que insistem em políticas para beneficiar minorias.
Óbvio que nao foi “por descuido” a “publicaçao da nota do editor”, ao final do texto da Reuters. Graças ao “acaso” ou “a Deus”, como diriam muitos, esses “rastros” deixados pelos “nao cooptados” possibilitam demonstrar ao público em geral o quanto de manipulaçao existe na imprensa oficial em todo o mundo.
Vale por seu caráter “educativo” e ” denunciativo”, por que nao?. Seria o mesmo que dizer: quem tiver “olhos” atentos, que enxergue a “mensagem” que está sendo transmitida nas “entrelinhas”. E a mensagem de ordem é : “Procure a “verdade” lá fora – o que seria o mesmo que sugerir isto – “ouse pensar “fora da caixa” buscando informaçoes fora das “empresa-imprensa”ou vide-versa [mídia oficial composta dos jornaloes, tvs e revistas de alcance do grande público e que estao preocupadas somente em publicar aquilo que servem exclusivamente para resguardar os seus interesses (financeirose etc) e de “tercerios”]. Acho que isto está claro e dá prá entender a mensagem, nao?
Acredito que o “pensar fora da caixa”, refere-se aos “sites e blogs” da imprensa alternativa que voce encontra facilmente na blogosfera – internet, que aqui. no Brasil, é chamada de “blogueiros sujos”.
Sair da matrix da imprensa-empresa ou vice versa é filtrar as informaçoes colocando-as em sintonia com a realidade do mundo real.
O risco daquele que se submete às informaçoes autenticas, sem manipulaaço, depende da seleçao das fontes para consulta, mas até aí nada novo.
É uma equaçao simples – depende unicamente do que voce quer e do preço que se tem a pagar, afinal, a consciencia cobra o seu preço porque faz com que a pessoa possa, mediante essas informaçoes, prever os seus desdobramentos e lamentar as suas consequencias, o que, ainda assim, prova ser melhor do que ser do tipo que “nao sabe da onde veio o tiro”.
Acho que é por aí…

Responder

Sr. Indignado

25 de março de 2015 às 10h45

IBOPE? Credibilidade? Quem credita?
Fala sério, nem 18 deveria ser!

Toda vez que uma agência manipula notícias para dar versão conforme editor, manipula 50% do público, 49% fica desconfiado e 1% desiste de vez. A cada fraude jornalística perde público. Nem o público fiel vai ficar, porque precisa ser incoerente para manipular.

Responder

Cunha

25 de março de 2015 às 09h07

Teria sido “proposital”?
Um exemplo do que se passa nas intranets do mundo jornalístico?
O fato é que :
Não precisa explicar, nós já entendemos e sabemos.
Haveria , dentro de nossas fronteiras, um pacto de não agressão ao tucanato, na tentativa de alavancar esse neoliberalismo predatório.
Enfim, a mídia é um tipo de “hipnose coletiva”, um “tratamento homeopático”.
Enfim, com gerações de petróleo a ser extraído, tais procedimentos de ação lenta servem perfeitamente, enquanto em outros cantos, os interessados “sentam o sarrafo” !

Responder

anac

25 de março de 2015 às 09h07

FHC blindado para CORROMPER até a VERDADE.

Responder

Fabio

25 de março de 2015 às 08h27

E o PT e a Dilma?
Dois pesos mortos em tudo.
Hoje o Brasil é do PMDB.

Responder

JC

25 de março de 2015 às 02h44

Peço desculpas por estar fora da pauta, mas considerei que (também) seria de utilidade geral a divulgação das notícias abaixo:
Na recente feira de livros que acontece na Venezuela foi lançada a obra ‘El Libro del Mar’ pelo Governo Boliviano. Trata-se de uma obra única e primorosa, editada em espanhol e inglês repleta de dados indiscutíveis sobre as verdadeiras causas que levaram a Bolívia a ser destituída de toda sua costa marítima, grandes reservas minerais, portos, acesso a grandes mercados internacionais e de grande fartura em recursos pesqueiros. A obra é, por lei, considerada de leitura obrigatória em todas as escolas e universdades do país-irmão. Pode ser obtida gratuitamente por simples download na web. Imperdível.

Não menos importantes foram os livros dos historiadores, sociólogos e professores Vladimir Acosta e Luis Britto García sobre os cenários que poderão ocorrer na América Latina e Caribe frente ao Decreto Obama. O sítio da Aporrea traz um longo e imperdível depoimento dos dois ilustrados politólogos e patriotas a respeito da temática dos seus livros.
Abs gerais,
JC

Responder

Marat

24 de março de 2015 às 22h00

Como eles deve ter sido alertados do erro, não tiraram o texto, para não ficar evidente que são apoiadores e nossa direita-provinciana…

Responder

Mário SF Alves

24 de março de 2015 às 20h29

O golpe tem articulação internacional, mas… os golpistas “podem parar”. Porém só vão parar se e somente se o MST, a CUT, o PT, os brasileiros politicamente educados e demais movimentos políticos e sociais se levantarem”.
Então, que seja assim, um levante popular, público, massivo, transparente, democrático e, portanto, atento aos direitos e respeitoso para com os deveres constitucionais. O que nada mais é do que o exercício de Democracia Direta, estritamente nos moldes que prevê o Parágrafo Único, do Artigo Primeiro da Constituição da República Federativa do Brasil.
Aos arrombadores da Ordem Democrática, estrangeiros ou não: basta! Pelo Brasil vocês não passarão.

Responder

marco

24 de março de 2015 às 20h19

Fiquei meio em dúvidas,com a palavra Ignorancia,mas por sorte minha,consultei um dicionario!

Responder

Alcides Carpinteiro

24 de março de 2015 às 17h22

A Reuters pratica o podemos mudar se achar melhor. Já o ibope vai de podemos elevar se achar melhor

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.