VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

IstoÉ: O dia D de Dilma


08/05/2010 - 12h43

O dia “D” de Dilma

da revista IstoÉ

Guardado a sete chaves pelo marqueteiro João Santana, o programa do PT na televisão, que vai ao ar na quinta-feira 13, é o principal trunfo do staff de Dilma Rousseff para dar a arrancada decisiva na campanha da petista à Presidência. Nas últimas duas semanas, Dilma dedicou a maior parte de sua agenda à elaboração e gravação do spot que terá dez minutos de duração. Tudo foi produzido nos mínimos detalhes. Os assessores da ex-ministra apostaram no tom emocional, no linguajar mais simples e no gestual suave, com o objetivo de conquistar a simpatia dos telespectadores e, assim, encurtar a distância que a separa do pré-candidato do PSDB, José Serra.

O comando da equipe de Dilma acredita piamente que o programa de 13 de maio, por sinal, data da Abolição da Escravatura, vai inaugurar um novo tempo na campanha à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Centrado na trajetória de Dilma, desde a sua infância em Minas Gerais, o filme será voltado para o público jovem e para as mulheres, segmentos do eleitorado que continuam refratários à candidata do PT, de acordo com as últimas pesquisas de opinião. Também serão ressaltadas as realizações do governo Lula, com ênfase nos programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.

Uma novidade, porém, poderá ser percebida logo de cara. O eleitor verá Dilma, conhecida pela fama de executiva autoritária, sob nova roupagem, bem mais afável e descontraída. Fruto, aliás, do intenso treinamento que a ex-ministra vem realizando com a jornalista Olga Curado, que a partir de agora acompanhará Dilma em entrevistas e viagens.

Com a exibição de 13 de maio, o staff da ex-ministra também pretende mandar um recado para o público interno do PT, que começa a se desgarrar em alguns Estados. Na última semana, o PT de Minas parecia decidido a lançar o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel ao Palácio da Liberdade. A decisão levou o PMDB, que cobra a adesão petista à candidatura do ex-ministro Hélio Costa, a adiar para junho o apoio oficial a Dilma. Foi preciso que bombeiros do PT entrassem em ação para impedir o pior e reforçar a prioridade absoluta ao projeto nacional.

Com um calhamaço de fichas repletas de dados sobre realizações do governo Lula sempre ao alcance das mãos, a candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, falou por quase quatro horas sobre seus planos para o Brasil, numa entrevista exclusiva a editores e articulistas de ISTOÉ. Em poucos momentos ela consultou a papelada. Mas seguidamente procurou com os olhos um contato com sua equipe de assessores que lhe passava, sempre, sinais de aprovação. Dilma não refugou assuntos. Falou sobre questões pessoais e afetivas com a mesma naturalidade com que abordou temas da política e da economia. Emocionou-se quando relembrou seus dias de luta contra o câncer.

ISTOÉ – A sra. se considera preparada para o cargo?
Dilma – Tenho clareza, hoje, de que conheço bem o Brasil e os escaninhos do governo federal. Então, sem falsa modéstia, me acho extremamente capacitada para o exercício desse cargo.

ISTOÉ – A sra. vai enfrentar um candidato que também se apresenta como um pós-Lula. O que a diferencia dele?
Dilma – Só se acredita em propostas para o futuro de quem cumpriu suas propostas no presente. O que nos distingue é que nós fizemos, nós sabemos o que fazer e como fazer. Mais do que isso, os projetos dos quais eu participei – 24 horas por dia nos últimos cinco anos – são prova cabal de que somos diferentes.

ISTOÉ – A sra. não acha importante o fato de o PT ter assumido o governo com um quadro de estabilidade da moeda?
Dilma – Eu não queria fazer isso, mas, se vocês insistem, vamos lá: recordar é viver. Nós assumimos o governo com fragilidades em todas as áreas. Taxas de inflação acima de dois dígitos, déficit fiscal significativo e, sobretudo, uma fragilidade externa monstruosa. Tínhamos um empréstimo com o FMI de US$ 14 bilhões. A margem de manobra nessa situação é zero. Você se coloca de joelhos junto aos credores internacionais. Quem fala com você é o sub do sub do sub. Isso não foi momentâneo. Foi uma década de estagnação, de desemprego e desigualdade. Nós tivemos, claro, coisas boas. Uma delas é a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Para ler mais, clique aqui

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



54 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Glecio_Tavares

09 de maio de 2010 às 17h34

Alguém andou zerando os comentários de todos os progressistas neste post. Eles estão com muito medo. medo de sumirem do mapa de vez. e aqui em SP estão divulgando que o Alckmin tem 53% na pesquisa. Eles estão loucos. O povo não aguenta mais o PSDB este ano todos desse partido vão se aposentar. Dilma, Marta e Mercadante neles.

Responder

Paulo

09 de maio de 2010 às 14h15

Gente,

O Brasil corre um risco danado com essa gente, que por incompetência e por maldade organica vai provocar uma crise e arrastar o Brasil para os anos 90, com recessão e pacotes.

É o tal choque de gestão!

Responder

    Glecio_Tavares

    09 de maio de 2010 às 17h26

    iriam provocar, bote o verbo no tempo certo. por favor.

    Carlos

    09 de maio de 2010 às 18h35

    I R I A M!

Messias Macedo

09 de maio de 2010 às 13h52

OLHOS LOCALIZADOS NA PARTE POSTERIOR DA CABEÇA!
EPÍLOGO
Mais recentemente, a estratégia esdrúxula e pífia da OPOSIÇÃO AO BRASIL é a de 'desqualificar a priori'! E, aí, ouvimos dos beócios aloprados expressões do tipo ´poste', 'candidata ‘Luladependente', 'candidata da bicicletinha de rodinhas'… Estas expressões miúdas e rasas típicas da DIREITONA retrógrada, desprovida de conteúdo, fascista eterna, golpista!
O voto em José (S)erra é, tradicionalmente, o voto dos que sempre aprovaram e se locupletaram dos ‘status quo’ miserável que produziu o anátema social característico da historiografia brasileira! O voto no candidato (S)erra é, portanto, dos (s)ERRAntes da nação!
Sob a atual conjuntura, o não votar em Dilma Rousseff deveria projetar um modelo novo e de superação! Nunca uma flecha para o pretérito!
Curupira tem os pés voltados para trás! Nesta gente, os olhos estão cravados no osso occipital!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

Responder

Messias Macedo

09 de maio de 2010 às 13h50

OLHOS LOCALIZADOS NA PARTE POSTERIOR DA CABEÇA!
PARTE I
… Antes de ser lançada "oficialmente" como candidata à sucessão presidencial pelo próprio presidente Lula, em evento administrativo ocorrido no Moro do Alemão (Rio de Janeiro), o consenso entre a oposição era de que Dilma Rousseff expressava um modelo de competência, seriedade, capacidade gestora, eficiência administrativa…
Pois bem, mal o discurso do presidente tivesse se aproximado do penúltimo parágrafo, e os corvos da DIREITONA começaram a urdir ataques virulentos à ministra – os corvos dos partidos de oposição ao Brasil, passando, necessariamente, pelo PIG!

Responder

Gerson Carneiro

09 de maio de 2010 às 13h34

Nesse domingo, dia das mães, meus parabéns especiais:

PARABÉNS, MÃE DO PAC !

Responder

Paulo

09 de maio de 2010 às 13h32

Azenha,

Em algum lugar da WEB:

" Intelectuais de bordel depois da sexta dose é só galhofa."

Não demora e a Dilma fará um comentário desvatador contra os articulistas que insistem em colaborar com a campanha presidencial descontruindo candidatos.

Dilma, como se sabe, tem origem nas elites mineiras tem uma boa formação acadêmica e intelectual,
possui alguns vícios de linguagem que tem sido explorado pelos seus
adversários; ela deve achar enfadonha a tentativa de desconstrui-la e percebe que é uma manobra política.

Não deve considerar a estratégia assim tão brilhante.

Preparem-se.

Chamar de comprometidos, moleques, mediocres e intelectuais de botequim depois da sexta dose é o que pode vir pela frente, e isso vai ser repercutido.

A descontrução virá, como um bumerangue.

Responder

Maralina Matoso

09 de maio de 2010 às 06h18

Que gracinha…eu vi. Gente, quando dizem que essa mulher não sabe falar é despeito puro!! Não sabe falar????!!! Pelo amor de Deus!! Ela dá um show. O Serra tem que desencarnar e encarnar 20 vezes para chegar aos pés de Dilma, minha futura Presidenta.

Responder

beattrice

09 de maio de 2010 às 05h11

Azenha,
as inserções do PT na última semana são realmente excelentes, forçando no limite a comparação entre o des-governo fhc e o governo LULA,
E a inserção com Dilma para o Dia das Mães também ficou muito boa.

Responder

jose jr

09 de maio de 2010 às 05h07

Agora Dilma vai provar e mostrar que trabalha. Serra é um subproduto da midia: Globo, Estadão.

Responder

jbmartins

09 de maio de 2010 às 01h47

A nossa futura Presidenta esta começando a dar entrevistas conficente, quando setembro vier os ratos do Poder Demos/Tucanos, aqueles mesmo que diziam que o Brasil ia falir na mão de um sem Diploma, vão ver o fim deles.

Responder

    minibay

    09 de maio de 2010 às 06h14

    eles não entendem que o LULA tem o diploma mais respeitavel, o de "presidente".
    Lula realmente não possue um diploma emitido pela fragil organização universitária brasileira(que espero que concertem no 3o mandato, já que já deram o pão e circo com as cotas).
    Mas atualmente como universitário federal acho que o LULA aprendeu muito bem no Senai. Entrei na universidade graças aos conhecimentos que aprendi no Senai. Sonho com o dia em que o ensino basico e universitário terá a qualidade das escolas tecnicas.

Allan Erick

09 de maio de 2010 às 04h03

Objetivo de encurtar a distância que a separa de Serra? Que distância? Se a revistona estiver se referindo as pesquisas do Globope e do Datafraude, é melhor reescrever a "matéria".

Responder

Marcelo

09 de maio de 2010 às 00h34

Gostei muito da entrevista, ela foi incisiva e nos debates será ótima.

Responder

francisco.latorre

09 de maio de 2010 às 02h57

ótima.

dilma é ótima.

dilma é a continuidade.

do brasil que acerta. de lula.

do brasil que ama o brasil.

ótima. curtam.

depois do trabalhador a mulher.

depois de detonar a elite..

detona o patriarcado.

demorado o adeus à colônia. mas definitivo.

lula é dilma.

..

Responder

francisco.latorre

09 de maio de 2010 às 02h48

se ousarem garfar o programa do pt..

o bicho pega.

aviso.. não ousem.

depois do globo45.. melhor nåo abusar.

partidarismo da justiça não será tolerado. tô avisando.

avisado.. não ousem.

..

Responder

Maria José Rêgo

09 de maio de 2010 às 01h22

É muito mais fácil para Dilma falar do que foi feito e pretende fazer ainda mais do que para o Serra. Tudo porque ele nada fez a não ser bajular a mídia com polpudas verbas publicitárias.

Responder

m.zilda

09 de maio de 2010 às 00h22

Recomenda-se tomar um comprimido de Plasil, 30 minutos antes de assistir a esse vídeo: (blergh…)

FHC ataca PT e pede um Brasil com mais decência http://terratv.terra.com.br/Noticias/Especiais/El

Responder

    beattrice

    09 de maio de 2010 às 05h15

    Até outubro vai acabar o estoque de PLASIL & similares no país.
    Cada programa eleitoral do PSDB esgota os estoques.

antonio matarazzo

08 de maio de 2010 às 23h32

Quando viram que aplacava a fome de milhões de sertanejos, dizia que era só um paliativo e que o Lula não tinha interesse em fazer o que resolveria de vez o problema, que era conseguir criar empregos em plenos bolsões de miséria.

Aí Lula vem fazer mais Escolas Técnicas em todo o Brasil, e no Nordeste em especial, do que foram feitas em toda a República. E mais Universidades foram criadas do que em todos os últimos Governos de "Doutores". Aí vem a propaganda eleitoral, digo, uma 'r'evista semanal de 'informação' dizer que foi um erro a criação, por Lula, da Universidade do Recôncavo Baiano, para quê gastar horrores para educar este povo (se não vão votar em Serra mesmo)? Um verdadeiro elefante branco no meio (sic) do Sertão??

Responder

    laura

    09 de maio de 2010 às 13h29

    A universidade do reconcavo Baiano não é um elefante branco, mas uma alavanca de desenvolvimento para a região. Além do mais, uma universidade assim, estudará também os problemas da região do reconcavo. Só uma oligarquia ignorante e estupida para falar coisas dessa ordem.

antonio matarazzo

08 de maio de 2010 às 23h29

Incrível como na mídia de um país que só deslanchou quando o povo elegeu um dos seus, o máximo que temos de cobertura de algo tão grandioso assim são 3,4 burocráticos parágrafos!!!

Mas quando algum auxiliar do Presidente, dentre milhares de assessores, foi pego desviando, aí a emoção do editor fazia (e faz) os jornalistas emprestarem cores dramáticas ao relato (como se outras agremiações nunca tenham cometido infrações até em maior grau).

É porque a mídia da burguesia, que quer eleger Serra a qualquer custo, não aguenta isto.

Primeiro criticava o Bolsa Família dizendo que foi invenção do fhc quando foi, sim, de um Governador Pernambucano do PDT, Cristóvão Buarque, que criou o Bolsa Educação.

Responder

Maria Efigênia

08 de maio de 2010 às 20h16

Azenha, achei a entrevista fantástica, gostei muito da forma como a Dilma abordou sobre tudo.
Quanto ao programa se não passar agora veremos depois e eles esperem o que a militãncia vai fazer nas ruas,
quando a campanha começar. Bem diferente da deles que pagam pessoas para segurarem bandeira sem o menor
comprometimento ideológico.

Responder

sergio

08 de maio de 2010 às 22h14

dilma é o que deu certo, serra representa o atraso e a incompetência

Responder

laura

08 de maio de 2010 às 21h22

O que está acontecendo é "ditadura" e censura sob a aparência de Lei( judicialização da política) para impor o tucanato e suas "Verdades" como aparência emergida como verdade única e pensamento único a força.
Não estou gostando nadinha desse silencio sepulcral e dessa violência "silenciosa". Tudo como se fosse "natural".
Natural uma ova. Serra ganhando uma ova, Dilma incompetente e fazendo gafes uma ova.
Quero OUTRA mídia pelo amor de Deus, não a crítica dessa porcaria. OUTRA pelo amor de Deus!

Responder

    francisco.latorre

    09 de maio de 2010 às 03h24

    o único brasileiro censurado no brasil hoje.. é o lula.

    surreal.

    ..

maria lucia

08 de maio de 2010 às 21h20

Gosto mais da Dilma durona, acho que ela sabe peitar a direita muito bem, mas aceito a versão Ternurinha, mesmo porque a essência não se molda. Sabemos o quanto ela é competente, independente de qualquer maquiagem e isso é o mais importante. O Serra, nem com plástica!

Responder

Luiz Marcos Gomes

08 de maio de 2010 às 20h54

É o fim da picada a candidata fazer coro ao sistema financeiro e ficar celebrando a Lei de Responsabilidade Fiscal, implantada pelos financistas tucanos, e que saiu direto do receituário do Consenso de Washington para os países da AL. Para quem não está bem informado, esta lei garante, antes de tudo, os compromissos com os credores, colocando-os à frente de quaisquer compromissos sociais, seja com edudação, saúde, aposentados, etc. E isso também mostra como o discurso da candidata se aproxima, perigosamente, do de Serra.

Responder

    Roberto Locatelli

    08 de maio de 2010 às 21h35

    Verdade, Luiz Marcos.

    Nesse ponto, eu preferiria uma candidata bem mais à esquerda.

    Acho que nossa tarefa é:

    1) eleger Dilma agora.

    2) Em 2011 fazer uma campanha por uma Constituinte para, entre outras coisas, fazer uma reforma financeira e fiscal, rediscutindo essa lei com nome maroto que é, na verdade, uma lei da irresponsabilidade com o cidadão.

    francisco.latorre

    09 de maio de 2010 às 03h33

    dilma não precisa se colocar à esquerda.

    ela é esquerda.

    observem o medão dos reaças.

    outra.. só faltava ela telegrafar onde vai chutar antes das eleições.

    fora com a inocência. tem muito em jogo. o futuro dos brasileiros. e do planeta.

    o discurso deve mesmo ser contido. é eleição.

    ação é outra história.

    papo pra 2011. governando.

    ..

    Lucas Cardoso

    09 de maio de 2010 às 00h58

    Essa lei é necessária. Nem todos os programas sociais do mundo vão ajudar se a dívida pública aumenta demais.

    Vide: Grécia.

Nelson Quintanilha

08 de maio de 2010 às 17h53

"com o objetivo de conquistar a simpatia dos telespectadores e, assim, encurtar a distância que a separa do pré-candidato do PSDB, José Serra."

O PIG é uma graça!
A boca do jacaré já fechou.

Responder

    Arnold Bezerra

    08 de maio de 2010 às 19h10

    Faz muito temo que a boca do jacaré fechou!

ricardo silveira

08 de maio de 2010 às 17h52

O Serra terá muita dificuldade de manter o discurso de que está preparado para dar continuidade ao Governo Lula. Mesmo para a turma dos bajuladores e, principalmente, para a classe média preguiçosa, o inevitável confronto com a Dilma em um debate vai tornar impossível manter a falsa imagem de competente que a grande mídia criou para ele. Mas vai ser muito bom, o país vai ganhar com isso.

Responder

Guilherme Scalzilli

08 de maio de 2010 às 17h39

A Folha se posiciona

“Cabe então a Marina Silva a solidão de depositária, na campanha que se vislumbra, da sinceridade pessoal e política, e da autenticidade de propósitos. Inclusive os de paz e amor.” Janio de Freitas (4/4/10)

“O partido da massa cheirosa.” Eliane Cantanhede (10/4/10)
É ver para crer. Assisti no Youtube, com legendas irônicas, mas só deixei de suspeitar de montagem quando encontrei o podcast na página da própria Folha. Indecente.

“Há em política uma regra de ouro: tudo o que precisa ser explicado não é bom. Dilma Rousseff tem se explicado muito.” Fernando Rodrigues (14/4/10)

“Serra propõe a unidade do país.” Elio Gaspari (14/4/10)

“O PSDB não pretende cair na estratégia do PT, de contrapor Serra e Lula, evitando a polarização direta com Dilma”. De entidades anônimas que se identificaram como “Da Reportagem Local”, “Da Sucursal de Brasília” e “Da Agência Folha, em Salvador” (15/4/10)

Responder

    Ramon

    08 de maio de 2010 às 19h01

    Que graça :
    “Há em política uma regra de ouro: tudo o que precisa ser explicado não é bom. Dilma Rousseff tem se explicado muito.” Fernando Rodrigues (14/4/10)
    Eles ficam inventando mentiras descaradas, como ficha falsa de Dilma na primeira página; disseram que Lula estuprou um homem quando esteve preso pelo regime ditatorial; inventaram uma tal de "ditabranda"; disseram que Lula tinha conta na Suíça… E querem negar o direito do ofendido pelas mentiras de se defender? Além de mentirosos e cínicos, querem estar acima da lei?
    É cada uma… Mas não adianta, o Brasil vai eleger Dilma, eles vão ter que engolir a popularidade de Lula mais uma vez.

serragio

08 de maio de 2010 às 19h23

O que o TSe esta fazendo não é censura prévia ? o pig não diz nada sobre isso ? Estão punindo um partido com a suspensão de um programa que ainda não foi ao ar por um programa exibido ano passado.

Responder

laura

08 de maio de 2010 às 19h06

O que cansa nessa estória é o "perfil" traçado para a candidata subliminarmente como dependente, boneca administrada por outrem, candidata virtual, intragável e onipresente. E, caramba, a Dilma é exatamente o contrário de tudo isso, alguém que sabe quem é , o que quer e onde pisa. INTRAGAVEL, a mídia e seu perene filtro imbecilizador, claro. Dilma é interessantissima. Dilma não tem nada a ver com isso, nem eu, que não caio nessa MESMO.

Responder

    francisco.latorre

    09 de maio de 2010 às 03h35

    mais que ótima.

    só dilma mesmo pra suceder lula.

    depois do trabalhador a mulher.

    grandes na história.

    ..

Christian Schulz

08 de maio de 2010 às 18h27

"encurtar a distância que a separa do pré-candidato do PSDB"

Boa.

1º de Abril já passou faz tempo… e o pessoal do PiG continua acreditando…

A propósito, ninguém mais vai fazer nenhuma pesquisa?

Responder

    Arnold Bezerra

    08 de maio de 2010 às 19h09

    Estou encabulado, pois, não se vê mais pesquisas. Mas,isto tem algo do Psdbx Demo, eles devem ter muitas pesquisas em mãos, mas em todas o candidato Serra está comendo peira! Você acha que se eles tivessem alguma pesquisa favorável, eles não estariam ai todo afoito., mostrando-a! Com esta Imprensa nefasta?

    Eudes

    08 de maio de 2010 às 19h04

    Bela observação, Christian! rsss " …. encurtar a distância que a separa…". Para encurtar essa distância só a Dilma beijar o Serra, pois o beijo é a menor distância entre duas pessoas rssss

    Vera L. de Oliveira

    08 de maio de 2010 às 23h31

    Eudes,
    Beijar Vampiro é perigoso, pois pode sair "sanguessugado"; e é o que Dilma nunca fará!

    beattrice

    09 de maio de 2010 às 05h13

    Pesquisa deve ser assunto proibido lá pelas bandas das penas e bicos a essa altura.

Antonio Araujo

08 de maio de 2010 às 18h25

Esse comercial foi suspenso liminarmente pelo TSE.
Queria ver!!!!!!

Responder

Cecéu

08 de maio de 2010 às 18h06

Serra conhece Salgueiro, no sertão pernambucano? Dilma não só conhece como teve por lá reuniões com empresários. Dilma é dez anos na frente de Serra.

Responder

Cecéu

08 de maio de 2010 às 17h50

O comando acredita "piamente". Isso é informação de jornalista que faz espionagem com cabeça pré-dirigida e não pode e não tem capacidade de interpretar o que acontece. E passa as coisas de modo confuso para quem vai redigir. Fazer o quê? Não se pode pedir a um Jânio de Freitas que se infiltre no PT.

Responder

Gerson Carneiro

08 de maio de 2010 às 17h44

"Só se acredita em propostas para o futuro de quem cumpriu suas propostas no presente" – Dilma.

Sendo assim, as propostas do candidato José Serra não merecem credibilidade, eis que:

“..O governo deve ouvir a voz dos trabalhadores e dos desamparados, das mulheres e das famílias, dos servidores públicos e dos profissionais de todas as áreas, dos jovens e dos idosos…” – José Serra.

Pergunto: por que José Serra se recusa a dialogar com grevistas? Por que trata as reivindicações (dos professores principalmente) com tanta truculência?

"…O governo deve servir ao povo, não a partidos e a corporações que não representam o interesse público” – José Serra.

Como explicar às concessões do governo do PSDB no Estado de São Paulo às empresas particulares exploradoras dos pedágios?
Por que esse mesmo governo do PSDB não atende as reclamações do povo em relação ao excesso de pedágios e seus preços exorbitantes (principalmente reclamações do povo da região de Campinas-SP que está sitiada por pedágios)?

Responder

Tweets that mention IstoÉ: O dia D de Dilma #Lula #Dilma #PT -- Topsy.com

08 de maio de 2010 às 13h38

[…] This post was mentioned on Twitter by Antonio Arles, Lula Notícias. Lula Notícias said: IstoÉ: O dia D de Dilma http://bit.ly/9nWxEM #Lula #Dilma #PT […]

Responder

Washington

08 de maio de 2010 às 16h37

E o direito de resposta do Pimentel, a Istoé já deu?

Responder

    Volnei João

    08 de maio de 2010 às 20h13

    Comparar Dilma com Serra ? Ela não merece tamanha descortezia. Dilma é a antitese do Serra. Ela enfrenta os problemas…o Serra contorna, como demonstrou na prefeitura, na Segurança Pública e na Educação em São Paulo.

    beattrice

    09 de maio de 2010 às 05h11

    Esta mais para fuga que para contorno.

    Márcio Martins

    10 de maio de 2010 às 02h41

    É o Zé Embroma.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.