VIOMUNDO

Diário da Resistência


Daniel Cara: Troca na Educação, primeiro revés dos militares; é a mediocrização da pauta de educação; ouça
Agência Brasil e Casa Civil
Você escreve

Daniel Cara: Troca na Educação, primeiro revés dos militares; é a mediocrização da pauta de educação; ouça


09/04/2019 - 03h40

Da Redação

Pelo twitter, às 11h33 dessa segunda-feira (08/04), o [email protected] divulga:

Comunico a todos a indicação do Professor Abraham Weintraub ao cargo de Ministro da Educação. Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao Prof. Velez pelos serviços prestados.

Também pelo twitter, @DanielCara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, detona a escolha:

Bolsonaro sempre surpreende, para pior.

Um ultraliberal no MEC, economista articulador da Reforma da Previdência.

O mundo empresarial terá livre acesso aos mais de R$ 100 bilhões da pasta.

O Direito à Educação está ainda mais distante de ser consagrado. 

No tuíte seguinte @DanielCara completa:

O novo ministro da Educação como tem sido regra na pasta, não entende nada de…

EDUCAÇÃO

O economista Abraham Weintraub, ex- assessor de Onyx Lorenzoni, se dica à reforma da Previdência.

A educação no Brasil nunca foi respeitada, mas jamais tão desrespeitada.

Daniel Cara é educador e cientista político. Atua na área da Educação, Ciência e Tecnologia.

Daniel gravou e postou o áudio abaixo na Rede da Campanha Nacional pelo Direito à Educação. Nele, faz uma análise rápida da substituição.

Daniel Cara diz:

— Isso (a substituição de Ricardo Vélez Rodriguez por Abraham Weintraub) não significa trocar seis por meia dúzia. Tem aí uma mudança na agenda do Ministério da Educação.

– O Ricardo Vélez Rodriguez era, sim, indicado pelo Olavo de Carvalho e tinha o apoio dos militares. Até porque ele é professor Emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

— O Abraham Weintraub também indicado é por Olavo de Carvalho, mas ele é apoiado pelo grupo dos ultralibeirais do Paulo Guedes. Essa é a diferença fundamental.

— Enquanto o Ricardo Vélez defendia como prioridade a militarização das escolas, o Abraham Weintraub vai defender como prioridade a guerra cultural olavista. Essa é grande proposta dele.

— No governo Bolsonaro não vai ter política educacional. O que vai ter é a mediocrização da pauta de educação.

— Significa o primeiro revés dos militares no governo Bolsonaro.

Ouça. Vale a pena. Esse áudio chegou até nós, via o jornalista e ativista Julian Rodrigues:

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nelson

09 de abril de 2019 às 15h59

Eu sempre digo: “há espaço para piorar”. E a coisa vai correndo assim, neste rumo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!