VIOMUNDO

Diário da Resistência


Celio Turino: Subordinação de general brasileiro ao Comando Sul dos EUA é “crime de alta traição”
O anúncio foi feito pelo almirante no Senado dos Estados Unidos!/Foto DOD
Você escreve

Celio Turino: Subordinação de general brasileiro ao Comando Sul dos EUA é “crime de alta traição”


13/02/2019 - 18h10

No depoimento ao Congresso (ler acima), o almirante Faller definiu como inimigos dos EUA na região a Rússia, a China, o Irã, a Venezuela, Cuba e a Nicarágua. O Brasil vai aderir a isso?

Generais brasileiros aceitam se submeter ao comando militar de potência estrangeira

No Facebook

Isso é crime de alta traição à pátria e vai acontecer a partir deste ano, sob o governo mais entreguista da história do Brasil.

Como se não bastasse a entrega da EMBRAER à Boeing e, por tabela, ao Pentágono das FFAA dos EUA, agora generais brasileiros, de forma submissa, vão bater continência ao Estado Maior das FFAA de uma potência estrangeira, assumindo comando de tropas no SouthCom (Comando Sul das FFAA estadunidenses).

E não venham dizer que isso dará status de comandante ao general brasileiro, ao contrário, o status será de Capitão do Mato, pois o comando da tropa estará submetido ao alto comando do generalato dos EUA.

Com essa humilhante servidão o Brasil dá o primeiro passo para que jovens brasileiros sejam usados como bucha de canhão nas conhecidas ações de morte da mais belicosa Força de Guerra do mundo.

Os soldados brasileiros entrarão como carne para ser queimada em guerras de ocupação imperialista, enquanto os servis oficiais brasileiros comandarão a entrega de vidas. Que indignidade!

O vexame entreguista é ainda maior quando o anúncio desta rendição nacional acontece no Senado dos EUA, no dia 7/2/2019, pela voz do almirante Craig Faller, comandante do Comando Sul das FFAA.

A propósito, se os EUA situam-se no hemisfério norte, por qual motivo, que não seja a invasão de outras nações, mantém um comando militar para o hemisfério Sul?

Repetindo, o comunicado aconteceu no Senado de um país estrangeiro, e não no Senado brasileiro!

Em outros tempos esse anúncio seria considerado alta traição à Pátria, mas no Brasil sob Bolsonaro, em que ser lesa-pátria é mérito, a nação se coloca de joelhos ante a dominação estrangeira (militar, econômica e cultural).

Pior, esse crime será encarado com a maior naturalidade e certamente surgirão muitos Silvérios dos Reis a justificá-lo.

Não existem patriotas nas FFAA do Brasil?

Contra indígenas, ambientalistas, padres, sem-terra e pobres, são valentões, mas contra forças de ocupação imperialista são cordeiros.

Enquanto espionam a Igreja Católica, seguem colocando-se à serviço da entrega das riquezas naturais e do povo brasileiro aos interesses de potências estrangeiras.

Até quando a pilhagem do país será tolerada?

Na França ocupada pelo Nazismo, os oficiais do colaboracionismo, sob o governo de Vichy, se sujeitaram a tal infâmia.

Mas por pouco tempo, até que a história fizesse justiça. No Brasil também não faltará esse dia.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiz Carlos de Alencar

14 de fevereiro de 2019 às 16h30

Sr. Azenha, protestando consideração e estima, peço vênia para sugerir outro ângulo de observação deste fenômeno, pelo qual não se enxerga infâmia ou traição, senão mesmo generosidade, na disposição do fragilizado território nacional, como alvo de cobertura da fraterna república americana, em seu engajamento global, depois de haver desnervado e convocado à guerra, e ao ódio perene contra si, povos de todos os continentes e as potências mais capazes, à medida em que devorava a própria história, que não deixa de ser também a nossa, embora perseguisse sempre, como o sabemos, paz e harmonia entre as nações, antevendo horizontes de progresso e avanço para a humanidade.

Responder

João Lourenço

13 de fevereiro de 2019 às 18h21

Quer dizer que vcs querem que a gente entenda esta puta besteira que escreveram?Pelo amor de Deus é assim que vcs imaginam a cabeça de um militante em acreditar numa piada que criam?

Responder

    Rafael, BHte

    14 de fevereiro de 2019 às 19h48

    a única besteira e piada aqui é o teu comentário.. acho q vc tá no lado errado, seu lado é ali ó——> à direita


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.