VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Brasília Confidencial: Bolsa Família reduz evasão escolar


08/05/2010 - 09h40

Bolsa Família aumenta aprovação e reduz evasão escolar

do Brasília Confidencial, 07/05/2010

Estudantes cujas famílias recebem dinheiro do Bolsa Família apresentam melhores índices de aprovação e menores índices de abandono escolar do que os demais alunos da rede pública. Segundo reportagem publicada hoje pelo jornal Valor, esse é o principal resultado revelado pelo cruzamento de informações entre o Educacenso e o Sistema Presença, do Ministério da Educação, que verifica se os filhos dos beneficiários do Bolsa Família vão à escola.

Dados cedidos ao jornal pelo MEC informam que, dos 500.000 alunos do ensino médio de 16 e 17 anos que recebem o Bolsa Família, 81,1% passam de ano, enquanto a taxa de aprovação média dos mais de 7 milhões de jovens do censo escolar de 2008 no antigo colegial é de 72,6%. O índice de abandono da escola nesse ciclo educacional não passa de 7,2% entre os beneficiários de transferência de renda do governo, enquanto chega a 14,3% entre o total de estudantes contabilizados pelo Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão de estatísticas do MEC.

O Valor destaca ainda que, no ensino fundamental, que concentra mais de 30 milhões de crianças matriculadas da 1ª à 8ª séries, a taxa de evasão dos mais de 9 milhões de alunos beneficiários do Bolsa Família é de 3,6%. O restante dos estudantes dessa etapa apresenta índice de 4,8% de abandono da escola. Em termos de aprovação, os alunos do ensino fundamental que não recebem apoio social têm melhor desempenho, com taxa de 82,3%, ante média de 80,5% daquelas crianças cujos pais recebem recursos federais.

Daniel Ximenes, diretor de estudos e acompanhamento das vulnerabilidades educacionais do MEC, disse ao jornal que a diferença de desempenho – em termos de frequência e rendimento – está diretamente relacionado com os benefícios do Bolsa Família recebidos pelas famílias pobres.

“A transferência de renda condicionada provoca alerta e cobrança por parte dos pais e reforça o desafio de fazer as crianças permanecerem na escola com maior regularidade. No longo prazo, isso ajuda a corrigir trajetória ruim no processo educacional brasileiro entre crianças e jovens da turma da pobreza”, afirma Ximenes.

O mais recente monitoramento de frequência escolar do Bolsa Família, referente aos meses de fevereiro e março, mostra que 95% dos 14,117 milhões de crianças e jovens beneficiários com identificação escolar cumprem a regra de frequência exigida pelo programa. Aponta também que 276,9 mil alunos estão abaixo da exigência e 322,9 mil sequer têm um registro de frequência, totalizando quase 600 mil crianças em situação irregular.

Nesse caso, os beneficiários podem ser punidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social, que coordena o programa. Para receber o benefício do Bolsa Família em dia, uma das condicionalidades é que os pais matriculem os filhos na escola. Os alunos de até 15 anos precisam manter participação de, no mínimo, 85% das aulas a cada mês. A determinação para adolescentes de 16 e 17 anos é de frequência a pelo menos 75% das aulas.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marcelo

10 de maio de 2010 às 00h01

Quem tem fome tem deficit de atenção, então primeiro mata-se a fome e depois ensinamos a pescar.

Responder

Urbano

09 de maio de 2010 às 21h19

No governo 'não sei que lá' havia mais controle… Pode até ser possível porque certamente tinha que sobrar mais para o outro lado, ou seja, para a fonte de diâmetro imenso e profundidade incomensurável. Essas criaturas a exemplo dos criadores que apóiam são useiras e vezeiras em tergiversar.

Responder

Clarindo

09 de maio de 2010 às 10h04

Controle??? Na minha cidade, 50% dos beneficiários eram funcionários públicos, parentes de políticos e proprietários rurais amigos da prefeitura. Denúncia não adiantava!!!

Responder

    Glecio_Tavares

    09 de maio de 2010 às 18h26

    No futuro todos os beneficios deverão ter um cadastro único. As mudanças ainda vão acontecer. o que não podemos é cortar os beneficios dos necessitados por causa dos ganaciosos. meu unico pensamento é ; CANA NELES. Devolução dos valores e cadeia para quem cadastrou e não verificou se era correto. o investimento que fazemos neste momento fará do Brasil uma das melhores nações do mundo. Estamos investindo no futuro.

beattrice

09 de maio de 2010 às 05h21

Azenha,
estudos do PNUD indicam que o bolsa família altera substancialmente, de forma positiva, não somente as famílias diretamente beneficiadas, mas também aquelas que convivem com estas, em vários quesitos, educação e saúde inclusive.

Responder

maria lucia

08 de maio de 2010 às 21h26

Nossa, como esse tal de adorovaca é invejoso! Que coisa feia, vai ficar a cara do FHC quando crescer.

Responder

Geloca

08 de maio de 2010 às 14h49

Pôxa, hoje só tem notícia boa..mas a repercussão na grande impressa não está à altura do fato…vai continuar a ignorar?

Responder

Tweets that mention Bolsa Família reduz evasão escolar. (Do Brasília Confidencial no -- Topsy.com

08 de maio de 2010 às 11h24

[…] This post was mentioned on Twitter by allanpatrick. allanpatrick said: Bolsa Família reduz evasão escolar. http://bit.ly/aFqKYx (Do Brasília Confidencial no @Viomundo) […]

Responder

dvorak

08 de maio de 2010 às 13h57

No Governo FHC havia um controle mais rígido nessa questão.Já no do "divino" só acordaram para uma maior fiscalização quando a Globo fez uma reportagem a respeito do descontrole do governo que não fiscalizava corretamente como deveria.O importante era o assistencialismo, sem preocupação com contrapartidas.Lembram???

eheheheheheeh

Responder

    Leider_Lincoln

    08 de maio de 2010 às 16h17

    No Governo do FHC 40 milhões de pessoas passavam fome e não havia o bolsa família, midiota. A evasão era de cerca de 15%, e isso nos estados mais ricos. E atribuir o sucesso do Bolsa-Família neste quesito à rede Globo é de indecência e de uma midiotice repugnante, palhaço Risadinha.

    francisco.latorre

    08 de maio de 2010 às 17h04

    espanque mesmo o hiena.

    pacto civilizado tem limites.

    ..

    melhor mesmo é que o 'divino' tá elegendo a 'maravilhosa'.

    cruel. arrasador.

    enterra o passado sorrindo.

    e não desistem os condenados. eu desistiria.

    mas.. fazer o que?..

    baratas não desistem.

    ..


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Amigo de Bolsonaro, Trump proíbe exportação de máscaras, apesar de alerta sobre “crise humanitária”

Da Redação O presidente Donald Trump anunciou hoje que assinará um decreto proibindo a exportação, por empresas dos Estados Unidos, de equipamento médico utilizado no combate à pandemia de coronavírus. Isso apesar de a empresa 3M, especificamente acusada de lucrar com a emergência médica, ter dito que a decisão de Trump teria “implicações humanitárias significativas” […]

Ler matéria