VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Ato contra a violência policial no Pinheirinho


22/01/2012 - 15h31

Manifestação convocada pelo Facebook

Todos à Paulista hoje contra a bárbarie do governo de São Paulo: Manifestação de solidariedade aos moradores de Pinheirinho, em São José dos Campos, vítimas de remoção violenta, em violação à decisão da Justiça Federal, pela Polícia Militar de São Paulo.

O ato será às 17h, no vão do Masp.

Tragam cartazes, amigos e sua voz.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



31 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luci

23 de janeiro de 2012 às 17h40

Em qualquer outro país do mundo este senhor renunciaria por oprimir e governar com métodos excludentes.
Basta de OPUS DEI, que supostamente domina a federação e suas instituições.
Eliana Calmon é a nossa voz. Queremos a verdade e justiça igualitária por um Brasil justo e sem privilégios e distinções e sem oligopólio, monopólio dos meios de comunicação, sem latifundio, sem concentração de renda, com respeito aos direitos sociais e a cidadania dos brasileiros.
Pinheirinho somos nós.No site Justiça Global:"Nota da Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa a respeito da Ação Policial em Pinheirinho" .http://global.org.br/

Responder

Jose Antonio Batata

23 de janeiro de 2012 às 10h22

O PSDB de São Paulo se transformou numa organização de Extrema-Direita. A Democracia corre PERIGO no estado mais rico e populoso do Brasil. Temos que construir um movimento pela volta da DEMOCRACIA em São Paulo. Unir todos as forças políticas contra o Fascismo do PSDB. Esses Tucanos precisam ser expulsos da Vida Pública , eles fazem mal para a DEMOCRACIA. A situação em São Paulo é muito Grave.

Responder

    Renato

    23 de janeiro de 2012 às 12h47

    José, quem faz mal para a democracia é esquerda. Que quer acabar com o direito a herança e a propriedade privada, acabar com a meritocracia e os sonhos do indíviduo

    Jose Antonio Batata

    23 de janeiro de 2012 às 16h49

    Que mérito tem um Governo que esmaga seu POVO. Mesmo no Capitalismo os valores sociais devem prevalecer. O PSDB de São Paulo defende a barbárie.

alipio

22 de janeiro de 2012 às 22h03

Revoltante constatar como agem os ocupantes de um cargo como o de governador ou prefeito. Para as questões que envolvem direito de propriedade vale a máxima "decisão judicial não se discute, cumpre-se". Para questões sociais, como a aplicação da lei do piso para os professores, tergiversa-se e inventam-se estratégias mesquinhas…como acreditar em nossa democracia representativa, como aceitar que um senhor como esse Geraldo, eleito no primeiro turno por uma diferença ridícula de votos para o segundo colocado, continue com sua política de proteção aos proprietários? Como aceitar a opressão, não só dos moradores do Pinheirinho ou dos excluídos da Cracolândia ou dos professores da rede estadual, mas de quase 50% dos eleitores que se opuseram à eleição desse senhor?

Responder

Janete

22 de janeiro de 2012 às 21h48

Não consigo acessar o site do Paulo Henrique Amorim – o conversa afiada-, sei não, acho que tiraram do ar, nenhuma palavra sobre a reintegração de Pinheirinho na TV, nem na Globo, nem na Record…

Responder

Jose Mario HRP

22 de janeiro de 2012 às 21h47

Senhores, um blog está comemorando essa monstruosidade, é o flanela paulistana.
Estamos nas mãos de uma policia militar baseada na Waffen SS!
E Alckimin é , atualmente, alguém que vai saber porque, é a continuidade daqueles monstros da Inquisição espanhola, que inspira a OPUS DEI!
Um monstro que foi ungido pela massa ordinária e mau carater dos paulistas( a maioria do nosso povo paulista)!

Responder

Bernardino

22 de janeiro de 2012 às 21h34

se tivessemos um Brizola na presidencia com certeza chuchu Alckmin estaria jno palacio cercado por tropas federais como fez o grande GETYULIO em 30.Infelizmente temos covardes na chefia da NAÇAO e com isso permite ao Paulistinha cantar de GALO.EM MINAS tem um ditado que diz: PAULISTA,NEM A PRAZO<NEM À VISTA..D.DILMA vê se CRIA coragem e peita A Tucanalha Paulista!!!!

Responder

    Renato

    23 de janeiro de 2012 às 13h24

    O Getulio em 30 Deu cgolpe de Estado.
    Perdeu em 18 estados e aganhou em apenas 3 e não foi o mais votado.
    Se o Brizola fisesse o que você comentou, o congresso nacional seria obrigado a abrir um processo de impeachment.

    Thiago

    23 de janeiro de 2012 às 15h01

    Você se "esqueceu" do voto de cabresto e das eleições fraudulentas na Primeira República, etc., ou simplesmente é contra Vargas e Brizola?

    José Figueiredo

    24 de janeiro de 2012 às 10h59

    Não teria processo de impeachment, pois que o governo de São Paulo desconsiderou uma decisão de um tribunal federal meu amigo

    josé

    23 de janeiro de 2012 às 14h18

    Só um adendo: sou paulista e sou contrário ao PSDB, como mais ou menos metade do eleitorado do meu estado. E me chateio quando vejo alguém jogando essa pecha de "paulista reacionário" em cima de mim. Vamos parar de generalizar. O PSDB é um problema para o país – em São Paulo, como em Minas. Ou o Aécio é uma flor de bondade? Nosso problema não é o estado de São Paulo, é o conluio entre grandes capitalistas e políticos, que contamina a democracia e coloca o Estado a serviço dos poderosos. E isso é assim na São Paulo de Alckimin, Serra e Kassab, como na Minas Gerais de Aécio, no Maranhão do Sarney, no Ceará de Jereissati, etc.

Léo Ventura

22 de janeiro de 2012 às 21h08

MEIO DA RUA
(Aos guerreiros de Pinheirinho)

No meio do rio se faz torvelinhos.
No meio da rua morreu a menina.
No seio – tão nua! – um traço de rubro;
receio de culpa, desejo de tinta.

Nas linhas da pele, um pouco de tudo:
Navalha, miséria, secura, partida;
No rosto um sorriso fingido em batom
Narrava uma história de morte bem-vinda.

Narizes à toa entorno do corpo,
Ninguém lhe soubesse o nome, a sina.
Nem susto, nem prece, nem grito de dor;
Nenhum sobreaviso por trás das retinas.

No meio suspiro do último instante,
Nenhum desapego, nenhum burburinho.
No meio do dia morreu a menina.
Agora, na rua se faz torvelinhos.

Responder

Regis

22 de janeiro de 2012 às 20h23

Com o PSDB a velha aula onde as questões sociais são tratados como caso de polícia.
O Alckimin aprendeu bem com Washington Luís.

Responder

Jose Antonio Batata

22 de janeiro de 2012 às 19h31

São Paulo tem se tornado num Estado POLICIALESCO, sempre atuando contra todos os movimentos sociais , pobres ,pretos e nordestinos. Com esta repressão aos moradores de Pinheirinho ( São José dos Campos) ele demonstra que caminha a passos largos para se tornar uma estado FASCISTA, O Governo do PSDB odeia os movimentos sociais e está procurando mortes para fortalecer a imagem de ódio aos movimentos sociais. Em Eldorado dos Carajás vimos 19 mortes para alegria desses FASCISTA. Enquanto isto o PIG pega FOGO.

Responder

Juan

22 de janeiro de 2012 às 19h19

impeachement pra esse covarde governador Geraldo Alckmin

Responder

Luis Fernando

22 de janeiro de 2012 às 19h09

O pior de tudo será o silêncio ensurdecedor da imprensa adestrada. Tenho nojo de tucanos e dessa mídia nazistas.

Responder

Maria

22 de janeiro de 2012 às 18h45

É preciso refletir sobre as denuncias da desembargadora Eliana Calmon.
Justiça que mantém as estruturas colonialistas (propriedade, latifundio) é injustiça.

Responder

Maria

22 de janeiro de 2012 às 18h41

A violência do Estado, com sua força polícial equivocadamente utilizada para solução de questões sociais, revela a sombra da democracia, a impunidade e a violação de direitos humanos que não convive harmoniosamente com a República e a Democracia.
Estamos na contramão da história de evolução da humanidade, a força não é método político eficaz. Autoridade não é autoritarismo, que gera insatisfação e tensão.

Responder

E S Fernandes

22 de janeiro de 2012 às 18h31

Intervenção federal em São Paulo já!

O senhor feudal enlouqueceu!

Responder

Operante Livre

22 de janeiro de 2012 às 18h26

Fora Alckmin!!!!

Responder

Adriano Tardoque

22 de janeiro de 2012 às 18h09

Nas mãos de Geraldo Alckmin , a PM de SP está se tornando uma verdadeira GESTAPO!!!

Responder

Eleição!

22 de janeiro de 2012 às 18h08

Violência descabida.

Responder

Armando

22 de janeiro de 2012 às 18h04

Ora bolas! Então é simples, se o governador do estado descumpriu ordem da Justiça Federal, os parlamentares envolvidos devem então exigir da Presidência da Republica a imediata e irrevogável intervenção federal no estado para que seja mantida a ordem federativa.

Responder

Bonifa

22 de janeiro de 2012 às 17h45

Guerra contra o povo, evidentemente. Mas há monitores, pessoas cujo trabalho é convencer o povo de que será melhor para todos se ele (povo) desaparecer. A imprensa vil está na vanguarda deste trabalho.

Responder

Solidariedade

22 de janeiro de 2012 às 17h39

Métodos da Ditadura.

Responder

Gerson Carneiro

22 de janeiro de 2012 às 16h51

Geraldo Alckmin DESORDEIRO.

Desobedece ordem da Justiça Federal.

Essa é a aula de democracia do governador Geraldo Alckmin.

Responder

    Renato

    23 de janeiro de 2012 às 12h46

    Justiça Federal não tem competência para isso. Cumpriram uma ordem judicial Estadual.
    Quem tem que ser preso são juízes da Justiça Federal em que se intrometeram em assuntos fora da alçada deles.
    E o pior não garantiram a aplicação da lei.

    Renato

    23 de janeiro de 2012 às 13h23

    Justiça Federal não tem competência no assunto da Pinheirinho, ´pos não existe interesse federal no assunto.
    (Particiapção de Empresas Federais, Autarquias).
    Cumpriu ordem judicial de reintegração de posse. Vá estudar direito, antes de falar não cumpriu ordem judicial federal"

Arlene

22 de janeiro de 2012 às 16h33

Que pena estar tão longe. Força pessoal! Sucesso nessa nova batalha por um país com justiça social!

Responder

Carlos

22 de janeiro de 2012 às 15h57

Grato pela iniciativa. Não deixem a esperança morrer em tantas mentes que a cada dia ficam mais desiludidas.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.