VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

A foto do Estadão: PM desmente que seja professor carregando policial


27/03/2010 - 13h12

Antes de avançar neste post, clique aqui

por Conceição Lemes

Foto histórica da manifestação dos professores paulistas nessa sexta-feira. Merecia capa. O Estadão escondeu-a numa página interna, embora ela fosse da casa, a Agência Estado. Jornalisticamente lamentável. O professor-manifestante interrompeu a sua luta justa por salário e condições de trabalho dignos para socorrer a policial que, funcionalmente,  estava ali para coibir o protesto. Lição de humanidade e solidariedade. Felizmente, o ser humano venceu a estupidez,  a truculência e o autoritarismo tucanos. A foto, belíssima,  é de Clayton de Souza, da Agência Estado.

Nota do Viomundo 1. Escrevi antes de ler o artigo do excelente Leandro Fortes, Brasília, eu vi, que abordou primeiro essa foto. Leia-o. É uma beleza.

Nota do Viomundo 2. A informação de que se trata de um professor é da Agência Estado, que fez a foto.

Nota do Viomundo 3. No portal do governo do Estado de São Paulo, foi postada a seguinte mensagem:

Com relação à foto publicada na grande imprensa de uma policial sendo socorrida, a Polícia Militar esclarece que trata-se da Soldado Erika Cristina Moraes de Souza Canavezi, que foi ferida com uma paulada no rosto e que está sendo socorrida por um policial militar a paisana.

A policial foi atendida no Hospital Albert Ainsten medicada, liberada e passa bem.

A Polícia Militar agradece as manifestações de solidariedade.

Nota do Viomundo 4: Se é  um policial à paisana como diz a PM, por que não revelar o seu nome, como fez em relação à soldado ferida.

Nota do Viomundo 5: Alô, Apeoesp e professores. Essa nota da PM procede?

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



109 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Anônimo

03 de maio de 2016 às 18h22

Hospital Albert Ainsten é Phoda
Por favor
Einstein

Responder

Deborah

07 de maio de 2015 às 10h57

Policial com barba? Pelo menos aqui em MG eles não podem usar!

Responder

almeida

06 de maio de 2015 às 17h47

MUITA ATENÇÃO: Tem carinha escrevendo aqui tentando misturar tudo e meter o pau no governo federal.
A ordem de pancadaria é do governo do Paraná. É o Parana, com seus Moros e seus Richas. que está na caca, e a falta de democracia é apenas em alguns estados governados por tucanos esquizofrênicos e desesperados.
O governo da Dilma sempre foi complacente até demais com manifestantes, mesmo com aqueles mal educados que a xingam com palavrões, coisa típica de tucano que não aguenta mais tomar chocolate.
A democracia no BRASIL é plena, com exceção dos estados governados pelo PSDB.

Responder

roberto

06 de maio de 2015 às 17h39

Policial à paisana no meio de uma escaramuça policial militar? O que ele estava fazendo ali, espionando os seus colegas militares? Por acaso estava fazendo compras e se deu conta que havia uma manifestação gigantesca bem ao seu lado? Foi ajudar os professores?
Ô polícia !!! o cara é professor mesmo. É doloroso e um tapa sem mão na cara de vocês!
Assimilem o golpe e tentem aprender alguma coisa, assim como o carrasco que deu a ordem de “abrir fogo”.

Responder

Sérgio

05 de maio de 2015 às 16h54

Quem socorreu parece demais um professor. Merece um Oscar se não for.
O portal do governo de SP deve estar mal informado, no mínimo.
E que professor, podendo, deixaria de socorrer a moça?

Responder

abolicionista

05 de maio de 2015 às 10h48

É um PM à paisana que trabalha disfarçado de segunda à sexta, dando aulas para o ensino médio em escolas públicas de São Paulo.

Com um serviço secreto desses, nossa PM deixaria a KGB no chinelo, hein?

Responder

Gustavo

04 de maio de 2015 às 20h58

esse que dizem ser policial apaisana, sabe porque colocaram ele la apaisana? porque professor é bandido traficante estuprador e ganha um salário do governo pra ensinar coisa errada nas escolas do brasil, e o chefe deles é esse governo que rouba todos na cara de pau e ainda colocam pm’s apaisana. Esses policiais deveriam estar do lado dos professores porque eles também ganham pouco pra levar tiro, agora quando tem protesto de policial o governo rapidinho da aumento, e o governo não precisa dos professores para nada? essa é a pergunta que fazemos, professor nenhum presta?

Responder

Renan

04 de maio de 2015 às 12h19

A culpa não é dos policiais nem dos professores… a culpa é deste governo de merda. Quando o povo entender que não existe manifestações pacificas nesse país opressor… nessa ditadura falsa moralista ! Quando saírem as ruas tem que ser pra lutar ! Não existe revolução sem violência ! Já fui em diversas manifestações “pacificas” na esperança de conseguir mudar alguma coisa… estava tudo muito bem até a PM começar a lançar bombas… Gás… Spray… e Bala de borracha… muitas com pregos, parafusos, porcas… um amigo meu em uma das manifestações onde policias se encontravam cercados dentro de um banco itaú… ele fez um cordão de isolamento com outros manifestantes… inclusive eu… para entrar e retirar aparentemente um PM de dentro do banco… quando na verdade tinham mais de 5 após socorrer os policias ao sair do bando fomos alvejados com bala de borracha… e meu amigo Erick foi acertado com uma bomba de efeito moral no olho direito, e por pouco… não comprometeu sua visão. Toda manifestação segue bem… até uma intervenção militar… quando estamos chegando ao nosso objetivo pacifico… começa… Gás… spray.. TIRO PORRADA E BOMBA !!!!! Bem tenho filhos e não quero arriscar minha vida nem minha liberdade… Mas se for preciso vou preso… ou morro pelo meu País… Pátria amada BRASIL !

Responder

Santos

03 de maio de 2015 às 21h46

Trata-se de um policial que não trabalha fardado.
http://blogs.estadao.com.br/entre-cliques/parece-mas-nao-e/

Responder

    renato

    04 de maio de 2015 às 20h48

    Então é um D2, barbudo e cabeludo..

Anauê

04 de maio de 2012 às 00h56

Tinha que ser esses vagabundos comunistas arruaceiros para darem uma paulada na nobre policial. Lixo de gente!

Responder

    FMF

    02 de maio de 2015 às 18h25

    Mais um caso clássico de gente que vem para a internet apenas para destilar ódio, sem contribuir em absolutamente *nada* para a discussão. Prova disso é se referir a uma pessoa como “vagabundo” e “arruaceiro” especialmente quando, na verdade, a ação violenta partiu da PM.

Thiago M.

30 de abril de 2012 às 23h22

Desde quando Policial Militar mesmo a paisana tem esse cabelo e ainda por cima barba por fazer?

Responder

    Fabricio

    18 de junho de 2013 às 11h29

    Sabe o q significa a paisana?

    renato

    04 de maio de 2015 às 20h50

    s.m. O que não é militar (na gíria dos soldados).
    loc. adv. À paisana, em trajes civis (por opos. a em uniforme militar)
    Mas q

deco rod

16 de abril de 2010 às 23h16

Policial barbudo???

Pelo que sei os soldados da PM são obrigados a manter os cabelos e a barba muito bem aparados… Somente delegados podem deixar barba.

Dificilmente um delegado estaria ali à paisana de mochila nas costas…. Concordam?

Responder

    marcos

    07 de setembro de 2010 às 21h59

    não era um policial que estava carregando mais sim um professor..
    o rapaz de barba é professor e não pm.

    Conceição Lemes

    07 de setembro de 2010 às 22h15

    Como vc sabe, Danielo?

    Leonardo Acciares Neto

    01 de maio de 2012 às 11h41

    Caro amigo, delegados nada tem a ver com manifestações, a não ser que delas decorram crimes. Pelo que sei, o rapaz barbudo é um professor, mas, para tentar aumentar o seu conhecimento lhe informo que as polícias militares tem a 2ª seção, ela é compostas por policiais à paisana e alguns usam barba, isso é para apoio do policiamento ordinário, para auxílio do comando, entre outras necessidades policiais. Compõe o serviço policial velado ou o serviço policial de inteligência.

    Deise

    03 de maio de 2015 às 17h59

    Está por fora de polícia hem policial cabeludo de barba e com mochila nas costas é super normal.
    Na pm existem várias modalidades se informem melhor.
    Aliás se vc acha q não existe é pq a pm tá fazendo seu trabalho direito

Adriano Tardoque

13 de abril de 2010 às 02h18

E sobre a foto? Um veredicto?

Responder

Idibal Pivetta: “Apeoesp deve ir à Justiça e exigir do Serra informações sobre policiais infiltrados nas assembleias” | Viomundo - O que você não vê na mídia

03 de abril de 2010 às 10h31

[…] foi identificado pela Agência Estado como professor.  A foto emocionou a rede (por exemplo, aqui e aqui). Porém, nota da PM no sábado  à tarde esclareceu que se tratava de policial militar à […]

Responder

alemmart

03 de abril de 2010 às 03h49

Alex Colorado · 4 dias atrás
Se a PM paulista não quiser passar por mentirosa, que dê os dados do suposto policial
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Alex da mesma forma:
Se a APEOESP não quiser passar por mentirosa, que dê os dados do suposto professor.

Responder

    Fernanda

    01 de maio de 2012 às 14h37

    Mas não foi a APEOESP que disse que é um professor. Por que ela passaria por mentirosa?

Edie

02 de abril de 2010 às 14h42

Professor solidário ?

Quais as chances de quem atira pedras e paus com o intuito de ferir policiais socorrer algum deles ferido ?
Um professor solidário e que tem respeito pela vida alheia não participa e nem fica perto desta selvageria promovida pelo sindicato dos professores.
São estes os professores que vão ensinar os filhos dos cidadão de SP ?
Não, pois professores de verdade boicotaram o sindicato e ficaram em casa ou na escola cumprindo seus deveres, estes ai que fizeram esta manifestação, não passam de sindicalistas vagabundos que servem de massa de manobra do PT.
É muito fácil radicalizar a manifestação atacando os policias contando com agressão justa destes para conte-los, rende noticias favoráveis ao movimento e colocam a policia (sempre de forma leviana) como os bárbaros que atacam os pobrezinhos dos professores que lutam por mais valorização da categoria.

E outra:
Porque raios a PM iria mentir sobre quem é o homem ali que socorre a policial ferida ?
Ou alguém acredita que a relações publicas da PM é feita por um bando de babacas sem noção ?

Se a PM mentir, a imprensa toda vai que nem urubu na carniça.
Se os "intelectualoides" do movimento mentem, não dá em nada.

Quanto a alegação de que existem infiltrados dentro das manifestações de professores para desestabilizar e iniciar conflitos, não dá nem pra levar a sério.

Responder

    Eli

    07 de abril de 2010 às 03h57

    Edie, ou seja lá quem for você,
    Se o governador (felizmente ex) fosse realmente um democrata como afirma ser teria evitado toda essa situação. Ao ignorar o movimento grevista, Serra revelou-se truculento e incapaz de lidar com reivindicações justas.
    Pela forma como escreve, você deve ser policial ou agente político do PSDB. Tudo bem, é um direito seu. Mas não incrimine o sindicalismo nem a luta dos trabalhadores.
    Sou professore há 17 anos. Sou professor de verdade. Passei em 3 concursos e estou entre os primeiros na minha região (Oeste da Grande São Pualo). Fazer greve é um direito constitucional, portanto, não questione a sua legitimidade.
    O pensamento fascista deve ser varrido da face da terra.
    Quanto aos policiais cumprindo seu "dever", questiono sim a ação truculenta e força descomunal empregada para evitar uma passeata pacífica. Mas, para toda ação existe uma reação. Vi de perto como alguns policiais literalmente babavam sedentos para reprimir os professores. Então, quando um governo utliza métodos fascistas, com policiais infiltrados e provocadores, resistir também faz parte da democracia.
    Lamentável!

    Gans

    29 de abril de 2012 às 23h57

    É método antigo da derrotada e falida esquerda internacional usar esses termos clichês e vagos como "luta dos trabalhadores", "luta do povo", "justiça social" etc etc e acusar seus oponentes de serem "fascistas". A falta de argumentos é tanta que eles necessitam de forma constante consultar seus panfletos, manuais e em especial o famoso "decálogo de Lenin".

Alex Colorado

29 de março de 2010 às 15h00

Se a PM paulista não quiser passar por mentirosa, que dê os dados do suposto policial

Responder

Sagarana

29 de março de 2010 às 00h26

Truculência de quem??? Quem deu a paulada na cara da soldado???

Responder

    francisco.latorre

    30 de março de 2010 às 15h21

    fardados covardes.

    pior só trolinho amante da farda.

    sem-vergonha.

Marcelo Ramos

28 de março de 2010 às 23h39

O sujeito que carrega a soldado é policial à paisana? Com a barba desse jeito? Tá brincando comigo… é mentira mesmo, policial não pode se apresentar com uma barba dessas.

Responder

    Paulo

    29 de março de 2010 às 12h20

    Otário,
    Se fosse professor já tinha se identificado. É policial militar do serviço reservado.

    Leticia

    04 de maio de 2012 às 15h08

    Se fosse professor seria uma otima oportunidade para levantar a moral do movimento. Policial a paisana não tem que se identificar, afinal o trabalho dele é se passar despercebido, não?
    As pessoas se recusam a acreditar que se emocionaram a toa. kkkk

Rodney Martins

28 de março de 2010 às 21h51

A PM também é vítima desta truculencia só que de outras maneiras (salários, vantagens , armamentos planos de saúde etc e etc). O culpado disto tudo é aquinhoados financeiramente. Mas, isto que sirva de lição para a classe no dia que forem votar. Eu ainda não sei o que estes Paulistas acham nestes Tucanos!

Responder

    Marcela

    04 de maio de 2015 às 09h55

    Não achamos nada nos tucanos. É apenas falta de opção de quem, por conhecer o pt visto este ter sido, infelizmente, criado neste estado, não vota no pt nem morto.

Tweets that mention A foto escondida no Estadão: professor carregando policial ferida | Viomundo - O que você não vê na mídia -- Topsy.com

28 de março de 2010 às 16h41

[…] This post was mentioned on Twitter by Frederico Maya and Rafael Teixeira, Richard. Richard said: A foto escondida no Estadão: professor carregando policial ferida.A solidariedade humana vence a truculência de Serra http://bit.ly/ba8VuT […]

Responder

Paulo Cavalcanti

28 de março de 2010 às 15h05

Prezada Conceição,

Taí a prova cabal, da GESTAPO do Serra, quem mantem o tal SERVIÇO RESERVADO DA PM, e coloca policiais, para ir nas subsedes da APEOESP, impedir que os onibus saiam para a manifestação em SP – coisa que nem na ditadur nós vimos.

É bater forte em cima dessa cena da foto, até aparecer quem é de fato, esse caro socorrendo a policial. De Rio Centro, nós já estamos vacinados. Esses putos, estão querendo, criminalizar um movimento legítimo que o dos professores.

Responder

Penso Logo Sofro

28 de março de 2010 às 15h05

A Bebel da APEOESP participou, na véspera do confronto, de uma cerimônia ao lado de Dilma, onde afirmou que o objetivo da greve era "quebrar a espinha de Serra em SP". O povo brasileiro é ordeiro e trabalhador. Ver "professores" queimando livros e confrontando a ordem pública só tira votos de Dilma. Pensem nisso.

Responder

Marat

27 de março de 2010 às 22h54

M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A essa foto… ainda bem que há vida inteligente e sensível em meio ao pântano que é o Estado. Graças a profissionais como esse fotógrafo, o nome do jornaleco ainda não mudou para Província de São Paulo, com logotipo de um bandeirante!

Responder

    paula

    28 de março de 2010 às 02h05

    É isso ai mesmo, tem gente aqui neste espaço pensa que nos somos o que ele fala , pra falar assim do professor não sabe o que é ser . vamos a luta pessoal!!!

Donizeti Costa - SP

28 de março de 2010 às 01h01

Gente, que mentira, o regulamento da Polícia Militar de São Paulo não permite que PMs usem barbas !!!!!!!!!!!

PM à paisana ? Só se for do serviço reservado, de informações da PM, pois soldado PM não é .

Responder

Leonardo

27 de março de 2010 às 21h30

Ferrou-se em Azenha? Acreditar na "humanidade" de gente que faz "greve" (politicagem) com paus, pedras e sabe-se lá o que mais nas mãos?

Essa situação foi forte. Emblemática, eu diria.

Responder

    francisco.latorre

    30 de março de 2010 às 15h23

    politicagem?…

    tu é burro hem…

Laudir Seger

28 de março de 2010 às 00h29

O que fica evidente é que o estado físico dos policiais paulistas precisa melhorar. Nas duas fotos que foram publicadas o barbudo está se peidando pra carregar a fofinha. Nota 0 pros dois.

Ps. Assim fica fácil acertar uma pedrada.

Responder

Fabio

27 de março de 2010 às 20h14

É ou não é alucinação. Uma policial civil leva uma paulada de um truculento manifestante (me recuso a pensar que um professor pudesse fazer isso) que pode pertencer a qualquer tropa de choque das CUT´s da vida, é socorrido por outro policial à paisana (vai dizer que não existem infiltrados dos 2 lados) e o acontecimento está sendo endeusado pelos sindicalistas malucos.

Prá mim, esses grevistas são agentes do Serra infiltrados, pois quanto mais eles fazem essas maluquices, mais a população fica com raiva do PT

Responder

    Rose

    27 de março de 2010 às 20h58

    Muito ajuda quem não atrapalha!

francisco.latorre

27 de março de 2010 às 20h10

três opções…

professor solidário…

espião p2…

ou agente provocador…

é… pode ser qualquer uma.

Responder

    Nardo

    31 de março de 2010 às 02h27

    Acho ridiculo até hoje gente achar que a pm infiltra nego pra começar confusão…

    Sim, tem nego infiltrado, pra apsasr informação de cara que ta com bomba, coquitel molotov, bolsas cheias de pedras(alias pq ninguem nuna critica isso?quando quem bate ta defendendo oq vc pensa tudo bem, é assim que funciona?essa é a velha noção de democracia brasileira memso.)

    Desconheço algum que tenha ido até lá pra iniciar tumulto, mas vejo gente dizendo isso com tanta frequencia que acreditaria se não tivesse trabalhado exatamente na função de infiltração.

    Aprendam uma coisa, PM ta lá pra manter a ordem, não querem brigar?Não comecem, é simples, façam oq ela determina, não entrem em area proibida, não fechem a parte da rua que mandarem não fechar, agora se querem aparecer na midia, vão arranjar outras pessoas pra bater, chega de politicagem, é por isso que os professores sempre saem desmoralizados.

    Vixe...

    31 de março de 2010 às 20h45

    Nardo,

    Não é achismo, é fato. A PM infiltra por diversas funções: colher informação, identificar lideranças e inclusive iniciar confrontos para desestabilizar manifestações pacíficas.

    São legítimos os direitos de protestar e o de ir e vir.

    Quanto a invadir área proibida, lembro que em 2001 a PM da Bahia invadiu o Campus da Universidade Federal para reprimir um protesto em favor da cassação dos senadores ACM e José Arruda pelo que conhecido escandalo do painel. PMs infiltrados iniciaram os confrontos, que terminou com vários estudandes feridos , menores secundaristas inclusive.

Marat

27 de março de 2010 às 23h04

Houve uma coincidência incrível: Um ou dois dias antes do discurso de Lula, onde ele reclamou da imprensa marrom, eu havia dito a um grupo de amigos, durante a aula, que se alguém, daqui a uns 50 ou 100 anos (se é que ainda haja vida na terra), alguém fizesse pesquisas em jornais, leria quase que só mentiras, no que se referisse a política nacional… Essa foto, certamente será censurada pelos "defensores da liberdade de expressão", contudo, os caquéticos não conseguirão driblar a internet… os progressistas já possuem cópias de tal foto. seja em JPG, BMP, PSD ou seja lá qual for o formato… como o PIG só entende de arquivos EXE, enviados pelo patrão, jamais poderão lutar contra usuários de informática… adeus, PIG, chafurde em paz!

Responder

Marat

27 de março de 2010 às 22h59

Aquele jornalistinha bajulador, Dimenstein, escreveu um artigo grotesco contra os professores… O discurso dos pessedebistas é o seguinte: 1) "Só 1% dos professores está em greve" – Se fosse só isso, por que tanta polícia ali para defender o coitadinho do Governador? – Tá certo que eles poderão redarguir que o resto é gente contratada, o uqe não deixa de ser risível; 2) "Eles poderiam discutir e não fazer bagunça" – ao que tudo indica é o governador que não é chegado a uma negociação; 3) "Eles são violentos" – ai eu diria: "veja bem essa foto… O sofisma ainda vai acabar com os dias do PIG!

Responder

Nico

27 de março de 2010 às 22h53

Militar não fica barbudo. PM não é, com certeza.

Responder

Jefferson

27 de março de 2010 às 22h43

Militares disfarçados inflitrados em manifestações… Isto nos remete aos tempos da ditadura! O governo Serra SEMPRE NOS REMETE aos tempos da ditadura! Pq será?????

Responder

    Fredy

    28 de março de 2010 às 17h37

    Meu amigo a questão não se era ou não era policial. O que me assusta é que uma policial foi agredida e você fazem de conta que nada aconteceu.

    Tavares

    29 de março de 2010 às 16h10

    Não vi sangue nenhum na foto. A informação que ela levou uma paulada não procede, pois em fotos maiores se percebe que a um cordão de isolamento, ou seja os manifestantes não estavam tão perto assim. E o barbudo é da gestapo do Serra. Alias direito a greve e livre manifestação estão na sua constituição, beleza marciano? Os que querem a volta a ditadura ja percebem ntidamente em quem devem votar. Tem muito brasileiro que deveria se mudar para países muçulmanos radicais. Lá é permitido apedrejar mulheres, ditas adulteras, em praça publica voces iriam babar.

    francisco.latorre

    30 de março de 2010 às 15h25

    apanhar de polícia pode…

    resistir não pode.

    cínico.

Anonimo

27 de março de 2010 às 22h34

Era o mais óbvio. Já que estavam em lados oposto, não fazia sentido um professor ficar do outro lado, a menos que, fosse um traidor.

Responder

    SIDNEY

    28 de março de 2010 às 18h07

    a PM não está do lado do SERRA, está do lado da LEI!!!!!!!!! ignorante!

    Rios

    28 de março de 2010 às 20h44

    Vide o que fizeram no Carandiru, não é? é melhor você rever o seu conceito de "lei".

    Ander

    29 de março de 2010 às 00h37

    É espertalhão, procure um dia na sua vidinha de almofadinha e sem opinião própria entrar numa rebelião e conversar com uma massa humana revoltada, seja pelas condições dos presos, seja pelo próprio ânimus nacandi incutido em suas mentes, seja como for não queira estae a mercê de um ou mais criinosos, pos aí primeiamente clame por DEUS, e que Ele ilumine os melhores homens da PM para intercerder por você!!!!!!!!!!!

    Tavares

    29 de março de 2010 às 16h12

    A revolta só acontece porque o Zé Alagão não abre negociação. Qualquer um sabe que precisa receber uma comissão dos grevistas e negociar, porem o ditador mor acha que não precisa de ninguém. Quantos votos ele perdeu de uma só vez? Milhares de professores e funcionarios de escolas de São Paulo e do Brasil.
    Adeus Serra , voce só erra.

    francisco.latorre

    30 de março de 2010 às 15h27

    tá maus…

    até defensor de massacre baixou na área.

    maus… fascismo bombando.

mariazinha

27 de março de 2010 às 21h55

Mas há algo estranho, Azenha. Não importa que seja ou não um professor. Mas o que estaria fazendo um policial disfarçado de professor?
Eu respondo:
diversos professores flagaram gente estranha em seu meio, insuflando violência. Inclusive filmaram um, enquanto tentava incendiar veículos.
Conclusão:
É exatamente, o modus faciendi do serrote; um terrorista que age na sombra, instigando violência, fugidio e se fazendo de santo.
Aconteceu o mesmo com o MST.
O jeito tucademo de ser.
Covardes!

Responder

    Carlos

    27 de março de 2010 às 23h01

    O policial está com colete preto, o que é comum entre os policais civis. E, mesmo sendo um polical militar, quantos trabalham no Palácio? Quantos trabalham a paisano, pois não há necessidade de fardamento em trabalho burocrático? Ele não poderia, simplesmente, estar saindo de seu turno, indo para casa? Alguém filmou ou fotografou ele do "outro lado"? Covardia é querer tirar conclusões idiotas de um fato lamentável.

    ademir

    28 de março de 2010 às 11h07

    Eu estava lá, fotografando, bem proximo a cena. Era um policial sim, e NÃO ESTAVA entre os manifestantes, muito menos "insuflando a violencia", como alguns comentaram, o rapaz estava entre os policiais, mas não usava colete, era uma mochila, parecia estar saindo do serviço ou algo assim, acho que devia trabalhar no palacio do governo…

Tarciso

27 de março de 2010 às 21h14

Se fosse um policial a paisana, devemos reconhecer que estava BEM apaisana, uma vez que até de barba por fazer estava.

Responder

Luciana

27 de março de 2010 às 21h07

Ma afinal, é um professor, um Policial Civil protestando ou Milico inflitrado???

Responder

Julio

27 de março de 2010 às 17h37

Não acredito que esse cidadão seja professor, para mim deve ser da P2 infiltrado.
O ideal seria confirmar a identidade do mesmo, e comprovar que é mesmo da classe.
Se não parecerá o oportunismo do PIG

Responder

MARCIO AP BASTOS

27 de março de 2010 às 17h33

ESTA FORTE, FOI FORTE, NAO A SER HUMANO POR MAIS SABIO, QUE NAO TREMEU …FORTE DEMAIS…

Responder

Paulo Monteiro

27 de março de 2010 às 16h20

Essa é tradução da expressão: "Uma imagem vale mais que mil palavras" Parabens ao professor!!

Responder

O Brasileiro

27 de março de 2010 às 19h12

Policial militar barbado e de mochila… hum… estranho!
Então a PM mudou muito nesses três anos em que estou fora de SP…
Antes de acreditar na PM dos cacetetes e do gás de pimenta, é melhor esperar eles apresentarem seu PM, com identificação!

Responder

KBLo

27 de março de 2010 às 19h10

caso seja mesmo um pm a paisana:

o FDP não queria passar por professor? passou…

Responder

marcia

27 de março de 2010 às 18h51

OS PROFESSORES SÃO PERSEGUIDOS, HUMILHADOS, BOICOTADOS, DESVALORIZADOS E AINDA POR CIMA NO PAÍS DA "D, PARA SEU ACÚMULO DE RIQUEZAS E VITALICIDADE NO PODER. EMOCRACIA" OUTROS TRABALHADORES, NO CASO A POLÍCIA ,QUE É FANTOCHE NAS MÃOS DESSE OPOSITOR DA LIBERDADE, JÁ QUE OS GRANDES SALÁRIOS E VANTAGENS SÃO DA ALTA CÚPULA(AQUELA QUE NÃO VAI À RUA COMBATER BANDIDO, MAS QUE FICA NA SALA COM AR CONDICIONADO LIGADO E A BUNDA COLADA NA CADEIRA GIRATÓRIA), É USADA PARA ABAFAR A VERDADE, VERDADE ESSA QUE A MÍDIA NÃO MOSTRA, NÃO DEBATE, NÃO INFORMA. A POLÍCIA ESQUECE QUE TAMBÉM É CLASSE TRABALHADORA E QUE DEVE APOIAR OS COMPANHEIROS. PROFESSORES, ESSA É A HORA!! POVO DE SÃO PAULO, DO BRASIL EXPULSEM ESSE ABUTRES, ESSES SANGUESSUGAS, ESSES ENCARNADOS DO MAL!! PARABÉNS MAGISTÉRIO PAULISTA!! TEMOS ORGULHO!

Responder

MÁRCIA ABRAMOVICH

27 de março de 2010 às 18h50

"PROFESSOR UNIDO, JAMAIS SERÁ VENCIDO!!! PROFESSOR NA RUA, A LUTA CONTINUA!!" SERRA E OS TUCANOS SÃO O CÂNCER DA POPULAÇÃO PAULISTA(DE QUALQUER NAÇÃO), SÃO A CHAGA DO MAL, A BRUTALIDADE, A TRUCULÊNCIA DA ELITE, A VONTADE DE QUE NÓS, TRABALHADORES E TRABALHADORAS DESSE PAÍS, SEJAMOS APENAS TAPETE DE ENTRADA PARA SEUS DESMANDOS.

Responder

    Conceição Lemes

    27 de março de 2010 às 16h16

    Márcia, preferimos que os comentários sejam em letras minúsculas; só em maiúsculas dificulta a leitura. Abs

Rogerio Braga

27 de março de 2010 às 18h35

Azenha, essa foto é capa do Jornal O Globo de hoje, ms não é citado como sendo um professor que soorre a policial. Torço que seja um professor e que isso sirve à PM ver que existe do outro lado pessoas do bem e que não inimigos que merecem a força das armas.

Responder

Dirce

27 de março de 2010 às 18h24

Não importa se era P2, no meio do povo, "vira professor". A foto é simbólica.
'

Responder

Fernando

27 de março de 2010 às 18h17

O cara é poliça.

Jamais um professor violentado ajudaria ao seu carrasco.

Responder

    Ramalho

    27 de março de 2010 às 20h04

    Os "poliça" também são violentados.

Maria Dirce

27 de março de 2010 às 17h59

Responder
João Humberto Venturini disse: 27/03/2010 às 13:38Oi Nassif: Eu estava lá e filmei algumas cenas da truculência da policia. Esta no youtube nesses endereços:

http://www.youtube.com/watch?v=RWzKFV6Bt7A

http://www.youtube.com/watch?v=3iDhh8ErpDc

http://www.youtube.com/watch?v=wVg0jIJ0geg
E também há o meu relato no meu blog, q tb esta postado esses vídeos e algumas fotos.

http://betobiologia.blogspot.com/

Obrigado
BETO

Responder

Maria Dirce

27 de março de 2010 às 17h53

Azenha veja esse vídeo da agressão nos professores
http://www.youtube.com/watch?v=RWzKFV6Bt7A

Responder

Sherlok

27 de março de 2010 às 17h51

Azenha, um abraço. Está foto tem que ser autenticada pela Apeosp. O combativo Sindicato dos Professores tem que vir a público e confirmar que a pessoa na foto, com trajes civis, trata-se , de fato, de um professor. Não há necessidade de revelar sua identidade. Há informações de que o " professor " trata-se de policial militar, denominado " P2' , ou seja, policial militar que, em tajes civis se infiltra em movimentos para fornecer informações ao Comando. Agora, caso a Apeosp ou o próprio " professor" confirme sua condição de manifestante solidário só me resta parabenizá-lo.

Responder

    Leonardo

    27 de março de 2010 às 21h33

    "Agora, caso a Apeosp ou o próprio " professor" confirme sua condição de manifestante solidário só me resta parabenizá-lo."

    E se for um PM auxiliando uma colega agredida na cara com uma paulada, não merece seus parabéns?

uberVU - social comments

27 de março de 2010 às 14h37

Social comments and analytics for this post…

This post was mentioned on Twitter by brunnoalbert: A foto escondida: professor carregando policial ferida! http://tinyurl.com/yapts5p

Responder

Fabio

27 de março de 2010 às 17h17

Têm certeza que é um professor? Ou estamos dando uma de PIG.

Responder

M.Pinto

27 de março de 2010 às 17h03

Outra versão: http://www.policiamilitar.sp.gov.br/inicial.asp?O

E agora? Só o próprio para esclarecer o fato.

Responder

Miriam

27 de março de 2010 às 16h58

Azenha, olha o esclarecimento da PM sobre a identidade da policial ferida e a de quem a socorreu, um policial à paisana, não um professor:

Policial é socorrida
Em manifestação de Professores.

Com relação à foto publicada na grande imprensa de uma policial sendo socorrida, a Polícia Militar esclarece que trata-se da Soldado Erika Cristina Moraes de Souza Canavezi, que foi ferida com uma paulada no rosto e que está sendo socorrida por um policial militar a paisana.

A policial foi atendida no Hospital Albert Ainsten medicada, liberada e passa bem.

A Polícia Militar agradece as manifestações de solidariedade.

http://www.polmil.sp.gov.br/inicial.asp?OPCAO_MEN

Responder

priscila presotto

27 de março de 2010 às 16h57

Foto emblemática!
Maravilhosa

Responder

João H. Venturini

27 de março de 2010 às 16h55

Eu estava ontem na manifestação dos professores que acabou com a violência da polícia contra nós. Fiz alguns vídeos dessa violência:

http://www.youtube.com/watch?v=RWzKFV6Bt7A

http://www.youtube.com/watch?v=3iDhh8ErpDc

http://www.youtube.com/watch?v=wVg0jIJ0geg

E tb há o meu relato junto com esses vídeos e fotos no meu blog:

http://betobiologia.blogspot.com/
Por favor, divulguem essas imagens, pois a mídia esta boicotando os professores.
Obrigado

Responder

Kadu

27 de março de 2010 às 16h53

Professor tem a função de ensinar não é. Esse aí da foto está ensinando muita coisa ao povo, basta abrir o coração e a mente para entender. Parabéns professor ainda sem nome!

Responder

Leider_Lincoln

27 de março de 2010 às 16h49

Me esqueci: a fonte da informação: http://www.policiamilitar.sp.gov.br/inicial.asp?O

Responder

Leider_Lincoln

27 de março de 2010 às 16h48

Segundo o Site da PM não é um professor, mas um PM "À PAISANA [ou seja um ESPIÃO]". Se isso for verdade, o autoritarismo do Serra chegou no seu limite. Impedir que ele seja eleito deixa de ser uma escolha e passa a ser um imperativo a qualquer um que defenda a liberdade. Imaginem o Serra no comando da ABIN, do Exército e da PF?
Dvorak, você que defende a liberdade com tanta ênfase e tão amiúde, está conosco?

Responder

Tweets that mention A foto escondida: professor carregando policial ferida | Viomundo - O que você não vê na mídia -- Topsy.com

27 de março de 2010 às 13h47

[…] This post was mentioned on Twitter by Natty. Natty said: RT @brunnoalbert: A foto escondida: professor carregando policial ferida! http://tinyurl.com/yapts5p […]

Responder

matinta

27 de março de 2010 às 16h46

essa foto é incrivel. linda mesmo!!

Responder

ruddy paz

27 de março de 2010 às 16h45

Segundo o G1, esse cara é um policial à paisana.

Responder

    Conceição Lemes

    27 de março de 2010 às 14h39

    Ruddy, quem fez a foto foi a Agência Estado e que deu a informação de que era professor.

    Gerson Carneiro

    27 de março de 2010 às 18h41

    Segundo o G1?!
    Ah tá. Deixa eu ir trabaiá.

Gerson Carneiro

27 de março de 2010 às 16h35

Gente, confesso: não resisti; chorei.

Responder

    O Brasileiro

    27 de março de 2010 às 17h25

    Eu também!
    A emoção gerada pelo ato de solidariedade é indescritível.
    Depois da brutalidade, do julgamento de um assassinato, a solidariedade fazendo renascer a esperança na espécie humana. E é essa esperança que nos faz levantar da cama e lutar todos os dias!

vitu

27 de março de 2010 às 16h35

Eu gostaria de saber se vcs apuraram tratar-se verdadeiramente de um professor. Para que amanha nao tenhamos dado um tiro no propio pe descubrindo tratar-se de um policial civil, o que de por si ja seria algo fantastico. Policial civil socorrendo um miltar cairia muito mal a alta culpula da PM.

Responder

    Conceição Lemes

    27 de março de 2010 às 13h38

    Vitu, a informação de que se trata de um professor é da própria Agência Estado, que fez a foto.

    Gerson Carneiro

    27 de março de 2010 às 16h52

    Pouco importa se se trata de um professor. Com certeza não se trata de um milico (que também é vítima) do Serra.

    Fábio

    27 de março de 2010 às 16h53

    Em Brasília, na manifestação contra o Arruda, o manifestante que estava deitado no chão sendo pisoteado por cavalos da PM foi arrastado por um PM infiltrado. Inclusive, há vídeos mostrando ele, o PM infiltrado, conversando com o comandante da operação desastrada. Também acho interessante verificar.

    M.Pinto

    27 de março de 2010 às 17h13

    Segundo o site da PM de São Paulo, tratou-se de um PM a paisana. Somente o próprio para esclarecer a verdade.

Gerson Carneiro

27 de março de 2010 às 16h34

Sêde (de ódio do PIG) não é nada: Imagem é tudo.

No G1 essa foi a imagem escolhida para demonstrar a truculência "de um pequeno grupo de profesores".

É o caleidoscópio maluco onde cada um ver o que deseja enxergar. Exceto quem deseja enxergar a verdade.

Responder

    Joao Barbosa

    28 de março de 2010 às 11h14

    E por acaso a foto não mostra uma policial, agredida covardemente por manifestantes trogloditas e truculentos, a ponto de ir para um hospital? E por acaso não sabiam que a polícia teria a obrigação de não deixar a manifestação ir até o palacio do governo, já que isso é proibido por lei, e a apoesp sabia disso perfeitamente? De quem é a culpa então?

Leider_Lincoln

27 de março de 2010 às 16h34

Foto belíssima, coisa para envergonhar os policiais e encher de orgulho os professores e quem ainda acredita na espécie humana.

Responder

Marcelo P.

27 de março de 2010 às 16h29

Perfeito, Conceição.
Merecia capa.
Merece prêmio.
Merece entrar para a história.
Valeu, Clayton de Souza.

Responder

Douglas O. Tôrres

27 de março de 2010 às 16h27

Esta foto esta se espalhando na rede,em especial na blogosfera,a imagem fala por si,sem comentários.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.