VIOMUNDO

Diário da Resistência


Vox/CUT: 65% rejeitam reforma da Previdência e 70% estão insatisfeitos com o Brasil de Bolsonaro
Charge: Vitor Teixeira
Política

Vox/CUT: 65% rejeitam reforma da Previdência e 70% estão insatisfeitos com o Brasil de Bolsonaro


10/04/2019 - 15h51

CUT/Vox: 70% dos brasileiros estão insatisfeitos com o Brasil de Bolsonaro

Com a estagnação econômica, aumento do desemprego e fim de direitos, percentual de insatisfeitos com relação ao país cresce junto com o dos que acham que o Brasil está no caminho errado

Marize Muniz, no site da CUT

Três meses após Jair Bolsonaro (PSL) assumir o governo, o desânimo e a insatisfação tomaram conta dos brasileiros.

De acordo com a pesquisa CUT/Vox populi, subiu de 46% para 70% o percentual de brasileiros insatisfeitos com relação ao Brasil, entre setembro do ano passado, antes da eleição, e abril deste ano, após cem dias de mandato de Bolsonaro.

Do total, 53% declararam estar insatisfeitos e 17% muito insatisfeitos.

Outros 26% disseram que estão satisfeitos, somente 2% muito satisfeitos e 2% não souberam ou não quiseram responder.

Entre os entrevistados que se consideram anti-Bolsonaro, o percentual de insatisfação é maior do que a média geral: 55% estão insatisfeitos e 26% muito insatisfeitos, totalizando 81% de insatisfação com o Brasil.

A insatisfação com o Brasil é grande até entre os que se declararam apoiadores de Bolsonaro: 44% estão insatisfeitos e 10% muito insatisfeitos – 54% no total.

As piores medidas

Entre as propostas do governo mais reprovadas pela população estão a diminuição dos direitos trabalhistas, com 73% de reprovação; o fim do aumento real do salário mínimo, reprovado por 68% dos brasileiros; e a reforma da Previdência (65% são contra).

O acúmulo de notícias ruins na área econômica aumentou o medo de perder o emprego e também o de não conseguir se aposentar e, consequentemente, cresce a cada dia a insatisfação com o Brasil e com os rumos que o país está tomando, na avaliação do presidente da CUT, Vagner Freitas.

Ele se refere a notícias recentes como a sexta redução da estimativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – que caiu de 1,98% para 1,97% este ano; a queda no Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que recuou 1,8 ponto de fevereiro para março – indicador caiu para 97,2 pontos, em uma escala de zero a 200, o menor nível desde dezembro passado; e os recordes de desemprego – em fevereiro país tinha 13,1 milhões de trabalhadores.

“É impossível estar satisfeito com essa conjuntura, com a paralisia da economia. Alie a isso as propostas do governo Bolsonaro – todas tiram direitos sociais e trabalhistas da classe trabalhadora e beneficiam os empresários – e está criado o quadro de insatisfação”.

“As pessoas estão perdendo as esperanças de uma recolocação, de um emprego decente, de uma vida melhor. Isso é o resultado dos cem dias de desgoverno Bolsonaro”, diz Vagner.

As chances da vida melhorar

Logo após as eleições, em outubro de 2018, 56% dos brasileiros acreditavam que suas vidas e a de suas famílias iriam melhorar. Após três meses de governo Bolsonaro, esse número despencou para 22%, revela a última rodada da pesquisa CUT/Vox Populi.

Os percentuais dos que tinham esperança de uma vida melhor despencaram também entre os pró-Bolsonaro após cem dias de governo. Apenas 44% ainda têm expectativas positivas – em outubro o índice era de 85%. Outros 7% acham que a vida vai piorar e 49% que vai ficar tudo como está.

Os anti-Bolsonaro estão ainda mais pessimistas. A vida piorou para 52% dos entrevistados; melhorou para 7% e ficou igual para 40%.

Apesar da piora na expectativa após três meses de gestão, os brasileiros ainda acham que tudo pode mudar até o fim do ano. Segundo a CUT-Vox, 55% acham que até o fim de 2019 as suas vidas e as de suas famílias vão melhorar; 18% aposta na piora; e 27% que vai ficar tudo igual.

Entre os anti-Bolsonaro, os percentuais são: 27% acreditam em melhora, 40% em piora e 33% acham que vai ficar tudo igual.

Entre os pró-Bolsonaro, as expectativas aumentam ainda mais: 82% acreditam que até o fim do ano a vida vai melhorar; 16% que vai ficar igual e apenas 3% que vai piorar.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

11 de abril de 2019 às 23h26

Observe-se o nível de Ódio Fanático
que Jair Bolsonaro vem despertando:

Representação protocolada por representantes da Organização Sionista do Rio Grande do Sul foi arquivada pelo Ministério Público que entende
que uniforme do Palestino não infringe legislação brasileira

Organização Sionista do Rio Grande do Sul protestou
contra o uso do uniforme do Time de Futebol Chileno
no jogo contra o Internacional em Porto Alegre=RS

Segundo o presidente da Federação Israelita do Rio Grande do Sul, Sebastian Watenberg, a manifestação da Organização Sionista do Rio Grande do Sul não representa o sentimento de toda a comunidade judaica do Estado, pontuando a relação harmoniosa com a comunidade palestina local e apontando divergências entre as entidades judaicas acerca do tema:

“Temos muito respeito e cuidamos muito de nossa imagem
e da relação harmoniosa que a gente tem
com a comunidade palestina local
e com a qual temos um diálogo
bastante avançado e pacífico.
Queria frisar esse ponto:
a Organização Sionista atua
como representante da direita israelense,
mais precisamente o Likud (partido
do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu),
e não tem legitimidade para falar em nome da comunidade judaica.
Temos severas divergências com eles”,
afirmou Watenberg.

O Club Deportivo Palestino foi fundado em 20 de Agosto de 1920, na cidade de Santiago do Chile.
Suas cores são o verde, vermelho, preto e branco,
em homenagem à Cultura Palestina.
No Chile existe a maior colônia palestina do mundo, vivendo no país cerca de 350.000 palestinos.

O Palestino já foi campeão chileno em duas oportunidades, em 1955 e 1978, e também da Copa Chile em 1975, 1977 e 2018.

Em 1955, o clube ganhou seu primeiro campeonato nacional.
Em 1978 conquistou pela segunda vez sendo liderada pelo chileno Elías Figueroa, ex-zagueiro e ídolo do Inter de Porto Alegre.

https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/geral/minist%C3%A9rio-p%C3%BAblico-entende-que-uniforme-do-palestino-n%C3%A3o-infringe-legisla%C3%A7%C3%A3o-brasileira-1.331890

Responder

Jardel

11 de abril de 2019 às 01h47

O que fica mais que evidente é que o laranjal da família Bozo, a estreita proximidade do Bozo com os milicianos assassinos de Marielle e a farra das contratações de funcionários fantasma nos gabinetes, está sendo solenemente abafada pela grande mídia.

Queria ver se o Adélio Bispo fosse vizinho do Lula… Queria ver se o filho do Lula tivesse namorado a filha do Adélio Bispo… Queria ver se tivesse um Queiroz “empregado” no gabinete de um petista…
Queria ver se a mãe e a mulher do Adélio Bispo estivesse “empregada” no gabinete de um petista…

Estamos sendo governados por gangues de milicianos e laranjeiros enquanto a Globo, a BAND, o Estadão, a Folha etc. estão preocupados com a Venezuela…

Responder

Jaider.

10 de abril de 2019 às 19h30

Bando de cretinos, pesquisa fajuta, só tem três meses de governo. Ele está tentando dar um novo rumo ao País que estava um caos de tanta roubalheira. Tem que esperar um ano pra avaliar os resultados.

Responder

    Jardel

    12 de abril de 2019 às 17h06

    Ah, tá… Agora com milicianos, laranjeiros e funcionários fantasmas nos gabinetes a coisa vai.
    O Moro disse no exterior que o caixa 2 é pior do que a corrupção, no entanto perdoou o Onix Lorenzoni…
    Só idiotas como você acreditam na “honestidade”” desses caras.
    Quando é que o Moro vai investigar o Flávio Bozo e o seu pupilo Queiroz? No dia 31 de fevereiro?
    O que a mãe e a mulher do miliciano assassino estavam fazendo “empregadas” no gabinete do Bozo filho? Quem paga essa merda somos nós, seu cretino!

Zé Maria

10 de abril de 2019 às 19h29

A Mídia da Direita Tradicional adora fazer comparações entre a Administração da Economia do País e o controle das despesas domésticas do trabalhador comum.

Pois bem, a migração da Previdência Coletiva por Repartição (Social e Solidária) para o Regime de Capitalização (individual), proposta pelo Guedes, provocará a cessação abrupta da arrecadação das contribuições à Previdência Social, tornando-a
deficitária até a Extinção, o que significaria, aí sim, a inadimplência total do pagamento dos benefícios previdenciários a aposentados e pensionistas.

Nesse caso, poderia ser comparada sim, por exemplo, a uma conta-salário que o trabalhador tem no banco programada para débito automático na data de vencimento da tarifa de Luz consumida na casa da filha dele.

Paralelamente, o trabalhador abre uma conta-poupança e repentinamente começa a transferir para essa todo o salário mensal no momento em que cai na outra conta, sem deixar um centavo sequer para pagamento do débito programado.

Portanto, esse trabalhador ficará, mês a mês, inadimplente em relação àquela tarifa, até que chegará a um ponto em que a companhia de distribuição de energia elétrica suspenderá o fornecimento de luz para a casa da filha dele.

Assim, pela proposta do Guedes, conforme for ocorrendo a migração para a Capitalização (individual), não mais haverá contribuição ao regime previdenciário atual – público, coletivo e solidário – e @s [email protected] e pensionistas do INSS vão ficar sem luz.

Responder

joão bravo

10 de abril de 2019 às 19h06

O Presidente Bolsonaro vai visitar um hospício e é recebido por uma comissão de pacientes.

– Viva o Presidente! Viva o Presidente! – gritavam eles, entusiasmados.

Ao ver um dos doidos da comissão calado, um dos assessores do Presidente, aborda-o e pergunta:
– E você, porque é que não está gritando: “Viva o Presidente”?
– Por que não sou louco, sou o médico!

Responder

joão bravo

10 de abril de 2019 às 18h33

A mulher chega em casa e percebe que seu marido está nervoso e pergunta:
– o que houve bem?
– a minha empresa quer que eu vá ainda hoje até a filial, já providenciaram passagens aéreas e tudo, mas estou com medo e pressentindo algo ruim, sei lá, avião com aquelas latas grudadas só com rebites,e depois se Deus quisesse que o homem voasse tinha lhe dado um par de asas.
– que é isso lucas, faz o seguinte, fecha os olhos e abre esta bíblia aleatoriamente, depois torne a abrir os olhos e leia, vai por mim, você vai se sentir melhor.
E assim ele fez, caiu em Lucas 23:43, ele então sorriu para sua mulher e disse:
– deu certo, é para mim, é para mim, caiu justamente em lucas, que legal mulher você é um gênio.
– leia em voz alta então:
– lucas 23:43 “em verdade vos digo que ainda hoje estarás comigo no paraiso”.

Responder

joão bravo

10 de abril de 2019 às 18h27

Bolsonaro se elegeu em segundo turno com 55,13% dos votos válidos e, passados apenas cem dias, está com 70% de reprovação,é muito.

Responder

    Jardel

    11 de abril de 2019 às 13h55

    Isso se dá porque ele criou muita expectativa na cabeça desses coxinhas imbecis. Acharam que o Bozo era um mito… Por aí dá pra perceber a grande decepção.
    A ficha tá caindo e o mito virou mico. É bom Jair se acostumando, heheheh

marcosomag

10 de abril de 2019 às 18h16

Aumentar a pressão até derrubá-lo e trazer o Brasil de volta para o povo brasileiro. Quanto aos lavajateiros, prisão por longo período em um presídio federal. É claro, com estes traidores da Pátria tendo que plantar e colher caso queiram comer e cavando um poço com as próprias mãos caso queiram beber água.

Responder

Zé Maria

10 de abril de 2019 às 16h33

A Coisa tá tão feia pro Coiso e as Milícias Governamentais
que o Guedes e o ministréco já estão apelando pro Kk,
a Regina Duarte e a Ana Tombo na Sapucaí, pra fazerem
propaganda gratuita(?) do (des) governo Jair Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

10 de abril de 2019 às 16h23

https://twitter.com/JornaldoBrasil/status/1116038134813417473

“Eu vivo em prisão domiciliar
sem tornozeleira eletrônica.”
Foi a frase usada por Jair Bolsonaro
para definir seu cotidiano e isolamento político
nos cem primeiros dias de mandato.

https://t.co/lvtMz69g6K

O Chefe de Milícias, que deveria estar na Cadeia,
cumprindo pena de 30 Anos de Reclusão,
para fins de Ressocialização, ainda reclama.

Responder

lulipe

10 de abril de 2019 às 16h07

Pesquisa do Vox Populi encomendada pela CUT??? É pra rir?

Responder

    Jardel

    11 de abril de 2019 às 01h06

    Tens razão, coxinha, ta todo mundo adorando o Bozo.
    Esses bozomaníacos vivem no mundo da Terra plana mesmo…

    Ronald

    16 de abril de 2019 às 09h55

    Melhor Jair renunciando !!!!!!!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.