Rossi cai atirando: Só um sujeito pauta a Veja e a Folha

Tempo de leitura: 2 min

Política| 17/08/2011 | Copyleft

Ministro pede demissão e diz que ‘político’ pautou denúncias da mídia

Alvo de denúncias de corrupção, ministro Wagner Rossi, da Agricultura, pede demissão. Em carta enviada à presidenta Dilma Rousseff, diz que foi alvo de uma suposta “campanha” da mídia e que só “um político brasileiro” conseguiria pautar Veja e Folha de S. Paulo, que lhe fizeram acusações. Segundo assessor direto, alusão foi a José Serra (PSDB). Dilma diz “lamentar” que Rossi não tenha contado com “presunção da inocência”.

André Barrocal, na Carta Maior

BRASÍLIA – O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, pediu demissão nesta quarta-feira (17/08) dizendo-se vítima de uma “campanha sórdida” empreendida por uma “parte podre da imprensa” e, particularmente, por dois órgãos de comunicação, por trás dos quais estaria “um político brasileiro”.

“Sei de onde partiu a campanha contra mim. Só um político brasileiro tem capacidade de pautar ‘Veja’ e ‘Folha’ e de acumular tantas maldades fazendo com que reiterem e requentem mentiras e matérias que não se sustentam por tantos dias”, afirma Rossi, na carta de demissão que mandou à presidenta Dilma Rousseff. O texto foi divulgado pela assessoria de imprensa do ministério.

Segundo um auxiliar direto de Rossi, o “político brasileiro” em questão seria o ex-governador de São Paulo e presidenciável derrotado por Dilma no ano passado, José Serra, do PSDB.

Indicado pelo vice-presidente da República, Michel Temer, Rossi, que também é do PMDB, está na mira de denúncias de corrupção há cerca de um mês.

Tudo começou com a demissão de um ex-diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) pego em ato irregular. Exonerado, Oscar Jucá Neto deu entrevista à revista Veja acusando Rossi de corrupto. Daí em diante, o ministro e auxiliares não tiveram mais sossego.

A gota d’água foi a publicação, nessa terça-feira (17/08), de reportagem do jornal Correio Braziliense, segundo a qual Rossi teria usado um jatinho de uma empresa do setor agrícola em troca de favorecimento a ela.

Na carta de demissão, Rossi disse que o faz em atendimento a um “carinhoso ultimato” da esposa e dos filhos.

O substituto dele, por ora, será o secretário-executivo José Gerardo Fontelles, servidor público de carreira que assumiu o cargo nessa terça-feira. Ele substituiu Milton Ortolan, que pediu demissão depois de uma reportagem dizer que ele permitia – e tirava proveito de – a ação de um lobista dentro do ministério.

Em nota oficial divulgada pela assessoria de imprensa da presidência, Dilma Rousseff disse que “lamenta profundamente” a saída de Rossi e que também lamenta “que o ministro não tenha contado com o princípio da presunção da inocência diante de denúncias contra ele desferidas.”

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Novidade: Prefeitura de São Paulo a serviço da especulação imobiliária | Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Ex-ministro, ao cair: Quem é que pauta a Veja e a Folha?   […]

manuel santana

O Atual Secretário Executivo do MAPA, não é servidor público publico de carreira como tem afirmado a imprensa, ao menos que tenha prestado novo concurso público após ser desligado da CONAB em 1998.

Morvan

Bom dia.
A saída do Sr. Rossi tem ao menos esta virtude: discute o poder do PIG em determinar quem é probo e quem não o é, ou seja, quando fulano trabalhava para Governo piguento, jamais teve sua conduta questionada. Ao passar a trabalhar nos Governos anti-PIG, automaticamente estas pessoas se maculam; incrível, heim?
Renan Calheiros é um exemplo desta assertiva. Há vários.
O ex-Presidente Itamar Franco tinha uma estratégia que poderia servir à Presidente Dilma e a seus comandados: quando Henrique Hargreaves, Chefe da Casa Civil (sempre a Casa Civil! Estranho… ) da então gestão citada, foi posto em desgraça, Itamar afastou-o até que se houvesse provada a sua inocência, o que viria, de fato a acontecer, tendo o Sr. Hargreaves reassumido em seguida o seu posto.
Não adianta ficar a lamentar o acusado não ter usufruído da presunção de inocência, pois para o PIG tal instituto só vale para os seus. Para os inimigos, o banimento moral. A máquina de massacrar biografias do PIG a pleno vapor… para os apaniguados, tudo; para os inimigos, a máquina de propaganda do PIG.

Morvan, Usuário Linux #433640

Alexandre Araújo

Não confio em polpitico nenhum, porém, confio muito menos na Veja, Globo e Folha. Se o político for espeto, de hoje em diante, só aceita dar entrevista através de questionários enviados via e-mail, do estilo que a Petrobrás fez em 2008.

Estadão fala em complô na capa, mas não explica aos leitores « Ficha Corrida

[…] não o trecho essencial. Concordem ou não com as acusações, como notou o repórter André Barrocal, da Carta Maior, que trabalha em Brasília, Rossi fez uma acusação velada ao ex-governador paulista José […]

João PR

Leitores lúcidos do viomundo e trolls de plantão.

Existe algo no direito chamado presunção de inocência. Não sou advogado do ex-Ministro Rossi, nem do Governo Dilma, mas o que a mídia faz é um assassinato de reputações.

Depois do mal feito, um "erramos" dois anos depois, e por ordem judicial, não repara o mal causado. Lembremos do caso da Escola de Base em São Paulo: a mídia destruiu a vida dos donos da Escola, e depois descobriram que eles nada tinham a ver com a suposta agressão contra as crianças.

A mídia tem que ser mais honesta. Isto é muito difícil em tempos que um Murdoch tem o dominio de conglomerados midiáticos mundo afora, e alguns dos nossos "veículos de desinformação" seguem a cartilha do mesmo.

Caso eu fosse o ex-Ministro Rossi entraria na Justiça, pois as respostas que o mesmo deu em entrevista não foram publicadas. Não houve o direito ao contraditório na abordagem que deram na matéria. Isso é assassinato de reputação. E, se formos inteligentes, veremos que há um político, de São Paulo, que é especialista neste assunto. Será que ele está por trás de mais esta?

    Wildner Arcanjo

    Isso é comum em nossa Imprenza Tupiniquim, depois nem dizer que fizeram caca eles dizem. Fica o estrago moral e ninguém é punido. Tudo em nome de um suposto direito de informar que é soberano (e só da imprensa ao que parece).

Regina Braga

O Cerra não pauta a grande mídia, ele só gosta de dossiê e a mídia gosta dos dossiês do Cerra…È mais ou menos como o Cameron e o Murdoch…Uma liga só.

    Lucas

    Concordo. A mídia só apoia o Serra porque no momento os interesses de ambos são concorrentes (ver um político mais conservador presidente). Se algum dia o Serra resolver fazer algo que seja contra os interesses Abril, Globo ou afins, então vai ser deixado à míngua, como Alckmin foi deixado em 2008.

Estadão fala em complô na capa, mas não explica aos leitores | Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] não o trecho essencial. Concordem ou não com as acusações, como notou o repórter André Barrocal, da Carta Maior, que trabalha em Brasília, Rossi fez uma acusação velada ao ex-governador paulista José […]

Zé Fake

É dona Dilma, abriu a porta no caso do Palocci, agora aguenta.

“O PSD nasceu para fazer o Brasil cada vez mais avançado e mais justo” | Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Ex-ministro: Quem é que pauta a Folha e a Veja? […]

Lula: Discutir 2014 é “imbecilidade” | Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Ministro demitido: Quem é que pauta a Folha e a Veja?   […]

Alexei_Alves

Eu continuo achando que a Veja e a FSP é que mandam no Serra e não o contrário.

Marco Túlio

Certo que a mídia conservadora não é nada confiável, mas nem por isso a gente precisa ser cego.
As empresas, emissoras de rádio, casas e fazendas que, segundo consta ele adquiriu, foi o Serra que pôs no nome dele só para poder perseguí-lo?
O fato é que o PMDB atual cheira muito mal, a começar pelo seu cacique-mor e a terminar por seu fisiologismo escatológico.
Por exemplo que vem a calhar, no Paraná, pasmem, fazem agora parte da base de apoio aos tucanos, afinal, fora do poder não há cargos e fica difícil locupletar-se às custas da sociedade.
Agora, em todas essas encrencas com ministros pode haver um dedo dando um empurrãozinho sim.
Mas acho que nem são os tucanos (Serra, então, tá mais fora do jogo que o 9 em jogo de truco) e sim alguma sangrenta disputa interna (se alguém falar que eu insiunuei que é conspiração da Campo Majoritário, eu nego) no PT. Não é por nada que Lula está tentando "oxigenar" o partido em SP, com "caras novas", tipo o Ministro Haddad.
Enfim…salve-se quem puder.
E bom resto de dia a todos.

    Vinícius

    Churrasco contra o Derosso sábado, 14 horas, no estacionamento da Câmara Municipal de Curitiba!

    Marco Túlio

    Estaremos lá, com chuva ou sem chuva.
    Esse é outro filhote de coisa ruim que temos que tirar da política antes que cresça e continue a alimentar a oligarquia sanguessuga paranaense.
    Valeu, Vinícius.

Ben

O Anão C.M.Neto, o Demo, o Agripa e o Álvaro Botox Dias deveriam propor uma CPI no Congresso Lamaçal com a finalidade de expulsar todos os corruptos (216 dep.federais e 34 senadores). Toda esta corrupção no governo são orquestradas por deputados e senadores indicados pelos partidos.

Marcelo de Matos

O UOL acaba de noticiar: “Caso aceite comandar a futura Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que terá status de ministério, Luiza Trajano, do Magazine Luiza, deve abrir mão do salário do cargo”. Ah, ah, ah! Se não tem interesse nos polpudos subsídios (ou vencimentos) – nem dá para chamar aquilo de salário – por que iria assumir a Secretaria? Só para ser mais uma vítima das campanhas de fritura de ministros promovidas pelo PIG? Ou para receber as críticas ácidas da ultra-esquerda e de alguns blogueiros? Não dá. É muita responsabilidade. Ser ministro em governo petista é o mesmo que ser embaixador no Afeganistão. O pessoal faz uma incrível corrente para derrubar o ministro como se, a partir de sua queda, a moralidade nacional fosse totalmente restaurada. Ora, ninguém é insubstituível, em nenhum aspecto, meus caros.

José Bsb

Se o Serra pauta a veja e a folha eu não sei. Mas que esses dois veículos são contemplados pela generosidade do PSDB as custas do dinheiro do contribuinte paulista ninguém pode negar. E depois "chapa branca" são os outros.

Jairo_Beraldo

O Rossi já sabe das minas terrestres instaladas contra a Dilma…será que ela acredita nisso???

Fernando

Não sei se o Rossi era corrupto, sei que fez uma péssima gestão no Ministério, orientando-o para o agronegócio exportador.

Tomara que o novo ministro seja mais alinhado com a agricultura familiar ecológica.

@anabellbar

Serra e Imprensa, um crime quase perfeito!

Luiz Carlos, o velho

Assim não não dá. Estão entregando o ouro para o bandido. O PIG não vai dar trégua: Mendes Ribeiro, vejam só, ficou pobre fazendo política, de acordo com sua declaração de de bens já nas mãos do PIG.
Na última eleição, Mendes Ribeiro informou ter um patrimônio de 382 800 reais. Em 2006, ele tinha 569 700 . Ou seja, teve uma queda de 32% no período. Mesmo em 2002, ele já tinha em bens mais do que tem hoje: 474 500 reais.
Alguém aí, em sã consciência acredita nisso?
Ou seja, se a VEJA se interessar, é mais um pro brejo.

EUNAOSABIA

Essa turma de Looney Tunes não se emenda mesmo…

O Patolino fala suas costumeiras e dantescas inutilidades, e o Frajola lhe dá um replay…""onde eu posso ver os gols do domingo… bla bla bla…."""… é claro… não poderia faltar o coyote…(aquele lobo que corre atrás do papa léguas)….com suas bobagens completamente sem serventia, a não ser servir de motivos de risadas neste espaço….me refiro claro ao mata trolls… são uns pândegos mesmo….

Manos velhos…. a situação do país é grave…. a roubalheira e a corrupção são uma chaga da nação, mas nunca antes na história desse país, se roubou tanto e com total desfaçatez como no governo de Lula, essa é apenas uma das faces da sua herança maldita do Padim… tem na economia também….essa bolha de crédito e crise fiscal, se nada for feito… vão estourar em breve…

Morvan

Bom dia.
O PHA, conta, no seu Conversa Afiada, que o "Padim Cerra", incomodado com o trabalho da [excelente] jornalista Inês Nassif, no "Valor", teria comentado, segundo fonte que o PHA não divulga, por questões óbvias:

– "Por que um jornal de Economia trata de Política?"?
Pergunta exclusiva de quem nasceu "Gênio", sem dúvida.
Nós, pobres mortais, sempre vemos ligações indissociáveis entre economia e política…

Sugestão de elo de leitura:
Foi Cerra quem derrubou Rossi ?

Morvan, Usuário Linux #433640.

ADILSON SANTOS

O Bolinha de papel assassina possui um grande fã clube .

É o dogma esotérico : Os iguais se atraem.

O Bolinha de Papel assassina,(aquele que mora em uma Mansão pertencente a um doleiro , seu cúmplice na rapinagem do Ministério da Saúde) , precisa vir a público e mostrar seu diploma VÁLIDO NO BRASIL, de economista, já que da fossa onde habita , sempre ladra ou grunhe que é economista .

O Banana por quilo superfaturador de Ambulâncias , deveria vir a público e explicar como conseguiu cursar a Universidade Cornell ( uma das mais caras do mundo ) sendo , conforme seu proprio latido , " Filho de Feirante^"

O Pior Ministro da Saúde que o Brasil teve desde as Capitanias Hereditárias, deveria explicar como 5 BILHÕES DE REAIS , SUMIRAM do Ministério da saúde quando ele era Simulacro de Ministro .

Ou seja, existem muitas " dúvidas " sobre o passado do Meliante nacionalmente conhecido como Vampiro Brasileiro da Bolinha de Papel Assassina .

Nada que um interrogatório " Cientifico " não descubra

edv

Sem entrar no mérito do caso, existe um país, a Corruplândia, que tem 1 milhão de corruptos.
Destes, metade é de "alto nível": só roubam de bilhão pra cima, pois são neoliberais competentes, omde reina a " produtividade" e os "lucros derivativos"…
Os demais, excluídos desta " festa", roubam 3 merrécas aqui, traficam dólares numa ceroula ali, e vão assim roubando o " pão deles de cada dia" …
Todos ladrões, sem dúvida!
Mas adivinhe onde a míRdia concentra seu fogo?
De que lado ela estará?!
Não vou dar doce para quem adivinhar, pois não sou Cosme & Damião (ou mais colonizadamente, do Halloween do " me dá ou te sacaneio" )…
Mas a resposta é mais fácil do que roubar doce de criança…

Rafael

Fato é que o governo não pode ficar refém dessas denúncias, também não pode encobrir corrupção e com certeza Dilma combaterá a corrupção, mas em tudo isso que está acontecendo nada é por boa intenção, a imprensa não está fazendo denúncias por boa intenção é interesse político porque se fosse o psdb nada disso aconteceria seria encoberto, tudo abafado, o que a imprensa faz é jogo da oposição, é tentar desastabilizar a base e não resta nada à oposição a não ser as denúncias, o jogo do moralismo. Na verdade um falso moralismo, basta ver como trataram o caso do arruda, mensalão do dem. O governo tem que ir até o fim de todas as denúncias e quando provadas falsas pegar pesado, mostrar ao povo o jogo sujo que a mídia está fazendo. Só não pode ficar refém da mídia que é a verdadeira oposição hoje e com certeza vai pagar um preço bem caro por fazer política.

Henrique

Quem é o chefe da imprensa paulista?
Uma dica: foi o tucano que mais deu dinheiro (tudo está comprovado no DO de SP) para a imprensa paulista!

Fábio Rezende

A base não é boa. Sempre vai dar problema. A questão não é cair ou não cair; o Serra atuar ou não. Isso é política, assim como formar base. O problema é que na base há muita gente sem compromisso público. É um malabarismo terível.

Lucio

A discussão central entre os petistas nao é a corrupção, mas o uso de algemas nos "aliados"!

Esse tipo de coisa é a cara do Brasil realmente.

    ana

    A OAB sempre foi contra o uso de algemas. Assim como os magistrados.

    Lucio

    Mas o PT não era, quando os algemados eram os adversários políticos.

    O que voce diz a respeito?

    Obs.: O problema não é a discussão sobre o uso das algemas, ela pode ocorrer, normalmente. O que me deixa FULO da vida é que para alguns membros do governo, inclusive a Presidente, esse parece ser a pior coisa desse mar de lama todo.

Lucio

Mas é uma coisa engraçada vendo esses comentários…

O problema não são as denúncias e a corrupção em si, mas quem as denuncia.

Se nao fosse essa revista, quantos milhões nao estariam escorrendo pelo ralo desse "mar de lama diário"?

E o que a revista ainda nao descobriu?

Lucio

Ok, o cara é um santo injustiçado e é tudo culpa do PIG.

Agora os "progressistas" (militantes petistas) estão mais tranqüilos.

FrancoAtirador

.
.
O TROLL MANIPULADOR, SABUJO DO "REI",
pôs a quadrilha de "nicknames" e de perfis no ID
a atuar em ação muito bem coordenada, hoje.
.
.

NER

Azenha.
E pelos que acessei da imprensa "on line" só vi um Jornal (Gazeta do Povo) que publicou na integra a carta de demissão do Ministro Rossi. Não que eu seja um PMDBista, mas, acho, que em um país democratico quem deve mostrar a "prova" é quem denuncia. Assim é em um estado democrático e, como diz a Presidenta Dilma "lamento ainda que o Ministro não tenha contado com o princípio da presunção de inocência diante de denúncias contra ele desferidas." Quando o Minstro afirma "Sei de onde partiu a campanha contra mim. Só um político brasileiro tem capacidade de pautar “Veja” e “Folha” e de acumular tantas maldades fazendo com que reiterem e requentem mentiras e matérias que não se sustentam por tantos dias" bem que poderia também pedir "comprovação de prova", por um processo judicial.

EUNAOSABIA

O pior parte de toda essa opera bufa em forma de bandalheira, foi quando Dilma disse que sentia muito pela saída desse espertalhão…. se Dilma sente muito por um tipo de como esses…. tá explicado porque raspou o bolso dos aposentados a fim de dar dinheiro pra banqueiro….

    edv

    Pois então, sua inteligência opinativa é assim:
    Adora FHC e seus neoliberettes, que ferraram os nominados " vagabundos" aposentados |como ele próprio) e deu mais de 40% de taxa de juros aos banqueiros e agora vem " sarcasmar" a linha de governo que reduziu os juros para quase 8% (reverteu pela crise mundial) e mantém os ganhos dos "vagaposentados", liberando-os inclusive do imposto de renda.
    Continue usando esta sua "inteligëncia", que vc" vai loooonge" !

Marcelo de Matos

Esse texto diz tudo, ou quase. O que seria possível acrescentar? A CPMF, que eu sempre defendi, realmente seria um meio de minimizar a sonegação. O PIG, porém, à custa de algumas mentiras, conseguiu aboli-la. 1ª mentira: a CPMF aumenta o “custo Brasil”, ou seja, a carga tributária elevada faz com que aumente o preço dos produtos. Na verdade, o que aumenta o preço de produtos, como carros e combustíveis, é a formação de cartéis que alinham os preços e eliminam a concorrência. 2ª mentira: cada operação da PF que desmantela esquemas de uso de empresas laranja é tratado como episódio pontual. Na verdade, a prática parece bem corriqueira (vide Daslu). Deve haver grandes escritórios de advocacia que cuidam desses esquemas. Deve haver mais empresas laranja no país que empresas de verdade. Se não houvesse sonegação a carga tributária poderia ser diminuída consideravelmente.

Rodrigo Leme

Sim, o Serra pautou tudo tão bem com a Veja que inclusive contou com a participação dos ministros e equipe. Eles foram lá e falaram: "olha fulano, leva bola, que depois a gente publica". O cara foi lá e levou.

Vou dizer, esse povo da Veja é competente…jogada de mestre, combinando até com os russos.

E o Azenha, aó invés de dar eco às denúncias irrefutáveis, prefere dar eco a alguém que desvia o foco jogando a culpa "na imprensa". Não esperava menos. É parte do porque somos tão tolerantes com corrupção.

    Bruno

    "Combinar com os russos" foi boa!

    EUNAOSABIA

    Foram oito anos de tolerância com os bandidos corruptos, oito anos passando a mão na cabeça desses larápios espertalhões, foram oito anos criando ratos gigantes de duas patas…. não se acaba com uma herança maldita dessas do dia para noite… Dilma está no caminho certo pelo menos.

    ana

    foram mesmo. os anos fhc, aquele que vendeu o brasil e enfiou o dinheiro no…. bolso dele e dos amigos. inclusive agora o filho que não é filho terá direito à herança do ex-pai corno

    Paulo

    Porque são só 8 anos?
    Teria você esta idade ou não gosta de história?

    Marcelo de Matos

    Você não sabia e continua ignorando. Não foi Lula que "criou" esse pessoal. Eles estão na vida pública há muito tempo. Rossi, por exemplo, entre 1991 e 1994, foi titular da Secretaria de Transportes do governo Fleury, em São Paulo. É claro que naquela época o PIG não iria importuná-lo. A corja midiática só se preocupa com políticos do PT, ou seus aliados.

    Cronopio

    Faltou um engavetador geral da república…

    Panambi

    Rodrigo Leme e EUNUCOSABIA(piu-piu??): troll comentando troll – agora vai…

    Rafael

    Acho que o pior é responder os teus comentários.

    @AlessandroSeara

    Assim como foram oito anos do ilustre senhor FHC tolerando seres nebulosos como Eliseu Padilha, Sérgio Mota… oito anos tentando abafar a compra de votos para a emenda da reeleição, oito anos em que se tentou destruir a universidade pública, oito anos abafando todo e qualquer escândalo…

    Paulo

    Eu não entendi isto. Não vi defesa do Azenha, ele apenas relata a forma sórdida do PIG agir. Isto não é reportagem é editorial. Para se acusar tem-se que provar as acusações, pois caso contrário é leviandade e no Brasil a imprensa denigre a imagem de quem quiser e nada, absolutamente nada acontece. Para eles, o que importa são seus interesses e pronto.
    Em que provas se baseia para dizer que eas denúncias são irrefutáveis.
    Não nos esqueçamos da escola base e mais recente a Globo condenando e prendendo uma ex-funcionária do governo de forma leviana. Deu a notícia sem verificar sua veracidade. Desmentiu depois, mas o estrago já está feito. Lei de médios já!

    edv

    Vc táqui há tanto tempo e ainda não percebeu (ou finge) a seletividade da míRdia em, por ex., megaescandalizar os 3 mil dos Correios e abafar / apoiar os ~3,5 bilhões da Vale?
    E assim, apoiado por opiniões " irrefutáveis" como esta, eles, os conservadores "a serviço", vão, usando, num sentido inglês.. "fazendo" o Brasil e nós brasileiros…
    Como também você..

    danilo

    minha opiniao sobre estes comentarios de rodrigoleme e eunaumsabia eh q este espaco de discussao da esquerda, que contesta e mostra criticamente a realidade q nos eh imposta por interesses do capital, esta cumprindo seu papel com relevancia, incomodando os previlegiados ou aspirantes pra tanto.

    chega a ser comico le los.
    por favor,continuem…

Raphael Tsavkko

As desculpas pra justificar a corrupção no governo Dilma tão beirando o ridículo. Mentira, já passaram do limite! O Serra derrubou o Rossi? Claro! Faça-me o favor O cara é do PMDB, partido honestíssimo, não? Se ele tinha tanta munição assim pra atirar, qeu atirasse do cargo. Se fosse inocente não se entregava. Se bem que isto vale pra quem tem honra, e o PMDB é outra história…

Eduardo Guimarães

Essa turma que se vê aqui na internet achando o máximo que Dilma esteja demitindo quem ela mesma nomeou está no entorno mais próximo da presidenta, também. Uns para bajular, outros por medo, todos elogiam as vestes da rainha nua

    Raphael Tsavkko

    Esse é o ponto, com pressão ou não de PMDB e "base aliada", Dilma NOMEOU os caras. Corrupção deles é corrupção dela, opu melhor, do governo. Não tem desculpa.

Marcelo de Matos

Rossi tem lá suas razões. Como é que um político com 68 anos de idade e há tantos anos na vida pública, só agora é “pégo” em flagrante, como dizem os cariocas e nordestinos? Será que ele não praticava nenhuma irregularidade, por exemplo, quando entre 1991 e 1994 foi titular da Secretaria de Transportes do governo de São Paulo? Explica-se: enquanto o político está sob as asas tucanas goza do beneplácito das vejas e folhas da vida.

    Fabio SP

    É o que dá falar sem saber. Quércia governador de 1991 a 1994, sucedido por Fleury… ambos do PMDB.

    Então, inimigos mortais do PSDB…

    Dá uma pesquisada antes de falar bobagem.

    Paulo Roberto

    PMDB de SP "inimigo mortal" do PSDB? Papai Noel vai chega em novembro, não se esqueça de deixar a meia na janela…

    Ane

    Sem falar que o governador no período citado era o Fleury…

Operante Livre

Tô esperando para ver quando a Dilma vai fazer um strike e derrubar a Folha, a Veja e a Globo de uma só vez.
Antes que sobre só ela para o PIG derrubar e o Bernardo vá ser dirigente de grupo midiático.

leandro

"Aos amigos tudo, menos a honra." O que o minstro quis dizer com isso no final da carta? Estranho isso, parece uma confissão de que para os amigos tudo é permitido.

Marat

A corrupção, o clientelismo e o "lobby" estão em nosso DNA. O "lobby", por exemplo foi usado até na Carta de Caminha. Mas quem está dando as cartas nos últimos anos são os funcionários dos EEUU, lotados no PIG, no Senado, na Câmara e na PF.

    Luiz Carlos, o velho

    ''…quem está dando as cartas nos últimos anos são os funcionários dos EEUU, lotados no PIG(…) Quequeisso Marat? Um exemplo, umzinho só: No Ministério do Turismo A JUSTIÇA FEDERAL DE-TER-MI-NOU A PRISÃO DE 38 PESSOAS. Os delegados, no entanto, reclamam da preocupação oficial com o uso de algemas.”
    Entendeu Marat?
    Foi a Justiça quem determinou a prisão.
    Quem está dando as cartas ultimamente é o Ministério Público que, produzem provas e as remetem para a justiça que, por sua vez dá o encaminhamento legal, transformando estas provas em processo.

    Marat

    Meu velho Luiz Carlos, pela seletividade (há tantos anos), fica óbvio o foco dos lacaios do império do IV Reich. Você pediu um exemplo, ai vai, do pig: Ali Kamel. Dou mais um exemplo, de lambuja: Heráclito Fortes.
    PS.: Não sou contra prisões e algemas, sou contra o Gilmar Mendes e os membros da PF que têm preferências…

Ze Duarte

Como sempre cai um ministro porque é muito honesto e muito bom, sempre injustiça, sempre culpa da mídia…

leandro

A veja não derruba ninguem, ele caiu sozinho. Se são inverdades, processe a revista, mostre a ficha limpa. Essa historia de dizer que tá sendo perseguido já tá gasta e todos eles usam essa desculpa padrão. Basta desmascarar a revista e pronto. Mas, pelo visto, não é tão simples assim. Vai andar de jatinho de empresa de agronegócio, vai. Dessa vez a raposa e a galinha viajaram juntas.

    Bruno

    A pergunta é bem simples: ele estava no jatinho? Se estava, o assunto morre.

    Por falar nisto, o Sérgio Cabral é especialista em pegar carona com industriais/especuladores bilionários. Não dá pra derrubar ele também?

    leandro

    Poxa…ia ser bom demais derrubar o sergio cabral..ta destruindo o rio com o paes…ia ser a melhor noticia da decada para o estado do rio.

Luiz Carlos, o velho

A presidenta reclamou da não observação do princípio da inocência presumida. Embora nossos jurisconsultos tenham entendido assim, a verdade é que, não está dito no texto constitucional que todo ACUSADO se presumirá inocente, até que seja condenado, mas sim que NINGUÉM SERÁ CONSIDERADO CULPADO até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória. Não se consagra assim, propriamente o princípio da presunção da inocência, mas sim o da desconsideração prévia da culpabilidade. Só se pode admitir a presunção de inocência do acusado ocasional que houvesse negado a prática do delito, e mesmo assim somente enquanto não se reunisse prova indiciária contra ele. Neste entendimento , A INSTAURAÇÃO DO PROCESSO CRIMINAL AUTORIZARIA QUE SE PRESUMISSE A CULPA Do IMPUTADO, E NÃO SUA INOCÊNCIA.
A interpretação dos exegetas brasileiros nos conduz a absurdos como, por exemplo; o autor de um homicídio em público ou confesso, ser inocente até o julgamento final.
''vide o caso Pimenta Neves''

    Alexei_Alves

    Todo esse malabarismo para tentar nos convencer que 2 vezes 5 é diferente de 5 vezes 2.

Leider_Lincoln

Ah, a dialética: ela ensina que numa hora a Veja/Folha/Globo atiram na direita que apoia a Dilma, mas na seguinte, esta direita apela e atira de volta… De repente, as empresas que antes apoiam estes troços, ao verem o ministério da Dilma, cada vez mais a esquerda, vê que patrocina tiro no pé e a própria Dilma vê que não dar para ir aos aniversários dos inimigos, que precisa de quem a elegeu. E aí, meus caros, a casa cai, mas para eles!

    Raphael Tsavkko

    Verem que ministério cada vez mais a esquerda? só se for esquerda do lado da mesa do restaurante de luxo!

leandro

Mas se tem um politico por tras e é adversário, porque não dá o nome? E isso muda o fato admitido da carona num jatinho de uma empresa de agronegócio? Mas, isso ele achou normal, diz que é natural a galinha andar junto com a raposa.

    luiz pinheiro

    leandro,
    serrá possível que voce ainda não sabe qual é o político que edita a Veja e a Folha?
    mais explícito do que o Rossi foi é impossível…

    augusto

    Andar no jatinho das empresas que ganham algo dos investimentos publicos é o q mais tem de norte a sul. E nunca foi considerado grande pecado pra ninguem. Mas agora interessava. Como tem ministro burro e ingenuo.

Gerson Carneiro

O Serra arma nos bastidores e as "vítimas" mansamente se entregam.

Se assim for:
1. Ou é muita fraqueza, ou é muita inocência, das "vítimas";
2. O Serra sabe o que faz.

Paciência.

Pedro Luiz Paredes

O problema não é um ou outro cair.
O problema é só um ou outro cair.
José Serra é carta dora do baralho.

ZePovinho

OS ALQUIMISTAS DA ÉTICA

Mais de R$ 1 bilhão sonegados à receita por uma rede de 300 empresas da área química desdobraram-se em saldos em paraísos fiscais, iates, ilhas paradisíacas, mansões, carros de luxo. Essa transmutação do que seria direito público em lucro privado foi interrompida pela operação 'Alquimia', da PF. Na mesma 4º feira caía o quarto ministro do governo Dilma, acusado de corrupção. O duplo episódio suscita considerações. A primeira diz respeito à extensão do golpe desvelado pela PF. Trata-se de predação superlativa, comparativamente ao abominável varejo do afano feito de porcentagens, nepotismo e caronas em jatinhos. A outra remete à alquimia jornalística. Nossos ‘News of de World' costumam reservar à política e instituições públicas o rigor de um torquemada. Ótimo. Dobram-se, todavia, quando o malfeito emerge dos mercados. Assim é que o neoudenismo reverbera agora as defecções ministeriais como start para o coro do ‘mar de lama', com o qual tenta ofuscar a superioridade histórica do ciclo presidencial do PT. Nada remotamente próximo ocorre quando o escândalo frequenta a ponta do dinheiro. Do que se trata, afinal, a crise financeira se não de escandaloso intercurso de corrupção entre corporações opacas, governos complacentes e auditorias amigáveis? Mitigam nossos torquenadas o que é sistêmico em exceção. Assim trataram o caso Enron. Sétima maior empresa dos EUA, suas ações foram avaliadas em US$ 85 e assim recomendadas em 12/07/2001 pelo Morgan Stanley; em 9 /10/2001 a Merryl Linch ajuizou-as em US 45. Em 02/12/ 2001, a Enron quebrou. Quem se fiou na auditoria da Arthur Andersen, que por 10 anos atestou a excelência financeira da fraude,viu ações virarem pó. O mesmo se deu com a Goldman Sachs. Pouco antes da explosão das subprimes, a pretigiada casa recomendou a compra de títulos podres dos quais sua própria tesouraria se desfazia às pressas. A lista imensa cabe numa palavra: desregulação. Dinheiro que se autofiscaliza; capital que se autocorrige. Ou ainda, Estado mínimo. Não foi esse, por décadas, o sinônimo de eficiência econômica apregoado pela mídia? A mesma que não poupou obuses à extinção da taxa de 0,38% sobre cheques, na verdade sofre grandes fortunas que assinam grandes cheques. À moda Tea Party, blindados demotucanos e sapadores midiáticos lograram destruir a CPMF, subtraindo R$ 40 bi à saúde pública. Aos que celebravam a vitória contra o ‘custo Brasil' o ex-ministro da saúde, Adib Jatene retrucou: 'Dos cem maiores contribuintes da CPMF, 62 nunca tinham pago IR; com ela foi possível à Receita identificar sonegadores: a arrecadação federal triplicou. Aí começou a brutal campanha midiática".Possivelmente a operação Alquimia tivesse sido desnecessária se em vez de extinta, a CPMF fosse aperfeiçoada como antídoto à lavagem e a corrupção. Não é essa, porém, a praia dos alquimistas da ética midiátiaca.
(Carta Maior; 4º feira, 17/08/ 2011)

    simas

    Oh…. Zé! Vc foi ótimo. Resumiu, tudinho, em suas bem escritas linhas… enqto, a gurizada, acima, se digladiava. Kakakakkkkkkk!…
    Pra vc ver, o partido da oposição só tem um líder, reconhecido e reconhecível… Trata-se do seu homônimo.
    Seu homônimo?
    Cara, pára de ficar repetindo o q a imprensa, maldita, escreve, fala e mostra. Vamos conversar sobre a nossa classe dominante, universalizada (Mas, vc é ótimo…).

FrancoAtirador

.
.
Com a renúncia de Wagner Rossi,
a mídia oligárquica já está fazendo lobby
para colocar o Deputado do PMDB-RS
Mendes Ribeiro Fº no Min. Agricultura.

Sabem quem é o 1º suplente do PMDB-RS,
que assumiria a vaga de Mendes Ribeiro Fº,
na Câmara do Deputados ?

Eliseu Padilha, ex-Ministro dos Transportes
do governo Fernando Henrique Cardoso.

Querem trazer de volta a rapinagem !
.
.

    Morvan

    Bom dia.
    Pois FrancoAtirador, este que você cita acaba de ser confirmado como novo M|Sinistro.

    Fonte: UltimoSegundo –> http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/mendes+ri

    É o famoso Ministro "Chá Mate": já vem queimado (d. a. para o indefectível esculhambador da República, José Simão).

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    FrancoAtirador

    .
    .
    Caríssimo Morvan.

    Muito mais sinistro do que esse incompetente que "assumirá" os Transportes
    é o suplente que vai ocupar a vaga de deputado federal na Câmara.
    Tudo isso foi uma armação para que o Rima-Rica recupere o Foro Privilegiado.
    E, de lambuja, a oposição midiática ganha mais um representante com direito a voz e voto.
    É preciso haver muita inexperiência política e cercar-se de assessores mui incompetentes,
    para que Dilma não se desse conta dessa manobra do PMDB do Simon e do Johnbim.
    .
    .
    300 milhões em ação…

    Salve a seleção de Simon!

    Um inquérito que tramita sob segredo de Justiça Federal mostra o envolvimento do ex-ministro dos Transportes e deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS) em crimes de tráfico de influência e fraudes em licitação. A Polícia Federal chegou ao nome do deputado peemedebista a partir da Operação Solidária, no Rio Grande do Sul, em 2007, que apontou irregularidades em contratos da merenda escolar em municípios gaúchos e indícios de fraude de R$ 300 milhões em obras públicas. […]

    Assim começa uma longa reportagem sobre o deputado federal Eliseu Padilha (PMDB-RS).

    Eu gostaria de ouvir a opinião de três pessoas sobre o imbróglio no qual está involucrado o deputado Padilha:

    1) O ministro Nelson Jobim, seu companheiro de PMDB/RS e ex-sócio de Padilha em um escritório (de advocacia) em Brasília. Especialmente agora que Jobim acaba de ter recebido o deputado Padilha em seu gabinete na Esplanada. Motivo da visitinha padilhesca: o parlamentar guasca foi acompanhar o lobby de empresários do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS). O lobby do concreto mais Padilha luta para que o Governo Federal permita a construção de novos prédios junto à cabeceira do aeroporto Salgado Filho. O Sinduscon e Padilha estimam que aquela região de Porto Alegre poderia abrigar cerca de trezentas novas torres prediais, sejam de condomínios residenciais, sejam de comércio e serviços. O ministro Jobim mandou fazer estudos sobre o tema proposto pelo lobby do concreto e seu ex-sócio.

    2) O senhor Pedro Simon, senador da República e dedo-podre, padrinho político de especialidades como Antonio Britto, José Fogaça, Germano Rigotto e Yeda Rorato Crusius – uma verdadeira seleção de craques da bola guasca.

    3) O prefeito de Porto Alegre, senhor José Fogaça, recentemente indicado candidato preferencial do PMDB/RS pelo senador Pedro Simon, ao Piratini em 2010.

    Esses três personagens ilustres são camaradas de partido e de grandes feitos político-administrativos do ex-ministro dos Transportes de FHC, deputado Eliseu Padilha.

    <img src="http://www.obritonews.com.br/imagens/00/00/9d/vwg/vwg-00009dad.jpg"&gt;
    Johnbim Trairão e Eliseu Rima-Rica
    Nos 80 anos de Fernando Hidro Canabinol

    Morvan

    Boa noite.
    Mas, amigo FrancoAtirador, a Dilma tem só que referendar um nome do PMDB (a tal de governabilidade). Este Ministério é da cota daquela agremiação. Coloque-se no lugar da Presidente, neste caso, e veja o seguinte raciocínio:
    – Se eu não aceito este, podem me mandar um pior (totalmente factível, estamos falando do PMDB); este, pelo menos já é conhecido. está manchado por fatos já conhecidos…
    Outra coisa: mesmo que a Presidente negue, quem pauta as ações da mandatária é o PIG. Chato, mas é verdade.
    Se o PIG disser que o Eliseu Quadrilha é um samaritano, assim será conhecido – pela maioria.
    Claro que quem ama este país (eu, por exemplo, e muito) quer que a Presidente se desvencilhe desta camisa-de-onze-varas, mas, sinceramente, não creio (aliás, eu creio em pouca coisa neste universo).

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

    Luiz

    O pai dele, faleceido, foi deputado federal e era espírita. Se o filho foi bem educado, acredito que também seja. Se for, temos um dos poucos parlamentares éticos domo ministro. Se tiver competência, escolhera gente boa como assessores.

    Luiz Carlos, o velho

    ''Querem trazer de volta a rapinagem !''
    Trazer de volta/
    Como assim?
    Desde quando ela, a rapinagem, se foi?
    Não é o que pensam os delegados da PF; veja:
    Eles, os delegados da PF, em manifesto lamentam que “NO BRASIL A CORRUPÇÃO TENHA ATINGIDO NÍVEIS INIMAGINÁVEIS”. “milhões de reais, dinheiro do povo, são desviados diariamente por aproveitadores travestidos de autoridades”. dizem os delegados.
    E reafirmam;
    “Quando esses indivíduos são presos, por ordem judicial, os padrinhos vêm a público e se dizem estarrecidos com a violência da operação da Polícia Federal''

    Se situe aí, FrancoAtirador, no tempo e no espaço.

    FrancoAtirador

    Denúncia de corrupção no Ministério dos Transportes
    vêm desde o governo FHC

    Conduta de Dilma é diferente da adotada pelos antecessores

    Paulo de Tarso Lyra – Correio Braziliense

    Publicação: 21/07/2011 08:00 Atualização: 21/07/2011 07:41

    A velocidade com que a presidente Dilma Rousseff imprime mudanças no Ministério dos Transportes chama a atenção da base, da oposição e do setor produtivo.

    Mas ninguém acredita que as denúncias de corrupção na pasta sejam recentes.

    O ministério enfrentou situações semelhantes de suspeitas de superfaturamento, desvios e má utilização de verbas públicas sem explicações plausíveis ao longo dos últimos 12 anos.

    Durante o governo Fernando Henrique, estouraram os primeiros escândalos no setor, nos tempos em que o atual Dnit ainda se chamava DNER (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem).

    Ao longo do segundo mandato de FHC, o Ministério dos Transportes, ocupado pelo ex-deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS), foi envolvido no chamado “escândalo dos precatórios do DNER”.

    luiz antonio fazza

    Faz sentido…faz sentido….tá de volta o Eliseu Quadrilha…..isto é o PMDB véio de guerra!!!!
    Fico aguardando que o PIG publique logo a "folha corrida" deste indivíduo, ressaltando "seus méritos e realizações" desde o tempo em que era Sinistro, digo Mini$tro do$ Tran$porte$.

    FrancoAtirador

    .
    .
    A FONTE ILEGAL DE PADILHA

    Investigação da Polícia Federal e do Ministério Público descobre depósito de R$ 267 mil de empreiteira na conta do deputado do PMDB e o denuncia ao STF sob acusação de tráfico de influência
    Hugo Marques

    Um inquérito que tramita sob segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF) mostra o envolvimento do ex-ministro dos Transportes e deputado Eliseu Padilha (PMDBRS) em crimes de tráfico de influência e fraudes em licitação. A Polícia Federal chegou ao nome do deputado peemedebista a partir da Operação Solidária, no Rio Grande do Sul, em 2007, que apontou irregularidades em contratos da merenda escolar em municípios gaúchos e indícios de fraude de R$ 300 milhões em obras públicas.

    Uma das empresas investigadas era a MAC Engenharia, do empresário Marco Antonio Camino, mencionado como operador do esquema fraudulento. A polícia descobriu vários telefonemas dele para Padilha, um dos parlamentares mais influentes no Congresso Nacional e no PMDB. As escutas levaram à conclusão de que se tratava de tráfi- co de influência. ISTOÉ teve acesso aos relatórios da PF e a petições do Ministério Público Federal (MPF), que revelam um depósito de R$ 267 mil da MAC Engenharia na conta da empresa Fonte Consultoria Empresarial, cujos sócios são o deputado e sua esposa, Maria Eliane.
    Numa das escutas transcritas no inquérito, Camino diz: "Aquele assunto que nós tratamos na terça-feira vai ser viabilizado 100, tá?", Padilha tenta entender o que o empresário diz: "Não ouvi, cortou." Camino repete: "Vai ser viabilizado 100." Não se sabe exatamente sobre o que os dois falavam, já que as conversas eram sempre cifradas. Aliás, em quase todos os grampos os interlocutores agiam assim. Ainda conforme a PF, com o uso de códigos nas licitações, os investigados direcionavam as obras importantes do Rio Grande do Sul para as empresas de interesse de Camino. Em outro diálogo, o empresário pede a Padilha que faça uma visita à MAC Engenharia. Camino demonstra interesse em conversar com o deputado do PMDB sobre licitações da Secretaria de Irrigação. Em nova conversa, Padilha faz referência a uma "boa notícia" que o empresário deu a ele.

    O inquérito indicou elos entre a Operação Solidária e a Operação Rodin, que levantou desvios de R$ 44 milhões no Detran gaúcho. Segundo a PF, Camino teria recebido informações privilegiadas sobre recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). De acordo com a polícia, quem repassou estas informações ao empresário foram os deputados Padilha e José Otavio Germano (PP-RS). A PF relata que o grupo teria montado um esquema para desviar dinheiro de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O advogado Eduardo Ferrão, que defende Padilha, confirmou à ISTOÉ que o deputado efetivamente recebeu dinheiro de Camino.

    Mas os depósitos de R$ 100 mil, do diálogo grampeado, teriam sido feitos para pagamento de uma casa que Padilha teria vendido ao empreiteiro. Ferrão, porém, não explica o uso da linguagem codifi- cada para tratar de algo tão corriqueiro. Quanto aos R$ 267 mil que Padilha teria recebido da MAC Engenharia, o advogado diz que o MPF trocou o nome da empresa ao transcrever o relatório da Receita Federal

    IstoÉ | N° Edição: 2054 | 25.Mar.09 – 10:00 | Atualizado em 18.Ago.11

    FrancoAtirador

    .
    .
    O PMDB pôs o PT em xeque
    e pegou de volta um cheque
    assinado em branco.

    Jurisprudência
    "Responde pelo pagamento do título,
    o emitente que assina cheque em branco
    e o entrega a 'amigo' que o faz circular".
    (TJ-MG)
    .
    .

    FrancoAtirador

    .
    .
    VAMOS FALAR DO RIMA-RICA: ELISEU PADILHA

    EX-MINISTRO DOS TRANSPORTES [DO GOVERNO FHC]
    É INDICIADO PELA POLÍCIA FEDERAL
    POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA (Rimou!!!)

    Porto Alegre

    Acusado por fraude nos processos de construção das barragens Jaguari e Taquarembó, Eliseu Padilha é suspeito de favorecer empresas privadas em licitações públicas quando exercia mandato parlamentar.

    Depois de depor por quase duas horas na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Porto Alegre, o ex-deputado e ex-ministro dos Transportes Eliseu Padilha (PMDB) foi indiciado nesta terça-feira (15) por formação de quadrilha.

    O indiciamento só foi possível porque Padilha não tem mais foro privilegiado (!!!), já que não se reelegeu para a Câmara dos Deputados em 2010.

    Com a decisão, Padilha passou a responder ao processo na Justiça Federal – e não mais no Supremo Tribunal Federal (STF).
    .
    .
    Flagrado pela PF durante uma das 16 investigações geradas pela Operação Solidária, em 2007, o ex-deputado teve conversas interceptadas com autorização judicial que indicam intermediação no favorecimento a empresas investigadas pela PF.

    Os diálogos interceptados na investigação sustentam que houve um "acerto" de Padilha com autoridades estaduais responsáveis por elaborar os editais das duas barragens.

    Segundo a polícia, o objetivo era estabelecer restrições legais capazes de garantir a vitória dos empresários Marco Antônio Camino, da MAC Engenharia, e Edgar Cândia, da Magna Engenharia, ambos indiciados pela PF.

    Segundo as investigações comandadas pelo delegado Aldronei Rodrigues, da Delegacia Fazendária, a MAC Engenharia deixou de concorrer apenas depois que a Operação Solidária se tornou pública. Mas a tentativa de controlar os editais, segundo ele, teria sido flagrada ainda na apuração.
    .
    .

    Pablo F R

    Não é o mesmo Eliseu Padilha que "comprou" um apartamento na beira-mar norte em Florianópolis na mesma época em que a BR-101, sentido norte desse estado, estava sendo duplicada?!

    Mais uma raposa para o Congresso! o povo agradece!

    FrancoAtirador

    .
    .
    É esse mesmo.

    Onde há uma estrada com asfalto e pedágio

    pode ter certeza que ele está presente,

    faturando às custas do erário público.
    .
    .

    Operante Livre

    É…
    Estamos perseguidos pela quadrilha dos Padilhas.

    Rafael

    O padilha é da minha região, região de Tramandaí-RS inclusive foi prefeito de Tramandaí-RS, Aqui ele faz campanha na base do dinheiro(compra votos). A população aqui comemorou quando ele não conseguiu se eleger e nem quem ele apoiou. Instalaram aqui em Tramandaí-RS torres de energia eólica e imagine na terra de quem? Ele ganha R$ 2000,00 por cada torre, esse cara é um desastre, é extremamente corrupto. É lamentável que ele será deputado, o Brasil perde com isso. Ele está sendo processado pelo ministério público poir desvio de dinheiro da Ulbra( faculdade), foi ministro dos transporte do fhc somente porque não tem escrúpulos. É o lado mais negativo da política brasileira.

    FrancoAtirador

    .
    .
    18/08/2011 – 17h14

    Ex-ministro indiciado por formação de quadrilha substituirá Mendes Ribeiro na Câmara

    Maurício Savarese | Do UOL Notícias | Em Brasília

    Ao assumir o Ministério da Agricultura depois de denúncias de corrupção e de má gestão contra o antigo ocupante da pasta, o deputado federal Mendes Ribeiro (PMDB-RS) deixará em seu lugar na Câmara o suplente Eliseu Padilha (PMDB) –ex-ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso e envolvido no chamado “escândalo dos precatórios”. No início do ano, sem mandato, ele foi indiciado pela polícia por formação de quadrilha.

    Mais recentemente, Padilha foi acusado de envolvimento com fraudes em licitações no interior gaúcho durante o governo de Yeda Crusius (PSDB). O desgaste impediu sua reeleição no ano passado e retirou o processo do STF (Supremo Tribunal Federal) para passá-lo à Justiça comum.

    Em 2001, o peemedebista, ministro dos Transportes nos dois mandatos de FHC, passou a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República por conta do escândalo descoberto no Dner (atual Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

    Segundo as denúncias, Padilha e outros funcionários públicos se envolveram em um esquema de recebimento de propina para acelerar o pagamento de precatórios devidos pelo Dner. Conversas telefônicas dele chegaram a ser interceptadas pela Polícia Federal.

    O prejuízo aos cofres públicos teria sido de mais de R$ 110 milhões, de acordo com as investigações. Por conta das denúncias, o ex-senador Antonio Carlos Magalhães, morto em 2007, chegou a apelidar o ex-ministro de "Eliseu Quadrilha".

    Em 2009, a revista “IstoÉ” divulgou a descoberta da Polícia Federal de um depósito suspeito de R$ 267 mil na conta da consultoria do peemedebista e de sua mulher.

    A reportagem está tentando contato com o ex-ministro para comentar as denúncias.

    http://noticias.uol.com.br/politica/2011/08/18/ex

@ricfer

hahaha, só pode ser brincadeira. Então a culpa é do Serra pautando a grande mídia. Faça me o favor. Parem de roubar meu dinheiro e trabalhem. @ricfer

herlan

Não deixa de ter uma ponta de verdade. Mas ele também não devia ser um santo.

Agora vamos lá…qual será o próximo ministro que a Folha, a Veja e O Globo vão derrubar?

    leandro

    Só cai quem ta devendo. Se caiu é porque tem coisa escondida e não quer explicar, melhor sair na covardia. Se não deve nada, fica fácil desmarcarar a revista. Preferem a covardia de sair e sumir uns tempos pra tentarem voltar depois que esquecerem deles. Vide palloci.

    Bruno

    Claro que não. Faz tudo parte de uma grande conspiração da Veja com a CIA, o Mossad e os Illuminati, em busca da expansão do poder da Nova Ordem Mundial no Brasil. Está claro como água.

    Marcelo de Matos

    Você diz que Palloci é corrupto porque ganhou dinheiro com consultorias. Se for assim, pode prender a elite toda do PSDB, composta de economistas e consultores. Quer que eu cite alguns nomes ?

    ana

    você não entende nada de política e muito menos de jornalismo

    leandro

    Não entendo de politica e nem de imprensa. Mas sei o que é honestidade e andar de jatinho com quem tem interesses conflitantes com seu patrão não é honesto. Detalhe, a Ourofino (dona do jatinho) recebeu em média 22 milhões por ano de emprestimos camaradas do ministerio da agricultura. Antes recebia 720 mil em média. Uma senhora amizade, vale a carona.

    leandro

    não entendo de politica e nem de imprensa, mas entendo de honestidade. A Ourofino tinha uma media de 720 mil de emprestimos ano junto ao ministerio, agora tem uma media de 22 milhoes. Coincidencia, né? Isso deve valer uma carona num jatinho.

    edv

    …É, "só cai quem tá devendo"…
    " Fica fácil desmascarar" …
    Máximas da " filosofia" ….
    Pra que ler Maquiavel, nemêz?

    Rafael

    Não esqueça da destruição de reputação e para isso não precisa nenhum fato ser verdadeiro. É fato que a mídia que hoje acusa ministros do governo Dilma na época fhc eram surdos, cegos e mudos para qualquer caso de corrupção e pior quando não tinham como abafar os casos culpavam o PT de espionagem que o PT é uma fábrica de dossiês e tudo mais. Vale lembrar o caso do Paulo Preto como eles trataram, queriam passar a idéia que era invenção do PT.

    Marcelo de Matos

    Boa pergunta. O grupo oposição/PIG, à falta de idéias ou alternativas políticas, apega-se a CPIs e campanhas para fritura de ministros. Cada um que cai é uma festa regada com champanha francesa. O nível está bem baixo.

Deixe seu comentário

Leia também