Reforma administrativa: Zema tenta aprovar na próxima semana, mídia esconde, CUT convoca servidores para luta na ALMG

Tempo de leitura: 2 min

CUT Minas convoca para luta contra a reforma administrativa de Zema

Enquanto PL 358/23 é debatido na Assembleia, governador tenta aprovar, na próxima semana, projeto que altera carreiras e facilita privatização da saúde, da educação e de empresas públicas

CUT Minas

Enquanto o Projeto de Lei (PL 358/23 ) é debatido na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o governador Romeu Zema (Novo) tenta aprovar, com celeridade, o projeto que altera carreiras e facilita privatização da saúde, da educação e de empresas públicas.

A Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) convoca toda base CUTista no Estado, servidoras e servidores públicos para a luta contra a reforma administrativa do governo Zema.

O projeto de lei 358/23, cuja proposta foi enviada para a Assembleia Legislativa (ALMG) no início do mês, está sendo debatido desde a terça-feira (28) em audiências públicas, que prosseguem até sexta-feira, 31 de março.

A proposta que o governador apresentou para ser aprovada em caráter de urgência até a próxima semana é um ataque frontal ao funcionalismo e à prestação de serviços públicos, pois altera carreiras e dá amplos poderes ao governo estadual para terceirizar e privatizar a saúde, a educação e privatizar empresas públicas.

“Estamos acompanhando um debate muito importante e perigoso para a classe trabalhadora aqui na Assembleia Legislativa. O governo Zema trouxe para cá uma proposta de reforma administrativa que altera, e muito, as carreiras em Minas Gerais”, afirma o presidente da CUT/MG, Jairo Nogueira Filho.

E exemplifica:

“O projeto facilita a privatização da saúde e da educação. Se for aprovado, nós teremos escolas e postos de saúde privatizados. Vocês que são da Polícia Civil e da Polícia Penal terão as carreiras alteradas com esta proposta. O PL 358/23 facilita também, e muito, as privatizações da Cemig e da Copasa”.

O presidente da CUT/MG reforça a convocação dos servidores públicos:

“É importantíssimo que vocês saibam o que está acontecendo na Assembleia Legislativa e venham pra cá, porque o debate continua nesta quinta e nesta sexta-feira. E o governo vai tentar colocar em votação ainda nesta semana para a aprovar na próxima semana a reforma administrativa. Que depois de aprovada vai mudar as carreiras do funcionalismo público estadual e das estatais. Por isso é preciso que estejamos juntos nesta luta e debatendo”.

“A grande mídia não está divulgando o assunto, está segurando o tema. E o governo Zema está aqui com seus deputados para tentar tratorar e aprovar a sua proposta. Companheiras e companheiros venham para a Assembleia, façam a discussão com seu sindicato para que a gente possa se organizar e barrar a reforma administrativa. E trazer para a Assembleia uma discussão que de fato interesse ao povo mineiro”.

Leia também:

CUT/MG lança revista com raio x do governo Zema: “Com dados irrefutáveis, o desmascaramos”, diz presidente; veja a edição completa

Ângela Carrato: Mídia passa pano para Bolsonaro em sua volta ao Brasil e mostra que segue apoiando golpes, como em 1964

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Leia também