VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Em Brasília, músicos e plateia unem-se contra o fascismo, pela democracia e o amor; veja vídeos
Política

Em Brasília, músicos e plateia unem-se contra o fascismo, pela democracia e o amor; veja vídeos


27/10/2018 - 23h50

por Conceição Lemes

Nessa sexta-feira (26/10), o neurocientista Miguel Nicolelis me enviou o vídeo acima.

Assisti. Me emocionei. Chorei.

Fui atrás da linha do tempo.

O vídeo havia sido compartilhado pelo jornalista Gilberto Maringoni, que, por sua vez, recebera do historiador  Valter Pomar.

Por coincidência, três professores universitários. Nicolelis, de Neurociências nos Estados Unidos e pelo mundo afora. Maringoni e Pomar, de Relações Internacionais na Universidade Federal do ABC.

Escarafunchei mais, até chegar aos músicos da orquestra, que se apresentou na última quinta-feira (25/10), no auditório da ADUnB — Associação dos Docentes da Universidade de Brasília.

O organizador foi o maestro Joaquim França, professor da Escola de Música de Brasília.

“A orquestra foi formada espontaneamente só por músicos de esquerda daqui de Brasília”, conta ao Viomundo.

Alguns integram a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, mais conhecido como Teatro Nacional de Brasília. Outros são professores ou alunos Escola de Música de Brasília. Fazem parte também alunos e alguns professores de Música da UnB.

Augusto Guerra, violoncelista da Sinfônica do Teatro Nacional, e o maestro Joaquim França. Foto: Músicos pela Democracia

O maestro prossegue:

— Como parte de uma programação em defesa da democracia, nós pretendíamos fazer um concerto com as músicas do Clube da Esquina.

–Aí, tive a ideia de fazer um arranjo da canção Bella Ciao, cuja letra foi adaptada para o português e ficou com o título de Ele, não.

–Queria gravar um vídeo com apenas uma cantora interpretando a música, sendo acompanhada pela orquestra, para postar nas redes sociais.

— Acontece que na hora da gravação resolvi chamar para o palco, para cantar junto com a gente, a plateia que foi assistir à nossa apresentação.

— Aí, se formou um grande coro, ensaiamos rapidinho e fizemos a gravação.

A solista Marie de Novion, da Orquestra Sinfônica de Brasília, reforça: ”Foi tudo na hora, mesmo. Nós ensaiamos. O maestro Joaquim passou a música com o coro e gravamos”.

O maestro retoma:

— Gravamos apenas  a Bella Ciao, versão Ele não. Depois fizemos um fundo musical com um artista de Brasília, o GOG, com a mesma música em ritmo de berimbau.

Foi uma homenagem do rapper GOG ao mestre Moa, assassinado por um bolsonarista em Salvador em 7 de outubro, dia do primeiro turno. Moa morto a facadas por ter dito que votou em Fernando Haddad

— Foi muita emoção. Só estavam no palco pessoas que não desejam um retrocesso político e social para o Brasil.

— Aquele momento renovou nossa esperança na vitória da democracia com Haddad presidente.

A música Bella Ciao é um hino da resistência italiana contra o fascismo de Benito Mussolini e das tropas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

”É muito impressionante como Bella Ciao,  um hino antifascista histórico, foi recuperado no Brasil de 2018”, observa Gilberto Maringoni.

”Não sei se devido ao filme Casa de Papel, mas o fato é que estabelecemos um elo no tempo com os democratas que lutaram contra a barbárie fascista 70 o 80 anos atrás”,  arremata, convicto.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Hudson

28 de outubro de 2018 às 15h59

Quão subversivos!

“Apologia à democracia” atualmente é crime gravíssimo!!!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.