VIOMUNDO

Diário da Resistência


PT na Câmara exige apuração rápida das graves ameaças a Jean Wyllys
Rogério Tomaz Jr.
Política

PT na Câmara exige apuração rápida das graves ameaças a Jean Wyllys


24/01/2019 - 20h50

Nota do PT na Câmara em solidariedade a Jean Wyllys

PT na Câmara

Em texto assinado pelo líder Paulo Pimenta (PT-RS), a Bancada do PT na Câmara dos Deputados divulgou, nesta quinta-feira (24), uma nota de solidariedade ao deputado Jean Wyllys (PSol-RJ), que renunciou ao terceiro mandato parlamentar e anunciou a saída do país, por conta de ameaças de morte que vem sofrendo.

A nota exige apuração das ameaças por parte dos órgãos competentes e afirma que as ameaças a Jean Wyllys “expressam uma coação não apenas ao parlamentar do PSol, mas a todos os defensores e defensoras de direitos humanos, detentores de mandatos populares ou não”.

Confira a íntegra do texto.

NOTA DE SOLIDARIEDADE A JEAN WYLLYS

Em nome da Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados, expresso a nossa total solidariedade ao deputado Jean Wyllys (PSol-RJ), diante do anúncio da sua renúncia ao mandato parlamentar, seguido da saída do país, por conta de graves ameaças que tem recebido.

Lamentamos e compreendemos a sua decisão. Vivemos num país governado por pessoas que possuem notórios vínculos com milícias, que são uma forma de crime organizado que – tal qual grupos mafiosos em outros países – tratam adversários com a eliminação física, como atesta a vereadora Marielle Franco, companheira de partido e de lutas de Jean Wyllys, assassinada em março de 2018.

Eleito como representante do povo do Rio de Janeiro para o terceiro mandato, desde os seus primeiros meses de atuação na Câmara Jean Wyllys já se tornou referência nacional e internacional em defesa dos direitos humanos e das lutas dos movimentos sociais, em particular das bandeiras em prol do respeito à população LGBTI.

Diante deste fato gravíssimo, exigimos do Judiciário e do Ministério Público Federal a adoção de todas as medidas necessárias para garantir a rápida e efetiva apuração a respeito das ameaças sofridas por Jean Wyllys.

O Estado brasileiro tem a obrigação de garantir a proteção física do deputado, mas também de descobrir e punir os autores destas práticas criminosas, que expressam uma coação não apenas ao parlamentar do PSol, mas a todos os defensores e defensoras de direitos humanos, detentores de mandatos populares ou não.

Seguiremos nas lutas em defesa da democracia e dos direitos humanos do povo brasileiro.

Brasília, DF, 24 de janeiro de 2019.

Dep. Paulo Pimenta
Líder do PT na Câmara dos Deputados

Leia também:

Com medo de ser morto como Marielle, Jean Wyllys desiste de mandato e deixa o Brasil

 

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julio Silveira

25 de janeiro de 2019 às 07h58

Espera sentado. O discurso protocolar do botafogo já foi a satisfação dada aos tolos que esperam democracia no golpe compartilhado pela elite institucional inescrupulosa.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!