VIOMUNDO

Diário da Resistência


PT: Aras terá de dizer se apoia ou não procuradora que tentou cassar Gilmar Mendes com a mão do gato de R$ 80 bilhões
Rovena Rosa/Agência Brasil
Política

PT: Aras terá de dizer se apoia ou não procuradora que tentou cassar Gilmar Mendes com a mão do gato de R$ 80 bilhões


17/09/2019 - 21h46

PT vai denunciar procuradora que investiu contra Gilmar Mendes

Bancada do partido no Senado cobra atuação e conduta da procuradora da República Thaméa Danelon, integrante da Lava Jato “Vamos questionar Augusto Aras na sabatina”, anunciou

do PT no Senado

O PT decidiu nesta terça-feira (17) que vai denunciar ao Ministério Público Federal a procuradora da República Thaméa Danelon, integrante do Ministério Público Federal e que tem relação próxima com o coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol.

Reunião da bancada do PT no Senado e na Câmara decidiu oferecer denúncia contra a integrante da Lava Jato por conduta indevida.

Ela teria atuado como assistente do advogado Modesto Carvalhosa para minutar o pedido de impeachment do ministro Gilmar Mendes, integrante do Supremo Tribunal Federal.

Humberto Costa e os outros parlamentares do PT no Senado anunciaram que vão questionar o subprocurador-geral Augusto Aras na sabatina, na próxima semana, que será promovida pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Aras foi indicado ao cargo de procurador-geral da República pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Ele terá de dizer se aprova ou não a conduta profissional da procuradora”, anunciou o líder.

A indicação precisa ser aprovada pelo Senado.

A participação de Danelon na ação contra Gilmar Mendes veio a público na segunda-feira, 16 de setembro.

O caso foi revelado pelo jornalista Reinaldo Azevedo, que mantém um blogue no UOL e é comentarista da BandNews FM.

Ele e o editor do Intercept Brasil, Leandro Demori, apontaram que Danelon teria atuado fora da lei contra Gilmar Mendes, que integra a Suprema Corte, por contrariar os interesses da força-tarefa.

Ela foi convidada por Aras a assumir a coordenação da Lava Jato na PGR.

“É inadmissível que uma procuradora da República use de suas prerrogativas para auxiliar um advogado, parte interessada na defesa de interesses privados, para atuar contra um integrante do STF, independente da atuação do ministro da Suprema Corte”, cobrou Humberto Costa.

“Isso viola o escopo de atuação dos procuradores e do seu papel como membro do Ministério Público Federal”, contestou.

“É grave porque mostra um excesso cometido por um integrante da Procuradoria da República, cujo papel extrapolou a conduta e procedimento previsto em lei”.

O líder do PT disse que a procuradora extrapolou os limites de sua função institucional.

“É grave que tais procedimentos sejam reiteradamente violados pelos integrantes do Ministério Público”, lamentou o senador.

“Tudo tem sido feito pelos procuradores da Lava Jato ao arrepio da lei e da Constituição. Estamos diante de um quadro grave de Estado de Exceção no Brasil”.

Na semana passada, os líderes do PT no Congresso, senador Humberto Costa (PE) e deputado Paulo Pimenta (RS), além de outros parlamentares petista, cobraram da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, procedimentos contra o que consideram abusos cometidos pelos integrantes da Lava Jato.

Eles estiveram com a chefe da PGR antes dela deixar o cargo, o que deve ocorrer nesta semana. Dodge mostrou-se sensível e diante de parlamentares do PT, teria manifestado preocupação com os rumos da democracia brasileira, que estaria sendo ameaçada por forças políticas.

“É hora do Supremo Tribunal Federal conter os abusos e violações”, disse o líder.

PS do Viomundo: O mais escandaloso é que Modesto Carvalhosa, de acordo com a denúncia de Azevedo, representa sócios minoritários da Petrobrás que movem uma ação de R$ 80 bilhões contra a estatal, ou seja, ele tem interesses financeiros diretamente ligados aos resultados da Operação Lava Jato, “pilotada” por Deltan e pela procuradora Thaméa.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

18 de setembro de 2019 às 17h43

https://pbs.twimg.com/media/EBwyVsKXYAACMiR.jpg
https://pbs.twimg.com/media/EBxB5tIXoAE2SdL.jpg

Se a empresária paulistana dos Jardins, ex-diretora da Dior,
soubesse que a ‘Voz das Ruas’ era convocada pela Thaméa
que fazia o papel de Laranja do Dallagnol pra ferrar o PT …

https://t.co/gNHNsnY6al
https://twitter.com/DCM_online/status/1173691770569449472

https://pbs.twimg.com/media/EBwyVsKXYAACMiR.jpg

Thaméa Danelon: “Já Acionei o ‘VPR’,’Nas Ruas’,’
Brasil Melhor’,’Brasil Livre’.”

https://pbs.twimg.com/media/EBxB5tIXoAE2SdL.jpg

Deltan Dallagnol: “Vou te Pedir Pra Ser Laranja em Outra Coisa”

https://theintercept.com/2019/08/11/deltan-lava-jato-vemprarua-lobby-stf/

Thaméa: “Oi. O Professor Carvalhosa
Vai Arguir o Impeachment do Gilmar”
“Ele Pediu Pra Eu Minutar Pra Ele!” [3x “O Grito de Munch”]

Dallagnol: “Sensacional Tamis!!” “Manda Ver”

https://www.conjur.com.br/2019-set-16/procuradora-ajudou-escrever-pedido-impeachment-gilmar

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/procuradores-queriam-a-cabeca-do-lula-era-como-o-coliseu-diz-ao-dcm-empresaria-citada-na-vaza-jato/

Responder

Antonio Ângelo

17 de setembro de 2019 às 21h56

É cada escândalo que nem se pode mais medir o tamanho. Salve lindo país sem esperança!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.