VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política de Temer/Bolsonaro faz Shell produzir 400 mil barris de petróleo por dia no Brasil sem pagar impostos!
Temer fez a entrega pessoalmente ao presidente da Shell (Carolina Antunes/PR)
Política

Política de Temer/Bolsonaro faz Shell produzir 400 mil barris de petróleo por dia no Brasil sem pagar impostos!


09/01/2021 - 13h38

A Shell é a maior beneficiária da absurda política de preços da Petrobrás, que revolta caminhoneiros e o povo

Por Claudio da Costa Oliveira*, no site da AEPET

A partir de outubro de 2016 a Petrobrás passou a adotar em suas refinarias o chamado “Preço de Paridade de Importação – PPI”.

No início o PPI foi utilizado apenas para calcular o preço do diesel e da gasolina.

Posteriormente (2019) passou a ser adotado também para o GLP (gás de cozinha).

Atualmente, apesar de não ser explicitado pela Petrobras, a Agencia Nacional de Petróleo – ANP informa que o critério é adotado também para o querosene de aviação (QAV).

Em seu site a Petrobras explica o PPI:

Vejam que a Petrobras calcula o preço como se estivesse importando o produto (frete, gastos portuários etc) em dólares. Mas a realidade é que os produtos são fabricados aqui no Brasil e tem seus custos em reais.

A Petrobras hoje com o pré-sal produz muito mais petróleo do que é necessário para o consumo dos brasileiros.

Suas refinarias tem capacidade para produzir de 95 a 100% do consumo de derivados (diesel, gasolina, gás etc) do país.

Com a política adotada (PPI) o mercado brasileiro foi invadido por combustíveis produzidos no exterior, tomando cerca de 30% do que era fornecido pela Petrobras.

O resultado é que o povo brasileiro tem de pagar pelos combustíveis um preço muito mais alto do que necessário.

Um exemplo claro é que o IBGE informou que mais de 3 milhões de famílias brasileiras passaram a cozinhar utilizando lenha, com todas as consequências ambientais e de segurança, devido ao criminoso preço da botija de gás.

A Petrobras ficou com suas refinarias na ociosidade, transferindo emprego e renda para o exterior.

A economia brasileira ficou menos competitiva devido ao alto custo da energia, segurando seu crescimento.

Como vimos na explicação do site da Petrobras (destacada acima) a razão para a adoção do PPI foi:

“A paridade é necessária porque o mercado de combustíveis brasileiro é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”.

Mas aí perguntamos: necessária por quê?

Desde 1997 com o fim da lei do monopólio o mercado brasileiro é aberto à livre concorrência.

A Petrobras sempre baseou seus preços no seu custo de produção (em reais) e na capacidade de pagamento dos brasileiros, motivo pelo qual a empresa foi criada.

Nunca houve qualquer protesto ou reclamação por parte das distribuidoras.

Então, qual é a verdade que está sendo escondida?

Se as distribuidoras nunca reclamaram, por que a Petrobras, de livre e espontânea vontade, cria uma política de preços para beneficiar seus concorrentes, prejudicando o Brasil e os brasileiros?

No Brasil, 70% do mercado de distribuição está nas mãos de 3 empresas, BR Distribuidora, Ipiranga e Raizen.

Para a BR Distribuidora e a Ipiranga, com o PPI tanto faz comprar o combustível da Petrobras ou importar.

A Raizen é uma empresa formada pela sociedade da Cosan, maior esmagadora de cana de açúcar do mundo, com a Shell, que tem no Golfo do Mexico 3 refinarias em sociedade com a Saudi Aramco (da Arábia Saudita e maior petroleira do mundo).

Das refinarias da Shell no Golfo do México o Brasil importa hoje cerca de 200.000 barris (cada barril tem 159 litros) de combustíveis (diesel e gasolina).

Hoje a Petrobrás está finalizando a venda da Refinaria Landulfo Alves – Rlan na Bahia — para o fundo de investimento Mubadala, pertencente ao governo da Arábia Saudita.

Como fundos de investimentos não costumam administrar refinarias, quem vocês acham que vai fazer o serviço?

Mas os benefícios para a Shell no Brasil não param por aí.

Em 2016 a Shell comprou a British Gás – BG, que entre outras coisas, depois da Petrobras era a maior produtora de petróleo no Brasil.

Com isto a Shell passou a ser a maior produtora de petróleo no Brasil depois da Petrobras.

Em 2017 o governo Temer enviou ao congresso a MP 795, isentando de impostos as petroleiras estrangeiras na exploração e produção de petróleo no Brasil.

A MP previa uma renúncia de receitas de R$ 50 bilhões por ano até 2022.

Quando foi verificado que o ministro do comércio do Reino Unido, Greg Hands, veio ao Brasil fazer lobby no Congresso Nacional, a MP passou a ser conhecida com MP da Shell.

O relator da matéria deputado Júlio Lopes (PP-RJ) ampliou o prazo do beneficio de 2022 para 2040, e assim a Lei 13.586/2017 foi aprovada, com renúncia de receitas de R$ 1 trilhão e perda de 1 milhão de empregos de brasileiros.

Atualmente a Shell produz mais de 400.000 barris de petróleo por dia no Brasil com total isenção de impostos.

*É economista aposentado da Petrobras





8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Eh mesmo

11 de janeiro de 2021 às 19h23

A maioria das pessoas nem ficam sabendo dessas coisas, apenas sentem no bolso, ou no lombo, e nem sabem por quê

Responder

Victor Guilherme

11 de janeiro de 2021 às 13h36

Ora, se o cidadão brasileiro admite tais práticas políticas, lesivas dos interesses nacionais brasileiras, por parte destes vendilhões da pátria; se inclusive os elege para governar o Brasil e decidir sobre o destino do povo brasileiro, nesse caso ocorre-me dizer-lhes: têm os políticos e o país que merecem!

Responder

abelardo

10 de janeiro de 2021 às 00h54

Nós sabemos que a grande maioria dos políticos são corruptos, impatriotas e vendidos. Contudo quando vemos o judiciário e as forças armadas, que tanto arrotam patriotismo, nacionalismo, proteção às riquezas nacionais e a soberania ficarem cegos, mudos, surdos e sem coragem para defender o país, o que pensar deles?

Responder

    Nelson

    11 de janeiro de 2021 às 16h32

    “cegos, mudos, surdos e sem coragem para defender o país,”

    Meu caro Abelardo.

    Eu não diria todos, mas grande parte dessa patota, parte bastante significativa, está é mancomunada no entreguismo.

    Seja por estar a receber propinas agora, seja por ter recebido em tempos idos e estar, neste momento, por força de dossiês montados pelos serviços secretos, nas mãos do Império dos EUA.

robertoAP

09 de janeiro de 2021 às 20h30

É o único país do mundo que libera seu petróleo para outros países , de graça.
Isso acontece porque traidores da pátria como o José Serra, ao invés de pegar prisão perpétua ou pena de morte, saem ricos e entupidos de propinas por passar leis absurdas, que tiram direitos do povo e da nossa petroleira estatal, agora desnacionalizada e empobrecida, e repassam para os estrangeiros.
Lula e Dilma descobriram o Pré-Sal e a direita apátrida e criminosa doou essa riqueza infinita para alienígenas.

Responder

Joel Miranda

09 de janeiro de 2021 às 20h04

São traidores os brasileiros responsáveis por isso!
Vão todos para o inferno!

Responder

Carlos Alberto Monteiro

09 de janeiro de 2021 às 16h14

Como diria a Kate Lira: Brasileiro é tão bonzinho

Responder

marcio gaúcho

09 de janeiro de 2021 às 14h28

PA-RA-BÉNS !!!
E nada acontece com esses vendilhões, porque foi um negócio realizado tecnicamente perfeito, totalmente amparado pelo vasto arcabouço de leis do país chamado Brasil. Congratulações aos nossos congressistas, representantes do povo, que estão lá para criar normas de segurança e dormiram no ponto. A responsabilidade é toda nossa, por termos eleitos esses tontos (nhônho, olha ele ali!). Viva as bananas!!!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding