VIOMUNDO

Diário da Resistência


Pimenta: Bolsonaro não tem mais autoridade para aprovar coisa nenhuma no Congresso; governo está se desintegrando
Fotos: Lula Marques
Política

Pimenta: Bolsonaro não tem mais autoridade para aprovar coisa nenhuma no Congresso; governo está se desintegrando


25/03/2019 - 22h06

Pimenta prevê rejeição da reforma da Previdência e diz que governo Bolsonaro se desintegra sozinho

PT na Câmara

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira (25), pela sucessão de ataques aos direitos da população brasileira em menos de três meses no Palácio do Planalto.

Em sua opinião, a mais grave investida contra o povo — a proposta de Reforma da Previdência (PEC 06/2019) — deverá ser rejeitada pelo Congresso, em consequência da mobilização popular em todo o País e também da reação da base governista, que tem expressado críticas à PEC de Bolsonaro.

Pimenta destacou a sucessão de trapalhadas e idas e vindas de Bolsonaro em diferentes assuntos e afirmou que o atual presidente praticamente já destruiu seu capital político, não tendo “mais autoridade” para aprovar nenhuma matéria no Congresso.

Para o líder, o atual governo é “incapaz de fazer uma articulação política, que é a arte de dialogar e fazer composição”.

Governo trapalhão

O líder do PT comentou que Bolsonaro, seus filhos e seus ministros retroalimentam a crise política. “Uma hora é o líder do governo que sai de reunião com o presidente da República atacando o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, outra hora é o filho do presidente”.

Se não bastasse isso, até o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, resolveu atacar os políticos no fim de semana com a intenção de pressioná-los a aprovar a Reforma da Previdência.

Pimenta brincou que o governo é tão trapalhão que em alguns momentos a sua base parlamentar causa dificuldades para a oposição atuar.

“Eles dizem tantas asneiras, tantas bobagens a respeito do governo de que fazem parte que muitas vezes o meu papel é ficar assistindo de camarote o governo se desintegrando sozinho”, ironizou.

Reforma do mercado

Para o líder do PT, não se vislumbra solução de curto prazo. Pimenta lembrou que nos 28 anos em que atuou como deputado, Bolsonaro sempre foi contra a Reforma da Previdência. No ano passado, não falou disso para os eleitores, mas prometeu a reforma para o mercado financeiro e para o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Bolsonaro é refém de seu discurso: prometeu o que não pode entregar”, comentou o parlamentar.

Pimenta também criticou Bolsonaro por tentar convencer a população de que faz parte de uma suposta “nova política”.

O líder lembrou que o presidente atuou durante 28 anos como deputado federal e ainda colocou três filhos na política, “todos enriquecendo” com a atividade.

Segundo o líder petista, a família Bolsonaro devia é explicar suas ligações com o Fabrício Queiroz, ex-assessor do atual senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) que é acusado de movimentações milionárias em suas contas sem comprovação de renda.

Para Pimenta, a família Bolsonaro também devia explicar as suspeitas de envolvimento com milícias no Rio de Janeiro e com o ex-PM Ronnie Lessa, acusado de assassinar a ex-vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, há pouco mais de um ano.

O líder criticou também a inoperância da Justiça do Rio de Janeiro, que até hoje não tomou depoimento de Queiroz e não quebrou seu sigilo bancário para apurar detalhadamente suas operações financeiras suspeitas que foram detectadas pelo Coaf ( Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

“Queiroz foi denunciado no dia 15 de dezembro e até hoje não foi ouvido. Há uma seletividade da Justiça”, disse o líder do PT.

 

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

27 de março de 2019 às 20h31

Dólar Disparou
E Bolsa Caiu …
Ruim pro Capital,
Bom pro Trabalho.

Responder

Zé Maria

27 de março de 2019 às 19h22

A Barra tá pesada pro Mito no Brasil:
Jair Bolsonaro vai pra Israel pra fazer
Súplicas no Muro das Lamentações.

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h21

“O q Bolsonaro comemora dia 31?
A tortura, os sequestros, as mortes, o sangue derramado,
o estupro, os depoimentos fraudados – arrancados pela dor,
a censura, a imposição do estado sobre as artes, a perseguição,
a corrupção, o sofrimento de famílias, o Congresso fechado.
É isso.” #DitaduraNuncaMais

Deputada Federal Maria do Rosário (PT=RS)

https://twitter.com/mariadorosario/status/1110644098766131200

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h12

https://twitter.com/i/status/1110636455762845698
“Presidente que celebra ditadura
não está à altura do cargo que ocupa.
A postura de Bolsonaro é mais do que vergonhosa,
é criminosa e ofensiva a todas as vítimas
das atrocidades iniciadas após o golpe de 64”
#DitaduraNuncaMais

Deputado Federal Marcelo Freixo (PSoL=RJ)

https://twitter.com/MarceloFreixo/status/1110636455762845698

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h07

https://twitter.com/i/status/1110649079741202440
“Repudiamos os pedidos de comemoração
desse golpe de 64 e dizemos #DitaduraNuncaMais”

Deputada Federal Fernanda Melchionna (PSoL=RS)

https://twitter.com/fernandapsol/status/1110649079741202440

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 18h29

https://pbs.twimg.com/media/D2nL7KuWoAA8I5H.jpg
“A líder do governo no Congresso [@joicehasselmann]
está apagando os tweets onde criticava a ditadura militar.
Ela agora está defendendo por aí que não houve ditadura.
Que vergonha essa defesa burra de um período sangrento
que custou a vida de tanta gente!”

Deputada Federal Sâmia Bomfim (PSoL=SP)

https://twitter.com/samiabomfim/status/1110643099884273666

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 18h23

https://twitter.com/i/status/1110582602606481408
Porta-Voz do BolsoAsnazista noticia que Jair Bolsonaro
determinou a Comemoração do Golpe de 1964 em Jango.
Considera ‘golpe’ uma invenção dos professores de história.
https://twitter.com/senadorhumberto/status/1110582602606481408

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 15h33

https://pbs.twimg.com/media/D2lKvTfX0AAeNWQ.jpg
Porto Alegre 247 Anos
1.479.101 Moradores te Abraçam!
Nós Voltaremos!
https://twitter.com/ptsul/status/1110559755007942658

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 15h18

https://www.facebook.com/pcdob65/videos/362221077836664/
Parabéns ao PCdoB pela Passagem do 97º Aniversário,
um Sobrevivente na História do Brasil, porque Resistente
como seus Líderes e Mártires. Partido, até hoje, Essencial
na Luta Política dos Trabalhadores do Campo e da Cidade.

https://twitter.com/jandira_feghali/status/1110173020734345217
https://twitter.com/PCdoB_Oficial/status/1110581076408311809

Responder

Fernando Carneiro

26 de março de 2019 às 11h29

Conclusão: a justiça do Rio de Janeiro é cúmplice do assassinato de Marielle.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!