VIOMUNDO

Diário da Resistência


Pimenta: Bolsonaro não tem mais autoridade para aprovar coisa nenhuma no Congresso; governo está se desintegrando
Fotos: Lula Marques
Política

Pimenta: Bolsonaro não tem mais autoridade para aprovar coisa nenhuma no Congresso; governo está se desintegrando


25/03/2019 - 22h06

Pimenta prevê rejeição da reforma da Previdência e diz que governo Bolsonaro se desintegra sozinho

PT na Câmara

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira (25), pela sucessão de ataques aos direitos da população brasileira em menos de três meses no Palácio do Planalto.

Em sua opinião, a mais grave investida contra o povo — a proposta de Reforma da Previdência (PEC 06/2019) — deverá ser rejeitada pelo Congresso, em consequência da mobilização popular em todo o País e também da reação da base governista, que tem expressado críticas à PEC de Bolsonaro.

Pimenta destacou a sucessão de trapalhadas e idas e vindas de Bolsonaro em diferentes assuntos e afirmou que o atual presidente praticamente já destruiu seu capital político, não tendo “mais autoridade” para aprovar nenhuma matéria no Congresso.

Para o líder, o atual governo é “incapaz de fazer uma articulação política, que é a arte de dialogar e fazer composição”.

Governo trapalhão

O líder do PT comentou que Bolsonaro, seus filhos e seus ministros retroalimentam a crise política. “Uma hora é o líder do governo que sai de reunião com o presidente da República atacando o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, outra hora é o filho do presidente”.

Se não bastasse isso, até o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, resolveu atacar os políticos no fim de semana com a intenção de pressioná-los a aprovar a Reforma da Previdência.

Pimenta brincou que o governo é tão trapalhão que em alguns momentos a sua base parlamentar causa dificuldades para a oposição atuar.

“Eles dizem tantas asneiras, tantas bobagens a respeito do governo de que fazem parte que muitas vezes o meu papel é ficar assistindo de camarote o governo se desintegrando sozinho”, ironizou.

Reforma do mercado

Para o líder do PT, não se vislumbra solução de curto prazo. Pimenta lembrou que nos 28 anos em que atuou como deputado, Bolsonaro sempre foi contra a Reforma da Previdência. No ano passado, não falou disso para os eleitores, mas prometeu a reforma para o mercado financeiro e para o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Bolsonaro é refém de seu discurso: prometeu o que não pode entregar”, comentou o parlamentar.

Pimenta também criticou Bolsonaro por tentar convencer a população de que faz parte de uma suposta “nova política”.

O líder lembrou que o presidente atuou durante 28 anos como deputado federal e ainda colocou três filhos na política, “todos enriquecendo” com a atividade.

Segundo o líder petista, a família Bolsonaro devia é explicar suas ligações com o Fabrício Queiroz, ex-assessor do atual senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) que é acusado de movimentações milionárias em suas contas sem comprovação de renda.

Para Pimenta, a família Bolsonaro também devia explicar as suspeitas de envolvimento com milícias no Rio de Janeiro e com o ex-PM Ronnie Lessa, acusado de assassinar a ex-vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, há pouco mais de um ano.

O líder criticou também a inoperância da Justiça do Rio de Janeiro, que até hoje não tomou depoimento de Queiroz e não quebrou seu sigilo bancário para apurar detalhadamente suas operações financeiras suspeitas que foram detectadas pelo Coaf ( Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

“Queiroz foi denunciado no dia 15 de dezembro e até hoje não foi ouvido. Há uma seletividade da Justiça”, disse o líder do PT.

 

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

27 de março de 2019 às 20h31

Dólar Disparou
E Bolsa Caiu …
Ruim pro Capital,
Bom pro Trabalho.

Responder

Zé Maria

27 de março de 2019 às 19h22

A Barra tá pesada pro Mito no Brasil:
Jair Bolsonaro vai pra Israel pra fazer
Súplicas no Muro das Lamentações.

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h21

“O q Bolsonaro comemora dia 31?
A tortura, os sequestros, as mortes, o sangue derramado,
o estupro, os depoimentos fraudados – arrancados pela dor,
a censura, a imposição do estado sobre as artes, a perseguição,
a corrupção, o sofrimento de famílias, o Congresso fechado.
É isso.” #DitaduraNuncaMais

Deputada Federal Maria do Rosário (PT=RS)

https://twitter.com/mariadorosario/status/1110644098766131200

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h12

https://twitter.com/i/status/1110636455762845698
“Presidente que celebra ditadura
não está à altura do cargo que ocupa.
A postura de Bolsonaro é mais do que vergonhosa,
é criminosa e ofensiva a todas as vítimas
das atrocidades iniciadas após o golpe de 64”
#DitaduraNuncaMais

Deputado Federal Marcelo Freixo (PSoL=RJ)

https://twitter.com/MarceloFreixo/status/1110636455762845698

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 19h07

https://twitter.com/i/status/1110649079741202440
“Repudiamos os pedidos de comemoração
desse golpe de 64 e dizemos #DitaduraNuncaMais”

Deputada Federal Fernanda Melchionna (PSoL=RS)

https://twitter.com/fernandapsol/status/1110649079741202440

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 18h29

https://pbs.twimg.com/media/D2nL7KuWoAA8I5H.jpg
“A líder do governo no Congresso [@joicehasselmann]
está apagando os tweets onde criticava a ditadura militar.
Ela agora está defendendo por aí que não houve ditadura.
Que vergonha essa defesa burra de um período sangrento
que custou a vida de tanta gente!”

Deputada Federal Sâmia Bomfim (PSoL=SP)

https://twitter.com/samiabomfim/status/1110643099884273666

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 18h23

https://twitter.com/i/status/1110582602606481408
Porta-Voz do BolsoAsnazista noticia que Jair Bolsonaro
determinou a Comemoração do Golpe de 1964 em Jango.
Considera ‘golpe’ uma invenção dos professores de história.
https://twitter.com/senadorhumberto/status/1110582602606481408

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 15h33

https://pbs.twimg.com/media/D2lKvTfX0AAeNWQ.jpg
Porto Alegre 247 Anos
1.479.101 Moradores te Abraçam!
Nós Voltaremos!
https://twitter.com/ptsul/status/1110559755007942658

Responder

Zé Maria

26 de março de 2019 às 15h18

https://www.facebook.com/pcdob65/videos/362221077836664/
Parabéns ao PCdoB pela Passagem do 97º Aniversário,
um Sobrevivente na História do Brasil, porque Resistente
como seus Líderes e Mártires. Partido, até hoje, Essencial
na Luta Política dos Trabalhadores do Campo e da Cidade.

https://twitter.com/jandira_feghali/status/1110173020734345217
https://twitter.com/PCdoB_Oficial/status/1110581076408311809

Responder

Fernando Carneiro

26 de março de 2019 às 11h29

Conclusão: a justiça do Rio de Janeiro é cúmplice do assassinato de Marielle.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.