VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Pesquisadores: Variante P.1 triplica risco de morte para jovens de 20 a 29 anos
Reprodução
Política

Pesquisadores: Variante P.1 triplica risco de morte para jovens de 20 a 29 anos


31/03/2021 - 22h10

Da Redação

Um estudo feito por três pesquisadores e publicado ainda sem revisão de pares na revista MedRXiv, mantida pela Universidade de Yale, o British Medical Journal e o Cold Spring Harbor Laboratory, sugere que o Brasil acelere a vacinação contra a covid 19.

Isso porque, depois de analisar 553.518 casos no Paraná, comparando os do ano passado com os deste ano, o estudo concluiu que a variante brasileira P.1 triplica a taxa de mortalidade para jovens de 20 a 29 anos e quase dobra para quem tem de 30 a 59.

Isso aconteceu depois da taxa de letalidade ter caído para todas as faixas etárias entre setembro de 2020 e janeiro de 2021:

Aumento repentino de casos fatais de COVID-19 entre adultos jovens e de meia-idade no sul do Brasil após a identificação da nova cepa B.1.1.28.1 (P.1) SARS-CoV-2: análise de dados do estado do Paraná

Por Maria Helena Santos de Oliveira, Giuseppe Lippi, Brandon Michael Henry

Revista MedRXiv

O Brasil está sofrendo atualmente um surto mortal de infecções graves por síndrome respiratória aguda coronavírus 2 (SARS-CoV-2), que foi atribuído à disseminação de uma nova cepa conhecida como P.1 (B.1.1.28.1).

Nesta investigação, analisamos dados de saúde pública da doença coronavírus 2019 (COVID-19) do Paraná, maior estado da metade sul do Brasil, entre 1º de setembro de 2020 e 17 de março de 2021, para avaliar tendências recentes nas taxas de letalidade em diferentes faixas etárias.

Um total de 553.518 casos de SARS-CoV-2, 8.853 atualmente registrados como fatais, foram finalmente incluídos em nossa análise.

Todas as faixas etárias mostraram declínio ou estabilização das taxas de letalidade (CFRs) entre setembro de 2020 e janeiro de 2021.

Em fevereiro de 2021, um aumento na CFR para quase todas as faixas etárias pôde ser observado.

Todos os grupos acima de 20 anos de idade mostraram aumentos estatisticamente significativos na CFR quando diagnosticados em fevereiro de 2021 em oposição a janeiro de 2021.

Pacientes com idade entre 20-29 anos triplicaram sua CFR, de 0,04% para 0,13%, enquanto aqueles com idade entre 30-39, 40-49, 50-59 experimentaram uma duplicação aproximada do CFR.

Indivíduos entre 20 e 29 anos de idade cujo diagnóstico foi feito em fevereiro de 2021 tiveram um risco três vezes maior de morte em comparação com aqueles diagnosticados em janeiro de 2021 (Razão de Risco (RR): 3,15 [IC 95%: 1,52-6,53], p <0,01), enquanto aqueles com idade entre 30-39, 40-49, 50-59 anos experimentaram 93% (1,93 [IC de 95%: 1,31-2,85], p <0,01), 110% (RR: 2,10 [IC de 95% : 1,62-2,72], p <0,01) e 80% (RR: 1,80 [IC 95%: 1,50-2,16], p <0,01) de aumento de risco de morte, respectivamente.

Notavelmente, o aumento de CFR observado coincidiu com o segundo mês consecutivo de diminuição do número de casos diagnosticados de SARS-CoV-2.

Tomados em conjunto, esses resultados preliminares sugerem aumentos significativos na CFR em adultos jovens e de meia-idade após a identificação de uma nova cepa SARS-CoV-2 circulando no Brasil, e isso deve levantar alarmes de saúde pública, incluindo a necessidade de medidas locais e regionais mais agressivas intervenções de saúde pública e vacinação mais rápida.





Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding