VIOMUNDO

Diário da Resistência


Pesquisa CNT: Haddad sobe quase 8 pontos e empata com Bolsonaro, de rejeição recorde (55%); petista venceria no segundo turno com 5 pontos de vantagem; veja íntegra
Política

Pesquisa CNT: Haddad sobe quase 8 pontos e empata com Bolsonaro, de rejeição recorde (55%); petista venceria no segundo turno com 5 pontos de vantagem; veja íntegra


30/09/2018 - 01h03

Claudio Kbene, Facebook do candidato

Da Redação

Em relação à pesquisa anterior, o petista Fernando Haddad subiu de 17,6% para 25,2% e Jair Bolsonaro manteve 28,2% na pesquisa estimulada — considerando a margem de erro, estão em empate técnico.

Na espontânea, Bolsonaro subiu de 23,7% para 25,2% e Haddad passou de 9,1% para 19,7%.

Ciro Gomes, na estimulada, caiu de 10,8% para 9,4%; na espontânea, oscilou de 6,3% para 6,7%.

Haddad é o preferido dos ainda indecisos.

A rejeição a Bolsonaro atingiu 55,7%.

Resultados da 139ª Pesquisa CNT/MDA

Levantamento traz as preferências dos entrevistados em cenários de primeiro e segundo turnos, o limite de voto e o grau de informação dos eleitores

A 139ª Pesquisa CNT/MDA, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) neste domingo (30), traz as preferências dos entrevistados em cenários de primeiro e segundo turnos, o limite de voto e o grau de informação dos eleitores a respeito dos candidatos.

Também aborda o interesse dos entrevistados nas eleições e a percepção de desempenho dos candidatos na propaganda eleitoral.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-03303/2018.

Conclusão

Os resultados da 139ª Pesquisa CNT/MDA mostram que, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno para a eleição presidencial, com a disputa ocorrendo entre Jair Bolsonaro (PSL), citado por 28,2%, e Fernando Haddad (PT), que aparece com 25,2%.

Em seguida, aparecem Ciro Gomes (PDT) com 9,4%, e Geraldo Alckmin (PSDB) com 7,3%.

É importante observar que Jair Bolsonaro e Fernando Haddad são os candidatos cujos eleitores se declaram como os mais decididos a confirmar o voto neles – acima de 80% para ambos.

Em hipótese de segundo turno, Fernando Haddad venceria Jair Bolsonaro, caso a eleição fosse hoje, por 42,7% a 37,3%.

Jair Bolsonaro perderia de Ciro Gomes e venceria Geraldo Alckmin.

Fernando Haddad, por sua vez, aparece empatado tecnicamente com Ciro Gomes, e ambos venceriam Geraldo Alckmin em um eventual segundo turno.

Em relação à rejeição aos candidatos, Ciro Gomes, Fernando Haddad e Geraldo Alckmin ficaram estáveis.

Já o candidato Jair Bolsonaro registrou aumento nesse índice.

Observa-se, ainda, aumento do interesse nas eleições nesses últimos dias, assim como o do conhecimento sobre as opções de candidato para presidente.

Conclusão: Apesar de ainda estar em aberto, a eleição presidencial indica sinais de que Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se consolidam como os candidatos que estarão no 2º turno.

Resumo dos resultados

Eleição presidencial 2018

1º turno: Intenção de voto ESPONTÂNEA

Jair Bolsonaro: 25,5%
Fernando Haddad: 19,7%
Ciro Gomes: 6,7%
Geraldo Alckmin: 5,0%
Lula: 2,4%
João Amoêdo: 1,6%
Alvaro Dias: 1,3%
Marina Silva: 1,2%
Henrique Meirelles: 1,1%
Outros: 1,5%
Branco/Nulo: 12,5%
Indecisos: 21,5%

1º TURNO: Intenção de voto ESTIMULADA – VOTOS TOTAIS

Jair Bolsonaro 28,2%
Fernando Haddad 25,2%
Ciro Gomes 9,4%
Geraldo Alckmin 7,3%
Marina Silva 2,6%
Henrique Meirelles 2,0%
João Amoêdo 2,0%
Álvaro Dias 1,7%
Cabo Daciolo 0,7%
Guilherme Boulos 0,4%
Vera 0,3%
João Goulart Filho 0,1%
José Maria Eymael 0,1%
Branco/Nulo 11,7%
Indecisos 8,3%

1º TURNO: Intenção de voto ESTIMULADA – VOTOS VÁLIDOS

Jair Bolsonaro 35,3%
Fernando Haddad 31,5%
Ciro Gomes 11,8%
Geraldo Alckmin 9,2%
Marina Silva 3,3%
Henrique Meirelles 2,5%
João Amoêdo 2,4%
Álvaro Dias 2,1%
Cabo Daciolo 0,9%
Guilherme Boulos 0,5%
Vera 0,4%
João Goulart Filho 0,1%
José Maria Eymael 0,1%

• Entre os eleitores de Jair Bolsonaro, 82,5% consideram a decisão de voto como definitiva. Dentre os de Fernando Haddad, 82,8%, Ciro Gomes, 66,7%, Geraldo Alckmin, 57,8%, Marina Silva, 45,3%, Henrique Meirelles, 57,5% e João Amoêdo, 66,7%.

• Caso acreditem que o seu candidato de preferência não tem chances de ir para o 2º turno, 76,4% manterão a decisão de voto mesmo se considerarem que o candidato não continuará na disputa. Outros 21,0% dos entrevistados dizem que poderão mudar o voto.

• Os candidatos com mais chances de receber o voto de entrevistados que se declaram indecisos, e sendo permitido citar até duas opções, são: Fernando Haddad, 19,3%, Ciro Gomes, 18,7%, Jair Bolsonaro, 17,5%, Geraldo Alckmin, 13,3%, Marina Silva, 7,8%, Alvaro Dias, 3,6%, João Amoêdo, 3,0%, Henrique Meirelles, 1,2%, Outros 1,8%, Branco/Nulo, 3,0%, Indecisos, 42,8%.

2º TURNO: Intenção de voto ESTIMULADA​

CENÁRIO 1: Ciro Gomes 42,7%, Jair Bolsonaro 35,3%, Branco/Nulo: 17,8%, Indecisos: 4,2%.

CENÁRIO 2: Fernando Haddad 42,7%, Jair Bolsonaro 37,3%, Branco/Nulo: 16,1%, Indecisos: 3,9%.

CENÁRIO 3: Jair Bolsonaro 37,0%, Geraldo Alckmin 33,6%, Branco/Nulo: 25,1%, Indecisos: 4,3%.

CENÁRIO 4: Ciro Gomes 34,0%, Fernando Haddad 33,9%, Branco/Nulo: 26,9%, Indecisos: 5,2%.

CENÁRIO 5: Ciro Gomes 41,5%, Geraldo Alckmin 23,8%, Branco/Nulo: 29,1%, Indecisos: 5,6%.

CENÁRIO 6: Fernando Haddad 39,8%, Geraldo Alckmin 28,5%, Branco/Nulo: 26,4%, Indecisos: 5,3%.

​• Entre os entrevistados, 70,4% dizem considerar mais importante que o seu candidato preferido seja eleito. Contudo, para 18,1%, importa mais que o candidato que rejeitam não vença as eleições.

• O candidato que os entrevistados acreditam que vai ganhar a eleição para Presidente da República é Jair Bolsonaro (42,0%). Em seguida, aparecem: Fernando Haddad (29,0%); Ciro Gomes (4,5%); Geraldo Alckmin (3,9%); Outros (1,8%); não soube informar (18,8%).

Limite de Voto – Presidência da República

CIRO GOMES: é o único em quem votaria 7,0%; é um candidato em quem poderia votar 48,1%; não votaria nele de jeito nenhum 37,1%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 4,5%.

FERNANDO HADDAD: é o único em quem votaria 19,3%; é um candidato em quem poderia votar 27,2%; não votaria nele de jeito nenhum 48,3%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 2,6%.

GERALDO ALCKMIN: é o único em quem votaria 5,0%; é um candidato em quem poderia votar 36,2%; não votaria nele de jeito nenhum 52,8%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 2,7%.

JAIR BOLSONARO: é o único em quem votaria 23,7%; é um candidato em quem poderia votar 17,3%; não votaria nele de jeito nenhum 55,7%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 1,5%.

Interesse nas eleições

Programa eleitoral:

• 72,5% viram a propaganda eleitoral na televisão ou a ouviram no rádio; 27,5%, não.

• Na opinião de quem já viu ou ouviu, o candidato que está apresentando a melhor propaganda eleitoral é: Fernando Haddad (20,8%); Jair Bolsonaro (18,0%); Geraldo Alckmin (12,9%); Ciro Gomes (12,5%); Henrique Meirelles (3,1%); outros candidatos (5,5%); nenhum (14,5%); não souberam informar (12,7%).

• Dos entrevistados, 32,0% se dizem muito interessados nas eleições deste ano para Presidente da República. 25,1% declaram ter interesse médio, enquanto 20,8% afirmam ter pouco interesse e 21,4% nenhum interesse nas eleições.

• 19,5% afirmam conhecer bastante sobre as opções de candidatos a presidente. 40,4% conhecem mais ou menos. O restante dos entrevistados diz conhecer pouco (26,5%) ou nada (12,9%) a respeito dos candidatos que concorrem a presidente da República.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mané

01 de outubro de 2018 às 07h36

Haddad , ganha no 1º turno ,e esmaga no 2º turno !!!

Responder

Notívago

30 de setembro de 2018 às 11h45

#ele não. Porque NÃO votarei em Bolsonaro

dom, 30/09/2018 – 10:03

Esse texto foi postado inicialmente na internet com o título as “qualidades de Bolsonaro”. Aqui eu acrescento algumas palavras e os parágrafos 9 e 10. Tudo que se encontra aqui é verdadeiro, não se trata de fake-news.

1 – Bolsonaro foi aos Estados Unidos prestar continência a bandeira americana. Isso demonstra que ele tem um grande complexo de vira lata. Ou melhor, Bolsonaro é o próprio vira lata.

2 – Bolsonaro declarou-se incompetente para governar o país “por não entender de nada, absolutamente nada”. E declarou aos quatro cantos do mundo que quem vai governar o Brasil é um tal de Paulo Guedes, um economista que não faz outra coisa que bajular o Mercado, essa entidade aparentemente abstrata, mas constituída por menos de 1% da população, ou seja, por aquela fração de miliardários que se dizem brasileiros mais um punhado de especuladores internacionais. Bolsonaro é modesto quando diz que não entende nada de nada, porque ele entende muito bem de porrada, e já andou planejando a explosões de algumas bombas em instalações militares quando servia ao Exército Brasileiro, e não era época de São João. Ou seja, Bolsonaro é um TERRORISTA. Procurem a revista VEJA de 15 de maio de 2017 que está tudo lá.

3 – Por outro lado, Paulo Guedes já disse que vai seguir a mesma política econômica recessiva do governo Temer e vai implementar aceleradamente as medidas que privilegiam o tal Mercado, mas lascam o Brasil (entenda-se, a classe média e os pobres) A reforma da previdência é uma delas. Ou seja, Paulo Guedes vai dar continuidadde ao golpe e a destruição de tudo que ainda se mantém de pé, e vai chutar a bengala dos velhinhos que dependem da previdência. São medidas que vão trazer mais desemprego, fome e desespero. Paulo Guedes é um criminoso cínico.

4 – Paulo Guedes e Bolsonaro vão instituir um imposto de renda com alícota única de 20%, para os multimilionários e para todos os brasileiros que ganham um salário qualquer. Todos vão pagar 20% de imposto de renda. E eu pergunto: guardador de carro também? Vai, sim. Paulo Guedes, que anda meio desaparecido, é uma espécie de Xerife de Nottingham, implacável perseguidor de Hobin Hood, e vai continuar tirando dos pobres para dar aos ricos. Ele aprendeu com o Temer.

5 – Bolsonaro vai acabar como 13º salário e 1/3 de abono de férias, e a aparente discordância com o General Mourão com relação a estas medidas é apenas jogo de cena.

6 – É deputado federal desde 1991, atualmente em seu sétimo mandato. Qual o projeto (s) apresentado por Bolsonaro que foi aprovado pelo seus pares na câmara federal? Alguém se lembra?

7 – Questionado sobre o auxílio moradia, Bolsonaro disse que usou o dinheiro dessa gambiarra para ‘comer gente’ (mulher?)

8 – Bolsonaro é o mais violento candidato de todos aqueles que almejam habitar o Palácio do Planalto: é torturador, homofóbico, misógino, racista, e um “Serial Killer”. Em qualquer lugar que se encontre, ele está sempre imitando uma arma com os dedos, ou ensinando uma criança a imitá-lo. Ele só pensa em matar e já disse que o Brasil precisa de uma guerra civil onde deverão morrer pelo menos 30 mil pessoas. Os filhos de Bolsonaro são também psicopatas, e se deleitam em exibir uma cabeça ensanguentada e sufocada por um saco plástico onde se lê “ele não”. Uma tentativa explícita de intimidar a multidão de mulheres que ontem participaram do #ele não em todo o Brasil.

9 – O que Bolsonaro e Paulo Guedes têm para a oferecer à população mais pobre do país é muita bala perdida e endereçada. Não existe nenhum plano econômico racional para tirar essas pessoas da miséria e por isso será necessário extrminá-las.

10 – Bolsonaro é um gaiato e disse recentemente ao Datena que só aceitará o resultado das urnas se ele for eleito. Ou seja, Bolsonaro é um golpista de merda e por isso fede.

Por último, uma pergunta: o que tem um mau elemento com todos esses “predicados” a oferecer ao Brasil? Violência, muita violência. E qual o perfil psicológico dos eleitores de Bolsonaro? São todos sado-masoquistas. Masoquistas porque gostam de sofrer e sádicos porque querem que o Brasil sofra junto com eles.

#Ele não.

Responder

MARCOS ELENILDO FERREIRA

30 de setembro de 2018 às 09h53

Pesquisas compradas como sempre !!!

Responder

Francisco

30 de setembro de 2018 às 08h37

Cara. Como pode mentir tanto assim. Mude de profissão. Vá pra Cuba. Venezuela.

Responder

Messias Franca de Macedo

30 de setembro de 2018 às 07h28

O próprio *PiMG já admite, réu confesso: o *PiMG é uma organização criminosa a serviço sórdido da destruição brasileira e da instauração do fascismo no Brasil!
*PiMG: Partido da imprensa Mafiosa &$ (nazi)Golpista
Entenda

***

UM PROTESTO HISTÓRICO, MENOS NA TEVÊ
Ao reunir dezenas de milhares, #EleNão provoca maior manifestação liderada só por mulheres no Brasil mas é quase ignorado na tevê
Por jornalista José Roberto de Toledo
29set2018_22h35

(…)
O movimento não é partidário nem promove nenhuma candidatura específica. É contra um candidato, sim, mas não prega que é melhor votar neste ou naquele outro.
O resultado dessa omissão e falta de contextualização é que coisas diferentes são tratadas como iguais. Uma manifestação de dezenas, no máximo centenas de pessoas em um lugar é apresentada da mesma maneira e com a mesma magnitude que dezenas de milhares de mulheres em dúzias de cidades. Na tela da tevê, o ato solitário pró-Bolsonaro em Copacabana foi equivalente à maior manifestação popular capitaneada por mulheres na história do Brasil. Felizmente, a internet provê o que a tevê omite.
FONTE: http://piaui.folha.uol.com.br/um-protesto-historico-menos-na-teve/

Responder

Messias Franca de Macedo

30 de setembro de 2018 às 07h27

PRA VENCER LOGO NO PRIMEIRO TURNO!

O TRIpresidente Fernando LULA Haddad já poderia anunciar o Lula ministro do Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais e Regionais!

***

A campanha do TRIpresidente Fernando LULA Hadadd e Manuela deveriam esmiuçar melhor os ganhos reais para os(as) trabalhadores(as) que recebem até 5 salários mínimos, isenção do IR…

Responder

Cláudio

30 de setembro de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando:

Poesia contra a distopia : Poema(s) acróstico(s) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos : Luiz Inácio LULA da Silva :

L uz do povo brasileiro,
U m digno e fiel lutador,
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.
.:.
L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.
.:. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ * * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * * ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
????????????????????? ::
.:. ????????????????????? ::

Responder

Girardi

30 de setembro de 2018 às 01h43

Bolsonaro ganha no primeiro turno. Deixa de fazer propaganda enganosa.

Responder

    João Paulo Ferreira de Assis

    01 de outubro de 2018 às 00h25

    Como? com quase 50% de rejeição por parte das mulheres, que são maioria do eleitorado, como ele vai vencer no primeiro turno? Candidato que vai vencer no primeiro turno não fica dizendo que se perder não vai reconhecer a derrota.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Presença de Greta em Nova York carimba em Bolsonaro o papel de vilão do clima; Vaticano dispara míssil contra fake news amazônica

 Da Redação, com vídeos e fotos das redes sociais Três milhões de pessoas em três mil cidades de 160 países, calculam os organizadores. A campanha da adolescente sueca Greta Thunberg, 16 anos de idade, floresceu. Foi a Terceira Greve do Clima, que atraiu manifestantes — especialmente adolescentes — às ruas para dizer que não existe […]

Ler matéria