VIOMUNDO

Diário da Resistência


Patrus anuncia frente pela soberania para debater que país queremos para as futuras gerações
Agência Câmara e coletivo Petróleo do Brasil
Política

Patrus anuncia frente pela soberania para debater que país queremos para as futuras gerações


24/08/2019 - 01h31

Frente em defesa da soberania será relançada, anuncia Patrus

Da Assessoria de Imprensa do deputado Patrus Ananias

Em entrevista ao Programa Ponto a Ponto, da página do Facebook PT na Câmara, na quinta-feira (22/08), o deputado Patrus Ananias (PT-MG) anunciou o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, no dia 4 de setembro, na Câmara dos Deputados, para “mobilizar a sociedade brasileira no debate amplo, democrático e plural sobre o país que nós queremos e o país que nós queremos deixar para as gerações futuras”.

“Quando nós falamos de soberania, nós estamos pensando primeiro em preservar e ampliar essa independência do Brasil, preservar o nosso território, nossas riquezas, nossos recursos naturais, a água, um bem fundamental”, explicou o deputado, que é secretário-geral da Frente.

Patrus chamou a atenção para a privatização do patrimônio do povo brasileiro, destacando a venda da Eletrobras, já anunciada pelo atual governo, e que “aponta na perspectiva de privatização das águas”.

“Preservar as nossas riquezas, do solo e do subsolo, garantir esse patrimônio para as gerações presentes e futuras, é a defesa que a frente vai levar para todo Brasil”, afirmou o deputado.

Patrus criticou a entrega da Petrobras, “uma empresa nacional, que é orgulho do povo brasileiro, exatamente no momento em que estamos nos tornando autossuficientes, com o pré-sal, quando poderíamos dar um salto extraordinário, vinculando estes recursos, como estava previsto, para a educação, para a saúde”.

Sobre o Acordo da Base de Alcântara (MA), assinado entre o Brasil e os Estados Unidos, e aprovado esta semana na Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Patrus disse que esse acordo “ fere profundamente a soberania nacional”.

“Tem setores no Brasil que, infelizmente, querem que o Brasil se torne uma boa colônia dos Estados Unidos. Nós estamos entregando Alcântara, que é um território brasileiro, dos melhores do mundo. O Brasil não vai investir em pesquisas, somente os Estados Unidos estarão investindo. E a questão de Alcântara está ampliando, com suspeitas crescentes da entrega da nossa Amazônia”, alertou Patrus.

Sobre os incêndios na Amazônia, que preocupam o país e o mundo, Patrus disse que a Amazônia está ameaçada e criticou as declarações de Jair Bolsonaro, que responsabilizou as ONGs pelos incêndios.

“Infelizmente, o Brasil tem hoje um presidente que é um provocador. Como ONGs vão por fogo na Amazônia? Nós sabemos muito bem quais são os interesses, a quem interessa por fogo na Amazônia. O que vem depois do fogo? São as pastagens, a expansão da criação de gado. Então, sabemos perfeitamente quem está por trás disso”, sinalizou Patrus.

O deputado descreveu a estratégia de comunicação política de Jair Bolsonaro: “Ele lança essas teses, uma atrás da outra, para que nós fiquemos falando sobre elas, e esqueçamos a nossa responsabilidade de construirmos a pátria que nós queremos e merecemos”.

E concluiu: “Ele cumpre esse papel de ficar provocando enquanto, silenciosamente, os interesses econômicos, imperialistas, de nações poderosas, como os Estados Unidos, vão agindo e se apropriando do Brasil. Vão entregando as riquezas do nosso país, falando da pátria e do Brasil, mas continuam prestando continência à bandeira dos Estados Unidos, como se o senhor Trump fosse de fato o presidente do Brasil. E é o grande mentor do atual presidente do país”.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marcos Videira

25 de agosto de 2019 às 17h21

O respeitável Patrus deveria tomar como primeira providência a eliminação da arrogante posição hegemônica de seu partido. Quem tem informação sobre os bastidores da Política sabe q Lula só aceita participar de Frente se o PT tiver hegemonia. Como fez na fracassada estratégia q levou Bolsonaro ao poder.

Responder

Martha Aulete

25 de agosto de 2019 às 08h35

Não ao estilo cultural do PT, que já conhecemos em práxis. De um mau gosto enooorme! Baixa-cultura. O PT nivela por baixo.

PT é verdadeira e acertadamente Ersatz.
E é hiper vigarista. E picareta.

O PT culturalmente é de um mau gosto enorme. PT é Kitsch.
Enganador da mente do povo via publicidade e propaganda bem elaborada pra tornar o barango chique e consumível, via João o Milionário Santana, preso devido a religião cujo nome é PETISMO.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.