VIOMUNDO

Diário da Resistência


Ex-banqueiro, novo ministro da Educação já disse que banqueiros brasileiros são comunistas; veja o vídeo
O ministro com Onyx Lorenzoni durante a transição; divulgação Casa Civil
Política

Ex-banqueiro, novo ministro da Educação já disse que banqueiros brasileiros são comunistas; veja o vídeo


09/04/2019 - 12h32

Abraham Weintraub, novo ministro da educação, satisfaz banqueiros e olavistas

O novo ministro da educação de Bolsonaro é “liberal seguidor da Bíblia”, evangélico, e além de economista especialista em Previdência, alinhado com a Reforma que vai nos fazer trabalhar até morrer, é assíduo militante contra o “marxismo cultural” nas escolas e universidades.

Do Esquerda Diário

Nesta manhã o presidente ultra direitista Jair Bolsonaro anunciou a saída de Ricardo Velez do Ministério da Educação, e indicou o economista Abraham Weintraub para ocupar a pasta.

Velez sai após vários conflitos com a ala mais ideológica do governo, com Olavo de Carvalho, e também com os militares.

O ex-ministro estava pressionado por todos os lados, e Bolsonaro, que tentou o manter no cargo até os 45 do segundo tempo, anunciou hoje a saída dele da pasta da educação, e anunciou Abraham Weintraub como novo ministro.

Pouco conhecido no Brasil, e versado com os imperialistas, quem é afinal, o novo ministro de Bolsonaro?

Economista, versado com o Imperialismo e defensor da Reforma da Previdência

Abraham Weintraub é formado em economia pela USP, e tem 20 anos circulando em atuação no mercado financeiro e setor bancário.

Foi da Quest Investimentos, diretor do Banco Votorantim, e chegou a representar o grupo Votorantim no FMI (Fundo Monetário Internacional), um dos principais organismos internacionais e que é grande ator da submissão dos países da América Latina às imperiosas dividas públicas e externas, prendendo estes países com juros, aos interesses dos imperialistas.

Como economista, atuou principalmente em áreas de Administração Financeira, Economia Monetária e Fiscal, e não por acaso tem diversos estudos sobre Previdência, sendo mais um defensor firme da Reforma que quer fazer com que morramos trabalhando.

Ele tem 15 publicações no tema, grande parte delas em inglês, já que ele o irmão são bastante versados e bem relacionados nos EUA.

Seu irmão, Arthur Bragança de Vasconcellos, tem pesquisas em Harvard. Indagado sobre o quão pouco conhecido é no Brasil, Weintraub rebate dizendo que é bastante conhecido nas terras imperialistas, tendo pesquisas feitas nos EUA e na Inglaterra.

Abraham e o irmão tem estudos realizados pela Unifesp sobre Previdência, além de ser conhecido pessoal de Bolsonaro, seus filhos e de Onyxs Lorenzoni (DEM) desde o Seminário Internacional da Previdência realizado em 2017, o atual Ministro da Educação foi parte da elaboração da proposta de reforma da previdência junto a membros da equipe econômica de Bolsonaro.

Seguidor da Bíblia, Olavista e “militante” contra o “marxismo cultural”

Para além das fortes posições econômicas alinhadas com Bolsonaro, Weintraub se diz militante de direita, seguido da bíblia, e firme no “combate ao marxismo cultural nas escolas”, e também nas universidades, o que o localiza muito bem com a ala ideológica do governo.

Ele e o irmão são fortes defensores de Olavo de Carvalho, e da batalha contra o comunismo na educação, dando sinais muito claro de que vão avançar contra as universidades públicas, que para o atual ministro é o grande reduto do “marxismo cultural”, e também com o Escola Sem Partido.

Abraham Weintraub, evangélico, parte de acreditar que nossa economia está para trás das grandes economias e das grandes rendas per capta do mundo por que não seguimos as tradições culturais do protestantismo.

O que se liga profundamente à relação de Bolsonaro com as igrejas evangélicas em ascensão no país, apoiadas na Teoria da Prosperidade, e o papel nefasto que cumprem ideologicamente na batalha contra os avanços dos movimentos sociais, da luta das mulheres, dos negros e dos LGBTs, e do peso eleitoral que tiveram para Bolsonaro.

Abertamente em enfrentamento com o marxismo, esteve ao lado de seu irmão Arthur em uma palestra onde ele afirmou que o “o socialismo é um câncer. O comunismo é a doença idiota”.

Para ele nossas universidades estão tomadas pela ideologia comunista, e que devemos limpa-las das influencias de Marx, Lenin e Trotsky.

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

João

10 de abril de 2019 às 07h48

ESCOLHA UMA DAS MANCHETES PARA ESTA SURPREENDENTE NOTÍCIA

PAULO GUEDES ADERE AO LULA LIVRE, ou,

NOVO MINISTRO DA educassão (assim mesmo) IDENTIFICA PERIGOSO COMUNISTA NA EQUIPE DE BOLSONARO.

Paulo Guedes seria mais um exemplo de banqueiro comunista, segundo o novo ministro da pasta. Veja o que o homem que quer phoder os brasileiros com a reforma da previdência escreveu:

PAULO GUEDES INOCENTA LULA: NÃO ROUBOU UM TOSTÃO

Ministro da Economia, Paulo Guedes, confronta o discurso do governo Bolsonaro e do próprio ministro da Justiça, Sérgio Moro, e diz que o ex-presidente Lula “não roubou nenhum tostão”, informa o jornalista Juca Kfouri; “Estamos convencidos de que Lula não roubou um tostão. E seu patrimônio prova isso. Ele não teve foi quem o avisasse do que acontecia em torno de seu governo. Acabou vítima do jeito de fazer política no Brasil. Serve como exemplo”, disse Guedes durante reunião com seis presidentes de Tribunais de Contas estaduais

https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/389680/Paulo-Guedes-inocenta-Lula-n%C3%A3o-roubou-um-tost%C3%A3o.htm

Sem dúvida, o BraZil está cheio de comunistas no topo da cadeia alimentar, se levarmos em consideração as declarações do novo ministro da “educassão”. Vejam mais declarações estapafúrdias desse cidadão:

VÍDEO: “Comunistas são donos dos jornais”, diz novo ministro da Educação
(Publicado por Larissa Bernardes – 8 de abril de 2019)

“Os comunistas são o topo do país. Eles são o topo das organizações financeiras; eles são os donos dos jornais; eles são os donos das grandes empresas; eles são os donos dos monopólios…”

(Abraham Weintraub – novo Ministro da Educação)

Mas logo descobriram que “WEINTRAUB REPLICA DISCURSO DE HITLER, TROCANDO A PALAVRA JUDEU POR COMUNISTA”

Quem se encontra no topo das organizações financeiras são os banqueiros.
Logo, o Brazil é o único país do mundo onde os banqueiros são COMUNISTAS. Quá, quá, quá, quá!

Os donos do maior monopólio de comunicação no Brazil, a Rede Globo, são os irmãos Marinho, perigosos comunistas, segundo o novo ministro.

Como a deduração do ministro é generalizada, concluo que eu sou um comunista enrustido embora não soubesse ainda. Mas nunca é tarde para ser desmascarado, não é verdade?.

Pois é…É esse animal estúpido que é o novo ministro da educassão.

CHAMEM O VÉLEZ DE VOLTA!

Responder

Zé Maria

09 de abril de 2019 às 17h41

Que Currículo, hein?

O Novo Banqueiro do MEC
era Secretário do Lorenzzeti
e aluno do astrólogo O.C.

Responder

Jair de Souza

09 de abril de 2019 às 15h38

Quem estudou um pouquinho de história já se deu conta de que as palavras do novo ministro coincidem quase que totalmente com aquilo que os nazistas diziam na época de ascensão de Hitler. A única novidade é que, em lugar de judeus, como diziam os nazistas daquela época, o termo empregado agora é comunistas.

Não é difícil entender as razões para esta substituição. Atualmente, a extrema direita mundial (incluindo os nazistas) são admiradores e aliados do Estado de Israel e são defensores do sionismo. Portanto, ia ficar difícil insistir com o uso de judeus para servir como inimigo imaginário a ser combatido.

Na Europa e nos EUA, os nazistas e o resto da extrema direita já substituíram há um bom tempo os judeus pelos islâmicos, uma vez que o movimento comunista deixou de representar uma ameaça real para o grande capital depois do fim da União Soviética.

Mas, nossos extremistas de direita (incluindo os nazistas) estão atrasados na história (ou, então, foram pressionados pelos grandes exportadores de frango e carne que temem perder o grande mercado consumidor dos países árabes) e foram buscar seu inimigo imaginário unificador nos comunistas. Afinal, sem um bode expiatório eles não podem ficar.

Responder

Fernando Soares

09 de abril de 2019 às 14h32

Esse cara é pior que o outros, estamos perdidos.
Idiota e falastrão

Responder

Elena

09 de abril de 2019 às 12h51

Nossa Senhora, cada um mais doido que o outro. De que buraco saiu essas antas?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!