VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Miguel do Rosário: O insustentável golpismo da mídia


18/11/2012 - 16h35

por Miguel do Rosário, no blog O Cafezinho, via blog do Altamiro Borges

Às vezes sinto como se estivesse preso num mundinho fantástico onde todos os dias acontecesse a mesma coisa. Eu acordo, leio as mesmas notícias, os mesmos editoriais, deparo-me com as mesmas artimanhas chinfrins. É um troço enlouquecedor. Foi assim que me senti ontem, quando me deparei com esses ataques do Globo, na capa e na terceira página:

E que continuaram hoje, sábado, na coluna de Merval:

Eu nem dou tanta bola pro Toffoli, que considero um covarde por condenar Genoíno sem provas, num esforço inútil, como se viu, para se livrar das mordidas midiáticas. Mas é realmente incrível o cinismo desse povo. Nesse julgamento, o que mais houve foram duas medidas. O mesmo STF que permitiu o desmembramento do julgamento do mensalão tucano não fez a mesma coisa para o mensalão petista. O mesmo Ministério Público que não citou os deputados e outras autoridades (incluindo aí o Gilmar Mendes) que receberam dinheiro do valerioduto tucano, fez exatamente o oposto para o valerioduto petista. O mesmo Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello que andaram soltando bandidos do calibre de Daniel Dantas e Roger Abdelmassih, com base em preciosismos jurídicos, condenaram alegremente os “mensaleiros”, pondo de lado seus próprios históricos de “garantistas”.O que mais se viu nesse julgamento são dois pesos e duas medidas, mas o Globo direciona toda a sua verve golpista apenas para um dos ministros do STF, o jovem e confuso Toffoli. Esperemos que Toffoli aprenda, ao menos, com essas surras que tem levado na mídia, que esta não admite meia-obediência. Ou obedece caninamente, ou nada. E mesmo quem obedece, só é respeitado enquanto obedece. No primeiro momento em que errar o pinico, vira alvo de novo, como aliás sabemos, já de antemão, que acontecerá com Joaquim Barbosa.

Todo dia ela faz tudo sempre igual. Hoje, uma terceira página completamente dedicada a uma diatribe antipetista.

O PHA já escreveu sobre o tema, usando os argumentos (que são óbvios) que eu também usaria. O que reforça ainda mais a sensação opressora de viver diariamente a mesma coisa. É muita cara de pau. Maluf foi aliado de FHC, foi acusado e condenado por vários crimes, e nunca se cogitaria em fazer uma manchete dizendo: “aliado lavou tantos milhões”.Enfim, essas repetições, com perdão do termo, enchem o saco. Mas quem mandou ser analista de mídia, né?Pensando bem, o Globo tem pleno direito e liberdade de fazer isso. O que é errado não é isso, e sim o poderio descomunal que uma mesma família acumula em virtude de possuir um conglomerado de mídia: tv, rádio, portal, jornal, revistas, editora, produtora de filmes, etc. E ainda recebe centenas de milhões de reais de propaganda institucional do mesmo governo que detona sistematicamente.Sobre a verba institucional, também se entende que a grande mídia receba tanto dinheiro via publicidade oficial, visto que ela possui a maior circulação. É um sistema lógico, mas com a mesma lógica que existia no absolutismo francês e no totalitarismo soviético. É antidemocrático, porque incentiva a concentração da mídia. Ou seja, o Estado brasileiro, além de não ter leis específicas para combater a concentração e os abusos da mídia, ainda colabora para piorar o cenário.





22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Advogado argentino: Imprensa não deve temer regulação do Estado « Viomundo – O que você não vê na mídia

28 de novembro de 2012 às 13h13

[…] Miguel do Rosário: O insustentável golpismo da mídia […]

Responder

giovani montagner

20 de novembro de 2012 às 11h20

é isso mesmo, a hipocrisia da “grande mídia” esta cansando. por um lado, a repetição que ela faz é boa porque deixa evidente seu lado, por outro, quem enfrenta esse poder descomunal acaba esmorecendo, por ver sua luta não comover a quem tem poder de modificar a situação.

Responder

Hans Solo

19 de novembro de 2012 às 10h38

Corretíssimo post. O PIG ainda não se tocou que isso tudo depõe contra ele mesmo. Isso tudo que você colocou é o que acontece de forma direta e sistemática – fora o subliminar. O partido ‘PT’ nunca é citado de forma positiva, sempre ligado a algum ‘escândalo’ e com a cara fechada dos apresentadores no caso de telejornal. As notícias sobre os escândalos envolvendo o PT geralmente são passadas depois de crimes policiais (as pessoas estão emocionalmente na sintonia ainda), o próprio MST também é citado nessa situação – muitas vezes junto ao PT. Toda a notícia de economia distorce os gráficos, ampliando as escalas ou suprimindo o histórico (pior) que não interessa e depois algum ‘colonista’ disseca o lado negativo. Sem contar as imagens – A Dilma é sempre mostrada nos piores momentos do discursos, pontuado pelo que é mais importante de forma bem curta e sem aplausos. A mesma coisa sempre aconteceu com o Lula – ele deve ser sempre editado como um sujeito ignorante, boçal e sem qualquer traço de refinamento, reforçando o nojo e o preconceito da classe mérdia requintada. Isso é diário, está em todas as pautas, todos os artigos e matérias, chegando às raiais do absurdo caricato – só acredita quem não tem muito discernimento. Lembro de muitos absurdos, mas o que me vem à cabeça é uma matéria do JN sobre uma rodovia de São Paulo que não iria sofrer obra (do governo) porque o Ibama não dava o alvará por conta de uma espécie rara de arara que só vive naquela região – ‘o governo federal favorece a burocracia e não sabe controlar órgãos como o Ibama, que não quer que a obra siga em frente por conta de um passarinho azul’, citado com sorriso de deboche por conta do repórter… Olha o absurdo! Ridicularizaram o Ibama, o governo e o coitado do pássaro que não tem nada a ver com isso. Em seguida, na matéria posterior, foi citado um suposto envolvimento de um prefeito do PT em ‘Curicirica da Serra’ com a pedofilia, pois alguém o viu andando de mãos dadas com uma menina em uma praça pública… e o ministério público investigaria..” JESUS!!! Fora as subtrações… Ninguém falou que o PSDB tinha mais ficha suja nessa eleição e que em Osasco (não tenho certeza) o prefeito eleito foi do PT porque o do PSDB teve a sua candidatura impugnada… Se fosse o PT, olha o carnaval fora de época aí, gente!!! Privataria tucana??? Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…

Responder

emerson57

19 de novembro de 2012 às 10h08

à direita do presidente do supremo alegremente se senta o procurador geral da república que é acusado de p-r-e-v-a-r-i-c-a-d-o-r pelo senador collor.
o indivíduo não se defende. os juizes “fazem de conta” que não tem “domínio do fato” e a mídia partidária não dá uma linha sequer sobre a grave acusação.
pior, os congressistas eleitos pelo pt e os dos outros partidos da base de apoio ao governo se acovardam e nada fazem.
-está feia a “coisa”.

Responder

Horridus Bendegó

19 de novembro de 2012 às 10h06

O Goela Abaixo
Edição Antígona e a Covardia

Quem desafiará a tirania quando ela se mostrar corrompida pela força de sua própria inexpugnabilidade?

Quem ousará abrir à voz o brado retumbante?

Numa pátria cingida pela origem das cores da pele e da textura dos cabelos, qual seria o branco a erguer a voz?

Ah… o meu sonho desvairado de pilotar um IL-2 sobre o Jardim Botânico com aquele canhão de 30 mm por dentro do cone da hélice!!!!

Responder

Julio Silveira

19 de novembro de 2012 às 08h44

É realmente muita sacanagem isso, que os cidadãos das cidades onde essa imprensa circula estão sujeitos. Aliás muita sacanagem. Mas assim como o proprio critico diz ela não é nova. E, se a tanto tempo se faz insistente é por que encontra fertil campo para continuar sendo assim.
E certamente essa manipulação da informação que funciona ora censurando ora elogiando conforme o beneficio a seus proprios interesses, certamente lhes trás beneficios financeiros, as vezes não imediatos mas certamente os trazem estrategicamente beneficiando os grupos que lhes protegem e lhes sustentam. Mas aí também não podemos dizer que não sabemos, e quase de conhecimento pulbico essa ocorrência. O que realmente não dá para entender nisso tudo, e a continuidade ainda, a aceitação serena de quem poderia abreviar enquadrando essa esperteza, deixando essa violencia percebida a deus dará. O questionamento intimo e publico que faço é porque? porque tanta solidariedade? Me passa pela cabeça diversas possibilidades que as vezes parecem evidencias, a principal e o oportunismo de ser beneficiado pelo mesma situação.
Para mim só isso justifica um imobilismo, que só é diferente nas bocas dos revoltados com essas agressões verbais e a inteligência das cabeças pensantes, as quais eu me incluo.

Responder

Rodrigues

19 de novembro de 2012 às 03h40

As vezes eu penso que O ‘Grobo’ e a (in)Veja são, na verdade, peças de humorismo, como os antigos “Planeta Diário” e a Casseta Popular! Aliás, a foto do Merval, o Imortal aí acima, nesta pose meio Jerry Lewis, meio Peter Sellers, só corrobora esta minha suspeita!

Responder

Barcarola do São Francisco

18 de novembro de 2012 às 23h24

A análise está corretíssima. Condenou para equilibrar com a mídia a absolviçào de Dirceu. Foi covarde e vai ser condenado pelo PIG da mesma forma que o Levandowski porque eles querem subserviência completa. Não tem meio termo.

Responder

    Adma

    19 de novembro de 2012 às 10h27

    Tem que ser um capacho que nem o ayres britto (com minúsculas mesmo). Esse recebeu todas as homenagens do PIG e tem lugar garantido na Academia brasileira de letras.

Júlio Calbek

18 de novembro de 2012 às 23h06

Caro Azenha,
é de estarrecer a reportagem do Fantástico da Globo contra a UFRJ. Mais um ato de ódio a universidade pública e a seus dirigentes. Depois de falar em 43 milhões de contrato com o BB (aliás, fato que poucas universidades se dão ao trabalho e não recebem nada do BB) vem falar de irregularidades de 10 mil, 20 mil.
Cadê o Ministro da Educação e o Ministro da Ciência e Tecnologia que não aparecem para defender a universidade pública.
Abraço.

Responder

    RicardãoCarioca

    19 de novembro de 2012 às 08h51

    Vai aparecer para dizer que vai mandar investigar. Quem manda é o governo? Quem manda é o ‘Globerno’ dos marinhos.

Luis Andrade

18 de novembro de 2012 às 21h03

Ingenuidade do autor do texto achar q o fraquíssimo Dias Toffoli condenou Genoino pra tentar “agradar a mídia”…

Toffoli tinha uma missão: Absolver José Dirceu!

e pra tentar cumprir a missão sacrificaria qualquer um, até Genoino!

Já dizer q Genoino foi condenado sem provas, não pode ser creditado à ingenuidade do autor… deve ser pra fazer coro com os outros petistas “fazedores de opinião” pra ver se alguém mais acredita!

o problema dessa estratégia q só mesmo os petistas mais cegos é q entram nessa… é pregar pra “convertido”!

Responder

    JULGAMENTO BICHADO

    18 de novembro de 2012 às 23h12

    sofisma demo-tucano 1: para absolver o Zé Dirceu não era necessário condenar o Genoíno; o Tófolli poderia ter absolvido os dois; portanto, a hipótese de que ele temeu a perseguição da mídia golpista justiceira é bem razoável;
    sofisma demo-tucano 2: que houve crimes na AP-470 ninguém pode negar; assim com o houve crimes na privataria tucana, nos mensalões tucano e do DEM, no Banestado, na compra da re-eleição, na Alston, no Rouboanel… O falso moralismo de só querer punir um lado e poupar o outro mostra o caráter desses críticos.
    sofisma demo-tucano 3: quando se pede que se mostrem as provas, pretende-se que se mostrem as provas para os crimes em que foram condenados; isso não ocorreu, na maioria dos casos; tinha-se prova de que A se encontrou com B e se deduziu que isso era prova disso ou daquilo;
    sofisma demo-tucano 4: o que comprova – com fatos – que foi um julgamento armado e de exceção? a) o calendário político-eleitoral armado com a mídia e a oposição golpista; b) o não desmembramento e o fatiamento adotados; c) as inovações jurídicas inventadas, contrariando a doutrina e a jurisprudência;
    Esse julgamento ainda vai longe e todas as mazelas dessa direita conspiradora irão sendo desmontadas e expostas aos poucos. É uma questão de tempo, apenas.
    LEI DOS MEIOS, JÁ!!!

    Adma

    19 de novembro de 2012 às 00h40

    Não há nenhuma lógica no que você afirmou. Condenar Genoíno para absolver José Dirceu? Por que não ambos, se não havia provas contra nenhum dos dois? Se o Toffoli usou essa estratégia absurda, foi por medo da mídia (covardia mesmo), então o autor está correto. O problema é condenar sem provas, não importa se A ou B.

Marcos

18 de novembro de 2012 às 20h25

Ditadura da midia! Lei de meios e democracia já!!!

Responder

jacó

18 de novembro de 2012 às 18h57

A midia no brasil é totalmente desmoralizada ninguém dá crédito pra ela, mas eu sim pois acho a míia criminosa e o povo deveria cobrar a responsabilidade e a prisão dos seus donos e dos que cumprem suas ordens sem questionar, inventado e prejudicando ao povo Brasileiro que é o vedadeiro detentor do direito há uma informação e não deformação como faz os grupos midiaticos destas familias que se consideram melhor que o POVO, por isso nunca compreenderam o amor e devoção da nação Brasileira ao MITO LULA.

Responder

    Adma

    18 de novembro de 2012 às 21h14

    Eu só discordo de você num ponto. A mídia não tem mais o poder de fazer presidentes, como em 1989, mas ainda faz muito a cabeça da classe média. Ela está desmoralizada para os frequentadores dos blogs, da internat, mas muita gente se “informa” pela Globonews, pela Veja, ou mesmo pelo Jornal nacional. O julgamento do mensalão não influenciou muito as eleições, mas aumentou muito a dose de antipetismo na sociedade. É só ver nas redes sociais, pessoas defendendo esse julgamento de exceção. A classe média ainda acredita no PIG sim.

    José Ricardo Romero

    19 de novembro de 2012 às 09h40

    Caro Jacó, se você acha que a mídia é desmoralizada faça contacto com as pessoas comuns, os eleitores, e veja o que eles acham do Zé Dirceu, do Genoino e de outros “petralhas”. A grande maioria das pessoas está condicionada pela mídia a odiar os petistas e o PT. A covardia do PT permitiu que se colasse nele este rótulo indelével. O PT canta vitória nas eleições mas teve somente 20% dos votos. Repare na imensa quantidade de candidatos petistas que não se elegeu em cidades importantes, na grande maioria das capitais (nem mesmo aliados do PT que contaram com a participação do Lula e da Dilma). O Haddad ganhou em São Paulo (com diferença de 11% e não de 20%, como as prévias anunciavam dias antes) porque o paulistano não aguenta mais tantos descalabros dos governos oposicionistas na cidade. A mídia tem poder, sim. Um poder golpista e está avançando gulosamene sobre o Lula e a Dilma, o que resta para sustentação do PT. A sorte do PT é que a oposição é abaixo da crítica e eleitoralmente ela não conta. Mas a mídia não se importa com votos. Votos não trazem poder. O traz poder são músculos.

Willian

18 de novembro de 2012 às 17h52

Toffoli condenou Genoíno para melhor absolver José Dirceu.

Responder

    abolicionista

    19 de novembro de 2012 às 09h12

    Que delírio!rs Será que não foi por causa do código Da Vinci?

francisco niterói

18 de novembro de 2012 às 17h50

Fazer o que?

Sentar e chorar? Acrdito que sim pois a miopia reinante é brutal.

É desesperador o que a “gerentona” esta fazendo, obviamente com apoio tb do “padrinho”. Fica atras de prestigio com uma certa classe media que nao vira. Temos que partir pro confronto pois aí sim, quem desta classe media estiver realmente disposta ao contraditorio realmente sera convencida.

Me lembro no ambiente de trabalho, extrmamente conservador, um episodio que ocorreu na epoca da greve dos servidores. Colegas reacionarios elogiando a dilma por “ser inteligente, sem essa de PT e dando um pau nestes funcionarios”. Rspondi: ” Ela pode ser tudo, menos inteligente pois vejam só, vcs elogiam mas votaram no serra em 2010 e votarao no aecio em 2014. Eu votei nela em 2010 e votarei nulo em 2014″.

Ha coisas que o governo finge nao perceber. Alias, é a minha unica discordancia com o texto. É comum acharmos que a questao é so partidaria ou do governo. A questao é muito mais profunda. É uma questao da nacao pois a cada dia avancos institucionais vao sendo jogados ralo abaixo. Como por exemplo as garantias individuais.

Responder

abolicionista

18 de novembro de 2012 às 17h01

Democratização da mídia já!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding