VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Maurício Thuswohl: Réquiem para o Zé Bolinha


05/11/2010 - 18h30

Colunistas| 05/11/2010

DEBATE ABERTO
Serra do Adeus ou Réquiem para Zé Bolinha

A eleição de Dilma Rousseff, mesmo tendo fortalecido o projeto da esquerda brasileira, não foi suficiente para prostrar o PSDB definitivamente e tampouco foi ampla a ponto de fazer recuar as forças conservadoras da sociedade. Serra, no entanto, está acabado.

Maurício Thuswohl, na Carta Maior

Com o resultado das eleições presidenciais, José Serra está morto politicamente e já pode repousar ao lado de Fernando Henrique Cardoso no jazigo político do PSDB. Assim como FHC, o ex-governador de São Paulo passa a ser uma figura irrelevante no front da política nacional. A eleição de Dilma Rousseff, mesmo tendo fortalecido o projeto da esquerda brasileira, não foi suficiente para prostrar o PSDB definitivamente e tampouco foi ampla a ponto de fazer recuar as forças conservadoras da sociedade. Serra, no entanto, está acabado.

A constatação pode ser dura e difícil para aqueles que admiram o tucano (não são poucos, a julgar pelos 43,6 milhões de votos recebidos) e para a mídia conservadora que tenta dar ares de vitória a uma derrota histórica. Mas, a verdade das urnas é clara e cristalina. Como escreveu o sempre espirituoso Flávio Aguiar em artigo publicado aqui na Carta Maior, a morte política de Serra é um fato inequívoco e teve direito até mesmo à extrema-unção consagrada pelo Papa Bento XVI em pessoa.

Não se trata mera e simplesmente de uma derrota eleitoral. Ao repetir diversas vezes nos últimos anos – e todos os dias durante a campanha – que se preparou a vida inteira para ser presidente, Serra revelou um sonho, mas também uma obsessão tão forte a ponto de alguns críticos terem inventado para ele o apelido de “presidente nato”. Após abandonar a militância na AP nos anos 60, Serra deixou de ser de esquerda, apesar das teses em contrário. Sua conversão definitiva aos encantos do capital (financeiro, não o livro de Marx) aconteceu em sua passagem pelos Estados Unidos. Quando retornou ao Brasil, já estava pronto para ser um expoente da elite política neoliberal que comandou o país no período pós-ditadura.

Em sua moderna e definitiva encarnação, Serra não precisou pedir, como fez FHC, que esquecessem o que escreveu. Ao contrário, na falta de coisa melhor, registrou um livro como programa de governo. Mas, nestas eleições o tucano associou-se às forças mais tenebrosas da direita de tal forma que transformou sua figura política em uma face disforme.

A campanha difamatória contra Dilma, feita à sombra das catedrais católicas e templos evangélicos, já revelava um Serra disposto a tudo para “cumprir seu destino” e chegar à Presidência. A sórdida e orquestrada repercussão midiática dada à discussão sobre o aborto, no entanto, jogou o Brasil à beira de uma cisão religiosa que nunca antes na história desse país havia acontecido. Para quem se diz “defensor das liberdades democráticas” foi uma irresponsabilidade chocante, mas útil para revelar aos eleitores que o candidato do agronegócio destruidor da Amazônia, o candidato da grande mídia monopolizadora, o candidato dos privatistas entreguistas da riqueza nacional era também o candidato da TFP e de outros segmentos fundamentalistas de nossa sociedade.

No discurso proferido logo após a confirmação da vitória de Dilma, Serra recorreu a bravatas consideradas ingênuas até mesmo na UNE, da qual foi presidente, e alertou aos “que nos imaginam derrotados” que estava “apenas começando uma luta de verdade”. Disse que “o momento não era de adeus”, e sim um “até logo”, mas a verdade é que a luta dos tucanos vai continuar sem ele. Aos 68 anos, a saída mais honrosa para Serra seria assumir a presidência do PSDB nas eleições internas programadas para o ano que vem e se candidatar ao Senado em 2014, quando terá 72 anos. Seu discurso após a derrota, entretanto, revela que a obsessiva procura pela Presidência da República permanece em seus planos. Mas, não será fácil encontrar espaço.

Tucanos divididos

No PSDB, as coisas caminham para a divisão em dois grandes blocos, aglutinados em torno do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do senador eleito Aécio Neves (MG). Ambos almejam disputar a Presidência em 2014, e os efeitos dessa divisão já começam a se fazer sentir na troca de críticas pela imprensa feita entre tucanos mineiros e paulistas. Nessa briga, o fiel da balança pode ser a posição de outras lideranças do PSDB, representadas pelos oito governadores eleitos pelo partido. Se Aécio vencer a queda-de-braço interna e permanecer no PSDB, é o candidato natural do partido. Se não tiver espaço, vai sair, mas, nesse caso, parece impossível imaginar que Alckmin, o “querido amigo”, abrirá mão da disputa em favor de Serra.

Restaria ao “presidente nato” a opção de perseguir seu sonho de poder em outra legenda. Isso, entretanto, só é imaginável se Serra abraçar de vez o perfil mais sombrio que demonstrou durante a última campanha e tentar aglutinar fundamentalistas religiosos, ex-torturadores e barões decadentes da mídia numa espécie de “Tea Party” brasileiro.

Convenhamos que seria um fim de carreira política para lá de melancólico até mesmo para quem é capaz de se submeter a uma tomografia após ter sido atingido por uma bolinha de papel. Isso sem falar nas parcas possibilidades eleitorais que Serra teria em um quadro com candidatáveis do porte de Marina Silva e Eduardo Campos, além dos próprios Aécio e Alckmin e da presidente Dilma, entre outros.

Em conversa com o ex-marido, relatada pelo jornal O Globo, Dilma afirmou: “Eu nunca quis, nunca pensei em ser presidente do Brasil. Nunca tive de fazer arranjos constrangedores para chegar onde cheguei. E o Serra só fez isso (almejar a Presidência) a vida inteira: foi o primeiro aluno da classe, liderou o grêmio estudantil, foi parlamentar e governou sempre de olho na Presidência. Como é surpreendente o processo político brasileiro! Ao contrário do Serra, para mim ser presidente não era uma coisa de vida ou morte. Aconteceu naturalmente”. Como se vê pelas palavras da presidente eleita, não basta ter se preparado a vida inteira. Como diziam os velhos políticos, “Presidência é destino”. Ou, felizmente para o Brasil, Presidência é vontade popular.

Maurício Thuswohl é jornalista.





88 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Rios

07 de novembro de 2010 às 01h01

Ainda nos resta humor?

Mesmo tarde ainda é engraçado…

Os Simpsons na campanha 2010
http://pastorador.blogspot.com/2010/11/os-simpson

Responder

Edmar

06 de novembro de 2010 às 20h15

O Zé$eparatista ainda vai atrapalhar muito o Estado de São Paulo (a UF, não o jornal, esse vão ajudar comprando alguma setenas de milhares de assinaturas). Que tipo de gente estão formando naquele pedaço do Brasil?

Responder

Nelson Menezes

06 de novembro de 2010 às 16h34

Com relação a sujestão ou ( indicação) do governador Cid Gomes para Aecio na presidencia do Senado,penso eu que talvez o governador tentou, ou ainda tentará uma jogada de "mestre",veja bem o Aecio vai para o PSB logo tentará a disputa pelo Senado e aí que vem o ( x ) da questão uma vez no Senado pelo PSB, perderia a vez para os candidatos naturais Ciro e Cidi Gomes ,ou Eduardo Campos a concorrer a presidencia da República, é um projeto ambicioso e pessoal de los- ermanos, tambem a outro detalhe o PT e PMDB não aceitarão de jeito nenhum um ex tucano na direção do Senado uma vez que a vaga natural para a presidencia é do PMDB que é o maior partido da coligação,mas como em politica tudo é possivél vamos aguardar.

Responder

francisco.latorre

06 de novembro de 2010 às 16h31

sexto dia.

preparando a missa.

..

Postado por José Gabriel 
Um agradecimento a José Serra
Te agradeço José, pelo nível desta campanha.
Te agradeço por tudo que fizeste contra Dilma Rousseff.
Fico muito grato por assumir sua face Collor/Maluf.
Te agradeço por ser pior que Collor.
Te agradeço por ser pior que o Maluf.
Te agradeço por ser pior que o Jânio.
Te agradeço por não conseguir virar o Lacerda.
Te agradeço pelo Indio.
Te agradeço por mostrar realmente quem és.
Te agradeço por ter começado covarde e virado homem ao longo da campanha.
Te agradeço por, primeiro terceirizar o ataque mas, no fim, assumir para si essa responsabilidade.
Te agradeço pela mentira, hipocrisia e falsidade.
Te agradeço pela prepotência.
Obrigado pela megalomania.
Te agradeço, imensamente, pela farsa da bolinha de papel.
Obrigado, mas obrigado mesmo, por levar o FHC na sua última caminhada.
Obrigado por nos proporcionar a perda da sola de sapato.
Te agradeço por ter superado o Paulo Autran em Terra em Transe.
Fico muito grato por ter mostrado seu lado machista e sexista.
Te agradeço por ter guinado à direita. Pelo apoio que recebestes da fina flor 
social brasileira: TFP, monarquistas, integralistas, Opus Dei, Silas Malafaia.
Te agradeço por ter feito o judeu Alberto Goldman comparar Lula a Hitler.
Te agradeço por responder a minha pergunta: vale tudo?
Te agradeço por ter conseguido o apoio do papa, que escondeu a pedofilia durante 
décadas.
Obrigado José, pelo vídeo do fim do mundo, pelo vídeo ter ficado no sítio do 
Globo, Estadão, Noblat, etc.
Obrigado por usar a estratégia política do Tea Party.
Obrigado por se inspirar na Sarah Palin.
Obrigado por explicitar o PIG.
Te agradeço por se fazer de vítima.
Obrigado José, obrigado!
Obrigado por mostrar a inteligência do brasileiro… que não te elegeu.
Obrigado pelo populismo patético.
Te agradeço pelas verdade absolutas, as religiosas e as do mercado.
Te agradeço pelo seu baixo nível ter proporcionado uma mobilização que não 
ocorria desde 89.
Te agradeço pelos 100 mil pernambucanos.
Te agradeço pela blogosfera.
Te agradeço pelos textos do Nicolelis.
Te agradeço pelos estudantes da UNB.
Te agradeço pelo manifesto dos artista, pelo Chico, pelo Boff, pela Marilena.
Te agradeço por motivar o Wagner Tiso a recriar o tema de 89.
Te agradeço pelo partido alto da bolinha de papel.
Te agradeço por ter me mobilizado.
Te agradeço por ficar isolado.
Te agradeço pela derrota.
Já vai tarde!

Responder

    Conceição Lemes

    06 de novembro de 2010 às 16h36

    Latorre, onde foi postado originalmente este texto?Abs

    Renê

    06 de novembro de 2010 às 18h52

    Conceição, sou eu Renê Santana, como vai. Faz tempo que não nos falamos. Preciso falar com você, pois sairá ano que vem a segunda edição da biografia do meu pai Telê Santana, e seria muito importante para nós falarmos com você antes sobre o que estamos pensando em fazer. Infelizmente perdi todos os seus contatos. Deixo o meu email [email protected]. Um abraço e fiquei muito feliz em te encontrar aqui junto ao Azenha. Apreciamos muito o trabalho de vocês.

    Conceição Lemes

    06 de novembro de 2010 às 21h04

    Salve, Renê! Que surpresa boa. Será um prazer "reencontrar" vc, Rafaela, dona Ivonete. O absurdo que foi feito com Telê Santana aqui em São Paulo eu não me conformo até hoje. Menos ainda com a posição do Cremesp e do CFM que decidiram não abrir sindicância sem ao menos ouvir a família. Não sei o que está pensando, mas vamos à luta. Telê merece! Te contatarei. Um beijo pra dona Ivonete, Rafaela e vc.

    camila

    06 de novembro de 2010 às 18h45

    José Gabriel, também sinto esta mesma gratidão pelo Serra! Agradeço por ele, mesmo derrotado sem a menor grandeza, nos mostrar o quanto sua falsa política é a do ódio, a da vingança, a política de um projeto pessoal vaidoso e raivoso. Obrigada, Serra, por nos deixar conscientes do perigo para a democracia que vc representa.

Domiciano

06 de novembro de 2010 às 16h28

Para o enterro já sugeri Chora Brasileira com a Nana Caymmi (adepta do serrismo) e ave Maria com a Fafá de Belém (idem)[youtube kmZpz0dqoUk http://www.youtube.com/watch?v=kmZpz0dqoUk youtube]

Responder

Josnei

06 de novembro de 2010 às 16h19

A trilha sonora de José Serra pode ser "Highway to Hell" de AC/DC. Vídeo abaixo com legendas em português.

[youtube s69iUwD4wwQ http://www.youtube.com/watch?v=s69iUwD4wwQ youtube]

Responder

Domiciano

06 de novembro de 2010 às 16h16

Para o enterro já sugeri Chora Brasileira com a Nana Caymmi (adepta do serrismo) e ave Maria com a Fafá de Belém (idem)[youtube kmZpz0dqoUk http://www.youtube.com/watch?v=kmZpz0dqoUk youtube]
[youtube 4TRCZCKmgCA&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=4TRCZCKmgCA&feature=related youtube]

Responder

ZePovinho

06 de novembro de 2010 às 15h32

Será que o Tião Gavião(Agripino Maia) tá nessa festa??????
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/as-denun

As denúncias recorrentes do DNIT
Enviado por luisnassif, sab, 06/11/2010 – 13:00
Por ozzy

Depois do Paraná e do Ceará, agora no Rio Grande do Norte emerge mais um escândalo no DNIT aparelhado pelo PR.

Quem nomeou o Alfredo Nascimento que o embale:

Quadrilha desviou R$ 2 milhões

Publicação: 06 de Novembro de 2010 às 00:00

O esquema de corrupção montado dentro da superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) no Rio Grande do Norte desviou cerca de R$ 2 milhões, através de superfaturamento, fraudes na execução dos serviços e pagamentos indevidos em duas obras federais no estado. A quadrilha era operada pela cúpula do Dnit. O superintendente Fernando Rocha Silveira e outras quatro pessoas supostamente envolvidas foram presas na manhã de ontem. O substituto dele do Dnit, Gledson Maia, e um outro envolvido no esquema foram presos no início da tarde de quinta-feira, em flagrante, com R$ 50 mil emk propina.

Adriano Abreu
[youtube 3FQJzCeByvw http://www.youtube.com/watch?v=3FQJzCeByvw youtube]

Responder

ZePovinho

06 de novembro de 2010 às 15h11

Ainda bem que nós mandamos o programa do Partido Republicano(o mesmo do PSDB) para a lata de lixo.A situação nos EUA está desesperadora:
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=9

Bill Quigley: Os EUA e a guerra de classes

O empobrecimento geral da população dos EUA nos últimos 40 anos contrasta com o escandaloso aumento da renda e dos privilégios dos muito ricos, que estão ganhando a guerra de classes no país

Por Bill Quigley *

Os ricos e seus falsos profetas contratados estão fazendo um forte trabalho para enganar aos pobres e à classe média. Convenceram a muitos que um socialismo diabólico está florescendo no país, e rouba a todos. É um engano que não pode durar, como os fatos mostram.

Sim, há uma guerra de classes, a guerra dos ricos contra os pobres e a classe média, e os ricos estão vencendo. A guerra começou faz alguns anos. Olhemos para os fatos, os fatos que os ricos e os falsos profetas a seu serviço querem que ninguém conheça.

Deixemos Glenn Beck (um jornalista ultraconservador da Fox News) pontificar sobre os socialistas atacando Washington. Ou que Rush Limbaugh (outro jornalista ultraconservador) vocifere sobre a “guerra de classes de um programa esquerdista que destruirá nossa sociedade”. Estes dois são falsos profetas dos ricos muito bem remunerados.

A verdade é que há algumas décadas os ricos nos EUA estão se tornando mais ricos, e os pobres e a classe média mais miseráveis. Olhemos para os fatos e julguemos nós mesmos.

Pobreza crescente

• Os números oficiais da pobreza nos EUA mostram que o país tem o maior número de pessoas pobres desde há 51 anos. A taxa de pobreza oficial nos EUA é de 14,3%, isto é, 43,6 milhões de pessoas pobres. Uma em cada cinco crianças é pobre; um em cada 10 cidadãos da terceira idade é pobre. Fonte: Escritório do Censo dos EUA…………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Leia mais no link acima.

Responder

Donizeti

06 de novembro de 2010 às 14h46

Sobre o fato do Serra se atribuir a paternidade de todos os bons programas de governo ou sociais existentes hoje no Brasil e sua evidente megalomania, ouvi uma muito boa:

– DEUS CRIOU O MUNDO, O CÉU, A TERRA E TUDO QUE NELA EXISTE, OS PLANETAS E O UNIVERSO, ' MAS FOI O JOSÉ SERRA QUE TIROU DO PAPÉL !

Fui !

Responder

El Cid

06 de novembro de 2010 às 14h16

A oposição em Minas: os deputados estaduais de Minas (oposição) são contra o autoritarismo dos governos Aécio/Anastasia.

com a palavra, o deputado Antônio Júlio (PMDB):

[youtube s_-_luA04Tc&feature=player_embedded http://www.youtube.com/watch?v=s_-_luA04Tc&feature=player_embedded youtube]

Responder

augustinho

06 de novembro de 2010 às 13h13

gents, boa noticia pra todo mundo ai do pedaço!
É que, a confirmar-se o dado do IBGE, e nao haverá motivos para ser depois desmentido, somos no pais hoje uns 7% MENOS brasileiros do que era projetado, sabido e assumido por nosotros.
Grosso modo somos "somente" uns 185.500.000 hab.
Ora, isso quer dizer que ja neste momento estamos todos uns USD 350,00 mais ricos do que antes! Ou façam melhor suas contas em euros, yuans e coisa, porqke esse negócio de dolar ta tão chinfrin que até tá caindo de helicoptero!
E nao digam q isso é estatístico pela razao que tangencia bem o real, e notícia boa não se deixa pra depois.
Tenho dito.

Responder

João Ferreira

06 de novembro de 2010 às 12h49

O zé bolinha responde a 17 processos na Justiça, perdeu a eleição, vai ser condenado pois não tem foro privilegiado.
Quer ser o "porta-voz" raivoso da oposição para solicitar asilo no exterior alegando que esta sendo perseguido politicamente.

Responder

João Ferreira

06 de novembro de 2010 às 12h48

Lei de segurança nacional nele.Quando voltar deveria responder processo.O que o Serra fez é criminoso e deveria ser julgado e condenado de acordo com a lei.
Lei n° 7.170/83 – Crimes contra a segurança nacional
Pena: reclusão, de 1 a 5 anos.
Art. 26 – Caluniar ou difamar o Presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação.

Responder

Chico

06 de novembro de 2010 às 12h28

E o livro do Amaury, quando estará à venda?

Responder

    jaf

    06 de novembro de 2010 às 14h08

    Tambem quero saber .

ruypenalva

06 de novembro de 2010 às 12h21

Nessa classe onde Serra foi o primeiro eu seria Hours Concours.

Responder

Wellington_Vibe

06 de novembro de 2010 às 12h19

Infelizmente não foi o requiém do projeto que os demotucanos representam. Além disso vamos ter que conviver nos próximos anos com seus filhotes trazidos por eles como base de apoio. A extrema direita conservadora e fundamentalista. Esse é o maior mal que esses partidos e esse pusilâneme causaram a sociedade. Agora, esses projetos vão andar de braços dados até o próximo pleito espalhando suas teorias de ódio e preconceito. Novamente, temos uma extrema direita no nosso cenário político se fazendo representar e não atuando no submundo. Não sou a Regina Duarte, mas tenho Medo.

Responder

Jairo_Beraldo

06 de novembro de 2010 às 12h18

E o vampiro se acha o máximo Foi à França falar mal de Lula em cogresso e tomou um “por que no te callas?” … Que pensa esse rapaz?

Responder

Gerson Carneiro

06 de novembro de 2010 às 11h54

"Nem Jesus Cristo me tira essa derrota" – Zé Fofoca

Responder

Gerson Carneiro

06 de novembro de 2010 às 11h47

Zé Fofoca foi falar mal do Brasil lá no sul da França, com aquele lenga lenga dele de que "o Brasil é amigo do Irã" , quase levou na testa uma sapatada de um muçulmano. Toma jegue véi… vai pensando que pode sair falando bobagem mundo afora.

Responder

mello

06 de novembro de 2010 às 11h44

Vamos ver o que a Dona Judith, da ANJ,, autodenominada chefe da Oposição, resolve!
Já o serra , a globo, uma das suas tutoras, poderia ampará-lo: um papel em novelas>…como vilão, o que melhor lhe cabe.

Responder

Messias Macedo

06 de novembro de 2010 às 11h34

… O governo da presidente Dilma Brasileira Rousseff, A Magnífica, terá que ser irretorquível – na medida do politicamente possível e na dependências de múltiplas variáveis e circunstâncias muitas vezes aleatórias e imprevisíveis! Além da responsabilidade histórica de prosseguir aperfeiçoando o legado fabuloso do governo do presidente Lula e de consagrar a oportunidade histórica brasileira de uma mulher governar este país, o protagonismo da presidente Dilma Rousseff deverá cumprir, também, a eliminação dos sobressaltos atinentes à possibilidade do retorno do [infame] retrocesso. A reeleição da presidente Dilma deverá ser um processo natural…
… Ademais, ninguém se engane com a natureza neoliberal do neto do "dotô" Tancredo, O Moderado! Após Dilma Rousseff, figuras como a de Eduardo Campos, Jaques Wagner, o próprio Ciro Gomes… São de muito maior credibilidade do que a do ex-governador das Minas Gerais…

O Brasil não deverá admitir recuos em sua saga de constituir-se em uma nação desenvolvida e civilizada!

Portanto, muito trabalho nos espera! Cada qual contribuindo de forma positiva e salutar em prol da consolidação de um país que respeite a todos os seus filhos e as suas filhas! Um país pleno de oportunidades para todos! Um país solidário, generoso e soberano!

Hasta la Victoria Siempre!

Respeitosas saudações democráticas, progressistas e civilizatórias,

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, Transição República de Nós Bananas/Brasil nação! [RISOS]

Responder

    augustinho

    06 de novembro de 2010 às 12h47

    Dilma tem q tomar a decisao de continuar deslocando firmemente o eixo economico do pais para o norte, para fora de sao paulo. Isso da pra fazer no dia a dia, não dói. Estou muito a vontade pra dizer isso porque sou paulista.

victor

06 de novembro de 2010 às 11h25

Mauricio

Acho o texto correto porem, discordo de alguns pontos
1-O serra ja saiu do Brasil pela direita ele nunca foi de esquerda, foi sim um oportunista de plantão
2 – No Chile militou nas forças que planejaram a derrubada de Allende foi levado ao estadio por engano retirado de la para terminar estudos nos Estados Unidos . Resumindo, ele sempre foi um dissimulado,com uma biografia nebulosa execravel.
,

Responder

joão

06 de novembro de 2010 às 11h22

Zé Serra não, Zé Planíce !!!…rsrsrs

Responder

José Manoel

06 de novembro de 2010 às 11h15

Azenha: para esse festa só faltou o Wynton Marsalis tocando a "morte do Vampiro"!!!!!!!!!!!!!!!! hahahahahahahahahahah

Responder

Elton

06 de novembro de 2010 às 09h52

O crescimento dos demais partidos de esquerda (PSB mais que os outros) se deu porque não sofreram o combate ferrenho, o massacre da mídia, o que o PT sofre desde a eleição de LULA em 2002. Esses partidos conseguiram navegar na popularidade e no sucesso do Governo Lula sem estar expostos a esse combate e portanto não se desgastaram. Antes de ser oposição, a mídia é essencialmente anti PT.
Acho que Lula ainda será o responsável por um certo equilíbrio das esquerdas e influenciaria o destino das eleições de 2014. Por isso é que tentam inventar cargos no exterior a toda hora pra ele, Lula, assim tentam afasta-lo para diminuir sua influência no jogo político brasileiro.
Aécio não é lá essas coisas, tb foi blindado pela mídia em Minas e só sofreu alguns arranhões pq quis disputar com o grupo paulista.

Responder

Jeca Tatu

06 de novembro de 2010 às 09h27

Errou feio, será o próximo prefeito de São Paulo, alguém duvida?

Responder

    Júnior

    06 de novembro de 2010 às 12h23

    Olá amigo Jeca Tatu,
    será que ele vai assinar de novo, em cartório, um documento dizendo que permanecerá até o fim do mandato?
    Um abraço

Mauro

06 de novembro de 2010 às 09h24

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010

Aécio nos embalos da ultradireita: até ‘Sua Alteza Imperial’ palestra sobre reforma agrária

O Instituto Millenium promove um Fórum em Minas Gerais, com a benção de Aécio Neves, e escolhe para palestrar sobre Reforma Agária… um monarquista, além da Senadora Kátia Abreu (DEMos/TO).

Mas o monarquista não é um qualquer, é “Sua Alteza Imperial e Real, o Príncipe” Dom Bertrand de Orléans e Bragança, descendente da família real, membro da TFP, coordenador e porta-voz do movimento Paz no Campo (uma espécie de anti-MST ideológico), cuja sede é no mesmo endereço da Associação dos Fundadores da TFP.

“Sua alteza” percorre o Brasil fazendo conferências para ruralistas e empresários. Do “alto de sua realeza”, considera a Reforma Agrária e os movimentos sociais “nocivos” para os “rumos da civilização cristã”, construída na concepção de seus antepassados, onde o lugar que cabia ao trabalhador rural era a senzala.

No mesmo Fórum, intitulado “1ª Edição MG – Fórum da Liberdade: Os Valores da Liberdade”, Roberto Civita, o dono da revista Veja, recebe (ou entrega, não está claro na programação) o “Prêmio Liberdade”.

Além de “Sua Alteza Imperial”, e além de Aécio Neves (PSDB/MG), o governador Anastasia (PSDB/MG) palestra na abertura, e o ex-presidente FHC encerra o Fórum.

Responder

Taques

06 de novembro de 2010 às 08h17

Nem Freud explica.

Azenha e outros blogueiros governstas não conseguem se livrar do Serra.

Será que parar de falar mal do Serra causa algum transtorno financeiro, ops, digo, psíquico ???

Responder

    yacov

    06 de novembro de 2010 às 18h54

    'Tá com pena, é???? Leva ele prá você..

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glObO é um braZil para TOLOS"

    Carmen

    07 de novembro de 2010 às 02h13

    Por que não te calas????

Ramalho

06 de novembro de 2010 às 07h13

Um joguinho novo (ao menos para mim) e muito divertido na rede. Trata-se do "Acerte um bolinha de papel na cabeça do Serra", com direito a tomografia e tudo. (http://www.designtube.com.br/bolinhadepapelnoserra.swf)

Responder

FrancoAtirador

06 de novembro de 2010 às 05h31

.
A PERGUNTA QUE FICOU NO AR:

Afinal de contas,

QUEM É PAULO PRETO ?
.

Responder

Urbano

06 de novembro de 2010 às 00h49

O zé contra-rampa, o mitômano, nem chegou a estagiar na ‘Cúpula do Chile’ e já ouviu um 'por que não te calas?', dito por um mexicano, ontem lá na França, imagine-se se houvesse chegado à Presidência do nosso país (vade retro satana), com a empáfia que é intrínseca a ele.

Responder

maria izabel

06 de novembro de 2010 às 00h21

Pessoal, já que o assunto é o zébaixaria, saibam que ele levou um sonoro "cala boca" de um mexicano, quando falava mal do Brasil e do governo Lula, na França. Entre no Conversa Afiada e fique por dentro. Até mais.

Responder

    Bonifa

    06 de novembro de 2010 às 11h25

    Acreditamos que convidaram o Serra como uma cortesia à grande democracia brasileira, que acabou de demonstrar ao mundo sua pujança. Mas Serra nada tem de cortês e não correspondeu à consideração… Talvez neste caso, Serra tenha se enganado sobre a composição do auditório. Pensava que estava participando de algum evento exclusivamente formado por cultuadores do antigo "pensamento único", como ele próprio deve bem se considerar. Lá, ao contrário de seu discurso "caça-votos-a-todo-custo", não teve dúvidas em classificar o Bolsa Família como populismo. E mais, vejam só, no seu melhor estilo "pega ladrão", como populismo de direita! Acusou Lula de estar desindustrializando o Brasil, no melhor estilo tucano de críticas apressadinhas sobre questões conjunturais, tentando vê-las como estruturais. E ainda arriscou, sentindo-se como se estivesse em terras em pé de guerra contra o Irã, acusar o governo brasileiro de se juntar à "ditadura iraniana", vejam que malícia! Aí foi demais. Um mexicano não aguentou e gritou da platéia: "Porque non te callas?" E o pobre Serra afundou-se em sua própria insignificância.

azarildo

06 de novembro de 2010 às 00h18

mais uma materia falando soh da pontinha do iceberg, somente da parte visivel, no caso o serra.

Responder

pedro - bahia

05 de novembro de 2010 às 23h57

Não acredito na morte política de Serra. Também não acho que volte a candidatar a Presidência da República. Acho que ele ainda volta a concorrer a Prefeitura de São Paulo daqui a dois anos. Depois, se o Alkmim concorrer a Presidencia é possível que opte pelo Governo Paulista ou no caso de Alkmim pleitear a reeleição ele concorra ao Senado em 2014, deixando. finalmente a Presidencia para o Aécio, Isto se este não resolver sair do partido de cair nas asas do PSB ao lado de Cid e Ciro Gomes.
Este ensaio da volta da CPMF vejo com muito perigo para a Presidente eleita Dilma Rousseff. Observem que o Governador de Pernambuco, juntamente com o Governador do Ceará lançaram a campanha e já conta com o apoio do Anastasia, outro que pode ir para o PSB e junto com Aécio ameaçar a reeleição de Dilma. É so esperar.

Responder

    zé francisco

    06 de novembro de 2010 às 14h39

    Se a reeleição da Dilma correr risco, a gente chama o Lula. Não tem pra ninguém, amigão. A oposição vai ter que nascer de novo para ganhar uma eleição.

    Jair de Souza

    07 de novembro de 2010 às 10h11

    Eu espero mesmo que a questão de CPMF volte e seja votada no Congresso e aprovada. Só quem deve ser contrário à CPMF são os que movimentam grandes valores, aqueles que não tem nada a ver com a imensa maioria do povo. A CPMF era o único imposto realmente direto que estava vigorando no país. O PT foi contra quando era oposição por infantilidade ou por fazer oposição por oposição, agora está aprendendo que é preciso ter mais responsabilidade em sua atuação para não ter que sofrer as consequências depois. Nós que já aprendemos que é importante cobrar impostos de quem têm recursos para pagá-los não devemos cair na onda dos grandes capitalistas e juntar nossas vozes contra a volta da CPMF. Que os capitalistas protestem é compreensível, mas não que o povo o faça!

Edson

05 de novembro de 2010 às 23h26

Acho que a obssessão de Serra pela presidência foi posta na cabeça do serra quando (ainda "fugitivo" da CIA no Brasil e no Chile) era preparado nos EUA. Muito estranho!

Responder

    Silvio

    06 de novembro de 2010 às 00h09

    Edson
    Jamais Fujio da CIA, ele saio de Brasil, com passagem dado pela Embaixada Americana. Não sei com qual saio de Chile. Eu continuo pensando, de que ai tem gato encerrado.

    Gerson S.

    06 de novembro de 2010 às 08h46

    Fugitivo "da CIA" ou fugitivo "com a CIA"?
    Tal e qual certo ex-presidente?
    Tenho muitas dúvidas a respeito.

Walter Cesar

05 de novembro de 2010 às 23h13

Nos livramos de uma tremenda furada. Imaginem xenofobía juramentada, PIGs totais, Fascismo legalizado. Aquele filminho dele final era ele própio gente.

Responder

Guilherme Milani, SP

05 de novembro de 2010 às 23h07

A última de José Serra: "Serra critica governo Lula e é interrompido por manifestante em palestra na França"

link: http://www1.folha.uol.com.br/poder/826195-serra-c

O cara é mesmo um despeitado arrogante. Xô!!!

Responder

CC.Brega.mim

05 de novembro de 2010 às 23h07

eu também fiz o meu enterro simbólico
todo mundo que fizer vai engrossando o coro
garantindo o fim político dessa triste figura
desejo a ele "apenas o rigor da lei".
http://vaiencarar.wordpress.com/2010/11/01/morreu

Responder

    José Safrany Filho

    06 de novembro de 2010 às 00h42

    apoiado o rigor da lei para nosferatu! Comecemos com as privatarias e o caso Alstom, cujos dirigentes, presos na Europa, confessaram que corromperam os tucanos, entre eles o dito cujo! Que a justiça se manifeste e aja!

    Heber

    06 de novembro de 2010 às 10h55

    Chico

    06 de novembro de 2010 às 12h37

    Por falar em privataria, quando teremos o livro do Amaury?

@lucilast

05 de novembro de 2010 às 22h27

Serra nos mostrou que, além de inclinações fascistas, tem em sua personalidade algo de autista. Nunca me saiu da cabeça o absurdo da frase aqui lembrada: "Me preparei a vida toda para ser presidente". Era proferida como se fosse um argumento definitivo, traduzindo sua crença de que o que estava em jogo não eram projetos políticos, mas projetos pessoais. Mais: acreditava sinceramente que o que estava em jogo não era o país, mas sua própria pessoa, seu eu, seu id, todo o seu ser (rsrs), que ele acabou revelando e expondo ostensiva e grotescamente como algo outsider, até mesmo recentemente, em evento intenacional na França, em que apresentava um Brasil ao contrário, ao ponto de ouvir duas vezes da plateia: "Por que não te calas"?

Responder

Antonio Eduardo

05 de novembro de 2010 às 22h27

Serra poderia explicar este episódio de conversão ao capitalismo e ao neoliberalismo.
Uma conversão muito rápida e barata pois foi feita depois de receber auxílio da Fundação Ford que depois soubemos era um anteparo para ações da CIA.
Serra poderia explicar porque saiu do Brasil logo depois do comício da Central em 63 em que chegou a discursar.
Serra poderia explicar por que, como e quem o retirou do Estádio Nacional antes do morticínio perpretado pelos gorilas do Pinochet.
Para os que defendem Serra, apresentando sua ficha no Dops, lembro que o Cabo Anselmo também era fichado.
Será que algum dia teremos estas explicações?

Responder

    José Safrany Filho

    06 de novembro de 2010 às 00h48

    muito bem lembrado, Antonio Eduardo! Por que será que o padrinho político do serra – fhc – se reuniu com 150 empresários ianques de peso, solicitando adiantamento para a campanha tucana e oferecendo, em troca, caso o afilhado fosse o vitorioso, a nova privataria com Petrobrás (para ele PetrobraX), Itaipu, BB, etc.?
    E não foi só fundação Ford que ajudou, pelo menos nos últimos tempos, aí entraram fundação Rockefeller, NED, USAID, IRI, os marqueteiros de baby-bush e outros enviados do império. Aqui, toda a quadrilha do Instituto Millenium, TFP, CCC, Opus-dei e assemelhados, incluindo o grosso da mídia global.

    victor

    06 de novembro de 2010 às 15h01

    Antonio!!
    So mais uma coisinha para acrescentar ao curriculum desse elemento.Foi no Chile, ele tinha um encontro com pessoas da esquerda e,um anjo lhe avisou para nao ir ao tal encontro, todos foram presos.UFA!!!! que sorte que eu tive disse o individuo.

paulo chacon

05 de novembro de 2010 às 22h22

OS PROFESSORES DE SÃO PAULO DERAM O TROCO.
Serra destruiu nossa carreira. Nós destruímos a carreira dele.

Responder

    Gerson Carneiro

    05 de novembro de 2010 às 23h16

    Boa. Muito boa!
    Parabéns.

Baixada Carioca

05 de novembro de 2010 às 22h05

Duro mesmo é ter que aguentar a dor de cotovelos de alguns tucanos que insistem que o governo Dilma será um desastre para o país começando pelo retorno da CPMF.

Responder

Gunter Zibell

05 de novembro de 2010 às 22h04

O cenário econômico para os próximos anos é favorável. A futura redução dos juros e desvalorização cambial são cartas na manga para uma eventual necessidade de se contrapor a recessão externa. Sabemos que o continuísmo é dependente disso. Ademais, há ainda muitas famílias a trazer para o mercado consumidor. Finalmente, a inevitável desvalorização cambial para reequilibrar a balança comercial por si só transfere renda de volta para os estados agroexportadores, que são aqueles onde o PSDB ganha eleições presidenciais e aí a popularidade ocorre também neles. O retorno do PSDB em 2014 (porque já estão falando nisso??) depende de uma hecatombe econômica, mas não só: que a população percebesse a oposição como caminho, o que também não é certo. Não ocorrerá nem um nem outro, logo Dilma já é favorita para 2014. O processo político brasileiro leva a ciclos de 8 anos mesmo.

Responder

    LuizCarlosDias

    06 de novembro de 2010 às 00h02

    Considero 4 anos de Dilma,como necessario para acompanhar os projetos inciados, resolver bem o pre-sal, gerenciar as cosntruções dos estadios, ver deslizando o trem bala, o restante os ministros vão propondo e fatalmente irão acontecer. Enquanto isso LULA super atento com um bom time de conselheiros, de olhos em cada canto desse brasil, assim ferrados e perdidos ficará este restinho de oposição docil e sedentos da sobra do poder da Dilma.

    Silvio

    06 de novembro de 2010 às 11h04

    LuizCarlosDias
    A oposição se pode despedir por muitos anos, para chegar novamente ao governo. Cada dia que passa este povo vai ficando com mais conhecimentos. Os coronéis estão acabando. Ficam alguns ainda, mais já, já não tem mais. Espero da Dilma um grande governo, porque ela tem condições para poder fazer o. Ai será reelegida, segurados por o menos oito anos mais.

    Silvio

    06 de novembro de 2010 às 00h21

    Gunter Zibell
    Não te engane, o pessoal do agronegócio, se cansou junto com os banqueiros, e grandes empresários, de ganhar dinheiro, no governo Lula. Não obstante, onde foi mais votado Serra? No desmatamento, a elite paulista, e a faixa onde no Brasil, ocorre o agronegócio. Não podemos esquecer, as turmas religiosas!

    Gerson S.

    06 de novembro de 2010 às 08h59

    Pois é, eu , em meus palpites sobre o resultado da eleição, cometi equívocos relativos à diferença. Subestimei o poder das forças retrógradas da direita e dos conservadores de parcela das religiões. Eu palpitava em 70 x 30. O resultado já sabemos. Neste momento a colizão em torno de Dilma Rousseff, tem que mostrar muito trabalho, continuar o projeto hoje em execução e aprovar a "Ley de Médios", para equilibrar o jogo da propaganda. Afinal, o pig, que exerce ainda uma grande influência, em matéria de verbas publicitárias, estará garantido com os governos tucanos e demo de oito estados desta vez, e não apenas São Paulo, Brasília e Rio Grande do Sul, onde estavam os maiores focos de "compra de apoios" e corrupção. Necessário colocar as barbas de molho desde cedo e agir rápido. Afinal a mioria do Senado e da Câmara estão com DIlma.

Gerson Carneiro

05 de novembro de 2010 às 21h50

"Repousar em jazigo" é luxo. E luxo é para quem merece.
Zé Bolinha deve ser enterrado (em pé para não ocupar muito espaço) no cemitério municipal, como indigente.

Responder

    Baixada Carioca

    05 de novembro de 2010 às 22h10

    E verticalmente de cabeça para baixo. Dizem que vampiro não morre, vai que essa praga ressucita.

    Gerson Carneiro

    05 de novembro de 2010 às 22h32

    De cabeça pra baixo que é para se ele resolver tentar sair, cavocar e sair lá no Japão.

    Polengo

    05 de novembro de 2010 às 23h25

    Tomara que ressucite, pra ficar brigando com o Aécio.
    Vai ser um tal de dossiê pra cá, dossiê pra lá…. esses edossiês eu quero ver, sim.

    Heber

    06 de novembro de 2010 às 10h57

    Bonifa

    07 de novembro de 2010 às 04h47

    O Serra deixou de ser um problema para a situação e passou a ser um problemão para os tucanos. Eles lá que se virem para dar um nó no Serra.

    José Manoel

    06 de novembro de 2010 às 11h17

    Azar dos japa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Wilson Estrella

    05 de novembro de 2010 às 23h26

    hehehe

sergio

05 de novembro de 2010 às 21h43

Bravo! Dilma.

Responder

Roger Oliveira

05 de novembro de 2010 às 21h32

Acredito que o Zé Bolinha fará de tudo para ser mais uma vez o candidato do PSDB para a presidência, e acho que conseguirá.

Aécio Never mostrou na entrevista que deu quando esteve no Santuário de Nossa Senhora da Piedade em Caeté (MG) que tem rabo preso com o Zé Serrote devido ao dossiê do Itagiba. E o Alckmin dará passagem pro Bolinha porque, como o Ciro Gomes disse: "Serra é capaz até de passar por cima da mãe com um trator". Então, para não ser vítima de um dossiê do Itagiba, o Picolé de Chuchu dará espaço pro Chirico realizar o seu tão almejado sonho de ir para o Planalto.

Porém, posso muito bem estar enganado.

Responder

ROnaldo Dantas

05 de novembro de 2010 às 20h50

Serra já vai tarde. Ele e o dr. Shibata, médico da ditadura, que deve ter votado nele

Responder

Fabio_Passos

05 de novembro de 2010 às 20h49

Temos de festejar muito o defunto jose serra.
Que todo o preconceito e ódio que promoveu vão com ele para os quintos dos infernos…

Motorhead – Dancing on Your Grave
[youtube d2V6v6Xa-BI http://www.youtube.com/watch?v=d2V6v6Xa-BI youtube]

Responder

    Gerson Carneiro

    05 de novembro de 2010 às 23h33

    Opa! Chegando mais convidados para essa festa aí.

    "Me derruba pequena Susie
    Me derruba
    Eu sei que você pensa
    Que tu és a rainha do submundo
    E você pode
    Me mandar
    Flores mortas toda manhã
    Me mandar
    Flores mortas pelo correio
    Me mandar flores mortas
    Para o meu casamento
    E eu não esquecerei de colocar rosas sobre seu túmulo"

    [youtube 9-kjIfx1aQo&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=9-kjIfx1aQo&feature=related youtube]

ma.rosa

05 de novembro de 2010 às 20h32

o texto e excelente, mas a ultima frase, "felizmente para o Brasil, Presidencia e vontade popular" e clara e inegavel, Dilma e A VONTADE POPULAR!!!
parabens, mauricio.

Responder

antonienko

05 de novembro de 2010 às 20h24

Muitos crimes foram divulgados, nestes últimos tempos, nos quais Serra estaria envolvido.
Agora é hora de Serra dar explicações à Justiça.
Serra, nos entupindo de polêmicas políticas, ganha tempo.
E, até para ele, tempo é dinheiro.

Responder

beattrice

05 de novembro de 2010 às 20h23

Não reconheço que Serra tenha algum dia "se preparado para a Presidencia", Serra se preparou para o poder, pelo poder, são duas coisas bem diferentes.

Responder

Jrud

05 de novembro de 2010 às 20h21

Com referência ao Serra, como disse uma vez o Dr. Tancredo quando foi eleito Presidente e o Serra queria ser o ministro da fazenda, e sugiro que isso seja confirmadfo com o Sen. Aécio ou o Dr. Dornelles, "Nunca vi um rapazinho tão ambicioso."

Responder

beattrice

05 de novembro de 2010 às 20h20

Azenha,
o Zé não tem nenhuma noção de nada, como ele só ouve o PiG e ve o PiG, ele acredita no PiG.
E aí, meteu-se a dar uma de palestrante em Biarritz, atrevendo-se a criticar logo quem? O LULA!
Tomou logo um #fermez la bouche ou
POR que no te callas em plena palestra! http://aposentadoinvocado1.blogspot.com/2010/11/s

Responder

    Baixada Carioca

    05 de novembro de 2010 às 22h06

    Ele vai dizer que foi um petista infiltrado.

Antonio

05 de novembro de 2010 às 19h23

Graças a Deus a Presidência foi o destino de Dilma. Já pensou se não fosse, com tantos monstros acordados do sono profundo no esgoto parado desde a Idade Média?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding