VIOMUNDO

Diário da Resistência


Marcelo Zero: Migrantes foram para os EUA vender a força de trabalho, não o Brasil
Política

Marcelo Zero: Migrantes foram para os EUA vender a força de trabalho, não o Brasil


18/03/2019 - 11h51

Vergonha é o Governo

por Marcelo Zero

Para agradar Trump e sua paranoica política anti-imigração, Eduardo Bolsonaro afirmou que sente vergonha dos trabalhadores brasileiros que vivem em situação irregular nos EUA. Equiparou-os a criminosos.

Mas a vergonha é o governo do capitão.

Afinal, trata-se de um governo que não defende os interesses do Brasil e dos brasileiros, mas sim os interesses dos EUA e dos norte-americanos.

Pudera. O deputado do baixo clero e sua legião de descerebrados foram eleitos graças, em boa parte, aos EUA, que, usando artifícios de guerra híbrida, inclusive na força tarefa da Lava Jato, conseguiram arruinar a democracia brasileira e suas instituições.

O resultado é que, agora, o Brasil está entregue a forças nitidamente facistoides, que envergonham o país ante o mundo.

Vergonha maior, contudo, é a ignorância e o despreparo exibidos, desavergonhadamente, pelos membros da armada Bolsoleone.

Tomemos o exemplo de Eduardo Bolsonaro e os migrantes brasileiros.

A maioria dos homens de negócios do EUA não tem a menor vergonha dos visitantes brasileiros. Ao contrário, nos adoram.

Apenas em 2014, 2,26 milhões de turistas brasileiros visitaram os EUA. Em 2018, mesmo com toda crise, 1,65 milhão de brasileiros foram gastar seu precioso dinheiro nos EUA.

Por lá deixaram, apenas em 2016, US$ 11,6 bilhões, ou R$ 44,3 bilhões, a preços correntes. Isso mesmo, R$ 44,3 bilhões em apenas um ano!

O gasto médio de cada turista brasileiro que vai aos EUA é de inacreditáveis US$ 5.097, 00. Gastamos mais lá que turistas canadenses, britânicos, franceses, japoneses, etc. Só perdemos, por muito pouco, para turistas chineses e indianos.

Somos esteio da economia de alguns estados norte-americanos, como a Florida. Brasileiros têm investido naquele território cerca de US$ 24 bilhões.

Por isso, Obama, sem nenhuma vergonha, ordenou a rápida expedição de vistos para brasileiros, em 2012.

Mas não são apenas os turistas e os investidores privados. O Brasil é o 4º maior credor internacional dos EUA. Com nosso dinheiro, ajudamos a financiar o gigantesco déficit fiscal que os EUA acumulam sem nenhuma vergonha.

Assim, brasileiros contribuem bastante para a economia americana e para gerar empregos para americanos.

Mesmo os brasileiros que estão lá em situação irregular contribuem muito para a economia dos EUA.

Trabalham muito duro, em jornadas extensas, sem nenhuma garantia trabalhista e previdenciária, desempenhando tarefas que os trabalhadores norte-americanos têm vergonha de fazer, como limpar as privadas que o clã usará na sua visita.

Não há nada de vergonhoso no sujeito que trabalha duro para sustentar sua família. Vergonhoso é ver autoridades brasileiras, que provavelmente nunca trabalharam duro na vida, se recusar a defender seus cidadãos e seu país e bater continência para a bandeira dos EUA.

Vergonhoso é o Acordo de Alcântara, que criará uma base dos EUA em território nacional.

Vergonhoso é liberar, sem reciprocidade, vistos para turistas norte-americanos, enquanto nossos turistas sofrem verdadeira via crucis para conseguir gastar seu dinheiro nos EUA.

Vergonhosa é a venda da Embraer para a Boeing, que acabará com nossa grande empresa de alta tecnologia.

Vergonhoso é o Brasil comprar briga com a China, nosso principal parceiro comercial, para apoiar Trump na sua cruzada protecionista, que também afeta o Brasil.

Vergonhoso é o Brasil comprar briga com os países árabes, que importam cerca de US$ 13,5 bilhões por ano de nossos produtos, principalmente alimentos, apenas para satisfazer um capricho geopolítico de Trump.

Vergonhoso é o Brasil alinhar-se à cruzada medieval de Trump contra a luta pelo equilíbrio climatológico e ambiental, o que deverá afetar gravemente nossas exportações de commodities e nossa imagem perante o mundo.

Vergonhoso é o Brasil insurgir-se contra o Mercosul e a integração regional, que tanto nos beneficiam, para dar apoio à agenda geopolítica dos EUA na América do Sul.

Vergonhoso é ver um presidente e um chanceler oferecer o território brasileiro para a instalação de uma base norte-americana em solo pátrio.

Vergonhoso é ver o Brasil submeter-se às exigências celeradas da administração Trump, para que nosso país participe de uma guerra na Venezuela, país vizinho, com a exclusiva finalidade de que os EUA tenham acesso privilegiado à maior jazida de petróleo do mundo.

Vergonhoso é ver nossas forças armadas transformadas em forças subalternas do Comando Sul dos EUA.

Vergonhoso é ver o Brasil transformado num grande Porto Rico, um protetorado dos EUA.

Vergonhoso, enfim, é ter um governo que não defende o Brasil e seus cidadãos. Um governo que nem sabe identificar os verdadeiros interesses do Brasil. Um governo guiado pelas alucinações ideológicas de um astrólogo. Um governo que nem sequer consegue achar os mandantes do assassinato de Marielle.

Sob Bolsonaro, o Brasil virou a grande chacota mundial. Nunca nossa imagem no exterior esteve tão baixa. Viramos símbolo maior da extrema direita mais reacionária e ignorante, empenhada em cruzadas medievais contra o “comunismo”, o “marxismo cultural”, o “ambientalismo global” e os direitos de mulheres, gays e outros grupos de excluídos.

E não adianta ficar perseguindo Jean Wyllys no exterior. O tiro sairá pela culatra.

Quem cobre o Brasil de vergonha é a armada Bolsoleone e seu festival incessante de declarações e atitudes de profunda ignorância e de abjeta submissão a Trump.

Nossos migrantes, mesmo aqueles que estão em situação irregular, não têm nada do que se envergonhar. Foram para os EUA trabalhar duro.

Foram para lá apenas para vender a sua força de trabalho.

Ao contrário de alguns, não foram aos EUA para vender o Brasil.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

19 de março de 2019 às 15h49

https://pbs.twimg.com/media/D2CiD7ZX0AEeBf_.jpg

Trump autoriza Jair Bolsonaro a Dormir
em uma Casinha próxima à Casa Branca.

https://twitter.com/anarcomiguxos/status/1108063868566323200

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 15h43

Jornalista Natuza Nery informou, há pouco, na GloboNews,
que não havia ministro algum do [des]governo braZileiro
no Salão Oval da Casa Branca.

Donald Trump sequer permitiu a entrada do Chanceler
do braZil, Ernesto Araujo, e nem do ex-juiz Sergio Moro.

Além de Jair, apenas Dudu* Pintinho pôde adentrar
o Recinto ‘privilegiado’ da Presidência dos EUA.

*Eduardo, Deputado Federal (PSL=SP), filho de Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 14h39

Despreparo, Deslumbramento e Submissão
dão o Tom de Visita de Bolsonaro aos EUA

[…]
… “exemplo de submissão a Washington foi a visita
de Bolsonaro à CIA, a agência de espionagem [norte-]americana.

Dificilmente, presidentes de nações soberanas frequentam
um local especializado em obter informações sobre governos
e mandatários estrangeiros.

A CIA foi responsável por golpes de Estado e teve envolvimento
recente em casos de tortura.
Opera fora dos EUA e atende aos interesses nacionais [norte-]americanos.

É inacreditável que Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sergio Moro, tenham feito essa visita, que pretendiam manter em segredo.
Ela foi ‘descoberta’ porque Eduardo Bolsonaro a anunciou no Twitter.
[…]
Essa passagem pela CIA é mais uma evidência do despreparo e deslumbramento de integrantes do governo brasileiro.

Soa como paixão por coisas hollywoodianas”…

Jornalista Kennedy Alencar

https://t.co/53HbhMIxgM
https://twitter.com/KennedyAlencar/status/1108016585304760321
https://www.blogdokennedy.com.br/bolsonaro-exibe-complexo-de-vira-latas-em-visita-aos-eua/

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 14h10

https://pbs.twimg.com/media/D2CKUahXgAAXQjh.jpg
Jair representando o braZil no Exterior.
E Autodepreciando o País lá e aqui…
https://twitter.com/i/status/1108008830896652289

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 13h48

“A ordem de Bolsonaro que dispensa o visto para turistas
dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão fere a soberania nacional
e o princípio da reciprocidade.
Nossa bancada protocolou hoje um projeto
para suspender os efeitos desse decreto.
#BolsonaroEnvergonhaOBrasil

Talíria Petrone
Deputada Federal (PSoL=RJ)

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 12h41 Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 12h26

https://pbs.twimg.com/media/D2BenDFWoAECVfx.jpg

“Bolsonaro não defende aproximação com os EUA, defende servilismo;
EUA não querem ser ‘grande parceiro’ do Brasil,
querem que Brasil seja grande quintal deles.”

Érika Kokay
Deputada Federal (PT=DF)

https://twitter.com/erikakokay/status/1107601992480968704

Responder

Zé Maria

19 de março de 2019 às 11h53

https://pbs.twimg.com/media/D2Bi0bXWoAIBYyx.jpg

Jair Bolsonaro obteve 81,7% dos Votos de braZileiros nos EUA

“A grande maioria dos imigrantes em potencial não tem
boas intenções nem quer o melhor ou fazer bem ao povo americano”

Jair Bolsonaro, em entrevista à FoxNews

https://pbs.twimg.com/media/D2BUdTqXgAAN_I1.jpg

Olavo de Carvalho, Lucas Mendes, Caio Blinder …

Avisa pro Donald Trump que não aceitamos devolução …

Responder

Julio Cesar

19 de março de 2019 às 09h45

Como cidadão brasileiro me sinto ultrajado com a pusilanimidade do atual grupo que estão no comando do país. Existe neles a mais completa inversão de valores sobre o que se entende como cidadania. Entregam sem pudor nossas prerrogativas de país soberano, entregam nossos patrimonios salvaguardas para o futuro de um povo livre e independente, e tratam a miudesa das consequencias de uma invasão cultural do qual são cumplices e vassalos, como se fosse culpa das vitimas. Essa mediocridade é a dialetica da elite nacional Oligarquica, feita de mercenarios sem qualquer sentido racional de cidadania e nacionalidade. São para diversas questões, inclusive as civico patrioticas, uns completos imbecis, mas muitas vezes apenas oportunistas mal intencionados.

Responder

Jardel

18 de março de 2019 às 22h33

Nossos emigrantes.

Responder

David

18 de março de 2019 às 21h33

O Brasil não para de passar vergonha com Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

18 de março de 2019 às 16h16

https://pbs.twimg.com/media/D159HqFXQAkze3G.jpg
Quem diria, até um ano atrás, que o Brasil seria entregue
a uma Gangue de Sociopatas do nível do Australiano
Racista Branco que metralhou as Mesquitas na NZ.
https://pbs.twimg.com/media/D18InXPWsAMoq34.jpg

Responder

Zé Maria

18 de março de 2019 às 15h15

https://novobloglimpinhoecheiroso.files.wordpress.com/2019/01/bolsonaro_trump03_caricatura.jpg

A Caricatura Anti-Nacional da Vergonha,
da Servidão Voluntária ao Estrangeiro,
da Traição à Pátria sob o falso patriotismo.

Esqueceu que pra ser Ciro da Pérsia,
é preciso ser Grande e Soberano,
tal como Lula, Verdadeiro Chefe de Estado,
que libertou os Brasileiros da Fome
e do Jugo do Império do Norte.
#LulaLibertador #LulaNobelDaPaz

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.