Kotscho: “Educando” os pobres para morar em casas

Tempo de leitura: 2 min

Publicado em 27/01/12 às 12h39

CDHU: casa é boa, pobre é que estraga

de Ricardo Kotscho, em seu blog, via Conversa Afiada

Atualização às 17h10:
o diretor regional da CDHU, Milton Vieira de Souza Leite, protagonista do post abaixo, pediu demissão do cargo, segundo informou o portal “Folha. com”, em nota publicada às 16h29 desta sexta-feira.

***

O sonho da casa própria está virando um pesadelo para as famílias do conjunto habitacional Paulo Gomes Romeo, em Ribeirão Preto, interior paulista. As cerca de 200 casas populares,  entregues pelo governador Geraldo Alckmin em dezembro, apresentam variadas falhas de construção, mas mesmo assim foram ocupadas pelos moradores contemplados.

Após receber muitas queixas, o diretor regional da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), Milton Vieira de Souza Leite, foi fazer uma inspeção na manhã de quinta-feira para ver o que estava acontecendo. E chegou a uma inacreditável conclusão: as casas são boas, os pobres que foram morar nelas é que estão estragando tudo.

“A gente conhece o nível de educação dos moradores. O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa”, afirmou o sábio, em entrevista gravada pela repórter Gabriela Yamada e publicada na Folha desta sexta-feira.

E disse mais: “Você não consegue mudar a educação delas somente mudando de local”. Para ele, seria necessário um trabalho social a longo prazo para ensiná-las a morar numa casa.

Entre outras barbaridades, Souza Leite insinuou que, além de ignorantes, os moradores são tarados e vagabundos.

Ao falar do caso de uma moradora que reclamou da pia da cozinha ter caído ao colocar sobre ela uma cesta básica, resolveu fazer graça, como relata a repórter:

“O que ela foi comer era outra coisa, disse, insinuando que a pia caiu durante uma relação sexual. Mais adiante, ao encontrar moradores dormindo, saiu-se com essa: Você viu? Não sei se eles estavam dormindo porque trabalharam à noite ou porque continuam sem fazer nada”.

O dirigente da CDHU também responsabilizou os moradores pelas fissuras encontradas em volta de portas e janelas: “As portas são fixas com bucha. A camada de revestimento é muito pequena, e a forma como vai batendo a porta, em uso comum, vai provocar uma fissura”.

Ao final da inspeção, Souza Leite procurou tranquilizar os moradores, garantindo que as casas do recém-inaugurado conjunto Paulo Gomes Romeo não correm risco de desabar. Menos mal.

Até o momento em que escrevo este texto, não há notícias de que o diretor regional Milton Vieira de Souza Leite tenha sido demitido do cargo.

Uma coisa é certa: os últimos acontecimentos em São Paulo estão mostrando que não se trata de eventuais acidentes de percurso de uma administração pública, mas de um método. A culpa é sempre dos pobres.

A política “policial-higienista”, que já “limpou” as áreas da Cracolândia e do Pinheirinho, agora encontrou os responsáveis pelas casas populares com defeito: os seus moradores. Espera-se que a PM não seja chamada para resolver o problema.

PS do Viomundo: Nos tempos de Bauru, testemunhamos um diálogo entre um homem que havia arremessado um tijolo num adversário, durante uma partida de futebol, e o juiz da liga de futebol amador da cidade. Juiz: “Você atirou um tijolo no cara?”. Réu: “Era tijolo da Cohab. Bateu no peito e esfarelou”. A CDHU é a Cohab dos dias de hoje.


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Ana

Vamos ver depois da decisão da OEA, sobre a decisão do Pinheirinho se ele trabalha para um governo limpinho.

paulo sobrinho

esse senhor tem passagem pela GESTAPO…

Maria

Querer culpar os pobres por "sujeira" é não conhecer a história do Brasil. Os pobres limpam a sujeira da elite retrógrada e má.

Pancho Villa

Por acaso alguém viu na madrugada de ontem pra hoje, no Jornal do SBT, o comentário de Carlos Nascimento sobre a demissão desse sujeito aí?

Ele sugeriu exatamente isso: um curso pra favelado morar em casa de gente. Eu ri porque não encontrei reação melhor na hora.

    Maria

    O Nascimento nunca escondeu seus preconceitos. Realmente eu também assisti e fiquei chocada com a declaração preconceituosa.Ésta é a mídia que nós temos com diversos representantes da oligarquia coronelista.Ele está precisando de um curso de Direitos Humanos.
    O curso de educação para pobres/favelados é bom, para quem? Para ele?

    MARCELO

    Curso de direitos humanos precisa a esquerda brasileira.A PM de Sergipe no show
    da Rita Lee foi truculenta.Ah,os petebas vão ficar caladinhos,né?

    porfirio

    O Carlos Nascimento não é só um jornalista decadente do pig. Ele é um latifundiário e tem horror ao MST.

João-PR

Por acaso não houve um superfaturamento da obra?
Explico: queria ter acesso à planilha de custos das casas para ver, realmente, o que os moradores estão pagando…obras são o grande "filão" de desvio de verbas.
Com a palavra, o Governo de São Paulo.

Renato Lira

É o jeito tucano de ser.

Outro Antonio

O PSDB, o DEM. o PSD e os homens que os fundaram e os alimentam são um câncer para o Brasil. Nos roubam na cara e não são presos. Matam de fome, de droga, de doença e de miséria e estão numa boa. Até quando vamos estar em meio a esses pilantras e a tudo que fazem e vamos ficar quietos. Até quando eles vão pintar e bordar e ficar numa boa.

    porfirio

    Pois é, foi para isso que elegemos Lula e Dilma. Mas…

Hagá

Eu acho essas casas populares em geral uma vergonha. Parecem um pombal. Num dos maiores países do mundo, onde não neva, toda casa deveria ter um número de cômodos decente, jardim e quintal, para a dignidade humana e psicológica das crianças. Pombais colados uns nos outros é ridículo, é um crime, sejam do governo de SP, do governo federal ou do Maranhão. Simplesmente não se justifica. Quintal com orientação se chama HORTA. Jardim com orientação se chama Paz. Por favor, casas populares decentes para os humildes. Chega de caixotes!!!

Jose Mario HRP

Conheço um sujeito que montou uma firma que só faz remendar as porcarias que o CDHU faz nos "conjuntos habitacionais"!
E os consertos só acontecem se os moradores insistirem muito e se mobilizarem de verdade!
O governo conta com a falta de organização da população.
Uma grande safadeza!
E agora o preconceito cara de pau!

ma.rosa

Juro que nao é "perseguição", mas o psdb daqui da minha cidade, Cricíuma, SC, tem este mesmo raciocínio em relação aos "pobres": dizem que sao mal agradecidos, sujões, nao mereciam estar onde estao, etc, etc. Concluo que este "partidozinho" deve se valer de uma cartilha: "pobre só é bom na hora do voto." Como ai em SP, aqui eles também querem ficar vitalícios.

Gerson Carneiro

Culpar os pobre e debochar é a tática recorrente dos demo-tucanos. José Serra, 15 dias após tomar posse como governador culpou os pobres pelas inundações, e o Kassab endossou chamando-os de mal-educados que jogam lixo nas ruas.

[youtube fLPkawIz-bI http://www.youtube.com/watch?v=fLPkawIz-bI youtube]

Yarus

"Se você (Tucano)) agir sempre com dignidade, pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na Terra um (Tu)canalha a menos."

Millôr Fernandes

Liz Almeida

A forma como o diretor (que provavelmente deve ser engenheiro) falou foi infeliz, mas a realidade é que ele não mentiu, apenas foi mal nas colocações… também não sei até que ponto as casas não são boas e ele está querendo culpar os moradores….

Mas, em relação a ser necessário um trabalho social com as famílias é verdade (não está tendo nesse Conjunto? Os financionadores – Caixa Econômica, BID, etc. – sempre exigem).. digo isso pq trabalho em um programa de habitação, e já ouvi casos em que pessoas continuavam fazendo suas necessidades fisiológicas no chão, fora de casa, pq não estavam acostumadas a usar vaso sanitário…

Portanto, muitas vezes é sim necessário um trabalho para que as famílias se adaptem as novas condições de vida… sendo que esse diretor passou um tom de preconceito na forma como falou, e de repente até está mesmo jogando para os moradores a culpa de um empreendimento mal feito… Vai saber..

    Alvaro Tadeu Silva

    Não confunda espinafre na caçarolinha com espingarda de caçar roiinha. As casas do CDHU são mal acabadas, o material é ordinário (não confundir simples com ordinário, isto é, vagabundo), os empreiteiros terminam de qualquer jeito, acreditam que o fato de o infeliz ter vindo da favela não merece nenhum respeito. Queria ver você, Liz, ir morar num lugar desses e depois culpar a falta de cultura dessa gente. O que é bom, as pessoas aprendem depressa. Difícil é ter um imóvel onde as portas e janelas saem nas mãos dos moradores, os ralos entopem, não há gás encanado nem sistema de cabeamento para transmissão de dados, etc, etc.

marcio ramos

– Oi td bem vc gostaria de me dizer qt tempo esta aqui?
– Desde os 9 anos.
– E quantos anos vc tem?
– Eu tenho 25.
– Poxa, dezesseis anos vivendo aqui no assentamento… e de onde vc veio???
– Eu vim de outro assentamento lá do Rio Escuro….

Em mutios lugares é assim que é, a pessoa nunca morou em uma casa, com banheiro dentro, iluminação, agua encanada, sistema de esgoto…

O dito cujo estrupicio de funcionario publico dirigente do CDHU tinha que ser forçado a construir casa popular por 30 anos, pra ver se aprende a fazer alguma coisa…

_spin

Meus deus que que isso, como podeira numa pia tão curta alguém transar, como são imaginativos estes gestores tucanos

    zezinho

    Ih meu caro, eu conheco historia igual de um amigo meu.

    luiz pinheiro

    É porque eles fazem quartos sem espaço para cama de casal.

    Jose Mario HRP

    O que eles são é, fora o impublicavel, desrespeitosos e mau educados.
    Gente sem escrupulo ou noção de decência.
    Que governante ou agente direto dele faria esse tipo de declaração ou ilação imunda?
    Só nessa malta PSDB/PFL!

    ma.rosa

    Alem do que ninguem tem nada a ver com as preferencias sexuais de cada um, muito menos este senhor!!!

    Maria

    "quem usa cuida" chulo como a declaração.

Murdok

Dizem que quando Israel levou judeus africanos para assentamentos, esses africanos plantaram flores nos vasos sanitários. Pobre é assim em tudo que é lugar.

    Lindolfo Campos

    O jeito é tirar os tucanos do governo, vem ai as eleições

    Moacir Moreira

    Esse daí acredita que vivemos em uma democracia.

    Todos os candidatos com alguma chance são patrocinados pelo mesmo grupo de "empresários" arruaceiros.

    Não percebeu ainda?

    Gerson Carneiro

    e teu governador em apuros, correu pra tirar foto com "o nove dedos, analfabeto, que nunca trabalhou" na esperança de recuperar alguma moral.

    Hipócrita é assim em tudo que é lugar.

    Janah

    Viiixi, painho, é da turma da soninha!

    Maria

    "Dizem" é vulgar. E voce como "telefone sem fio" divulga a afirmação preconceituosa , porque sente prazer ao chocar com afirmação racista, chula num espaço que propõe o debate de idéias.
    Prefiro quem planta flores no vaso sanitário.

Marcelo Fraga

Imagine se todo reacionário se demitisse depois de falar besteira!

Paulo Mack

Em 1996, fiz um curso na Escola de Governo do ABC, em Santo André. Tive a honra, na época, de ter como professor, o prefeito Celso Daniel, que na época revelou que na cidade havia problemas em relação as pessoas que moravam em favelas, e foram contempladas e passaram a morar em prédios.
Ele chegou a dizer que nas janelas havia muita sujeira, e não se entendia porque. Por fim, o que acontecia de fato era que alguns moradores eram acostumados a jogar lixo pela janela. Até ai, nada de errado, afinal, para se morar em prédios, especialmente pessoas simples, tem que haver algumas palestras de esclarecimentos, sobre como se comportar, e não simplesmente colocá-las lá.
Não tenho dúvidas que se fosse o nosso Celso Daniel, o povo saberia como morar nas casas e apartamentos la de Bauru. Tratar e cuidar dos mais simples e deu exemplos de como se faz isso!

FrancoAtirador

.
.
"Sucede que a estupidez humana é grande

e a bondade humana não é notável"

FERNANDO PESSOA
.
.

Gunter

Eu não diria que a Cohab era tão ruim… "Vareia".
Mamãe tinha até fevereiro deste ano um apto. da Cohab de 1970 (+/-) que estava bem inteirinho… (Isto é, bem construído e ainda com aqueles azulejos cor laranja ou marrom pavorosos da época. O maior problema era a falta de tomadas, não usuais porque antigamente não havia tantos eletros de consumo, e só foram trocadas as janelas por determinação do condomínio.)

Pancho Villa

Quem viu, viu, quem não viu eu conto.

Quarta-feira, 25, durante jogo do Flamengo contra Real Potosí, na Bolívia, houve um caso curioso. As plaquetas que sinalizam substituição de jogadores usadas no estádio eram de madeira e não dessas que estamos acostumados a ver, que são eletrônicas. Até aí, nenhum absurdo. Mas nosso querido Luís Roberto, que narrava o jogo na Globo, ao comentar o fenômeno das placas de madeira, argumentou que isso se devia ao fato de a Bolívia possuir um dos piores IDH's da América do Sul. Vai entender…

    Rodrigo

    É candidato a sociólogo honorário ou a sucessor do Galvão nas sandices?

    ma.rosa

    É como analista politico, ele é um ótimo narrador de futebol,né!!!

Claudio

Só temos duas certezas no mundo, que um dia iremos morrer e que o PSDB não gosta de pobres!

    Rodrigo

    É o jeito tucano de eliminação da miséria.

    Miseria

    Eles também estão submersos na miséria humana, e praticam gestão governamenta paupérrima sem valores éticos, não percebem que estão alimentando discordias, ódios.

diogojfaraujo

Sem zuera, o que um imbecil desse merece???? Tem que ser algo pior do que ovada, mas não tão perigoso quanto uma bolinha de papel… Surreais as declarações do asinino…

    luis fernando

    Ora, ele merece ir morar numa dessas casas, pra aprender a ser gente! acho que seria uma boa…

    Yarus

    Já que o tijolo da CDHU só faz abater a moral…

Bonifa

Transferência de comunidades para moradias com um novo padrão urbano não é brincadeira. Não é simples e nem pode ficar a cargo de meros engenheiros, incapazes de discernir sobre as inúmeras variantes sociais e urbanísticas que uma operação deste tipo envolve. A requalificação urbana de uma comunidade não se restringe a uma requalificação física das moradias e do local. A mais importante ação deste tipo de intervenção é a urbanização dos próprios moradores, para que venham a se tornar plenos cidadãos. E até mesmo o processo físico tem que ficar em mãos de arquitetos com elevada sensibilidade social. Por tudo isso, o todo do processso deve ser comandado por profissionais como sociólogos e assistentes sociais e nunca por engenheiros, através de um minucioso trabalho de educação social urbana. A obra em sí é apenas um aspecto do processo e, embora seja o que mais aparece e envolva o grosso dos recursos, não é o mais importante.

MA_Jorge

O que precisamos sim, não é dar educação ao pobre já que eles, anseiam por uma educação. Se não para eles, cansados do trabalho, para seus filhos. Precisamos sim, educá-los para nunca mais votarem nesta corja de safados vendilhões, todos guiados por uma mídia vendida de igual modo e instrídas por verdadeiros crápulas do naipe de um Lamparina e um golpista, bate-carteiras, grande Almirante do Tietê.

Deixe seu comentário

Leia também

Política

Berenice Bento: Carta aos que não sepultei

Não sairemos iguais após o horror em Gaza

Política

Paulo Nogueira Batista Jr: Os desafios da esquerda

Emprego, renda, injustiça social, imigração

Política

Jeferson Miola: Impunidades diplomáticas

Simas Magalhães, Eduardo Saboia, Ernesto Araújo…