VIOMUNDO

Diário da Resistência


Juliana Cardoso: Quem é mesmo que precisa de polícia?! Chame o ladrão!
Vladimir Platonow/Agência Brasil
Política Resistir e Lutar 27/05/2018 - 15h18

Juliana Cardoso: Quem é mesmo que precisa de polícia?! Chame o ladrão!


Por Juliana Cardoso

 

Vladimir Platonow/Agência Brasil

Polícia para quem precisa? E quem é mesmo que precisa de polícia? Chame o ladrão!

por Juliana Cardoso*

Muitos vêem com apreensão e de forma passional essa greve dos caminhoneiros.

Há quem os critique por terem apoiado o golpe que tirou a presidenta Dilma de seu mandato legitimo.

Há quem os apoie por representar a continuação de junho de 2013, já que claramente as coisas não melhoraram como se esperava com a saída do PT e a prisão de Lula.

Poderíamos simplesmente dizer: “Nós avisamos!”

Mas só reforçaria uma tensão existente na sociedade e que precisa acabar.

Se muitos que apoiaram o golpe, hoje pensam em apoiar um movimento grevista que luta apenas por garantias mínimas, essa greve, como muitas outras greves, mostra também a força de trabalhadores.

Além disso, mostra que a responsabilidade pela greve dos caminhoneiros é do governo Temer e das forças que apoiam a política do seu governo, entre elas a política da Petrobras sob a mão de Pedro Parente, que visa destruição da empresa, para sua privatização.

Esse governo aumenta combustível para dar lucro aos acionistas, vende petróleo cru e importa gasolina porque reduziu o refino aqui no Brasil e aumenta o preço como se aqui dentro as condições de pagamento fossem semelhantes às de fora.

Por outro lado, a política recessiva do governo Temer e das forças que o colocaram lá está levando o país a uma recessão com 28 milhões de desempregados muitos que não procuram mais emprego pelo desalento, ao contrário do que disse Temer recentemente.

Soma-se a esse desemprego e recessão, a queda de arrecadação de tributos que faz com que os serviços que dependem do Estado, como saúde, educação assistência social, transporte público, sejam reduzidos, piorando nosso país com tantas carências sociais.

A greve dos caminhoneiros tem razão objetiva, mesmo que os patrões transportadores tirem proveito e parte dos caminhoneiros sejam conservadores.

A razão objetiva para a greve existe.

Como existe para outras categorias de trabalhadores que, não conseguiram se mobilizar, como os caminhoneiros conseguem.

Precisamos neste momento de unidade pelo bem de todos.

Precisamos respeitar o direito de luta de cada categoria, e lutar para que este governo pare de entregar nossas riquezas e colocar a conta para o povo pobre pagar.

Para isso só há um remédio: democracia com eleições livres.

*Juliana Cardoso é vereadora do PT/SP. 

Leia também:

Beatriz Cerqueira: Disputemos as ruas! Redução de tarifas, gasolina e gás é pauta de todos nós! 



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Eduardo

28 de maio de 2018 às 12h53

Atê quando o Temer ficará solto, gozando a cara do brasileiro, falando e fazendo merdas? Resposta: Até o dia em que as instituições todas brasileiras, câmara, Senado, polícia, MP, judiciário todo e STF, enfim todas vontinuarem iguais a ele. Afinal, nenhuma delas impediu a desobediência à constutuição e o golpe contra o povo! Todas se locupletam com o golpe e com a quadrilha da qual ele é Parte! O povo brasileiro é vítima dos homens e das instituiçōes imorais!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!