VIOMUNDO

Diário da Resistência


Juliana Cardoso: Prefeitura promete reabrir Hospital Sorocabana com 100% SUS. Vai mesmo?
Foto: André Kuchar/Mandato Juliana
Política Resistir e Lutar 31/08/2018 - 14h44

Juliana Cardoso: Prefeitura promete reabrir Hospital Sorocabana com 100% SUS. Vai mesmo?


Por Juliana Cardoso

Foto: André Kuchar/Mandato Juliana Cardoso

Prefeitura admite reabertura do Hospital Sorocabana com atendimento 100% SUS

Fechado desde 2010 por problemas financeiros e com 156 leitos o hospital realizava 20 mil atendimentos por mês do SUS

por Juliana Cardoso*

O secretário Municipal de Saúde, Edson Aparecido, descartou a proposta de atendimento privado e pelo SUS (Sistema Único de Saúde), cogitada pela gestão anterior da pasta, para a reabrir o Hospital Sorocabana, no bairro da Lapa.

Ao receber os vereadores da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, na quarta-feira, dia 29 de agosto, o secretário nos garantiu que a reivindicação da população para reativar a unidade com atendimento 100% público é a que será estudada pela Prefeitura.

O arquivamento do modelo de porta dupla no atendimento é um avanço, mas o foco da luta agora é reabertura efetiva do hospital, que está fechado desde 2010.

No dia 12 de setembro, está agendada reunião da Comissão de Saúde na Câmara Municipal, quando será debatida com a população e o secretário as propostas para reabrir o hospital.

Já na quarta, dia 5, pela manhã, o movimento pela reabertura também poderá participar da vistoria da Comissão de Saúde ao prédio do hospital.

O antigo hospital, aliás, provocou impasse nos tribunais.

Na semana passada, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) anulou decisão judicial que leiloou a área. Ela havia sido arrematada por um grupo empresarial para quitar dívida trabalhista de um ex-funcionário contra a entidade a gestora do equipamento de saúde, a Associação Beneficente dos Hospitais Sorocabana (ABHS), entidade dos trabalhadores da antiga Estrada de Ferro.

Após o leilão, a Justiça do Trabalho descobriu que o governo do Estado é proprietário de parte do terreno e não havia sido informado do julgamento.

Administrado pela Associação desde 1956, o hospital fechou as portas há oito anos por problemas financeiros.

Após recuperar o imóvel na justiça, o governo do Estado concedeu em 2012 permissão para a Prefeitura instalar unidade de AMA (Assistência Médica Ambulatorial).

Em três andares ainda funciona o Rede Hora Certa, mas os demais pavimentos estão abandonados.

Com 156 leitos, o hospital realizava 20 mil atendimentos por mês do SUS.

Também contava com maternidade, traumatologia, UTI adulto e neonatal.

Desde a desativação, moradores da zona oeste reivindicam a sua reabertura, pois era único hospital SUS da região.

A zona oeste, com mais de 1 milhão de habitantes, também se ressente da crise do Hospital Universitário, no Butantã.

A notícia do leilão do prédio motivou protestos de moradores para suspender a decisão.

De acordo com o TRT. os R$ 16,4 milhões do arremate serão devolvidos aos compradores, que tinham planos de reabrir o hospital, mas para atendimento privado.

Na noite de segunda-feira, dia 27 de agosto, no ato público em frente ao hospital na Rua Catão, Lapa, marcado previamente contra o leilão, os participantes reiteravam a sua reabertura, mas 100% SUS.

Os manifestantes também denunciaram as intenções privatistas da gestão Doria/Bruno Covas em relação ao Sorocabana.

O impasse ainda continua. Em nota, o Tribunal informou que “ a penhora sobre o bem entretanto está mantida, o que não impede que uma nova arrematação seja marcada para saldar débitos trabalhistas”.

MUITAS PROMESSAS…

A notícia do leilão soou como bomba, pois colocaria todos os anos de luta pela reabertura do Hospital Sorocabana com atendimento público cair por terra.

A anulação da decisão judicial somente adia o sonho de ter o Sorocabana para o SUS.

Nesses oito anos, a reabertura do hospital é repleta de promessas e da falta de entendimentos entre os poderes públicos.

Há três anos Prefeitura, governo estadual e governo federal se reuniram, mas a reativação ficou apenas na tentativa.

Enquanto os governos não se entendem, a população lamenta as portas fechadas e luta pelo retorno dos tempos em que o Sorocabana prestava atendimento de qualidade pelo SUS.

E o temor também é perder os dois equipamentos de saúde instalados no endereço.

*Juliana Cardoso é vereadora (PT) na Câmara Municipal de São Paulo, onde integra a Comissão de Saúde

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!