VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

José Prata Araújo: Reservas em dólares garantem maior soberania ao Brasil


09/10/2010 - 22h23

Reservas em dólares: Lula US$ 257 bi X FHC US$ 17 bi

O governo Lula, para blindar a nossa economia contra as crises externas de grande magnitude, conseguiu acumular reservas em dólares como nunca antes nesse país, num total de US$ 257,298 bilhões. Já o governo FHC, mesmo com todas as gentilezas oferecidas aos grandes capitalistas internacionais – taxa de juros de 45% ao ano, privatizações selvagens, dolarização de parte da dívida interna, dentre outras barbaridades – nunca conseguiu acumular reservas expressivas em dólares. Se Lula tivesse seguido os conselhos da oposição demotucana teria quebrado o Brasil na grande crise de 2008/2009. O artigo é de José Prata Araújo.

José Prata Araújo (*), na Carta Maior

O candidato José Serra e o PSDB querem convencer a população brasileira de que o ponto fraco da nossa economia são as contas externas, que chegam a caracterizar de “herança maldita”. Como assim? Que números o PSDB e seu candidato a presidente têm a apresentar aos brasileiros na questão crucial das reservas internacionais em dólares, principal indicador da saúde das contas externas? Os números dos governos Lula e FHC estão expressos na tabela abaixo. O governo Lula, para blindar a nossa economia contra as crises externas de grande magnitude, conseguiu acumular reservas em dólares como nunca antes nesse país, num total de US$ 257,298 bilhões.

Já o governo FHC, mesmo com todas as gentilezas oferecidas aos grandes capitalistas internacionais – taxa de juros de 45% ao ano, privatizações selvagens, dolarização de parte da dívida interna, dentre outras barbaridades – nunca conseguiu acumular reservas expressivas em dólares. Elas eram de apenas US$ 17 bilhões no final de 2002, sem os empréstimos do FMI. Foi por não possuir uma posição robusta nas reservas em dólares que o Brasil quebrou duas vezes com FHC, em crises de pequena intensidade e que não serão mais que notas de pé de página na história econômica, tendo o Brasil recorrido ao FMI e aceito suas políticas recessivas e privatistas.

Reservas internacionais do Brasil – 1994 a 2010 – em US$ bilhões

Se Lula tivesse seguido os conselhos da oposição demotucana teria quebrado o Brasil na grande crise de 2008/2009. Não foram poucos os tucanos e economistas aliados que se colocaram contra a elevação do patamar das reservas. Um deles foi André Lacerda, editor do Portal do ITV – Instituto Teotônio Vilela, do PSDB, que, no artigo “Sem motivo para comemorar”, criticou “a armadilha das reservas-monstro”, afirmou que “economistas têm se dedicado a calcular quanto empilhar reservas tem custado ao pobre Brasil” e que o crescimento das reservas tornou-se “uma dor de cabeça”. Ele se referia aos custos fiscais de se manter reservas elevadas. Brevemente, em mais um capítulo de nossa série, vamos mostrar os gigantescos custos fiscais das duas falências do Brasil no governo FHC por falta de reservas em dólares.

O Brasil entre dois caminhos nas contas externas: seguir com Dilma e Lula com mais desenvolvimento econômico, fortalecimento das reservas internacionais e FMI nunca mais. O outro caminho é o retorno do neoliberalismo de Serra e FHC, com mais vulnerabilidade de nossa economia e o retorno ao FMI e seus ajustes privatistas e antipopulares.

(*) Economista mineiro e autor dos livros “O Brasil de Lula e o de FHC” e “Guia dos Direitos Sociais”

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



21 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Elias São Paulo SP

10 de outubro de 2010 às 14h54

Alguém tem de dizer mais popularmente essa coisa do FMI mandar na gente na era FHC. Por exemplo, o cidadão deve pra outro cidadão e não consegue pagar a dívida, aí o outro cidadão diz: faz o seguinte vende seu carro e me paga…vende sua casa e me paga…vende a sua mãe me paga! Assim o FMI falava com o Brasil. Lula reverteu isso e disse alto e bom som: não te devo mais nada, tira as patas do meu país e trate de sua guerra que aqui nós somos de paz. O FMI calou a boca e mais adiante chegou ao Lula e disse: dá pra emprestar algum? Dá, disse Lula, claro que dá. Só analfabetos políticos não entendem isso.

Responder

antonienko

10 de outubro de 2010 às 13h27

Azenha,
Estaria eu errado em entender meu Presidente, como o maior empreendedor capitalista de toda História ?
Quem reservou reservas monetárias tão gigantescas? e o país ganhou com isto
Distribuiu renda, e capitalizou com isto? e o país ganhou com isto
Despachou credores para os quintos do inferno?e o país ganhou com isto
Migrou milhões de pobres para classe média, e o país ganhou com isto.
ETC…..
Será que ele deixa um Brasil tão mais rico, com eu estou vendo?
No mínimo, humilhou os Piratas que geriram o Brasil durante os últimos quinhentos anos .
A Forbes deveria estampar Lula com a cara do Brasil: Empresário do século.
Agradeço, pelos nossos filhos, netos, bisnetos…
Agradeço pela nossa empresa Brasil.

Responder

Hudson Luiz

10 de outubro de 2010 às 12h39

No primeiro turno quase não houve debate sobre os reais problemas do Brasil. A questão da desigualdade social, que ainda é monstruosa, mesmo que o governo Lula a venha diminuindo de forma progressiva; a
internacionalização de nossas terras; a questão, sempre pendente, de uma
reforma agrária profunda; a falta de investimentos/fomentação do Estado em
relação a ciência e tecnologia, o que ainda nos mantém atados ao nível mais
baixo da divisão internacional do trabalho; o tema de uma reforma política ampla e a
desobstrução dos canais de efetiva participação popular no processo democrático;
a guerra cambial que se alastra pelo mundo com o Brasil enfrentando
dificuldades em suas contas externas; etc., etc.,etc.

Continue lendo no:
http://www.dissolvendo-no-ar.blogspot.com

Responder

Reginaldo

10 de outubro de 2010 às 11h51

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/10
Fora Palocci! Fora Cardozo! Chega de amor e Paz.É o aborto social de milhões que está em jogo.

Responder

Gerson Carneiro

10 de outubro de 2010 às 11h31

Um dia esse colchão de doláres será meu. Meu… meu… meeeeeeeeeeu!!!

[youtube tA1ZrBl9x4I http://www.youtube.com/watch?v=tA1ZrBl9x4I youtube]

Responder

ZePovinho

10 de outubro de 2010 às 11h11

SERRA NÃO GOSTA DOS NORDESTINOS!!!!!!!!!!!!NÃO QUER QUE OS RECURSOS DO PRÉ-SAL VENHAM PARA O NORDESTE!!!!!!!!!!!!
http://www.meionorte.com/noticias,robert-rios-cri

Robert Rios critica José Serra por declaração

O deputado Robert Rios (PCdoB-PI) disse, ontem (13), que o candidato do PSDB a presidente da República, José Serra, mostrou que é preconceituoso em relação ao Nordeste quando afirmou, no Espírito Santo, que é contra a região receber os recursos do Pré-Sal.

Robert Rios iniciou seu pronunciamento rebatendo críticas do deputado Marden Menezes (PSDB) ao Governo do Estado. Ele afirmou que o Governo tem levado obras a todos os municípios, como estradas, hospitais e escolas.

Em seguida, Robert Rios afirmou que a declaração de José Serra provou que o PSDB do candidato a presidente “não gosta do Nordeste” e não quer a melhoria da educação e da saúde da região.

Em aparte, o deputado Assis Carvalho (PT) disse que “nós temos que nos levantar contra esse preconceito do José Serra contra o Nordeste”.

Robert Rios pediu ao candidato a governador do PSDB, Sílvio Mendes, que se pronuncie afirmando que não apóia a declaração de José Serra e parabenizou os deputados Marcelo Castro (PSDB) e Júlio César (DEM) por terem se manifestado contra a posição do candidato tucano a presidente.

Fonte: Alepi

Responder

    José Manoel

    10 de outubro de 2010 às 15h18

    É por aí!!! Temos que jogar o Nosferatu contra o povo!!!!!!

Augusto

10 de outubro de 2010 às 10h23

Estou enviando o texto abaixo para igrejas

O que é pior?

Eu ser enganado ou deixar-me ser enganado.

Ou em sã consciência induzir pessoas ao erro via maledicência.

Acesse o endereço abaixo
https://docs.google.com/fileview?id=0B13_ezCNW4Wz

Documento original no final da pagina acima

Se Deus é verdade por que não informarmos ao homem a verdade

Assista o vídeo abaixo

http://www.youtube.com/watch?v=h6qJS88Hss0

Sites de igrejas evangélicas:

http://www.cadecristo.com.br/igrejas/assembleia/a

Responder

mac

10 de outubro de 2010 às 10h21

Serra o verde

SP: litoral norte bate em 2010 recorde de praias impróprias

O litoral norte de São Paulo registrou neste ano o maior número de praias em condições impróprias para banho desde o início da década. Levantamento feito a partir dos boletins semanais da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) aponta que 56 dos 83 pontos medidos pela estatal nos municípios de São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba receberam bandeiras vermelhas até a primeira semana de outubro, o que equivale a 67,4% do total de praias da região.
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,O…

Responder

IV Avatar

10 de outubro de 2010 às 09h53

Ótima postagem, uma pena que 99% dos brasileiros não saimbam dissso
Pela primeira vez eu vejo isso colocado de forma tão simples de se entender
Quando ao povão, ou seja, o eleitorado brasileiro, este vai se dirigir às urnas deste 31 de outubro totalmente por fora disso e mais interessado no plebiscito sobre o aborto
A direita americana, que comemorou a vitória de Collor e fez festa em nova york, está ouriçada

Responder

A. R. Carvalho

10 de outubro de 2010 às 08h47

E a direita e seu candidato dizem que o lula manteve as mesmas diretrizes de FHC na política econômica. O que não é verdade. Só não sei porque não se demonstra didaticamente isso nos programas de televisão da Dilma. Será que desejam mesmo é perder a eleição?

Em outro post vi um comentário que fazer comparação não adianta mais. Mas até agora não fizeram comparação entre os dois projetos. Existem diferenças conceituais, por exemplo, entre assistência social (bolsa escola – FHC) e desenvolvimento social (bolsa família Lula) Mas isso não é mostrado e explicado ao eleitor. Aliás, o que o PT está fazendo é uma violência contra o cidadão-eleitor, em não utilizar o horário eleitoral para lhe informar, lhe esclarecer, sobre as diferenças de projeto e também respondendo as acusações infâmias contra a Dilma. Nào entendo isso. Estou perplexo com tanta incompetência (ou arrogância).

Responder

Archibaldo S. Braga

10 de outubro de 2010 às 08h08

Na verdade também deve ser zé placenta!!! Olhando a cara do serra me dá a nítida inpressão que na hora do parto a parteira lavou a placenta e jogou a criança fora!!! A. S. Braga

Responder

Archibaldo S. Braga

10 de outubro de 2010 às 08h05

Naturalmente me referi ao zé pedágio!!! Agora apelidado de zé aborto!! A. S. Braga

Responder

eloir

10 de outubro de 2010 às 07h49

O que ouço entre colegas e desconhecidos e que é o que está mais prejudicando a candidata Dilma é o boato sobre sua afirmação de que nem Jesus Cristo tiraria dela a vitória nessas eleições. Isso precisa ser desmentido sistematicamente. Ouço isso a todo momento, entre quase todos com que converso. Temos tempo de sobra pra desmentir isso. Mas todos precisam se empenhar. Repito, isso é o que mais está tirando votos da candidata. Muito mais do que a questão do aborto. As pessoas estão dispostas a se deixarem convencer por uma negativa convincente, já que tem predisposição em votar em Dilma, mas estão se deixando levar pela influência das mentiras da campanha tucana. Eu, sozinho, já consegui retornar alguns votos pra ela, mas estou receoso de que nem todos estejam conseguindo o mesmo. Abraços. Vamos ganhar dos fascistas.

Responder

Pedro Luiz Paredes

10 de outubro de 2010 às 05h21

Hoje a China esta controlando a economia mundial através do câmbio.
Hoje as reservas em dólares só garantem que acompanhemos a valorização do dólar ante a moeda Chinesa.

Responder

Humberto Alencar

10 de outubro de 2010 às 02h40

Gente ! Quem tem Orkut e facebook ,vamos compartilhar esses textos do Azenha nessas redes sociais.Eu já faco isso com tudo aquilo que acho interessante.Vamos la ! e só clicar nos logotipos dessas redes,logo abaixo das matérias. Tenho notado que isso tem se multiplicado Brasil afora.

Responder

Humberto Alencar

10 de outubro de 2010 às 02h35

Muito boa !

Responder

Avelino

10 de outubro de 2010 às 01h30

Não tem como frazer essa tabela, mas da divida interna,mostranso Estado por Estado, desde 1997, ou de SP?!

Responder

ruypenalva

10 de outubro de 2010 às 01h12

As reservas estão perto dos 280 bi de dólares. Elas são nosso ponto forte contra crises externas e ponto fraco quanto ao aumento do déficit público, vez que o custo de carregamento pelo diferencial de taxa dos títulos públicos emitidos para comprar dólares versus o retorno em dolar dessas reservas é desfavorável ao Brasil. Se o Brasil tivesse uma taxa de juros baixa, perto dos 6% ao ano para Selic, o impacto seria menor, mas com esta taxa Selic imoral nós pagamos quase 11% para comprar reservas e emprestamos nossas reservas com taxas baixíssimas ao tesouro americano, europeu, etc. O problema está que não podemos capitalizar o Fundo Soberano com reservas, pois não temos superávit fiscal nomimal, depois de pagos os juros, dessa forma a capitalização desse fundo se faz com um custo muito alto pela compra de dólares por emissão da dívida mobiliária. Todo dolar que entra pela conta investimento e pelo saldo comercial é bem vindo, mas dolar que entra aqui para comprar títulos públicos ou ações na bolsa de maneira puramente especulativa só faz depreciar o real. O sucesso econômico nos colocou nessa armadilha autoalimentada pelo câmbio flutuante e pelo déficit fiscal. A receita de equilíbro é amarga, cortar gastos governamentais, de preferência de custeio, numa máquina que já não funciona bem, e mesmo essa receita não garantiria uma depreciação do real, até poderia apreciar ainda mais. Acho que mais cedo ou mais tarde, a continuar essa guerra cambial com a economia americana claudicante, vamos ter que sair do regime de flutuação cambial limpa para para um tipo de flutuação suja, como a chinesa, só para cima. Câmbio.

Responder

ZePovinho

09 de outubro de 2010 às 23h46

SERRA FOI UM DOS PIORES DEPUTADOS NA CONSTITUINTE.O DIAP DEU 3,75 PARA ELE.SERRA VOTOU CONTRA O TRABALHADO EM PRATICAMENTE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!AGORA ELE FICA MENTINDO,DIZENDO QUE "FOI O MELHOR DEPUTADO NA CONSTITUINTE".EITA CABRA MENTIROSO!!!!!!!!!!!!!
http://namarianews.blogspot.com/2010/10/uma-verda

Abaixo a avaliação do Sr. Serra obtida no DIAP – Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar -, em Quem foi quem na Constituinte – Nas questões de interesse dos Trabalhadores, página 621. E em seguida as notas daquele que o nosso maior mentor em vida, Professor Hariovaldo Prado, chama de "analfabeto, nove-unhas, molusco vermelho barbudo" e por aí vai. Está na página 625. Nota dez.
Se quiser recordar para viver, todos à época estão aqui.
Alvíssaras!

Responder

Thiago

09 de outubro de 2010 às 23h28

não entendo muito, mas a impressão que tenho, vendo a evolução dos números na era FHC, é que propositadamente deixou-se o mínimo de reserva para Lula administrar. poderia pensar assim?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.