VIOMUNDO

Diário da Resistência


Jejum de Dallagnol para pressionar ministros do STF, anunciado publicamente, causa reações ácidas: contraria a Bíblia, diz deputada que foi freira
Reprodução You Tube e twitter
Falatório Política

Jejum de Dallagnol para pressionar ministros do STF, anunciado publicamente, causa reações ácidas: contraria a Bíblia, diz deputada que foi freira


01/04/2018 - 21h59

Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não parecer aos homens que jejuas, e sim, a teu Pai,  em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. Mateus 6.16-18

Da Redação

A decisão do procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, de fazer jejum — e anunciá-lo publicamente — causou reações ácidas.

“Deltan PowerPoint Dallagnol é uma figura patética. Um procurador do MP que anuncia jejum contra a Constituição nem disfarça o seu ativismo cretino”, escreveu o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

O procurador anunciou o jejum no twitter, diante da iminente decisão do STF, que pode confirmar ou não a possibilidade de prisão de réus condenados em segunda instância ao julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula, na próxima quarta-feira.

Em duas mensagens disparadas na rede social, o procurador explicou que não busca a prisão de Lula, mas combater a impunidade.

Primeiro, ele escreveu:

“4ª feira é o dia D da luta contra a corrupção na Lava Jato. Uma derrota significará que a maior parte dos corruptos de diferentes partidos, por todo país, jamais serão responsabilizados, na Lava Jato e além. O cenário não é bom. Estarei em jejum, oração e torcendo pelo país”.

Em seguida, emendou:

“Quem acha q nosso alvo é colocar pessoas na cadeia erra o ponto. Trabalhamos p/ reduzir a corrupção e o sofrimento que ela gera: doenças, mortes, fome, desigualdade. É uma questão de justiça social e de realização de direitos humanos. Agora, isso passa pela redução da impunidade”.

Em resposta, o juiz Marcelo Bretas, que cuida dos casos da Lava Jato no Rio, escreveu: “Caro irmão em Cristo, como cidadão brasileiro e temente a Deus, acompanhá-lo-ei em oração, em favor do nosso País e do nosso Povo”.

Além do jejum, Dallagnol anunciou orações e promoveu um abaixo-assinado para que o STF mantenha seu entendimento de outubro de 2016 quando, por 6 a 5, “legislou” que a prisão antecipada, antes do trânsito em julgado, não viola o princípio constitucional da presunção de inocência.

O abaixo-assinado, com mais de 4 mil adesões do Ministério Público e da Justiça, será entregue ao STF nesta segunda-feira, 2.

“Sinceramente, esse senhor faz uso impróprio da religião nas atribuições profissionais de uma carreira de estado, portanto laicas. A publicidade desse uso só comprova que seu objetivo não é cristão, mas alimentar sua vaidade”, escreveu a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

A deputada Manuela, pré-candidato do PCdoB ao Planalto, retuitou mensagem da colega acreana, a ex-freira Perpétua Almeida (PcdoB-AC), que lembrou Mateus 6.16-18, segundo o qual o jejum deve ser secreto.

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, lamentou a manifestação do procurador da Lava Jato nas redes sociais:

“Onde chegamos com a midiatização do Processo Penal e com a Justiça-Espetáculo? No fundo do Poço”.

Apresentando-se como “seguidor de Jesus” no twitter, Deltan Dallagnol tem mais de 400 mil seguidores e é um procurador de forte militância nas redes sociais: compartilhou, por exemplo, o texto de José Padilha sobre o seriado O Mecanismo, da Netflix, e acrescentou: “Nosso desafio é impor a ele [mecanismo], em 2018, a maior derrota da história, nas eleições”.

Nem todos concordam com tal ativismo.

“Deltan Dallagnol, o criador do famoso powerpoint, faz jejum para prisão de Lula. Além de Procurador da República, ele encontra tempo para dar palestras pagas, praticar coaching milagroso e pressionar o STF pela internet”, comentou o pré-candidato do Psol ao Planalto, Guilherme Boulos.

O coaching milagroso mencionado por Boulos se deve ao fato de que Dallagnol é integrante da Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba, e fez um tour para vender a campanha das 10 Medidas Contra a Corrupção, que encabeçou no MPF, com um tom um tanto messiânico (ver vídeo acima).

Por outro lado, segundo o Valor Econômico, só em 2016 Dallagnol recebeu R$ 219 mil por palestras.

O ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão, chegou a acusar Dallagnol de comerciar com bem público:

“É claro que seu sucesso no show business se dá porque é membro do Ministério Público, promovendo sua atuação como se mercadoria fosse. Um detalhe parece que lhe passou talvez desapercebido: como funcionário público, lhe é vedada atividade de comércio, a prática de atos de mercancia de forma regular para auferir lucro”, escreveu.

Dallagnol disse que sua atividade como palestrante era “legal, lícita e privada”. O Conselho Nacional do Ministério Público arquivou por unanimidade representação contra ele dos deputados Wadih Damous e Paulo Pimenta, alegando que as palestras são consideradas “docência”, o que está previsto em lei.

Leia também:

Assessor de secretaria que investiga atentado a Lula trabalha para Bolsonaro





26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Sebastião Farias

04 de abril de 2018 às 00h14

Graças a Deus, por existirem pessoas de boa vontade, que nos disponibilizam informações jurídicas verdadeiras que, constroiem e instrui as pessoas, bem diferentes das que a imprensa conservadora e seus simpatizantes, tentam plantar na consciência das pessoas, tornando-os, analfabetos políticos, alienados, sem senso crítico e sem vontade própria.
O STF se reúne no dia 04.04.2018, não para tornar impune o Ex-Presidente Lula mas, para corrigir equívoco e desrespeito seu, além de erro ético inaceitável, em relação ao Art. 5º e seu Inciso LVII, da Constituição Federal ( http://folhadiferenciada.blogspot.com.br/2016/10/stf-comemora-aniversario-da.html ) e, corrigindo esse desvio seu, ele resgate sua confiabilidade popular em crise e os direitos feridos de todos os cidadãos brasileiros.
Os Senhores Ministros do STF, amanhã, não devem se preocuparem com o que essas forças estranhas que, tentam levar vantagens, intimidando-os e sim, se preocuparem apenas em cumprirem eticamente, as funções constitucionais para as quais, foram nomeados e, votarem com a consciência tranquila e certos de que, respeitando o que dispões a Constituição Federal, da qual são os guardiões da República, sairão dessa Plenária da Justiça, em paz consigo mesmos e com o bem que fizeram ao Brasil, bem como alegres por resgatarem a verdade jurídica dos direitos dos cidadãos e da cidadania brasileira.
Que Deus os iluminem e protejam, para que não fraquejem.
Sucesso.

Responder

JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

03 de abril de 2018 às 18h29

tinha um enorme respeito pela religião batista,depois dessa,nunca mais entro numa igreija batista,lamentável.

Responder

Aparecido

02 de abril de 2018 às 21h28

Lamentável! Lamentável!
Sou crente fundamentalista (creio na bíblia como a Palavra de Deus). Antes de ser crente, eu já era petista, por acreditar no projeto do partido. Deixei de militar, mas continuo votando no pt. “A cézar o que é de cézar”, ou seja, devemos cumprir nossos deveres cívicos paralelamente com nosso dever para com Deus. Jesus disse: O meu reino não é deste mundo; o mundo jaz no maligno; estais no mundo, mas do mundo não sois; aparta-te do mundo, e eu te receberei. Portanto, a política desse mundo não é compatível com o que milita no Evangelho. Pastor político? Mentira. Ou é pastor, ou político. Devemos orar pelos governos, e pelos que estão em eminência no mundo? Sim, para que haja justiça, e para que possamos anunciar as boas novas de salvação e viver em paz. Devemos orar para que haja justiça e que os homens do governo, os empresários, os meios de comunicação, promovam a justiça e temam a Deus, e reconheçam o domínio do Senhor, e deem graças. Os meus amigos crentes, levados por esses “pastores”, queriam me questionar por votar na Dilma. Eu lhes falava: Só estou cumprindo o meu dever cívico. No governo do mundo não se aplica o princípio do Evangelho, porque o estado é laico. Não creia em “pastores políticos”, lembre-se do que falou o Senhor. Mas o espírito do engano é dado a todo o que não ama a verdade. Ninguém engana a Deus, ele faz o coração do homem se manifestar. Deus faz o homem cair na sua própria astúcia. É o que está acontecendo com o promotor. Infelizmente.

Responder

deblu

02 de abril de 2018 às 20h01

mas que merda de culto.
felizmente sou ATEU.

Responder

Mau Rufino

02 de abril de 2018 às 17h11

Dallagnol messiânico me lembro um personagem peculiar na história, Pedro, o Eremita.

Pedro, o Eremita antecipou a primeira cruzada levando com ele um mar de gente estupida, despreparada e violenta

Responder

FrancoAtirador

02 de abril de 2018 às 16h12

“A execução da pena antes disso [do trânsito em julgado] viola gravemente a Constituição
num dos elementos fundamentais do Estado Democrático de Direito,
que é um direito individual fundamental” .
Parecer de José Afonso da Silva, Jurista Mais Citado no STF

https://twitter.com/ptbrasil/status/980875042039959552

Responder

    FrancoAtirador

    02 de abril de 2018 às 16h20

    .
    .
    Inciso LVII do Artigo 5º da Constituição Federal de 1988:

    Art 5º … inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade…

    LVII – ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;

    https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10728238/inciso-lvii-do-artigo-5-da-constituicao-federal-de-1988

FrancoAtirador

02 de abril de 2018 às 16h06

No Rio vai ter mobilização com a presença de Lula, Manuela, Boulos e Freixo.

No Circo Voador, às 18h.

Responder

    FrancoAtirador

    02 de abril de 2018 às 16h07

    https://pbs.twimg.com/media/DZoqnuzW4AAlRaw.jpg

    FrancoAtirador

    02 de abril de 2018 às 16h09

    https://pbs.twimg.com/media/DZtLDP7VMAEYSei.jpg

FrancoAtirador

02 de abril de 2018 às 15h58

https://www.facebook.com/ABJuristasPelaDemocracia/videos/188868891729619/

Responder

João

02 de abril de 2018 às 12h56

Chega Marcola, vem nos socorrer

http://www.tijolaco.com.br/blog/a-sublevacao-togada/

A sublevação togada
POR FERNANDO BRITO · 02/04/2018, NO TIJOLAÇO

aliedo

O “manifesto” de juízes e procuradores, disfarçado de “nota técnica”, agora encabeçado pelo indecoroso ex-Procurador da República, Rodrigo Janot -um homem ao qual o recato não durou seis meses e que agora se dedica a questionar sua sucessora e chefe (pois ainda está na ativa) Raquel Dodge – representa uma intolerável sublevação de parte do MP e da Magistratura contra a ordem jurídica.

Não é difícil provar que assim é, apenas substituindo os personagens e o cenário.

Alguém consegue imaginar – para ficar na Justiça que tanto idolatram – um abaixo-assinado de magistrados norte-americanos dizendo como a Suprema Corte deve julgar determinado caso?

Ou figurar que capitães e coronéis subscrevam advertências ao Alto Comando do Exército?

As pressões se tornaram tão intensas que a sessão do STF, na quarta-feira, assume ares não apenas de decisão jurídica mas também de natureza administrativa-disciplinar.

Do contrário, estabelecer-se-á a regra de que as decisões do Supremo, agora, serão tomadas pelos ativismos de juízes e promotores: eles decidem o que a corte vai, apenas, formalizar.

A monstruosidade de relativizar um princípio e, confessadamente, dizer que a falta de provas não é fator desqualificante de uma sentença condenatória, foi apenas o início: o que se tem agora é um levante de togas contra a autoridade do STF.

E não contra ou a favor de uma tese, mas de um homem.

Afinal, a “nota técnica” surgiu apenas agora, quando é o caso de Lula que está em julgamento. Não houve um pio quando a questão foi discutida, despersonalizadamente, ao julgarem-se as liminares nas ações diretas de inconstitucionalidade sobre o tema, aquelas a que, cavilosamente, Carmem Lúcia, tem recusado o julgamento do mérito.

Não é uma questão jurídica, é de ódio ideológico. E não decide que a Lava Jato sobrevive ou não, a não ser que se admita que a Lava Jato só tivesse e tenha como objetivo prender Lula.

É dessa a “tecnica jurídica” que os sublevados estão se servindo: a intimidação de ministros, especialmente Rosa Weber, para ditar o resultado de um julgamento.

Responder

Guilherme

02 de abril de 2018 às 11h49

Alguém precisa avisar ao procurador que seu amigo Moro foi visto cochichando e rindo com Barrabás na entrega de um prêmio da revista Quanto É.

Responder

Orlando

02 de abril de 2018 às 10h26

O fascismo avança com Dallagnol, com o tal de Bretas e com O FILHO DE BOLSONARO

Bolsojúnior quer passageiro armado dentro de avião.Vai comprar sua escopeta ou prefere um fuzil AR-15?

POR FERNANDO BRITO · 02/04/2018, NO TIJOLAÇO

http://www.tijolaco.com.br/blog/bolsojunior-quer-passageiro-armado-dentro-de-aviao/

O grau de insânia das brigadas fascistas chegou ao inimaginável.

Na coluna de Lauro Jardim, noticia-se que o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do capitão, quer liberar o embarque de passageiros armados em vôos comerciais, desde que o viajante possua porte de arma.

É algo que, óbvio, não é permitido em lugar algum do mundo, exceto na Insaniolândia onde vivem os Bolsonaro.

Mesmo que não apareça um louco que queira sacar uma pistola para reclamar do serviço de bordo, apenas o risco de acidentes já tornaria isso uma temeridade, pelos danos à pressurização, aos cabos de energia, comunicação e de manobragem das aeronaves.

Nossas regras já são muito mais liberais que no resto do mundo e permitem que embarquem armados policiais federais, servidores governamentais que justifiquem o porte oficial de armas e agentes de segurança envolvidos na proteção a dignitários estrangeiros, todos com a obrigação de desmunicia-las no embarque.

Os coxinhas, que reclamavam de os aeroportos terem virado “rodoviárias”, estão à beira de arranjarem, agora, o faroeste aéreo.

Responder

L'Amie

02 de abril de 2018 às 09h34

É incrível que alguém como DDPP possa ser ” percur a dor ” , dar palestra infringindo a Lei e não entender o Evangelho que Jesus nos trouxe. Citaçoes: Não é o que entra pela boca que faz mal e Sim o que DELA SAI /// Pedro embainha a tua espada para que por ela não pereças /// Antes de apontares o argueiro no olho de teu irmão, tire a trave do Teu /// Aquilo que Semeares, isto mesmo tu e só tu Colherás /// Dos mandamentos dois se fazem: Ama a Deus em primeiro lugar e em segundo AMA A TEU PRÓXIMO.

Responder

Fernando

02 de abril de 2018 às 09h27

Nossa ! Que homem cristão e santo é o Deltan Dallagnol. Ele jejua para que outra pessoa seja presa injustamente. Ele reza para pedir o mal contra outra pessoa e contra a família dos outros. ‘ Deus mande um raio do céu na cabeça do lula ‘. Que educação esmerada recebeu esse promotor.
Mas é um cara de peroba, falso, hipócrita, fariseu. E por acaso ele jejuou para o Aecio ser preso ?
Já me disseram que os crentes ( protestantes ) rezam pedindo o mal e coisas ruins para outras pessoas e eu não acreditava, mas agora tenho certeza que isto acontece mesmo. Tá aí a prova que a pessoa que me falou isso tem total razão e nao e coisa inventada. É fato verídico.
Nossa que atitude linda, cristã. Desejar o mal dos outros.
Não sabia que quando se faz jejum tem que publicar isso no jornal mundial, mas conhecido como internet.

Responder

Julio Silveira

02 de abril de 2018 às 09h00

Isso se deve a falta de cuidados na admissão ao serviço publico, que permite ser o fator educacional o merito maior e necessario para ingresso. A partir daí qualquer individuo com QI, mesmo que incompativel com as qualidades psicologicas e morais que deveriam existir para admissão ao cargo, ganham acesso. Com direito a fazerem das suas regras, as regras a serem obedecidas para satisfação de egos desajustasos, até sob pena de chantagens. Acabam por imporem-se, de forma aitoritaria, sobre aqueles equilibrados que seguem as regras legais. Aqueles que terminam a mercê, e que geralmente se tornam as vitimas, vendo seus direitis serem negligenciados, ou até sem nenhum direito. O que esse Dallagnol pensa que é? Ou o que pensa que é? Será que pensa ser maior ou melhor do que os milhões de brasileiros que pensam diferente dele ou discordam dele? Ou estar investido no cargo de ptovurador lhe deu super poderes, lhe colocando num nivel muito superios aos dos reles mortais cidadãos, mesmo os inteligentes, deste país?

Responder

    Hamiltom

    02 de abril de 2018 às 11h37

    QUANDO VOCE VOTOU EM UM ANALFABETO ESPERTALHAO PARA PRESIDENTE DA REPUBLICA ENTAO TUDO E POSSIVEL NAO?

    Julio Silveira

    02 de abril de 2018 às 16h56

    Ainda que fosse analfabeto, espettalhão, não seria menos cidadão e possuidor de menos direito que vc, que pelo que diz deve possuir muitos anos de catedra, mas não conseguiu sair de uma anonima mediocridade. Procavelmente por incompetencia, já que acumulo de conhecimento em alguma ou muitas catedras não significa a posse da habilidade necessaria sequer para dirigir um automovel. Possuir inteligencia para dirigir um país, como o Lula fez, com todas as minhas criticas, e o fez com louvor, superando, e muito, as bestas diplomadas que sempre tivemos no comando do país, que nunca nos levaram a melhor lugar, ou a lugar nenhum. Seu problema contra a Lula só posso definir como inveja, daqueka que brota no coração de gente menor, tipo de inveja que nasce nos imbecis, nos yanke dependentes. Uma gente que trai, trairas do povo, trairas de sempre,

oseias caetano da silva

02 de abril de 2018 às 08h34

QUE MERDA QUE CHEGOU ESTE PAÍS, UM PROCURADOR DA JUSTIÇA!!!!!

Responder

JOÃO

02 de abril de 2018 às 06h52

O jejum de Dallagnol não é por falta de dinheiro para comprar comida, porque ele recebe um baita de um salário pago pelo trouxa do contribuinte brasileiro, além de faturar por fora “uns trocados” com palestras e com negócios envolvendo imóveis populares do programa Minha Casa Minha Vida.

PODER
Boulos critica jejum de Dallagnol e suas palestras remuneradas
:

“Deltan Dallagnol, o criador do famoso powerpoint, faz jejum para prisão de Lula. Além de Procurador da República, ele encontra tempo para dar palestras pagas, praticar ‘coaching milagroso’ e pressionar o STF pela internet”, diz Guilherme Boulos, que concorrerá à presidência pelo Psol; neste domingo, Dallagnol anunciou seu jejum pela prisão de Lula

EM SUMA, DALLAGNOL É UM CHARLATÃO

Responder

MARCOS JOSE DE SOUZA

02 de abril de 2018 às 06h23

Enquanto houver a maldade contra pequenos, ou pobres, DEUS nove pra defender desses bandidos carniceiro

Responder

jose carlos lima

02 de abril de 2018 às 04h15

TantanDalanhol o Fenonemo em jejum pela prisão do Lula…

Olha só o nivel, olha só a imaturidade de figuras que tem em mãos o poder de tirar a liberdade, sem provas, de um cidadão. Ou será que estamos numa ditadura teocrática? Ou não seria laico o Estado brasileiro? Que seja levada à ONU mais esta prova do nivel de arbitrariedade e perseguição ao cidadão Lula. De onde vem tanto ódio? Cristão é que não é…

Rômulo de Andrade Moreira, procurador de Justiça:

Promotor não pode contribuir para a condenação injusta de alguém

https://www.conjur.com.br/2014-jul-27/romulo-moreira-promotor-nao-contribuir-condenacao-injusta

Boechat pergunta a Dalanhol porque os tucanos são protegidos pela Lava Jato…

Boeacht insistiu e questionou Dallagnol mais uma vez sobre quando o Ministério Público começará a pedir punições contra políticos tucanos, como o senador José Serra, que é acusado de receber R$ 23 milhões em uma conta secreta na Suíça, ou o senador Aécio Neves, presidente nacional do partido, acusado pela Odebrecht de receber propina de R$ 50 milhões.

https://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/03/boechat-para-dallagnol-quando-a-lava-jato-vai-pegar-politico-do-psdb.htmlDalanhol diz combater a corrupção mas não enxerga a corrupção dos tucanos

Além de Cerveró, outro delator, Pedro Barusco, disse fazer parte de esquema de desvios desde 1996, ainda no Governo FHC

https://brasil.elpais.com/brasil/2016/01/12/politica/1452558757_935906.html

O jejum de Dallagnol pela prisão de Lula vem do antipetismo fanático de sua igreja evangélica em Curitiba

Uma dá dúvida: esse que aplica um descarrego no Dalanhol é o Eliseu Quadrilha sic Padilha

????

https://anisionogueira.wordpress.com/2018/04/01/o-jejum-de-dallagnol-pela-prisao-de-lula-vem-do-antipetismo-fanatico-de-sua-igreja-evangelica-em-curitiba/

A igreja do Dalanhol pega grana do Estado brasileiero para, a titulo de difundir o conhecimento, difundir o fundamentalismo e a ignorância religiosa com mestrado minsitrados por pessoas sem qualificação, as quais aceitam teses tipo “Sai, Satanás”

https://www.brasil247.com/pt/247/parana247/334086/Dallagnol-e-as-igrejas-batistas-como-o-fundamentalismo-religioso-pol%C3%ADtico-do-PR-%C3%A9-bancado-com-dinheiro-p%C3%BAblico.htm

Santo…

Dalanhol amealhou apartamento do Minha Casa Minha Vida, tomando o lugar de quem precisa

https://afinsophia.com/2017/11/18/dcm-exclusivo-dallagnol-comprou-apartamentos-construidos-para-o-minha-casa-minha-vida-por-joaquim-de-carvalho/

Santo….

Nem tudo que é legal é legíitmo: que a lei trate, urgentemente, proibir que esses desvairados usem as redes sociais para manifestação que deveria ser apenas nos autos….

Em que pais civilizado seria permitido a um agente público, no exercício do cargo, se enriquecer ilicitamente

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/faturando-alto-com-palestras-e-com-lula-dallagnol-e-um-caso-raro-de-auto-constrangimento-por-kiko-nogueira/

Santinho do pau oco, Deus tá vendo o quanto és santo…

Cristão é que não és…

Responder

Cláudio

02 de abril de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando:
Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, consultado em 13-10-2016].)
Poema(s) acróstico(s) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :
::
Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )
.:.
L uz do povo brasileiro,
U m digno e fiel lutador,
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.
.:.
L ula livrou 36 milhões da pobreza,
U m feito memorável, sem precedentes,
L utando contra a mídia venal, teve a certeza
A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.
.:.
L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
?????????????????????
::

Responder

Carlos Roberto

01 de abril de 2018 às 23h31

Esse jejum é um pacto com o diabo!
É contra as leis de Deus!

Responder

David

01 de abril de 2018 às 22h11

O capeta está em festa com o jejum do religioso hipócrita.
É a imbecilidade em pessoa.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura