Jeferson Miola: Silêncio de Bolsonaro é assobio para a matilha fascista e seus métodos criminosos

Tempo de leitura: 2 min

Silêncio de Bolsonaro é assobio para a matilha fascista

Por Jeferson Miola, em seu blog

O clima de caos e baderna promovido por empresários e outros agentes fanáticos/lunáticos bolsonaristas não surpreende.

Anarquizar o processo eleitoral com violência e arruaça sempre esteve no horizonte bolsonarista. A horda se inspira no atentado terrorista da extrema-direita estadunidense ao Congresso dos EUA [Capitólio].

Aliás, não por coincidência, Eduardo Bolsonaro estava em Washington naquele 6 de janeiro de 2021 com o objetivo de acompanhar in loco aquele atentado planejado. Ele fez um estágio na investida terrorista liderada pelo próprio presidente dos EUA Donald Trump contra a democracia do seu país.

O silêncio de Bolsonaro em relação ao resultado da eleição de 30 de outubro proclamado há dois dias pelo Tribunal Superior Eleitoral não é mero sintoma de infantilidade ou mera expressão do descompromisso dele com a democracia, com a paz e a normalidade institucional.

Na realidade, o silêncio de Bolsonaro é o assobio para a matilha fascista promover baderna e gerar pânico, caos e confusão no país. Exatamente o que baderneiros estão fazendo com bloqueios de estradas em vários Estados.

Bolsonaro é incompatível com a democracia. E não somente por defender ditaduras, apoiar a tortura e idolatrar torturadores; mas, sobretudo, porque ele atua tenazmente para destruir a democracia com o objetivo de instalar, no seu lugar, um regime autoritário-militar, reacionário e teocrático.

Enquanto a chapa Lula/Alckmin disputou o pleito nos estritos termos das regras eleitorais, a chapa militar Bolsonaro/Braga Netto promoveu uma verdadeira guerra contra a democracia e os mais elementares princípios republicanos.

Nesta guerra para destruir a democracia, o governo lançou mão da mais escandalosa máquina de fraude e corrupção eleitoral.

E não somente por meio de dezenas de bilhões de reais usados para a compra de votos, mas também por meio da ação criminosa coordenada de setores do patronato, fundamentalistas religiosos e agentes públicos, em especial vinculados às Forças Armadas, polícias e setores de inteligência do Estado brasileiro.

O bolsonarismo introduziu um novo padrão de luta política. É uma força-movimento que revoluciona a política, porém, na perspectiva contrarrevolucionária, de retrocessos civilizatórios; na perspectiva de uma contrarrevolução fascista [aqui].

Ao bolsonarismo interessa estrategicamente estimular um clima permanente de pressão e temperatura alta e de pânico e medo.

A recusa de Bolsonaro em aceitar a derrota, portanto, é estratégica para a manutenção deste ambiente de intranquilidade para deslegitimar e combater sem tréguas o governo Lula/Alckmin antes mesmo de tomar posse.

O eventual fim das badernas nas estradas não significará, no entanto, o estabelecimento de um ambiente de paz e normalidade.

Outros métodos arruaceiros e criminosos serão empregados. Esta é a característica do período que se inaugura com a histórica vitória do Lula no dia 30.

Bolsonaro cresce e se fortalece perante sua matilha em contextos de balbúrdia, violência e radicalização.


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

marcio gaúcho

Pois, que venham os lobos! Estaremos prontos para arrancar os seus podres dentes.

Zé Maria

Os Comandantes da Polícia Bolsonarista
estão falando em ‘Greve’ de Caminhoneiros.

Greve é a Puta que os Pariu!
Com o devido perdão à Puta.
.
.
“Caminhoneiros estão sendo intimidados
por bolsonaristas armados”, diz confederação

Segundo a CNTTL, grupos armados que apoiam Jair Bolsonaro
estão realizando bloqueios e intimidando caminhoneiros;

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística
(CNTTL) reafirmou nesta terça-feira (1º) que os bloqueios em estradas
pelo Brasil não são paralisação de caminhoneiros.
A Entidade representa 800 Mil Motoristas Autônomos e Celetistas.

A Confederação pediu às autoridades medidas eficazes para restabelecer a lei e a ordem.

Segundo a CNTTL, grupos bolsonaristas armados estão realizando
bloqueios e intimidando os caminhoneiros de boa-fé..

Os caminhoneiros estão sendo reféns e vítimas desses grupos,
que estão armados, fazem ameaças e os impedem de falarem
com a imprensa.
Isso é extremamente grave”, acusa a CNTLL.

“A Confederação reforça, mais uma vez, que não existe paralisação
de caminhoneiros.

Quem está desrespeitando a Lei e impedindo o direito de ir e vir
dos cidadãos e o trabalho dos caminhoneiros são grupos armados
que não aceitam o resultado democrático e soberano das urnas.

Esses grupos defendem a intervenção militar e volta da ditadura,
pautas antidemocráticas que ferem à nossa Constituição,
o direito de expressão e a liberdade individual”, acrescenta a nota.

[Fonte: Rafael Vazquez/Valor Econômico]
.
.
Nota da CNTTL diz:
“Não existe paralisação de caminhoneiros. Quem está desrespeitando a lei e impedindo o direito de ir e vir dos cidadãos e o trabalho dos caminhoneiros são grupos armados que não aceitam o resultado democrático das urnas”

CNTTL repudia ação antidemocrática nas estradas brasileiras

Em nota, a Confederação defende, acima de tudo, a democracia, ou seja, respeita o resultado soberano das urnas.

[ Reportagem: Viviane Barbosa | CNTTL | 31/10/2022 ]

https://cnttl.org.br/noticia/10573/cnttl-repudia-acao-antidemocratica-nas-estradas-brasileiras

NOTA DA CNTTL

CNTTL repudia ação antidemocrática
de grupos políticos Bolsonaristas
em estradas do Brasil
Segundo afirmam, esses grupos têm apoio
de alguns representantes do Agronegócio,
e estão divulgando a “falsa alegação de que
essa manifestação é dos caminhoneiros”.

Leia a Íntegra da Nota da CNTTL:

“A CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística) repudia veementemente o movimento antidemocrático organizado por grupos rivais bolsonaristas que bloquearam algumas rodovias nesta segunda-feira, 31 de outubro, causando transtornos e represando o transporte de cargas.

Esses grupos, que segundo eles têm apoio de alguns representantes do Agronegócio, estão divulgando a “falsa alegação de que essa manifestação é dos caminhoneiros”.

Importante deixar claro que esse movimento não é organizado pelos trabalhadores. Os caminhoneiros autônomos e celetistas são vítimas desses bloqueios, uma vez, que esses grupos contrataram fretes de caminhões caçambas com pedras e terras para dificultar a passagem nas rodovias, fato que se configura crime!

A CNTTL e as suas entidades filiadas dos modais de transporte repudiam essa atitude e requerem que as autoridades competentes intervenham imediatamente.

Constatamos que em várias rodovias as forças policiais responsáveis estão fazendo “vista grossa” aos bloqueios ilegais e, diante desses fatos, solicitamos às autoridades competentes providências para que a lei seja aplicada, respeitada e se restabeleça a normalização nas estradas.

Os caminhoneiros não podem ser penalizados por esses grupos que defendem interesses partidários e não estão preocupados com a pauta da categoria.

O verdadeiro motivo dessa ação ilegal é que esses grupos não aceitam o resultado democrático e soberano das urnas que elegeu no domingo, dia 30 de outubro, o candidato Luís Inácio Lula da Silva para Presidência da República.

A nossa Confederação e as entidades filiadas exigem dos órgãos competentes que sejam tomadas medidas cabíveis para que a ordem pública e a liberação das rodovias sejam retomadas imediatamente para que os caminhoneiros possam trabalhar com segurança, garantindo assim o seu direito de ir e vir, bem como, a sua sobrevivência econômica.

A pauta dos caminhoneiros não é política, mas econômica. Os 800 mil caminhoneiros autônomos e celetistas da base da CNTTL continuarão a luta pela volta da aposentadoria aos 25 anos de trabalho, pela consolidação Piso Mínimo de Frete, pela criação de pontos de parada e descanso, pela redução do preço do combustível e pela defesa da Petrobras. Essa luta é permanente!

Também enfatizamos que faremos todo o esforço necessário para garantir o respeito do resultado democrático e soberano das urnas no Brasil.

Paulo João Estausia – Presidente da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), vice-presidente da Federação Unitária dos Trabalhadores em Transportes e Pescas da América Latina e do Carib (FUTAC) e conselheiro deliberativo da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF, na sigla em inglês)

Carlos Alberto Litti Dahmer é líder dos caminhoneiros, presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas (SINDITAC) de Ijuí-RS e diretor da CNTTL

Original: https://cnttl.org.br/noticia/10575/cnttl-repudia-acao-antidemocratica-de-grupos-politicos-rivais-em-algumas-estradas
Siga-nos no Facebook: facebook.com/cnttloficial
Assessoria de Imprensa: Mídia Consulte Comunicação Criativa & Marketing

https://cnttl.org.br/noticia/10575/cnttl-repudia-acao-antidemocratica-de-grupos-politicos-rivais-em-algumas-estradas

Zé Maria

.

Bolsolão Recruta Zero não tá chorando num canto do Alvorada,
como estão dizendo por aí. A esta altura, ele já montou um QG
com o 01, o 02 e o 03, junto com os Milicos Mijões Conspiradores
e os Ministros do Núcleo Fascista, que não querem largar o Osso.

Estão todos no UátizÁpi e no Telegrama orientando os Sociopatas
das Estradas. Premeditação e Orquestração pelos Reais Mandantes.

.

Zé Maria

.

Retornamos ao Tema do Tratamento Seletivo Complacente
dado aos Bolsonaristas pela Polícia do Caramunhão.

Se fosse os Sem-Terra ou os Sem-Teto a tocar fogo em Estradas,
já comia Bala, Porrada e Cassetete pra cima dos Negros Pobres.

.

    Zé Maria

    “A Coordenação Nacional do MTST orienta sua militância nos estados
    a organizar manifestações para desbloquear as principais vias de acesso,
    exigindo o Respeito às Eleições.
    Esperamos ser Tão Bem Recebidos pelas Forças de Segurança
    quanto os bolsonaristas estão sendo.”

    https://twitter.com/i/status/1586918810690457600
    “Pois nosso companheiro Augusto, Militante do MTST,
    foi Espancado e Detido pela Polícia Fascista durante
    a Comemoração da Eleição de Lula no domingo.”
    https://twitter.com/MTST/status/1586918810690457600

    Zé Maria

    .

    “Imaginem se fosse o MTST ou o MST
    bloqueando rodovias, o que a PRF
    bolsonarista já teria feito”

    GUILHERME BOULOS
    Deputado Federal Eleito (PSOL/SP)
    https://twitter.com/GuilhermeBoulos/status/1587177402274291713

    .

Zé Maria

Assim começou o Golpe do General Pinochet em 1973 no Chile

Zé Maria

Já estava Escrito no Manual da Extrema-Direita.
.
.
“STF manda desobstruir rodovias,
multar arruaceiros de Bolsonaro
e prender Diretor Geral da PRF
se não se comportar a altura do cargo.
Esse delinquente está comprometendo
a imagem da polícia e Bolsonaro continua
comprometendo a imagem do Brasil
e a vida do Povo.
Criminoso!”
GLEISI HOFFMANN
Deputada Federal Reeleita (PT/PR)
Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores
.
.
Bolsonaro Atenta Contra o Brasil
ao Promover Bloqueio de Estradas

Ao não reconhecer derrota nas urnas,
Bolsonaro estimula parte de seus
apoiadores a bloquear estradas,
mostrando mais uma vez que
não se importa com a população,
a economia e a estabilidade do Brasil

Trata-se de um dos últimos atos
que o Brasil verá de um homem
que nunca se comportou à altura
do cargo de presidente da República.

https://pt.org.br/bolsonaro-atenta-contra-o-brasil-ao-promover-bloqueio-de-estradas/

Deixe seu comentário

Leia também