Ipec: Lula sobe para 46% e soma 51% dos votos válidos; Bolsonaro se mantém com 31%

Tempo de leitura: 3 min
Lula, Bolsonaro, Ciro Gomes e Simone Tebet. Fotomontagem GGN com imagens de Ricardo Stuckert, Agência Brasil e Divulgação

Ipec: Lula passa de 44% para 46%, e Bolsonaro se mantém com 31%

Resultado indica um cenário de estabilidade na disputa, aponta o instituto. Pesquisa foi realizada entre 9 e 11 de setembro. Margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.

Por g1

Pesquisa Ipec divulgada nesta segunda-feira (12), encomendada pela Globo, mostra o ex-presidente Lula (PT) com 46% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 31% na eleição para a Presidência da República em 2022.

Em relação ao levantamento anterior do Ipec, de 5 de setembro, Lula oscilou dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais para cima ou para baixo –antes, tinha 44%; Bolsonaro se manteve com o mesmo percentual de então.

Segundo o Ipec, o resultado indica um cenário de estabilidade na disputa.

Ciro Gomes (PDT) vem em seguida, com 7% das intenções. Na pesquisa anterior, ele tinha 8% –também uma oscilação dentro da margem de erro. Simone Tebet (MDB) se manteve com os 4% do Ipec da semana passada.

Felipe d’Avila (Novo) e Soraya Thronicke (União Brasil) se mantiveram com 1%.

Vera (PSTU), Constituinte Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) foram citados, mas não chegam a 1% cada um. Pablo Marçal (Pros) deixou de constar no levantamento do Ipec porque o TSE indeferiu a candidatura dele.

 

Lula (PT): 46% (44% na pesquisa anterior, em 5 de setembro)

Jair Bolsonaro (PL): 31% (31% na pesquisa anterior)

Ciro Gomes (PDT): 7% (8% na pesquisa anterior)

Simone Tebet (MDB): 4% (4% na pesquisa anterior)

Felipe d’Avila (Novo): 1% (1% na pesquisa anterior)

Soraya Thronicke (União Brasil): 1% (1% na pesquisa anterior)

Vera (PSTU): 0% (0% na pesquisa anterior)

Constituinte Eymael (DC): 0% (0% na pesquisa anterior)

Léo Péricles (UP): 0% (0% na pesquisa anterior)

Padre Kelmon (PTB): 0% (não estava na pesquisa anterior)

Sofia Manzano (PCB): 0% (0% na pesquisa anterior)

Branco/nulo: 6% (6% na pesquisa anterior)

Não sabe/não respondeu: 4% (5% na pesquisa anterior)

A pesquisa ouviu 2.512 pessoas entre os dias 9 e 11 de setembro em 158 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01390/2022.

Destaques

A pesquisa mostra que Lula vai melhor:

entre quem avalia negativamente a gestão Bolsonaro (foi de 75% para 76%);

entre os que vivem no Nordeste (61%, ante 56% do levantamento anterior);

entre as famílias com renda mensal de um salário mínimo (55%, ante 56% no levantamento anterior);

em residências em que ao menos uma pessoa receba auxílio do governo federal (55%, ante 50% no levantamento anterior);

entre pessoas com ensino fundamental (55%, contra 54% na rodada anterior);

entre católicos (52%, contra 50% anteriormente);

entre pretos e pardos (50%, ante 47% no levantamento anterior).

Já Bolsonaro vai melhor:

entre os que acham a gestão dele ótimo ou bom (82%, contra 79% em 5 de setembro);

entre evangélicos (48%, ante 46% na semana passada);

entre os que vivem no Sul (41%, ante 39% na semana passada) e Centro-Oeste (39%, ante 40% no levantamento anterior);

entre homens (mantém-se com 36%);

entre quem tem ensino médio (segue com 35%).

2º turno

O Ipec também pesquisou a intenção de votos no segundo turno. Lula vence por 53% a 36% no cenário pesquisado. O instituto diz não ser possível afirmar neste momento se o petista pode ou não vencer a eleição no primeiro turno.

Lula (PT): 53% (52% na pesquisa anterior, de 5 de setembro)

Bolsonaro (PL): 36% (36% na pesquisa anterior)

Votos válidos

Votos válidos excluem os votos em branco e os nulos. Lula lidera a disputa:

Lula (PT): 51% (50% na pesquisa anterior, de 5 de setembro)

Bolsonaro (PL): 35% (35% na pesquisa anterior)

Ciro (PDT): 8% (9% na pesquisa anterior)

Tebet (MDB): 4% (4% na pesquisa anterior)

 d’Avila (Novo): 1% (1% na pesquisa anterior)

Thronicke (União Brasil): 1% (1% na pesquisa anterior)

Pesquisa espontânea

Na resposta espontânea, em que não são mostrados os nomes dos candidatos, os números de Lula e Bolsonaro seguem próximos da estimulada. Lula tem 44% (ante 42% em 5/9) e Bolsonaro, 30% (mesmo índice do levantamento anterior).

Lula (PT): 44% (42% na pesquisa anterior, em 5 de setembro)

Bolsonaro (PL): 30% (30% na pesquisa anterior)

Ciro (PDT): 5% (4% na pesquisa anterior)

Tebet (MDB): 2% (2% na pesquisa anterior)

d’Avila (Novo): 0% (0% na pesquisa anterior)

Thronicke (União Brasil): 0% (0% na pesquisa anterior)

Constituinte Eymael (DC): 0% (0% na pesquisa anterior)

Sofia Manzano (PCB): 0% (não foi citada na pesquisa anterior)

Léo Péricles (UP): não foi citado

Padre Kelmon (PTB): não foi citado

Vera (PSTU): não foi citada

Branco/nulo: 7% (7% na pesquisa anterior)

Não sabe/não respondeu: 12% (13% na pesquisa anterior)

Leia também:

Datafolha: Lula mantém 45%, Bolsonaro vai a 34%; Ciro tem 7% e Tebet, 5%

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Zé Maria

IPEC (Presencial)
09-11/9/2022
Brasil
Presidente da República
Estimulada
.
Estratificação
.
1. REGIÕES DO BRASIL
.
SUDESTE
(42,64% do Eleitorado Brasileiro)

LULA = 42%

Bolsolão = 32%
Ciro = 7%
Tbt = 4%
Manzano = 1%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 9%
Não Sabe / Não Respondeu = 5%
.
.
NORDESTE
(27,09% do Eleitorado Brasileiro)

LULA = 61%

Bolsolão = 22%
Ciro = 7%
Tbt = 2%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 3%
Não Sabe / Não Respondeu = 2%
.
.
NORTE / CENTRO-OESTE
(15,40% % do Eleitorado Brasileiro)

LULA = 40%

Bolsolão = 39%
Ciro = 7%
Tbt = 4%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 5%
Não Sabe / Não Respondeu = 4%
.
.
SUL
(14,42% % do Eleitorado Brasileiro)

LULA = 36%

Bolsolão = 41%
Ciro = 7%
Tbt = 5%
d’Ávila = 2%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 4%
Não Sabe / Não Respondeu = 5%
.
.
2. CONDIÇÃO DO MUNICÍPIO
.
CAPITAIS

LULA = 45%

Bolsolão = 31%
Ciro = 9%
Tbt = 5%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 6%
Não Sabe / Não Respondeu = 3%
.
.
PERIFERIAS

LULA = 47%

Bolsolão = 25%
Ciro = 7%
Tbt = 3%
Manzano = 1%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 7%
Não Sabe / Não Respondeu = 5%
.
.
INTERIOR

LULA = 46%

Bolsolão = 33%
Ciro = 9%
Tbt = 3%
d’Ávila = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 5%
Não Sabe / Não Respondeu = 4%
.
.
3. PORTE DO MUNICÍPIO (Em Nº de Habitantes)
.
ATÉ 50 MIL

LULA = 51%

Bolsolão = 32%
Ciro = 6%
Tbt = 3%
d’Ávila = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 4%
Não Sabe / Não Respondeu = 4%
.
.
+ DE 50 MIL A 500 MIL

LULA = 44%

Bolsolão = 31%
Ciro = 7%
Tbt = 4%
d’Ávila = 1%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 7%
Não Sabe / Não Respondeu = 5%
.
.
ACIMA DE 500 MIL

LULA = 44%

Bolsolão = 31%
Ciro = 9%
Tbt = 5%
Thronicke = 1%
Outros = 0%

Em Branco / Nulo = 6%
Não Sabe / Não Respondeu = 3%
.
.
Íntegra da Pesquisa IPEC Nacional (09-11/9/2022):

https://www.ipec-inteligencia.com.br/Repository/Files/1117/Job_22_1426-4_Brasil_Relatorio_de_tabelas_Imprensa.pdf

.

    Zé Maria

    .

    Em Relação à Proporção do Eleitorado Brasileiro
    são os Seguintes os Percentuais nos Estratos
    ‘2.Condição do Município’ e ‘3.Porte do Município’,
    respectivamente:
    .
    CAPITAIS = 25% do Total de Eleitores Brasileiros;
    PERIFERIAS = 14% do Total de Eleitores Brasileiros; e
    INTERIOR = 61% do Total de Eleitores Brasileiros.
    .
    Até 50 Mil Eleitores = 33% do Total de Eleitores Brasileiros;
    + de 50 Mil até 500 Mil = 37% do Total de Eleitores Brasileiros; e
    Acima de 500 Mil = 30% do Total de Eleitores Brasileiros.

    .

Zé Maria

Vamos ter que botar Pressão no Rio de Janeiro.
Temos que dar Mais Força pro Freixo.
A Esquerda ali não está dividida, está fragmentada..
E o Ceciliano e o Molon têm que tomar uma Atitude.
O que estiver Melhor na Média das Pesquisas
tem de apoiar o outro.
Senão vão entregar a Vaga no Senado de Bandeja
pro Romário Centrão do Bolsolão.

    Zé Maria

    Em Tempo

    Sobre a Disputa pela Vaga ao Senado pelo Rio de Janeiro,
    entre Ceciliano (PT) e Molon (PSB), um dos Dois vai ter de
    apoiar o Outro que estiver Melhor na Média das Enquetes
    pelo Critério das Preferências Espontâneas.

    Zé Maria

    E o PDT também está dando uma baita ajuda
    pro Bolsolão no Estado do Rio de Janeiro.

    A seguir desse jeito, o Trabalhismo vai perder
    em todos os Níveis. Brizola revolve-se.

    Zé Maria

    .

    A Mais Recente Enquete do IPEC
    para Todos os Cargos Majoritários
    no Estado do Rio de Janeiro (RJ):

    https://www.ipec-inteligencia.com.br/Repository/Files/1111/Job_22_1428-3_Rio_de_Janeiro_Relatorio_de_tabelas_Imprensa.pdf

    .

Deixe seu comentário

Leia também